1023 m ordomia cristã a santidade do sábado



Baixar 19.26 Kb.
Encontro16.05.2018
Tamanho19.26 Kb.


1023
M ORDOMIA CRISTÃ


A SANTIDADE DO SÁBADO

Pr. Álvaro Martinho da Silva

Texto Bíblico: Êxodo 16
I - Introdução
Exatamente um mês após saírem do Egito, os israelitas chegaram ao deserto de Sim (Núm.33:3 - Êxo.16:1). O deserto de Sim tem sua localização próxima ao monte Sinai, mas não se pode indicar com precisão.

Ao acamparem, começaram as queixas. Mesmo os príncipes e anciãos do povo reclamavam (Patriarcas e Profetas, pág. 296).

As acusações eram dirigidas contra Moisés e Arão que responderam: “...que somos nós para que murmureis contra nós ?...As vossas murmurações não são contra nós, e sim contra o Senhor” (vs.2e 3, 7e 8). Diante das queixas, Deus em misericórdia, prometeu enviar do céu o maná para alimentá-los diariamente.
II - Parte
Maná significa “Que é isto ?”. Exclamação feita pelo povo quando viu o maná pela primeira vez e que acabou batizando o pão que o Senhor deu para alimento (v.15).

Principal alimento dos israelitas por 40 anos de peregrinação pelo deserto. Cessou de cair, apenas, após a travessia do rio Jordão na planície de Gilgal com a celebração da Páscoa.


2o Mês do Êxodo 1o Mês do 40o Ano do Êxodo

(Êxodo 16:1) (Jos.5:10-12; Êxo.16:35)


Era parecido com a geada esbranquecida, como semente de coentro, tinha sabor de bolo de mel. Podia ser assado ou cozido. Com o calor do sol, derretia no solo, ou cheirava mal se guardado para o dia seguinte.

Na Bíblia é também chamado de “pão dos anjos” (Salm.78:25) e “pão do céu” (Salm.105:40).

Foi guardada uma medida de ômer cheia de maná junto à arca do concerto como testemunho para gerações futuras (vs.32-34).

Depois de vários anos de peregrinação, rodeando a terra de Edom, o velho hábito de murmuração ocasionou a retirada das bençãos por parte de Deus, pois diziam: “A nossa alma tem fastio deste pão vil” (Núm.21:5). O descontentamento com o maná atraiu as serpentes abrasadoras ao acampamento de Israel e muitos morreram.

A experiência do maná no deserto com os israelitas tinha, além de prover alimentação ao povo, o objetivo de resgatar a santidade do sábado na vida do povo de Israel e para o Israel de Deus até o final dos tempos.

III - Parte
Patriarcas e Profetas, pág. 297. “Deus quer que seu povo nestes dias reveja com coração e espírito dócil, as provações pelas quais passou o antigo Israel, a fim de que possam instruir-se em seu preparo para a Canaã celestial”.

O maná caía todos os dias da semana, um fato que nos faz lembrar da primeira palavra do quarto mandamento - “Lembra-te”.

Os israelitas eram lembrados todos os dias, pela queda do maná, que na sexta-feira precisaria ser recolhido em dobro, pois no sábado não seria dado.

A preparação para o próximo dia de sábado precisa começar já no domingo. Uma preparação por toda a semana. A expectativa pela chegada do sábado. O estudo da lição da Escola Sabatina diariamente é o maná da alimentação espiritual.

O dia de preparação por excelência é a sexta-feira: a roupa do sábado em ordem; os alimentos cozidos; sapatos escovados; banho tomado; jornais e revistas seculares retirados da sala; TV desligada; toda a família reunida ao pôr-do-sol para cantar, estudar a Bíblia e orar.

Neste culto de pôr-do-sol, não apenas cessa o trabalho físico, mas a mente é disciplinada para pensar unicamente em temas santos.

Finalmente, o sábado é recebido com o devido espírito e cedo a família se recolhe ao descanso do sono reparador.

Advertências:

a) Reuniões administrativas da igreja, comissões e ensaios que avançam nas horas da noite prejudicando o descanso dos membros da igreja.

b) Estudantes que comparecem às aulas de sexta-feira à noite, “cuidando de seus próprios interesses no meu santo dia” (Isa.58:13 e14).


IV - Parte
Deitando-se cedo na sexta-feira, a família tem condições de levantar-se cedo no sábado pela manhã não prejudicando a refeição matinal e nem a presença à Escola Sabatina.

A assistência aos cultos da igreja é importante devido à comunhão com Deus e com os irmãos de fé. Alguns tem o mau costume de não ir à igreja quando estão de passeio com a família, ou de férias em algum lugar.

O traje para o culto de sábado precisa ser especial, não custoso, mas limpo e decente, próprio para o encontro com Deus.

Na hora da refeição, que seja simples, porém, apetitosa e atraente. Boa coisa é providenciar toalha diferente e pratos especiais, os quais não se costumam comer todos os dias.

Os pais devem explicar aos filhos as palavras do culto da manhã e torná-las acessíveis ao entendimento dos menores.

Devem ainda, os pais dar atenção aos filhos, indo ao ar livre para ver Deus na Natureza. “Tenho verificado que no dia de sábado, muitos são indiferentes e não sabem onde estão os filhos, nem o que estão fazendo... Pais, acima de tudo, cuidai de vossos filhos no sábado” (Review and Herald, 14/4/1885).

O sábado é o deleitoso dia do Senhor e de toda a família. O mais alegre dia de toda a semana. Os pais com os filhos, os filhos com os pais, a família reunida !
Advertência:

a) Envolvimento demasiado com reuniões e comissões, ensaios no dia de sábado e não há tempo para a família.

b) Planejar viagens de negócios e, ou lazer que coincidam com as horas do sábado.

c) Considerar o sábado como dia de ociosidade, tanto na igreja como com a família.

d) Nos trabalhos essenciais e de emergência que requeiram turnos ou rodízios, acomodar-se passivamente à situação.

Patriarcas e Profetas, pág. 301. “Deus exige que Seu santo dia seja observado hoje de maneira tão sagrada como no tempo de Israel”.


V - Conclusão
O dia de sábado foi exaltado com a experiência do maná:

a) Na sexta-feira caía porção dobrada.

b) No sábado não caía maná.

c) Da sexta-feira para o sábado o maná não estragava.


Este tríplice milagre ocorreu por 40 anos, por 2000 sábados sucessivos. Não pôde ser ignorado pelos israelitas, nem por nós !

Aqueles que no passado ousaram ignorar a santidade do sábado, Deus os castigou como o homem que morreu apedrejado por estar apanhando lenha no sábado (Núm.15:32-36).

Hoje, outros têm sido fiéis e Deus os tem feito “cavalgar sobre os altos da terra e sustentado com a herança de teu Pai Jacó” (Isa.58:13 e14), como:

a) Reinaldo, Igreja de Jardim Silviânya, que fecha seu supermercado no dia de sábado, e pouco antes de pôr-do-sol há uma longa fila esperando pela abertura no sábado à noite !

b) Toninho, Igreja Bairro dos Prados-Peruíbe, que fecha sua loja de artigos de praia no sábado, dia de grande movimento !

c) Paulo Roberto, Igreja de Vila Guarani, que não comparece a congressos e reuniões importantes no sábado e encerra seu expediente na gerencia do banco às 17 horas de sexta-feira !



Muitos outros estudantes, empresários, comerciantes, funcionários que não conhecemos por nome, mas que Deus irá chamá-los um dia pelo nome. “Muito bem, servo bom e fiel” (Mat.25:23).



www.4tons.com

Pr. Marcelo Augusto de Carvalho


Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal