Disciplina flh5219 Cinema e História: Introdução a Análise Fílmica



Baixar 9.73 Kb.
Encontro24.12.2017
Tamanho9.73 Kb.

Disciplina FLH5219 - Cinema e História: Introdução a Análise Fílmica

Docente Responsável:

Mauricio Cardoso



Objetivos:

Estabelecer parâmetros metodológicos para a pesquisa historiográfica sobre cinema, a partir dos fundamentos da análise fílmica. Exibir e analisar um conjunto de filmes do Cinema Novo capaz de ampliar as reflexões entre o debate historiográfico e a linguagem cinematográfica. Apontar relações possíveis entre as fontes audiovisuais e as demais fontes no trabalho do historiador.



Justificativa:

A ampliação de métodos, fontes e abordagens do trabalho do historiador, desde a década de 1970, produziu inúmeros efeitos sobre a relação da pesquisa histórica com as diversas fontes audiovisuais. Inúmeros trabalhos têm se utilizado do cinema e do vídeo como material de reflexão, recorrendo a pressupostos teóricos e metodológicos da semiótica, da sociologia da arte e da antropologia. Todavia, entendemos que a interpretação da obra cinematográfica requer um instrumental analítico específico, capaz de elucidar na forma fílmica os elementos necessários à pesquisa histórica. Para isto, este curso pretende articular a análise fílmica – como arcabouço teórico de interpretação da obra cinematográfica – às reflexões da crítica literária de tradição marxista. Nesta perspectiva, o debate em torno do Cinema Novo será um centro da reflexão sobre as relações entre a produção cinematográfica e a pesquisa histórica.



Conteúdo:

1 – Arte e sociedade: algumas abordagens das Ciências Humanas; 2 – A forma como conteúdo social sedimentado: a perspectiva marxista; 3 – As metodologias de análise fílmica: fundamentos e divergências;4 – Aproximações com o campo historiográfico; 5 – Análise de filmes do Cinema Novo; 6 – Relações entre as fontes audiovisuais e as demais fontes.



Forma de Avaliação:

Trabalho Final com análise de filme; Resenha crítica de uma obra da bibliografia.



Observação:

Bibliografia:

AUMONT, Jacques et al. A estética do filme. Campinas, SP: Papirus Editora, 1995. BAECQUE, Antoine ; DELAGE, Christian (dir). De l’histoire au cinéma. Bruxelles : Éditions Complexe, 1998 . BAKHTIN, Mikhail. Questões de literatura e de Estética (A teoria do romance). 3ª ed. SP: Unesp, 1993. BERNARDET, Jean-Claude. Brasil em tempo de cinema. RJ: Paz e Terra, 1966. BERNARDET, Jean-Claude. Cineastas e Imagens do povo. SP: Companhia das Letras, 2003. [1ªed.: 1985]. DELAGE, Christian ; GUIGUENO, Vicent. L’histoir et le film. Paris : Gallimard, 2004. FERRO, Marc. Cinema e História. RJ: Paz e Terra, 1992. GARDIES, René. Glauber Rocha. Paris: Seghers, 1974. GOMES, Paulo Emilio Salles. Cinema: trajetória no subdesenvolvimento. RJ: Paz e Terra, 1999. GOMES, Paulo Emilio Salles. Crítica de cinema no suplemento literário. RJ: Paz e Terra, 1989. KORNIS, Mônica. Uma História do Brasil Recente nas Minisséries da Rede Globo. Tese de Doutorado. SP: ECA-USP, 2000. MORETTIN, Eduardo Victorio. Os Limites de um projeto de monumentalização Cinematográfica: uma análise do filme “Descobrimento do Brasil” (1937), de Humberto Mauro. Tese de Doutorado. SP: ECA-USP, 2001. ORICCHIO, Luiz Zanin. Cinema de novo - um balanço crítico da retomada. SP: Estação Liberdade, 2003. PIERRE, Sylvie. Glauber Rocha. SP, Campinas: Papirus, 1996. RAMOS, Alcides F. Canibalismo dos Fracos: cinema e história do Brasil. SP/Bauru: Edusc, 2002. RAMOS, Fernão (org.). História do Cinema Brasileiro. SP: Art Editora; Sec. de Estado da Cultura, 1990. RAMOS, José Mario Ortiz. Cinema, Estado e Lutas Culturais. SP: Brasiliense, 1983. REIS Fº, Daniel Aarão. et. alii. Versões e Ficções: o seqüestro da história. SP: Fundação Perseu Abramo, 1997. RIDENTI, Marcelo. Em Busca do Povo Brasileiro. RJ: Record, 2000. ROCHA, Glauber. Revisão Crítica do Cinema Brasileiro. SP: Cosac Naify, 2003. ROCHA, Glauber. Revolução do Cinema Novo. SP: Cosac & Naify, 2004. SARTRE, Jean-Paul. Qu’est-ce que la littérature ? Paris :Galimard, 1948. SCHWARZ, Roberto. O Pai de Família e outros estudos. 2ªed, RJ: Paz e Terra, 1992. SCHWARZ, Roberto. Que horas são? Ensaios. SP: Companhia das Letras, 1987. SCHWARZ, Roberto. Seqüências Brasileiras: Ensaios. SP: Companhia das Letras, 1999. VANOYE, Francis; GOLIOT-LÉTÉ. Ensaio sobre a Análise Fílmica. SP, Campinas: Papirus, 1994, 2a.ed. XAVIER, Ismail Alegorias do Subdesenvolvimento: Cinema Novo, Tropicalismo, Cinema Marginal. SP: Brasiliense, 1993. XAVIER, Ismail O Discurso Cinematográfico: a opacidade e a transparência. RJ: Paz e Terra, 1984, 2a. ed. XAVIER, Ismail. Sertão/Mar: Glauber Rocha e a estética da fome. SP: Brasiliense; RJ: Embrafilme, 1983.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal