01. Comunicações – o senhor Presidente fez as seguintes comunicações aos conselheiros: a



Baixar 89.89 Kb.
Encontro25.12.2017
Tamanho89.89 Kb.

ATA 375

Às oito horas e trinta minutos do dia primeiro de setembro do ano dois mil, na sala de reunião do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas, reuniu-se o colendo Conselho de Pós-Graduação, da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, para sua tricentésima septuagésima quinta reunião, sob a Presidência do Professor Liovando Marciano da Costa, com a presença dos Conselheiros Adão de Siqueira Ferreira (substituto do Conselheiro Hildelano Delanusse Theodoro, representante dos discentes de mestrado), Aristéa Alves Azevedo, Claudine Dinali Santos Seixas (representante dos discentes de doutorado), Dario Cardoso de Lima, Francisco Xavier Ribeiro do Vale, German Enrique Cares Cuevas (substituto do Conselheiro Luiz Gonzaga Pompermayer), Hugo Alberto Ruiz, João Eustáquio de Lima, Marcelo Ehlers Loureiro (substituto do Conselheiro Rolf Puschmann), Maria Cristina Dantas Vanetti, Maurílio Alves Moreira, Mauro Aparecido Martinez, Nélio José de Andrade (substituto do Conselheiro Lúcio Alberto de Miranda Gomide), Neuza Maria da Silva, Og Francisco Fonseca de Souza, Pacífico Antônio Diniz Belém, Paulo Sávio Lopes, Sônia Maria Leite Ribeiro do Vale e Tocio Sediyama. Constatado o número legal de presentes, o Senhor Presidente deu início à reunião passando aos assuntos da pauta da reunião. 01. Comunicações – O Senhor Presidente fez as seguintes comunicações aos conselheiros: a) informou que na última reunião dos consultores da CAPES da avaliação continuada ocorrida recentemente, em Brasília, estes verificaram que o tempo de titulação para conclusão dos programas de pós-graduação em algumas áreas do conhecimento continua elevada. Esclareceu que nas áreas de Ciências Biológicas e da Ciências Agrárias este tempo é menor. Ficou evidenciado, nesta reunião, o prejuízo que a participação de profissionais com título de mestre causa aos programas de pós-graduação. Exemplificando citou a situação do Programa de Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas, da Universidade Federal de Viçosa, que das 15 (quinze) defesas de teses ocorridas no ano de mil novecentos e noventa e nove em 3 (três) delas utilizou-se de examinadores com o título de mestre e, em função desta participação, recebeu a avaliação “Regular” no quesito relativo às atividades docentes. Sendo que foi sugerido a avaliação “Ruim”. Informou, ainda, ao Conselheiro Francisco Xavier que foi verificado que os estudantes de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia levam um tempo maior para titular do que os de doutorado e, que isso, deve estar ocorrendo por terem sido prestadas informações equivocadas no relatório do programa. Solicitou que se tomassem as providências necessárias para sanar esta questão de forma que o programa de pós-graduação não venha a ser prejudicado quando da avaliação final. Foram registradas as presenças dos Conselheiros Benedito Rocha Vital e Ciro Alexandre Alves Torres. b) deu conhecimento ao colegiado do ofício da Diretoria de Registro Escolar sobre a solicitação deste a respeito das disciplinas “Estágio em Ensino”, “Problemas Especiais” e “Tópicos Especiais” para a utilização de um código único para as mesmas variando o número dos créditos de 1 (um) a 3 (três), manifestando-se favoravelmente à solicitação, com a ressalva de que não será possível que os estudantes se matriculem em mais de um conteúdo, no mesmo período letivo, de “Estágio em Ensino”, “Problemas Especiais” e “Tópicos Especiais”. Esclarece que isto se deve ao fato de não ser possível matricular um estudante mais de uma vez na mesma disciplina, no mesmo período letivo. Salienta que a partir do momento que esta nova codificação seja definida, os departamentos deverão enviar à Diretoria de Registro Escolar até a Sexta-feira da primeira semana de cada período letivo, a relação dos alunos matriculados nas disciplinas. Além destas informações, os departamentos deverão mandar para a Diretoria de Registro Escolar os programas analíticos das disciplinas “Problemas Especiais” e “Tópicos Especiais”, para que seja possível abrir o número de turmas correspondentes e proceder os registros para cada estudante em seu programa específico. Com relação a não ser possível aos estudantes matricularem-se em mais de uma disciplina com código igual, no mesmo período letivo, o colegiado entende que deve ser permitida, caso haja necessidade, tendo em vista que os conteúdos programáticos são diferentes e com certeza importante para a formação dos estudantes, mas que neste momento seja acatada a proposta da Diretoria de Registro Escolar. 02. Aprovação das Atas 373 e 374 – Submetida à apreciação do colegiado as atas 373 e 374 foram aprovadas com 18 (dezoito) votos favoráveis e 3 (três) abstenções). 03. Homologação de “Ad Referenda” - O colegiado aprovou, por unanimidade, os seguintes “ad Referenda” da Presidência do Conselho de Pós-Graduação da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação: a) Resultado da seleção de candidatos do Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia para iniciar curso no segundo período letivo do ano dois mil, conforme relacionados a seguir: DOUTORADO EM FITOTECNIA - ALEXANDRE AMÉRICO ALMASSY JÚNIOR; ALFREDO HENRIQUE ROCHA GORING (condicionado à defesa de tese); CANDIDA HERMÍNIA C. DE M. BERTINI; CHARLES DE ARAUJO; DELCIO DE CASTRO FELISMINO; FERNANDA ALICE ANTONELLO LONDERO (condicionada à defesa de tese); MARCELO JOSÉ DE CARVALHO (condicionado à defesa de tese) e MARINALVA WOODS PEDROSA. MESTRADO EM FITOTECNIA - ALEXANDRE SHOZU MORII (condicionado à conclusão do curso de graduação); ANDRÉIA MÁRCIA SANTOS DE S. DAVID; ANGELA ALVES DE ALMEIDA; ANTONIO ALONSO CECON NOVO; CLEITON LACERDA GODOY (condicionado à conclusão do curso de graduação); DANIEL NOGUEIRA MARTINS (condicionado à conclusão do curso de graduação); FRANCISCO H. FREIRE PEREIRA (condicionado à conclusão do curso de graduação); ÍTALO MORAES ROCHA GUEDES; MIRIAM KAORI UTIDA; RICARDO CAMARA WERLANG (condicionado à conclusão do curso de graduação) e SERGIO LUIZ AZEVEDO PINTO; b) regularização das matrícula da estudante Luciana Margarete Mendes Rocha, mestranda em Economia Doméstica, relativa ao prmeiro e segundo períodos letivos do ano dois mil. c) Modificação na matrícula da estudante Gisele de Magalhães, mestranda em Ciência e Tecnologia de Alimentos, alterando a sua matrícula de TAL 796 – Problemas Especiais para TAL 795 – Problemas Especiais: Desdobramento da Função Qualidade (QDF) em Alimentos; d) credenciamento do Prof. Frederick Khachik, da Universidade de Maryland-EUA, para atuar como co-orientador da estudante Lorena de Souza Carvalho, mestranda em Ciência e Tecnologia de Alimentos (Proc. 6241/2000); e e) credenciamento de Prof. Ricardo Augusto Lopes Brito, da EMBRAPA, para atuar como co-orientador dos estudantes Fernando Barros de Carvalho Filho, mestrando em Engenharia Agrícola e Adriane Regina Bortolozzo, doutoranda em Engenharia Agrícola (Proc. 5786/2000). Foi registrada a ausência do Conselheiro Hugo. 04. Matrícula fora do prazo estabelecido pelo calendário escolar – O colegiado aprovou, por unanimidade, a solicitação do estudante Rivelino Rovetta, mestrando em Zootecnia, de matrícula fora do prazo. A justificativa apresentada pelo estudante para a solicitação foi a de que se encontrava trabalhando no projeto Educampo, na Cidade de Carlos Chagas-MG na época da matrícula. Como estava ausente do campus solicitou um colega que fizesse a sua matrícula e o mesmo não a efetuou (Proc. 6795/2000). Foi registrada a presença do Conselheiro Hugo. 05. Prorrogação de prazo para conclusão de curso – O colegiado aprovou, com 19 (dezenove) votos favoráveis e 2 (dois) contrários, a solicitação do estudante Gilson Pereira Silva, doutorando em Solos e Nutrição de Plantas, de prorrogar até o mês de janeiro do ano dois mil e um, o prazo para que o mesmo cumpra as exigências do programa (Proc. 5834/2000). Foram registradas as ausências dos Conselheiros Aristéa e German. 06. Mudança de conceito – O colegiado aprovou as seguintes solicitações de mudança de conceito: a) de mudança do conceito “N” para “S’ na disciplina FIP 799 – Pesquisa, cursada no segundo período letivo de mil novecentos e noventa e nove, para o estudante Antônio Ramos Neto, mestrando em Fitopatologia. Esta solicitação foi aprovada com 16 (dezesseis) votos favoráveis e 3 (três) contrários. A Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia esclareceu que até o final do segundo semestre de mil novecentos e noventa e nove o estudante desenvolveu seu trabalho de tese sob a orientação da Professora Rosângela D`Arc de Lima e que por problemas de relacionamento pessoal entre os dois o trabalho de tese estava desenvolvendo-se lentamente. Ao final deste semestre a Professora Rosângela relatou à Comissão Coordenadora do Programa que não mais orientaria o estudante; diante desta posição houve um entendimento de que o mesmo ficaria com o conceito “N” em Pesquisa, sendo este o seu segundo conceito “N” nesta disciplina. A comissão Coordenadora informa que, após esta decisão, o Professor Laércio Zambolim se dispôs a orientar o estudante, razão pela qual embora o conceito “N” tivesse sido encaminhado ao Registro Escolar solicitou, naquela oportunidade, sua alteração, por entender que houve um erro na sua emissão. A Professora Rosângela condicionou a aceitação da substituição do referido conceito desde que o estudante entregasse a ela todos os resultados das análises procedidas e das fichas de controle das amostras coletadas, o que foi atendido. Foi esclarecido ao colegiado que o estudante está desenvolvendo um novo projeto de tese, sob a orientação do Professor Zambolim, e o mesmo afirma que o estudante está realizando trabalho de campo e que não tem tido nenhum problema com o mesmo. (Proc. 659/2000); e b) aprovou, por unanimidade, a solicitação do Professor João Carlos Ker, do Departamento de Solos, solicitando corrigir o seu engano ao emitir conceito para o estudante José Mauro Santini, mestrando em Solos e Nutrição de Plantas, que desistiu do curso a partir de vinte e seis de maio deste ano, na disciplina SOL 625 – Classificação de Solos, o qual recebeu o conceito “A” quando na verdade o correto é o conceito “R”. Com esta decisão, o estudante infringe a alínea c do art. 45 do Regimento Pós-Graduação, estando, portanto, desligado por insuficiência de rendimento acadêmico (Proc. 6610/2000). 07. Permissão para cursar o quarto semestre com conceito acumulado 1,9 para retirar o “R” obtido no primeiro semestre do curso – O colegiado dado o fraco desempenho acadêmico durante o seu programa de Mestrado em Fitotecnia, negou a solicitação do estudante Camilo Augusto Pinto de Oliveira, mestrando em Fitotecnia, de permitir a sua matrícula no quarto semestre letivo com coeficiente inferior ao estabelecido no Regimento de Pós-Graduação. A solicitação do estudante teve 16 (dezesseis) votos desfavoráveis e 2 (duas) abstenções (Proc. 6461/2000). Foram registradas as ausências dos Conselheiros Francisco Xavier e Cristina Vanetti. 08. Matrícula na Disciplina “Estágio em Ensino” no Segundo semestre de 2000 – O colegiado após ampla discussão a respeito de matrícula na disciplina “Estágio em Ensino”, neste segundo período letivo do ano dois mil, que em função da última greve e da desvinculação do calendário escolar da graduação e da pós-graduação acarretou dificuldades para o oferecimento da referida disciplina e considerando que é exigência dos órgãos de fomento o cumprimento desta disciplina, principalmente, para os bolsistas da CAPES e, também, preocupado com o aumento do tempo de titulação média dos Programas de Pós-Graduação aprovou, por unanimidade, o que se segue: a) Permitir a matrícula para todos os estudantes de pós-graduação na disciplina “Estágio em Ensino”; b) iniciar os trabalhos da disciplina em vinte e três de outubro próximo, quando se iniciam as aulas do segundo período letivo do ano 2000 para os estudantes de graduação; e c) flexibilizar o período de mudança do conceito “I”, para os estudantes matriculados nesta disciplina, de dezembro deste ano a vinte e dois de março do ano dois mil e um. 09. Participação de professores, com título de mestre, que estavam credenciados para atuar na pós-graduação da UFV frente ao novo Regimento de Pós-Graduação (Resolução 13/99-CONSU) - O Senhor Presidente informou que vem recebendo constantemente correspondência do Professor Tetuo Hara solicitando o seu descredenciamento das atividades da pós-graduação e que respondeu a todas, e, recentemente, recebeu mais uma e que não vai respondê-la tendo vista que em suas respostas anteriores já informou que apenas está fazendo cumprir o que estabelece o atual Regimento de Pós-Graduação, que, principalmente, tendo em vista que em seu artigo 83, inviabiliza a participação de portadores de título de mestres na pós-graduação da Universidade Federal de Viçosa. Esclarece que, inclusive, sugeriu em uma das respostas ao referido professor encaminhar a sua solicitação ao Conselho Universitário, seguindo orientação da Procuradoria Jurídica da Universidade Federal de Viçosa. Após amplo debate, o colegiado aprovou a proposta do Conselheiro Hugo Ruiz, qual seja, “que seja instruído um processo com as correspondências em poder da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e encaminhar à Procuradoria Jurídica fazendo uma consulta formal a respeito da questão”. O Conselheiro Benedito solicitou que deixasse claro na consulta a situação atual do Professor Tetuo Hara, ou seja, professor aposentado. 10. Criação e Modificação de disciplinas – O colegiado analisando as solicitações de criação e modificação de disciplinas decidiu o que se segue: a) aprovou a modificação do programa analítico da disciplina BIO 600 – Métodos Analíticos em Biologia 4(2-4) I, que teve alterados o número de créditos, a distribuição das aulas teóricas e práticas, as cargas horárias semanal e total, além de atualizadas suas referências bibliográficas (Proc. 2237/2000); b) aprovou a modificação do programa analítico da disciplina ERU 600 – Teoria Microeconômica I 4(4-0) I, que teve alterados a ementa, o número de créditos, a distribuição da carga horária teórica e prática, além de atualizadas suas referências bibliográficas (Proc. 2515/2000); c) aprovou a criação da disciplina TAL 662 – Garantia da Qualidade de Alimentos 4(4-0) I (Proc. 4301/2000); d) aprovou a criação da disciplina FIT 676 – Melhoramento de Espécies de Reprodução Vegetativa 3(2-2) II (Proc. 11164/99); e) aprovou a recodificação das disciplinas que são utilizadas pelo Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” em Educação, conforme discriminadas a seguir: EDU 512 – Psicologia e Educação (antiga EDU 612), EDU 520 – Educação e Desenvolvimento Histórico-Social (antiga EDU 620), EDU 521 – Questões da Educação Brasileira (antiga 621), EDU 522 – Movimentos Sociais e Educação (antiga EDU 622), EDU 523 – Sociologia do Currículo (antiga EDU 623), EDU 530 - Epistemologia das Ciências da Educação (antiga EDU 630), EDU 541 - Políticas Educacionais (antiga EDU 641), EDU 542 – Economia e Educação (antiga EDU 642), EDU 551 – Teoria e Prática Pedagógica I (antiga EDU 650), EDU 552 - Teoria e Prática Pedagógica II (antiga EDU 651), EDU 553 – Tópicos em Ensino de Ciências (antiga EDU 652), EDU 554 – Tópicos Especiais - Matemática (antiga EDU 653), EDU 555 – Metodologia da Língua Portuguesa (antiga EDU 654), EDU 556 – Alternativas de Atendimento à Educação de Jovem e Adultos I (antiga EDU 655), EDU 557 - Alternativas de Atendimento à Educação de Jovem e Adultos II (antiga EDU 656), EDU 558 - Tópicos Especiais: Fundamentos da Educação Especial (antiga EDU 657), EDU 580 – Metodologia de Pesquisa (antiga EDU 680), EDU 597 – Seminário (antiga 681), EDU 582 – Atividades de Pesquisa (antiga EDU 682) e EDU 683 – Monografia (antiga EDU 683) – Proc. 4692/2000. 11. Indicação da Comissão de Gerência do Programa PROF/CAPES – O Senhor Presidente informou da necessidade de se compor a Comissão Institucional de Gerência do Programa PROF/CAPES, conforme estabelece a nova versão do manual do referido programa (Portaria 59/2000-CAPES, de 11.7.2000). Na oportunidade, sugeriu que a referida comissão fosse constituída por 5 (cinco) componentes, sendo 3(três) docentes, 1(um) discente e o Pró-Reitor, como presidente. Dado o avançado da hora, a relevância da questão e que a Administração da Universidade Federal Viçosa está próxima de mudar devido a indicação do novo reitor, o colegiado o colegiado aprovou proposta do Conselheiro Ciro Alexandre, qual seja, “que o assunto fosse retirado de pauta e deixar para tratar deste assunto após a posse da nova administração da Universidade Federal de Viçosa”. A seguir, a reunião foi suspensa, sendo convocada para dar continuidade no próximo dia seis de setembro. Segunda Sessão - Às quatorze horas e trinta minutos do dia seis de setembro do ano dois mil, na sala de reunião do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas, reuniu-se o colendo Conselho de Pós-Graduação, da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, para sua tricentésima septuagésima quinta reunião, sob a Presidência do Professor Liovando Marciano da Costa, com a presença dos Conselheiros Aristéa Alves Azevedo, Aristides Ribeiro (substituto do Conselheiro Marcos Heil Costa), Benedito Rocha Vital, Claudine Dinali Santos Seixas (representante dos discentes de doutorado), Francisco Xavier Ribeiro do Vale, Hildelano Delanusse Theodoro (representante dos discentes de mestrado), Hugo Alberto Ruiz, João Eustáquio de Lima, Joaquim Hernán Patarroyo Salcedo (substituto do Conselheiro Pacífico Antônio Diniz Belém,), José Norberto Muniz, Maria Cristina Dantas Vanetti, Maria Eliana Lopes Ribeiro de Queiróz, Maria Lúcia Calijuri (substituta do Conselheiro Dario Cardoso de Lima), Maurílio Alves Moreira, Mauro Aparecido Martinez, Neuza Maria da Silva, Norivaldo dos Anjos Silva (substituto do Conselheiro Og Francisco Fonseca de Souza), Paulo Sávio Lopes, Rolf Puschmann e Tocio Sediyama. Constatado o número legal de presentes, o Senhor Presidente deu início à reunião passando aos assuntos da pauta da reunião. 01. Resultado dos trabalhos da comissão instituída pelo Ato 15/2000/PPG para tratar da disciplina “Estágio em Ensino” - Foi apresentado ao colegiado o resultado dos trabalhos da comissão instituída pelo Ato 15/2000/PPG para tratar da disciplina “Estágio em Ensino”, a qual apresentamos a seguir: ESTÁGIO EM ENSINO: Objetivos, procedimentos gerais e avaliação - I) Objetivos: O Estágio em Ensino deve fornecer aos estudantes de pós-graduação experiência em ensino, mediante participação efetiva em atividades de docência em disciplinas de graduação, contribuindo para a melhoria destas. O treinamento didático-pedagógico dos estudantes deverá ocorrer, obrigatoriamente, nas seguintes atividades: a) planejamento de aulas; b) preparo de material didático; c) ministrar aulas, teóricas ou práticas, na presença do Professor Responsável pelo Estágio; e d) participação no processo de avaliação da aprendizagem. O treinamento didático-pedagógico dos estudantes poderá ainda incluir, dentre outras, atividades como: a) assistência extra-classe a estudantes; b) auxílio em aulas práticas; e c) participação em projetos de ensino. II) Procedimentos gerais - Cada disciplina de Estágio em Ensino (_ _ _776, _ _ _ 777 e _ _ _778) terá um coordenador, que será responsável pela distribuição dos alunos nas disciplinas de graduação e pelo acompanhamento das atividades desenvolvidas pelos alunos ao longo do semestre. No caso do oferecimento de duas ou três disciplinas simultaneamente pelo departamento, os coordenadores poderão definir os procedimentos em conjunto. O estudante e seu Orientador definirão a disciplina de graduação onde será efetivado o Estágio em Ensino. O aluno atuará sob supervisão direta do Professor Responsável pela turma da disciplina de Graduação (onde se efetivará o Estágio em Ensino) e, ou, pelo coordenador da disciplina Estágio em Ensino. A avaliação final dos estudantes, matriculados no Estágio em Ensino, será feita pelo Professor Responsável pelo Estágio juntamente com o Coordenador da disciplina da pós-graduação. Poderá haver, no máximo, dois alunos da pós-graduação (matriculados no Estágio em Ensino) por turma, teórica ou prática, na disciplina de Graduação. Serão criadas pelo Registro Escolar, após comunicação do Chefe do Departamento, tantas turmas de Estágio em Ensino quantas forem as turmas da disciplina de graduação nas quais houver aluno(s) do Estágio em Ensino atuando. III) Avaliação das disciplinas de Estágio em Ensino - Todas as disciplinas de Estágio em Ensino serão avaliadas, ao final do período letivo, pelos estudantes de pós-graduação regularmente matriculados nas mesmas. A sistemática da avaliação será a seguinte: 1º Passo – A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação encaminha aos Coordenadores de Programa os questionários para a avaliação. 2º Passo – O estudante faz a avaliação da disciplina e devolve o questionário ao Coordenador do Programa para encaminhamento à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. 3º Passo – A Pró-Reitoria faz a análise das avaliações, encaminhando cópias para os coordenadores dos programas e chefes dos departamentos responsáveis pelas disciplinas. Após ampla discussão, o colegiado aprovou a proposta da comissão contemplada com a proposta do Conselheiro Maurílio, qual seja, de que seja computada, na carga horária da disciplina, todas as atividades desenvolvidas pelo estudante na disciplina “Estágio em Ensino”, cuja redação final é a que e segue: ESTÁGIO EM ENSINO: Objetivos, procedimentos gerais e avaliação - I) Objetivos: O Estágio em Ensino deve fornecer aos estudantes de pós-graduação experiência em ensino, mediante participação efetiva em atividades de docência em disciplinas de graduação, contribuindo para a melhoria destas. A carga horária da disciplina será utilizada, obrigatoriamente, para o desenvolvimento das seguintes atividades: a) planejamento de aulas; b) preparo de material didático; c) ministrar aulas, teóricas ou práticas, na presença do Professor Responsável pelo Estágio; e d) participação no processo de avaliação da aprendizagem. O treinamento didático-pedagógico dos estudantes poderá ainda incluir, dentre outras, atividades como: a) assistência extra-classe a estudantes; b) auxílio em aulas práticas; e c) participação em projetos de ensino. II) Procedimentos gerais - Cada disciplina de Estágio em Ensino (_ _ _776, _ _ _ 777 e _ _ _778) terá um coordenador, que será responsável pela distribuição dos alunos nas disciplinas de graduação e pelo acompanhamento das atividades desenvolvidas pelos alunos ao longo do semestre. No caso do oferecimento de duas ou três disciplinas simultaneamente pelo departamento, os coordenadores poderão definir os procedimentos em conjunto. O estudante e seu orientador definirão a disciplina de graduação onde será efetivado o Estágio em Ensino. O aluno atuará sob supervisão direta do Professor Responsável pela turma da disciplina de Graduação (onde se efetivará o Estágio em Ensino) e, ou, pelo coordenador da disciplina Estágio em Ensino. A avaliação final dos estudantes, matriculados no Estágio em Ensino, será feita pelo Professor Responsável pelo Estágio juntamente com o Coordenador da disciplina da pós-graduação. Poderá haver, no máximo, dois alunos da pós-graduação (matriculados no Estágio em Ensino) por turma, teórica ou prática, na disciplina de Graduação. Serão criadas pelo Registro Escolar, após comunicação do Chefe do Departamento, tantas turmas de Estágio em Ensino quantas forem as turmas da disciplina de graduação nas quais houver aluno(s) do Estágio em Ensino atuando. III) Avaliação das disciplinas de Estágio em Ensino - Todas as disciplinas de Estágio em Ensino serão avaliadas, ao final do período letivo, pelos estudantes de pós-graduação regularmente matriculados nas mesmas. A sistemática da avaliação será a seguinte: 1º Passo – A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação encaminha aos Coordenadores de Programa os questionários para a avaliação. 2º Passo – O estudante faz a avaliação da disciplina e devolve o questionário ao Coordenador do Programa para encaminhamento à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. 3º Passo – A Pró-Reitoria faz a análise das avaliações, encaminhando cópias para os coordenadores dos programas e chefes dos departamentos responsáveis pelas disciplinas. O colegiado, ainda, decidiu, que a referida comissão elaborasse um documento mostrando a situação dos estudantes que cumpriram ou não a disciplina “Estágio em Ensino” e apresentar sugestões visando estabelecer critérios, para que seja solicitado à CAPES estudar a possibilidade de se dispensar o cumprimento desta disciplina para os estudantes que iniciaram seus programas de pós-graduação antes do segundo período letivo de mil novecentos e noventa e nove, quando foi instituída na Universidade Federal de Viçosa, oficialmente, a obrigatoriedade de se exigir a disciplina “Estágio em Ensino”. Durante a discussão deste item da reunião foram registradas as ausências dos Conselheiros Hugo Ruiz e Neuza. 02. Proposta de implantação do Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Meteorologia Agrícola (Proc. 4380/2000) - Com base no parecer do relator o colegiado decidiu que o processo retornasse ao Departamento de Engenharia Agrícola para reformular a proposta do Programa de Doutorado em Meteorologia Agrícola e retornar ao plenário do Conselho de Pós-Graduação para nova apreciação. Durante a discussão deste item da reunião foram registradas as ausências dos Conselheiros Benedito Vital, Cristina Vanetti, Norivaldo e Maria Eliana. Dado o avançado da hora, a reunião foi suspensa, sendo informado ao colegiado que, posteriormente, seria feita convocação para dar continuidade a esta reunião. Terceira Sessão – Às oito horas e trinta minutos do dia vinte e nove de setembro do ano dois mil, na sala de reunião do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas, reuniu-se o colendo Conselho de Pós-Graduação, da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, para sua tricentésima septuagésima quinta reunião, sob a Presidência do Professor Liovando Marciano da Costa, com a presença dos Conselheiros Aristéa Alves Azevedo, Aristides Ribeiro (substituto do Conselheiro Marcos Heil Costa), Claudine Dinali Santos Seixas (representante dos discentes de doutorado), Cláudio Horst Bruckner (substituto do Conselheiro Paulo Sávio Lopes), Dario Cardoso de Lima, Francisco Affonso Ferreira (substituto do Conselheiro Tocio Sediyama), Francisco Murilo Zerbini Júnior (substituto do Conselheiro Francisco Xavier Ribeiro do Vale), German Enrique Cares Cuevas (substituto do Conselheiro Luiz Gonzaga Pompermayer), Hildelano Delanusse Theodoro (representante dos discentes de mestrado), Hugo Alberto Ruiz, João Eustáquio de Lima, Pacífico Antônio Diniz Belém, José Norberto Muniz, Lúcio Alberto de Miranda Gomide, Maria Cristina Dantas Vanetti, Maurílio Alves Moreira, Mauro Aparecido Martinez, Neuza Maria da Silva, Og Francisco Fonseca de Souza e Rolf Puschmann. Constatado o número legal de presentes, o Senhor Presidente deu início à reunião passando aos assuntos da pauta da reunião. 01. Comunicações – O Senhor Presidente fez as seguintes comunicações aos conselheiros: a) fez um breve relato da visita dos consultores internacionais da CAPES que estiveram visitando os programas de pós-graduação da Universidade Federal de Viçosa, com conceitos 6 e 7, informando que os mesmos tiveram um ótima impressão dos programas de pós-graduação e da nossa Universidade como um todo. Informou que o relatório final desta visita feito por estes consultores foi encaminhado a todos os programas de pós-graduação para conhecimento; b) deu conhecimento da correspondência do Professor Vicente de Paula Lélis, Diretor de Registro Escolar, na qual reitera que não será possível aos estudantes se matricularem em mais de uma vez nas disciplinas “Problemas Especiais”, “Estágio em Ensino” e “Tópicos Especiais” no mesmo período letivo. Além disto, o Senhor Presidente informou que há necessidade, em função da decisão deste colegiado, de se ter codificação única para estas disciplina e definir qual o código a ser utilizado para as mesmas. Após ampla discussão, o colegiado decidiu retornar atrás em sua decisão de se utilizar código único mantendo a codificação tripla para estas disciplinas, cabendo a cada Coordenação de Pós-Graduação a definição de quais as que serão oferecidas por seus programas. O conselheiro Og Francisco comentou que toda esta discussão iniciou com o processo número (1186/2000), da sua Coordenação, solicitando a extinção das disciplinas BAN 776 – Estágio em Ensino, BAN 777 – Estágio em Ensino, BAN 794 – Problemas Especiais e BAN 795 – Problemas Especiais e indagou ao Senhor Presidente se poderia, então, dar prosseguimento ao mesmo, o que foi autorizado. O Senhor Presidente aproveitou a oportunidade para solicitar que os programas de pós-graduação façam um levantamento no rol das disciplinas oferecidas no sentido de se enxugar o número das mesmas uma vez que muitas das disciplinas listadas nos programas há muito não são oferecidas e este é um fator negativo quando da avaliação pela CAPES; c) deu conhecimento da correspondência do Professor German Enrique Cares Cuevas, solicitando ao Conselho de Pós-Graduação a dispensa da alteração das disciplinas utilizadas no Curso de Pós-Graduação em Ciências (Biologia, Física e Química) e Matemática (Proc. 91/5396), oferecido pelo NEICIM, conforme decisão deste colegiado quando da autorização de reoferecimento deste curso em sua tricentésima sexagésima nona reunião, ocorrida em vinte e dois de novembro de mil novecentos e noventa e nove. Apresenta como justificativas: 1) o curso foi aprovado no seu projeto original; 2) este oferecimento será único, estando, portanto, extinto após a sua conclusão; e 3) uma nova proposta de curso similar, será apresentada de acordo com o Regimento de Pós-Graduação, em vigor. O Senhor Presidente esclareceu ao colegiado que realizou uma reunião com os chefes de departamentos e a Coordenação do NEICIM e que na mesma houve um acordo para se realizar a codificação das disciplinas mas, posteriormente, alguns deles mudaram de posicionamento e não estão aceitando realizar a alteração. Informa que o curso está em funcionamento com alunos já matriculados e, que, neste momento, a Universidade tem a responsabilidade com estes alunos, não podendo simplesmente encerrar as atividades do curso tendo em vista o retorno negativo desta decisão. O colegiado, após debater o assunto, aprovou a solicitação Professor German tendo em vista que esta será a última turma a ser oferecida de acordo com o projeto inicial; d) deu conhecimento ao colegiado da preocupação da Diretoria Financeira da Universidade Federal de Viçosa com alguns programas de pós-graduação que estão utilizando pouco os recursos financeiros do Convênio CAPES/PROF tanto de capital quanto de custeio. Informou que tem programa de pós-graduação com mais de cinqüenta porcento dos recursos sem gastar e alertou para a dificuldade encontrada na tramitação dos pedidos de compras, principalmente, com os recursos de capital; e e) deu conhecimento ao plenário da proposta de regimento interno da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, elaborada pela Secretaria de Órgãos Colegiados, para ser apreciada pelo Conselho de Pesquisa e pelo Conselho de Pós-Graduação da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação e, posteriormente, pelos outros órgãos da Universidade. O Senhor Presidente sugeriu que fosse indicada uma comissão composta por 5 (cinco) membros, sendo 2 (dois) membros do Conselho de Pesquisa, 2 (dois) do Conselho de Pós-Graduação e 1 (um) representante estudante. Foram indicados pelo colegiado para participarem desta comissão, como representantes do Conselho de Pós-Graduação, as Professoras Aristéa Alves Azevedo, Neuza Maria da Silva e o estudante Hildelano Delanusse Theodoro. A Professora Aristéa propôs que os membros deste colegiado realizassem os seus trabalhos e depois de pronto reuniriam-se com os membros escolhidos pelo Conselho de Pesquisa para elaborarem o documento final, com o que o colegiado concordou. 02. Credenciamento de professores e técnicos para atuarem na pós-graduação da UFV - O colegiado em votação, uninominal e secreta, aprovou, por unanimidade, o credenciamento dos professores/técnicos para atuarem na pós-graduação da Universidade Federal de Viçosa, conforme discriminados a seguir: a) Prof. Antônio de Pádua Nunes Tomasi, da UEMG, para atuar como conselheiro dos estudantes Alessandra Gomes Mendes e Luciano Rodrigues Costa, mestrandos em Extensão Rural (Proc. 5754/2000); b) Prof. Antônio José de Almeida Meirelles, da UNICAMP, para atuar como co-orientador do estudante Elias de Souza Monteiro Filho, mestrando em Ciência e Tecnologia de Alimentos (Proc. 6240/2000); c) Dr. João Batista Teixeira, da EMBRAPA, para atuar como conselheiro da estudante Cristina Salgado Junqueira, mestranda em Fitotecnia (Proc. 5927/2000); d) Prof. Moacir de Souza Dias Júnior, da UFLA, para atuar como conselheiro do estudante Jackson Antônio Barbosa, doutorando em Engenharia Agrícola (Proc. 5604/2000); e) Dra. Rosires Deliza, da EMBRAPA, para atuar como conselheira da estudante Maria Inês de Souza Dantas, mestranda em Ciência e Tecnologia de Alimentos (Proc. 6239/2000); f) Dr. Rolando A. Flores Galarza, da Kansas State University, para atuar co-orientador do estudante Luís César da Silva, doutorando em Engenharia Agrícola (Proc. 6752/2000). Foi registrada a presença do Conselheiro Benedito Rocha Vital. g) autorizou a participação dos professores Ernani Paulino do Lago, José Dantas Ribeiro Filho e Paulo Renato dos Santos Costa no Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” em Clínica e Cirurgia Clínicas. Quanto à participação do Professor Jorge José Rio Tinto de Matos fica condicionada à apresentação de documento comprobatório de que cumpriu todas as exigências para a obtenção do título de mestre (Proc. 5920/2000). 03. Emissão de Certificado de Especialização do Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” em Educação Física – O colegiado aprovou a emissão do Certificado de Especialização em Educação Física para o estudante Everton de Castro Vitorino (Proc. 2900/96). 04. Entrega de tese fora do prazo - O colegiado aprovou, com 20 (vinte) votos favoráveis e 1 (uma) abstenção, a solicitação do estudante José Marcos Foloni, mestrando em Solos e Nutrição de Plantas, de entrega de tese à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação fora do prazo regimental (Proc. 5007/2000). Foi registrada a presença do Conselheiro Ciro Alexandre Alves Torres. 05. Homologação de nomes dos estudantes que receberam títulos de pós-graduação no final do II/99 e no período de janeiro a agosto/2000 – Tendo em vista a nova sistemática para homologação de títulos obtidos por estudantes de pós-graduação após a vigência do novo Regimento de Pós-Graduação o colegiado reconheceu a emissão de títulos aos estudantes que cumpriram a exigência de seus programas de pós-graduação, no período compreendido entre dezenove de novembro de mil novecentos noventa e nove a trinta e um de agosto de ano dois mil, conforme discriminados a seguir: MESTRADO EM AGROQUÍMICA – Cherrine Kelce Pires, Jeferson Chagas do Nascimento, Leonardo Francisco de Souza, Lourdes Cardoso, de Souza Neta, Madson de Godoi Pereira, Patrícia Silvana da Silva, Raquel Andrade e Wander Lopes Pereira. MESTRADO EM BOTÂNICA – Alexandre Horácio Couto Bittencourt, Andréia Fonseca Silva, Anelisa Senra de Azevedo, Kellen Lagares Ferreira Silva, Mássimo Giuseppe Bovini e Roseli Lopes da Costa Bortoluzzi. MESTRADO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS – Denise Teresinha de Sales Tibúrcio, Ivy Scorzi Caselli, Paulo Rogério Fontes, Renato Souza Cruz, Ricardo Ichiro Sakate, Robert Taylor Rocha Bezerra e Túlio Carneiro Barquete. DOUTORADO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS – Maria Sônia Lopes Duarte. MESTRADO EM CIÊNCIA FLORESTAL – Aderbal Gomes da Silva, Adelson de Azevedo Moreira, Alcides Gatto, Anderson Luciano Piacezzi Baptista, Andrea nogueira Dias, Cristina Machado Egreja, Danyella Oliveira Perissotto, Efigênio Teixeira Lopes, Elias Salvador, Elcione do Socorro Barbosa Pamplona, Flávio Santos Leopoldino, Gabriel de Magalhães Miranda, Geraldo Erli de Faria, Jovani Polezi Pessotti, Juan Carlos Flores López, Luciana Suaid Tomazi Vasco, Paulo Augusto Lopes de Barros, Sérgio Adriano Soares Vita, Ângelo Sartori Neto,Tarcísio Faria Ozório e Vicente de Paula Simões de Melo. DOUTORADO EM CIÊNCIA FLORESTAL – Alfredo Petrauski, Dalila Campos de Medeiros Fernandes, Fábio Akira Mori, Jorge Mitiyo Maêda, José Franklin Chichorro, Laércio Antônio Gonçalves Jacovini, Luiz Fernando Schettino, Omar Daniel, Sebastião Lourenço de Assis Júnior, Sebastião Renato Valverde e Shirley Souto Araújo Dantas. MESTRADO EM ECONOMIA DOMÉSTICA – Carmem Lúcia Santos, Denilce Pena Couto, Maria Bárbara Nascimento e Moura e Regina Ester Santini. MESTRADO EM ECONOMIA RURAL – Emanuel Malta Falcão Caloête, Luiz Batista Alves e Mayra Batista Bittencourt DOUTORADO EM ECONOMIA RURAL – Josana Alves de Santana, Marcelo José Braga, Niraldo José Ponciano e Renato Nunes da Silva. MESTRADO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA – Edney Leandro da Vitória, Elton Fialho dos Reis, Henrique Queiróz Borges, Leonardo da Silva Hamacher, Mauro Ivo Martins Quaresma Filho, Raimundo Sirino Rodrigues Filho, Renildo Luiz Mion, Ricardo Santos Silva Amorim, Saulo Campana, Sandra Parreiras Pereira Fonseca, Sílvio Bueno Pereira e Viviane dos Santos Brandão. DOUTORADO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA – Brauliro Gonçalves Leal, Raimundo Rodrigues Gomes Filho e Ronaldo Freire Moura. ENGENHARIA CIVIL – Cláudio Sarmento Amado, Vanesse Vieira e Waldson José de Souza. MESTRADO EM ENTOMOLOGIA – Cléa dos Santos Ferreira Mariano, Daniel de Brito Fragoso, Flávio Marquini da Silva, Lídia Maria Ruv Carelli Barreto, Mara Lúcia de Azevedo Santos, Marcos Rafael Gusmão e Mírian Fernandes Furtado Michereff. MESTRADO EM EXTENSÃO RURAL – André Luís Torres, Andréa Alice da Cunha Faria, Andréa de Paula Roberto, Adriana Araújo Passos, Antônio de Figueiredo Vieira, Lucirene Florentino de Morais e Rosângela Costa Alves. MESTRADO EM FISIOLOGIA VEGETAL Emerson Alves da Silva, Fábio Tebaldi Silveira Nogueira, Fátima Cerqueira Alvim, José Alissandro Bezerra da Silva e Régis Borges. DOUTORADO EM FISIOLOGIA VEGETAL – Fernando Teixeira Gomes, Nelson Delú Filho e Marco Antônio Galeas Aguilar. MESTRADO EM FITOPATOLOGIA – Antônio Sérgio Kimus Braz, Edival Ângelo Valverde Zauza, Fabrício de Ávila Rodrigues, Jânia Lília da Silva Bentes, Luciana Pimenta Ambrozevicius e Rivadalve Coelho Gonçalves. DOUTORADO EM FITOPATOLOGIA – Eugênio Alfredo Sanfuentes Von Stowasser, Hélcio Costa e José Cristino Abreu de Araújo. MESTRADO EM FITOTECNIA – André Nunes Loula Torres, Alineáurea Florentino Silva, Antônio Decarlos Neto, Cláudia Yumi Abiko, Daniel Stoffel, Helena Bousada de Melo, Josimar de Souza Andrade, Juliana Carvalho Rodrigues, Liv Soares Severino, Luiz Manoel de Santana, Márcia Cristina Calixto, Marley Rosa dos Santos, Marlon Dutra Degli Esposti, Mauro Lúcio Ferreira, Nilton Tapias Fernandes, Raquel Alves de Freitas, Sérgio de Oliveira Procópio, Simone Tiemi Takeda e Taís de Moraes Falleiro. DOUTORADO EM FITOTECNIA – Aurora Yoshiko Sato, Carlos César Evangelista de Menezes, Carlos Domingos da Silva, Maria do Carmo Lana Braccini, Rejane Maria Nunes de Mendonça, Roberto Kazuhiko Zito e Sânzio Mollica Vidigal. MESTRADO EM GENÉTICA E MELHORAMENTO – Ana Paula de Almeida Caixeiro, Ana Paula Ribeiro de Jesus, Lucas Koshy Naoe, Luiz Antônio Serrão Contim, Maria Rita de Cássia Campos, Marla Piumbini Rocha, Ricardo Lopes, Rodrigo Salles e Portugal, Rogério Luiz Backes e Virgínia Helena de Azevedo. DOUTORADO EM GENÉTICA E MELHORAMENTO – Aldo Shimoya, Bruno Grimaldo Martinho Churata, Edésio Fialho dos Reis, Edilson Romais Schmildt, João Luiz Borsoi Filho, Maria José Batarda da Silva Granate Sá e Melo Marques e Marta Fonseca Martins e Sílvia Nietsche. MESTRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA – Alessandra Maria da Silva, Christine Souza Martins, José Gomes Pereira, Paulo Renato dos Santos Costa, Ricardo Wagner Dias Portela, Séfora Vieira da Silva G. de Barros e Vânia Viana Ribeiro. MESTRADO EM METEOROLOGIA AGRÍCOLA – Tarcísio da Silveira Barra. MESTRADO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA – Ângela Froelich, Alexsandra Nunes Genari, Carlos Augusto Chamoun do Carmo, Denise Mara Soares Bazzolli, Gabriel Isaías Lee Tuñon, Luciane Tavares da Cunha, Patríca Gomes Cardoso, Ricardo Genari. MESTRADO EM SOLOS E NUTRIÇÃO DE PLANTAS – Gilmar do Amaral, Marcelo Metri Corrêa, Nelci Olszevski e Salomão Santana Filho. DOUTORADO EM SOLOS E NUTRIÇÃO DE PLANTAS – Antônio Francisco Sá e Melo Marques, Célida Socorro Vieira dos Santos, Raphael Bragança Alves Fernandes e Waldir José Pinheiro Reis. MESTRADO EM ZOOTECNIA - Anel Atêncio Tejedor, Carlos Maurício Soares de Andrade, Daniele Rebouças Santana Loures, Elisa Cristina Modesto, Emerson Alexandrino, Hélida Cristhine de Freitas Monteiro, Hélio Paulo Pereira Filho, Josvaldo Rodrigues Ataíde Júnior, Luciene Lomas Santiago, Magno José Duarte Cândido, Marcos José Alves, Miguel Marques Gontijo Neto, Ricardo Viana Nunes, Marcelo Pádua Rodrigues e Virgínia Mendes Cipriano Lira. DOUTORADO EM ZOOTECNIA – Antônia Sherlânia Chaves Véras, Edílson Rezende Cappelle, Elzânia Sales Pereira, Giovanni Ribeiro de Carvalho, Júlio Maria Ribeiro Pupa, Karina Guimarães Ribeiro, José Humberto Vilar da Silva, Maria Izabel Vieira de Almeida, Osvaldo Pinto Ribeiro Filho, Sandra Lúcia da Silva Tavares e Wilson Moreira Dutra Júnior. EXTRAPAUTA – O colegiado, ainda, analisou e deliberou a respeito das solicitações que se seguem. 01. Solicitação de matrícula fora do prazo – O colegiado aprovou as solicitações de matrícula fora do prazo, conforme discriminadas as seguir: a) do estudante Evando Luiz Coelho, mestrando em Fitotecnia, relativa ao primeiro período letivo de 2000 (Proc. 7295/2000); b) da estudante Cláudia Alencar Vanetti, doutoranda em Fitopatologia, relativa ao primeiro período letivo de 2000 e a regularização da sua matrícula do segundo período letivo de 2000 (Proc. 6915/2000); e c) do estudante Wagner Luiz Lourenzani, mestrando em Ciência e Tecnologia de Alimentos, relativa ao segundo período letivo de 2000 (Proc. 8085/2000). 02. Prorrogação de Prazo para conclusão de curso - O colegiado aprovou as solicitações de prorrogação de prazo para conclusão, conforme discriminadas as seguir: a) prorrogou até vinte e três de dezembro do ano dois mil, o prazo para o estudante Manuel Vasquez Vidal Júnior, cumprir as exigências do Doutorado em Zootecnia (Proc. 7131/2000); e b) prorrogou até primeiro de dezembro do ano dois mil, o prazo para a estudante Lucimar da Silva Rezende, cumprir as exigências do Mestrado em Engenharia Agrícola (Proc. 6881/2000). Na oportunidade, foi discutida a preocupação do Professor Rubens Alves Oliveira, orientador da estudante, quanto a aplicabilidade do artigo terceiro do Regimento de Pós-Graduação, no que se refere às durações mínima e máxima dos programas de pós-graduação, tendo em vista que consta no Regimento que estas contam a partir da data de admissão e, que, no entanto, a informação repassada pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação é contada em semestres letivos. Esclarece que a sua preocupação decorre do fato de que a análise do texto constante no Regimento de Pós-Graduação indicou a ele que a data limite para que a estudante concluísse o seu programa de pós-graduação como sendo primeiro de outubro do ano dois mil, uma vez que a estudante ingressou no seu programa em primeiro de outubro do ano de mil novecentos e noventa e seis. O colegiado entendeu que o professor Rubens está com razão. Foi registrada a ausência do Conselheiro German. 03. Mudança de conceito - O colegiado aprovou as solicitações de mudanças de conceitos de disciplinas, conforme discriminadas as seguir: a) da disciplina ERU 790 – Política Agrícola, cursada, no primeiro período letivo do ano 2000, pelo estudante Luiz Cláudio Normando, doutorando em Economia Rural, passando de “A” para “R”. Com esta mudança de conceito o referido estudante está desligado por insuficiência de rendimento acadêmico por infringir o artigo 45 do Regimento de Pós-Graduação (Proc.7917/2000); b) da disciplina ENG 617 - Micrometeorologia, cursada, no segundo período letivo do ano 1999, pelas estudantes Meire Lúcia C. Berbert, e Sílvia de N. M. dos Santos, mestrandas em Meteorologia Agrícola, sendo que o conceito da primeira estudante passará de “A” para “B” e a da segunda de “B” para “A” (Proc. 3166/2000); e c) da disciplina CIV 631 – Geologia para Engenheiros, cursada, no primeiro período letivo do ano 2000, pelo estudante André Luiz Oliveira de Melo, mestrando em Engenharia Civil, passando de “B” para “A” (Proc. 7265/2000). 04. Matrícula em caráter especial – O colegiado aprovou a solicitação da Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Solos e Nutrição de Plantas para que o estudante Felipe Nogueira Bello Simas possa matricular-se, em seu primeiro semestre letivo no Mestrado, exclusivamente, na disciplina SOL 799 – Pesquisa, que terá início a partir de vinte e três de outubro do ano dois mil. Tal solicitação visa, estando o estudante autorizado pelo Conselho de Pós-Graduação a matricular-se em disciplina que não confere créditos, não prejudicá-lo ao final do período letivo em relação ao seu rendimento acadêmico. Deve ser observado pelo estudante e pelo seu orientador que o coeficiente de rendimento do próximo período letivo e os seguintes seguirão o estabelecido no artigo 45, do Regimento de Pós-Graduação. Foram registradas as ausências dos Conselheiros Aristides e Mauro Martinez. 05. Inclusão de disciplina fora do prazo – O colegiado aprovou a solicitação da estudante Poliane Ferreira Alfenas, mestranda em Genética e Melhoramento, de inclusão em sua matrícula da disciplina FIP 606 – Técnicas Experimentais em Fitopatologia fora do prazo estabelecido pelo calendário escolar, relativo ao segundo período letivo de 2000 (Proc. 7896/2000). 06. Criação e modificação de disciplinas - O colegiado analisando as solicitações de criação e modificação de disciplinas decidiu o que se segue: a) aprovou a modificação dos programas analíticos das disciplinas CIV 611 – Técnicas de Melhoramento dos Solos 4(4-0) I, que teve alterados a ementa, o número de créditos e a carga horária semanal; CIV 615 – Mecânica dos Pavimentos 4(4-0) II, que teve alterado a ementa; CIV 630 – Análises de Tensões e Deformações nos Solos 3(3-0) I, que teve alterado a ementa; CIV 631 – Geologia para Engenheiros 3(3-0) I, que teve alterado a ementa; CIV 632 – Mecânica dos Solos Avançada 3(2-2) I, que teve alterado a ementa; CIV 633 – Estabilidade de Taludes e Obras de Arrimo 4(3-2) II, que teve alterados a ementa, o número de créditos e as cargas horárias semanal e total; CIV 634 – Fundações 4(3-2) II, que teve alterado a ementa; CIV 635 – Barragens de Terra e Enrocamento 3(2-2) II, teve apenas atualizada as referências bibliográficas); CIV 636 – Instrumentalização e Ensaios Especiais em Solos 4(2-4) II, que teve alterados a ementa, o número de créditos e as cargas horárias semanal e total; CIV 637 - Sistemas de Informações Geográficas 4(4-0) I, que teve alterados a ementa, o número de créditos e a carga horária semanal; CIV 652 – Métodos Numéricos em Geotecnia 3(2-2) II, que teve alterados a ementa, o número de créditos e as cargas horárias semanal e total; CIV 653 – Modelagem Numérica do Comportamento de Solos 3(3-0) I, que teve alterado a ementa); CIV 794 - Problemas Especiais 1( - ) I e II, que teve alterado a ementa; CIV 795 – Problemas Especiais 2( - ) I e II, que teve alterado a ementa; e CIV 796 – Problemas Especiais 3( - ) I e II, que teve alterado a ementa. Todas as disciplinas tiveram, ainda, atualizadas as suas referências bibliográficas; e aprovou a criação das disciplinas CIV 790 – Tópicos Especiais 1( - ) I e II; CIV 791 – Tópicos Especiais 2( - ) I e II; e CIV 792 – Tópicos Especiais 3( - ) I e II (Proc. 5435/2000); b) aprovou a criação da disciplina TAL 691 – Análise de Experimentos de Alimentos 2(0-4) I e II (Proc. 2878/2000); c) aprovou a criação da disciplina FIT 675 – Melhoramento de Plantas em Condições de Estresses Abióticos 3(3-0) I, condicionada à revisão das referências bibliográficas e a retirada dos periódicos (Proc. 1729/2000). 07. Oferecimento do Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” em Proteção de Plantas no ano 2000 – O colegiado aprovou a solicitação da Coordenação do Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” em Proteção de Plantas para oferecê-lo no ano dois mil. 08. Credenciamento de professores e técnicos para atuarem na pós-graduação da UFV - O colegiado em votação, uninominal e secreta, aprovou, por unanimidade, o credenciamento dos professores/técnicos para atuarem na pós-graduação da Universidade Federal de Viçosa, conforme discriminados a seguir: a) Prof. Donald J. Huber , da Universidade da Flórida, para atuar como co-orientador da estudante Márcia Lima Moura, doutoranda em Fisiologia Vegetal (Proc. 1773/2000); b) Profª Maria Cristina Marcucci Ribeiro, da Universidade Bandeirante de São Paulo, para lecionar a disciplina BAN 792 - Métodos Cromatográficos Aplicados à Análise de Produtos Apícolas, sob a coordenação do Professor Dejair Message. O colegiado decidiu que este tipo de credenciamento, ou seja, apenas para lecionar, não deve vir ao colegiado e que é responsabilidade da Coordenação dos Programas de Pós-Graduação verificar se a pessoa que vai lecionar atende aos pré-requisitos estabelecidos para atuar na pós-graduação. O colegiado orientou no sentido de que quando do encaminhamento do programa analítico da disciplina à Diretoria de Registro Escolar, deve-se anexar um currículo resumido do docente que irá atuar na mesma (Proc. 5522/2000); e c) aprovou a participação dos professores Maria das Graças Marcelo Ribeiro, Milton Ramón Pires de Oliveira, Lourdes Helena da Silva e Rita de Cássia de Alcântara Braúna no Curso de Pós-Graduação “Lato Sensu” em Educação. O colegiado decidiu que este tipo de solicitação não deve ser tratado como credenciamento e sim como inclusão de novos docentes aos cursos de pós-graduação e que estas inclusões devem ser anexadas ao projeto de criação do curso (Proc. 5380/2000). 09. Emissão de declaração de participação no programa de pós-doutoramento – O colegiado aprovou a solicitação do Departamento de Fitotecnia de emissão de declaração de participação no programa de pós-doutoramento para a estudante Maria de Fátima Barbosa Coelho, que realizou o seu treinamento, nesta Universidade, de julho de mil novecentos e noventa e sete a abril do ano dois mil, na área de Plantas Medicinais, desenvolvendo o trabalho “Estudos para a Conservação de Recursos Genéticos de Plantas Medicinais do Entorno do Parque Estadual da Serra do Brigadeiro na Zona da Mata de Minas Gerais: Uma Abordagem Etnobotânica”, junto ao Departamento de Fitotecnia da UFV, sob a supervisão do Prof. Vicente Wagner Dias Casali (Proc. 5430/97). 10. Anulação de matrícula – O colegiado aprovou a anulação da matrícula do estudante Junio César Jacinto de Paula, no Mestrado em Microbiologia Agrícola, relativa ao primeiro semestre do ano 2000. A solicitação foi motivada pela fato do estudante ter recebido um a proposta de emprego e optou pelo mesmo (Proc. 8344/2000). 11. Entrega de tese fora do prazo – O colegiado , aprovou a solicitação da estudante Maria do Rosário Gil Condé, mestranda em Ciência e Tecnologia de Alimentos, de entrega de tese à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação fora do prazo regimental (Proc. 7231/2000). Esgotados os assuntos, a reunião foi encerrada e eu, Gilcemir Angelo da Conceição, lavrei esta ata, que, se aprovada, será assinada.



Prof. Liovando Marciano da Costa – Presidente

........................................

Profª Aristéa Aves Azevedo

........................................

Prof. Aristides Ribeiro

........................................

Prof. Benedito Rocha Vital

........................................

Prof. Ciro Alexandre Alves Torres

........................................

Claudine Dinali Santos Seixas (Discente de Doutorado)

........................................

Prof. Dario Cardoso de Lima

........................................

Prof. Francisco Xavier Ribeiro do Vale

........................................

Prof. German Enrique Cares Cuevas

........................................

Hildelano Delanusse Theodoro (Discente de Mestrado)

........................................

Prof. Hugo Alberto Ruiz

.......................................

Prof. João Eustáquio de Lima

.......................................

Prof. José Norberto Muniz

........................................

Prof. Lúcio Alberto de Miranda Gomide

........................................

Profª. Maria Cristina Dantas Vanetti

........................................

Prof. Maurílio Alves Moreira

.........................................

Prof. Mauro Aparecido Martinez

.........................................

Profª. Neuza Maria da Silva

........................................

Prof. Og Francisco Fonseca de Souza

........................................

Prof. Pacífico Antônio Diniz Belém

........................................

Prof. Paulo Sávio Lopes

.........................................

Prof. Rolf Puschmann

.........................................

Profª Sônia Maria Leite Ribeiro do Vale

........................................

Prof. Tocio Sediyama

........................................

Gilcemir Angelo da Conceição - Secretário

........................................









©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal