Conselho estadual dos direitos



Baixar 55.59 Kb.
Encontro31.12.2018
Tamanho55.59 Kb.


Frase da Quinzena


Você, eu e os outros somos todos feitos artesanalmente, um a um, com amorosa diferença...”

(Savater)
CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS

DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA


BICO

(Boletim Informativo do COEPEDE)


Nº 21 - 07 de maio de 2010 – Ano 2


CALENDÁRIO DAS PLENÁRIAS DE 2010
Junho: dia 01

Julho: dia 06

Agosto: dia 03

Setembro: dia 14

Outubro: dia 05

Novembro: dia 09

Dezembro: dia 07
As reuniões plenárias ocorrem na primeira terça-feira de cada mês, à Rua Miguel Teixeira nº 86, Cidade Baixa, em Porto Alegre, das 14 às 17 horas.
Plenária do COEPEDE de 04 de maio – Estiveram presentes Conselheiros das seguintes entidades componentes do Conselho Estadual: SCT, SEINFRA, SJDS, SEPLAG, SES, SSP, SEDUC, FADERS, FUNDERGS, FAPAEs/RS, FAURGS, FEGEST, FREC, FENEIS, FCD, OAB. Não se fizeram representar: Secretaria da Cultura; Secretaria da Habitação, Saneamento e Desenvolvimento Urbano; Ministério Público do Estado; Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul; Federação das Entidades de Deficientes Físicos; Federação das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio Grande do Sul; Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul. Entre outros itens discutidos, foram aprovados:

a) Capacitação de Conselheiros do Litoral Norte, em Capão da Canoa;

b) na Semana Estadual da Pessoa com Deficiência, realizar uma Parada (talvez no Parque da Redenção), um painel com pessoas com deficiência; um ciclo de filmes.

PARA REFLETIR
A frase da quinzena está afixada na APAE de Rondinha/RS. Chamou a atenção por valorizar a pessoa na sua individualidade e singularidade. Ninguém é igual a ninguém. E assim como valorizamos as diferenças positivas de uma pessoa, devemos também respeitar as limitações que cada um tem – algumas maiores do que outras – aceitando os limites de capacidade de cada um, sem desvalorizá-lo por isto.

EVENTOS
Campanha Nacional de Acessibilidade em Porto Alegre. No GRENAL do dia 25 de abril, no campo do Internacional, em Porto Alegre, foi realizado um “bandeiraço”, antes do jogo, chamando a atenção para a campanha Acessibilidade – Siga esta idéia, numa promoção conjunta do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência - CONADE e do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência – COEPEDE. A Campanha visa alertar a sociedade para a eliminação de barreiras que dificultam a inclusão das pessoas com deficiência. Atletas de destaque colaboraram nesta ação da Campanha.

Bandeira da Campanha da Acessibilidade sendo desenrolada no campo do Internacional


Pelo COEPEDE, participaram os seguintes Conselheiros: Adão Zanandréa, Marilene Mello, Nara Sobrosa e Paulo Kroeff. Abaixo, algumas fotos adicionais do evento:

Bandeira da Acessibilidade sendo carregada


Na frente, Clodoaldo Silva (campeão para-olímpico) e Isaías Dias (vice-presidente do CONADE). Atrás, João Derly (campeão de judô), Paulão (campeão de vôlei, Mosiah Rodrigues (medalhista panamericano) e Paulo Kroeff, presidente do COEPEDE/RS


Atletas parceiros da Campanha da Acessibilidade e o vice-presidente do CONADE, Isaías Dias


Marilene Mello e Paulo Kroeff – vice-presidente e presidente do COEPEDE



79ª Plenária do Fórum Permanente de Políticas Públicas para a Pessoa com Deficiência em Palmeira das Missões (parceria FADERS, COEPEDE, Ministério Público e FAMURS). Ocorreu nos dias 29 e 30 de abril, dirigida aos 45 municípios da Zona da Produção. Mais de 500 pessoas inscreveram-se para o evento. O presidente do COEPEDE esteve presente, palestrando sobre a importância da criação dos Conselhos Municipais de Direitos da Pessoa com Deficiência. Durante o evento, no dia 29, o Prefeito Municipal de Palmeira das Missões, Lourenço Ardenghi Filho assinou a adesão municipal ao Compromisso pela Inclusão das Pessoas com Deficiência.

Prefeito Lourenço Ardenghi Filho, de Palmeira das Missões, , assina adesão municipal


IV Encontro dos Conselhos Estadual e Municipais dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Rio Grande do Sul – O evento ocorreu nos dias 26 e 27 de abril, na sede da OAB, em Porto Alegre. Além de 15 Conselheiros Estaduais, estiveram presentes conselheiros dos seguintes Conselhos Municipais: Porto Alegre (5 conselheiros), Santana do Livramento (2), Garibaldi (4), Bento Gonçalves (2), Caxias do Sul (1), São Leopoldo (2), Cachoeira do Sul (2), Carazinho (7), Santa Cruz do Sul (2), Rio Grande (1), Capão da Canoa (3), Pelotas (2), General Câmara (1), Cachoeirinha (4), Esteio (1), Tramandaí (3). O Encontro contou com a participação de outros convidados, num total de 71 participantes. Discutiram-se temáticas relacionadas à criação de novos Conselhos Municipais e à adesão municipal ao Compromisso Nacional pela Inclusão da Pessoa com Deficiência, e a conseqüente criação dos comitês-gestores. Representantes dos Conselhos Municipais puderam discorrer sobre as ações que estão realizando em seus municípios e seus projetos. Houve discussões sobre acessibilidade e diretrizes da Política de Inclusão da Pessoa com Deficiência. Outro tema discutido foi o da saúde da pessoa com deficiência. Houve também dois painéis, um com o ministério público e outro com pessoa com deficiência. Tudo isto fazendo parte de um dos objetivos do Encontro, que é a capacitação dos Conselheiros. No outro objetivo destes Encontros, a Articulação de Ações Conjuntas entre todos os Conselhos, foram decididas que devem ser tomadas as seguintes ações:

1. Conseguir a adesão do município ao Compromisso Nacional pela Inclusão da Pessoa com Deficiência e criação, conseqüente, de Comitê Gestor Municipal;

2. Adesão à Campanha Nacional de Acessibilidade (antes de 21 a 28 de agosto de 2010): a) Conselhos Estadual e Municipais; b) Conselheiros Estaduais e Municipais; c) Prefeitos, vereadores, diretores de entidades, personalidades de destaque do município; d) Escolher algo simbólico no município (praça central, quarteirão da prefeitura, rua...) e trabalhar para obter acessibilidade completa nesta área, que sirva de modelo para outras áreas; e) Cabines telefônicas, lixeiras e placas nas calçadas com alinhamento adequado;

3. Hotéis e restaurantes – trabalhar a acessibilidade; elaborar uma breve cartilha orientativa;

4. Criar um e-mail institucional do Conselho Municipal (para evitar perdas de contato)

5. Buscar que o Conselho Estadual e o Conselho Municipal de Porto Alegre dos Direitos da Pessoa com Deficiência tenham assento nos Comitês Estadual e Municipal da COPA (ou sejam consultados);

6. Contato com administradores de “shoppings centers” (trabalhar medidas para evitar uso indevido de vagas de estacionamento).

7. Moção Estadual e Municipal protestando contra preferências a Estados do Norte e Nordeste no Edital da Secretaria Especial de Direitos Humanos para criação e fortalecimento dos Conselhos, discriminando assim outros Estados;

8. Retomar o incentivo a ações de prevenção à deficiência (testes de orelhinha, olhinho, pezinho);

9. Conselho Estadual solicitar que Tribunal de Contas exija cumprimento de acessibilidade para aprovar contas de projetos;

10. Trabalhar questão de acessibilidade nas praias – Conselhos Municipais do Litoral entrarem em contato com Prefeitos (nos casos em que não há Conselho Municipal, Conselho Estadual fará contato).

11. Trensurb Acessível – Conselho Estadual Conselhos Municipais entrarem em contato com responsáveis pelo Trensurb solicitando detalhamento das ações para alcançar acessibilidade (conforme legislação vigente);

12. Solicitar empenho da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego para que haja cursos de capacitação profissional, regionalizados, também para área rural;

13. Nos Planos Diretores dos Municípios deve-se trabalhar para incluir itens de acessibilidade;

14. Encaminhar às rodoviárias orientações sobre passe livre (legislação) – Conselhos Municipais em seus municípios e COEPEDE para DAER. A seguir, algumas fotos do evento:

Vera Pastro e Francine Carvalho em apresentação cultural



Conselheiros no IV Encontro dos Conselhos



Trabalho e a pessoa com deficiência intelectual e múltipla. Em evento realizado no Auditório do Tribunal de Contas do Estado, na cidade de Porto Alegre, no dia 3 de maio, foram apresentados os resultados de projeto desenvolvido pela Federação das APAEs do Rio Grande do Sul, em três etapas: curso para professores, pesquisa e publicação de livro, do qual constam textos produzidos para estes professores e a pesquisa em si [Muller de Assis, Jussara; Centena, Lucia; Salaberry, Neusa (orgs.) (2009). Trabalho, cidadania e Renda para a Pessoa com deficiência intelectual e múltipla. Porto Alegre: Federação das APAEs do RS]. Este projeto foi desenvolvido com o apoio financeiro do Instituto Solidariedade HSBC. O livro pode ser solicitado à Federação das APAES (Telefone:51-3227-6787, e-mail: federacao@apaers.org.br). O ato de apresentação da pesquisa foi precedido de manifestações de diversas pessoas, dentre as quais a do Presidente da Federação Nacional das APAES, Sr. Eduardo Barbosa. A coordenação do evento foi da presidente Aracy Ledo, da Federação das APAES do Rio Grande do Sul. O COEPEDE se fez representar na pessoa do seu Presidente. Estava também presente a coordenadora do projeto, Jussara Muller de Assis, que também é conselheira do COEPEDE.

VISITAS E REUNIÕES
Campanha de Acessibilidade no Rio Grande do Sul – Visita aos clubes de futebol do Internacional e do Grêmio – No dia 24 de abril, véspera do GRENAL, membros do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência - CONADE e do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência COEPEDE visitaram os mencionados clubes, que já são parceiros da Campanha Nacional de Acessibilidade, que visa conscientizar a sociedade das necessidades das pessoas com deficiência, eliminando barreiras que dificultam a sua inclusão na sociedade. Abaixo, fotos das visitas aos dois clubes:

Na frente: Isaías Dias, vice-presidente do CONADE; Clodoaldo Silva, campeão para-olímpico; Paulão campeão da Seleção Brasileira de vôlei; e Márcio. Atrás: Paulo Kroeff, presidente do COEPEDE/RS



Na frente: Clodoaldo Silva, campeão para-olímpico; e Márcio. Atrás: Márcia Melo, coordenadora do CONADE; Paulão, campeão da Seleção Brasileira de vôlei; Patrícia.; Paulo Kroeff, presidente do COEPEDE/RS



COEPEDE visita APAEs da Zona da Produção – Nos dias 29 e 30 de abril, o Presidente do COEPEDE juntamente com a Presidente e a Coordenadora Pedagógica da Federação das APAEs do Rio Grande do Sul, Aracy Ledo e Lucia Centena, respectivamente, visitaram as APAEs dos municípios de Palmeira das Missões, Sarandi, Rondinha, Trindade do Sul, Três Palmeiras do Sul e Nonoai, conhecendo os programas desenvolvidos por estas entidades para as pessoas com deficiência intelectual. O Presidente do COEPEDE enfatizou em todas as visitas a possibilidade de a APAE ser um agente mobilizador para a criação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, assim como para a adesão municipal ao Compromisso Nacional pela Inclusão da Pessoa com Deficiência. Em evento realizado na Câmara de vereadores de Nonoai, com a presença de diversas autoridades e de pessoas da comunidade, o prefeito municipal João Vianei Rubin dispôs-se a estudar a adesão do município às referidas propostas.

Visita à APAE de Sarandi



Presidentes da FADERS e COEPEDE na APAE de Palmeira das Missões



COEPEDE reúne-se com o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Capão da Canoa – A reunião ocorreu no dia 1º de maio, em Capão da Canoa, entre os Presidentes do COEPEDE e duas representantes do Conselho Municipal: Tânia Borges, presidente e Ângela Bertazon, vice-presidente. Combinou-se marcar uma audiência conjunta com o prefeito de Capão da Canoa para discutir o incremento do apoio da Prefeitura às ações do Conselho Municipal e a possibilidade de o município de Capão da Canoa aderir ao Compromisso Nacional pela Inclusão da Pessoa com Deficiência. Discutiu-se a possibilidade de uma capacitação de Conselheiros do Litoral Norte que abrangeria também municípios que ainda não possuem Conselhos Municipais, visando a sua criação.

Comitê Gestor Estadual do Compromisso pela Inclusão da Pessoa com Deficiência – No dia 06 de maio houve a terceira reunião do Comitê, na sede da FADERS. Estiveram presentes representantes das seguintes entidades componentes do Comitê: FADERS, Secretaria da Saúde, Secretaria da Cultura, Secretaria da Educação, Secretaria do Planejamento e

Gestão, Secretaria da Infra-Estrutura e Logística, Ministério Público e Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Nesta reunião foram detalhadas as ações desenvolvidas pela Secretaria Saúde, através do Setor da Saúde para a Pessoa com Deficiência. Mais informações nos telefones: (51) 3288-5934; 5935; 5976 e no portal: www.saude.rs.gov.br.


NOTÍCIAS DIVERSAS
Publicações encaminhadas ao COEPEDE:

1. Plano Diretor da Campanha Nacional da Acessibilidade (cartilha do CONADE), que apresenta a referida campanha, objetivos, metas, metodologia, operacionalização e avaliação. A cartilha pode ser acessada no “site”: www.sigaessaideia.org.br;

2. Relatório Azul 2009: Garantias e violações de direitos humanos, da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul;

3. Pratos e Letras”, livro de poesias e textos produzidos por trabalhadores e pessoas com deficiência. (realizadores: FADERS e SESI (2006) – Porto Alegre;

4. Crianças do Rio Grande escrevendo histórias. Livro organizado pela Secretaria Estadual de Educação do RS (2009).


O Conselho Estadual recebe móveis novos. Recebeu-se da Secretaria da Justiça e do Desenvolvimento Social duas novas escrivaninhas articuladas, o que permitiu a substituição de móveis já bastante deteriorados, melhorando as condições de trabalho na sede do Conselho Estadual.



MINI-ENTREVISTA





A publicitária Juliana Carvalho apresenta o programa Faça a Diferença exibido na TV Assembléia. Pessoa com deficiência adquirida (usa cadeira de rodas) é autora do livro Na minha cadeira ou na tua? (Porto Alegre: Terceiro Nome, 2010) que aborda a temática da sexualidade e a pessoa com deficiência. É a entrevistada desta edição do Boletim Informativo do COEPEDE (BICO).

BICO: Que razões te levaram a considerar necessário escrever um livro abordando a sexualidade especificamente em relação à pessoa com deficiência?

JULIANA: Na verdade o livro não fala somente desta temática, mas aborda a sexualidade de forma bastante presente porque este foi um dos âmbitos da vida que levei mais tempo a me readaptar após a lesão medular. Depois de me tornar cadeirante logo voltei a estudar, a trabalhar e ter vida social, mas para retomar a atividade sexual levei cinco anos! Não havia informação alguma há nove anos atrás e não quero que outras pessoas levem tanto tempo para desfrutar desse aspecto da vida que considero fundamental.

BICO: O título do teu livro dá uma idéia de leveza e de humor na abordagem da temática. É esta a proposta?

JULIANA: Com certeza! É o que chamo de ‘banalização da dor’ ou no popular ‘rir da própria desgraça’! Ter uma deficiência adquirida não é nada fácil e tratar o assunto com leveza facilita a vida tanto da própria pessoa com deficiência quanto da de quem convive com ela. Quanto ao trocadilho que dá título ao livro, é realmente uma maneira de abordar com bom humor um tema que é cercado de mitos. Sexo por si só já é tabu, imagina sexo de pessoas com deficiência! Minha proposta é informar de forma divertida e usar a comédia para quebrar o gelo na hora de introduzir (ui!) o assunto.
BICO: Como foi construído este livro? No geral, quais questões são abordadas?

JULIANA: Na minha cadeira ou na tua? é um relato autobiográfico, em formato de diário. No primeiro capítulo o leitor vai encontrar duas linhas narrativas, uma antes e outra depois da lesão, que vão se entrelaçando e contrastando duas realidades: a de Ju andante com a da Ju cadeirante. Num segundo momento, percebo que não posso viver do passado e sim encarar a vida que tenho hoje, sentada, e passo a contar minhas aventuras na condição de pessoa com deficiência. Por fim, falo de forma abrangente sobre acessibilidade e inclusão, contando alguns causos que enfrentei por esse Brasil de meu Deus. Dá pra dizer que abordo todas as temáticas que envolvem a vida: tragédia, humor, esperança, o longo processo de autoconhecimento e aceitação. Quem correr os olhos pelas linhas que escrevi, vai perceber também que faço uma profunda reflexão sobre como a vida é maluca e imprevisível, uma experiência cruel e ao mesmo tempo fascinante. Usando a opinião de outra pessoa, transcrevo uma crítica sobre o livro que achei muito interessante: Abusada, desbocada, decidida, angustiada, gente de verdade. Deliciosamente lutadora, comoventemente sincera. Um livro que não tem medo, um verdadeiro "fala com a minha mão"! Mais que recomendável para quem ainda sente cheiro de gente nas letras impressas.”

BICO: Que mensagem gostarias de transmitir aos leitores do BICO sobre a pessoa com deficiência e a sexualidade?

JULIANA: Deixem o medo e a insegurança fora das quatro paredes. Desempenho e satisfação sexual não dependem de rebolation e de um corpo incrível, mas sim de atitude. E isso, podem apostar, nenhuma deficiência te tira. Motéis adaptados já!

LEGISLAÇÃO
Estágio de Estudante com Deficiência - Lei nº 13.449. Esta lei, de 22 e abril de 2010, é referente a alteração da Lei Nº 13.320, de 21 de dezembro de 2009, que consolida a legislação relativa a pessoa com deficiência no Estado do Rio Grande do Sul.

A Governadora do Estado do Rio Grande do Sul.

Faço saber, em cumprimento ao disposto no artigo 82, inciso IV, da Constituição do Estado, que a Assembléia Legislativa aprovou e eu sanciono e promulgo a Lei seguinte:

Art. 1º - O título do Capitulo VII da Lei nº 13.320, de 21 de dezembro de 2009, passa a vigorar com a seguinte redação:

“Capitulo VII do Serviço Público”



Art. 2º - Fica incluída uma seção, que será a Seção IV, no Capitulo VII, da Lei nº 13.320/2009, com a seguinte redação:

“Seção IV

Do Estágio do Estudante com Deficiência

Art. 117-A –Ficam assegurados nos órgãos públicos do Estado, 10% (dez por cento) do total das vagas de estágio existentes aos estudantes com deficiência, matriculados no ensino médio,superior, supletivo e especial.

Art. 117-B – Quando o total das vagas a que se refere o art. 117-A resultar em fração igual ou superior a 0,5 (cinco décimos) ou inferior a 0,5 (cinco décimos), arredondar-se-á para o numero inteiro imediatamente superior ou inferior, respectivamente.

§ 1º Será sempre reservada, uma vaga ao estudante com deficiência.

§ 2º Na hipótese do não preenchimento das vagas por falta de candidatos aptos às funções, no prazo de 30 (trinta) dias contados de sua disponibilização, estas serão destinadas a outras pessoas, não deficientes.”

Art. 3º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
LEMBRETES
1. Saiu no Diário Oficial do Estado (07 de maio de 2010, p. 50) A Resolução nº 01/2010 do COEPEDE que dispõe sobre a realização da III Conferência Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência e dá outras providências, a ser realizada nos dias 13 e 14 de setembro de 2010, em Porto Alegre. O tema central será Inclusão com Qualidade de Vida, dividindo-se nos eixos temáticos I. Educação; II. Saúde; III. Trabalho e Assistência Social; IV. Esporte Turismo e Lazer. Brevemente serão encaminhadas orientações para a organização de Conferências municipais ou regionais. Recomenda-se que as mesmas sejam previstas para no máximo até 13 de agosto;

2. Nos dias 13 e 14 de maio ocorre a Plenária do 80º Fórum Permanente das Políticas Públicas para a pessoa com deficiência, reunindo 16 municípios do Alto do Jacuí. Programação já foi enviada aos Conselhos Municipais e pode também ser acessada no portal da FADERS. Solicita-se empenho das entidades da região para participação de conselheiros, gestores e pessoas com deficiência;

3. Solicita-se aos presidentes de Conselhos Municipais de que se assegurem que o BICO seja repassado a todos os Conselheiros e outros eventuais interessados em seus municípios.
---------------------------------------------------------
ENTIDADES COMPONENTES DO COEPEDE E CONSELHEIROS TITULARES (E SUPLENTES)
Governamentais

FADERS: Angélica dos Santos (Rosane Azevedo)

FUNDERGS: Maria Reck (Vagner Madruga)

MPE: Rodrigo Puggina (Patricia Machado)

SCT: José Alexandre Sérgio (Conrado Esber)

SEDAC: Catarina Waihrich (Ivan dos Santos)

SEDUC: Sandra Syperreck (Márcia Cernicchiaro)

SEHADUR: Vera Pastro (Viviane Krepsky)

SEINFRA: Marilene Mello (Marilene Ludwig)

SEPLAG: Vera Helena da Fonseca (Rafael Veiga)

SES: Scheila Lima (Márcia Fabrício)

SJDS: Nara Sobrosa (Jaqueline Rodrigues)

SSP: Letícia de Bem (Adélia Porto)
Não-Governamentais

FAMURS: Rosieli Bortollotti (Nádia Ferraz)

FAPAES/RS: Jussara Assis (Clarissa Holhfeldt)

FAURGS: Paulo Kroeff (Adriana Thoma)

FCD: Adão Zanandréa (Joanete Zanandréa)

FEGEST: Izaac Fernandes (Rogério Fernandes)

FENEIS: Isabel Casagrande (Elisa Guarese)

FETERGS: Victorino Soccol (Gerson Toigo)

FIERGS: Elizabete Noschang (Viridiana Pacheco)

FREC: Roberto Oliveira (Moisés Bauer Luiz)

FREDEF: Dilceu Flores Júnior (João Gollub)

OAB: Maria Helena Dorneles (Jussinara Narvaz)


--------------------------------------------------------
CONSELHOS ESTADUAIS DE DIREITOS DO RIO GRANDE DO SUL

Além do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (1), existem também os seguintes Conselhos de Direitos em nosso Estado:



2. Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente – CEDICA: 3288-6668 e 3288-6625

3. Conselho Estadual do Idoso – CEI – 3288-6688 e 3288-6618

4. Conselho Estadual dos Direitos da Mulher – CEDM – 3288-6677 e 3288-6617

5. Conselho Estadual de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra – CODENE – 3288-6632 e 3288-6679

6. Conselho Estadual dos Povos Indígenas – CEPI – 3288-6652 e 3288-6627

7. Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável do Rio Grande do Sul – CONSEA - 3288-6611 e 3288-6687
(Os Conselhos acima estão situados à Rua Miguel Teixeira n° 86 - Porto Alegre)
8. Conselho Estadual dos Direitos do Consumidor – Rua 7 de setembro nº 713 - Porto Alegre.
---------------------------------------------------------------
PORTAL DA ACESSIBILIDADE FADERS/SJDS

www.portaldeacessibilidade.rs.gov.br


O Portal de acessibilidade da FADERS é uma ferramenta de fácil acesso, oferecendo informações sobre serviços e recursos para auxiliar na inclusão social de pessoas com deficiência.
---------------------------------------------------------------

EXPEDIENTE
CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA - COEPEDE/RS

Criado pela lei estadual nº 12339/2005

Rua Miguel Teixeira nº 86, - Cidade Baixa

90.050-250 Porto Alegre – RS

Fone: (51) 3288-6684

e-mail: cpdeficiente@sjds.rs.gov.br


Comissão Coordenadora do COEPEDE:

Presidente: Paulo Kroeff

Vice-presidente: Marilene Mendes Mello

Secretária-executiva: Nara Iolande S. Sobrosa

Presidentes das Comissões Permanentes:

Marilene Mello; Rogério Fernandes.


Editor do BICO: Paulo Kroeff

Estagiária: Leriana Jagielski Vasconcelos






Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal