A cultura Chinesa na visão do Ocidente



Baixar 0.51 Mb.
Página3/14
Encontro12.01.2018
Tamanho0.51 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   14

Características do Discurso Chinês


Este artigo não pretende dar uma descrição panorâmica de todas as características distintivas da língua chinesa e de suas inúmeras variações dialetais. Tomaremos o dialeto principal, denominado "mandarim", que foi adotado como língua nacional e que é falado como língua materna por setenta por cento do povo chinês, excluindo-se as minorias étnicas. E descreveremos sucintamente apenas as características que parecem estar em interação evidente com o pensamento.

As palavras chinesas são monossilábicas; por exemplo, zhong (1) significando "meio" e guo "país". Zhongguo significa "China". Em virtude dessa qualidade monossilábica, o discurso chinês possui um ritmo de toque de tambor. Como existem cerca de 420 sílabas em mandarim, em contraposição às 1 200 do inglês, e como um dicionário chinês completo contém aproximadamente 50.000 palavras, há muitas palavras pronunciadas com o mesmo som ou sílaba. Como recurso para diferenciar algumas delas, usam-se tons. Cada um dos caracteres tem um tom fixo. Cada sílaba acentuada numa sentença em mandarim é pronunciada num dos quatro tons: "elevado-uniforme", "elevado-subindo", "baixo-subindo" ou "elevado-caindo" * indicados na romanização quer por um sinal diacrítico sobre a vogal principal, quer por 1, 2, 3 ou -1 subscritos. Temos como exemplo a sílaba que, pronunciada no primeiro tom, significa "mãe"; no segundo tom, é "fio flexível"; no terceiro, "cavalo"; e no quarto, "ralhar". De modo que, ao falar o chinês, cumpre dizer cada palavra acentuada não somente com o som correto como também no tom certo; caso contrário, não se é compreendido corretamente. Essa característica tonal das palavras chinesas confere ao chinês falado uma qualidade musical.

*[Em A Guide to Mandarin, por Y. C. Yuen, Shung Man Printing Press (Hong Kong, 1963), é apresentada a seguinte notação gráfica para os "tons": 1)à 2)ä, 3)æä 4) æ. Observe-se que o 3.° tom, descrito pelo Autor do presente ensaio como "low-dipping", é registrado na introdução prosódica ao Mathew's Chinese-English Dictionary, Harvard University Press (Cambridge, Mass., 1963) como "low-rising" (ou "rising tone"). Adaptamos a tradução a esta última fonte, por nos parecer mais clara, considerada a "notação gráfica" supra.]

Herrlee G. Creel comparou os quatro tons às quatro maneiras de pronunciar o "yes" em inglês (2). O primeiro tom é como o do modo de responder "yes" a uma lista de chamada (um tom alto, ligeiramente prolongado). O segundo é como o tom que se vai elevando, quando se diz "yes" para responder a alguém que está batendo à porta, enquanto se está ainda absorvido pelo que se está fazendo. O terceiro tom assemelha-se ao do "ye-es" pronunciado por alguém que concorde dubitativamente com alguma coisa enquanto ainda a vai considerando mentalmente, vindo o tom de elevado para baixo e subindo levemente no fim. Finalmente, o quarto tom é o de um yes pronunciado como réplica positiva, breve e segura, terminando incisivamente. Embora a maioria das autoridades lingüísticas afirme que as palavras inglesas têm apenas acentos e não tons fixos, um estudioso, pelo menos, sustenta ter identificado sete tons no discurso inglês, equacionando alguns deles com os do discurso chinês (3).

Mesmo com o emprego dos tons, muitas palavras são pronunciadas com som e tom idênticos. Num dicionário reduzido contendo 5 000 palavras, nada menos de quarenta e um caracteres são pronunciados yi quarto tom. Para apontar apenas alguns, os vocábulos equivalentes a "fácil", "intenção", "retidão", "diferença", e "arte" são todos eles pronunciados yi embora sejam escritos com caracteres inteiramente diferentes. A profusão de homófonos torna difícil escrever foneticamente o chinês com certeza quanto ao significado.

A fim de melhor diferenciar os homófonos, o discurso chinês recorreu ao uso de expressões compostas, consistindo cada uma em duas ou mais palavras, em lugar das palavras simples. Por exemplo, em lugar de usar a palavra simples yi significando "fácil", empregamos a expressão composta jungyi (significando literalmente "suportar fácil"). Da mesma forma, para "intenção", dizemos yi ssu (literalmente, "pensamento de intenção"); para dizer "retidão", kung yi (retidão pública); para "diferença", yi tien (ponto diferente); para "arte", yishu (técnica artística); etc. A grande maioria dos compostos constitui-se de apenas dois caracteres. Há alguns com três; por exemplo, t'u shu kuan (edifício catálogo de livros), para "biblioteca".

Os compostos de quatro caracteres são mais comuns que os de três, sendo freqüentemente formados por duas expressões binomiais. Por vezes, o significado de um composto não tem nenhuma relação com os significados das palavras isoladas que o constituem. Como ilustração, temos shou tuan cujos dois caracteres, tomados isoladamente, querem dizer "mão" e "seção" mas que, juntos, significam "método para fazer coisas". Os dois caracteres realmente formam uma palavra e, nesse sentido, algumas expressões compostas em chinês podem ser consideradas como palavras polissilábicas. Note-se que o chinês clássico usa muito menos palavras compostas que o discurso vernáculo de hoje.

Quando uma palavra composta aparece em forma escrita, não se colocam hífens entre os caracteres que a formam. Supõe-se que o leitor saiba ler o grupo de caracteres de modo adequado, com significados individuais ou como uma unidade, conforme o caso. A sugestão de que se coloquem hífens entre os caracteres de um composto parece simples, mas na realidade é embaraçosa. Os lingüistas não conseguiram chegar a um acordo quanto a um conjunto de regras que definam claramente os diversos tipos de compostos. É interessante notar que, na tradução mecânica do chinês para o inglês, o computador é programado para começar pela unidade léxica mais longa e, se isso não oferecer um significado coerente, ir procurando sucessivamente as unidades cada vez menores até chegar às palavras simples.(4) Isto se faz necessário para evitar os erros decorrentes da tradução isolada dos elementos de um composto.




Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   14


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal