Caryl Waller Krueger 1001 atividades para fazer com suas criançAS



Baixar 1.75 Mb.
Página1/25
Encontro23.01.2018
Tamanho1.75 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   25



Caryl Waller Krueger
1001 ATIVIDADES PARA FAZER COM SUAS CRIANÇAS
Tradução: Wally Constantino
Maltese-norma
PARA Chris, Carrie e Cameron, que usufruíram muitas destas idéias, e para Cliff, que ainda se diverte com os nossos atuais garotos crescidos.

Sumário
A autora conversa com você

Agradecimentos 13

CAPÍTULO 1: DIVERSÃO EM CASA



  • Idéias para atividades domésticas à todas as idades

    1. Jogos e adivinhações

    2. Vamos fazer de conta

    3. Transporte, blocos e cidades

    4. Jogos com papel

    5. Todos da família

    6. Animais de estimação como companheiros

    7. Diversões à mesa

    8. O assistente do chefe

    9. Em casa e et cetera

CAPÍTULO 2: CRIS PODE SAIR E BRINCAR?

  • Diversões no quintal e na vizinhança

    1. Casas de brinquedo para todas as idades

    2. Outras atividades no quintal

    3. Diversões pela vizinhança

    4. Rodas!

    5. Fora de casa no escuro

    6. Do lado de fora e et cetera

CAPÍTULO 3: APERTEM OS CINTOS

  • Maneiras de tornar agradáveis os passeios, excursões e viagens

    1. Antes de partir

    2. No carro

    3. No supermercado

    4. No restaurante

    5. Fazendo uma visita

    6. No caminho da escola

    7. Na igreja e em outros locais silenciosos

      1. No cabeleireiro ou barbeiro

        1. Excursões rápidas

        2. Bagagem

CAPÍTULO 4: A TURMA TODA AQUI!

- Criando a maioria das lições e atividades do grupo



    1. Atividades esportivas

    2. Clubes organizados

    3. A turma em sua casa

    4. Aulas de música

    5. Saída para o campo

CAPÍTULO 5: O VASTO MUNDO DOS LIVROS

- Incentivando o gosto pela leitura para todas as idades

    1. Leitura em casa

    2. Utilizando a biblioteca pública

    3. Trabalhando junto à escola

    4. Livros a serem compartilhados

    5. Os livros sempre bons

CAPÍTULO 6: TRABALHO É DIVERSÃO

  • Fazendo as crianças trabalharem juntas ao redor da casa

    1. O lar é mais que uma casa

    2. O que conta numa casa?

    3. Ferramentas de trabalho

    4. Tarefas conjuntas para toda a família

    5. Tarefas conjuntas para pré-escolares

    6. Tarefas conjuntas para escolares do 1.° grau

    7. Tarefas conjuntas para adolescentes

    8. Incentivos e empresários

CAPÍTULO 7: SITUAÇÕES ESPECIAIS

Ocasiões onde atividades criativas são importantes



      1. Quando é sábado de manhã e você quer dormir!

      2. Quando você está recebendo visitas — o que fazer com as crianças?

      3. Quando uma criança precisa de atenção especial

      4. Quando uma criança precisa ser disciplinada

      5. Quando é tempo de discutir sobre drogas

      6. Quando uma criança não se sente bem

      7. Quando há morte na família

      8. Quando os pais precisam se ausentar

      9. Quando a TV tenta se apoderar da criança

CAPÍTULO 8: APRENDENDO EM CONJUNTO

Educação com uma mudança dos pré-escolares aos adolescentes



        1. Habilidades vitais

        2. Bases para manejar o computador

        3. As três artes

        4. As ciências e os exteriores

        5. Educação cívica e trabalho

        6. Apoio na tarefa escolar

        7. Instrução religiosa

        8. Ética essencial

        9. Herança de família

CAPÍTULO 9: A BOA VIDA

Idéias para uma vida segura, saudável e feliz



          1. Boa e segura

          2. Boa e sadia

          3. Boa e nutritiva

          4. Boa e feliz

CAPÍTULO 10: A MESA-REDONDA

- A importância do diálogo mantido com as crianças de todas as idades

    1. Como falar de modo significativo

    2. Simples conversa

    3. Fim da linha

    4. Discussões resolvendo problemas

CAPÍTULO 11: COMEMORAÇÃO!

- Construindo memórias através de festas e feriados

    1. Festas para todas as idades

    2. Jogos para todas as idades

    3. Comemorações durante o ano todo

    1. O melhor Natal

    2. Crie seu próprio feriado

CAPÍTULO 12: AMOR EM AÇÃO

O maior presente!

1. Toques de amor

2. Vocabulário do amor

3. Atos de amor

4. Amor entre crianças

5. Amor além dos vínculos familiares

6. Lembranças de amor no fim do dia

7. A última palavra



A autora conversa com você.
Este livro destina-se às necessidades de uma família atarefada, possivelmente aquela onde ambos os genitores trabalham fora. Ele inclui desde idéias para pré-escolares até adolescentes, com alguns ca­pítulos para crianças que apreciam charadas ou jogos ao ar livre e outros capítulos para aquelas que desejam ganhar um dinheiro extra ou oferecer grandes festas. Mantendo estas atividades junto a seu es­quema atribulado, você estará apto a aproveitá-las "num instante" — um termo que significa fazer algo sem despender um tempo adicional.

Antes de começar, deixe-me participar a você como tirar o me­lhor proveito deste livro. Primeiro, examine-o atentamente, conside­rando as muitas categorias de vida familiar descritas. Em seguida, leia as partes que apresentam maior interesse para você e seus filhos. Talvez queira compartilhar a cada dia algumas atividades durante o jantar.

Confira as idéias que experimentou e anote aquelas que deseja repetir. Porém, o mais importante: não se sinta obrigado a pôr em prática as 1001! Este livro não é um teste. Sua finalidade consiste em ajudar no prazer do convívio familiar!

Note que em algumas partes há sugestões para crianças menores, maiores e de todas as idades. Uma vez que as crianças amadurecem em diferentes ritmos, a divisão entre "menores" e "maiores" ocorre quando um garoto ou garota já aprendeu a ler corretamente e tem permissão para sair pela vizinhança, sozinho. Usando este livro, deixe seu filho aproveitar a liberdade de novas idéias, adotando as pre­cauções normais de segurança.

Em função das palestras regulares que administro a respeito do desenvolvimento infantil, e tendo escrito artigos e livros sobre muitas áreas da vida familiar, desejei redigir esta obra para preencher uma necessidade especial. Assim, este livro não se refere a treinamento de toalete e higiene, a recolher brinquedos, a lidar com divórcio ou a problemas maiores de disciplina. Em vez disso, ele trata de situações inteligentes que você pode desfrutar com seus filhos no decorrer dos acontecimentos familiares comuns. Estas atividades tornarão os even­tos cotidianos mais agradáveis e educativos.

A palavra-chave no título deste livro é com. Trata-se de atividades para você fazer com seus filhos, e não para ou por eles, ou algo que deixe a criança ficar distante. A vida em família transforma-se numa aventura quando pais e filhos trabalham, aprendem e se diver­tem juntos. Isto é o que constrói memórias. Os brinquedos caros, as viagens ao exterior e as roupas da moda podem ter sua importância, mas as lembranças mais marcantes para os garotos são às vezes em que andaram na chuva, viveram à luz de velas durante um período de interrupção de eletricidade, ou quando se tornaram seus confiden­tes, pedindo sua opinião em algum assunto importante.

Portanto, não deixe esta fase preciosa escapar. Comece hoje um novo estilo de vida com as suas crianças.

Caryl Waller Krueger

Agradecimentos
Ninguém escreve 1001 idéias sozinho. Meus pais, marido e filhos tornaram esta obra possível pelo desejo de viver aventurosamente. Quando comecei a colocar as idéias no computador e a concebê-las em forma de livro, todos foram de inestimável ajuda.

Meus agradecimentos especiais às integrantes das "Mães Maravi­lhosas", as quais contribuíram com suas próprias experiências como mães e avós. O grupo incluiu mães que trabalham fora de casa, mães em famílias de duas raças, mães do lar, mães solteiras, madrastas, professoras, bibliotecárias, mães e avós de gêmeos, e alguns pais mara­vilhosos, também!

Mães e pais que colaboraram incluem: Marie Addario, Linda Bowman, Mary Ann Brady, Sally Buttner, Barbara e Larry Hauser, Connie King, Danielle e Lance McCune, Jan e Mike McCurties, Marsha e Chris Moersch, Elieth Robertshaw, Debbie e Jim Waller, JoAnn Worthington e Margaret Worthington.

Agradecimentos especiais a: Nancy Sager, que ajudou com idéias sobre habilidades e nutrição; minhas amigas bibliotecárias Merna Bennett, Jean Mosteller e Jean Stewart, que ajudaram a compilar as listas de livros; a Cameron Krueger, que me introduziu na escrita em computador e projetou muitos dos sistemas e macros que tornaram a redação e edição um prazer; a minha secretária, Sheila Kinder, por corrigir minha ortografia e pontuação, enquanto também contribuía com idéias.



UM

DIVERSÃO EM CASA




O lar constitui o centro da vida em família; assim, sua casa pode se tornar um local feliz para crianças e adolescentes. Experimente estas idéias para atividades domésticas — diversão simples, econômica e estimulante, destinada aos dias de semana, dias chuvosos, dias atare­fados e fins de semana.




Parte

1:

Jogos e adivinhações

Parte

2:

vamos fazer de conta

Parte

3:

Transporte, blocos e cidades

Parte

4:

Jogos com papel

Parte

5:

Todos da família

Parte

6:

Animais de estimação como companheiros

Parte

7;

Diversões à mesa

Parte

8:

O assistente do chefe

Parte

9:

Em casa e et cetera



PARTE 1: JOGOS E ADIVINHAÇÕES
PARA CRIANÇAS MENORES


  1. TAPETE MÁGICO

Tudo o que você precisa é de um tapete pequeno e macio, uma criança e dois pais com imaginação para compartilhar. A criança senta-se ou estica-se sobre o tapete e segura as bordas. Para onde deseja ir? Ao oceano? (Segure as pontas da manta e levante-a do chão, enquanto a conduz para o banheiro.) Existem baleias por aqui? Peixes? Areia? Toquem a água; está fria? Aonde mais? O armazém? (Carregue-a para a cozinha.) O que nós vamos comprar? Leite? Bolachas? Desculpe, o dinheiro acabou! Vamos para algum outro lugar. À biblioteca! (Transporte o tapete mágico para uma estante de livros.) Realize outras viagens ao teatro (diante da TV), à loja de consertos (a garagem ou oficina), à loja de roupas (o armário da criança), ou à Terra do Sono (sua cama). Deixe que a imaginação guie você.


  1. O GUARDA FLORESTAL SOLITÁRIO

Com um barbante ou uma corda, pendure uma argola dura (qualquer aro com cerca de 7 centímetros servirá) em uma luminária presa ao teto ou num prego na entrada da porta. Dependendo da idade das crianças, deixe o barbante mais longo ou mais curto. Em seguida, faça as balas prateadas: utilizando uma folha de papel alumínio, confeccione-as com cerca de 3 centímetros de comprimento. Depois, deixe os jogadores fa­zerem máscaras simples de Guarda Florestal. Coloque as crian­ças próximas ao arco a fim de que pratiquem o arremesso das balas através dele. Então, comece o jogo: divida as balas entre os participantes e marque um ponto para cada tiro dentro da argola. Após cada jogada, desloque-as um passo para trás. O vencedor é aquele que alcançar primeiro vinte e cinco pontos.


  1. BALÕES

Conserve um pequeno estoque guardado para quando precisar de entretenimento. A coordenação de olhos-mãos é treinada quando se procura manter o balão no ar das seguintes maneiras: usando apenas um pé ou mão para tocar no balão, as duas mãos, a cabeça, alternando entre duas crianças, batendo no balão com uma colher, uma folha de jornal ou um mata-moscas.

  1. JOGOS DE CARTAS

Com um baralho, distribua cinco cartas para cada jogador. Cada um coloca suas cartas diante de si, viradas para cima. Deposite as cartas restantes no centro da mesa, voltadas para baixo: isto constitui o monte. Os jogadores revezam-se retirando uma carta do monte. Se o participante pode combinar o valor da carta com uma das suas, (por exemplo, um quatro de espadas com um quatro de ouros, ou um valete de copas com um valete de paus), ele vira seu par para baixo. Ele con­tinua puxando uma carta do monte até que possa formar um par. Quando ele não emparelha, o próximo jogador vira uma carta do monte, e assim por diante. Assim que o monte central acabar, vire o monte de descarte para baixo e recomece. Vence o primeiro que tiver todas as suas cartas voltadas para baixo (ou o jogador com o maior número delas viradas). À medida que as crianças começarem a entender este jogo simples, torne-o mais difícil combinando o número e a cor (vermelha ou preta).


  1. QUEBRA-CABEÇA PACIENTE

Comece um quebra-cabeça para crianças menores em uma mesa baixa, num balcão de cozinha, ou algum local em seu quarto onde ela possa se concentrar. Não deixe que monte tudo de uma única vez. Diga-lhe para juntar uma peça cada vez que passar por ele. Você também pode acrescentar uma peça de vez em quando. Algumas famílias colocam um quebra-cabeça sobre um simples pedaço de madeira na pia do banheiro e deixam cada pessoa da casa adicionar uma peça por vez. Quem diz que o banheiro não pode ser divertido!

PARA CRIANCAS MAIORES


  1. QUADROS NO ESPELHO

Forneça a cada jogador papel e lápis. Inicie rodadas sentando cada participante na frente de um espelho amplo e fazendo com que desenhe um objeto enquanto olha apenas para o espelho. Comece com gravuras simples, como um porco ou uma casa, e depois elabore desenhos mais difíceis, como um ciclista ou as letras do alfabeto. Tente você mesmo: não é tão fácil como parece!


  1. XADREZ AMBULANTE

Coloque um tabuleiro de xadrez sobre uma mesa na entrada da casa ou na sala de estar. Dois membros da família dão início ao jogo, movendo uma de suas peças quando assim desejarem, toda vez que passarem pelo local. Forneça uma ficha de pôquer ou outro marcador (uma moeda de cinqüenta centavos é perfeita) para que o participante coloque sobre a peça que acabou de mexer. Eventualmente, ambos podem estar na mesma hora na mesa, mas você também pode disputar o jogo inteiro sem se encontrar com seu adversário ou estipular um tempo determinado para jogar. O vencedor desafia outra pessoa da família.


  1. RÉBUS

Este jogo de palavras (desfrutado por Benjamin Franklin) emprega números, letras e palavras para indicar outras palavras ou parte delas. Comece com estas mais simples, e depois ima­gine algumas para suas crianças. Então, elabore outras mais difíceis para cada uma.

1) Desenhe as letras O, SA, um pato, as letras DO e a cara de um rei: O sapato do rei. 2) Escreva a palavra "EU", desenhe um olho, o número 1 e um cachorro: Eu vejo um cachorro. 3) Escreva a palavra "MEU", desenhe um gato, um coração, a letra D e um peixe: Meu gato gosta de peixe.

Você pode tornar a brincadeira mais difícil, através da disposição das palavras, como por exemplo:
Q RO

= Quero sobremesa

MESA

/L/E/N/D/O/ = Lendo as entrelinhas



P

A

L



PALAVRAS

V

R



A


f


S = Palavras cruzadas
Em conjunto com seu filho, você pode escrever uma pe­quena história na forma rébus e deixar que a família a decifre.
9. MÍMICA

Apresente às crianças este jogo para todas as idades. Em mímica você não precisa falar; em vez disso, represente as pala­vras. Comece escolhendo um tema: os personagens Disney, programas de TV, músicas, livros infantis. Inicie a encenação da mímica. Permita que as crianças mais novas consultem um dos pais ou irmãos mais velhos para troca de idéias. Mostre- lhes os sinais manuais da charada para quantas palavras (use os dedos), pequenas palavras (coloque o polegar e o dedo indicador juntos) e rimas (deixe os indicadores paralelos), e assim por diante.


10. EQUAÇÕES

Este jogo de palavras pode se realizar uma vez por dia no café da manhã, após o jantar ou como entretenimento de festa. O objetivo consiste em dizer o que as letras representam. Por exemplo: 4 = S. em um M. Resposta: Semanas em um Mês. Para crianças mais novas, talvez você precise preencher melhor as palavras que faltam. Então, no n.° 1, utilize a palavra "Dias", no lugar da letra D. Assim que a criança adquirir habi­lidade nesta brincadeira, você ficará surpreso com sua velo­cidade para resolver cada equação. (As respostas encontram-se no final desta parte.)




1.

7

=

D. na S.

2.

10

=

D. em duas M.

3.

52

=

S. no A.

4.

60

=

M. em uma H.

5.

100

=

C. em um M.

6.

23

=

L. do A.

7.

7

=

M. do M. A.

8.

28

=

P. no D.

9.

1001

=

N. A.

10.

88

=

T. do P.

11.

6

=

L. de um C.

12.

54

=

C. em um B. (incluindo 2 C.)

13.

9

=

P. no S. S.

14.

4

=

C. na B. B.




15.

12

=

M. em um A.

16.

0

=

G. C. onde a A. C.

17.

90

=

G. em um A. R.

18.

1

=

S. da T.

19.

4

=

L. em um G.

20.

24

=

H. em um D.

21.

2

=

R. em uma B.

22.

11

=

J. em um T. F.

23.

1000

=

P. que um Q. V.

24.

64

=

Q. em um T. de X.

25.

29

=

D. em F. num A. B.



11. PALÍNDROMAS

Trata-se de palavras ou frases lidas de mesma forma da direita para a esquerda ou vice-versa. "Palíndromas" é uma palavra grega que significa "voltando novamente". Procurem juntos por palavras palíndromas simples como asa, pop, ala, radar, assa, rapar, apupa, ele, erre, ama, ovo, osso, etc. Depois, descubram nomes como Oto, Ana, Ada, Eve. Se quiserem testar sua habilidade, tentem montar pequenas frases como "Oto come mocotó", ou "Roma é amor".


PARA TODAS AS IDADES


    1. PARES DE ESCONDE-ESCONDE

Este jogo requer quatro ou mais participantes. Forme duplas de pais ou crianças mais velhas com as mais novas. "Esconde- esconde" no escuro não é tão assustador quando se tem um parceiro para esconder ou procurar. Se houver três ou mais pares, siga as regras da seguinte maneira: uma dupla se esconde, e a outra procura. Quando a primeira encontrar a segunda, as quatro pessoas passam a se esconder juntas da terceira dupla. Sem zombaria! A brincadeira pode se realizar durante o dia, óbvio, mas no escuro torna-se muito mais emocionante!


    1. O NOVO "SIMÃO DIZ"

As crianças apreciam este jogo em português, e acham muito mais divertido em inglês — ou qualquer idioma que você escolher, As regras são sempre as mesmas: um dos participantes é Simão, que se coloca de pé diante dos outros e fica dando ordens para serem cumpridas com gestos. Os outros obedecem suas ordens se ele começar com "Simão diz", e ignoram a ordem se ele não mencionar a frase "Simão diz". Aquele que errar senta-se e cai fora do jogo. O último que restar será o próximo Simão. Para jogar em inglês, você precisa destas pa­lavras:
Simon says (Saimom seis): Simão diz

touch your (tâtch iór): toque seu

nose (nouz): nariz

eye (ai): olho

ear (iar): orelha

mouth (maut): boca

cheek (tchic): bochecha

hand (rénd): mão

stomach (stômac): estômago

knee (ni): joelho

elbow (élbou): cotovelo

finger (fíngar): dedo

shoe (shu): sapato

friend (frénd): amigo
Simão pode dar algumas ordens em português e outras em inglês, até que as novas palavras estejam bem assimiladas. À medida que o jogo avança, Simão pode dar as ordens cada vez mais rápido.


    1. QUENTE E FRIO

Faça esta brincadeira com crianças mais novas ou com adolescentes. É também interessante para dias de presentes, quando você desejar que a criança encontre um presente grande, difícil de ser embrulhado, como por exemplo uma bicicleta ou um aparelho de som. Como um jogo em família, faça rodízios escondendo um pequeno objeto em algum local da casa. (Co­mece escondendo no ambiente onde estão, enquanto os outros fecham os olhos. Na próxima vez, guarde o mais longe.) Na primeira vez os pais escondem o objeto e dão alguns palpites. À medida que a criança se aproximar do alvo, dêem estes palpites: fervendo (muito perto), quente, morno, fresco, frio, gelado (muito longe). A pessoa que procura caminha e olha enquanto os outros dão as dicas. Quando o objeto for encon­trado, o descobridor será o próximo a esconder e fornecer os palpites. Pode-se tornar o jogo mais difícil limitando-se o número de palpites a dez e somente dando-o quando o inves­tigador pedir.
RESPOSTAS DAS EQUAÇÕES: 1) Dias na Semana, 2) Dedos em duas Mãos, 3) Semanas no Ano, 4) Minutos em uma Hora, 5) Centí­metros em um Metro, 6) Letras do Alfabeto, 7) Maravilhas do Mundo Antigo, 8) Peças no Dominó, 9) Noites Árabes, 10) Teclas do Piano, 11) Lados de um Cubo, 12) Cartas em um Baralho (incluindo 2 Coringas, 13) Planetas no Sistema Solar, 14) Cores na Bandeira Brasi­leira, 15) Meses em um Ano, 16) Graus Celsius onde a Água Congela, 17) Graus em um Ângulo Reto, 18) Satélite da Terra, 19) Litros em um Galão, 20) Horas em um Dia, 21) Rodas em uma Bicicleta, 22) Jogadores em um Time de Futebol, 23) Palavras que um Quadro Vale, 24) Quadrados em um Tabuleiro de Xadrez, 25) Dias em Fevereiro num Ano Bissexto.




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   25


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal