Curso sala



Baixar 440.45 Kb.
Página1/7
Encontro25.02.2018
Tamanho440.45 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7









ALUNO: ________________________________________________ RA: _____________


CURSO ________________________________________________ SALA ____________
Profa. Verusca Praciano de Paula Vesco


1º SEMESTRE DE 2013




NÃO SE DECEPCIONE! VOCÊ DESFRUTARÁ NO 1º. E 2º. SEMESTRES DE UMA DAS DISCIPLINAS FUNDAMENTAIS PARA SEU CURSO!

MAS, POR QUE LEITURA E PRODUCAO TEXTUAL, SE A BASE DO MEU CURSO É INFORMÁTICA? MATRICULEI-ME EM COMPUTAÇÃO E NÁO EM COMUNICAÇÃO!



Desenho produzido por aluno da Ciência da Computação, unidade Memorial.

PARA REFLETIR... MIM QUER VAGA” – Para consultores, domínio do idioma deveria ter mais peso na contratação. (Folha de São Paulo - Cad. Empregos - 29/08/99).



1. COMO LER TEXTOS

Um dos grandes desafios no estudo da leitura tem sido como interpretar de modo adequado o significado dos textos a que somos diariamente expostos, já que vivemos em uma sociedade letrada.

Esse desafio se acentua quando, em sala de aula, é proposta a análise e a discussão de um texto, prática comum, especialmente no ensino superior. Uma das grandes queixas dos alunos é que suas considerações só estão corretas quando vão ao encontro do que os professores pensam.

Isso não é verdade, os textos trazem idéias reveladas explicitamente, ou de maneira implícita (mas que podem ser depreendidas); fazem referências a verdades externas ao texto ou a outros textos e ainda trazem idéias periféricas cuja função é dar sustentação à idéia central. Esses aspectos são a base da interpretação e compreensão que, portanto, devem ser percebidos e utilizados no processo de leitura e entendimento dos textos.

Até mesmo as questões da área de exatas pedem senso crítico e compreensão de enunciados, muitas vezes erra-se uma questão de física por não entender o que foi pedido. Trata-se então de interpretação de textos, que se torna exigência de todas as disciplinas e também da vida profissional.
Quando você for buscar uma vaga no mercado de trabalho a criticidade, a capacidade de comunicação e de compreensão do mundo serão atributos importantes nessa concorrência.

( Russo, 2004:15)

Assim, nossos estudos visam a minimizar esse problema. Para iniciar esse processo é necessário ampliar o conhecimento de mundo, ou seja, ler um pouco de tudo e entrar em contato com algumas técnicas de leitura que, certamente, o auxiliarão em seus estudos.

2. ESTRATÉGIAS DE LEITURA I

Há procedimentos que podem ser utilizadas na leitura de um texto. Observe:

a) o texto deve ser lido na íntegra, ou seja, a leitura se inicia no título e termina na fonte de onde foi retirado o texto. Essas referências, muitas vezes, estão ao final do texto. Recomenda-se uma primeira sem interrupções para que se tome conhecimento do texto como um todo.

b) uma segunda leitura deve ser feita com o auxílio do dicionário, a fim de dirimir dúvidas em relação a uma ou outra palavra cujo significado não se pôde apreender pela leitura do todo.

c) observar palavras repetidas ou retomadas, já que elas orientam a identificação do tema abordado no texto.

d) perceber as evidências tipográficas que também nos oferecem informações relevantes à compreensão dos textos como, por exemplo, letras maiúsculas, negrito, itálico, aspas.

e) muitas vezes, lemos com o objetivo de encontrar informações específicas no texto, os procedimentos dos itens anteriores certamente favorecerão a localização dessas informações .

f) a verificação de palavras do mesmo contexto semântico (índices, inflação, taxa de juros, porcentacem, longo prazo), a observação de elementos do contexto não-linguístico como gravuras, gráficos, tabelas, números e até a própria estrutura do texto ( a divisão de parágrafos e a disposição das imagens) nos auxiliam a inferir o conteúdo do texto - trata-se de acionar nosso conhecimento prévio, nosso conhecimento de mundo.


Praticando as Estratégias de Leitura: diferentes tipos de textos

É importante que você conheça os gêneros textuais, isto é, tipos de textos. Quando um autor escreve, ele tem objetivos para escrever daquela maneira. Você pode perceber que um poema possui características diferentes de uma carta, da mesma forma que são diferentes de um artigo de revista ou jornal, uma propaganda, um e-mail, etc. Estas diferenças estão na estrutura, que são ferramentas que o auxiliam na interpretação dos mesmos. Quando você estiver lendo um texto, pense nos propósitos dele, o motivo pelo qual ele foi escrito.

Veja os exemplos:

  • Um anúncio tenta convencê-lo a comprar alguma coisa.


  • Uma carta da faculdade pode informá-lo sobre algo.

  • Um poema pode descrever algum lugar ou alguém.

  • Um manual de um software lhe dá instruções de como fazer para instalá-lo no computador.

Dependendo do propósito de cada texto, métodos diferentes poderão ser utilizados para transmitir a mensagem ao leitor.

Os textos podem ser classificados em: Persuasivos, Informativos, Instrutivos ou Descritivos.


Os TEXTOS PERSUASIVOS tentam te convencer a fazer algo.

  • Uma propaganda (para que você compre algum produto ou adquira um serviço)

  • Um e-mail de um amigo que quer te convencer a fazer uma viagem no feriado prolongado.


Em geral, textos persuasivos utilizam palavras repetidas, letras maiúsculas, exclamações, argumentações, apelo emocional e humor.


Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal