Cronologia



Baixar 133.34 Kb.
Encontro23.12.2017
Tamanho133.34 Kb.

Cronologia da TV Brasileira

Dos primórdios de nossa TV, até hoje, o que aconteceu de mais importante na TV Brasileira

PRÉ HISTÓRIA DA TV

1939

Após oito anos da inauguração mundial da TV realizou-se na Feira de Amostras do Rio de Janeiro a primeira transmissäo de televisão de que se tem conhecimento no Brasil. Foi feita em caráter experimental, com equipamento alemão e em circuito fechado.



1948

Em São Paulo, o jornalista Assis Chateaubriand, proprietário da cadeia de rádio Emissoras Associadas, decidiu implantar a televisäo no Brasil. Viajando para os Estados Unidos a fim de adquirir os equipamentos necessários, levou consigo alguns técnicos do rádio brasileiro, como Mário Alderighi e Jorge Edo, que iniciaram estágios na RCA e na NBC, em Nova York, para aprenderem a utilizar os equipamentos que chegariam ao Brasil dois anos mais tarde.

Já em Minas Gerais, durante os festejos da comemoração do centenário da cidade de Juiz de Fora, ocorreu uma transmissão experimental de televisão, que mostrou cenas de um Congresso Eucarístico que então se realizava e o jogo de futebol entre o Bangu, do Rio de Janeiro, e o Tupi, time local. O primeiro camera-man brasileiro, que transmitiu este sinal de Juiz de Fora foi Olavo Bastos Freire, que em 1960 ajudava a fundar a primeira televisão do Estado do Paraná, a TV Paranaense - canal 12 de Curitiba.

1949

A imprensa paulista anunciou a formação de um grupo de acionistas para a instalação, em São Paulo, de outro canal de televisão, a TV Paulista – canal 5, em 1950 ou 1951.

Segundo fontes oficiosas, Assis Chateaubriand teria criado obstáculos ao projeto, de modo a inaugurar a TV Tupi – canal 3, de sua propriedade, antes do canal 5.

No Rio de Janeiro, o jornalista Assis Chateaubriand, junto a embaixadores brasileiros, visitou nos Estados Unidos a RCA e conheceu os novos equipamentos de transmissão em cores. O jornalista pensou em introduzi-los no Brasil, mas a idéia foi abandonada ante o alto custo econômico e a falta de capacidade técnica. (Revista 0 Cruzeiro – Rio de Janeiro - 1949)



ANOS 50

1950

Em março, chegou ao porto de Santos o equipamento comprado nos EUA e no dia 25 do mesmo mês, grande comitiva de profissionais das rádios Tupi e Difusora, das Associadas, foi a Santos buscar o material, que desfilou pelo centro da cidade de São Paulo.

A pré-estréia da Televisão no Brasil aconteceu no dia 3 de Abril de 1950. Foi com uma apresentação de Frei José Mojica e as imagens foram assistidas em aparelhos instalados no saguão dos Diários Associados. Mas, conforme o Centro Cultural São Paulo, a primeira transmissão realizou-se no dia 4 de junho, com a apresentação musical de Frei José Mojica, famoso ex-ator de cinema A transmissão foi feita do auditório do Museu de Arte de São Paulo, na rua 7 de Abril, para diversos aparelhos expostos no saguão do edifício dos Diários Associados (mesmo prédio do museu) e para aparelhos colocados em lugares publicos estratégicos da cidade.

Em julho, do dia 20 ao dia 26, houve transmissões do auditório da Faculdade de Medicina de São Paulo de um show de televisão chamado Vídeo Educativo. Os equipamentos utilizados foram da General Eletric, em esforço conjunto com a E. R. Squibb & Sons do Brasil Inc. A antena transmissora foi instalada na torre do hospital das Clínicas e a receptora no ediffcio Saldanha Marinho, à rua Líbero Badaró, em São Paulo. Em 10 de setembro houve a transmissão pela TV Tupi (ainda em fase experimental) de uma entrevista de Getulio Vargas.

Finalmente no dia 18 de setembro a TV Tupi de São Paulo, PRF-3 TV, canal 3, foi inaugurada. Era a concretização do sonho de um pioneiro da comunicação no Brasil: Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Melo, que já controlava uma cadeia de jornais e emissoras de rádio chamada Diários Associados.

Chateaubriand havia encomendado à RCA equipamento para duas emissoras de televisão. As imagens foram geradas dos seus equipamentos instalados no bairro do Sumaré, Av. Prof. Alfonso Bovero, e retransmitidas pela antena superturnstile, da RCA-Victor, colocada no topo do prédio do Banco do Estado de São Paulo (Edifício Altino Arantes, banco cujo nome atualmente é Banespa), na Avenida São João.



"TV na Taba", apresentado por Homero Silva, foi o primeiro programa transmitido. Teve a participação de Lima Duarte, Hebe Camargo, Mazzaropi, Ciccilo, Lia Aguiar, Vadeco, Ivon Cury, Lolita Rodrigues, Wilma Bentivegna, Aurélio Campos, do jogador Baltazar e da orquestra de George Henri.

Logo na estréia a TV Brasileira teve de mostrar seu poder de improviso. Eram apenas duas câmeras e horas antes do começo da transmissão uma pifou. Os técnicos americanos aconselharam que a "festa" fosse adiada, mas lá estava o diretor Cassiano Gabus Mendes, outro pioneiro da TV brasileira, que decidiu ir ao ar mesmo só com uma câmera.

A transmissão foi assistida através de 200 aparelhos importados por Chateaubriand e espalhados pela cidade.

Logo, com ajuda dos profissionais do rádio, jornal e do teatro, as transmissões aconteceiam das 18 às 23h e foi colocado no ar o primeiro telejornal: "Imagens do Dia", com texto e reportagem de Rui Rezende e cinegrafia de Paulo Salomio, sempre na TV Tupi – canal 3. Telejornal apresentado também pelo radialista Ribeiro Filho.

Os primeiro anunciantes da Tv Brasileira foram : Sul América Seguros, Antárctica, Moinho Santista e empresas Pignatari (Prata Wolf).

1951

Já no ano seguinte a inauguração existiam, aproximadamente, 7 mil aparelhos de televisão entre São Paulo e Rio de Janeiro.

No dia 20 de Janeiro, dia de São Sebastião, padroeiro da cidade do Rio de Janeiro, a TV Tupi da "Cidade Maravilhosa" inicia suas operações.

Começam também a fabricar no Brasil aparelhos receptores de TV. Os primeiros foram da marca "Invictus", de Bernardo Kocubej.



"Sua vida me pertence", a primeira telenovela brasileira, vai ao ar. Escrita por Walter Foster e estrelada pelo próprio Foster, Lia de Aguiar, Vida Alves, José Parisi e Dionísio de Azevedo. Eram dois capítulos por semana transmitidos pela Tupi.

1952

Dia 14 de Março a TV Paulista, canal 5 de São Paulo, pertencente as Organizações Victor Costa, é inaugurada.

Na Tupi já estavam no ar os seguintes programas: "TV de Vanguarda", o primeiro e mais importante teleteatro da TV brasileira, "Clube dos Artistas", único dos programas pioneiros a ficar no ar até 1980 e a primeira adaptação do "Sítio do Pica-Pau Amarelo" de Monteiro Lobato, escrita por Tatiana Belinky e dirigida por Júlio Gouveia.

1953

Um sucesso do rádio encanta e faz sucesso na TV: "Repórter Esso". Foi ao ar pela primeira vez no dia 17 de junho.

Em 27 de Setembro foi inaugurada a TV Record de São Paulo.

Na TV Paulista vai ao ar o primeiro "circo" na TV: "Circo do Arrelia", que depois foi apresentado pela TV Record; e "A Praça da Alegria", apresentada por Manoel de Nóbrega.



1954

O primeiro seriado produzido no Brasil vai ao ar. Era estrelado por Ayres Campos e Idalina de Oliveira, foi exibido na TV Record. Era o "Capitão 7".



1955

Em 18 de Setembro de 1955 acontece outro marco importante para a TV Brasileira. esta é a data da primeira transmissão externa direta com a transmissão do jogo Santos X Palmeiras, na Vila Belmiro, pela TV Record..

Na Tupi faz sucesso "O Céu é o Limite", de J. Silvestre, precursor de todos os programas de perguntas e respostas da TV brasileira.

Para a criançada tinha na TV Record a "Grande Gincana Kibon", iniciado em 17 de Abril daquele ano, ficando no ar por 16 anos.

A Tv no Brasil crescia a passos largos. No dia 15 de julho foi inaugurada mais uma emissora: a TV Rio, de João Batista do Amaral e Paulo Machado. Em 8 de setembro é inalgurada a TV Itacolomy de Belo Horizonte.

1956

O sucesso da Tv é tanto que o mercado publicitário investiu pesado. Já em 1956 as três emissoras de TV de São Paulo arrecadavam mais que as treze emissoras de rádio. A essa altura a TV atingia a cerca de um milhão e meio de telespectadores em todo o Brasil.

Mais nove estações da Rede dos Diários Associados (Assis Chateaubriand) são inauguradas: Porto Alegre, Curitiba, Salvador, Recife, Campina Grande, Fortaleza, São Luís, Belém e Goiânia.

"Poliana", a primeira telenovela infantil vai ao ar pela Tupi, com adaptação de Tatiana Belinky e direção de Júlio Gouveia.

Também a Tupi realiza neste ano a primeira transmissão interestadual. Foi o jogo Brasil x Itália, direto do Maracanã no Rio de Janeiro para São Paulo. Para realizar a transmissão o técnico da Tupi, Reinaldo Paim, construiu três antenas, utilizando tela de galinheiro.



1957

Em 11 de dezembro, começam as transmissões para o interior de São Paulo.



1958

Pela primeira vez no Brasil é usado o videoteipe. Foi no "TV de Vanguarda", da TV Tupi de São Paulo, com a apresentação de "O Duelo", de Guimarães Rosa. Ainda não havia a possibilidade de montagem/edição do VT.



1959

É inaugurada a TV Excelsior de São Paulo.



"Paulistas e Cariocas", da TV Tupi, foi o primeiro programa exibido simultaneamente no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Naquele ano, em 21 de setembro, Assis Chateaubriand assina uma escritura doando 49% de suas ações e cotas das empresas Associadas a 22 funcionários de sua total confiança.

Assinada em Outubro, pelo então Ministro da Justiça, Armando Falcão, a primeira legislação regulamentando a censura de TV no Brasil.

ANOS 60

1960

Morre o radialista Victor Costa, proprietário da OVC (Organizações Victor Costa). A partir daí a TV Paulista, canal 5 de São Paulo, e suas demais rádios e emissoras começam a entrar em ruína, quando seus herdeiros assumem as empresas.

Em 1960 já existiam 200 mil aparelhos receptores de televisão.

Em maio acontece o primeiro incêndio na TV Record.

O videoteipe passa a ser utilizado com mais regularidade no programa "Chico Anísio Show", dirigido por Carlos Manga. As propagandas que eram apresentadas ao vivo passam a ser gravadas.

Com a inauguração de Brasília, transmitida para todo o Brasil, o governo começa a investir nas transmissões à distância para atingir um maior número de telespectadores. As imagens chegam a São Paulo, Rio e Belo Horizonte e a TV Tupi foi a primeira emissora a ocupar um link e transmitir em cadeia no Brasil, através de 1.200 km, com 7 torres de transmissão.

O primeiro teleteatro a usar o VT foi "Hamlet", de William Shakespeare, adaptado e dirigido por Dionísio de Azevedo, da TV Tupi.

A TV Cultura junto com a Secretaria de Educação de São Paulo colocam no ar o primeiro Telecurso, preparando candidatos para o exame de admissão ao ginásio.



1961

Através de decreto federal, o intervalo comercial é fixado em três minutos e é proíbida a participação de menores de 18 anos em programação de debates.



1962

Assis Chateaubriand, em uma cadeira de rodas devido a uma dupla trombose cerebral, faz a doação dos 51% de ações e cotas restantes das empresas Associadas para os mesmos colaboradores, com exceção de seu filho Gilberto que é substituído por Paulo Cabral de Araújo.

O VT é utilizado regularmente, melhorando o acabamento dos programas, e possibilitando a exibição dos mesmos programas em diferentes lugares sem a necessidade de links e transmissores, que custavam muito caros. As imagens gravadas seguiam de carro ou avião e os capítulos das telenovelas podiam finalmente serem gravados com antecedência, diminuindo os erros de texto, barateando o custo de montagem de cenário e possibilitando a exibição de capítulos diários.

É instituído o "Código Brasileiro de Telecomunicações" e criado o Conselho Nacional de Telecomunicações (CONTEL), autorizando o governo federal a constituir uma empresa pública, Empresa Brasileira de Telecomunicações.

É criada a ABERT, Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão. Seu primeiro presidente foi o deputado João Calmon. A primeira conquista foi a mudança no prazo de concessão, que era de 3 anos e passa a ser de 15 anos.

Jânio Quadros obriga , por decreto, a dublagem de todos os filmes transmitidos pela TV.

Também por decreto era obrigatória a transmissão diária de 25 minutos de filmes brasileiros.

É inaugurada a TV Gaúcha, em Porto Alegre.

Na TV Paulista, Sílvio Santos faz sua estréia com o programa dominical "Vamos Brincar de Forca ?", com duas horas de duração.

Na TV Rio fazem sucesso os seguintes programas: "O Riso é o Limite", humorístico, líder de audiência; "Teatro Moinho de Ouro", produção de Vitor Berbara; "Praça da Alegria" da TV Paulista com Manuel da Nóbrega; "Preto no Branco" com a voz de Sargentelli; "Moacyr Franco Show"; e "Chacrinha".

A TV Excelsior inicia sua grande arrancada rumo à esdpecialização em dramaturgia, adquirindo modernos equipamentos, contratando os melhores profissionais, como Carlos Manga, e construindo um grande estúdio no bairro da Vila Guilherme, em São Paulo.

1963

Com as modificações implantadas em 1962, a TV Excelsior de São Paulo coloca no ar a primeira telenovela diária: "2-5499 Ocupado", direção de Tito de Miglio, com Glória Menezes e Tarcísio Meira.

Decreto regulamenta a programação ao vivo da TV.

1964

"O Direito de Nascer", telenovela dirigida por J.B. de Oliveira, o Boni, baseada num script de rádio, vai ao ar na TV Rio.

Com a Ditadura de 64 vieram a censura e os seriados americanos: "Batmasterson", "Bonanza", "A Feiticeira", "Perdidos no Espaço", "Papai sabe tudo" etc.

A TV Excelsior do Rio é inaugurada, criando a linha de shows.

1965

Começa na TV Excelsior "Redenção", a mais longa das telenovelas brasileiras, autoria de Raimundo Lopes, direção de Waldemar Moraes e estrelada por Regina Duarte, Lélia Abramo e Márcia Real. "Redenção" teve 594 capítulos.

A TV Excelsior também apresentou o "1º Festival da Música Popular Brasileira". A música vencedora foi "Arrastão", de Edu lobo, interpretada por Elis Regina.

Investimentos do Estado, com o dinheiro arrecadado pelo Fundo Nacional de Telecomunicações e gerenciado pela recém-criada EMBRATEL, possibilitaram a construção de um sistema de microondas, crédito para a compra de receptores; infra-estrutura para a sua expansão.

Inaugurada a TV Globo do Rio de Janeiro, canal 4 e às 11h do dia 26 de abril de 1965, a Rede Globo de Televisão entra no ar também em São Paulo, através do Canal 5 (antiga TV Paulista, adquirida do grupo Victor Costa).

Na Record vai ao ar o musical "O Fino da Bossa", com Elis Regina e Jair Rodrigues, marcando o sucesso dos musicais.

Em Agosto, mais precisamente no dia 22, também a Record põe no ar o programa "Jovem Guarda", com Roberto Carlos.

1966

O Departamento Federal de Segurança Pública decreta novas normas de censura à TV.



Hebe Camargo estréia, em 10 de abril, seu programa dominical na TV Record e é líder de audiência.

Mais um incêndio, em 29 de Julho, atinge os estúdios da TV Record de São Paulo. Mesmo assim é realizado o "2º Festival de Música Popular Brasileira". Venceram: Chico Buarque com "A Banda" e Geraldo Vandré com "Disparada".

A Rede Globo passa a ser dirigida por Walter Clark, vindo da Tv Rio, que implementou um padrão de qualidade à emissora: o até hoje chamado "Padrão Globo".

Sílvio Santos apresenta na TV Globo o programa "Música e Alegria", com 4 horas de duração aos domingos.

Instalada uma CPI para investigar a associação da Rede Globo com o grupo americano Time Life, o que era proíbido pela legislação brasileira. As denúncias partiram do senador João Calmon, ligado às Emissoras Associadas (TV Tupi).

A Globo entra firme nas novelas e Gloria Magadan, autora cubana, escreveu para a emissora "Eu compro esta mulher" e "O Sheik de Agadir".

Incêndio na TV Excelsior. Crise financeira na emissora, que chega a atrasar em dois meses o pagamento dos funcionários.

1967

É criado o Ministério das Comunicações.

Inaugurada a TV Bandeirantes de São Paulo.

Na TV Record fazem sucesso: os humorísticos "Família Trapo" e "Praça da Alegria", de Manoel da Nóbrega, que antes era exibido pela TV Paulista.



"Os Miseráveis", a primeira novela da Bandeirantes, vai ao ar. É uma adaptação de Walter Negrão e Chico de Assis. Os capítulos tinham 45 minutos de duração.

A Globo populariza a programação, apresentando programas de auditório (Sílvio Santos, Chacrinha e Dercy Gonçalves).

A CPI da Câmara dos Deputados que investigou o caso Globo/Time-Life apresenta o parecer de seu relator Djalma Marinho, considerando que o acordo da Globo com o grupo americano infringia o artigo 160 da Constituição da República, no entanto em março deste mesmo ano, o presidente Castelo Branco e o procurador-geral da República consideraram a operação legal, fechando o inquérito e declarando infundadas as acusações.

1968

Morre Assis Chateaubriand Bandeira de Mello, o paraibano "Chatô", fundador dos Diários e Emissoras Associadas, entre elas a Rede Tupi. Seu corpo é velado na sede dos Diários Associados na Rua 7 de Abril, centro antigo da capital de São Paulo.

Inauguração da Rede Nacional de Microondas sistema de transmissão por satélites. Telstar.

O programa dominical de Silvio Santos passa a ter seis horas de duração.

Incêndio na TV Record.

A TV Record coloca no ar o programa "Quem Tem Medo da Verdade", sob o comando de Carlos Manga. No programa artistas eram julgados por problemas pessoais.

Na Globo fazem sucesso: "Dercy de Verdade", no Rio; "Casamento na TV" e "SOS Amor", ambos apresentados por Raul Longras e "O Homem de Sapato Branco", na TV Cultura (fase "associada") em São Paulo.

Em setembro, sob pressão do senador João Calmon e Carlos Lacerda, o presidente Costa e Silva considera ilegal o acordo entre a Globo e a Time-Life. A emissora é obrigada a se nacionalizar.

O lançamento da nave espacial Apollo IX é transmitido, via satélite pela TV Globo.

Na Tupi os destaques eram: "Domingo de Verdade", comandado por J. Silvestre e "Os Sete Samurais", onde todos os profissionais, incluindo os técnicos, se vestiam de samurais.



1969

A TV Cultura de São Paulo passa ao controle da Fundação Padre Anchieta, Centro de Rádio e TV Educativa do Estado de São Paulo.

O Brasil inaugura a Estação Terrena de Tanguá e a Estação Rastreadora de Itaboraí, no Rio de Janeiro, para transmissões internacionais via satélite. Através delas foi possível a transmissão da chegada do homem à Lua pela TV Globo.

Foi um ano marcado também por incêndios nas sedes das emissoras:

Incêndio no Teatro Consolação da TV Record.

Incêndio na TV Globo de São Paulo. Por causa do incêndio a emissora passou a centralizar no Rio de Janeiro toda a produção de programação da Rede.

Incêndio da TV Bandeirantes.

Incêndio no Teatro Paramount da TV Record.

Em 1º de Setembro, estréia o "Jornal Nacional", da Rede Globo, marcando o início das operações em rede no Brasil. O noticiário era apresentado por Heron Domingues e Léo Batista. Foi o primeiro programa regular a ser transmitido em rede nacional e implementou um novo estilo de jornalismo na TV brasileira.

A Rede Globo assume a liderança absoluta de audiência.

No ar, a novela "Véu de Noiva" faz sucesso na Globo.

A Time-Life retira-se da Globo.

Na TV Tupi o sucesso era a novela "Beto Rockfeller", idéia de Cassiano Gabus Mendes, escrita por Bráulio Pedroso e dirigida por Lima Duarte e Walter Avancini. Participaram deste sucesso, lembrado até hoje: Luiz Gustavo, lrene Ravache, Bete Mendes e Débora Duarte entr outros. Foi a primeira vez que se incorporava a realidade (ruas e edifícios da cidade e acontecimnetos reais) com cenário e pano de fundo de uma novela.

Após 16 pedidos de falência, em 1969, o Grupo Simonsen não consegue repassar a TV Excelsior e a emissora é extinta, depois de 10 anos no ar.



ANOS 70

1970

O Censo de 1970 aponta o número de aparelhos de televisão chegou a 4 milhões de lares, atingindo, aproximadamente, a 25 milhões de telespectadores.

Incêndio na TV Globo do Rio de Janeiro, no dia 10 de Janeiro.

Faz sucesso na Globo a novela "Irmãos Coragem".

Inaugurada em 25 de Janeiro a TV Gazeta de São Paulo.

Incêndio nos estúdios da Vila Guilherme da TV Excelsior, em 17 de Julho.

Cassada a concessão da TV Excelsior, canal 9 de São Paulo, em 28 de setembro.

1971

Incêndio na TV Globo do Rio de Janeiro, em 28 de Outubro.

Começa a preparação para a implantação da Tv a cores. Adaptação de equipamentos e treinamento de técnicos.

O Ministério das Comunicações baixa decreto que regulamenta 3 minutos de comercial para cada quinze minutos de programação.

Incêndio na TV Record.

A novela "Meu Primeiro Amor", da TV Globo, lança o merchandising, com o lançamento de uma nova linha de bicicletas.



1972

O ano da "tv a cores" no Brasil. Em 31 de Março acontece a primeira transmissão a cores da TV brasileira: a Festa da Uva de Caxias do Sul / RS. O sistema adotado no país é o PAL-M e a TV Globo é a mais adiantada na implantação das imagens coloridas.

Regulamentada pelo PRONTEL (Programa Nacional de Telecomunicações) a formação de redes de TV.

1973

Vai ao ar pela primeira vez o programa "Fantástico", da Rede Globo. Mesclando informação e variedades fez grande sucesso.

O programa "Caso Especial - Carnê de Baile", da Globo, marca o início das transmissões de programas com imagens coloridas. As emissoras tiveram que melhorar a qualidade de cenários, figurinos, maquiagens, vinhetas, etc, pois a transmissão colorida revelava mais imperfeições que a transmissão em P&B.

"O Bem Amado" da TV Globo foi a primeira novela colorida.

A Tupi começa a trabalhar em rede, contando com um maior número de emissoras que a Globo.



Flávio Cavalcanti, pela TV Tupi, lidera a audiência aos domingos à noite. Polêmico, o programa chega a ser suspenso por 60 dias, devido a dois assuntos abordados: o português que mora na ilha de Marajó e tem um harém, incluindo a própria filha e o marido que empresta a mulher para o amigo porque está impotente).

1974

"João da Silva", a primeira telenovela educativa, vai ao ar. Ela foi realizada pela TV Cultura de São Paulo.

A Globo segue na frente quanto à implantação da programação colorida. Neste ano já soma 8 horas diárias de programação a cores.

A Tupi lança sua programação nacional e centraliza em São Paulo a geração da programação.

1975

O jornalista Wladimir Herzog, do Departamento de Telejornalismo da TV Cultura de São Paulo, é assassinado.



1976

Inaugurada em janeiro a TV Studios (TVS), no Rio de Janeiro, embrião do SBT, de propriedade de Sílvio Santos..

Incêndio na TV Globo do Rio de Janeiro.

Um acordo entre o Governo Federal da Argentina, sob o comando de Perón, e o do Brasil, estabeleceu que os técnicos da televisão brasileira iriam implantar a televisão à cores na Argentina, fazendo com que na primeira transmissão colorida a operação estivesse sob nossos cuidados. Foi na festa da OTI (no Teatro Colón, de Buenos Aires). O governo brasileiro designou a equipe da TV Gazeta, canal 11 de São Paulo para este feito. A Rede Tupi exibiu simultaneamente o fato, mesmo sendo totalmente este organizado pela Gazeta, com flashs especiais dos ensaios e do espetáculo durante a transmissão direto da Argentina para o Brasil via satélite.

O "Programa Silvio Santos" deixa a Rede Globo, em Agosto, e passa a ser transmitido pela Rede Tupi e TVS.

Roberto Marinho recebe o prêmio internacional Emmy, como Homem Destaque da Televisão.



1977

Decreto regulamenta a propaganda governamental gratuita.

Em 7 de Março, a Globo coloca no ar a versão de maior audiência do "Sitio do Pica-Pau Amarelo", telenovela infantil.

Mauro Salles assume a vice-presidência dos Diários e Emissoras Associadas (Rede Tupi) para tentar salvar a empresa que estava à beira da falência. Ele se afasta do cargo dois meses depois.

Inaugurada a TV Guanabara do Rio de Janeiro, fazendo com que a Bandeirantes inicie a formação de sua Rede.

É cassada a concessão da TV Rio.

Sílvio Santos se associa ao Grupo Paulo Machado de Carvalho na TV Record.

Na TV Tupi a novela ds 20h, "O Profeta", faz sucesso e preocupa a TV Globo.

Mais um incêndio na TV Record. A programação da emissora, sériamente prejudicada, acaba sendo mantida com filmes.

1978

O Telecurso 2º grau, produzido pela Fundação Roberto Marinho e Fundação Padre Anchieta, vai ao ar é torna-se o programa educativo de maior sucesso na TV brasileira.



1979

A Rede Globo coloca no ar as "Séries Brasileiras".

Carlos Augusto de Oliveira, o Guga, vai para a Bandeirantes, que inicia uma nova fase. O marco da mudança é a novela "Cara a Cara", de Vicente Sesso dirigida por Jardel Mello.

ANOS 80

1980

Final da censura oficial ao telejornalismo (3 de fevereiro).

Em 14 de Julho, sai do ar a primeira emissora inaugurada no país: a TV Tupi de São Paulo. É o fim da Rede Tupi de Televisão. Permanecem no ar somente as TVs Brasília e Itapuã.

O Governo Federal anuncia em 23 de julho de 1980 a abertura de concorrência para a exploração de duas novas redes de TV. Estavam em jogo as sete concessões que pertenciam à Tupi, mais duas que pertenciam à TV Excelsior de São Paulo e à TV Continental do Rio de Janeiro, também extintas. A primeira nova rede de televisão ficaria com quatro emissoras e a segunda com as outras cinco.

Início das operações do SBT – Sistema Brasileiro de Televisão.

Resultado da concorrência para as duas novas redes de TV:

Ficaram com o empresário Sílvio Santos as seguintes emissoras: Canal 4, de São Paulo; Canal 9, do Rio de Janeiro, Canal 05, de Porto Alegre; canal 02, de Belém.

A outra rede foi entregue ao empresário Adolpho Bloch: Canal 09, de São Paulo; Canal 06, do Rio de Janeiro; Canal 04, de Belo Horizonte; Canal 06, de Recife; e Canal 02, de Fortaleza.



1981

O SBT transmite, ao vivo, em 19 de agosto, a cerimônia de assinatura dos contratos definitivos das concessões dos novos canais de TV para o próprio SBT, de Sílvio Santos e para o Grupo Bloch, de Adolpho Bloch. Assim entra no ar o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

A Bandeirantes lança sua grande novela de sucesso Os Imigrantes.

1982

A Rede Globo recontrata o Chacrinha e cria o "Caso Verdade", uma espécie de "mini novela" no final de tarde.

A Rede Globo possui 42 estações afiliadas e 5.500 funcionários.

O SBT com 22 emissoras afiliadas e 2.500 funcionários parte para uma linha mais popular, passando rapidamente à vice-liderança.

A TV Bandeirantes é a primeira emissora a utilizar satélite em suas transmissões, substituindo o sistema de microondas.

Começa o boom do videocassete no país e a expansão da produção independente do vídeo.

Criado o Sistema Nacional de  Radiofusão Educativa (Sinred), vinculado ao Ministério da Educação e Cultura e ao Ministério das Comunicações.

Em 9 de agosto a Produtora Independente de Vídeo Abril inicia as suas transmissões, por meio da TV Gazeta, de São Paulo, que lhe reservou quinze horas semanais no horário nobre.

Em 27 emissoras espalhadas pelo país, a Rede Globo introduz também o uso de satélite na programação.

1983

Em 5 de junho, é inaugurada a Rede Manchete, com equipamentos de última geração, apresentando filmes e séries premiadas, numa programação voltada para as classes mais altas. A Manchete possuía cinco emissoras próprias e uma afiliada, a TV Pampa, de Porto Alegre.

Em julho, durante greve nacional de trabalhadores a TV Bandeirantes teve seus transmissores lacrados.

Estréia em 3 de janeiro o programa matinal Bom Dia Brasil e os telejornais das praças (SPTV, RJ, PE, MG, DF).

A Sociedade de Radiofusão Ebenezer ganha a concessão do canal 13, TV Rio, que em 1975 teve seus transmissores lacrados pelo Dentel e sua concessão cassada por motivo de falência.

Nos intervalos da Bandeirantes, Ritinha e Paulinho, os bonequinhos da Rede Excelsior voltam a vida, agora coloridos e desenhados pelo mesmo desenhista. Saem do ar depois de alguns meses, devido altos gastos e também por causa da morte do cartunista.

Reino Unido, Alemanha Ocidental e França anunciam planos de implantação do sistema de TV a cabo.

1984

A televisão brasileira adere à campanha pelas "Diretas Já".



1985

Em 15 de janeiro a TV transmite ao vivo a eleição indireta de Tancredo Neves.

Em 24 de junho, dez anos depois de ter sido censurada, estréia a segunda versão de Roque Santeiro, de Dias Gomes. A novela de maior sucesso da história da Globo atinge a marca de 90% de audiência, com a média de 75 pontos.

Lançado, em março, o primeiro satélite brasileiro de comunicação, com 24 canais, e o segundo, em março de 1986. Em 1988, o país estaria com 48 canais.

Sai do ar o programa infantil Sítio do Pica-Pau Amarelo.

A Rede Globo lança a campanha Criança Esperança.



1986

Um incêndio destrói 90% dos equipamentos da TV Cultura.



1987

A TV alcança uma audiência potencial de 90 milhões de telespectadores, equivalente a 63% da população brasileira.

Existem 31 milhões de aparelhos de TV no país, dos quais 12,5 milhões em cores.

Na União Soviética, Som Brasil é eleito como o melhor programa de televisão do mundo de cultura popular.

A Rede Manchete atinge grande audiência com sua produção épica Dona Beija, com Maitê Proença.

1988

Estréia na Globo a novela Vale Tudo, de Gilberto Braga, segunda em média de audiência nacional na história do gênero, com 70%. E com esta, o "assassinato" da personagem Odete Roitman obtém grande repercussão no país.

Quase 3 milhões de aparelhos de videocassetes são utilizados no Brasil.

Promulgada em outubro a nova Constituição brasileira, modificando o sistema de concessões de canais de rádio e de TV.

Em 1º de junho o canal 13 do Rio de Janeiro, antiga TV Rio, reinicia suas transmissões, baseadas em programas evangélicos e jornalísticos.

1989

Mais de 64% dos 34.860.700 de residências do país já estão equipados com televisores.

O Ibope instala os primeiros peoplementers no mercado paulista.

Em 26 de março, estréia na Globo o Domingão do Faustão, gravado no Teatro Fênix.

É introduzido no Jornal Nacional, o sistema de pintura eletrônica feita em três dimensões. É o primeiro programa a adotar uma pictografia em todas as suas etapas, do selo ao cenário.

 

ANOS 90



1990

Em função do Plano Brasil, com a política econômica imposta pelo novo Governo Federal, as emissoras de televisão foram bastante atingidas, precisando cortar gastos, rever seus esquemas e demitir funcionários. No entanto, ano de Copa Mundial de Futebol, nenhuma emissora deixou de gastar muito para transmitir o evento. Junto às eleições presidenciais do fim do ano, os dois acontecimentos se constituíram no maior esforço de cobertura jornalística da TV em 1990.

Na TV Cultura – canal 2, apesar da economia difícil, várias atrações estrearam: Matéria Prima, Vitrine, Papo Informal, Fórum, Janela Indiscreta e outros, dinamizando a programação e melhorando a audiência. Bons programas como Roda Viva, Metrópolis, Vitória, Primeiro Movimento e os infantis Revistinha e Rá Tim Bum permaneceram. Os programas jornalísticos e esportivos não apresentaram alterações significativas, a não ser a introdução do Plantão Jornal da Cultura, noticiário de cinco minutos emitido várias vezes ao dia.

A TVS terminou o programa Veja o Gordo, em virtude da fraca audiência. Jô Soares continuou apenas com suas entrevistas no programa Jô Soares - Onze e Meia, obtendo cada vez maior prestígio.

No humor, a emissora prosseguiu investindo em A Praça É Nossa (contratando inclusive o humorista Ronald Golias) e desistindo de Condomínio Brasil, em razão do corte de gastos exigido. Os programas de auditório permaneceram corn seus esquemas e boa audiência. Muitos filmes estrangeiros foram veiculados e a programação infantil não trouxe alterações. No jornalismo, o Telejornal Brasil mudou seu horário para as 20 h, competindo diretamente com o Jornal Nacional da Rede Globo.

As segundas-feiras estreou o programa Sílvia Poppovic, de entrevistas variadas e temas polêmicos, com a participação de auditório e ao vivo na Rede Bandeirantes.

Surge o primeiro canal à cabo do Brasil, o Canal +, que futuramente seria comprado pelo Grupo Abril e seria a base da TVA. Incorporado à TVA, sob o canal 32, tornaria-se depois o canal Superstation, que sairia do ar em outubro de 2000, entrando em seu lugar o National Geographic Channel.

A TV Record, pelo início do ano, viu solucionada a novela de sua venda e acabou tornando-se propriedade de uma entidade religiosa (a IURD - Igreja Universal do Reino de Deus, do Bispo Edir Macedo), depois de muita polêmica judicial. A programação sofreu modificações, aumentando as emissões de telejornalismo e entrevistas, mas continuou com muito filme estrangeiro, principalmente seriados. O noticiário Jornal da Record, aprimorado e mantendo repórter no Exterior, passou a ser veiculado também aos domingos. Com a nova direção, alguns programas terminaram, como Revista Agrícola e o Show Paulo Barbosa; alguns continuaram, como Programa Ferreira Neto, Imprensa na TV, Nova Mulher, e vários outros estrearam, como Record Documento, Gigantes do Ringue, Pintando o Sete, Alerta Verde, Raízes, Zaap, Tom Brasileiro, etc. Muitos destes novos programas não duraram nem um ano do ar, já que a audiência da emissora começou a cair.

Além de agilizar a programação, a emissora mudou o visual gráfico, com novas vinhetas e aberturas de programas. Fechando contrato com a TV Capital, de Brasília, como afiIiada, a Record deu início à formaçäo de sua Rede.

A TV Gazeta também mudou a programação, acabando com diversas atrações como TV Mix, Paulista 900, Vamos Sair da Crise e outros. Manteve Mulheres em Desfile e Dinheiro Vivo, introduziu dois pequenos noticiários: Gazeta Paulista e Jornal da Gazeta e programas de entrevistas como Opinião e Nigth and Day. Toda noite veiculou, no horário nobre, minisséries e filmes estrangeiros, ambos em reprise. Melhorando a transmissão técnica com nova antena retransmissora, a Gazeta passou a ser um canal alternativo, com filmes, variedades e musicais (vídeo clips).

Abalada, pelo Plano BrasiI, a Rede Bandeirantes acabou com os programas de humor e com a linha de shows. Manteve os programas de entrevistas, os noticiários e intensificou os esportivos, transmitindo muito esporte nacional e internacional como tênis, automobilismo, boxe, futebol, natação etc.

Os programas musicais passaram a ser vídeo-teipe de shows e atrações internacionais. Muito filme estrangeiro e seriado foram introduzidos para preencher parte do horário nobre. A emissora, contudo, continuou prestigiando os excelentes programas Cara a Cara, Canal Livre e o noticiário Jornal Bandeirantes.

Novos canais em UHF iniciaram preparação para transmissão a cabo, como a TV Abril, futura MTV Brasil (Music Television Brasil - criada nove anos depois da MTV norte-americana), e a TV Jovem Pan, que depois de um tempo fale e é vendida para a Escolas e Cursos Objetivo, que criam a CBI (Central Brasileira de Informação).

Comemorando os 40 anos da televisão brasileira, o Centro Cultural Säo Paulo organizou grande evento com exposições, mostras de filmes e VTs e um seminário que discutiu principalmente a enorme força de manipulação econômica, política e religiosa em que vem se transformando o veículo.

A Rede Globo viu sua hegemonia um pouco abalada em 1990. Alguns programas da TVS e da Manchete superaram sua audiência em determinados horários. A programação manteve-se calcada nos moldes de sempre, com humor (Chico Anysio e Os Trapalhões), teIejornaIismo, telenovela e muito filme cinematográfico estrangeiro e brasiIeiro.

1990 foi o ano do nu na televisão (apesar de a propaganda já o ter introduzido há muito tempo), a emissora o colocou na telenovela das 20h30, tanto masculino (Pantanal, inicialmente, ao mostrar o nu frontal de Paulo Gorgulho e outros, e Tieta, tendo entre os nus frontais José Mayer) quanto feminino (Rainha da Sucata), para concorrer com o nudismo dos programas de outros canais.

Como novidade, a Rede apresentou Delegacia de Mulheres, série semanal dramatizada, e Linha Direta, que retornaria à televisão no fim desta década e na Rede Globo mesmo, era um programa baseado em casos verdadeiros não solucionados, explorando o gênero suspense e mistério que as TVs resolveram desenvolver nesse ano. Anos depois ele seria extinto e retornaria a televisão em 1999, no horário das 22h. Foi incentivada a produção de minisséries, sendo exibidas com sucesso, Desejo, A, É, I, Ó, Urca, Boca do Lixo, Riacho Doce e outras. No telejornalismo, a emissora modificou os noticiários regionais, transformando-os em plantões permanentes de curta duração e num resumo de quinze minutos antes do Jornal Nacional. Pela fraca audiência e grande despesa, foi encerrado TV Pirata, programa que tentou inovar o humor da televisão.

A partir de agosto, a Globo veiculou Escolinha do Professor Raimundo, com Chico Anysio, no horário das 21h30, há vinte anos consagrado a sessões de cinema.

Investindo arduamente em telenovelas há vários anos, a Rede Manchete viu seu esforço recompensado em Pantanal, de autoria de Benedito Ruy Barbosa. Abordando tema sertanejo, com toda a beleza do pantanal matogrossense, a novela fez enorme sucesso, não só pela defesa ecológica ou pelos nus femininos e masculinos, mas por romper com os esquemas aos quais as telenovelas se acomodaram. A trama desenvolveu-se principalmente ao ar livre, junto à natureza, numa linguagem caIma, sem os atropelos urbanos, e introduziu bons atores jovens nos principais papéis, renovando os rostos da TV. Pela primeira vez Iíder de audiência no horário das 21h30, Pantanal fez o faturamento econômico da Rede Machete aumentar 30%. Radiante com o sucesso, a emissora produziu novos temas que misturassem natureza e sensualidade. Na programação em geral poucas inovações aconteceram. Foi lançado Fronteiras do Desconhecido, trazendo temas de paranormalidade e mistério, em encenações dramáticas, com artistas famosos, boa produção e pouca audiência. Nesta época inaugura-se o grande centro televisivo e gráfico de Água Grande, em Parada de Lucas (RJ) pertencente ao Grupo Bloch.

A TV transmite, para todo país, a posse do primeiro presidente civil eleito pelo voto direto depois do golpe de 1964, Fernando Collor de Mello.

Em 11 de outubro, durante a abertura do seminário intitulado: "A Problemática da Comunicação de Massa: Reflexões e Soluções", promovido pelo governo, em Brasília, o ministro da Justiça, Bernardo Cabral, posiciona-se contra o retorno da censura oficial à TV, defendendo o ponto de vista de que cada veículo de comunicação deve estabelecer seus limites ao tratar de assuntos controvertidos. O ministro afirma que não há nenhuma possibilidade de a TV brasileira voltar a ser vítima de censura prévia.

1991

Conflitos no Golfo Pérsico têm recordes de audiência mas TVs de todo o mundo.

A campanha Criança Esperança ganha o prêmio Eco, da Câmara Americana de Comércio, pela melhor contribuição à comunidade no setor de saúde.

É inaugurada a grande sede paulista da Rede Manchete, no bairro do Limão, transportando todas as intalações da pequena sede do Sumaré para esta nova, na Avenida Ilda Kolbe, 151.

É implantado no Brasil o sistema de televisão por assinatura, com os canais sendo distribuídos pela Net-Multicanal (ligada às Organizações Globo) e pela TVA (ligada ao Grupo Abril).

Os Estados Unidos iniciam testes de TV de alta definição, com padrão digital, parar gerar imagens mais nítidas e definidas. Fica estabelecido que a implantação definitiva da HDTV deve ocorrer em 2005.



1992

Em impantação no Rio de Janeiro o Projac - Projeto Jacarepaguá, que irá centralizar a produção dos programas da Rede Globo.

O GP Brasil de Fórmula I, em Interlagos, vai ao ar, com esquema especial de transmissão.

A Rede Manchete exibe a novela A Fantástica História de Ana Raio e Zé Trovão, a primeira telenovela intinerante da televisão brasileira e mundial.

Vai ao ar a primeira rede de TV para brasileiros, em Miami, a BTN - Brazilian Television Network (quatro horas diárias).

Depois de muitas denúncias, o presidente Fernando Collor de Mello sofre Impeachment e assume Itamar Franco.

Rede Globo estréia Você Decide, que introduz a interatividade na TV brasileira, através da monotoria de sistemas a partir da contagem de telefones por opção. Um sistema pertencente a TeleTV!, que em 1999 compraria a Rede Manchete criando a Rede TV!.

1993

Globo e Bandeirantes investem em criatividade e alta tecnologia em transmissão de jogos de futebol.

Inauguração da Central Nacional de Televisão (CNT), de Curitiba, que se liga pouco tempo depois à TV Gazeta de São Paulo, formando a rede CNT-Gazeta.

1994

O SBT volta a produzir novelas, despontando com sucesso com a quarta versão televisionada do romance Éramos Seis, de Maria José Dupré. O SBT revitaliza totalmente seus estúdios no Sumaré, onde até 1980 funcionava a Rede Tupi de São Paulo.

Nos Estados Unidos são realizadas as primeiras transmissões digitais pelo sistema DirecTV.

No Governo Itamar Franco, em 1º de julho, o ministro Fernando Henrique cria o Plano Real, que estabiliza o país e breca a inflação assustadora até 1999.

O total de aparelhos em todo o mundo chega a 1,24 bilhão.

1995

É inaugurado o Projac, em Jacarepaguá (RJ). O maior centro técnico da América Latina.

Entram em funcionamento os sistemas Sky, da Net-Multicanal, e DirecTV, da TVA, que levam o sinal de televisão diretamente do satélite ao domicílio do assinante, pela banda Ku.

O antigo Ministro Fernando Henrique Cardoso ganha as eleições presidenciais e assume o governo em 1º de janeiro.

Morre Adolpho Bloch, fundador do Grupo Bloch Editores, da revista e da rede de televisão Manchete. Seu corpo é velado na sede da emissora no Russel (Rio de Janeiro, capital).

No final deste ano o SBT estréia a seu segundo remake, As Pupilas do Senhor Reitor, inspirado no romance de Júlio Diniz. Nesta época o SBT inaugura o CDT (Centro de Televisão) Anhanguera, a maior construção linear para televisão feita na América Latina, localizada no Km 19 da Rodovia Anhangüera, perto de Osasco (SP). Logo lançariam a novela Sangue do Meu Sangue, totalmente feita no CDT.

Em 4 de novembro estréia a novela global A Próxima Vítima, que cria espectativa nacional, com direito a bolsa de apostas para saber quem era o assassino, e fez com que a Globo produzisse três desfechos com assassinos diferentes para vendê-la no mercado internacional.

Começa a operar no Sul a TVCom, primeira emissora do Grupo RBS voltada para a exibição de programas locais.



1996

Após 26 anos no posto, em março deste ano, Cid Moreira e Sérgio Chapelin, qu esteve no cargo de 1985 a 1996, deixam de apresentar o Jornal Nacional. Inicialmente, assumem o comando Lilian Witte Fibe e Willian Bonner, que, dois anos depois, passa a dividir a apresentação com sua mulher, Fátima Bernardes.

O SBT apresenta o seu quarto remake, já totalmente gravado, Os Ossos do Barão, depois de exibir três novelas que não garatiram nenhum sucesso (Razão de Viver, Antonio Alves, o Taxista e Pérola Negra). Lança depois a novela Fascinasção, utilizando já ponto eletrônico para os atores. Depois, o SBT investe por anos no infantil Chiquititas, enquanto vê seu núcleo de teledramaturgia afundando aos poucos.

As equipes de produção de novelas do SBT se transferem-se para a Rede Bandeirantes, que retoma, em grande escala, sua produção de novelas, depois de Idade da Loba e Perdidos de Amor. Com o início da depressão da Manchete, muitos atores deste canal, juntamente com os do falido núcleo de teledramaturgia do SBT se reunem e fortalecem a Bandeirantes produzindo o regional Serras Azuis, que não dá tanta audiência e fazendo o remake da novela Meu Pé de Laranja Lima. O núcleo se fortalece até meados de 1998.

Em 31 de março estréia o programa humorístico Sai de Baixo, da Rede Globo.

E em 17 de junho vai ao ar a regionalista novela Rei do Gado, de Benedito Ruy Barbosa, que enfoca o problema dos sem-terra, que no momento atingia em cheio o contexto político do país.

O Ibope cria o Painel Nacional de Televisão, PNT.

1997

É criada a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para regular e fiscalizar o setor de telecomunicações.

Xuxa muda seu estilo de programa, voltando-se para o público adolescente ao estrear Xuxa Park, em 5 de abril, iniciando uma rotina nas manhãs de Domingo na Globo.

A Rede Manchete em outubro tira do ar a novela Brida, sua última produção teledramatúrgica, denunciando o péssimo estado em que a emissora estava entrando. O último capítulo foi apenas uma narração, com cenas antigas reeditadas, já que os atores se negavam a gravá-las sem salários.

Em setembro, depois de quase declinar totalmente o núcleo de teledramaturgia da Bandeirantes,  a Rede Record absorve muitos de seus atores, colocando no ar a novela Canoa do Bagre, a primeira da emissora depois dos seus últimos 24 anos sem novelas. Isto quando a Record completava 44 anos de existência. E começa a formar o seu núcleo de teledramaturgia, sendo que depois produz Louca Paixão (remake da primeira novela diária da televisão, 2-5499 Ocupado), mais duas e agora a mais atual, Vidas Cruzadas., que absorve quase todo núcleo de teledramaturgia criado pela Manchete, SBT e Band, além de utilizar atores pioneiros que estavam encostados e sem trabalho.

Estréia na Rede Bandeirantes Axé Brasil, primeiro programa da TV brasileira criado, produzido e dirigido à raça negra.

Em dezembro a Globosat e a GCB - Grupo Canal Brazil firmam joint-venture para criar no Brasil o primeiro canal de TV por assinatura dedicado exclusivamente ao cinema nacional e à produção audiovisual brasileira independente.

A Rede Globo tira do comando sobre criação e programação da rede de Boni (José Bonifácio de Oliveira Sobrinho) e o passa à Marluce Dias da Silva. Boni passa a prestar serviços de consultoria.



1998

Em 17 de maio o SBT inicia a primeira campanha do Teleton, que ajuda na assitências às crianças deficientes da AACD.

Em 10 de junho a Rede Globo faz a primeira transmissão digital no Brasil de alta definição ao vivo. Motivo: partida inaugural da Copa da França: Brasil x Escócia.

Com a realização do seminário "Brasil 500 Anos - Como se muda um país através da educação", nos dias 15 e 16 de abril, a Rede Globo inicia o projeto que se estenderá até abril de 2000.

A operadora de TV a cabo Multicanal de São Paulo se integra oficialmente à Net Brasil.

A TV Cultura rende-se à publicidade, passando a comercializar mensagens institucionais de trinta segundos de duração.

Em novembro, ocorrem mudanças no comando das Organizações Globo. Roberto Irineu, João Roberto e José Roberto Marinho assumem a presidência, ao lado do patriarca Roberto Marinho. Marluce Dias da Silva torna-se diretora-geral do Núcleo de Televisão e Entretenimento.

Em dezembro, a Rede Globo de Televisão anuncia a aquisição dos direitos de transmitir com exclusividade no Brasil os jogos das Copas do Mundo de 2002 e 2006. A negociação inclui TV aberta, TV paga, rádio, Internet e transmissões em pay-per-view.



1999

Em 29 de janeiro, a nova sede da Rede Globo em São Paulo é inaugurada, com 16.500 metros quadrados de área e funcionando totalmente em sistema digital, da captação de imagens de rua até a transmissão dos telejornais. O Jornal Hoje passa a ser produzido em São Paulo.

Em maio, o Grupo Abril, por meio de sua holding TVA/Tevecap, acerta a venda de sua participação na DirecTV no Brasil para o consórcio Galaxy Latin America.

Em junho, a Rede Globo coloca as personagens de Maurício de Sousa para animar as manhãs dos telespectadores mirins.

Morre João Jorge Saad, o "Seu João", fundador da Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão S/A.

Em agosto é lançada a TV Globo Internacional, canal que passa a levar a programação da emissora via satélite para Estados Unidos e Japão.

O jornalista Roberto Marinho é eleito o Comunicador do Século com o prêmio Brasileiro do Século, organizado pela revista IstoÉ.

Em novembro a TV Ômega, do Grupo TeleTV!, assume as concessões da Rede Manchete, passando a transmitir sua programação com o nome de Rede TV!.

Nizan Guanaes, da DDBDM9, Alexander Mandic, o UniBanco e a Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão são um dos muitos parceiros que se unem para criar a IG, o primeiro provedor de internet gratuita.

2000

A Rede Globo traz de volta os grandes festivais, lançando o Festival da Música Brasileira, que não empolga, tornando-se um fracasso para a própria emissora.

Em 3 de abril Jô Soares volta à Globo, saindo do SBT, e iniciando o seu Programa do Jô, gravado em São Paulo.

Em 21 de abril, encerrando as comemorações dos 500 Anos do Brasil, a Globo exibe a minissérie A Invenção do Brasil, feita em comemoração aos 5º centenário do país.

Com a popularização da Internet e o surgimento da banda larga no Brasil, novas possibilidades se abrem. A Globo sai na frente oferecendo serviços em banda larga - o Net Vírtua - com acesso grátis para a Internet pela Globo.com, enquanto a Abril lança o seu provedor em banda larga Ajato!.

Neste ano ainda, os provedores Terra (antiga ZAZ), UOL (Universo On Line) e IG (o Internet Groups, que antende pela marca fantasia de "Internet Grátis") fazem em seus sites TVs virtuais com estúdios radicados em suas sedes. Foi de extrema revelação, neste mesmo ano este tipo de TV quando a jornalista Lilian Witte Fibe se demitiu da Globo para investir numa televisão virtual (do Terra). Foi um fato que causou surpresa a muitos colegas de trabalho da apresentadora.

Em julho estréia o primeiro reality show brasileiro, o No Limite, inspirado no americano Surviver.

2001

Em 5 de março de 2001, a Rede Mulher muda-se para a sede inaugural da TV Record, construída em 1947 e reformada a partir do ano de 2000, situada na Rua Miruna, 713 (São Paulo, capital).



Em 13 de março desfez-se a RPTV (Rede Pública de Televisão). A idéia da separação partiu da TVE (TV Educativa), do Rio de Janeiro, que definitivamente se separou da Rede Cultura, de São Paulo. A RPTV deve deixar de existir a partir do dia 10 de abril.



©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal