Cálcio colorimétrico



Baixar 50.09 Kb.
Encontro14.02.2018
Tamanho50.09 Kb.

Inserir o nome do Laboratório

Procedimento Operacional Padrão

CÁLCIO LIQUIFORM

Página de 4

POPBIO xxx/xx



CÁLCIO LIQUIFORM



INDICAÇÃO MÉDICA DO EXAME

A determinação do cálcio em amostras de sangue e urina é útil no diagnóstico e seguimento dos distúrbios do metabolismo do cálcio e fósforo.


PRINCÍPIO

O cálcio reage com a púrpura de ftaleína em meio alcalino, formando um complexo de cor violeta que é medido em 570 nm.


AMOSTRA

Preparo do paciente

Recomenda-se jejum mínimo de 8 horas e coleta pela manhã.



Tipos de amostra

Usar soro ou plasma (heparina) e urina (colhida em intervalo de 24 horas). Devido ao aumento da permeabilidade das hemácias ao cálcio, separar o soro ou plasma até 1 hora após a coleta.

Colher a amostra de urina em um frasco contendo 20 mL de HCl 6M (50%v/v). Homogeneizar durante a coleta.

Armazenamento e estabilidade da amostra

O analito é estável 2 semanas entre 2 – 8 ºC e 4 semanas a 10 ºC negativos.


Volume mínimo


(Definir o volume mínimo a ser encaminhado para análise)

Volume ideal


(Definir o volume ideal a ser encaminhado para análise)

Critérios para rejeição da amostra


Plasmas citratados, oxalatados, fluoretados ou com EDTA fornecem resultados falsamente diminuídos.

Fazer referência ao manual ou POP de colheita, separação e distribuição de material.
PRODUTO UTILIZADO

Cálcio Liquiform, Catálogo 90 ANVISA - 10009010067

Labtest Diagnóstica

Av. Paulo Ferreira da Costa, 600

Lagoa Santa, MG, 33400-000
Reagente 1: Armazenar entre 2 - 8 ºC.

Contém: tampão 920 mmol/L, pH 12 e azida sódica 19 mmol/L.



Reagente 2: Armazenar entre 2 - 8 ºC.

Contém: o-cresolftaleína complexona 320 mol/L, 8-hidroxiquinoleína 13 mmol/L e ácido clorídrico 130 mmol/L.



Padrão - 10 mg/dL: Armazenar entre 2 - 30 ºC.

Contém formol 0,1 %.


Reagente de Trabalho: o conjunto de um frasco de Reagente 1 e de um frasco de Reagente 2 permite preparar o Reagente de Trabalho.

Indicar o modo de preparação a ser utilizado no laboratório e o modo de identificação do Reagente de Trabalho.

Estável 8 horas entre 15 - 25 ºC.

Contém tampão 700 mmol/L, -cresolftaleina 80 mol/L, 8-hidroxiquinoleina 3,4 mmol/L, ácido clorídrico 32 mmol/L, azida sódica15 mmol/L.

Precauções e cuidados especiais



  1. Os cuidados habituais de segurança devem ser aplicados na manipulação do reagente. Fazer referência ao manual ou POP de segurança.

  2. Os reagentes não abertos, quando armazenados nas condições indicadas são estáveis até a data de expiração impressa no rótulo. Durante o manuseio, os reagentes estão sujeitos à contaminação de natureza química e microbiana que podem provocar redução da estabilidade. O laboratório deve estabelecer a estabilidade em suas condições operacionais.

  3. O Reagente 1 contêm azida sódica, que é tóxica. Deve-se tomar cuidado para evitar a ingestão e, no caso de contato com os olhos, deve-se lavar imediatamente com grande quantidade de água e procurar auxílio médico. A azida pode formar compostos altamente explosivos com tubulações de chumbo e cobre. Utilizar grandes volumes de água para descartar o reagente. Fazer referência ao manual ou POP de segurança.


EQUIPAMENTOS

Procedimento manual


  1. Fotômetro capaz de medir com exatidão a absorbância em 570 nm ou filtro laranja (550 a 590 nm).

  2. Pipetas para medir amostras e reagentes.

Procedimento automatizado


Indicar o nome, modelo e o local onde se encontra o equipamento analítico; fazer referência ao manual ou POP para utilização do mesmo.

Procedimento alternativo


Indicar o equipamento alternativo e os procedimentos para medição dos ensaios. Enumerar as diferenças esperadas quando procedimentos manuais substituem procedimentos automatizados.

CONTROLE DA QUALIDADE

Materiais


Identificar os materiais para controle interno e externo da qualidade (fabricante, número de catálogo), instruções de preparo e frequência da utilização dos mesmos.

Limites de tolerância

Descrever o procedimento para definição dos limites de tolerância, o sistema adotado para utilização do mapa de Levey-Jennings e das regras de controle e as providências a serem tomadas diante de valores que ultrapassem tais limites. Fazer referência ao manual ou POP para utilização dos materiais de controle.

Verificação de novo lote de controles e/ou reagentes

Descrever o procedimento de verificação de novos lotes de controles e de reagentes.

Gerenciamento dos dados


Definir como os dados relativos ao controle da qualidade são arquivados e gerenciados.

Fazer referência ao manual ou POP de garantia da qualidade.

PROCEDIMENTO

Procedimento manual


Este procedimento elimina a interferência causada por traços de cálcio presentes na vidraria.

Dosagem na urina: Quando a amostra de 24 horas não for acidificada durante a colheita, adicionar 20 mL de HCl 6M, misturar, esperar 60 minutos e tomar a alíquota para o ensaio. A amostra previamente acidificada deve ser bem misturada antes de usar.




  1. Tomar 2 cubetas do aparelho, rotular "Teste" e "Padrão" e proceder como a seguir:







Teste

Padrão

Reagente de Trabalho

1,0 mL

1,0 mL




  1. Colocar o aparelho em 570 nm ou filtro verde laranja (550 a 590 nm).

  2. Tomar a cubeta "Teste" e acertar o zero do aparelho. Em seguida, sem movimentar os controles do aparelho, adicionar 0,02 mL da amostra nesta cubeta. Misturar bem e determinar a absorbância (ATeste).

  3. Tomar a cubeta "padrão" e acertar o zero do aparelho. Em seguida, sem movimentar os controles do aparelho, adicionar 0,02 mL de padrão nesta cubeta. Misturar bem e determinar a absorbância (APadrão).
Procedimento automatizado

Fazer referência ao manual ou POP para utilização do equipamento analítico. Anexar o guia de aplicação dos reagentes para o sistema automático.

Precauções e cuidados especiais



  1. Para manusear e descartar reagentes e material biológico, aplicar as normas estabelecidas de segurança. Fazer referência ao manual ou POP de segurança.
  2. A limpeza e secagem adequadas do material são fatores fundamentais para a estabilidade dos reagentes e obtenção de resultados corretos. Fazer referência ao manual ou POP de limpeza e verificação da qualidade da limpeza dos materiais.


  3. A água utilizada no laboratório deve ter a qualidade adequada a cada aplicação. Assim, para preparar reagentes e usar nas medições, deve ter resistividade 1 megaohm ou condutividade 1 microsiemens e concentração de silicatos 0,1 mg/L (água tipo II). Para o enxágüe da vidraria a água pode ser do tipo III, com resistividade 0,1 megaohms ou condutividade 10 microsiemens. No enxágüe final utilizar água tipo II. Quando a coluna deionizadora está com sua capacidade saturada ocorre a produção de água alcalina com liberação de vários íons, silicatos e substâncias com grande poder de oxidação ou redução que deterioram os reagentes em poucos dias ou mesmo horas, alterando os resultados de modo imprevisível. Assim, é fundamental estabelecer um programa de controle da qualidade da água. Fazer referência ao manual ou POP de água reagente.

  4. O uso de detergente iônico para limpar o material é outra fonte de contaminação com cálcio.

  5. Não utilizar o Reagente de Trabalho quando sua absorbância, medida contra a água em 570 nm for igual ou maior que 0,750 ou quando mostrar-se turvo ou com sinais de contaminação.


CÁLCULOS
Ver linearidade.

Absorbância do teste

Cálcio (mg/dL) = x 10

Absorbância do padrão




g/dL

Devido a grande reprodutibilidade que pode ser obtida com a metodologia, o método do fator pode ser empregado.

10

Fator de calibração =



Absorbância do padrão
Cálcio (mg/dL) = Absorbância do teste x Fator
Cálcio urinário (mg/dL) x volume urinário (mL)

Cálcio urinário (mg/24 horas) =

x 100
Cálcio Ionizado (CaI)
6 x Ca – ( 0,19 x P) + A

3

CaI (mg/dL) =

(0,19 x P) + A + 6
Ca = Cálcio sérico (mg/dL)

P= Proteína total (g/dL)

A= Albumina (g/dL)
CÁLCIO POR VOLUME DE FILTRADO GLOMERULAR

O cálcio urinário (CaU) dosado em um amostra de urina pode ser relacionado ao volume de filtrado glomerular (FG). Esta relação é uma alternativa para obter valores da calciúria quando a amostra de 24 não estiver disponível.

Obter uma amostra de sangue e urina após jejum de 8 horas. Dosar o cálcio e creatinina nas amostras de soro e urina e aplicar na seguinte fórmula:
CaU (mg/dL) x creatinina sérica (mg/dL)

Ca (mg/100 mL de FG) = ------------------------------------------------------

Creatinina urinária (mg/dL)
RESULTADOS

Unidade de medida


mg/dL

Conversão de mg/dL para Unidade SI: mmol/L = mg/dL x 0,25


Valores de referência


Cálcio (soro ou plasma): 8,8 a 11,0 mg/dL

Cálcio Ionizado : 4,6 a 5,4 mg/dL

Cálcio (urina) : até 200 mg/24 horas (com dieta restrita de cálcio de 500 mg/24 horas)

Cálcio (amostra de urina): <0,16 mg/100 mL de FG


Valores críticos


Cálcio (soro ou plasma): > 12, 0 mg/dL

< 7, 0 mg/dL

Incluir o procedimento a ser adotado diante de um resultado crítico.
LIMITAÇÕES DO PROCEDIMENTO

Linearidade


O resultado da medição é linear até 16 mg/dL. Para valores maiores, diluir a amostra com NaCl 150 mmol/L (0,85%) e repetir a determinação. Multiplicar o resultado obtido pelo fator de diluição. Diluir a amostra de tal modo que o valor encontrado se situe entre 8 e 12 mg/dL. Indicar o procedimento de diluição utilizado no laboratório

Interferências


1- Para amostras com valores de Bilirrubina acima de 38 mg/dL, Hemoglobina acima de 180 mg/dL e Triglicérides acima de 900 mg/dL, utilizar o seguinte procedimento: Para 2 cubetas marcadas "Branco" e "Teste", pipetar 1,0 mL do Reagente de Trabalho e adicionar 0,02 mL da amostra ao tubo teste, misturar e ler em 570 nm acertando o zero com o branco. Adicionar 0,02 mL de Hemstab Labtest (Cat. 30) aos tubos "Branco" e "Teste". Misturar e ler em 570 nm acertando o zero com o branco. Usar a diferença entre as duas leituras para cálculo do resultado.

2- Plasmas citratados, oxalatados, fluoretados ou com EDTA fornecem resultados falsamente diminuídos.

3- Recomenda-se coleta pela manhã em função de alterações circadianas relacionadas a variações posturais.

4- Para uma revisão das fontes fisiopatológicas e medicamentosas de interferência nos resultados e na metodologia, sugere-se consultar Clin Chem 1975; 21:1D-432D.


SIGNIFICADO CLÍNICO

O cálcio sérico é mantido dentro dos limites fisiológicos pela ação combinada do paratohormônio e vitamina D, através de seus efeitos sobre os ossos, intestinos e rins. O cálcio ionizado representa a porção fisiologicamente ativa do cálcio sérico e corresponde a metade do cálcio total.

Na maioria das vezes a hipercalcemia indica a presença de hiperparatireoidismo ou de doenças malignas. A hipercalcemia encontra-se também associada ao uso de drogas como os tiazídicos, vitaminas A e D, antiácidos alcalinos e carbonato de lítio. A imobilização (fraturas), doença de Paget e doenças granulomatosas (sarcoidose) são causas de hipercalcemia.

As causas mais comuns de hipocalcemia são: (1) hipoparatireodismo idiopático ou cirúrgico, (2) pseudo-hipoparatireoidismo, (3) insuficiência renal, (4) desordens do metabolismo da vitamina D, (5) deficiência de magnésio, (6) drogas (uso agudo de diuréticos, uso de corticosteróides e insulina), (7) tetania neonatal, (8) pancreatite aguda e (9) transfusões sanguíneas múltiplas.

Concentração sérica de cálcio inferior a 7,0 mg/dL é considerada crítica, pois pode levar à tetania. Também são considerados críticos resultados superiores a 12,0 mg/dL, pois podem induzir ao coma.

A calciúria pode aumentar com o uso de acetazolamida, cloreto de amônio, corticosteróides, vitamina D e diuréticos (efeito inicial). Esta diminui com o uso crônico de diuréticos, bicarbonato, estrógenos, lítio e anovulatórios.


1REFERÊNCIAS

  1. Bagisnki ES. Selected Methods of Clinical Chemistry 1982;9:125.

  2. Connerty HV, Briggs AR. Am J Clin Pathol 1966;45:290.

  3. Morin LG. Am J Clin Pathol 1974;61:114.

  4. Pottgen P, Davis ER. Clin Chem 1976;22:1752.

  5. Westgard JO, Barry PL, Hunt MR, Groth T. Clin Chem 1981; 27: 493-501.

  6. Cálcio Liquiform Instruções de Uso, Labtest Diagnóstica.







Nome

Assinatura

Data

Elaborado por:







___/___/___

Aprovado por:







___/___/___

Implantado por:







___/___/___

Substitui POP:




Revisado por:







___/___/___

Desativado por:







___/___/___

Razão:







Número

Destino

Cópias








Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal