Decreto nº 676, de de janeiro de 998



Baixar 213.77 Kb.
Página1/3
Encontro06.02.2018
Tamanho213.77 Kb.
  1   2   3

DECRETO nº 4.504, de 25 de maio de 2010.


Dispõe sobre as atribuições de cargos pertencentes a Estrutura de Cargos da Administração Pública Direta e Indireta do Município de Caçador.
O PREFEITO MUNICIPAL DE CAÇADOR, usando das suas atribuições legais, nos termos do art. 79, inciso VIII c/c artigo 101, “b” da Lei Orgânica do Município de Caçador,
CONSIDERANDO que o Decreto nº 4.421, de 29 de janeiro de 2010, nomeou Comissão de Concurso Público para provimento de cargos efetivos no âmbito da Administração Direta e Indireta do Município de Caçador, determinando a realização de seus trabalhos em estrita obediência à legislação municipal, regulamento e edital do concurso;
CONSIDERANDO o disposto no artigo 38, V do Decreto nº 3.594, de 2 de outubro de 2006, que prevê a obrigatoriedade de constar do edital de concurso público as atribuições e tarefas essenciais dos cargos;
CONSIDERANDO a necessidade de fixação das atribuições dos cargos a serem providos pelo Concurso Público; e
CONSIDERANDO que, com o advento da Emenda nº 32/01, passou a ser competência privativa do Prefeito dispor, mediante decreto, entre outros, sobre organização e funcionamento do serviço público, quando não implicar aumento de despesa nem criação ou extinção de órgãos públicos (CF, art. 84, VI, a);

D E C R E T A :

Art. 1º - As atribuições dos cargos pertencentes à Estrutura da Administração Pública Direta e Indireta, que se referem os incisos deste dispositivo, são as constantes dos Anexos I a V, que fica fazendo parte integrante do presente decreto:
I – Da Administração Direta: Bioquímico, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Eletricista, Fiscal Tributarista, Médico – Clínico Geral, Médico-Veterinário, Odontólogo, Nutricionista, Psicólogo, Auxiliar de contabilidade, Eletricista, Fiscal de Obras, Fiscal de Postura, Operador da Estação Aeronáutica, Telefonista, Auxiliar de consultório dentário, Auxiliar de Enfermagem, Auxiliar de creche e berçário, Auxiliar administrativo, Assistente Administrativo, Auxiliar de Serviços Agrícolas e Florestais e Merendeira.
II – Da FMC – Fundação Municipal de Cultura: Instrutor da Banda Musical Municipal, Instrutor de Violão e Monitor Instrumental.
III – Da FUNDEMA – Fundação do Meio Ambiente: Biólogo, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Civil, Engenheiro Florestal, Fiscal Ambiental e Médico Veterinário.
IV – Do IPASC – Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de Caçador: Advogado, Assistente Administrativo e Auxiliar de Serviços Gerais.
V – Do IPPUC – Instituto de Planejamento Urbano de Caçador: Arquiteto e Engenheiro Civil.
Art. 2º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
Registre-se e Publique-se.
Gabinete do Prefeito Municipal de Caçador, em 25 de maio de 2010.

Saulo Sperotto- PREFEITO MUNICIPAL.


Nereu Baú- SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO E FAZENDA.



ANEXO I


DECRETO N º 4.504, de 25 de maio de 2010

Art. 1º, I – Cargos Pertencentes à Administração Pública Direta
BIOQUIMICO

  • participar do processo de elaboração do planejamento, organização, execução, avaliação e regulação dos serviços de saúde.

  • cumprir os protocolos clínicos instituídos pelo Município;

  • supervisionar, orientar e realizar exames hematológicos, imunológicos, microbiológicos, toxicológicos, citopatológicos, sorológicos, baciloscópicos, bioquímicos e outros, empregando materiais, aparelhos e reagentes apropriados;

  • interpretar, avaliar e liberar os resultados dos exames para fins de diagnóstico clínico;

  • verificar sistematicamente os aparelhos a serem utilizados nas análises, realizando calibrações, controle de qualidade e promovendo a resolução de possíveis problemas apresentados por aparelhos automáticos existentes no laboratório, a fim de garantir seu perfeito funcionamento e a qualidade dos resultados;

  • controlar a qualidade dos produtos e reagentes utilizados, bem como dos resultados das análises;

  • supervisionar e avaliar o desempenho de sua equipe realizando a capacitação e esclarecimento dos funcionários;

  • integrar-se à equipe de saúde nas ações referentes aos Programas implantados no município através da Secretaria Municipal de Saúde;

  • participar de auditorias e sindicâncias quando solicitado;

  • utilizar equipamentos de proteção individual conforme preconizado pela ANVISA;

  • realizar outras atribuições afins.


ENGENHEIRO AGRONOMO

  • desempenhar as atividades abaixo descritas, referentes a engenharia rural; construções para fins rurais e suas instalações complementares; irrigação e drenagem para fins agrícolas; fitotecnia e zootecnia; melhoramento animal e vegetal; recursos naturais renováveis; ecologia, agrometeorologia; defesa sanitária; química agrícola; alimentos; tecnologia de transformação (açúcar, amidos, óleos, laticínios, vinhos e destilados); beneficiamento e conservação dos produtos animais e vegetais; zimotecnia; agropecuária; edafologia; fertilizantes e corretivos; processo de cultura e de utilização de solo; microbiologia agrícola; biometria; parques e jardins; mecanização na agricultura; implementos agrícolas; nutrição animal; agrostologia; bromatologia e rações; economia rural e crédito rural; seus serviços afins e correlatos:

    • Supervisão, coordenação e orientação técnica;

    • Estudo, planejamento, projeto e especificação;

    • Estudo de viabilidade técnico-econômica;

    • Assistência, assessoria e consultoria;

    • Direção de obra e serviço técnico;

    • Vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo e parecer técnico;

    • Desempenho de cargo e função técnica;

    • Ensino, pesquisa, análise, experimentação, ensaio e divulgação técnica; extensão;

    • Elaboração de orçamento;

    • Padronização, mensuração e controle de qualidade;

    • Execução de obra e serviço técnico;

    • Fiscalização de obra e serviço técnico;

    • Produção técnica e especializada;

    • Condução de trabalho técnico;

    • Condução de equipe de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção;

    • Execução de instalação, montagem e reparo;

    • Operação e manutenção de equipamento e instalação;

    • Execução de desenho técnico.

  • assessorar pessoas interessadas na produção de alimentos, orientando quanto à utilização de técnicas adequadas a fim de viabilizar e garantir a produção e a manutenção do processo produtivo;

  • emitir laudos técnicos sobre a derrubada e poda de árvores em vias públicas, praças, parques e jardins, dentre outros, a fim de garantir a preservação ambiental do Município e a segurança da população;

  • vistoriar e emitir parecer sobre lavouras e hortas localizadas no Município verificando inclusive a adequação da utilização de agrotóxicos;

  • atuar em área de aterro sanitário e replantio;

  • emitir e assinar receituário agronômico;

  • fiscalizar empresas controladoras de pragas urbanas;

  • prestar assistência técnica e de extensão rural considerando a sustentabilidade e a inclusão social dos agricultores familiares;

  • identificar, validar e transferir tecnologias apropriadas a setores diversificados da produção e transformação de produtos agropecuários;

  • inserir os produtos vocacionados do município dentro da sistemática de cadeias produtivas;

  • executar outras atribuições afins.


ENGENHEIRO ELETRICISTA

  • desempenhar as atividades abaixo descritas, referentes à geração, transmissão, distribuição e utilização da energia elétrica; equipamentos, materiais e máquinas elétricas; sistemas de medição e controle elétricos; seus serviços afins e correlatos:

    • Supervisão, coordenação e orientação técnica;

    • Estudo, planejamento, projeto e especificação;

    • Estudo de viabilidade técnico-econômica;

    • Assistência, assessoria e consultoria;

    • Direção de obra e serviço técnico;

    • Vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo e parecer técnico;

    • Desempenho de cargo e função técnica;

    • Ensino, pesquisa, análise, experimentação, ensaio e divulgação técnica; extensão;

    • Elaboração de orçamento;

    • Padronização, mensuração e controle de qualidade;

    • Execução de obra e serviço técnico;

    • Fiscalização de obra e serviço técnico;

    • Produção técnica e especializada;

    • Condução de trabalho técnico;

    • Condução de equipe de instalação, montagem, operação, reparo ou manutenção;

    • Execução de instalação, montagem e reparo;

    • Operação e manutenção de equipamento e instalação;

    • Execução de desenho técnico.

  • executar outras atribuições afins.


FISCAL TRIBUTARISTA

  • planejar, coordenar e realizar a fiscalização externa, coligindo, examinando, selecionando e preparando os elementos necessários à ação fiscalizadora;

  • instruir o contribuinte sobre o cumprimento da legislação tributária;

  • coligir, examinar, selecionar e preparar elementos necessários à execução da fiscalização externa;

  • fazer o cadastramento de contribuintes, bem como o lançamento, a cobrança e o controle do recebimento dos tributos;

  • manter-se sempre atualizado com o cadastro imobiliário do Município de forma a verificar a correção do pagamento dos impostos incidentes sobre a propriedade urbana;

  • participar da elaboração de estimativas de impostos a serem cobrados, com base no cadastro imobiliário;

  • manter articulação com os cartórios de forma a atualizar-se quanto as transações imobiliária realizadas no município;

  • realizar visitas periódicas a áreas em adensamento e loteamentos de forma a inspecionar novas construções;

  • auxiliar na cobrança da dívida ativa do Município;

  • verificar, em estabelecimentos comerciais, a existência e a autenticidade de livros e registros fiscais instituídos pela legislação específica;

  • verificar a regularidade do licenciamento de atividades comerciais, industriais e de prestação de serviços, em face dos artigos que expões, vendem ou manipulam e dos serviços que prestam;

  • verificar os registros de pagamento dos tributos nos documentos em poder dos contribuintes;

  • investigar a evasão ou fraude no pagamento dos tributos;

  • colaborar na informação de processos referentes à avaliação de imóveis;

  • informar processos referentes à avaliação de imóveis;

  • lavrar autos de infração e apreensão, bem como termos de exame de escrita, fiança, responsabilidade, intimação e documentos correlatos;

  • propor a realização de inquéritos e sindicâncias que visem salvaguardar os interesses da Fazenda Municipal;

  • promover o lançamento e a cobrança de contribuições de melhoria, conforme diretrizes previamente estabelecidas;

  • auxiliar quando necessário, a fiscalização estadual e acompanhar a arrecadação do ICMS no Município;

  • manter-se atualizado e participar de estudos e propostas, quanto à arrecadação estadual e federal no município e a repartição e transferência de tributos federais e estaduais para o município;

  • participar de estudos econômicos, financeiros, estatísticos, auxiliando na interpretação do seu significado e da realização de séries históricas e projeções sobre a arrecadação de tributos municipais;

  • manter-se atualizado sobre as legislações tributária, econômica e financeira da União, do Estado e do Município;

  • propor medidas relativas a legislação tributária, fiscalização fazendária e administração fiscal, bem como ao aprimoramento das práticas do sistema arrecadador do Município;

  • atender ao contribuinte, informando sobre impostos, processos e outros assuntos relacionados com seu trabalho;

  • orientar o contribuinte quanto ao cumprimento da regulamentação tributária no âmbito municipal;

  • coletar e fornecer dados para a atualização de banco de dados em sua área de atuação;

  • auxiliar na realização de pesquisas de campo, para possibilitar a atualização das informações relativas á sua área de atuação;

  • orientar e treinar os servidores que auxiliam na execução das atribuições típicas da classe;

  • instaurar processos por infração verificada pessoalmente;

  • participar de sindicâncias especiais para instauração de processos ou apuração de denúncias e reclamações;

  • realizar plantões fiscais e emitir relatórios sobre os resultados das fiscalizações efetuadas;

  • articular-se com fiscais de outras áreas, bem como com as forças de policiamento ou com a guarda municipal, sempre que necessário objetivando a fiscalização integrada e o cumprimento da legislação no que for área de sua responsabilidade;

  • redigir memorandos, ofícios, relatórios e demais documentos relativos aos serviços de fiscalização executados;

  • formular críticas e propor sugestões que visem aprimorar e agilizar os trabalhos de fiscalização, tornando-os mais eficazes;

  • participar das atividades administrativas e de apoio referentes à sua área de atuação;

  • participar de grupos de trabalho e/ou reuniões com unidades da Prefeitura e outras entidades públicas e particulares, realizando a estudos ou fazendo exposições sobre situações e/ou problemas identificados, opinando, oferecendo sugestões, para fins de formulação de diretrizes, planos e programas de trabalho afetos ao Município;

  • elaborar relatórios das inspeções realizadas;

  • atender as normas de higiene e segurança do trabalho;

  • executar outras atribuições afins.


MEDICO – CLÍNICO GERAL

  • participar do processo de elaboração do planejamento, organização, execução, avaliação e regulação dos serviços de saúde;

  • cumprir os protocolos clínicos instituídos pelo Município;

  • integrar a equipe de padronização de medicamentos e protocolos para utilização dos mesmos;

  • assessorar, elaborar e participar de campanhas educativas nos campos da saúde pública e da medicina preventiva;

  • participar, articulado, com equipe multiprofissional, de programas e atividades de educação em saúde visando à melhoria de saúde do indivíduo, da família e da população em geral;

  • efetuar exames médicos, emitir diagnósticos, prescrever medicamentos, solicitar, analisar, interpretar diversos exames e realizar outras formas de tratamento para diversos tipos de enfermidades, aplicando recursos da medicina preventiva ou terapêutica;

  • manter registro dos pacientes examinados, anotando a conclusão diagnóstica, o tratamento prescrito e a evolução da doença;

  • realizar atendimento individual, individual programado e individual interdisciplinar a pacientes;

  • realizar procedimentos cirúrgicos;

  • realizar partos;

  • efetuar a notificação compulsória de doenças;

  • realizar reuniões com familiares ou responsáveis de pacientes a fim de prestar informações e orientações sobre a doença e o tratamento a ser realizado;

  • prestar informações do processo saúde-doença aos indivíduos e a seus familiares ou responsáveis;

  • participar de grupos terapêuticos, através de reuniões realizadas com grupos de pacientes específicos, para prestar orientações e tratamentos e proporcionar a troca de experiências entre os pacientes;

  • participar de reuniões comunitárias em espaços públicos privados ou em comunidades, visando a divulgação de fatores de risco que favorecem enfermidades;

  • promover reuniões com profissionais da área para discutir conduta a ser tomada em casos clínicos mais complexos;

  • participar dos processos de avaliação da equipe e dos serviços prestados à população;

  • realizar diagnóstico da comunidade e levantar indicadores de saúde da comunidade para avaliação do impacto das ações em saúde implementadas por equipe;

  • atuar em equipe multidisciplinar e interdisciplinar do Programa de Saúde da Família;

  • efetuar regulação médica, otimizando o atendimento do usuário SUS, na rede assistencial de saúde - ambulatorial, hospitalar, urgência/emergência;

  • dar assistência a pacientes que estão em internação domiciliar e ou acamados;

  • prestar atendimento em urgências e emergências;

  • encaminhar pacientes para internação hospitalar, quando necessário;

  • acompanhar os pacientes com risco de morte no transporte até um serviço de maior complexidade;

  • encaminhar pacientes para atendimento especializado, quando necessário;

  • participar dos programas de treinamento e aprimoramento de pessoal de saúde, particularmente nos programas de educação continuada;

  • participar de auditorias e sindicâncias médicas,quando solicitado;

  • orientar e zelar pela preservação e guarda dos equipamentos, aparelhos e instrumentais utilizados em sua especialidade, observando a sua correta utilização;

  • utilizar equipamentos de proteção individual conforme preconizado pela ANVISA;

  • realizar outras atribuições afins.

  • realizar consultas clínicas aos usuários;

  • executar as ações de assistência integral em todas as fases do ciclo de vida: criança, adolescente, mulher, adulto e idoso;

  • realizar consultas e procedimentos na Unidade de Saúde e, quando necessário, no domicílio;

  • realizar as atividades clínicas correspondentes ás áreas prioritárias na intervenção da atenção Básica, definidas nas normas e diretrizes da estratégia de saúde coletiva vigente no país;

  • aliar a atuação clínica à prática da saúde coletiva;

  • fomentar a criação de grupos de patologias especificas, como de hipertensos, de diabéticos, de saúde mental entre outros que se fizerem necessários;

  • promover a qualidade de vida e contribuir para que o meio ambiente seja mais saudável;

  • realizar o pronto atendimento médico nas urgências e emergências;

  • executar ações básicas de vigilância epidemiológica e sanitária em sua área de abrangência, participando da elaboração dos relatórios mensais a serem produzidos pela unidade de saúde;

  • estar comprometido com a pessoa inserida no seu contexto biopsicossocial, cuja atenção não deve estar restrita a problemas de saúde rigorosamente definidos;

  • seu compromisso deve envolver, também, ações com indivíduos saudáveis, abordando aspectos de promoção, prevenção e educação para saúde;

  • valorizar a relação médico‐paciente e médico‐família como parte de um processo terapêutico de confiança;

  • encaminhar aos serviços de maior complexidade, quando necessário, garantindo a continuidade do tratamento na US de origem, por meio de um sistema de acompanhamento e referência e contra-referência;

  • realizar pequenas cirurgias ambulatórias;

  • indicar internação hospitalar quando necessário;

  • solicitar exames complementares de acordo com os protocolos estabelecidos pela Secretaria Municipal de Saúde;

  • fazer prescrições de medicamentos de acordo com a política municipal de Assistência Farmacêutica;

  • verificar e atestar óbito;

  • acatar seu remanejamento para qualquer unidade da rede municipal, atendendo necessidade ou posicionamento estratégico de readequação;

  • efetuar exames médicos, emitir diagnóstico, prescrever medicamentos, aplicar recursos de medicina terapêutica e preventiva à comunidade;

  • analisar e interpretar resultados de exames de raio‐X, bioquímico, hematológico e outros, comparando‐os com os padrões normais, para confirmar e informar o diagnóstico;

  • prescrever medicamentos, indicando dosagem e a respectiva via de administração;

  • manter registro dos pacientes examinados, anotando a conclusão diagnosticada, tratamento e evolução da doença;

  • emitir atestados de saúde e aptidão física e mental, de óbito, para atender determinações legais;

  • atender emergências clínicas, cirúrgicas e traumáticas;

  • atender convocação da Secretaria Municipal de Saúde para participar de curso, treinamento e atividades afins que estejam ligas à sua área de atuação;

  • participar de campanhas de saúde comunitária de caráter preventivo;

  • exercer outras atividades, compatíveis com a sua formação, previstas em Lei, regulamento ou por determinação superior


MEDICO VETERINARIO

  • proceder ao controle das zoonoses, efetuando levantamento de dados, avaliação epidemiológica e pesquisas para possibilitar a profilaxia de doenças;

  • participar da elaboração e coordenação de programas de combate e controle de vetores, roedores e raiva animal;

  • realizar a inspeção de produtos de origem animal e vegetal, visualmente e com base em resultados de análises laboratoriais;

  • fiscalizar e autuar nos casos de infração, processamento e na industrialização de produtos de origem vegetal e animal;

  • coordenar, orientar e fiscalizar as operações de abate nos matadouros (suínos, bovinos, caprinos, ovinos, aves);

  • fazer exame clínico nos lotes a serem abatidos na fase “ante-mortem” e exigir os respectivos documentos sanitários;

  • inspecionar todos os produtos para consumo humano dentro do matadouro na fase “pós-mortem” (carcaças e vísceras);

  • coordenar a equipe responsável pela inspeção e fiscalização das operações de abate nos matadouros;

  • fazer cumprir fielmente o Regulamento Sanitário nos matadouros, entrepostos de carnes, pescados, fábrica de lacticínios, embutidos etc;

  • vistoriar áreas destinadas a construções de indústrias de produtos alimentícios;

  • solicitar, periodicamente, exames microbiológicos e/ou físico-químico da água servida e produtos alimentícios em iguais intervalos de tempo, avaliando os resultados;

  • solicitar exames bromatológicos dos produtos a serem consumidos avaliando os resultados;

  • analisar e coordenar os produtos reprovados para consumo humano, dando o destino adequado;

  • determinar que sejam rigorosamente cumpridos o horário de descanso, jejum e dieta hídrica para os lotes de animais a serem abatidos, bem como início do horário de abate;

  • solicitar, periodicamente, a carteira de saúde dos servidores que realizam inspeção animal, bem como dos funcionários dos estabelecimentos que produzem produtos de origem animal;

  • utilizar equipamentos de proteção individual conforme preconizado pela ANVISA;

  • realizar outras atribuições afins.


ODONTÓLOGO

  • praticar todos os atos pertinentes à odontologia;

  • prescrever e aplicar especialidades farmacêuticas de uso interno e externo, indicadas em odontologia;

  • aplicar anestesia local e troncular;

  • agir de forma preventiva, tomando medidas que evitem ou impeçam a evolução de doenças bucais;

  • trabalhar em equipe, dominando técnicas de atendimento clínico, executando as tarefas mais complexas e coordenando e supervisionando o desempenho de técnicos auxiliares;

  • desenvolver os programas e atividades implantadas pela Secretaria de Saúde na área odontológica;

  • emitir laudos, atestados, pareceres a ele pertinente;

  • cumprir e fazer cumprir o código de ética odontológico;

  • desempenhar outras tarefas afins.


NUTRICIONISTA

  • coordenar e executar programas, projetos e políticas sociais desenvolvidos pela administração pública, direta, indireta, entidades e organizações populares dos municípios, em conformidade com SUS e Conselhos Profissionais de Nutrição, visando auxiliar na promoção da melhoria da qualidade de vida da população;

  • implementar hábitos alimentares saudáveis, aconselhando e instruindo a população, sugerindo refeições balanceadas, com base na observação de aceitação dos alimentos pelos comensais e no estudo dos meios e técnicas de introdução gradativa de produtos naturais mais nutritivos e econômicos, relacionando a patologia com a deficiência nutricional, procedente ao planejamento e elaboração de cardápios e dietas;

  • contribuir, preventiva e corretivamente, com os conhecimentos de sua área de atuação assessorando escolas, ambulatórios, consultórios, hospitais e outros;

  • possibilitar melhor rendimento do serviço, através da programação e desenvolvimento de treinamento do pessoal auxiliar de nutrição, orientando os trabalhos, supervisionando o preparo, distribuição das refeições, solicitando e recebendo alimentos bem como, zelando por sua armazenagem e distribuição.

  • propiciar a plena atenção prestada aos usuários, integrando a equipe multiprofissional de saúde, sempre que necessário, bem como encaminhando, requerendo pareceres técnicos e ou exames complementares, de outros profissionais de saúde.

  • assegurar a confecção de alimentação sadia, providenciando recursos adequados e zelando pela ordem e manutenção de boas condições higiênicas.

  • garantir regularidade nos serviços, participando de comissões e grupos de trabalho encarregados da compra de gêneros alimentícios, aquisição de equipamentos, maquinaria e material específico.

  • promover a melhoria e aperfeiçoamento das equipes multiprofissionais, subsidiando decisões e ações bem como, participando efetivamente dos processos de planejamento e avaliação das mesmas.

  • articular informações, juntamente com profissionais de outras áreas e instituições, públicas ou privadas, preparando informes, atestados, laudos, pareceres e demais documentos, a fim de possibilitar o entendimento global das ações referentes à sua atribuição técnica.

  • adotar e cumprir procedimentos e/ou instruções elaboradas pelos profissionais da equipe técnica da Secretaria de Saúde referentes à sua área de atuação, fornecendo subsídios para o planejamento e execução das Políticas de Saúde.

  • preparar informes e documentos referentes à sua formação técnica, a fim de possibilitar subsídios para elaboração de ordens de serviços, portarias, pareceres e outros.

  • participar de grupos de trabalho e/ou reuniões com outras entidades públicas e/ou particulares, realizando estudos, exposições sobre situações e problemas identificados, oferecendo sugestões, revisando, discutindo, trabalhos técnico‐científicos, para fins de formulação de diretrizes, planos e programas de trabalho afetos ao Município.

  • realizar outras atribuições compatíveis com sua formação profissional.


PSICOLOGO

  • desenvolver serviços relacionados à problemática pessoal, educacional e organizacional e a estudos clínicos individuais e coletivos;

  • elaborar e aplicar métodos e técnicas de pesquisa das características psicológicas dos indivíduos;

  • organizar e aplicar métodos e técnicas de recrutamento e seleção de pessoal e de orientação profissional, bem como a avaliação desses processos para controle de sua validade;

  • realizar estudos e aplicações práticas no campo da educação e saúde;Realizar atendimentos individuais e coletivos;

  • elaborar projetos terapêuticos de acordo com a política de saúde mental municipal;

  • trabalhar em equipes multiprofissionais;

  • participar, dentro de sua especialidade, de equipes multiprofissionais na elaboração, análise e implantação de programas e projetos;

  • prestar assessoria e consultoria técnica em assunto de natureza psicológica;

  • fornecer dados estatísticos e apresentar relatórios de suas atividades;

  • coordenar e executar programas, projetos e políticas sociais desenvolvidos pela administração pública, direta, indireta, entidades e organizações populares dos municípios, em conformidade com SUS, SUAS, Estatuto da Criança e do Adolescente, Conselhos Profissionais de Psicologia e Legislação Municipal, visando auxiliar na promoção da melhoria da qualidade de vida da população.

  • possibilitar a compreensão do comportamento humano, individual ou em grupo, aplicando os conhecimentos teóricos e técnicos da psicologia, com o objetivo de identificar e intervir nos fatores determinantes das ações e dos sujeitos, em sua história pessoal, familiar e social, vinculando‐as também a condições políticas, históricas e culturais.

  • buscar a diminuição do sofrimento psíquico, em usuários que precisam de atendimento psicológico, bem como em seus familiares e grupos sociais em que está vinculado, realizando diagnósticos psicológicos, psicoterapia e atendimentos emergenciais.

  • auxiliar na plena atenção prestada aos usuários, integrando à equipe multiprofissional das instituições em geral, para elaboração e execução de programas de prevenção, assistência, apoio, educação e outros.

  • diagnosticar e avaliar distúrbios emocionais e mentais e de adaptação social, elucidando conflitos e questões, acompanhando usuários e seus familiares durante o processo de tratamento psicológico, bem como acompanhar o desenvolvimento e a evolução de intervenções realizadas.

  • buscar o aperfeiçoamento organizacional e psicológico das equipes multiprofissionais, promovendo estudos nas diversas unidades do Município, subsidiando decisões e ações bem como, participando efetivamente dos processos de planejamento e avaliação das mesmas.

  • promover a qualidade, a valorização e a democratização do sistema educacional, participando da elaboração de planos e políticas, auxiliando na elaboração de procedimentos educacionais diferenciados, analisando características de indivíduos portadores de necessidades especiais, bem como prestando orientação psicológica aos educadores e educandos no processo ensino‐aprendizagem.

  • proporcionar o desenvolvimento dos recursos humanos, utilizando princípios e métodos da psicologia, coordenando e executando projetos, como processos de recrutamento e seleção, integração de novos funcionários, bem como realizando a análise ocupacional dos cargos, propondo melhorias das condições ambientais, relacionais, materiais e outros.

  • colaborar para a ampliação da visão da realidade psicossocial à qual os usuários estão inseridos, por meio do acompanhamento técnico, através de visitas a hospitais, escolas, domicílios e outros, sempre que necessário.

  • elaborar, adotar e cumprir procedimentos e/ou instruções referentes à sua área de atuação, juntamente com os profissionais da equipe técnica da Secretaria, Fundação ou Autarquia em que está lotado, fornecendo subsídios para o planejamento e execução das Políticas de Saúde Mental, Social, do Trabalhador e outros.

  • proporcionar a disseminação do conhecimento, coordenando e desenvolvendo pesquisas experimentais, teóricas e clínicas, palestras, grupos educacionais, entre outros.

  • articular informações, juntamente com profissionais de outras áreas e instituições como Ministério Público e Poder Judiciário, preparando informes, atestados, laudos, pareceres e demais documentos, a fim de possibilitar o entendimento global das ações referentes à sua atribuição técnica.

  • promover a melhoria e aperfeiçoamento das equipes multiprofissionais, subsidiando decisões e ações bem como, participando efetivamente dos processos de planejamento e avaliação das mesmas.

  • colaborar com a formação e aprimoramento de outros profissionais de saúde, orientando estágios e participando de programas de treinamento em serviço.

  • contribuir, com os conhecimentos de sua área de atuação coordenando grupos de estudos, assessorando escolas, ambulatórios, consultórios, hospitais e outros.

  • avaliar e acompanhar os servidores afastados, elaborando parecer psicológico, encaminhando‐os aos médicos peritos.

  • avaliar os servidores através de visitas domiciliares, quando necessário e/ou solicitado pelos médicos peritos, conforme a análise dos casos.

  • participar de grupos de trabalho e/ou reuniões com outras entidades públicas e/ou particulares, realizando estudos, exposições sobre situações e problemas identificados, oferecendo sugestões, revisando, discutindo, trabalhos técnico‐científicos, para fins de formulação de diretrizes, planos e programas de trabalho afetos ao Município.

  • preparar informes e documentos referentes à sua formação técnica, a fim de possibilitar subsídios para elaboração de ordens de serviços, portarias, pareceres e outros.

  • exercer outras atividades, compatíveis com sua formação, previstas em lei, regulamento ou por determinação de superiores hierárquicos.


AUXILIAR DE CONTABILIDADE

  • auxiliar o Técnico na organização dos serviços de contabilidade da Prefeitura;

  • acompanhar o Técnico na execução orçamentária das diversas unidades da Prefeitura;

  • realizar as tarefas de escrituração, inclusive dos diversos impostos e taxas;

  • Efetuar, sob o auxilio e supervisão do técnico responsável a elaboração de balanços, balancetes, mapas e outros demonstrativos financeiros consolidados da Prefeitura;

  • pesquisar, dentro de sua área de atuação, e sugerir métodos e procedimentos que visem a melhor coordenação dos serviços contábeis;

  • efetuar anotações das transações financeiras de instituição, examinando os documentos relativos as mesmas, efetuando cálculos, fazendo lançamentos, para facilitar o controle contábil.

  • zelar pelo atendimento conclusivo, ágil e de qualidade aos contribuintes;

  • executar outras atribuições afins


ELETRICISTA

  • assegurar as condições de funcionamentos regulares e eficientes de máquinas, instalações e equipamentos elétrico-eletrônicos, bem como da rede elétrica interna, identificando defeitos, executando a manutenção preventiva e corretiva dos mesmos, ajustando, reparando ou substituindo peças ou conjuntos e testando e fazendo os reajustes e regulagens convenientes, utilizando métodos e ferramentas apropriados.

  • limpar e lubrificar motores, transformadores, disjuntores e outros instrumentos, visando a conservação e melhoria dos mesmos.

  • efetuar ligações elétricas em equipamentos portáteis, aparelhos de testes e solda e máquinas diversas, instalando fios e demais componentes, com a ajuda de ferramentas apropriadas, testando‐os com instrumentos adequados, possibilitando a utilização dos mesmos.

  • atender as necessidades de consumo de energia elétrica, procedendo a instalação e reparo/ manutenção de quadros de distribuição, caixas de fusíveis, tomadas, fios, lâmpadas, painéis, interruptores, luminárias nas praças, pontos de ônibus e outros equipamentos urbanos, motores, bombas de chafarizes, entre outros, testando a instalação para comprovar a exatidão do trabalho realizado.

  • realizar serviços de montagem e desmontagem de aparelhos de som, imagem e telefone nos locais de realização de eventos.

  • consultar plantas, esquemas, especificações e outras informações, para montar e reparar instalações de baixa tensão.

  • solicitar peças para manutenção junto ao almoxarifado ou outro órgão ou mediante pedido à chefia imediata.

  • realizar outras atribuições compatíveis com as acima descritas, conforme demanda e solicitação de seu superior imediato.


FISCAL DE OBRAS

  • verificar e orientar o cumprimento da regulamentação urbanística concernente a obras públicas e particulares;

  • verificar imóveis recém-construídos ou reformados, inspecionando o funcionamento das instalações sanitárias e o estado de conservação das paredes, telhados, portas e janelas, a fim de opinar nos processos de concessão de “habite-se”;

  • verificar o licenciamento de construção ou reconstrução, embargando as que não estiverem providas de competente autorização ou que estejam em desacordo com o autorizado;

  • embargar construções clandestinas, irregulares ou ilícitas;

  • solicitar à autoridade competente a vistoria de obras que lhe pareçam em desacordo com as normas vigentes;

  • verificar a colocação de andaimes e tapumes nas obras em execução, bem como a carga e descarga de material na via pública;

  • verificar a existência de “habite-se" nos imóveis construídos, reconstruídos ou que tenham sofrido obras de vulto;

  • acompanhar os arquitetos e engenheiros da Prefeitura nas inspeções e vistorias realizadas em sua jurisdição;

  • inspecionar a execução de reformas de próprios municipais;

  • verificar alinhamentos e cotas indicados nos projetos;

  • intimar, autuar, interditar, estabelecer prazos e tomar outras providências com relação aos violadores das leis, normas e regulamentos concernentes às obras particulares;

  • realizar sindicâncias especiais para instrução de processos ou apuração de denúncias e reclamações;

  • emitir relatórios periódicos sobre suas atividades e manter a chefia permanentemente informada a respeito das irregularidades encontradas;

  • coletar dados para a atualização do cadastro urbanístico do Município;

  • executar outras atribuições afins.


FISCAL DE POSTURAS

  • verificar a regularidade do licenciamento de atividades comerciais, industriais e de prestação de serviços, em face dos artigos que expõem, vendem ou manipulam e dos serviços que prestam;

  • verificar as licenças de ambulantes e impedir o exercício desse tipo de comércio por pessoas que não possuam a documentação exigida;

  • verificar a instalação de bancas e barracas em logradouros públicos quanto à permissão para cada tipo de comércio, bem como quanto à observância de aspectos estéticos;

  • inspecionar o funcionamento de feiras livres, verificando o cumprimento das normas relativas à localização, à instalação, ao horário e à organização;

  • verificar a regularidade da exibição e utilização de anúncios, alto-falantes e outros meios de publicidade em via pública, bem como a propaganda comercial afixada em muros, tapumes e vitrines;

  • verificar o horário de fechamento e abertura do comércio em geral e de outros estabelecimentos;

  • verificar, além das indicações de segurança, o cumprimento de posturas relativas a fabrico, manipulação, depósito, embarque, desembarque, transporte, comércio e uso de inflamáveis, explosivos e corrosivos;

  • tomar providências, comunicando ao órgão responsável, para apreender por infração, veículos, mercadorias, animais e objetos expostos, negociados ou abandonados em ruas e logradouros públicos;

  • verificar o licenciamento de placas comerciais nas fachadas dos estabelecimentos respectivos ou em outros locais;

  • verificar o licenciamento para realização de festas populares em vias e logradouros públicos;

  • verificar o licenciamento para instalação de circos e outros tipos de espetáculos públicos promovidos por particulares, inclusive exigindo a apresentação de documento de responsabilidade de engenheiro devidamente habilitado;

  • verificar as violações às normas sobre poluição sonora: uso de buzinas, casas de disco, clubes, boates, discotecas, alto-falantes, bandas de música, entre outras;

  • intimar, autuar, estabelecer prazos e tomar outras providências relativas aos violadores das posturas municipais e da legislação urbanística;

  • realizar sindicâncias especiais para instrução de processos ou apuração de denúncias e reclamações;

  • emitir relatórios periódicos sobre suas atividades e manter a chefia permanentemente informada a respeito das irregularidades encontradas;

  • executar outras atribuições afins.


OPERADOR DE ESTAÇÃO AERONAUTICA

  • auxiliar as aeronaves que pousam e sobrevoam sua área de informação, através de Rádio fonia;

  • fazer observações meteorológicas, realizar boletins, os quais deverão ser informado ao banco meteorológico sempre que necessário, transmitir para as aeronaves tais condições, codificar mensagens meteorológicas;

  • Deverá conhecer todos os regulamentos que regem a Aviação Nacional, auxiliando os comandantes de aeronaves, na confecção de Planos de Voos, rotas de voo, aeroportos, etc;

  • Conhecer todo o sistema de Telecomunicação Aeronáutica, usado para transmissão de informações, ter acesso aos Terminais de Comunicação Aeronáutica, codificação de mensagens, endereços telegráficos, etc;


TELEFONISTA

  • Receber e efetuar ligações telefônicas, operando mesa/central telefônica, anotando e repassando recados, transferindo ligações para ramais, checando funcionamento dos mesmos, a fim de garantir que as comunicações telefônicas sejam eficazes;

  • Manter atualizada lista de ramais, correlacionando‐as com as unidades e seus servidores, bem como consultar lista telefônica para auxiliar na operação da mesa e cadastrar telefones, localidades, códigos DDD e DDI, tarifas e outras informações de localidades de interesse público;

  • Manter registro de duração e/ou custo das ligações, fazendo anotações em formulários próprios, para emitir posterior relatório que permita a cobrança e ou controle das mesmas;

  • Zelar pela conservação do equipamento que utiliza;

  • Atender ao público/comunidade em geral, pessoalmente ou por telefone, visando esclarecer dúvidas, receber solicitações, bem como buscar soluções para eventuais transtornos;

  • Elaborar informes e relatórios, realizando pesquisas, fazendo observações e sugerindo medidas para implantação, desenvolvimento e aperfeiçoamento de atividades em sua área de atuação;

  • Realizar outras atribuições compatíveis com sua atuação profissional, conforme demanda e solicitação do superior imediato;


AUXILIAR DE CONSULTÓRIO DENTÁRIO

  • receber, registrar e encaminhar pacientes para atendimento odontológico;

  • preencher e anotar fichas clínicas com dados individuais dos pacientes, bem como boletins de informações odontológicas;

  • informar os horários de atendimento e agendar consultas, pessoalmente ou por telefone;

  • controlar fichário e arquivo de documentos relativos ao histórico dos pacientes, organizando-os e mantendo-os atualizados, para possibilitar ao cirurgião-dentista consultá-los, quando necessário;

  • atender os pacientes, procurando identificá-los, averiguando as necessidades e o histórico clínico dos mesmos, para prestar-lhes informações, receber recados ou encaminhá-los ao Cirurgião Dentista;

  • esterilizar os instrumentos utilizados no consultório;

  • revelar e montar radiografias intra-orais;

  • preparar o paciente para o atendimento;

  • auxiliar o Cirurgião Dentista e o Técnico de Higiene Dental no atendimento ao paciente e no preparo do material a ser utilizado na consulta;

  • instrumentar o Cirurgião Dentista e o Técnico em Higiene Dental junto à cadeira operatória;

  • promover o isolamento do campo operatório;

  • manipular materiais de uso odontológico;

  • selecionar moldeiras;

  • confeccionar modelos em gesso;

  • aplicar métodos preventivos para controle de cárie dental;

  • receber, registrar e encaminhar material para exame de laboratório, de acordo com orientações recebidas;

  • orientar os pacientes sobre higiene bucal;

  • zelar pela assepsia, conservação e recolhimento de material, utilizando estufas e armários, e mantendo o equipamento odontológico em estado funcional, para assegurar os padrões de qualidade e funcionalidade requeridos;

  • zelar pela conservação e limpeza dos utensílios e das dependências do local de trabalho;

  • providenciar a distribuição e a reposição de estoques de medicamentos, de acordo com orientação superior;

  • colaborar na orientação ao público em campanhas de prevenção à cárie;

  • atuar em parceria com os demais profissionais da sua equipe de saúde;

  • preencher o mapa de produtividade da unidade, entregando-o no prazo solicitado pela sua chefia imediata;

  • fornecer subsídios para o planejamento e execução das Políticas de Saúde Bucal da Secretaria Municipal de Saúde;

  • utilizar equipamentos de proteção individual conforme preconizado pela ANVISA;

  • executar outras atribuições afins.


AUXILIAR DE ENFERMAGEM

  • efetuar o pré-atendimento ao paciente, verificando os seus dados vitais, como o controle da temperatura, pressão arterial, pulsação e peso, empregando técnicas e instrumentos apropriados;

  • auxiliar Médicos e Enfermeiros no preparo do material a ser utilizado nas consultas, bem como no atendimento aos pacientes;

  • prestar auxílios diversos no atendimento médico de emergência, tais como suturas, drenagem de abcessos, retiradas de corpos estranhos e outros similares, bem como efetuar a retirada de pontos de suturas;

  • fazer curativos diversos, desinfetando o ferimento e aplicando os medicamentos apropriados;

  • realizar administração de sangue e hemoderivados sob supervisão do enfermeiro;

  • aplicar injeções intramusculares e intravenosas entre outras, segundo prescrição médica;

  • aplicar vacinas, segundo orientação superior, instruindo os responsáveis pelas crianças quanto a reações possíveis e datas de revacinação;

  • executar tarefas referentes à conservação de vacinas;

  • auxiliar no atendimento e resgate de acidentados;

  • aplicar calor ou frio, conforme orientação recebida;

  • preparar pacientes para consultas, exames e tratamentos;

  • fornecer a medicação ao paciente após a consulta, conforme normas da instituição;

  • coletar material para exames de laboratório;

  • circular e instrumentar, quando necessário, intervenções cirúrgicas, atuando sob a supervisão do Enfermeiro;

  • prestar cuidados de enfermagem pré e pós-operatórios, de higiene e conforto aos pacientes, auxiliando na sua alimentação e zelando pela sua segurança;

  • executar as atividades de desinfecção e esterilização, utilizando produtos e equipamentos adequados;

  • auxiliar no controle de estoque de medicamentos, materiais e instrumentos médicos, a fim de solicitar reposição, quando necessário;

  • participar de campanhas de vacinação;

  • coletar material para a realização do “teste do pezinho” e de tuberculose;

  • efetuar o controle de pacientes e de comunicantes em doenças transmissíveis;

  • orientar pacientes em assuntos de sua competência;

  • auxiliar no atendimento da população em programas de emergência;

  • observar, reconhecer e descrever sinais e sintomas, no nível de sua qualificação profissional;

  • realizar a ordenha manual em casos de engurgitamento mamático;

  • realizar a notificação de reação adversa de vacina;

  • administrar fluidoterapia, conforme prescrição médica;

  • administrar tratamento de reidratação oral em casos de vômito e diarréia;

  • administrar, sob supervisão, medicação para pacientes com hanseníase e tuberculose;

  • participar do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional - SISVAN para crianças e gestantes, verificando peso e estatura, preenchendo gráficos para a elaboração de mapas estatísticos de “baixo peso” e “recuperados” ;

  • participar do Sistema de Informação do Nascidos Vivos – SINASC, fazendo visitas domiciliares para orientação sobre amamentação, realizar “teste do pezinho”, aplicar vacinas e prestar orientações quanto aos cuidados com os recém-nascidos, bem como preencher fichas para encaminhamento à vigilância epidemiológica;

  • realizar acompanhamento de pacientes em internação domiciliar, verificando sinais vitais e administrando medicação prescrita;

  • participar das reuniões dos Conselhos Municipal e Regional de Saúde, como profissional da área da saúde;

  • participar das atividades de educação em saúde, auxiliando o Enfermeiro e o Técnico de Enfermagem, na execução dos programas de educação para saúde;

  • participar de trabalhos interdisciplinares e intersetoriais;

  • manter o local de trabalho limpo e arrumado;

  • zelar pelas normas de segurança na execução das tarefas;

  • utilizar equipamentos de proteção individual conforme preconizado pela ANVISA;

  • realizar outras atribuições afins.


AUXILIAR DE CRECHE E BERÇÁRIO

  • auxiliar o trabalho docente em consonância com o referencial curricular da escola;

  • contribuir para o aprimoramento da qualidade do ensino;

  • colaborar com as atividades de articulação da escola com as famílias e a comunidade;

  • atualizar-se em sua área de conhecimento;

  • participar de reuniões, encontros, atividades cívicas e culturais;

  • zelar pela disciplina e pelo material docente;

  • auxiliar o professor regente nas atividades de rotina, tais como: recepção de pais e crianças, registros e anotações gerais, identificação de material individual e inspeção física diária da criança;

  • auxiliar o professor regente na execução e formação de hábitos de higiene com a criança, tais como: troca de fraldas, banho diário controle dos esfíncteres, sono e repouso, banho de sol, alimentação e prevenção de acidentes;

  • auxiliar o professor regente na execução do trabalho de higiene geral, tais como: higiene ambiental da sala, banheiras, berços, roupas e objetos e esterilização de utensílios;

  • auxiliar o professor regente na execução de atividades de estimulação e atividades psicopedagógicas;

  • executar outras atividades afins e compatíveis com o cargo.


AUXILIAR ADMINISTRATIVO

  • recepcionar pessoas, procurando identificá-las, tomando ciência dos assuntos a serem tratados para prestar informações, marcar entrevistas, receber recados ou encaminhá-las a pessoas ou setores procurados, bem como registrar os atendimentos realizados anotando dados pessoais e comerciais, para possibilitar o controle dos mesmos;

  • duplicar documentos diversos, operando máquina própria, ligando-a e desligando-a, abastecendo-a de papel e tinta, regulando o número de cópias;

  • atender às chamadas telefônicas, anotando ou enviando recados, para obter ou fornecer informações;

  • manter atualizada lista de ramais e locais onde se desenvolvem as atividades da Prefeitura, correlacionando-as com os servidores, para prestar informações e encaminhamentos;

  • digitar textos, documentos, tabelas e outros originais;

  • operar microcomputador, utilizando programas básicos e aplicativos, para incluir, alterar e obter dados e informações, bem como consultar registros;

  • arquivar processos, leis, publicações, atos normativos e documentos diversos de interesse da unidade administrativa, segundo normas preestabelecidas;

  • receber, conferir e registrar a tramitação de papéis, fiscalizando o cumprimento das normas referentes a protocolo;

  • repor os materiais em local determinado, arrumando-os adequadamente, para facilitar o seu manejo, preservar a ordem do local e conservar o produto, bem como fazer o inventário de materiais;

  • autuar documentos e preencher fichas de registro para formalizar processos, encaminhando-os às unidades ou aos superiores competentes;

  • controlar estoques, distribuindo o material quando solicitado e providenciando sua reposição de acordo com normas preestabelecidas;

  • receber material de fornecedores, conferindo as especificações com os documentos de entrega;

  • preencher fichas, formulários e mapas, conferindo as informações e os documentos originais;

  • elaborar, sob orientação, demonstrativos e listagens, realizando os levantamentos necessários;

  • fazer cálculos simples;

  • coletar dados relativos a impostos, realizando pesquisas de campo, para possibilitar a atualização dos mesmos;

  • efetuar cálculos simples de áreas, para a cobrança de tributos, bem como cálculos de acréscimos por atraso no pagamento dos mesmos;

  • atender ao público informando sobre tributos, processos e outros assuntos relacionados com seu trabalho;

  • informar requerimentos de imóveis relativos a construção, demolição, legalização e outros;

  • auxiliar na confecção de mapas estatísticos diversos para acompanhamento técnico e administrativo;

  • receber e atender ao público em geral nas diversas unidades de saúde e de assistência social do Município;

  • preencher fichas com os dados individuais dos pacientes, bem como boletins de informação médica;

  • numerar e registrar os exames clínicos realizados;

  • digitar, acompanhar e organizar os resultados dos exames e efetuar sua entrega aos pacientes;

  • informar os horários de atendimento, agendar consultas e atendimentos profissionais, pessoalmente ou por telefone;

  • controlar fichário e arquivo de documentos relativos ao histórico dos pacientes e/ou usuários da assistência social;

  • numerar e registrar os exames clínicos realizados;

  • orientar os pacientes em relação a condições de coleta, marcação e data de entrega dos exames clínicos

  • executar outras atribuições afins.


ASSISTENTE ADMINISTRATIVO

  • participar do processo de planejamento das contratações de bens e serviços da Prefeitura;

  • elaborar programas, dar pareceres e realizar pesquisas sobre um ou mais aspectos dos diversos setores da administração;

  • participar da elaboração ou desenvolvimento de estudos, levantamentos, planejamento e implantação de serviços e rotinas de trabalho;

  • examinar a exatidão de documentos, conferindo, efetuando registros, observando prazos, datas, posições financeiras, informando sobre o andamento do assunto pendente e, quando autorizado pela chefia, adotar providências de interesse da Prefeitura;

  • auxiliar o profissional de nível superior na realização de estudos de simplificação de tarefas administrativas, executando levantamento de dados, tabulando e desenvolvendo estudos organizacionais;

  • redigir, rever a redação ou aprovar minutas de documentos legais, relatórios, pareceres que exijam pesquisas específicas e correspondências que tratam de assuntos de maior complexidade;

  • interpretar leis, regulamentos e instruções relativas a assuntos de administração geral, para fins de aplicação;

  • analisar processos referentes a assuntos de caráter geral ou específico da unidade administrativa e propor soluções;

  • coordenar a classificação, o registro e a conservação de processos, livros e outros documentos em arquivos específicos;

  • orientar a preparação de tabelas, quadros, mapas e outros documentos de demonstração do desempenho da unidade ou da administração;

  • colaborar com o técnico da área na elaboração de manuais de serviço e outros projetos afins, coordenando as tarefas de apoio administrativo;

  • coordenar a preparação de publicações e documentos para arquivo, selecionando os papéis administrativos que periodicamente se destinem à incineração, de acordo com as normas que regem a matéria;

  • elaborar relatórios e instruir processos exigidos por órgãos da Administração Pública;

  • instruir e executar os procedimentos de aquisição de materiais e serviços compreendendo a execução de compras pelo sistema de registro de preço e pelo pregão eletrônico, operação e manutenção do portal eletrônico de compras, execução de compras diretas, preparação de solicitações de empenho, execução dos atos preparatórios para a elaboração de termos e contratos bem como executar atividades relativas à gestão da logística, compreendendo a armazenagem e a distribuição dos materiais de uso de consumo da Prefeitura;

  • executar atividades relativas ao cadastro de insumos e preços da Prefeitura, compreendendo atividades de registro, exclusão e alteração cadastral, com o objetivo de manter a base de dados atualizada e abrangendo as necessidades de consumo;

  • prover a administração da Prefeitura com os preços de referência para procedimentos de aquisição de materiais e de serviços;

  • orientar os servidores que o auxiliam na execução das tarefas típicas da classe;

  • executar outras atribuições afins.


AUXILIAR DE SERVIÇOS AGRÍCOLAS E FLORESTAIS

  • Auxiliar na área técnica agrícola e florestal, em todas as atividades relacionadas a elaboração de estudos, projetos e desenvolvimento de ações que visem o desenvolvimento das atividades agrícolas e florestais no município;

  • Auxiliar nas atividades de assistência técnica e educativa aos agricultores e suas famílias;

  • Auxiliar nas atividades de promoção, organização, extensão e capacitação rural;

  • Executar trabalhos relativos a programas e projetos desenvolvidos pela área técnica agrícola e florestal, cumprindo as metas que lhe forem impostas;

  • desempenhar todas as atividades que lhe forem delegadas, correlatas a função;

  • manter-se em dia quanto às medidas de segurança para a execução dos trabalhos, utilizar adequadamente o equipamento protetor e usar as roupas que lhe forem determinadas pelos supervisores e chefes imediatos, a fim de garantir a própria proteção e a daqueles com quem trabalha;

  • zelar pela conservação e guarda dos materiais, ferramentas e equipamentos utilizados nos serviços típicos da classe, comunicando ao chefe imediato qualquer irregularidade ou avaria que não possa ser reparada na própria oficina, a fim de que seja providenciado o conserto em tempo hábil para não prejudicar os trabalhos;

  • manter limpo e arrumado o local de trabalho;

  • requisitar o material necessário à execução das atribuições típicas da classe;

  • orientar e treinar os servidores que auxiliam na execução dos trabalhos típicos da classe, inclusive quanto a precauções e medidas de segurança;

  • auxiliar, eventualmente, na execução de tarefas pertinentes às outras especialidades desta classe, que não seja a sua, sob supervisão;


MERENDEIRA

  • preparar refeições, selecionando, lavando, cortando, temperando e cozinhando os alimentos, de acordo com orientação recebida;

  • verificar o estado de conservação dos alimentos, separando os que não estejam em condições adequadas de utilização, a fim de assegurar a qualidade das refeições preparadas;

  • registrar, em formulários específicos, o número de refeições servidas, bem como a aceitabilidade dos alimentos oferecidos, para efeito de controle;

  • requisitar material e mantimentos, quando necessário;

  • receber e armazenar os gêneros alimentícios, de acordo com normas e instruções estabelecidas, a fim de atender aos requisitos de conservação e higiene;

  • dispor adequadamente os restos de comida e lixo da cozinha, de forma a evitar proliferação de insetos;

  • providenciar a limpeza e o descongelamento de geladeiras e freezer;

  • zelar pela conservação, limpeza e manutenção dos instrumentos e equipamentos que utiliza bem como pela limpeza e arrumação das dependências e instalações da unidade de trabalho;

  • distribuir as refeições preparadas, servindo-as conforme rotina predeterminada, para atender aos comensais;

  • zelar pelo cumprimento de normas de segurança;

  • receber da gerente de merenda as instruções necessárias;

  • controlar os gastos e estoques de produtos;

  • armazenar alimentos de forma a conservá-los em perfeito estado de consumo;

  • preparar o alimento de acordo com a receita, de forma a estarem prontos nos

  • horários estabelecidos;

  • organizar os utensílios e todo o material necessário à boa distribuição da merenda;

  • servir os alimentos na temperatura adequada;

  • cuidar da limpeza e manutenção do material e locais destinados à preparação, estocagem e distribuição;

  • controlar o consumo e fazer os pedidos de gás na época oportuna;

  • demonstrar interesse e cumprir as determinações superiores;

  • tratar com delicadeza as crianças;

  • higienizar utensílios, equipamentos e dependências do serviço de alimentação.

  • manter-se em dia quanto às medidas de segurança para a execução dos trabalhos, utilizar adequadamente o equipamento protetor e usar as roupas que lhe forem determinadas pelos supervisores e chefes imediatos, a fim de garantir a própria proteção e a daqueles com quem trabalha;

  • zelar pela conservação e guarda dos materiais, ferramentas e equipamentos utilizados nos serviços típicos da classe, comunicando ao chefe imediato qualquer irregularidade ou avaria que não possa ser reparada na própria oficina, a fim de que seja providenciado o conserto em tempo hábil para não prejudicar os trabalhos;

  • manter limpo e arrumado o local de trabalho;

  • requisitar o material necessário à execução das atribuições típicas da classe;

  • orientar e treinar os servidores que auxiliam na execução dos trabalhos típicos da classe, inclusive quanto a precauções e medidas de segurança;

  • auxiliar, eventualmente, na execução de tarefas pertinentes às outras especialidades desta classe, que não seja a sua, sob supervisão;





Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal