Diretrizes Curriculares



Baixar 2.57 Mb.
Página1/47
Encontro16.12.2017
Tamanho2.57 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   47

ÍNDICE


IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO 07


ORGANIZAÇÃO DA ENTIDADE ESCOLAR 08
CARACTERIZAÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA-CULTURAL DA COMUNIDADE 08
HISTÓRICO DO COLÉGIO JOÃO DE FARIA PIOLI 18
PROPOSTA DE FORMAÇÃO CONTINUADA E PROJETO 19
PERFIL DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA 22
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA E ORGANIZAÇÃO PEDAGÓGICA 24
OBJETIVOS DA ESCOLA E OS PROPOSTOS PELA LDB 30
ORGANIZAÇÃO DO TEMPO ESCOLAR 31
CONCEPÇÃO DE AVALIAÇÃO 32
PROPOSTA DE TRABALHO DO COLÉGIO PARA ARTICULAÇÃO

COM A FAMÍLIA E A COMUNIDADE 35


INSTÂNCIAS COLEGIADAS 35
ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DO P.P.P. 35
DIRETRIZES CURRICULARES 36
DIRETRIZES CURRICULARES DO ENSINO FUNDAMENTAL
ARTES 40
CIÊNCIAS 48
EDUCAÇÃO FÍSICA 63
ENSINO RELIGIOSO 69
GEOGRAFIA 72
HISTÓRIA 80
LÍNGUA PORTUGUESA 89
MATEMÁTICA 98
PARTE DIVERSIFICADA
LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA (INGLÊS) 107
SALA RECURSO 110
DIRETRIZES CURRICULARES DO ENSINO MÉDIO
ARTE 113
BIOLOGIA 118
EDUCAÇÃO FÍSICA 126
FÍSICA 131
GEOGRAFIA 135
HISTÓRIA 141
LÍNGUA PORTUGUESA 147
MATEMÁTICA 156
QUÍMICA 157
PARTE DIVERSIFICADA
LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA (INGLÊS) 161
FILOSOFIA 165
SOCIOLOGIA 169
LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA (ESPANHOL) 173
ANEXOS 176

APRESENTAÇÃO

Não existe processo educativo que se efetive sem um projeto social para direcioná-lo, propondo um futuro humano explícito que oriente todo trabalho educativo frente ao tipo de sociedade, educação escolar e de homem que se pretende formar para a realidade que vivemos.

Frente a este pressuposto o Projeto Político Pedagógico é extremamente importante, pois é um produto específico que reflete a realidade da escola em que está situada e em um contexto mais amplo que influencia e pode ser influenciada por ela, sendo instrumento e deixa claro a ação educativa da escola.

“O Projeto Político Pedagógico aponta um rumo uma direção, um sentido explícito para um compromisso estabelecido coletivamente. O Projeto Político Pedagógico ao constituir-se em um processo participativo de decisões preocupa-se em instaurar uma forma de organização do trabalho pedagógico que desvele os conflitos e contradições, buscando eliminar as relações competitivas, corporativas e autoritárias, rompendo a rotina domando pessoal e relacionando a burocracia, permitindo as relações horizontais no interior da escola.” (Veiga., p.14)

O Projeto Político Pedagógico do nosso Colégio foi elaborado no sentido de planejar o trabalho educativo, tanto na forma como a escola organiza seu processo de trabalho pedagógico com a gestão é exercida pelos seus interessados, implicando no repensar da estrutura de poder da escola, reforçando a autonomia que possui, um valor que é determinado na relação de interação social.

Nosso Projeto Político Pedagógico foi elaborado a partir das necessidades reais apresentadas pelos pais, professores, alunos, funcionários, enfim por toda a comunidade onde o Colégio está inserido, partindo daí definimos como pretendemos fazer, realizar, partindo do que temos buscando o possível.

Com o Projeto Político Pedagógico atendemos o que a LDB 9394/96 estabelece, começando pela autonomia dada ao Colégio para sua elaboração, execução e acompanhamento do mesmo. Autonomia em vários setores é parcial pois depende da aprovação dos órgãos competentes.

O Projeto Político Pedagógico define os alunos que temos, os que queremos formar para atual sociedade, visando a formação do cidadão crítico, participativo, criativo que aprenda e continue aprendendo a partir dos conhecimentos que possui, ampliando-os e construindo novos conhecimentos, Contemplando a questão da qualidade de ensino tanto a formal como a técnica e a política, onde todas estão interligadas com os mesmos objetivos, mas com características próprias.

Nosso Projeto Político Pedagógico do pronto de vista político e pedagógico tem como alvo a ser atingido a produção e a socialização do

conhecimento em todas as áreas para que o aluno compreenda a realidade sócia econômica, política e cultural, tornando-se participante no processo de construção da sociedade.

Todas as etapas que fazem parte do processo político pedagógica estão contempladas, queremos que ele seja realmente um rumo, uma direção a ser seguida por todos.
IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO
COLÉGIO ESTADUAL JOÃO DE FARIA PIOLI - ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

Rua: Guatemala , n.º 346, Bairro Morangueira - CEP 87040-210

CÓDIGO : 00085

Município : Maringá

CÒDIGO : 1530

DEPENDÊNCIA ADMINISTRATIVA : Estadual

CÒDIGO : 41024125

NRE: Núcleo Regional de Educação de Maringá

CÒDIGO: 19

ENTIDADE MANTEDORA: Governo do Estado do Paraná

ATO DE AUTORIZAÇÃO DO COLÉGIO

Resolução N.º 1399/75 data: 23/12/75

ATO DE RECONHECIMENTO DO COLÉGIO

Resolução n.º 2850/81 E 1727/98

ATO DA RENOVAÇÃO E RECONHECIMENTO DAS MODALIDADES DE ENSINO

Resolução n.º 5181/02 data: 28/01/03 – Ensino Fundamental

Resolução nº 3366/04 data: 29/10/04 - Ensino Médio

PARECER DO N.R.E. DE APROVAÇÃO DO REGIMENTO ESCOLAR

N.º 066/2002 data: 16/12/02

DISTÂNCIA DO COLÉGIO DO N.R.E: 6.000M. (Seis mil metros)

LOCAL : Colégio Urbano

SITE DA ESCOLA:

E-MAIL :
ORGANIZAÇÃO DA ENTIDADE ESCOLAR
Modalidade de Ensino:

Ensino Fundamental : CBA - 1º CICLO - 1ºANO - 2ºANO

2ºCICLO - 1ºANO - 2ºANO

Ensino Fundamental : 5ª à 8ª série - Manhã - Tarde e uma 8ª série no Noturno

Ensino Médio : Manhã e Noturno
Temos quarenta e seis turmas, sendo 15 (quinze) turmas do Ciclo Básico de Alfabetização 1º e 2º ciclos. Destas turmas 3 turmas são do período da manhã e 12 (doze) do período da tarde.

Ensino Fundamental de 5ª à 8ª série no período da manhã 9 (nove) turmas, no período da tarde 9 (nove) turmas e 1(uma) turma no período noturno.

Ensino Médio : Manhã 9 (nove) turmas e no período noturno 3 (três) turmas.

O Colégio Funciona em três períodos matutino, vespertino e no período noturno.

Temos atualmente um total de 1581 (um mil quinhentos e oitenta e um) alunos nas duas modalidades de Ensino oferecidos: Fundamental e Médio nos três períodos. Nos meses de setembro, outubro e novembro apareceram muitos alunos transferidos e desistente do curso noturno.

Temos um total de 89 (oitenta e nove) professores entre os que tem padrão fixo, CLT e os do PSS.

O quadro de funcionários de Serviços Administrativos e Serviços Gerais somam 24 (vinte e quatro).

Nossa Equipe Pedagógica é formado por 6 (seis) pedagogos sendo que dentre estes um pedagogo é coordenador do Ciclo Básico de Alfabetização, uma direção e dois auxiliares de direção.

Quanto aos ambientes pedagógicos temos uma biblioteca, sala de vídeo, sala de contra - turno, laboratório de Ciências, Físicas e Biológicas, de Informática, temos ainda outras dependências como sala de professores, salas para técnicos pedagógicos, sala da direção, secretaria, cozinha para o preparo da merenda escolar, depósito para armazenamento dos alimentos e a cantina escolar.

CARACTERIZAÇÃO SÓCIO-ECONÔMICA-CULTURAL DA COMUNIDADE ESCOLAR
Nosso colégio localiza se no bairro Morangueira situado entre a periferia e o inicio do centro da cidade.

Começamos nosso levantamento pelo local de residência de nossos alunos e constatamos que um pouco mais da metade dos nossos alunos residem no próprio bairro, temos um numero bastante significativo de alunos que moram em outros bairros. Dos pais entrevistados 67% (sessenta e sete por cento) moram no bairro e 33% (trinta e três por cento) em outros bairros próximos e até alguns mais longe. Perguntando aos pais de outros bairros o porquê da escolha deste colégio os mesmos foram unânimes em afirmar que preferem os seu filhos estudem neste colégio pela segurança e qualidade de ensino.

Perguntando sobre o fato de terem casa própria ou não constatamos que num universo de 283 (duzentos e oitenta e três) pais, 36% (trinta e seis por cento) não possuem casa própria e 64% (sessenta e quatro por cento) possuem, dando nos um a referencia importantes para a rotatividade de alunos que passam pelo colégio.

Entre os pais entrevistados que não possuem casa própria, a maioria paga em média R$200,00 (duzentos reais) de aluguel significando que alugam casas não tão confortáveis.

O número de pessoas que moram em cada casa é em média quatro pessoas, dentre este nível de moradores por casa duas pessoas contribuem para as despesas, onde o rendimento gira em torno de dois a três salários mínimos, salários que para famílias, na maioria de quatro pessoas não são suficientes.

Pesquisando também sobre desemprego levantamos entre os nossos pesquisados o total de 30% (trinta por cento) de desempregados, 6% (seis por cento) não informaram, podendo alguns fazerem parte dos desempregados, e 64% (sessenta e quatro por cento) de pais empregados. Os desempregados 25% (vinte e cinco por cento) são as mães e 5% (cinco por cento) de pais.

Constatamos com nossa pesquisa que 30% (trinta por cento) dos nossos alunos moram com os avós ou só com a mãe, ou outros parentes, tendo ainda 11% (onze por cento) de não informantes que podem também fazer parte do total dos alunos que moram só com a mãe ou outros parentes e 59% (cinqüenta e nove por cento) moram com o pai e mãe.

O fato das crianças não morarem junto com os pais que às vezes mora com os avós, só com a mãe, poucas casas só com o pai pode influenciar em muito nas características da comunidade escolar que temos, pois estes alunos vêem para escola carregados de problemas que muitas vezes interferem na aprendizagem.

Ouvindo os pais sobre o grau de escolaridade dos mesmos chegamos aos seguintes dados: 20% dos pais possuem o Ensino Fundamental completo, sendo a maioria os homens, 17% Ensino Fundamental incompleto a maioria mulheres, 45% Ensino Médio completo ficando quase metade para os pais e pouco menos para as mães, Ensino Médio incompleto 5% na maioria as mães. Quanto a ensino superior temos 5% dos pais com o curso completo, 6% com o curso superior incompleto e 2% de pais analfabetos num total de 280 pais e mães entrevistados.

Não temos muitos pais analfabetos estes 2% se referem mais aos avós que estão no lugar dos pais.

Ouvimos também aos pais, quanto a forma de lazer que mais utilizam muitos pais responderam mais de uma opção apresentadas apesar de termos solicitado que assinalasse só a que mais utilizam. A televisão ficou em primeiro lugar com 90% (noventa por cento) da preferência, vindo a seguir passeios e outra forma mencionadas por estes. Colocamos na relação de lazer, igreja e a maioria escreve que igreja não é lazer, é coisa séria.

No que diz respeito a religião 67% (sessenta e sete por cento) dos pais são católicos, 24% (vinte e quatro por cento) são evangélicos e 9% não quiseram informar a religião.

Sendo interrogados quanto ao meio de transporte que utilizarem para vir à escola 21,2% (Vinte e um vírgula dois por centos) dos alunos utilizam o transporte coletivo, 13% (treze por cento) utilizam-se de carro, 63% (sessenta e três por cento) vem a pé, pois moram próximo da escola e 0,021% (vinte e um centésimos por cento) utilizam outros meios não mencionados.

Os meios de comunicação que utilizam para manterem-se informado mais apontados foram televisão 46,6%, (quarenta e seis vírgula seis por cento) jornal 27,6%,(vinte e sete vírgula seis por cento) e seis décimos 15% (quinze por cento) rádio, 10,8% (dez vírgula oito por cento) outros não mencionados.

Quanto a possuírem carro 70,1% (setenta virgula um por cento) possuem e 29,9% (vinte e novo virgula nove por cento) não possuem.

Entrevistamos também os pais sobre a inclusão na escola de alunos com necessidades especiais 63,6% (sessenta e três virgula seis por cento) acham que esta inclusão é por lei sendo direito de todos, desde que a escola ofereça condições no caso de acesso a todos, locais da escola, bem com menor número de alunos em sala e um professor especializado para acompanhá-los em sala e também não em casos muitos severos , porque os próprios alunos seriam prejudicados , 36,4% acharem que estes alunos poderiam ser deixados de lado ou até menosprezado pelos outros alunos tido como normais, por isso não estão de acordo com a inclusão dos portadores de necessidades especiais, mas são unânimes em afirmar que a escola deve propiciar e atender todos os tipos de inclusão como dos alunos hiperativos, com problemas de adaptação no grupo., reprovados, os evadidos, os de qualquer raça, cor , credo religioso, o obeso , etc.

Quanto a exclusão de alunos que colocam a segurança dos outros alunos em perigo, pois vão à escola para brincarem, brigarem causando sérios tumultos um número bem insignificante de pais em suas respostas abertas pediram que os mesmos deveriam deixar a escola enquanto a maioria afirmam que a eles deveriam ser dada uma nova chance com o acompanhamento da Orientação, Conselho Escolar, Direção e Professores até do Conselho Tutelar.

Na participação dos pais nas atividades promovidas pelo colégio, temos 85% (oitenta e cinco por cento) de pais que freqüentam o colégio bimestralmente, nas reuniões da APMF, quando precisam acompanhar aprendizagem dos filhos mais de perto e quando são solicitados. Nas reuniões da APMF participam para tomadas de decisões como a seleção de trabalhos a serem desenvolvidos tanto no que se refere a parte educativa, tanto como na recreativa e promoções.

As reuniões com os professores são feitas bimestralmente conforme o calendário, de acordo com as necessidades para resolver problemas sérios referentes aos alunos, nas entregas de boletins e nos conselhos de classe e sempre que se fizerem necessário.

A forma como os pais são comunicados para saber sobre as atividades de seus filhos são através de bilhetes, telefonemas, se for urgente. Já para tomar conhecimento das verbas empregadas as mesmas são mostradas nas reuniões da APMF e depois fixadas em murais da escola e na sala dos professores.

A comunicação com os alunos é feita no dia - dia, através de avisos na hora da entrada, na sala de aula, em editais no caso de notas, cartazes, bilhetes, atas e etc.

A comunicação com os professores acontece em reuniões pedagógicas feita oralmente e também na forma escrita, nos conselhos de classe, na entrega de boletins. Os avisos urgentes são dados no intervalo oralmente ou na forma escrita fixadas no mural da sala dos professores ou particularmente se for o caso.

O trabalho com o Conselho Escolar também acontece freqüentemente através de reuniões, ordinárias e extraordinárias quando surgem problemas discussões ou necessidades de tomadas de decisão quanto ao emprego de verbas que o Colégio recebe e outros casos.

Fizemos ainda aos pais outras perguntas abertas para darem conceitos ao Colégio, quanto ao ensino oferecido, obtivemos 54% (cinqüenta e quatro por cento) com ótimo 36% (trinta e seis por cento) bom, 6% (seis por cento) regular e 4% (quatro por cento) não opinaram e que mencionassem o que esperam da escola e que aspectos a escola precisa melhorar. Tais pontos são importantes para a elaboração do Projeto Político Pedagógico baseado no que realmente a comunidade precisa e quer. As mesmas perguntas foram passadas a alguns alunos (amostragem) de todas as 46 turmas do Colégio. Os resultados obtidos não foram diferentes dos pais.


RESULTADO FINAL DOS 3 ÚLTIMOS ANOS QUANTO A APROVAÇÃO - REPROVAÇÃO - TRANSFERIDOS E DESISTENTES.

2004

ENSINO FUNDAMENTAL


Série

Nº de alunos

Aprovados

Reprovados

Transferidos

Desistentes

2º ano do 1º ciclo

173

131

19

23

-

2º ano do 2º ciclo

150

105

31

14

-

5ª Série (Manhã e tarde)

232

180

23

28

1

6ª Série (Manhã e tarde)

219

174

13

30

2

7ª Série (Manhã e tarde)

190

165

18

7

-

8ª Série (Manhã e tarde)

191

156

14

21

-

5ª Série (Noturno)

21

2

10

1

8

6ª Série (Noturno)

17

6

3


3

5

7ª Série (Noturno)

26

6

6

3

12

8ª Série (Noturno)

33

13

15

4

1

ENSINO MÉDIO

1º Ano (Manhã)

180

141

11

22

6

2º Ano (Manhã)

117

92

10

13

2

3º Ano (Manhã)

58

52

1

5

-

1º Ano (Noturno)

54

25

12

10

7

2º Ano (Noturno)

56

28

10

7

11

3º Ano (Noturno)

48

38

7

2

-


Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   47


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal