Avaliação da resistência de diferentes cimentos resinosos utilizados na cimentação de pinos pré-fabricados utilizados para res



Baixar 10.25 Kb.
Encontro15.05.2018
Tamanho10.25 Kb.

Título: Avaliação da resistência de diferentes cimentos resinosos utilizados na cimentação de pinos pré-fabricados utilizados para restauração de dentes tratados endodonticamente.
Autores: Aline Stürmer Rech; Dr. Jefferson Ricardo Pereira (orientador); Janaina S. Ghizoni, Danielle Afonso, Hugo Vidotti, Accacio Lins do Valle
Introdução: A escolha de um cimento adequado para cimentação de pinos pré-fabricados é de fundamental importância para a qualidade do trabalho, além do bom planejamento e adequada técnica. A importância científica da pesquisa justifica-se pela contribuição que esta pretende trazer ao analisar diferentes tipos de cimentos resinosos existentes no mercado. A pesquisa pretende se constituir em material de consulta para estudos de acadêmicos da área odontológica. O objetivo geral deste estudo foi avaliar a resistência adesiva de diferentes cimentos resinosos utilizados na cimentação de pinos pré-fabricados em dentes tratados endodonticamente por meio do teste de pull out. Objetivos: a) Avaliação da resistência de diferentes cimentos resinosos utilizados na cimentação de pinos pré-fabricados utilizados para restauração de dentes tratados endodonticamente. B) Investigar o tipo de falha para os diferentes cimentos utilizados na cimentação de pinos pré-fabricados em dentes tratados endodonticamente.
Palavras-chaves: cimento resinoso, pino de fibra de vidro, teste de pull out.
Materiais e Métodos: A metodologia da pesquisa foi feita através da utilização de cinqüenta caninos humanos hígidos, com anatomia e dimensões semelhantes, cujo comprimento radicular era de 15 mm ou mais, sem curvaturas, trincas ou rachaduras. Estes dentes foram tratados endodonticamente e receberam um pino de fibra de vidro cada, sendo aleatoriamente divididos em 5 grupos: Grupo I –Rely X ARC, Grupo II – Rely X Unicem (3M), Grupo III – Enforce (Dentsply), Grupo IV - Panavia (Kuraray), Grupo V – All Cem (FGM). Constituídos todos os grupos, estes foram submetidos ao teste de pull out através da Máquina de Ensaio Universal. O valor máximo atingido durante o ensaio foi registrado em Newtons. Os resultados foram analisados por ANOVA e pelo teste de Tukey (p < 0,05).
Resultados e Discussão: Os dados foram submetidos à análise de variância ANOVA, mostrando que houve diferença estatisticamente significante entre os grupos (P = <0,001). O material que apresentou maior resistência à tração foi o RelyX U100, seguidos por Panavia e RelyX ARC. Por haver diferença, a análise comparativa das médias foi feita através do teste de comparação de médias – Teste de Tukey que mostrou haver diferença estatisticamente significativa na comparação do grupo de cimento RelyX Unicem com os grupos Enforce, All Cem e RelyX Arc. Na comparação com os demais grupos, este teste não mostrou diferença estatisticamente significativa. A realização de estudos sobre o comportamento dos cimentos resinosos e das interfaces adesivas entre pino-cimento-dentina é fundamental para se obter uma adesão segura e para o desenvolvimento de futuros materiais. A utilização de ensaios de resistência à tração pode ser de grande auxílio para avaliação de agentes cimentantes e conseqüentemente o prognóstico de restaurações com tais materiais.

Conclusões: Com base nos dados obtidos, analisados e discutidos, pode-se concluir a) O material que apresentou diferença estatisticamente significante, apresentando maior resistência à tração foi o RelyX U100, seguidos por Panavia, RelyX ARC, todavia todos os cimentos resinosos utilizados mostram-se como bons produtos.b)Não houve diferença estatisticamente significativa entre os cimentos Panavia, RelyX Arc, All Cem e Enforce. c) São necessários mais estudos laboratoriais na área odontológica para comparação de resultados. O resultado da pesquisa consistirá na publicação de um artigo com o objetivo de tornar-se fonte de consulta para os estudantes na área da Odontologia.


Referências:
BONFANTE, E.A., Avaliação quantitativa da continuidade da interface cimento/dentina de cimentos resinosos com diferentes modos de polimerização empregados na cimentação de pinos de fibra de vidro. Bauru, 2005; 86p.: il.; 30cm.

GHERT, H.U.V. et al. Chemical analysis and bonding reaction of RelyX Unicem and Bifix composites—A comparative study. Dent. Mat., v .22, Issue 10, October 2006, Pages 934-941.



ZANI, I.M.; PRATES, L.H.M.; CHAIN, M.C. Avaliação das propriedades mecânicas de cimentos resinosos convencionais e autocondicionantes. Revista de Odontologia da UNESP. 2008; 37(1): 85-89.

Projeto: PIBIT

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal