DescriçÃo do conector



Baixar 8.9 Kb.
Encontro23.03.2018
Tamanho8.9 Kb.

DESCRIÇÃO DO CONECTOR
CONECTOR ADAPTAÇÃO TERMINAL DE LIGA DE ALUMÍNIO RETO, 230 KV, COM PARAFUSOS, PORCAS E ARRUELAS PLANAS E DE PRESSÃO GALVANIZADOS A FOGO, P/CABO CAA/CA 954MCM A BARRA 4 N, C/20 MM DE ESPESSURA. O CONECTOR POSSUI 3 ALETAS NO SEU CORPO E 3 NA SUA TAMPA, LADO DO CABO, CUJAS DIMENSÕES SÃO: ESPESSURA IGUAL A 5MM C/ TOL. +/-1MM E ALTURA IGUAL A 17,5MM C/TOL. +/- 2,5MM".
EXIGÊNCIAS OBRIGATÓRIAS
1 – O PROPONENTE DEVERÁ ESTAR CERTIFICADA NA NORMA ISO 9001;
2 – O PROPONENTE DEVERÁ APRESENTAR RELATÓRIOS COMPROVATÓRIOS DA REALIZAÇÃO DOS ENSAIOS DE RIV / CORONA PARA OS CONECTORES DE 500 KV, EXECUTADOS NOS ÚLTIMOS CINCO ANOS, OU SEJA, O RESULTADO DESSES ENSAIOS DE TIPO NÃO PODERÁ SER MUITO ANTIGO;
3 – O PROPONENTE DEVERÁ ENCAMINHAR O DESENHO DE CADA CONECTOR EM PAPEL E TAMBÉM POR MEIO MAGNÉTICO (DIGITAL), COM VISTA À REALIZAÇÃO DE ANÁLISE TÉCNICA QUE SE CONSTITUIRÁ PARTE INTEGRANTE DO PROCESSO DE APROVAÇÃO DOS MATERIAIS E DO FORNECIMENTO COMO UM TODO;
4 – DEVERÃO SER EXECUTADOS TODOS OS ENSAIOS DE ROTINA PREVISTO NA NORMA NBR – 11788, BEM COMO A APRESENTAÇÃO DE CERTIFICADO DE ANÁLISE QUÍMICA FORNECIDO POR UM LABORATÓRIO OFICIAL EM CÓPIA AUTENTICADA, PARA COMPROVAR QUE A LIGA USADA NA FABRICAÇÃO DOS CONECTORES É A ASTM 356, E A LIGA DOS PARAFUSOS ATENDE A ABNT 1010/1020;
5 – DEVERÁ SER REALIZADO ENSAIO METALOGRÁFICO E ENSAIO DE TRAÇÃO EM CORPO DE PROVA RETIRADO DO LOTE DOS CONECTORES A SEREM FORNECIDOS;
6 – O PROPONENTE DEVERÁ INCLUIR O FORNECIMENTO DO COMPOSTO ANTI-ÓXIDO QUE ATENDA ÀS SEGUINTES EXIGÊNCIAS/CONDIÇÕES:
6.1- Ser insolúvel em água, não tóxico, quimicamente neutro em relação aos materiais aplicados na fabricação dos conectores e seus sistemas de aperto, e resistente a atmosfera industrial e marítima;
6.2- Suportar, sem alterar suas características, a execução do ensaio de ciclo térmico;
6.3- Ter ponto de gota mínimo de 170 0C;
6.4- Manter suas propriedades em temperaturas de até -5,0 0C;
6.5- Ter ponto de fulgor superior a 200 0C;
6.6- Ter grau de penetração 290;
6.7- Ser bom condutor elétrico;
6.8- Ter um teor de zinco variando entre 15 a 40%, atendendo às exigências estabelecidas nos itens anteriores.
7. ESPESSURA DA CAMADA DE GALVANIZAÇÃO: parafusos: 43 μm; arruelas (lisa e pressão) até “M-12”: 49 μm; após “M-12”: 63 μm.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal