Autor do trabalho: simone canuto bergamim



Baixar 10.64 Kb.
Encontro15.05.2018
Tamanho10.64 Kb.

PROGRAMA: Programa de Pós-graduação em: ALIMENTOS E NUTRIÇÃO

AUTOR DO TRABALHO: SIMONE CANUTO BERGAMIM
TÍTULO: AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIOXIDANTE E DA RESPOSTA GLICÊMICA E INSULÍNICA DO SUCO DE LARANJA FRESCO EM COMPARAÇÃO AO SUCO DE LARANJA PASTEURIZADO NO SORO SANGUINEO DE INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS.

CURSO: MESTRADO

DATA DA DEFESA: 29/03/2012



ORIENTADOR: PROFA DRA THAIS BORGES CESAR
CO ORIENTADOR: -
ÁREA DE CONHECIMENTO: NUTRIÇÃO
RESUMO:

O suco de laranja é fonte de vários tipos de compostos bioativos. A atividade antioxidante do suco de laranja, relacionada a benefícios à saúde, derivam não somente da vitamina C, um dos principais nutrientes do suco de laranja, mas também dos flavonoides cítricos, denominados flavanonas. O presente estudo teve como objetivo avaliar o estresse oxidativo e a resposta glicêmica e insulínica em indivíduos adultos normais submetidos a uma dose única de suco de laranja fresco em comparação ao suco de laranja pasteurizado. Participaram do estudo 21 voluntários que foram submetidos a duas colheitas de sangue, a primeira após ingestão de suco de laranja fresco, e a segunda depois de um intervalo de 30 dias, após a ingestão de suco de laranja pasteurizado. Foram realizadas dosagem das variáveis bioquímicas: triglicérides (TG), colesterol total (CT), colesterol de LDL (LDL-C), colesterol de HDL (HDL-C), glicemia de jejum e insulina de jejum. Para determinar o estresse oxidativo no soro dos pacientes foram realizados os ensaios de TBARS e DPPH, antes e após o consumo de cada suco de laranja. Após 24h da ingestão de suco de laranja fresco, houve diminuição nos níveis de colesterol total, efeito não observado após a ingestão do suco de laranja pasteurizado. Os níveis de glicose se mantiveram dentro da normalidade após à ingestão dos sucos de laranja, fresco e pasteurizado. Os níveis de insulina aumentaram após a ingestão do suco pasteurizado em relação ao suco fresco. A capacidade antioxidante apresentou diferença significativa nos períodos pré e pós a ingestão de suco de laranja fresco, com redução da porcentagem do radical DPPH no soro dos indivíduos, entretanto tal diferença não foi significativa para a ingestão do suco de laranja pasteurizado. Não houve diferença significativa nos níveis de TBARS em relação ao tipo de suco (fresco e pasteurizado), nem em relação ao tratamento (antes e após o consumo do suco).


ABSTRACT

Orange juice is a source of various bioactive compounds. The antioxidant activity of orange juice, related to health benefits derive not only vitamin C, one of the main nutrients in orange juice, but also of citrus flavonoids, called flavanones. The present study was to evaluate oxidative stress and glicemic and insulin response in health adults who underwent a single dose of fresh orange juice compared with orange juice. Participants were 21 volunteers who underwent two blood samples, the first after ingestion of fresh orange juice, and the second after na intervalo f 30 days after ingestion of orange juice. Were performed dosage of biochemical variables: triglycerides (TG), total cholesterol (TC),LDL cholesterol (LDL-C), HDL cholesterol (HDL-C), ratio LDL/HDL, fasting glucose and fasting insulin. To determine the oxidative stress in patientes serum assays were performed TBARS DPPH and before and after consumption of each orange juice. After 24 hours of ingestion of fresh orange juice, there was a decrease in total choleseterol leves, an effect not observed after ingestion of orange juice. Glucose levels remained within the normal range after ingestion of orange juice, fresh and pasteurized. Increased insulin levels after taking the pasteurized juice in relation to the fresh juice. The antioxidante capacity showed a significant difference in the periods before and after the intake of fresh orange juice, whith a reduction of the percentage of DPPH in the serum of individuals, however this difference was not significant for the intake of orange juice. There was no statistically significant difference in the levels of TBARS, 24 hours after ingestion of fresh orange juice over orange juice (NFC). Also there was no difference statistically significant for the levels of thiobarbituric acid reactive substances before and after consuption of fresh orange juice and NFC.



BANCA EXAMINADORA:

MEMBRO TITULAR

Profa. Dra. THAIS BORGES CESAR

Prof. Dr. ANTONIO JOSE GOULART

Profa. Dra. FERNANDA LOPES KINOUCHI



MEMBRO SUPLENTE

ANA LUCIA MARTINIANO NASSER



NANCY PREISING APTEKMANN

BIBLIOTECA DEPOSITÁRIA: Biblioteca da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Araraquara-UNESP - Rodovia Araraquara-Jaú, km 1 – Araraquara-SP

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal