Disciplina: ecllp IV



Baixar 35.38 Kb.
Encontro14.03.2018
Tamanho35.38 Kb.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

FACULDADE DE FILOSOFIA, LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS

DEPARTAMENTO DE LETRAS CLÁSSICAS E VERNÁCULAS

ÁREA DE ESTUDOS COMPARADOS DE LITERATURAS DE LÍNGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA: ECLLP IV

PROFESSOR DR. EMERSON INÁCIO ( einacio@usp.br ) - 2o. semestre de 2016 - PASTA 66
objetivos

Com base em campos teóricos que levam em conta os fenômenos históricos, políticos, culturais e ideológicos da colonização e do colonialismo, e na discussão de conceitos como pós-colonialismo, nação e nacionalidade, transculturação e hibridização, o curso visa à análise e interpretação de produções narrativas do Brasil, de Portugal e/ou dos demais países de língua oficial portuguesa. Sob a perspectiva do comparatismo e dos estudos comparados de literaturas de língua portuguesa, discutir-se-ão, no âmbito da disciplina, a formulação/reformulação de estruturas literárias culturalmente consolidadas, como o conto e o romance modernos, a partir da recriação dessas estruturas narrativas pela incorporação de traços culturais não hegemônicos.


PROGRAMA

Análise e interpretação de textos narrativos em língua portuguesa. O pós-colonialismo em perspectiva. Os estudos pós-coloniais e a relação entre Portugal e suas (ex-)colônias. Violência e (des-)colonização. Nação, nacionalidades, nacionalismos. Oralidade e literatura. O conceito de transculturação e de hibridização.


recorte

O corpo no texto e as textualidades do corpo: hibridismo nas formas literárias e textualidades queer.




AULA

CONTEÚDO/MATERIAIS/RECURSOS




2a.

4a.

1

29/08

31/08

Apresentação do curso e da bibliografia.

unidade 1: experimentações

2

12/09

14/09

Processos de Hibridização no texto literário: forma, conteúdo e função. Novas Cartas Portuguesas (fragmento);

3

19/09

21/09

Processos de Hibridização no texto literário (O Conto); forma, conteúdo e função: Marcelino Freire Contos Negreiros e Amar é crime (excertos).

4

26/09

28/09

Processos de Hibridização no texto literário (O Conto); forma, conteúdo e função: Marcelino Freire Contos Negreiros e Amar é crime (excertos).

unidade 2: Algumas noções

5

03/10

05/10

Conceitos: Hibridismo e Hibridização; o texto híbrido. “Hibridismo e Hibridização”, de Stelamaris Coser; “Gênero híbrido: contornos difusos”, de Regina Dell´Isola.

6

17/10

19/10

Al Berto (“Equinócios de Tangerina”. In: O Medo).

Unidade 3: Leituras de Poesia (???)

7

24/10

26/10

Poema em prosa ou Prosa Poética? Al Berto (continuação); “Poema em Prosa: problemática (in) definição, de Fernando Paixão. Giorgio Agambem: “A ideia da prosa” e “O fim do poema”.

8

31/10

09/11

Ruy Duarte de Carvalho e Conceição Lima: Seleta de Poemas.

Unidade 3: a obra híbrida (ou, O que pode a Literatura, o que podem as palavras?)

9

07/11

16/11

Novas Cartas Portuguesas: hibridizações e palimpsestos.

10

21/11

23/11

Novas Cartas Portuguesas: hibridizações e palimpsestos.

11

28/11

30/11

Mitografias, de Arménio Vieira: hibridizações e palimpsestos.

12

05/12

07/12

Avalovara, de Osman Lins.

Unidade 5:

13

19/12

21/12

Um beijo dado mais tarde, de Maria Gabriela Llansol.

14

09/01

11/01

Um beijo dado mais tarde, de Maria Gabriela Llansol.

15

16/01

18/01/16

Entrega da Avaliação (HAVERÁ AULA NORMAL).

16

23/01

25/01/16

Recuperação.

Bibliografia


AGAMBEM, Giorgio. O fim do poema.

AGAMBEM, Giorgio. A ideia da prosa.

COLLOT, Michel. “O sujeito lírico fora de si”. In: REVISTA LETRAS. http://www.letras.ufrj.br/ciencialit/terceiramargemonline/numero11/xiv.html

DELL´ISOLA, Regina. “Gêneros híbridos: contornos difusos”. In: Disponível em: http://www.pgletras.com.br/Anais-30-Anos/Docs/Artigos/1.%20Est%20p%C3%B3s%20doutoramento/1.6%20Regina%20L.P%C3%A9ret%20Dell%C2%B4Isola.pdf .

BARRENO, Maria Isabel, HORTA, Maria Teresa e COSTA, Maria Velho. Novas Cartas Portuguesas. Lisboa: Dom Quixote, 2010.

ABDALA JR., Benjamin (org.). Margens da cultura: mestiçagem, hibridismo e outras misturas. São Paulo: Boitempo, 2004.

RAMA, Angel. “Os processos de transculturação na narrativa latino-americana”. In AGUIAR, Flávio e VASCONCELOS, Sandra Guardini T. (orgs.). Angel Rama: literatura e cultura na América Latina. São Paulo: EDUSP, 2001. (Ensaios Latino-Americanos, 6). p. 209-238.

TRIGO, Salvato. Ensaios de literatura comparada afro-luso-brasileira. Lisboa: Vega, s.d.

COSER, Stelamaris. “Híbrido, Hibridismo e Hibridização”. In: FIGUEIREDO, Eurídice & NORONHA, Jovita. Conceitos de Literatura e Cultura. Juiz de Fora: Editora UFJF, Niterói: EdUFF, 2005. Disponível em: http://dtllc.fflch.usp.br/sites/dtllc.fflch.usp.br/files/Conceitos%20de%20Literatura%20e%20Cultura.pdf

BERTO, AL. O medo. Lisboa: Assírio e Alvim, 2006.

BRANCO, Lucia Castelo. “A traição de Penélope: uma leitura da escrita feminina da memória”. Tese de Doutorado. Orientação: Vera Lucia Andrade. UFMG: FALE, 1990.

CASTELLS, Manuel. O poder da Identidade (Vol. II). São Paulo: Paz e Terra, 2006.

FIGUEIREDO, Eurídice. “Identidade Nacional e Identidade Cultural”. In: Conceitos de Literatura e Cultura. Niterói/Juiz de Fora: EdUFF/Editora UFJF, 2005.

HALL, Stuart. Identidade Cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP & A, 2002.

HOLLANDA, Heloísa Buarque (org.). Tendências e Impasses: o feminismo como crítica da cultura. Rio de janeiro: Rocco, 1994.

IDICHE, Chimanda Ngozi. Sejamos todos feministas. São Paulo: Cia. das Letras, 2015.

INÁCIO, Emerson. “Os cadernos e as memórias”. (texto inédito).

JIMENEZ, Rafael M. Mérida. Sexualidades Transgressoras: una antologia de estudios queer. Madrid: Icaria, 2002.

LAMAIRE, Ria. “Repensando a História Literária”. In: HOLLANDA, Heloísa Buarque (org.). Tendências e Impasses: o feminismo como crítica da cultura. Rio de janeiro: Rocco, 1994.

LUGARINHO, Mário César (org.). Do inefável ao afável. Manaus: EdUEA, 2013.

FREIRE, Marcelino. Contos Negreiros. Rio de Janeiro: Record, 2005.

FREIRE, Marcelino. Amar é crime. São Paulo: Edith, 2011.

TAJAFUERCE, Begonya Saez (org.). Cuerpo, Memoria y Representation: Adriana Cavarero y Judith Butler em diálogo. Madrid. Icaria, 2014.

VIA ATLÂNTICA, 24. Dossiê “Gênero, Sexualidades e Novas Subjetividades nas Literaturas de Língua Portuguesa”. São Paulo: USP, 2014.


Avaliação:

Texto de caráter crítico ou ensaístico a ser apresentado ao fim do semestre sobre uma das unidades do curso. Poderão, ainda, ser solicitadas outras atividades no correr do semestre.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal