Dia de festa



Baixar 0.56 Mb.
Página1/15
Encontro24.01.2018
Tamanho0.56 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   15



DIA DE FESTA

Roteiro para longa-metragem

de

Tiago Monteiro





Copyright © 2004 por Tiago José Lemos Monteiro (junho/2004).

Todos os direitos reservados.

Rua Luís Portugal, 157 – Parque Anchieta – Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21)3339-2249 / 9648-2502
E-mail: tjlmonteiro@yahoo.com.br

FADE IN
SEQÜÊNCIA 1

EXT./ ENTRADA DO CINE ODEON/ TARDE


Cinelândia, centro do Rio de Janeiro. As ruas estão desertas. Chove bastante. O cartaz do Odeon BR anuncia “A sereia do Mississipi – um filme de François Truffaut”.

MAURO, aproximadamente 22 anos, vestindo calça jeans e camiseta preta, cabelo curto, sai da estação do metrô e corre até a bilheteria do cinema, protegendo a cabeça com as mãos.

A BILHETEIRA é uma moça simpática, aproximadamente 40 anos, ligeiramente vesga. MAURO estende uma nota de 10 reais para a BILHETEIRA, que entrega o ingresso para ele junto com o troco. MAURO agradece com um meneio de cabeça, guarda o ingresso no bolso da calça e atravessa o hall de entrada do Odeon, ainda se recompondo da chuva. Olha o relógio. MAURO hesita um pouco antes de entrar na sala de projeção, olhando ao redor como se esperasse pela chegada de alguém.

MAURO entrega o ingresso para um FUNCIONÁRIO na entrada da sala e entra. O cinema está vazio, só três pessoas. Nas primeiras fileiras, um casal. Um senhor idoso sentado perto da saída. MAURO olha ao redor, senta nas fileiras do meio.

Uma moça (ANA) entra toda molhada de chuva. Ela caminha até o meio do cinema e senta duas fileiras na frente de MAURO. Ele a observa insistentemente, até que ela percebe que está sendo observada e se vira, demonstrando irritação. MAURO pede desculpas e se ajeita na poltrona.

As luzes se apagam. O rosto de MAURO se ilumina quando o filme começa.



SEQÜÊNCIA 2

EXT. / RUA – CINEMA / DIA

Várias imagens da cidade do Rio de Janeiro, imagens típicas (quase clichês) em se tratando de um filme ambientado na cidade – praia, calçadão, bares da orla.

CORTA PARA

MAURO sai do metrô lotado, anda pelas ruas, até chegar ao cinema onde se vê um letreiro com os dizeres “Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro” e o ano do evento. MAURO se senta em um banco da praça em frente ao cinema e fica a observar as pessoas sozinhas que passam. Dirige seus olhares para uma JOVEM que aguarda a abertura da bilheteria. De repente chega um RAPAZ que abraça e beija a JOVEM. MAURO desvia o olhar para outra moça (JOVEM #2). Fica observando ela por um bom tempo. Pega um bloco de notas e escreve: “Eu gostaria de saber mais sobre a sua vida”. Olha o que acabou de escrever, ameaça rasgar o papel e jogá-lo fora, mas resolve guardá-lo no bolso da calça.

A bilheteria do cinema abre. MAURO caminha até a bilheteria e tira uma nota de R$ 10 do bolso.

MAURO


Oi. Me vê uma meia pro ciclo de cinema francês, por favor.
BILHETEIRA #2

Só um instante. (pausa. A BILHETEIRA remexe em alguns papéis e consulta o computador) Hmmm...


MAURO

Já sei. Esgotou, é isso?


BILHETEIRA #2

Não, não, não é isso. É que a sessão foi cancelada. Os filmes não chegaram a tempo. Os filmes vêm de longe, sabia?


MAURO

Eu sei.
BILHETEIRA #2

Então se você sabe que os filmes vêm de longe, você sabe que a culpa de a sessão ter sido cancelada não é minha, né?
MAURO

A-hã.
BILHETEIRA #2

Ah, que bom. Então você não vai descontar o fato de ter vindo aqui à toa em cima de mim não, né?
MAURO

Não, não...


BILHETEIRA #2

Ah, que ótimo. (pausa) Não quer comprar ingresso pra outra sessão então, não?


MAURO, sorrindo

Hmmm. Deixa eu ver o que você tem aí.


A BILHETEIRA sorri e entrega um folheto para MAURO.

MAURO sai da fila com um ingresso na mão. Sobe as escadas e senta em um banquinho ao lado da entrada da sala de exibição. MAURO fica brincando com o ingresso, passando o bilhete por entre os dedos. Ocasionalmente, MAURO olha ao redor, e em seguida volta a brincar com o ingresso.

LAURA sobe as escadas e se senta no banco ao lado de MAURO. LAURA tem 25 anos, parece saída de uma banda gótica dos anos 80. Usa roupas largas e de cor escura, o cabelo caído na testa cobre suas olheiras. Ela observa MAURO brincando com o ingresso.

LAURA


Desculpa interromper.
MAURO

Oi?


LAURA


Desculpa interromper. (pausa) Você também veio pro ciclo de cinema iraniano?
MAURO

Hã? (pausa) Não. Eu vim por causa dos franceses. Mas parece que a sessão foi cancelada. (pausa) Por quê, você veio?


LAURA

A-hã.
MAURO

Chato quando isso acontece, né? Ter que vir aqui à toa.
LAURA

Verdade. (pausa. LAURA muda o tom.) Então você gosta dos franceses?


MAURO

Você não é daquelas que tem preconceito contra os filmes franceses só porque a câmera é parada e os personagens falam demais não, né?


LAURA

Não é preconceito.


MAURO

Eu também não sou muito chegado nos iranianos não. Sei lá, todos os filmes parecem iguais. Já começa pelo título. Sempre um artigo e um substantivo, “A maçã”, “O jarro”, “O tapete”.


LAURA

Deixa de ser bobo. É um tipo de cinema com um tempo diferente do nosso, só isso. (pausa) E tem um filme iraniano chamado “O balão branco”.


MAURO

Deve ser co-produção.


LAURA sorri. MAURO guarda o ingresso no bolso.

LAURA


Daí a moça da bilheteria perguntou se eu não queria aproveitar a viagem e ver outro filme. Então resolvi comprar pro ciclo latino mesmo.
MAURO

Seu nome?


LAURA

Laura. O seu?


MAURO

Mauro.
LAURA

Se esse filme agora for ruim eu vou ficar muito puta, Mauro. Hoje eu tô num daqueles dias em que você não tem vontade de fazer nada que não seja ficar em casa vendo TV e lendo o jornal duas vezes pra ocupar melhor o tempo.
MAURO olha para o lado, sem ter o que dizer.
LAURA (cont.)

Tá. Você não deve querer saber de nada disso, né?


MAURO

Não, não, pode falar.


LAURA

Ok. Então vamos começar de novo.


LAURA se levanta, se afasta de Mauro e retorna. Ela sorri e afasta e cabelo da frente dos olhos.
LAURA

Oi.
MAURO

Oi.
LAURA, estendendo a mão

Laura.
MAURO

Mauro.
LAURA, sentando ao lado dele



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   15


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal