Currículo alterado



Baixar 37.26 Kb.
Encontro26.06.2018
Tamanho37.26 Kb.

Nome da Disciplina: LET 00011 - Trajetórias da Poesia Brasileira

Nº de Créditos: 4 créditos

Professor Responsável: Paulo Seben

Semestre: 2008-2

Súmula: Origens da poesia brasileira; a poesia colonial e a historiografia literária. A tradição e as formas neoclássicas. O lírico e o épico na construção da nacionalidade. Do Romantismo às vanguardas.

Objetivos: Discutir os processos criativos dos poetas brasileiros a partir da análise da tradição do Soneto, com base em um recorte diacrônico do cânone dessa forma fixa.
Programa da Disciplina:

FOCO DO SEMESTRE: SONETO BRASILEIRO; De Gregório de Matos a Glauco Mattoso



  1. FONTES DO SONETO BRASILEIRO

    1. Noções básicas de Versificação

    2. A tradição do Soneto

      1. Petrarca e Aretino

      2. Camões

      3. Shakespeare

      4. Bocage

  1. O SONETO NO PERÍODO COLONIAL

    1. No Barroco: A palavra lúdica

      1. Gregório de Matos Guerra

    2. No Arcadismo: A frase clara

      1. Cláudio Manuel da Costa

      2. Basílio da Gama

  1. O SONETO NO PERÍODO NACIONAL

    1. No Romantismo: A forma desprezada

      1. Álvares de Azevedo

    2. No Parnasianismo: A serena forma

      1. Alberto de Oliveira

      2. Olavo Bilac

      3. Raimundo Correia

      4. Francisca Júlia

      5. Vicente de Carvalho

    3. No Simbolismo: A música no ar

      1. Cruz e Sousa

    4. Em Augusto dos Anjos: Augusto dos Anjos (sic)

      1. Augusto dos Anjos

    5. Nos Modernismos: A forma antifôrma

      1. Manuel Bandeira

      2. Carlos Drummond de Andrade

      3. Mário Quintana

      4. Vinícius de Moraes

      5. Jorge de Lima

    6. Na Contemporaneidade: A forma sem preconceito

      1. Affonso Romano de Santanna

      2. Bruno Tolentino

      3. Glauco Mattoso

  1. HAICAI: O SONETO DO TERCEIRO MILÊNIO?

Procedimentos Didáticos: Aulas interativas; seminários conduzidos por alunos.

AVALIAÇÃO: A avaliação levará em conta a) participação nos debates e atividades em aula; b) apresentação de um seminário e c) um ensaio, a ser entregue no prazo regimental.
TEXTOS DE APLICAÇÃO:

Seleta de sonetos de autores clássicos (Petrarca, Aretino, Shakespeare, Camões e Bocage) e brasileiros, a ser disponibilizada eletronicamente logo após as matrículas.


Bibliografia Básica: (qualquer edição, na verdade, pode ser consultada pelo aluno)

ANDRADE, Mário de. Aspectos da literatura brasileira. São Paulo: Martins, s.d.

BANDEIRA, Manuel. Apresentação da poesia brasileira: Seguida de uma antologia de versos. 3. ed. atual. Rio de Janeiro: Casa do Estudante do Brasil, 1957.

BANDEIRA, Manuel. Itinerário de Pasárgada: De poetas e de poesia. Rio de Janeiro: Livraria São José, 1957.

BILAC, Olavo & PASSOS, Sebastião Guimarães. Tratado de versificação. 10. ed. adaptada à grafia simplificada. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1956.

BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. 40. ed. São Paulo, Cultrix, c1994.

CAMPOS, Augusto de. Poesia, antipoesia, antropofagia. São Paulo: Cortez & Moraes, 1978.

CAMPOS, Haroldo de. O seqüestro do barroco na literatura brasileira. Salvador: Fundação Casa de Jorge Amado, 1989.

CAMPOS, Haroldo de. Metalinguagem e outras metas. 4. ed. São Paulo: Perspectiva, 1992.

CAMPOS, Geir. Pequeno dicionário de arte poética. Rio de Janeiro: Conquista, 1960.

CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira: (movimentos decisivos). 9. ed. Belo Horizonte: Itatiaia, 2000. 2 v em 1

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. São Paulo: Editora Nacional.

CANDIDO, Antonio. Vários escritos. 3 ed. rev. São Paulo: Duas Cidades, 1995.

COUTINHO, Afrânio. Do Barroco: Ensaios. Rio de Janeiro: UFRJ/Tempo Brasileiro, 1994.

FAUSTINO, Mário. Poesia-experiência. São Paulo: Perspectiva, 1977.

FISCHER, Luís Augusto & FISCHER, Sérgio Luís. Poesia brasileira: Do barroco ao pré-modernismo. Porto Alegre: Novo Século, 2001. (Clássicos comentados; 4)

FISCHER, Luís Augusto. Parnasianismo brasileiro: Entre ressonância e dissonância. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003. (Memória das Letras ; 13)

FISCHER, Luís Augusto & FISCHER, Sérgio Luís. Mario Quintana: Uma vida para a poesia. Porto Alegre: WS, 2006. (Depoimentos)

GIL, Fernando Cerisara et al. A poesia parnasiano-simbolista na história da literatura brasileira. In: TERCEIRA MARGEM: Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Literatura. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Centro de Letras e Artes, Faculdade de Letras, Pós-Graduação, Ano IX , nº 12, 2005.

HOLANDA, Sérgio Buarque de; SOUZA, Antônio Cândido de Mello e. Capítulos de literatura colonial. São Paulo: Brasiliense, 1991.

INGARDEN, Roman. A obra de arte literária. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1973.

JOBIM, José Luis; HANSEN, João Adolfo; TELLES, Norma. Palavras da crítica: Tendências e conceitos no estudo da literatura. Rio de Janeiro: Imago, 1992.

KAYSER, Wolfgang. Análise e interpretação da obra literária. Coimbra: Armênio Amado, 1976.

LIMA, Luiz Costa. Lira antilira. 2. ed. rev. Rio de Janeiro: Topbooks, 1995.

LOBO, Luíza (trad. rev. notas). Teorias poéticas do Romantismo. Rio de Janeiro: UFRJ / P.A, Mercado Aberto, 1987.

MARTINS, Wilson. História da inteligência brasileira. São Paulo: Cultrix/Edusp, 1978.

MERQUIOR, José Guilherme. Razão do poema. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1965.

MERQUIOR, José Guilherme. A astúcia da mímese. Rio de Janeiro: José Olympio, 1972.

MERQUIOR, José Guilherme. O fantasma romântico e outros ensaios. Rio de Janeiro: Vozes, 1980.

MOISÉS, Massaud. Dicionário de termos literários. 12. ed. São Paulo: Cultrix, 1998.

PAES, José Paulo &. MOISÉS, Massaud. Pequeno dicionário de literatura brasileira. 2. ed. São Paulo: Cultrix, 1987.

POE, Edgar Allan. Filosofia da composição. (edição eletrônica disponibilizada pelo professor)

POUND, Ezra. A arte da Poesia. São Paulo: Cultrix, 1986.

TEIXEIRA, Ivan. Obras poéticas de Basílio da Gama: Ensaio e edição crítica. São Paulo: EDUSP, 1996. (Texto & arte; 12)

TELES, Gilberto Mendonça. A enunciação poética de Mário Quintana. In: Letras de hoje. Porto Alegre. N. 20 (jun. 1975), p. 5-29

TELES, Gilberto Mendonça. Vanguarda européia e modernismo brasileiro. Petrópolis: Vozes, 1982.

TELES, Gilberto Mendonça. Estudos de literatura brasileira. Coimbra: Almedina, 1985.

TELES, Gilberto Mendonça. A escrituração da escrita: Teoria e prática do texto literário. Petrópolis: Vozes, 1996.




CRONOGRAMA TRAJETÓRIAS DA POESIA BRASILEIRA

Foco do Semestre

SONETO BRASILEIRO: De Gregório de Matos a Glauco Mattoso

TERÇA

CONTEÚDOS E ATIVIDADES

19/ago

Noções básicas de Versificação; A tradição do Soneto; Petrarca, Aretino, Camões, Shakespeare e Bocage

1

26/ago

2

2/set

Barroco e Arcadismo: Gregório de Matos, Cláudio Manuel da Costa e Basílio da Gama

3

9/set

Romantismo: Álvares de Azevedo; Parnasianismo: Alberto de Oliveira e Francisca Júlia

4

16/set

Parnasianismo: Olavo Bilac

5

23/set

Parnasianismo: Raimundo Correia e Vicente de Carvalho

6

30v

Simbolismo: Cruz e Sousa

7

7/out

Augusto dos Anjos

8

14/out

Os Modernismos: Manuel Bandeira e Carlos Drummond de Andrade

9

21/out

Os Modernismos: Mário Quintana

10

28/out

Os Modernismos: Vinícius de Moraes e Jorge de Lima

11

4/nov

Contemporaneidade: Affonso Romano de Santanna e Bruno Tolentino

12

11/nov

Contemporaneidade: Glauco Mattoso

13

18/nov

Seminários

14

25/nov

Seminários

15

2/dez

Seminários

16

9/dez

HAICAI: O SONETO DO TERCEIRO MILÊNIO?

17


Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal