De fevereiro de 1997



Baixar 482.87 Kb.
Página1/18
Encontro29.11.2017
Tamanho482.87 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   18


CENTRO ESPÍRITA ISMAEL

DEPARTAMENTO DE ENSINO DOUTRINÁRIO

AV. HENRI JANOR, 141, JAÇANÃ - S. P.

FONE: 6242-6747

CURSO BÁSICO DE ESPIRITISMO

(1.º Ano do Curso de Educação Mediúnica)

PELO INSTRUTOR: MARCELO STANCZYK



Í N D I C E



01 – Apontamentos sobre a História do Espiritismo

03

02 – Deus

12

03 – Noções de Anatomia e Centros de Força

18

04 – Mediunidade

26

05 – Mediunidade e Sintonia

46

06 – Vida e Morte, Céu, Inferno e Purgatório, Obsessão

51

07 – Livre-Arbítrio

74



Apontamentos sobre HISTÓRIA DO ESPIRITISMO



Definição


Espiritismo, numa definição simplista, porém não menos exata, é a doutrina que provém dos espíritos.

Para uma compreensão mais abrangente do termo em estudo, é necessário que se faça uma série de considerações iniciais. Essas informações iniciais, são de grande valia para que sejam afastadas uma série de equívocos.

O primeiro tópico a ser analisado, até mesmo por uma questão de lógica é quanto ao vocabulário a ser utilizado dentro da Doutrina Espírita. Já no primeiro tópico do Livro dos Espíritos , notamos a importância de atribuirmos à palavra o correto aos significado e, vice-versa. A clareza da linguagem exige que utilizemos termos precisos, visando a evitarmos a confusão inerente a existência de múltiplos sentidos atribuídos ao mesmo vocábulo.

Espiritualismo, conforme descrito pelo dicionário Aurélio, é “doutrina cuja base é a prioridade do espírito com relação às condições materiais”. Logo, por conclusão, é o oposto do materialismo. O espiritualista é aquele que acredita haver em sí mesmo alguma coisa além de matéria, e que esta coisa possui prioridade ao aspecto material. Daí não significa que haja por parte dos espiritualistas a crença em espíritos e a comunicação destes com o mundo físico.

Este aspecto nos remete ao 2º Tópico, que é o estudo do Espiritismo, situando-o dentro dos diversos sistemas religiosos existentes.

Os materialistas, aqueles que crêem somente nos fenômenos explicados pela ciência oficial, por não possuírem crença em uma realidade espiritual, não podem ser considerados um sistema religioso.

Todas as religiões, do Catolicismo ao Espiritismo, do Islamismo ao Budismo, todas crêem em um princípio espiritual, porém nem todas as religiões crêem na imortalidade da alma, na reencarnação e em outros princípios Espíritas.

Entrando no terceiro tópico, ficaria, talvez, a pergunta : Mas porque o termo Espiritismo ?

É clara a definição. Porque a doutrina é proveniente dos ensinamentos dos espíritos, possuindo princípios, características e objetivos próprios.

Os princípios básicos são :

a) A existência de Deus;

b) A existência, sobrevivência e imortalidade de alma;

c) Constituição de 3 partes no homem

o corpo ou ser material;

 a alma ou ser espiritual

 o laço que prende a alma ao corpo.

d) Comunicação entre encarnados e desencarnados;

e) Reencarnação.

As características diferenciadoras para com as outras religiões é o não dogmatismo e a inexistência de um corpo eclesiástico (hierarquia), apesar de ser organizadas segundos em federações, confederações, etc...

Os objetivos são :

a) O estudo dos fenômenos espíritas, em geral;

b) Explicar os problemas do ser humano dentro do conceito da “Justiça Divina”;

c) Resgatar ensinos do Cristianismo primitivo.

O quarto tópico a ser analisado, diz respeito ao que é exatamente Espiritismo.

Espiritismo é uma filosofia ? Por que ?

Espiritismo é uma ciência ? Por que ?

Espiritismo é uma religião ? Por que ?

Para todas as questões acima descritas, a resposta é afirmativa.

O Espiritismo é uma filosofia no momento em que é baseado em estudo especulativo da realidade física e espiritual, formulando tese e desenvolvendo pensamentos visando entender o mundo. É a ciência dos Por quês ? Tendo como objetivo a resposta das questões : Quem sou eu ? De onde vim ? Para onde irei ?

É também, uma ciência empírica (prática), no momento que desenvolve uma séria de experimentos científicos com fito na compreensão do universo exterior e interior ao ser humano. O campo de investigação desta ciência é a natureza, origem e destino dos espíritos, bem como as suas relações com o mundo corporal. Exemplo : Perispírito, clarividência, etc...

Religião, também o é, posto que, é um meio de se religar com Deus (Religião - provém do verbo latim “religare”, que significa religar, ligar de novo). Neste aspecto, os ensinamentos morais elaborados e deixados por Jesus, assim como por outros diversos espíritos, constituem o material necessário aos seus fins. É conseqüência da prática dos seus ensinamentos. O Conhecimento filosófico e o científico também leva ao conhecimento de Deus, assim como a fé. O Espiritismo, por ser ciência e filosofia, possui um cunho religioso, não dogmatizado, eis porque muitos preferem dizer que o Espiritismo é uma doutrina filosófica de conseqüências religiosas.

Religião, no sentido espírita, é diferente do conceito usualmente utilizado por outras religiões.

Mas não creiamos que os argumentos acima descritos encerram o assunto em questão! É imprescindível pesquisar mais...



  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   18


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal