A mulher controlada pelo Espírito



Baixar 0.54 Mb.
Página1/8
Encontro06.05.2018
Tamanho0.54 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8



E-book digitalizado por: Levita

Com exclusividade para:



http://ebooksgospel.blogspot.com/

Beverly LaHaye

A Mulher


Controlada

Pelo Espírito




Titulo do original em inglês:



The Spint-Controlled Woman

Copynght © 1976 by Harvest House Publishers,

Irvine, CA 92714 – E.U.A.
Tradução de Myrian Talitha Lins
Quinta edição, 1981.
Todos os direitos reservados pela

Fditora Betânia S/C

Caixa Postal 10

30.000 Venda Nova, MG


Composto e impresso nas oficinas da

Editora Betânia S/C

Rua Padre Pedro Pinto, 2435

Belo Horizonte (Venda Nova), MG


Printed in Brazil

ÍNDICE
Prefácio..............................................................................

1 A dimensão que faltava..............................................

2 Os quatro temperamentos básicos das mulheres.......

3. É possível nos aperfeiçoarmos!....................................

4 Solteira — acaso ou sorte...........................................

5 Casados, para sempre!...............................................

6 Amar o marido, para Cristo........................................

7 Você se casou com a profissão dele............................

8. A menopausa não é o fim............................................

9. A dona de casa perfeita...............................................

10 Primeiro, esposa; depois, mãe....................................

11 Quando os filhos se casam........................................

12 A alegria de sofrer......................................................

13. O temperamento e a vida sexual.................................

14 Divórcio ou morte......................................................

15. Qualquer mulher pode servir a Deus..........................

16 O segredo da mulher controlada pelo Espírito............

Este livro é dedicado às três

pessoas que mais me incentivaram,

animando-me a colocar em

forma escrita alguns dos conceitos e

experiências que Deus me concedeu:

primeiramente, a meu marido Tim, por seu

amor, compreensão e orações; também o

dedico a Bob Hawkins e Joyce Landorf, que me

deram aquele impulso final que me

lançou ao trabalho

PREFÁCIO
Querida Bev,

Faz já alguns anos que as pessoas estão-me pedindo que escreva um livro sobre temperamentos e a vida cheia do Espírito, sob o ponto-de-vista da mulher. Reconheço que existe a necessidade de se publicar tal obra, mas o problema para mim é que não possuo a mente de uma mulher. Este trabalho terá que ser realizado por alguém do "belo sexo" Obviamente, isto me exclui.

Quando Bob Hawkins instou com você para que escrevesse este livro, concordei entusiasticamente, por duas razões. Pri­meiro, porque você já está familiarizada com as verdades acerca dos quatro temperamentos, e posso testemunhar que, desde que você se rendeu inteiramente a Deus, há cerca de treze anos, seu temperamento tem sido controlado pelo Espírito Santo Presenciei a transformação de uma pessoa meiga, de ânimo fraco, muito preocupada, receosa da própria sombra, em uma mulher simpática, extrovertida e radiante, que Deus tem usado para inspirar milhares de mulheres a que o aceitem e à vida abundante que ele nos oferece, por meio de palestras que pronuncia a respeito da vida cheia do Espírito.

Tem sido muito agradável observar você trabalhando até tarde, na produção desta obra. Há treze anos atrás, você teria desistido na primeira página. Mas agora você confia naquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos — e está pronto!

Creio que você realizou um bom trabalho, e quero orar com você para que as verdades que tão bem já expôs através de seu ministério, agora venham a ajudar a milhares de pessoas através da leitura deste livro. Quero orar também para que muitas delas gozem da mesma transformação por que você passou.

Para ser sincero, prefiro esta nova Beverly Bem, eu sempre amei você, pois, afinal, Deus assim ordena Mas desde que você se tornou uma mulher cheia do Espírito, isso tem sido mais fácil e mais interessante. Tenho o palpite de que muitos homens se sentirão da mesma forma depois que suas esposas aprenderem a alegria de ser uma mulher controlada pelo Espirito. Dou muitas graças a Deus por ele haver dirigido seus passos ao meu encontro

Com todo o meu amor,
Tim

1
A DIMENSÃO QUE FALTAVA
Há treze anos eu descobri o que realmente estava faltando em minha vida Antes daquele dia, eu fora uma pessoa receosa, introvertida, e a imagem que eu fazia de mim mesma não era nada boa Quando jovem dona de casa, estava constantemente temerosa de não saber corresponder à expectativa de nossos amigos Por causa disso, tinha muita dificuldade em receber amigos em casa Recusava a maioria dos convites que recebia para falar a grupos femininos, pois sentia-me incapaz, e duvida­va de que tivesse alguma coisa para dizer Afinal de contas, quem quer ouvir uma mulher jovern cuja única realização na vida foi ter quatro filhos? No início de nosso ministério, uma senhora indagou-me certa vez, sem maldade: "Sra LaHaye, a esposa de nosso pastor anterior era escritora; e a senhora, o que faz?" Foi uma pergunta muito difícil para uma tímida mulher de vinte e sete anos. Comecei a pensar "O que foi que eu já fiz?" Ah, bem, eu era uma boa mãe; cuidava da casa razoavelmente bem; meu marido me adorava; mas, o que eu poderia fazer que fosse de valor eterno na vida de outras pessoas? E a resposta voltou para mim como um eco: "Muito pouco!" Faltava alguma coisa em minha vida — algo que poderia dar-me a confiança e a certeza de que "tudo posso naquele que me fortalece" (Fp 4 13)

Quando assistia a uma conferência em Forest Home, na Califórnia, ouvi falar, pela primeira vez, sobre a vida cheia do Espírito Santo e sobre o efeito que tal experiência poderia ter em meu futuro. Era a dimensão que faltava em minha vida. O temor que me dominava não era de Deus "Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação" (2 Tm 1 .7). Era disso que eu precisava. Precisava de poder, de amor e de moderação, para iniciar a minha caminha­da com toda a confiança, e permitir que Deus fizesse o que quisesse em minha vida. E eu só poderia conseguir tudo isso através da plenitude do Espírito Santo. Vim a compreender como estava errada em não aceitar-me tal como Deus me criara — eu era uma obra criada por suas próprias mãos (Sl 139.14). Então, por ocasião dessa conferência, eu simplesmente pedi a Deus que me enchesse com o seu Santo Espírito e operasse em mim o impossível, através deste novo poder interior Não houve qualquer manifestação ou sinal exterior; houve apenas uma paz maravilhosa e calma, que tomou conta de meu coração, e uma nova certeza de que Deus iria realizar algo de muito grande em minha vida, algo muito melhor do que o que eu poderia realizar. Eoi uma experiência de que apenas Deus e eu ficamos sabendo. Eu possuía um novo poder interior para realizar o impossível para Deus. A dimensão que faltava agora fora encontrada.

E nesses treze anos decorridos desde então, tenho visto Deus operar inúmeros milagres. Quando olho para trás e contemplo estes anos todos, e vejo as maravilhosas transformações que têm ocorrido em minha vida, compreendo que tudo foi possível somente porque o Espírito Santo tomou completo controle de cada partícula de meu ser.
2
OS QUATRO TEMPERAMENTOS

BÁSICOS DAS MULHERES
O estudo dos quatro temperamentos teve uma enorme influ­ência em minha vida nesses doze anos. Meu marido o tem apresentado em vários seminários de estudos, e tenho visto o grande efeito que produz na vida das pessoas que começaram a compreender por que agiam do modo como agiam, e o que se poderia fazer com relação aos pontos negativos de sua persona­lidade O temperamento explica nosso comportamento, mas não deve servir de desculpas para ele. Sendo parte de nossa natureza humana, ele deve ser controlado por nosso espírito É verdade que os temperamentos básicos não se modificam. Entretanto, seus pontos negativos podem ser disciplinados, reo­rientados e até corrigidos com o auxílio do Espírito Santo. Teremos que determinar quais são os aspectos de nosso tempe­ramento que interferem com nosso desenvolvimento espiritual, e depois iniciar uma renovação do espírito para superar estas fraquezas A idéia de reconhecer os pontos positivos e negativos década temperamento ajuda-nos a compreender a nós mesmos e aos outros, de forma bem melhor. Quando entendemos que, pelo Espírito Santo, nossas fraquezas podem ser modificadas, passamos a revestir-nos das características do temperamento controlado pelo Espírito Esta experiência transformou meu marido e a mim, como indivíduos, e melhorou nosso relacio­namento um com o outro.

Muitas mulheres têm perguntado quando se irá escrever um livro com respeito aos quatro temperamentos, do ponto-de-vista feminino. Então, utilizando dois livros de meu marido — O Tem­peramento Controlado Pelo Espírito e Temperamentos Transformados — e ainda O temperamento e a fé Cristã de O Hallesby como base para pesquisas eu desejo apresentar os conceitos que Deus me ensinou com relação às mulheres.

Peço que as leitoras compreendam que não pretendemos examinar exaustivamente os quatro temperamentos Quem de­sejar fazer isso, deverá ler as obras mencionadas O objetivo deste livro e fazer uma tentativa de relacionar situações práti­cas, de nosso dia-a-dia, aos temperamentos, mostrando como podemos esperar que cada um aja ou reaja, e como o Espírito Santo pode influenciar todos os aspectos da vida da mulher

Em Gálatas 5.16, somos admoestados da seguinte forma: "Andai no Fspirito, e jamais satisfareis á concupiscência da carne Nào e muito difícil colocarmos uma máscara de vida controlada pelo Espírito aos domingos e em ocasiões em que tudo nos é favorável. O verdadeiro teste do caminhar no Fspirito não é o modo como agimos, mas, sim, o modo como reagimos ás frustrações diárias da vida.

Antes que veiamos as mudanças que o Espírito Santo pode operar na vida de cada mulher, individualmente, seria conve­niente darmos uma olhada nos temperamentos básicos, com seus pontos positivos e negativos Conservemos em mente o fato de que ninguém é constituído de um só temperamento; cada indivíduo é uma associação variada dos quatro tempera­mentos Algumas pessoas serão uma mistura de dois. três ou até mesmo dos quatro temperamentos O importante nisso tudo é determinarmos nosso temperamento predominante, e depois consideremos nossos pontos negativos e positivos, como tam­bém o modo pelo qual o Fspirito Santo pode ajudar-nos a superar os negativos.

Consideremos os quatro temperamentos na seguinte ordem:



  1. Melancólico

  2. Fleumático

  3. Colérico

  4. Sanguíneo

I. MARTA MELANCÓLICA

Marta Melancólica é voltada para si mesma, e, às vezes, pensamos nela como a que possui o temperamento "Sofredor", pois é muito exigente consigo mesma, através de uma constante auto-análise Ela é uma pessoa naturalmente sombria, tristonha e pessimista, entretan­to é muito bem dotada e com tendências para gênio.
Ocupações e passatempos

Artista


Musicista

Costureira

Artes culinárias

Contadora



Estetiscista

Espectadora em eventos esportivos

Educadora (Matemática, Ciências e Línguas)

Decoradora

Desenhista de modas

Escritora

Artes manuais

Poesia (escreve ou aprecia)


Emoções

Pontos positivos

Ama a música e as artes

Natureza rica e sensível

Capacidade analítica

Reage fortemente à emoção

Pensadora profunda, dada à reflexão


Pontos negativos

Deprimida e triste

Pessimista, está sempre olhando o lado negativo das coisas

Gosta de sofrer; mártir

Hipocondríaca

Introspectiva ao ponto de prejudicar-se

Depressão

Orgulho
Relacionamento com outros



Pontos positivos

Amiga em quem se pode confiar

Amiga ao ponto do auto-sacrifício

Faz amigos cautelosamente

Tem profunda afeição pelos amigos
Pontos negativos

Crítica os defeitos dos outros

Busca sempre a perfeição e julga tudo de acordo com seus ideais

Temerosa do que outros pensam dela

Desconfia de todos

Pode ter um violento acesso de cólera, após um prolongado período de animosidade

Muitas vezes sente-se ferida profundamente

Pode conservar uma mágoa e ser vingativa

Desgosta daqueles que se lhe opõem

É de difícil convivência


Atividades

Pontos positivos

Fortes tendências para o perfeicionismo

Gosta de trabalho analítico e detalhado

Tem autodisciplina; sempre leva a cabo o que começa

Grande pendor para o trabalho intelectual e criativo

Conscienciosa ao ponto de observar minúcias

Bem dotada, com tendências para gênio

Conhece suas próprias limitações


Pontos negativos

Indecisa


Muito teórica, e pouco prática

Cansa-se facilmente

Hesita muito para iniciar novas empreitadas

Analisa exageradamente, o que a leva a desencorajar-se

Sua ocupação na vida tem que exigir o máximo de sacrifício, abnegação e serviço

Fica deprimida com suas criações

II. PAULA FLEUMÁTICA

A Paula Fleumática é superintrovertida, e tem uma tranquilidade singular que lhe confere um temperamen­to de fácil relacionamento, manso e bem equilibrado. Ela é teimosa e indecisa, e resigna-se ao destino que se lhe apresentar


Ocupações e passatempos

Dona de casa

Boa mãe

Contadora



Conselheira

Professora (Primeiro grau)

Artes manuais

Relutante como líder

Administradora

Costureira

Secretária

Exímia cozinheira

Espectadora de eventos esportivos
Emoções

Pontos positivos

Calma e digna de toda confiança

Boa índole, e de fácil convivência

Alegre e agradável apesar de nunca ter muita coisa a dizer

Bom coração

Pacifista


Pontos negativos

Falta-lhe autoconfiança

Pessimista e temerosa; preocupa-se excessivamente

Raramente dá gargalhadas

Passiva e indiferente

Contemporiza

Tem muito senso de justiça própria
Relacionamento com outros

Pontos positivos

É de agradável convivência

Tem muitos amigos

Tem senso de humor

Exerce uma influência conciliatória sobre os outros

Constante e fiel

Diplomata e pacifista

Boa ouvinte

Amiga fiel

Dá conselho somente quando solicitada


Pontos negativos

Não costa de envolver-se com os outros

Egoísta e mesquinha

Examina as pessoas com indiferença

Não tem muito entusiasmo

Teimosa


Indiferente com relação a outros

Zomba abertamente daqueles que a aborrecem

Não é muito cordial

Tem uma atitude de superioridade


Atividades

Pontos positivos

Trabalha bem, mesmo sob grande tensão

Acha sempre os meios mais fáceis e práticos de fazer as coisas

É conservadora

Eficiente e caprichosa Planeja o trabalho antes de executá-lo

Tem influência estabilizadora Seu trabalho é digno de confiança


Pontos negativos

É uma espectadora da vida, calma, serena, sem envolver-se

É lenta e preguiçosa

Não gosta de liderar

Não tem motivação

É indecisa

Protege-se demasiadamente contra envolvimentos emocionais

Desencoraja outros

Opõe-se a mudanças de qualquer tipo

III. CLARA COLÉRICA

Clara Colérica é extrovertida, e também, provavelmente é a que mais produz, isso lhe dá o direito de ser c hamada o temperamento mais ativo. Ela é autocon-fiante e possui vontade forte.
Ocupações e passatempos

Forte espírito de liderança

Segue uma carreira profissional

Líder de grupos femininos

Boa anfitriã

Secretária executiva

Participa de competições esportivas

Presidente de associações de Pais e Mestres

Administradora

Professora (Segundo grau)

Insensível aos problemas dos outros

Líder de movimentos pioneiros

Alta funcionária de banco
Emoções

Pontos positivos

Autoconfiante e firme ao tomar uma decisão

Vontade e determinações fortes

Otimista


Auto-suficiente

Destemida e corajosa


Pontos negativos

Tem acessos de cólera violenta

Fortemente obstinada

Insensível aos problemas dos outros

I ria e sem sentimentos

lem pouca apreciação da estética

Insensível e dura

Impetuosa e violenta

Irrita-se com lágrimas
Relacionamento com outros

Pontos positivos

Não aceita que outra pessoa possa fazer o que ela não pode

Não se desanima facilmente

Tem força de liderança

É boa julgadora das pessoas

Boa incentivadora

Sabe exortar bem

Nunca é intimada pelas circunstâncias


Pontos negativos

Incompassiva

Toma decisões para os outros

Cruel, áspera e sarcástica

Tende a dominar o grupo de que participa

Arrogante e mandona

Usa as pessoas para seu benefício próprio

Inc lemente e vingativa

Tem tendência para ser intolerante

É orgulhosa e dominadora


Atividades

Pontos positivos

Sabe organizar e promover eventos

É resoluta; possui habilidade intuitiva para tomar decisões

É rápida e eficiente em emergências

Tem raciocínio rápido e mente atilada

Possui grande capacidade de ação

Não hesita

É muito prática

Incentiva outros à ação

Desenvolve-se quando sofre oposição

Estabelece alvos, e os alcança
Pontos negativos

Sofre de excesso de autoconfiança

É ardilosa

Preconceituada

Obstinada

Aborrece-se com detalhes

Não tem capacidade de análise

Força os outros a concordar com seu plano de tra­balho

Cansativa e difícil de satisfazer-se

Tem tempo apenas para seus próprios planos e interesses



IV. SARA SANGUÍNEA

Sara Sanguínea é uma pessoa jovial, e com seu espírito descontraído e seu encanto ela pode ser, com toda a razão, chamada de o temperamento que "aproveita" a vida Ela tem uma personalidade calorosa, vivaz e, corretamente, às vezes a chamam de "alma da festa".


Ocupações e passatempos

Atriz


Preletora para grupos femininos

Vendedora

Gosta de visitar e cuidar de doentes

Boa cozinheira

Trabalhadora voluntária

Mãe amorosa

Gosta de cuidar dos filhos de outrem

Líder


Hospitaleira

Recepcionista

Participa de eventos esportivos
Emoções

Pontos positivos

Afável e vivaz

Encanto pessoal

Conversa bastante; nunca lhe falta assunto

Despreocupada; nunca se preocupa com o futuro nem se aborrece com o passado

Sabe narrar histórias

Vive no presente

Sua conversa é contagiante

Possui uma grande capacidade de desfrutar a vida
Pontos negativos

Chora com facilidade

Emocionalmente imprevisível

Irrequieta

Cólera espontânea

Exagera a verdade

Parece falsa

Não possui autocontrole

Toma decisões ao sabor da emoção; compra impul­sivamente

É ingênua e infantil

Age impetuosamente
Relacionamento com outros

Pontos positivos

Faz amigos facilmente

É interessada por todos

É agradável e otimista

Sempre amável e sorridente

F terna e compassiva

Sua conversa é cheia de calor humano

Participa das alegrias e tristezas de outros


Pontos negativos

Domina a conversa

Não presta atenção aos outros

Tem vontade fraca e pouca convicção

Está sempre buscando a confiança e a aprovação dos outros

Costa das pessoas, mas depois as esquece

Sempre arranja desculpas para suas negligências

Fala demasiadamente acerca de si mesma

Esquece compromissos e obrigações
Atividades

Pontos positivos

Dá uma boa impressão, a princípio

Nunca se entedia, pois vive no presente

É bem dotada, no que respeita a cuidar de doentes

Facilmente se envolve em planos e projetos novos

Cera entusiasmo nos outros


Pontos negativos

Completamente desorganizada

Não se pode confiar nela, está sempre atrasada

Não tem autodisciplina

Perde tempo conversando, quando deveria estar trabalhando

Tem muitos projetos não terminados

É facilmente desviada de seus objetivos

Nunca atinge seus objetivos



3
É POSSÍVEL NOS APERFEIÇOARMOS!
Seja você mesma! Nosso temperamento é parte permanente de nossa personalidade, e ele ficará conosco do começo ao fim. Ele poderá moditicar-se um pouco durante certos períodos de nossa vida, à medida que amadurecemos, passando da infância à juventude, e dai para a vida adulta. Desfrute das riquezas dos pontos positivos de seu temperamento; depois, peça a Deus para ajudá-la a modificar os negativos, para que você se torne mais cheia do Fspírito Santo, e mais semelhante a Cristo Estes pontos negativos que impedem nosso bom relacionamento com Cristo são pecado. Sempre que cedemos a um deles, podemos ter certeza de que entristecemos o Espírito Santo ou o extingui­mos. E isso é pecado.

E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção. Longe de vós toda a amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfémias, e bem assim toda a malí< ia Antes sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como tam­bém Deus em Cristo vos perdoou." (Ef 4.30-32.)



"Evitai que alguém retribua a outrem mal por mal, pelo contrário, segui sempre o bem, entre vós, e para com todos Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco Não apagueis o Espírito" (1 Ts 5.15-19.)

Quem já é crente, tem acesso ao poder do Espírito Santo para ajudá-lo a superar as fraquezas. Enquanto abrigarmos o pecado em nosso coração, não poderemos esperar que ele nos dê vitória sobre as fraquezas.

"Se eu no coração contemplara a vaidade, o Senhor não me teria ouvido." (Sl 66.18.)

A primeira coisa que temos a fazer é seguir as instruções que nos são dadas em 1 João 1.9:

"Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça." Toda vez que entristecermos o Espírito Santo ou abafarmos a sua chama, precisaremos confessar nosso pecado, e depois agradecer a Deus pelo seu perdão e restauração. Sigamos a orientação de Paulo em Efésios 5.18, que nos diz para nos enchermos com o Espírito Santo:

"E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito."

Isto significa ser dominado ou controlado pelo Espírito.

Um dos mais difíceis aspectos dessa questão da plenitude do Espírito Santo é nossa incapacidade de entender o verdadeiro significado da palavra "cheio". Temos a tendência de pensar num copo ou recipiente qualquer, mas não é isso que as Escrituras querem dizer quando comparam um crente cheio do Espírito a um bêbado que se acha sob o efeito do vinho. O bêbado não está realmente cheio de vinho; ele é dominado por ele. Seus movimentos vacilantes e hesitantes são desconexos porque ele está dominado pelo álcool. Da mesma forma, a mulher crente pode ser controlada pelo Espírito Santo. Isto é, ao invés de manifestar as fraquezas de seu temperamento, ela dará o fruto do Espirito — amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Mas precisamos nos dispor a largar mão de nós mesmas e sermos controladas por Deus, e fazer de nossa vida aquilo que o Espírito Santo desejar. Temos que pedir a sua plenitude e agradecer a Deus pelo que ele irá realizar em nós, crendo que ele o fará.

"Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco."(1Ts5.18.)
"Graças, porém, a Deus que em Cristo sempre nos conduz em triunfo, e, por meio de nós, manifesta em todo lugar a fragrância do seu conhecimento." (2 Co 2.14.)
Damos aqui alguns exemplos de como os pontos negativos de cada temperamento podem ser modificados, depois que passam a ser controlados pelo Espírito Santo.
Marta Melancólica

Emoções — Aquele temperamento sombrio, profundo e depressivo poderá tornar-se num espírito mais alegre e jovial. Sua natureza introspectiva pode aprender a sair de dentro de si mesma, em fé, e contemplar o futuro com otimismo.

Relacionamento com outros — O Espírito Santo poderá ajudá-la a cultivar um espírito terno, fazendo assim com que seja menos depreciativa para com os outros, e confie mais nas pessoas, e, em consequência, se torne de mais fácil convivência.

Atividades — Ela poderá tornar-se mais extrovertida, menos voltada para si mesma. Seu pessimismo será substi­tuído por um espírito de gratidão se for obediente ao Senhor e conservar os olhos nele, e não em si mesma.

Problemas a solucionar

Superar seu espírito de crítica.

Libertar-se da autocontemplação.

Ocupar-se em servir a outros, e deste modo esquecer-se de si mesma.

Cultivar um espírito de gratidão.
Resumo — A abnegada e pensativa Marta Melancólica talvez seja o mais bem dotado de todos os temperamentos. Entretanto, por ser egocêntrica, e por causa de seu espírito de crítica e seu temperamento sombrio, ela sofre mais que as outras, e limita sua capacidade de usar seus dons e talentos. Somente depois que seu espírito e mente são controlados pelo Espírito é que ela pode esquecer de si mesma e deixar o espírito de crítica, para tornar-se uma cristã genuína, que auxilia aqueles que a cercam com uma natureza terna e sensível. Ela pode cultivar um sentimento de gratidão, que se tornará um modelo de vida para ela. Somente então ela encontra sua plena realização pessoal, e encontra paz e satisfação em Cristo.

Há algum tempo atrás, fui procurada por uma Marta Melan­cólica que desejava aconselhamento, pois estava muito preocu­pada com seu futuro. O marido não era o homem que ela pensara, antes de casar-se. Não era trabalhador e produtivo, nem tinha espírito de luta, e era muito desorganizado; não a ajudava nas tarefas da casa, nem era forte sexualmente. Ela sentia que a vida lhe fora bastante injusta. Atravessava terríveis crises de depressão e já havia até pensado em dar cabo da própria vida.

Após ouvi-la desfiar seu rosário de problemas, mostrei-lhe que todas as suas declarações eram apenas críticas contra o marido, pelo modo como ele fora injusto em não corresponder aos ideais que ela fizera para ele. Pensei que talvez ele fosse realmente um verdadeiro fracasso, mas minha última tentativa seria mandá-la voltar para casa, e, durante uma semana, procu­rar fazer uma lista dos traços positivos que pudesse encontrar no caráter dele. Eu disse a ela que se tivesse muita dificuldade em encontrar elementos para formular a lista, que pedisse o auxílio divino Na semana seguinte, ela voltou, e disse que nos três primeiros dias não encontrara nada para anotar. Por fim, pediu a Deus que a ajudasse a enxergar se havia alguma coisa de valor naquele homem. Então, fez uma lista que constava de quatro itens: (1) ele era bondoso para com os filhos; (2) era generoso com seu dinheiro; (3) era respeitado na igreja por ser bom instrutor bíblico; (4) era fiel a ela. Seu espírito de crítica para com o marido estava arruinando seu casamento e sua vida. Ela confessou este pecado e pediu a Deus que a ajudasse a deixar de ser tão crítica e de julgá-lo pelos seus próprios ideais e pensamentos. Passou-se um ano, e encontrei-a novamente. Ela me disse o quanto estava satisfeita pelo marido que possuía. Ainda tinha algumas das mesmas falhas, mas ela descobrira que ele tinha grandes qualidades, e ela agradecia a Deus por aquele homem

A Marta Melancólica representa um enorme potencial. Como é naturalmente uma pessoa leal e dedicada, como amiga, quando Jesus Cristo se torna seu Senhor e Salvador e ela passa a ser controlada pelo Espirito Santo, não há outro temperamento que supere em dedicação e devoção a Deus.


Paula Fleumática

Emoções — Sua natureza temerosa e preocupada será substituída pela autoconfiança de uma vida cheia do Espírito. Seu pessimismo irá, gradualmente, transforman-do-se em otimismo

Relacionamento com outros — Ela terá um novo amor pelas pessoas, e desejará relacionar-se mais com os outros, afastando, deste modo, o egoísmo e a indiferença que antes a caracterizavam.

Atividades — O Espírito Santo a ajudará a perder a

lentidão e a preguiça. Ela cultivará um renovado incentivo à produtividade, à medida que for relacionando-se melhor com as pessoas e passar a sentir as necessidades de cada uma.



Problemas a solucionar

Superar a passividade.

Aprender a dar de si mesma aos outros.

Parar de simplesmente agir como crente, e ser realmen­te crente.

Reconhecer que sua timidez excessiva é pecado, e

resolver o problema como deve.


Resumo — A Paula Fleumática, complacente e calma, talvez seja o temperamento de mais fácil convivência, por sua nature­za tranquila e equilibrada. Em geral, ela conserva as pessoas à distância, e protege-se contra envolvimentos, ou com indiví­duos ou com seu trabalho. Sua maior necessidade é reconhecer que seus temores não provêm de Deus e limitam decisivamente sua operosidade na causa de Cristo. Ela precisa reconhecer sua indolência como sendo pecado, e depois deve envolver-se com Jesus Cristo e com sua dedicação pessoal a outros. Ela é uma pessoa capaz, desde que se disponha a abrir mão de si mesma, e deixar que Deus tome controle de tudo.

Existem muitas Paulas Fleumáticas entre nossas conhecidas, mas bem poucas procuram auxílio para tentar resolver seus problemas, mesmo quando o reconhecem. Estou-me recordan­do de uma certa Paula. Ela era uma das criaturas mais tímidas e introvertidas que conheci. Seus amigos nunca sabiam que ela tinha um tumulto interior. Ela se mostrava sempre calma, autoconfiante e capaz. Certo dia, ela se descontrolou e confes-sou-me que o que ela apresentava exteriormente, não era em absoluto o que se passava em seu interior. Até mesmo os fleumáticos chegam ao fim de sua resistência. Ela confessou como tinha medo das pessoas, e como se julgava sempre tão incapaz. Quando lhe pediam para participar de uma comissão da igreja, sempre se recusava, dando uma desculpa esfarrapada. Isto se repetira várias vezes, e em vários setores do trabalho da igreja Foi então que ela começou a compreender como estava roubando de si mesma muitas oportunidades de servir a Cristo, por causa de seu temor e indiferença. Seus filhos e seu marido eram todos bem ativos no ministério da igreja. Ela sempre ficava de fora — sem envolver-se, indiferente, com uma atitude muito negativa Isto começou a manifestar-se também em sua atitude para com os familiares e para com a igreja. Certo dia, esta prezada senhora teve que encarar o fato de que estava ficando para trás, espiritualmente. Por causa de seus temores e seu egoísmo, o marido e os filhos estavam-se desenvolvendo mais que ela. Li para ela a passagem de 2 Timóteo 1.7: "Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação". Ela confessou suas faltas a Cristo, com toda a sinceridade, e pediu que o Espírito Santo enchesse todo o seu ser e que Deus realizasse uma maravilhosa obra em sua vida. Ela desejava integrar-se mais no ministério da igreja, mas não apenas isso; ela desejava também tornar-se uma pessoa terna, animada, com mais calor humano, mais santa, liberta dos temores que a tolhiam interiormente.

E eu pude testemunhar esta Paula transformar-se, de uma pessoa tolhida por seus temores, num belíssimo exemplo de mulher cristã, cheia do Espírito. Seu marido e filhos estão muito satisfeitos e orgulhosos da nova esposa e mãe que têm agora. Foi comover um botão de rosa desabrochar e atingir sua plena maturidade de flor bela e perfumosa, espalhando alegria e fragrância a todos os que entram em contato com ela.
Clara Colérica

Emoções — Seu pior inimigo é sua cólera violenta. Ela pode esperar que o Espírito Santo a ajude a controlar o problema, se o entregar a Deus.

Relacionamento com outros — O Espírito Santo lhe dará um coração compassivo, e a ajudará a tornar-se mais pronta a perdoar, e a pensar nos outros, a ser menos sarcástica e dominadora, e mais disposta a atender aos interesses dos outros.

Atividades — Ela procurará ter a mente mais aberta para os outros, e ser menos obstinada. Compreenderá que outras pessoas podem ter boas ideias, também, e que ela pode dedicar seus esforços à realização dos projetos de outras pessoas.

Problemas a solucionar — Ela precisa tornar-se mais sensível aos problemas alheios; precisa confessar ieu espí­rito colérico e cruel; precisa cultivar a beleza interior fazendo regularmente a hora devocional, lendo a Bíblia e orando.
Resumo — A Clara Colérica, vivaz e cheia de energia, pode superar em realizações a todos os outros temperamentos reuni­dos. Entretanto, para alcançar seus objetivos, ela provavelmente já feriu e pisou nos sentimentos de algumas pessoas de tempe­ramento mais brando, que porventura se achassem em seu caminho. Quando ela permite que o Espírito Santo abrande sua dureza para com os outros e aprende a amar os outros com o coração compassivo, pode tornar-se um valoroso soldado na causa de Jesus Cristo.

Certa noite, uma Clara Colérica procurou-me e abriu comigo seu coração magoado. Quando uma pessoa colérica chega a este ponto, isto indica que ela passou por uma crise muito séria a qual foi incapaz de controlar ou manipular à sua maneira. Ela estava frustrada, encolerizada, quebrantada, e, finalmente, me procurara para que eu a orientasse.

Eu acabara de falar numa reunião de um retiro feminino. Apresentara os quatro temperamentos básicos, com seus pontos positivos e negativos. Quando falei a respeito das mulheres coléricas, mencionei que estavam sempre tomando o controle das situações, e que geralmente dominavam todas as pessoas que as cercavam, tomando as decisões para elas. Além disso, eram mulheres hostis e cruéis. O Espírito Santo parece ter usado esta descrição para falar ao coração daquela Clara. Ela era tudo isso, e muito mais. Entre lágrimas, ela contou-me que seu filho de quinze anos já suportara o máximo que podia, e afinal fugira de casa. Ela mandava no marido e tentava dominá-lo, ao ponto de ele recorrer ao álcool. O pastor da igreja já tentara aconselhá-la, mas ela se irritara com ele, e recusara sua ajuda. Clara perdera o controle, brigara com a congregação, e agora não contava com muitos amigos. Além disso, mencionou que seus parentes não gostavam mais de passar feriados com ela, porque geralmente ela tinha uma explosão de cólera antes que o dia terminasse. Esta senhora havia finalmente chegado ao termo de sua resistência, e pôde ouvir o Espírito Santo falar-lhe acerca de sua condição miserável.

Oramos, e ela pediu perdão a Deus pela sua atitude pecami­nosa, e depois suplicou ao Senhor que a enchesse com seu Santo Espírito para que este dominasse a sua vida. Ela pediu principalmente que aprendesse a dar amor aos outros, a gostar das pessoas e a controlar seu temperamento violento. Eu gostaria de poder dizer que logo que ela fez esta oração, seu marido parou de beber e o filho voltou para casa. Mas sinto dizer que agora Clara tem que suportar as cicatrizes que ela infligiu a outras pessoas de sua família. Agora, ela só pode esperar que Deus a transforme de modo tão radical, que sua família veja a mudança operada em sua vida, e se disponha a modificar-se também. Se ela tivesse feito essa decisão mais cedo, se houvesse permitido que o seu pastor a ajudasse, há anos atrás, ela poderia ter sido poupada das tristezas que lhe sobrevieram por causa de sua cólera.



Sara Sanguínea

Emoções — A mulher extrovertida é uma pessoa muito emotiva. Nunca está longe das lágrimas e geralmente é instável. O Espírito Santo pode estabilizar suas emoções e acalmar seu espírito inquieto. Ela pode cultivar o autocon­trole, e ter uma vida disciplinada, com a ajuda de Deus.

Relacionamento com outros — Ela se tornará uma amiga genuína, e poderá demonstrar mais interesse e atenção para com a vida de outras pessoas, do que os outros temperamentos. A atenção sobre si mesma terá que ser diminuída para que ela seja uma sanguínea cheia do Espírito.

Atividades — Os projetos inacabados e a desorganiza­ção deverão tornar-se coisa do passado, à medida que ela amadurece em sua vida espiritual. Com o auxílio do Espírito Santo, poderá certamente ser uma pessoa mais profícua.

Problemas a solucionar

Tornar-se digna da confiança dos outros.

Procurar ter uma vida mais disciplinada.

Substituir seu ego por uma humildade genuína.


Resumo — A calorosa e loquaz Sara Sanguínea é o mais expansivo dos temperamentos. Ela possui a capacidade singular de desfrutar cada momento da vida, da maneira como ele se apresentar. Entretanto, isto lhe causa problemas, porque, en­quanto desfruta do momento presente, ela se esquece comple­tamente do que prometeu no momento anterior. O Espírito Santo irá ajudá-la a ser mais digna de confiança e mais fiel, se ela reconhecer sua falha, e rogar a ajuda de Deus sobre este aspecto de sua personalidade. Ela tem um enorme potencial para tornar-se uma cristã adorável e produtiva, autodisciplinar, e permitir que o Espírito Santo assuma o controle de sua" vida.

Sara é o temperamento mais alegre e expansivo. Contudo, ela sofre bastante por causa de seus maneirismos barulhentos, sua auto-indulgência e sua vontade fraca. Eu vi este quadro estampado claramente na vida de uma típica Sara Sanguínea. Esta moça era muito amiga, muito expansiva, mas sua risada barulhenta e suas observações em voz alta acabaram por fazer com que seus amigos viessem a manter distância dela. Geral­mente, quando ela ia a algum lugar, sua boca chegava antes dela. Seu marido, homem melancólico, sentia-se extremamente irritado com sua conversa excessiva e seu riso ruidoso. Ele estava constantemente querendo controlá-la, para que fosse mais quieta, como ele. Isto deixava-a muito frustrada, pois não era pessoa naturalmente calada. Procurou compensar esse sentimento de frustração, comendo mais. Merendava entre as refeições e à noite, antes de dormir, o que resultou num rápido aumento de peso. E como possuía vontade fraca e era auto-indulgente, o hábito de comer demais ficou descontrolado. Vi Sara ganhar entre 9 a 14 quilos, em pouco tempo. Este problema adicional levou o marido a ficar ainda mais desgostoso pela sua falta de autocontrole. Mal sabia ele que havia sido o causador de tal situação. Por fim, desesperada, ela me procurou, pergun­tando o que devia fazer. Primeiro, sugeri-lhe que ela e o marido lessem o Temperamento Controlado Pelo Espírito, a fim de conhecerem os pontos positivos e negativos de cada tempera­mento. Eu sentia que era preciso que o marido compreendesse que uma pessoa sanguínea não pode ser silenciosa como a melancólica. Sara também precisava encarar seu próprio pro­blema, e entender que sua falta de autocontrole poderia ser superada com a plenitude do Espírito. Ela precisava aprender a ser temperante, mansa, a ser calma e a ter fé. Sua oração foi uma petição simples e sincera, rogando o auxílio divino, não somente para seu problema de aumento de peso, mas para seu riso exagerado. Ela pediu a Deus que a enchesse com o Espírito Santo e que, em consequência, ela pudesse experimentar o fruto do Espírito.

Seus problemas não foram resolvidos da noite para o dia. Ela precisou fazer uma entrega diária a Deus, buscando o auxílio divino para estes dois aspectos de sua personalidade. Durante este tempo, seu marido também estava obtendo uma nova compreensão das coisas, examinando os pontos positivos do temperamento sanguíneo, passando a admirá-la mais. Ele co­meçou a enxergar todo o gozo e a alegria que a esposa empres­tara à sua própria vida, sombria e tediosa.

Pouco a pouco, Sara foi perdendo os quilos a mais que acumulara, e suas gargalhadas barulhentas e escandalosas pare­ceram tomar o aspecto de um riso alegre e feliz, que era, ao mesmo tempo agradável e contagiante. Este casal agora forma um exemplo vivo de como dois temperamentos opostos podem completar-se um ao outro, quando são controlados pelo Espírito Santo. Sem o Espírito, personalidades contrárias podem produ­zir grande atrito, que provocará centelhas durante toda a vida.




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal