Centro universitário de maringá – cesumar departamento de póS – graduaçÃO



Baixar 0.75 Mb.
Página9/13
Encontro13.06.2018
Tamanho0.75 Mb.
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   13

5.4Comparação professores e alunos

Ao se comparar as visão de alunos e professores, observou-se que ambos tiveram uma avaliação satisfatória nas competências estabelecidas pelas DNCs II, V, XI. Comparando o nível de satisfação, pode-se concluir que também houve concordâncias nas competências I, II, VII e IX.


Para as menores notas, também foram observadas uma mesma visão entre os atores nas competências das DCNs XII e XV.
Já para as competências gerais de Fleury e Fleury 2001, não houve observação de concordância nas competências com maiores médias, mas para as competências com menores médias, pode-se obter concordância nas 6 e 13. Analisando o índice de satisfação, pode-se obter que os entrevistados concordam nas questões 2, 9 e 20.
Observa-se que apesar de algumas diferenças entre as médias das notas e índices de satisfação entre os professores e os alunos na maioria da competências analisadas, os autores obtiveram a mesmas percepção entre o desenvolvimento e a formação das competências no curso de nutrição.


5.5Análise de regressão

Como os dados analisados estão na escala Likert, utilizou-se o método de regressão ordinal e desse, o modelo de chances não proporcionais, ou modelo estereótipos, para verificar a relação das características sociodemográficas apresentadas com a resposta a cada pergunta.


Os dados das perguntas “curso realizado em que tipo de instituição” (Faculdade, Faculdade Integrada, Universidade, Centro Universitário) e “em que rede” (Privado, Público) foram desconsiderados, pois apresentaram a mesma resposta em todos os participantes.

Na questão 2, para o caso ideal pode-se ver que apenas o tempo de trabalho na área de nutrição interfere nas notas atribuídas. Para o caso real, além do tempo de trabalho na área de nutrição, tem-se, também, o tempo de trabalho total interferindo na forma com que as respostas são dadas.


Para o caso ideal da pergunta 3, tem-se que o tempo total de trabalho e o tempo total de trabalho em nutrição fazem diferença nas notas dadas. Além disso, pôde-se ver, também, que o sexo do participante influenciou nas respostas. Ao analisar o caso real, tem-se que apenas o sexo influenciou na resposta final.
Já nas questões 5 e 6, apenas o sexo faz diferença nas respostas para no caso ideal. Para o caso real, nenhuma característica faz efeito na resposta final. Na pergunta 7, a característica que faz diferença na nota para ambos os casos, ideal e real, é o tempo de trabalho na área de nutrição e o período.
Na parte ideal da pergunta 8, tem-se que as características estado civil e tempo de trabalho na área de nutrição influenciam na resposta final. Já no caso real, apenas o tempo de trabalho total tem essa influência. Na questão 9, parte ideal, não houve nenhuma característica que mudasse a forma com que as pessoas atribuem as notas. Entretanto, na parte real, o sexo, estado civil e o tempo de trabalho total influenciam na resposta. Para a questão 10, parte ideal, não houve nenhuma característica que mudasse a forma com que as pessoas atribuem as notas. Entretanto, na parte real, o tempo de trabalho total dentro e fora da área de nutrição influenciou na nota atribuída.
Para as outras perguntas, 1 e 4 em ambos os casos, ideal e real, não houve nenhuma característica que mudasse a forma com que as pessoas atribuem as notas. Na questão 11, parte ideal, o estado civil e o tempo de trabalho na área de nutrição são relevantes para a resposta final das notas. Já na parte real, nenhuma característica socioeconômica influenciou na resposta.
Para a questão 13, na parte ideal, o tempo de trabalho na área de nutrição também influenciou nas respostas de notas. Na parte real nenhuma característica foi significativa.
Já na questão 14, na parte ideal, além do tempo total de trabalho na área de nutrição, a idade também influenciou nas notas. Na parte real, nenhuma influenciou.
Com relação à questão 15, verifica-se que a idade e o tempo de trabalho total influenciaram nas notas da parte real. Já na parte ideal, não foram encontradas diferenças. Já na questão 16, tem-se o tempo na área de nutrição e o tempo total influenciando na resposta das notas, nas partes ideal e real respectivamente. O mesmo aconteceu na questão 17. Para a questão 18, apenas o tempo de trabalho total influenciou na resposta para a parte real. Na parte ideal, não existiu nenhuma influente.
Na questão 19, o sexo foi influente para a distribuição das notas da parte ideal. Já na parte real, apenas o tempo de trabalho total foi significativo. Para a questão 20, na parte ideal, tem-se que o sexo e o tempo de trabalho total influenciaram na resposta final. Já na parte real, o tempo de trabalho na área de nutrição e o estado civil influenciaram na resposta.
Analisando as questões 21 e 22, pode-se ver que o sexo e o tempo de trabalho total influenciam as notas na parte ideal, e, na parte real, apenas o tempo de trabalho total teve influencia. Na questão 23, apenas o tempo de trabalho total influenciou nas respostas, em ambas as partes. Para a questão 26, o sexo e o tempo de trabalho na área de nutrição foram significativos para a parte ideal. Já na parte real, nenhuma das características foram influentes.
Quanto às questões 27 e 28, apenas o sexo foi influente na parte ideal, já na parte real, nenhuma teve influência com as notas atribuídas. Já na questão 29, apenas o tempo de trabalho na área de nutrição foi significativo na parte ideal, e, na parte real, nenhuma característica influenciou na resposta. Na questão 30, o sexo influenciou a distribuição das notas na parte ideal, e, na parte real, foi o tempo total de trabalho na área de nutrição. Para a questão 31, na parte real, o tempo de trabalho na área de nutrição influenciou as respostas. Já na parte ideal, não existiu nenhuma influencia.
Analisando a questão 32, tem-se que o sexo influenciou as notas na parte ideal, e o tempo de trabalho na área de nutrição influenciou na parte real. Já na questão 33, a característica sexo influenciou na distribuição das notas, e, na parte real, o tempo de trabalho na área de nutrição influenciou. Para a questão 34, na parte real, o tempo de trabalho na área de nutrição e fora dela influenciaram a distribuição das notas. Já na parte ideal, nenhuma das características foram influentes.
Na questão 35, na parte ideal, o tempo de trabalho na área de nutrição e o período influenciaram na distribuição das notas. Já na parte real, apenas o período influenciou. Para a questão 36, apenas a idade influenciou a distribuição das respostas na parte ideal. Já na parte real, nenhuma característica influenciou. Analisando a questão 37, na parte ideal, o sexo e o tempo de trabalho na área de nutrição influenciaram a distribuição das respostas. Já na parte real, apenas o sexo influenciou. Para a questão 38, na parte ideal, apenas o tempo de trabalho na área de nutrição influenciou na distribuição das respostas. Na parte real, o tempo de trabalho total e o período influenciaram.
Na questão 39, a idade e o tempo de trabalho total influenciaram a distribuição das notas na parte real, já na parte ideal, nenhuma característica influenciou. Quanto à questão 40, apenas o tempo de trabalho total influenciou a distribuição das notas na parte ideal, e, na parte real, nenhuma característica influenciou. Para as outras perguntas, 1, 4, 12, 24, 25 em ambos os casos, ideal e real, não houve nenhuma característica que mudasse a forma com que as pessoas atribuem as notas.
Segue, abaixo, a Tabela 7, com os modelos ajustados para cada variável e as características:
Tabela 7 - Investigação das características sociodemográficas significativas

Questão

Influenciadas

2. Saber por que fazer determinados procedimentos

Tempo de trabalho na área de nutrição (incluindo-se estágios)

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

 

3. Saber julgar

Sexo

 

 

6. Saber mobilizar recursos de pessoas, financeiros, materiais

Tempo de trabalho na área de nutrição (incluindo-se estágios)

 

 

7. Criar sinergia entre os recursos disponíveis e mobilizados para o exercício de suas funções na organização em que vai atuar

Tempo de trabalho na área de nutrição (incluindo-se estágios)

Período do curso

 

8. Compreender informações e conhecimentos transmitidos por outros membros da referida organização

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

 

 

9. Processar informações e conhecimentos

Sexo

Estado Civil:

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

10. Transmitir informações e conhecimentos

Tempo de trabalho na área de nutrição (incluindo-se estágios)

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

 

15. Saber propiciar o desenvolvimento dos outros

Idade:

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

 

16. Saber engajar-se com os objetivos da organização

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

 

 

17. Saber comprometer-se com os objetivos da organização

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

 

 

18. Ser responsável na sua área de atuação na organização de saúde

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

 

 

20. Ser reconhecido na sua área de atuação como um profissional responsável e competente

Estado Civil:

Tempo de trabalho na área de nutrição (incluindo-se estágios)

 

21. Conhecer o negócio da organização e seu ambiente

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

 

 

22. Entender o negócio da organização e seu ambiente

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

 

 

30. Avaliar, diagnosticar e acompanhar o estado nutricional, planejar, prescrever, analisar, supervisionar e avaliar dietas e suplementos dietéticos

Tempo de trabalho na área de nutrição (incluindo-se estágios)

 

 

31. Planejar, gerenciar e avaliar unidades de alimentação e nutrição, visando à manutenção ou melhoria das condições de saúde de coletividades sadias e enfermas

Tempo de trabalho na área de nutrição (incluindo-se estágios)

 

 

32. Realizar diagnósticos e intervenções na área de alimentação e nutrição

Tempo de trabalho na área de nutrição (incluindo-se estágios)

 

 

33. Atuar em equipes multiprofissionais destinadas a planejar, coordenar, supervisionar, implementar, executar e avaliar atividades na área de alimentação e nutrição e de saúde

Tempo de trabalho na área de nutrição (incluindo-se estágios)

 

 

34. Reconhecer a saúde como direito e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência

Tempo de trabalho na área de nutrição (incluindo-se estágios)

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

 

35. Desenvolver atividade de auditoria, assessoria, consultoria na área de alimentação e nutrição

Período do curso

 

 

37. Exercer controle de qualidade dos alimentos em sua área de competência

Sexo

 

 

38. Desenvolver e avaliar novas fórmulas ou produtos alimentares, visando a sua utilização na alimentação humana

Idade

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

Período do curso

39. Integrar grupos de pesquisa na área de alimentação e nutrição

Tempo de trabalho total (incluindo-se outros trabalhos além da área de nutrição)

 

 

Fonte: Dados da pesquisa.

*Onde há diferenças nas notas para aquela característica sócio-demográfica.


As principais características que influenciaram os entrevistados foram, o tempo de trabalho na área de nutrição, que influenciou a respostas das questões 2, 3, 7, 13, 14, 15, 16, 19, 30, 31, 33, 34, 35 e 38. Já o tempo de trabalho total influenciou as questões 2, 3, 15, 16, 17, 18, 19, 21, 22, 34, 37, 39, e 40, seguida pelo sexo, que influenciou as questões 3, 5, 9, 19, 20, 21, 22, 27, 29, 30, 32, 33 e 37. Já as características sexo e idade influenciaram as questões 8, 11, para o primeiro, e 14, 36, 39, para o segundo. O período influenciou apenas as questões 35 e 38.
Os resultados dos testes de correlação, por outro lado, apontaram, na avaliação dos alunos quanto ao ideal e ao real do curso, que a experiência de trabalho na área de nutrição e a experiência de trabalho total, são os aspectos que mais influenciam as respostas dos alunos.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   5   6   7   8   9   10   11   12   13


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal