Balé Popular Avelós tem espaço para quem gosta de dança Publicado em



Baixar 6.88 Kb.
Encontro25.12.2018
Tamanho6.88 Kb.






Balé Popular Avelós tem espaço para quem gosta de dança


Publicado em 04/01/2008 Luciana Salvador

Ritmos regionais, danças que vieram do povo, como coco de roda, coco de mazurca, coco de umbigada, ciranda, xote, xaxado, baião, samba de roda, samba de matuto, frevo, maracatu e danças afro são a especialidade do Balé Popular Avelós. O grupo surgiu em novembro de 2005, pela iniciativa da dançarina Janaína Waléria. "O que me fez formar o Avelós foi o desejo enorme que tenho de contar a história do povo brasileiro através da dança, que é uma das coisas que mais gosto de fazer", revela a idealizadora.


O Balé Popular Avelós é formado por 12 componentes, sete mulheres e cinco homens, e apesar de novo já apresentou-se em diversos eventos. Entre eles, duas participações consecutivas no São João de Caruaru, apresentações em instituições particulares e em projetos sociais, ao lado de artistas como Azulão, João do Pife, Zabumba Bacamarte, Rosimar Lemos, Barca Bela e outros.

Segundo Janaína Waléria, a aceitação do público de Caruaru foi instantânea. "Ficamos todos surpresos, tanto pela boa aceitação das pessoas, quanto dos artistas. Acho que deve ser porque a cidade é um berço cultural, não somente em relação à dança, mas também de vários segmentos da arte", diz a artista.

Os interessados em fazer parte do Balé Popular Avelós não precisam ter formação em dança, mas é necessário que tenham uma noção da arte, ou pelo menos "levem jeito para a dança", como diz Janaína.  Como há pessoas que têm mais dificuldades para dançar que outras, o grupo oferece uma formação de base e outro nível, que ainda está em processo de aperfeiçoamento. Os ensaios acontecem normalmente nos fins de semana, devido às atividades dos dançarinos que trabalham e cursam faculdade.

FORMAÇÃO
Janaína Waléria iniciou sua carreira de dançarina no grupo Asa Branca, onde fez as primeiras apresentações em público. Ela já fez aulas de balé clássico e algumas oficinas de dança contemporânea com professores do Recife. Sua formação, no entanto, é na dança popular de grupos de raiz.

http://www.jornalvanguarda.inf.br/noticia_front.php?id=125

Jornal Vanguarda



Acessado em janeiro 2008

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal