Código da Disciplina: Lit 00070 Caráter: Disciplina Específica (DE) Número de créditos



Baixar 28.23 Kb.
Encontro16.02.2018
Tamanho28.23 Kb.

Nome da Disciplina: Tendências Teórico-críticas nas LEM: Literatura Romântica, Vitoriana e Eduardiana

Código da Disciplina: Lit 00070

Caráter: Disciplina Específica (DE)

Número de créditos: 04

Linha de pesquisa: Literatura, Imaginário e História

Professor responsável: Sandra Sirangelo Maggio

Dia da semana e horário: Sextas, das 13h30min às 17h10min

Súmula:

Espaço disciplinar destinado ao estudo de um determinado tópico, período ou autor, à luz de uma seqüência proposta de diferentes abordagens críticas escolhidas. Neste semestre será realizado um estudo crítico de textos românticos, vitorianos e eduardianos, com vistas identificar mudanças e acomodações nos paradigmas estéticos.



Objetivo: Estudo de textos literários britânicos com vistas à análise da historicização da experiência estética, O trabalho será executado através de duas vias: estudo longitudinal, abrangendo o período entre a última década do século dezoito e a segunda década do século XX; e estudo aprofundando, tendo como corpora os romances Jane Eyre, de Charlotte Brontë, e Howards End, de E. M. Forster.

Programa:

Semana 01 - Apresentação do projeto da disciplina. Combinações e divisão de tarefas. Conceitualizações: Romantismo; Vitorianismo; Período Eduardiano. Divisão de tarefas envolvendo o corpus primário e o teórico-crítico.


Semana 02 – Tópico: Romantismo. Estudo Longitudinal: Europa: Os Irmãos Schlegel; Mme. de Staël; Victor Hugo. Estudo Pontual: Correspondência G. E. Lewis. Lastro Teórico-crítico: René Wellek.
Semana 03 – Tópico: Romantismo. Estudo Longitudinal: Poetas Ingleses: Blake, Wordsworth; Coleridge, Byron, Shelley. Keats. Estudo Pontual: Byron & Wellington. Lastro teórico-crítico: P. B. Shelley & V. Hugo.
Semana 04 – Tópico: Prosa neo-clássica, gótica e “romântica”. Estudo Longitudinal: Goethe, Beethoven; Jane Austen; Walter Scott; Mary Shelley. Estudo Pontual: Jane Austen, Charlotte Brontë, Emily Brontë. Lastro teórico-crítico: Walter Allen.
Semana 05 – Tópico: Vitorianismo. Estudo Longitudinal: From Austen to Brontë. Estudo Pontual: Jane Eyre, by Charlotte Brontë. Lastro teórico-crítico: G. M. Trevelyan.
Semana 06 – Tópico: Vitorianismo. Estudo Longitudinal: The Provincial Novel: Emily Brontë. Estudo Pontual: Jane Eyre, by Charlotte Brontë. Lastro teórico-crítico: Criticism contemporary to the Brontës.
Semana 07 – Tópico: Vitorianismo. Estudo Longitudinal: London: Charles Dickens. Estudo Pontual: Jane Eyre, by Charlotte Brontë. Lastro teórico-crítico: Gubar & Gilbert.
Semana 08 – Tópico: Vitorianismo. Estudo Longitudinal: Provincial Novel: Elizabeth Gaskell. Estudo Pontual: Jane Eyre, by Charlotte Brontë. Lastro teórico-crítico: Terry Eagleton.
Semana 09 – Tópico: Vitorianismo. Estudo Longitudinal: Provincial Novel: George Eliot. Estudo Pontual: Jane Eyre, by Charlotte Brontë. Lastro teórico-crítico: Richard Chase.
Semana 10 – Tópico: Vitorianismo. Estudo Longitudinal: Provincial Novel: Thomas Hardy. Estudo Pontual: Jane Eyre, by Charlotte Brontë. Lastro teórico-crítico: C. P. Landow.
Semana 11 – Tópico: Vitorianismo. Estudo Longitudinal: Provincial Novel: The Pre-Raphaelites. Estudo Pontual: Jane Eyre, by Charlotte Brontë. Lastro teórico-crítico: C. P. Landow.
Semana 12 – Tópico: Literatura Eduardiana. Estudo Longitudinal: Lewis Carroll; Oscar Wilde. Estudo Pontual: Howards End, by E. M. Forster. Lastro teórico-crítico: Lionel Trilling.
Semana 13 – Tópico: Literatura Eduardiana. Estudo Longitudinal:Joyce; Woolf. Estudo Pontual: : Howards End, by E. M. Forster. Lastro teórico-crítico: E. M. Forster.
Semana 14 – Tópico: Literatura Eduardiana. Estudo Longitudinal: D. H. Lawrence; e. M. Forster. Estudo Pontual: Howards End, by E. M. Forster.
Semana 15 – Século XXI – Tratamento da ficção autobiográfica. Jornada.
Semana 16 – Encerramento das atividades. Fechamento das discussões. Avaliações.

Procedimentos Didáticos e Avaliação:

Pré-requisito: frequência padrão.

Participação nas discussões e apresentação de trabalhos (50%).

Trabalho final: ensaio crítico (50%) sobre alguma das temáticas tratadas na disciplina.



Leituras Obrigatórias:

A carga de leitura da disciplina para cada aluno inclui:

1 – o romance Jane Eyre, de Charlotte Brontë

2 – o romance Howards End, de E. M. Forster

2 – leitura de quatro ensaios críticos (a escolher, dentre os do corpus apresentado)

3 – a leitura de três outros romances do programa (a escolher, dentre os do corpus apresentado)



BIBLIOGRAFIA PRIMÁRIA1: quaisquer edições ou textos virtuais, em inglês, no original integral

AUSTEN, J. Pride and Prejudice.


BRONTË, A. The Tenant of Wildfell Hall.
BRONTË, C. Jane Eyre; Villette.
BRONTË, E. Wuthering Heights.
CARROLL, L. Alice in Wonderland. Through the Looking Glass.
DICKENS, C. David Copperfield; Oliver Twist; A Tale of Two Cities.
ELIOT, G. Scenes of Clerical Life.
FORSTER, E. M. The Longest Journey; FORSTER, E.M. Howards End.
GASKELL, Elizabeth. Cranford.
HARDY, Thomas. Tess of the D’Urbervilles; The Mayor of Casterbridge; Barry Lyndon.
JOYCE, James: A Portrait of the Artist as a Young Man; Dubliners.

LAWRENCE, D. H. Sons and Lovers.


SCOTT, W. Ivanhoe.
SELEÇÃO de poemas, em polígrafos disponíveis em HTTP://sandramaggio.wordpress.com (Blake; Wordsworth; Coleridge; Byron; Shelley; Keats)
SHELLEY, M. Frankenstein.
WILDE, Oscar. De Profundis; The Picture of Dorian Gray; The Importance of Being Earnest.
WOOLF, V. To the Lighthouse.

BIBLIOGRAFIA SECUNDÁRIA E TEÓRICO-CRÍTICA
ADAMS, Hazard; SEARLE, Leroy. (eds.) Critical Theory Since Plato. 3rd edition. Boston: Thomson Wadsworth, 2005.
ALEXANDER, Christine; SMITH, Margareth. The Oxford Companion to the Brontës. Oxford: OUP, 2006.
ALLEN, Walter. The English Novel. Harmondsworth: Penguin, 1972.
CHURCHILL, Winston. A History of the English Speaking Peoples. 4 vol. New York: Barnes & Noble, 2003.
EAGLETON, T. “Jane Eyre”. In: Myths of Power: A Marxist Study of the Brontës. Hampshire: Palgrave MacMillan, 2005.
FORSTER, E. M. Aspects of the Novel. Harmondsworth: Penguin, 1988.
GASKELL, Elizabeth. Life of Charlotte Brontë. Harmondsworth: Penguin, 1988.
GILBERT, S.; GUBAR, S. “A Dialogue of Self and Soul: Plain Jane’s Progress.” In: __The Madwoman in the Attic: The Woman-writer and the 19th Century Literary Imagination. New Haven: Yale, 2000.
GLEN, Heather (ed.) The Cambridge Companion to The Brontës. Cambridge: CUP, 2007.
HUGO, V. “Preface to Cromwell” Disponível em hhttp://www.victorianweb.org/. Acesso em 25.06.2010.
LANDOW, C. P. The VIctorian Web. Disponível em hhttp://www.victorianweb.org/. Acesso em 25.06.2010.
MAYNARD, John. “Sexual Awakening in the Romance World: Jane Eyre.” In: __Charlotte Brontë and Sexuality. Cambridge: CUP, 2009.
SHELLEY, P. B. “A Defence of Poetry.” Disponível em hhttp://www.victorianweb.org/. Acesso em 25.06.2010.
TREVELYAN, G. M. English Social History. London: Longman, 1987.
TRILLING, Lionel. E. M. Forster. London: The Hogarth Press, 1969.
WELLEK, René. A History of Modern Criticism: The Romantic Age. London: Jonathan Cape, 1955.
WORDSWORTH, W. “Preface to the 2nd Edition of Lyrical Ballads.” Disponível em hhttp://www.victorianweb.org/. Acesso em 25.06.2010.


1 Quaisquer edições completas no original em inglês. O material também está disponível em formato virtual na página da Profa. Sandra Maggio: http://sandramaggio.wordpress.com.



Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal