ConfecçÃo da dramaturgia de as três fiandeiras autor: Igor Fernando de Jesus Nascimento Instituição



Baixar 8.48 Kb.
Encontro17.03.2018
Tamanho8.48 Kb.

CONFECÇÃO DA DRAMATURGIA DE AS TRÊS FIANDEIRAS
Autor: Igor Fernando de Jesus Nascimento

Instituição: Universidade Federal do Maranhão

Linha de Pesquisa: Criação Dramatúrgica

Orientador: Arão Nogueira Paranaguá

Nível e data de início: Mestrado, fevereiro de 2015

Nível e data de conclusão: -

Bolsa de fomento: FAPEMA

Pesquisa disponível em:

Contato: rogi_fer@hotmail.com

Palavras-chave: dramaturgia; processo de criação; teatro colaborativo.
No seminário proposto, narro o processo de criação da dramaturgia paralela aos ensaios e às apresentações de As Três Fiandeiras (NASCIMENTO, 2016)1. Um processo colaborativo em parceria com grupo Xama Teatro2 em que cada participante, embora com funções definidas, dá sugestões, critica e oferece materiais para construção da obra (ARAÚJO, 2011).

Divido o processo de escrita em duas etapas: a confecção da fábula e a desmontagem da fábula. A primeira etapa tem como objetivo a criação de um enredo no qual o conflito principal é desenvolvido com um começo, um meio e um fim (ARISTÓTELES, 2003). Na desmontagem, o enredo passa por um tratamento no qual cortes, mistura dos gêneros épico, lírico e dramático, supressão ou não resolução dos conflitos são empregados, produzindo, um texto híbrido marcado por um jogo em que várias formas de escrita e composição cooptam (SARRAZAC, 2002, 1981).

Tanto a confecção da fábula quanto a desmontagem da mesma se deram ao longo do processo de montagem do espetáculo. O resultado final é uma síntese do diálogo entre o perfil do grupo, as proposta temática, os ensaios e a dramaturgia.
Bibliografia

ARISTÓTELES. Arte Poética. Tradução Pietro Nassetti. São Paulo: Martin Claret, 2003.

ARAÚJO, Antônio. A gênese da vertigem: o processo de criação de o Paraíso Perdido. São Paulo: Perspectiva, 2011.

NASCIMENTO, Igor Fernando de Jesus. As Três Fiandeiras. 2016. 38p. Obra teatral (não publicada). Grupo Petite Mort Teatro, Maranhão.

SARRAZAC, Jean-Pierre. L’Avenir du Drame : Écritures Dramatique Contemporaines. Laussanne (Suisse): Editions De L’Aire, 1981

1 Link do espetáculo na íntegra: https://www.youtube.com/watch?v=qOO2EfGje_g

2 O Grupo Xama Teatro tem sede no Maranhã e tem como linha de pesquisa o ator-contador.


Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal