Analizando libros de texto en la perspectiva dos estudios del discurso: resultados de investigación e implicaciones para la práctica



Baixar 21.78 Kb.
Encontro10.01.2018
Tamanho21.78 Kb.


SfeC

Seminari de Formació per a l’Ensenyament de les Ciències

Centre de Documentació i Experimentació en Ciències i Tecnologia

2a sessió: 9 de novembre de 2006

Cosmocaixa
Sala gamma

Teodor Roviralta, 47-51

08022 Barcelona

De 16 h a 19 h


Análisis de libros de texto en la perspectiva de los estudios del discurso: resultados de investigación e implicaciones para la práctica en aula

Isabel Martins


Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil

isabelmartins@ufrj.br

Isabel Martins é Licenciada em Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1985) e Doutora em Educação pela University of London (1992). Foi professora de Física da Rede Estadual do Rio de Janeiro (1985-1987), pesquisadora no Institute of Education, University of London (1993-1997) e professora adjunta da Universidade Federal de Minas Gerais (1997-2000). Atualmente é professora adjunta do Laboratório de Linguagens e Mediações e coordenadora do Programa de Pós-graduação Educação em Ciências e Saúde do NUTES (Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde) da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Seus interesses de pesquisa concentram-se nas relações entre linguagens e educação em ciências, com especial referência para estudos acerca de processos de produção, circulação e recepção discursiva em espaços de educação e divulgação científica. Publicações recentes incluem análises de livros didáticos de ciências, do papel de imagens na educação e comunicação científica, e dos processos de apropriação discursiva de resultados de pesquisa em educação em ciências em contextos educacionais.

Resumen

A partir de una concepción que considera la Didáctica de las Ciencias como un campo que tiene un doble compromiso, con la producción de conocimiento científico y con la transformación de la realidad educacional, serán presentados y discutidos principios y procedimientos de análisis para libros de texto de ciencias basados en los estudios del discurso. Caracterizaremos el libro como un artefacto cultural cuyo texto materializa discursos y, al mismo tiempo, refleja y construye las prácticas sociales de enseñar ciencias en la escuela. Por medio de ejemplos sacados de libros de textos brasileños discutiremos el carácter heterogéneo del libro de texto desde dos puntos de vista: de los géneros de texto y de los diferentes lenguajes que lo componen.


Discutiremos como el libro negocia perspectivas del discurso científico, del discurso pedagógico y del discurso mediático, entre otras, y como en él están representados diferentes interlocutores del proceso de enseñanza y aprendizaje, como el autor, el científico, el profesor y el alumno. Problematizaremos también los diferentes lenguajes (verbal, visual y matemático) presentes en el libro de texto y discutiremos la naturaleza de las mediaciones que se hacen necesarias para la incorporación de ellas en las prácticas educativas. Estableceremos relaciones entre los formatos de los libros de texto y los diferentes contextos de exigencia que influyen en su producción (funcionamiento del mercado editorial, evaluaciones oficiales, etc.) y utilización en el aula (organizador de actividades, compendio, manual).
Estas consideraciones se basan en investigaciones desarrolladas en el Laboratorio de Lenguajes y Mediaciones (LLM) del Núcleo de Tecnología Educacional para la Salud (NUTES) de la Universidad Federal de Rio Janeiro (UFRJ). A partir de estos aportes haremos, trabajando en pequeños grupos, un ejercicio de análisis de libros de texto de ciencias usados en Catalunya. Al final discutiremos las conclusiones de cada grupo, así como los criterios para selección de libros de textos y las implicaciones para su uso en el aula.

Bibliografia


BRAGA, S. A. M. O texto do livro didático de ciências: um gênero discursivo. 2003. Tese (Doutorado). Faculdade de Educação. Belo Horizonte: UFMG, 2003.

BRAGA, S. M. A.; MORTIMER, E. F. Os gêneros de discurso do texto de Biologia dos livros didáticos de ciências. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v.3, n. 3, set.-dez. 2003.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Plano Nacional do Livro Didático. www.mec.gov.br, 2005.

CARDOSO, S. Discurso e Ensino. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

CASSAB,M. ; MARTINS,I. Um balanço dos estudos recentes conduzidos com o livro didático de ciências. Anais do II Encontro Regional de Ensino de Biologia, Niterói, RJ, 2003a.

CASSAB, M.; MARTINS, I. A escolha do livro didático em questão. Atas do IV Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Bauru, SP, 25-29 de nov., 2003b. (CD-ROM).

CASSAB, M. Significando o livro didático: com a palavra, os professores de ciências. 2003. Dissertação (Mestrado). Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde. Rio de Janeiro: UFRJ.

CLEMENT, P; BERNARD, S.; QUESSADA, M-P; ROGERS, C.; BRUGUIÈRE, C. Different theoretical backgrounds for different didactical analyses of biology school textbooks. V European Science Education Research Association (ESERA) Conference, Barcelona, Espanha, Atas: Em CD-ROM, 2005.

FRACALANZA, H. O que sabemos sobre os livros didáticos para o ensino de ciências no Brasil. 1993. Tese (Doutorado). Faculdade de Educação. Campinas, SP: Unicamp.



Freitag, b.; motta, v.r.; costa, w.f. O livro didático em questão. São Paulo: Cortez, 1989.

Freitas, D.S. et al. As imagens dos livros de biologia: recursos que demandam pesquisa. Anais do IX EPEB - Encontro Perspectivas do Ensino de Biologia, São Paulo, 2004.

LEMKE, J. Multiplying meaning: visual and verbal semiotics in scientific text. In: MARTIN, J.; VEEL, R. (eds). Reading Science. London: Routledge, 1998.

MÁRQUEZ, C.; IZQUIERDO, M.; ESPINET, M. Comunicación multimodal en la clase de ciencias: El ciclo del agua. Enseñanza de las Ciencias, 21 (3), 371-386, 2003.

MARTIN, J. Literacy in Science: Learning to handle text as technology. In: HALLIDAY, M. A. K.; MARTIN, J. R (eds.). Writing science: literacy and discursive power. London: The Falmer Press, 1992.

MARTINS, I.; DAMASCENO, A. R.. Uma análise das incorporações de textos de divulgação científica em livros didáticos de ciências. Atas do VIII Encontro Nacional de Pesquisa em Ensino de Física, Águas de Lindóia, SP, 2002.

MARTINS, I. et al. Uma análise das imagens nos livros didáticos de ciências para o ensino fundamental. Anais do IV Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Bauru, SP, 2003.

MARTINS, I. Rhetorics of science communication. Proceedings of the VI Interamerican Conference on Physics Education, Canela, RS, Brasil, 2000.

MARTINS, I.; CASSAB, M.; ROCHA, M.B. Análise do processo de re-elaboração discursiva de um texto de divulgação científica para um texto didático. Revista Brasileira de Pesquisa em educação em Ciências, v.1, n. 3, p. 19-27, 2001.

MARTINS, I. Visual imagery in school science textbooks. In: GRAESSER, A.; OTERO, J.; MARTINS, I.; GOUVÊA, G.; PICCININI, C. Aprendendo com imagens. Ciência e Cultura, -ano 57, No. 4, p. 38-40, out/nov/dez 2005.

MEGID NETO, J.; FRACALANZA, H. O livro didático de ciências: problemas e soluções. Ciência & Educação, v.9, n.2, p.147-157, 2003.

NASCIMENTO, T. G.; MARTINS, I. O texto de Genética no livro didático de ciências: uma análise na perspectiva da retórica crítica. Investigações em Ensino de Ciências, vol. 10, No. 2, 2005, disponível em http://www.if.ufrgs.br/ienci/

ORLANDI, E. P. Análise de discurso: Princípios e Procedimentos. São Paulo, Pontes, 1999a.

OTERO, M. R.; GRECA, I. M. Las imágenes en los textos de Física: entre el optimismo y la prudencia. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v.21, n.1, p.37-67, 2004.

PECHEUX, M. O discurso: estrutura ou acontecimento. Trad. Eni P. Orlandi, 3.ed., Campinas, SP: Pontes, 2002.

PICCININI, C. L.; MARTINS, I. Comunicação multimodal na sala de aula de ciências: construindo sentidos com palavras e gestos. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, v. 6, n.1, 2004, disponível em http://www.fae.ufmg.br/ensaio/.

PINTO, M. Comunicação e discurso: Introdução à Análise de Discurso. São Paulo, Hacker Editores, 1999.

QUESADO, M. A natureza da ciência e os livros didáticos de ciências para o ensino fundamental – uma análise textual. Dissertação de Mestrado. Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde. Rio de Janeiro: UFRJ, 2003.

SELLES, S. E.; FERREIRA, M. S., Influências histórico-culturais nas representações sobre as estações do ano em livros didáticos de ciências, Ciência & Educação, vol. 9, No. 2, 2003.



SUTTON, C. Words, science and learning. Buckingham: The Open Univeristy Press, 1992




Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal