Bueiros e galerias em tubos de concreto armado



Baixar 33.84 Kb.
Encontro26.02.2018
Tamanho33.84 Kb.

DIRENG

ESPECIFICAÇÕES GERAIS PARA OBRAS DE

N
INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA

DATA:
SDE



BUEIROS E GALERIAS EM TUBOS DE CONCRETO ARMADO

FOLHA:



1 - OBJETIVO
Esta Especificação fixa as condições gerais para execução de bueiros e galerias em tubos de concreto armado, que são obras de arte destinadas a possibilitar a passagem das águas através de obstáculos, aterros ou pavimentações.
2 - MATERIAIS
2.1 - Tubos de concreto
Os tubos de concreto armado deverão ser do tipo e dimensões indicadas no projeto; serão de encaixe, tipo ponta e bolsa e deverão seguir as exigências da norma NBR 9794 - "TUBO DE CONCRETO ARMADO DE SEÇÃO CIRCULAR PARA ÁGUAS PLUVIAIS".
Deverão ser obedecidas as exigências quanto a resistência à compressão diametral, em função do tipo e diâmetro para a sua aceitação, conforme tabela abaixo.


Resistência à compressão diametral






Carga mínima de trinca

Diâmetro

(KN/m) x 100 = Kgf / cm2)

Nominal

Classe

Classe

Classe

Classe

(DN)

CA - 1

CA - 2

CA - 3

CA - 4

300

12,0

18,0

24,0

30,0

400

16,0

24,0

32,0

40,0




40

60

80

100

                   

                 






Resistência à compressão diâmetral

Diâmetro

Carga mínima de ruptura (KN/m)

Nominal

Classe

Classe

Classe

Classe

(DN)

CA - 1

CA - 2

CA - 3

CA - 4

300

18,0

27,0

36,0

45,0

400

24,0

36,0

48,0

60,0




60

90

120

150

                   



Para cada lote de 100 unidades deverão ser escolhidos 2 tubos para o ensaio de compressão diametral.
3 - EQUIPAMENTOS
A natureza, capacidade e quantidade do equipamento a ser utilizado dependerão do tipo e dimensões do serviço a executar.
4 - EXECUÇÃO
Antes da execução de um bueiro, o terreno deve ser preparado, mediante conformação do subleito de acordo com as cotas de projeto.
O assentamento dos bueiros e galerias deve ser executado com o máximo cuidado, sobre berços de concreto (fck > 11 MPa), conforme projeto.
O rejuntamento será feito com argamassa de cimento e areia no traço 1:4.
O aterramento do bueiro e galeria deverá ser executado cuidadosamente, compactado a 100 % da massa específica aparente máxima seca do Proctor Intermediário, de modo a garantir apoio lateral uniforme em toda a altura do tubo, sem danificá-lo.


5 - CONTROLE
O controle será realizado através da verificação topográfica de cotas, alinhamento, dimensões e locação, além da aceitação dos tubos de concreto.
6 - MEDIÇÃO
Os bueiros e galerias acabados serão medido por metro linear, executados em conformidade com o projeto.
7 - PAGAMENTO
Os bueiros e galerias serão pagos pelo preços unitários contratuais, em conformidade com a medição referida no item anterior, que remuneram, além do fornecimento dos materiais e de sua implantação, os custos diretos e indiretos de todas as operações, equipamentos, encargos gerais, mão-de-obra e leis sociais, necessários à completa execução dos serviços.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal