Do Virtual ao Real



Baixar 0.67 Mb.
Página1/12
Encontro18.12.2017
Tamanho0.67 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12

Trial version of ABC Amber Rocket eBook Converter http://www.processtext.com/abcrocketebook.html

Do Virtual ao Real


Do Virtual ao Real - Lucinea Aparecida de Rezende

menumark




eBooksBrasil

Do Virtual ao Real - Lucinea Aparecida de Rezende

Versão para eBook


eBooksBrasil.com

Fonte Digital


Documento da Autora
lauralaurent@hotmail.com

Copyright:


© 2001 - Lucinea Aparecida de Rezende


ÍNDICE



Nota da Autora
Welcome


DO VIRTUAL AO REAL


ou
DO NASCER AO PÔR DO SOL


Lucinea Aparecida de Rezende

NOTA DA AUTORA

 

     Viver um grande amor é uma experiência única! Quando ele é infinitamente grande, parece não ser possível contê-lo. Escrever sobre ele é uma forma de dividir, amenizar e, ainda sim, mantê-lo em sua intensidade.


     Viver um romance que se inicia na Internet e através dela cria asas, é algo novo! Quando esse romance reveste-se de características ímpares por si só, a Internet é um ingrediente a mais, na preparação dessa fina iguaria.
     O romance e o seu segmento, com os fatos que o marcam, são verdadeiros. Os lugares, dados do cotidiano, foram tecidos a partir de diferentes fontes. Conversas com internautas amigos, dia a dia, relatos diretos e indiretos de situações vividas, servem de pano de fundo ao que está exposto. Foi preciso apresentar dados que podem ser de qualquer pessoa, qualquer internauta, para que os enamorados continuem sua trajetória, conforme escolheram, sem revelar-se.

Tempo das águas, 2001



DO VIRTUAL AO REAL


ou
DO NASCER AO PÔR DO SOL

 

WELCOME

     Olá Sissi:
     Que bom que você está de volta!
     Tenho sentido bastante a sua falta!
     Nosso bate-papo diário já fazia parte do meu cotidiano e, com sua ausência, ficou faltando alguma (ou bastante) coisa no meu dia a dia. Conversei com vários outros(as) "internautas", neste ínterim, mas não foi o mesmo.
     Espero que essas quase duas semanas tenham sido profícuas e você tenha conseguido resolver todos aqueles problemas que a estavam preocupando.
     O seu curso é importante, porém, à medida que a satisfaça e, de alguma forma, lhe traga felicidade.
     Será que você não deveria repensar, se está valendo a pena tanto desgaste? (Não apenas o físico mas, principalmente, o psicológico). Talvez você deva encarar o curso de forma mais "light".
     Como anda aquela cidade? Os hotéis melhoraram? Na minha época, havia dois melhores, ambos sofríveis. Ouvi dizer que abriram um restaurante muito bom, "Beira Mar" ou algo parecido. Você conhece?
     Conte-me um pouco a respeito da sua formação e do seu curso de pós-graduação.
     Espero que você tenha encontrado tudo em ordem, em seu retorno à sua cidade, e que fique por aí durante alguns dias, pelo menos.
     Seu telefonema, se bem que breve (você estava com pressa) e formal (o que é natural, pois foi a primeira vez que falamos a cores e ao vivo), foi muito agradável. Eu não acreditei que você fosse realmente ligar.
     Sua voz é suave e agradável, mas transmite um alto grau de segurança, o que me deixa um pouco inseguro. Lembre-se que eu sou tímido.
     Espero que possamos falar, por telefone, outras vezes. A propósito, estou substituindo meu celular por um digital, pois o meu atual é analógico e não funciona. Quando tiver o novo número, eu a informo.
     Se você já estiver sentindo-se à vontade, mande-me seus telefones; eu também gostaria de saber o seu nome. Acho o seu "nickname" de muito bom gosto e acho que ele deve ter muito a ver com você. Tem mesmo?
     Após a costumeira "bronca" na empregada, "que não fez tudo aquilo que você recomendou", um beijo e um longo papo com o seu "filhão" (segundo eu entendi, ele mora com você) e após desfazer as suas malas, mande-me um "alo". Eu fico aguardando!
     Um beijo carinhoso!

29-10 Oi, Franz



     Cheguei, dormi um pouco, atendi telefonemas, fui aos bancos e agora vamos nos falar. Depois desfaço as malas!
     Bonita sua carta, desejando-me bom retorno. Me senti bem, lendo- a. Melhor que isso acho que só mesmo quando o vale de flores for trocado por flores naturais...
     Sabe, não dá para se relacionar com alguém pela metade; ou é, ou não é. Então vamos lá. Vou me apresentar. No máximo posso "quebrar a cara", porque o faço sem "conhecê-lo" ao vivo e a cores. Quando já se conhece alguém "face to face", fica mais fácil - para mim tranqüilo - olhando nos olhos, conhecer esse alguém. Em nosso caso, vale, por ora, a correspondência e a voz...
     Vou tentar falar um pouco das questões que você aborda em seu último e-mail: quero lembrar como nos conhecemos... Na verdade, quando procurei seu nome dentre tantos, naquele rol (seu "perfil" ainda continua lá?), eu estava me sentindo muito, muito só. Não é apenas um só de não ter gente por perto... é de precisar de alguém que nos fale ao coração. Então, esse é o primeiro equívoco seu: eu não tenho segurança suficiente para inibi-lo. Sou segura, sim, naquilo que aprendi a lidar com a vida: o que sou foi buscado, arquitetado, urdido, trabalhado, em cada mínimo espaço e eu gosto de sentir que sou um ser humano melhor, à medida que o tempo passa. Acho que não valeria a pena gastar a vida sem nos melhorarmos. Não é uma busca de perfeição! É assim mesmo... a busca de ser melhor, da maneira que for possível. Mas esse melhor não poderá ser nunca para afastar as pessoas!!! Tenho alguma segurança e muitas inseguranças. Quando nos vermos você irá constatar isso. Sua timidez? Seja você mesmo! Não queira nunca "parecer ser". De resto, os que nos querem nos aceitarão ou não valerá a pena relacionar-se!!!
     Outro equívoco: Sou divorciada, após longos anos de casamento. Daí você tem razão: tenho muito a ver com meu nick... nos sonhos e nas expectativas. Quando eu achava que já deveria estar acostumada com um casamento ruim, que durou a vida inteira, e que eu não teria "coragem" de rompê-lo, eis que o meu eu, que precisa do sonho e do amor como do ar e do alimento, manifesta-se. E eu recomeço tudo, procurando minha identidade perdida, meus sonhos dormidos... Isso foi há dois anos. Agora moro só; meu filho e nosso amigo comum estavam me visitando, naquele dia em que nos falamos na presença deles (lembre-se que já disse que tenho 2 filhos).
     Sabe, valeu a pena o que fiz. Hoje eu sou eu mesma e sei que caminho para ser feliz, cada vez mais. Relaciono-me melhor com meus filhos (já não são adolescentes, nem tenho que ficar "ensinando coisas para eles" a toda hora), com meus amigos, com as coisas que faço. Estudo e estou produzindo academicamente, na medida do possível. Escrevo de maneira razoável, aquilo que preciso escrever, com relação ao meu curso - temos que ter "produções" que incluem artigos, etc. Sinto-me melhor, eis o resumo. O não estar legal, antes de viajar, era apenas por conta de um cansaço momentâneo, que talvez ainda possa se fazer presente em outros momentos, até o final do ano. Mas passa. Esse é o ano mais difícil do curso, por causa das múltiplas tarefas. Depois, fica melhor. Outra hora falo mais a respeito. A propósito: não estudo na Universidade à qual você se referiu, mas sim na outra. Ambas são ótimas, mas a "minha" é particularmente acolhedora e eu me sinto muito bem, lá. As pessoas são muito amáveis e próximas, tanto alunos como professores. Vamos ter um churrasco para o nosso grupo, mais ao final de novembro. Quer participar conosco? É um grupo pequeno, mas que você, com certeza, gostará muitíssimo. O churrasqueiro é um professor, gaúcho, muito nosso amigo. É exímio no que faz!
     Fico no Hotel. É razoável, como você já disse, ao comentar que o conhece. Para quem é estudante, é considerado, na Universidade, "um luxo"!!!! É possível porque há convênio entre o hotel e a Universidade. O que ajuda, mesmo, é o carinho dos amigos que estão morando lá e sempre prontos a nos acolher e auxiliar, quando necessário.
     Estou refletindo sobre o que você disse, em função do meu curso. Quero dizer que penso que é o momento... Até agora estudar era, talvez, a coisa mais importante, sim. Mas isso não quer dizer que será sempre assim.
     Sem broncas em empregada; morando sozinha, só preciso de diarista, que vem de vez em quando e é uma beleza de pessoa; não preciso ficar dando broncas. Portanto, é o meu espaço...
     Fico o final semana de semana em casa, volto para lá 4ª à noite e fico até sábado, como hoje. Na próxima semana uma amiga, que faz o curso comigo, virá para minha casa. Ela tem sido uma grande companheira; estamos muito próximas, sentindo-nos, mesmo, como irmãs. Por isso a convidei para ficar, no próximo final de semana, em casa. Voltamos na seguinte, talvez eu fique 2 semanas direto como dessa vez e.......... acaba o ano escolar !!!!!!!!!!!!!!!!! Você não virá nesse final de semana, início da outra, para cá?
     Meu nome é Sissi. Meu telefone é ... O celular é... Moro perto da churrascaria que você sugeriu, outro dia. A pressa, naquele dia, ao telefone, era porque minha amiga estava por perto e ela não sabia que eu estava ligando para você. Falei sobre você a ela; só não disse que telefonei. Gostei de ouvir sua voz e ... um detalhe. Aprendi com meu avô, um velho espanholão já falecido, que nossa palavra deve valer mais que qualquer lei. Portanto, quando eu disser alguma coisa a você, pode acreditar no que estou dizendo. Como eu dissera que se pudesse telefonaria, eu o fiz...
     Arre! Tenho que parar de te cansar de ler.
     Um abraço,
     Sissi

30-10 Oi "Si"

     Recebi o seu e-mail e vou precisar de tempo para degluti-lo. Com visitas nesses dias será difícil consegui-lo; portanto, me perdoe se eu não puder respondê-lo rapidamente.
     De qualquer forma já consegui descobrir de quem o seu filho herdou os dotes para ser escritor.
     Nossa conversa de ontem foi muito prazerosa. Ambos estávamos muito mais descontraídos e o papo fluiu gostosamente.
     Se não nos falarmos, espero que você tenha um ótimo dia.
     Um beijo

Oi Sissi:

     Li, reli, grifei as palavras ou frases que me pareceram fundamentais, no seu e-mail, mas continuo com dificuldade de saber por onde começar.
     Vou fazer uma tentativa de seguir os tópicos do seu e-mail, pois assim talvez seja mais fácil, comentá-lo:

     


-"não dá para se relacionar com alguém pela metade... "no máximo posso quebrar a cara"... "quando se conhece alguém "face to face" fica mais fácil, olhando nos olhos, conhecer esse alguém".....

     Concordo com o primeiro item; tanto é verdade que você tem todos os meus dados, desde o primeiro momento. Nada a esconder!!!
     Acho que se depender de integridade, honestidade de princípios, lealdade, por minha causa você nunca quebrará a cara.
     Eu consigo conhecer uma pessoa, através das suas atitudes. Eu não tenho o dom de enxergar, através dos olhos, o caráter de uma pessoa,.
     Eu tenho, por princípio, o hábito de dizer claramente aquilo que penso e sinto e quero que você fique à vontade para esclarecer tudo aquilo que quiser ou sentir necessidade. Você terá como resposta sempre a verdade. Dessa forma, sempre que se sentir em dúvida, não titubeie, esclareça. Inferências podem distorcer a realidade de forma irreparável.

     -"quando procurei o seu nome.....eu estava me sentindo muito, muito só.......é de precisar de alguém que nos fale ao coração. Então este é o primeiro equívoco seu: eu não tenho segurança suficiente para inibi-lo".



     Não creio que o fato de estarmos nos sentindo só seja demonstração de insegurança. O homem é um ser social e portanto é normal que alguém que se sinta só procure companhia. Não consigo enxergar aí, qualquer demonstração de fraqueza ou insegurança. Por outro lado, não considero fraqueza a minha timidez, mas simplesmente uma característica de personalidade, a qual eu pude abrandar, através de bastante esforço, mas não conseguirei nunca mudá-la. Eu não serei nunca uma pessoa extrovertida. Características de personalidade são imutáveis, infelizmente.
     O tímido sente-se inibido, frente a alguém de personalidade forte ou que transmite muita segurança, como é o seu caso.

     -"sua timidez? Seja você mesmo! Não que irá nunca parecer ser". De resto, os que nos querem nos aceitarão ou não valerá a pena relacionar-se!!!



     Sempre me pautei por ser autêntico, mesmo ficando muito triste quando percebo que não sou aceito por alguém. Não se preocupe, portanto, que não vou padecer desse mal.

     -"eis que o meu eu que precisa do sonho e do amor como do ar e do alimento, manifesta-se. E eu recomeço tudo, procurando minha identidade perdida, meus sonhos dormidos..."



     Acho que cada um de nós, sonhadores que somos, precisamos, periodicamente, sentir o gosto de uma paixão. Esse sentimento forte e efêmero faz com que arrisquemos qualquer coisa para desfrutá-lo mesmo que por curto espaço de tempo.
     O que fazer? Deixar que ele nos domine, ou tentar ficar alerta para evitar que sejamos arrebatados por ele e nos arrependamos mais tarde? É necessário que reflitamos muito a respeito.
     Como você pôde perceber, eu ainda me sinto confuso!
     Metáforas nunca foram o meu forte. Talvez eu precise de um pouco mais de tempo, para entender, exatamente, a extensão das suas palavras.

     Retornando à face da terra, como foi sua viagem de retorno?


     Sua amiga veio com você? Fiquei pensando como será ótimo, para você, estar com ela nesses dias. O Roberto, meu melhor amigo, meu irmão, esteve comigo neste feriado e usufruir da companhia dele foi muito agradável. Quando a sua maratona continua? ou melhor, quando você volta ao curso?
     Já que não há empregada para ralhar, nem filho para abraçar, quando você tiver instalado sua amiga e desfeito as malas, me dê um alo!

     Um beijo e votos de ótimo fim de semana!



     Nota: Eu acredito, piamente, naquilo que você me diz. Por acaso, dentre a mistura incrível de raças da qual sou resultante, também tem espanhol. Quando alguém me diz "TALVEZ ", eu costumo interpretar como não; daí eu ter dito que não acreditava que você fosse ligar.

02-11 Olá!!!


     Bom retorno!!!
     Foi ilusão de ótica, ou vi você, rapidinho, on line?
     Eu estava lendo um livro e pensei que você poderia estar voltando hoje, por causa do tempo!!! Então, liguei o computador. Ao fazê-lo, recebi um e-mail de um casal amigo, que é de Portugal. Isso me deixou feliz, pois os quero muito bem. Pus-me a responder imediatamente, considerando que viajo mais à noite. Absorvi-me escrevendo e eis que percebi uma mensagenzinha piscando, piscando... mas a alegria durou pouco! Cadê você???
     Como foi sua estadia na fazenda? Bom mudar de ares, não? Ainda mais quando estamos cercados de amigos. Que tal a cerveja? Estava boa? Qual a sua preferida? A propósito, você fuma?
     Quis aproveitar o feriado para ver se conseguia copiar o get right, mas recebi o recado que, por medida de segurança, o programa só fica disponível por 8 horas. Então o perdi......
     Senti sua falta!
     Com carinho,
     Sissi

03-11 Oi, Sissi


     Bom dia
     Foi bom saber que você chegou bem, e que as coisas estão andando a contento. A semana é curta e ainda por cima você terá a companhia de sua amiga, ao retornar. Espero que vocês aproveitem bastante e consigam colocar o papo em dia. Sugestão: nada que diga respeito ao curso; quanto mais "abobrinhas", mais descansadas vocês estarão, para reiniciar a maratona. Se não nos falarmos mais, faça uma boa viagem e me dê um alo quando chegar. Um beijo saudoso

03-11 Olá Recebi seu e-mail e foi muito bom recebê-lo, saber mais notícias suas, inclusive que não fuma. Vou para o hotel, agora, pois só tenho coisas para ler. Tenho uma amiga me esperando, para subirmos (irmos para o centro) juntas.


     Abraço, boa tarde, boa noite!
     Sissi

04, 1999 9:25 AM Subject: volto logo. Por você falar, estava com vontade de comer peixe. Comemos Surubim e brindei por você com ... cerveja! O vinho fica para outra ocasião especial, tá? Voltamos, minha amiga e eu, hoje à noite! Amanhã nos falaremos de casa. Devo escrever mais tarde, havendo possibilidade! Saudade! Abraço, Sissi (Ps. este e-mail também ficou fragmentado! Não sei se já foi a outra metade ou não!!! Me dê retorno, a respeito.)



04-11 Oi, Sissi


     Bom dia

     Estou salivando de vontade, não sei se mais pelo Surubim ou pela cerveja. A propósito, há algum tempo que não vou a essa cidade. Havia um restaurante em frente ao rio, que servia um ótimo pintado na brasa; ainda funciona? Se não nos falarmos mais, faça uma ótima viagem. Durma bem no ônibus e tenha lindos sonhos. Eu respondi ao seu e-mail da semana passada, mas ainda não me decidi se vou remetê-lo. Eu ainda estou confuso. Um beijo



04-11 Oi, Sissi:


     Espero que você tenha feito uma ótima viagem!
     Fiquei pensando se valeria a pena enviar a resposta do seu e-mail, de sexta feira passada, ou se eu deveria refletir mais , antes de respondê-lo. Optei pela primeira alternativa. Ele está anexo.
     Aguardo notícias.
     Um beijo carinhoso

05-11 Acordei cedo.


     São quase 6h e acho que você deve estar chegando em casa.
     Espero que tenha feito uma ótima viagem!
     BOM DIA
     Lembrei de anexar a foto que está adornando o meu desktop desde ontem.
     Veja se gosta.
     Um beijo

05 11
     Bom dia


     Olá! Estou encantada com a recepção!!!
     Estava pensando, enquanto estive fora: "- desta vez não recebi flores..."
     Achei lindas, as que recebi! A orquídea é uma flor especial! Me senti especial, sim! Quero avisá-lo que tudo isso está me fazendo sentir algo bastante forte! Você está me conquistando e de uma maneira envolvente; forte, mesmo, é a palavra! Não é só pelas flores, mas por aquilo que você revela em suas palavras! Você é profundo, no que diz! Gosto das suas análises! Você não é uma pessoa superficial e gosto disso...
     Quanto à timidez, continuo achando que isso não é uma questão de maiores preocupações. Você é você, como é. Eis tudo! Não tenho nada contra alguém tímido! Nem acho que isso pode ser um complicador. Pelo contrário, penso que isso pode ser algo bonito, em alguém! Quero muito que você também me queira como sou! Eis a razão de ter-me detido em discutir um pouco mais, a respeito dessa questão.
     Bom, chegamos bem, minha amiga e eu. Ontem tive dor de cabeça, à tarde. Estava muito calor, lá, com uma pressão atmosférica desajustante. Além do mais, estávamos aflitos com relação ao nosso trabalho! Ainda faltam muitos "ajustes", para o encerramento do texto e apresentação do seminário e nós, premidos pelo tempo, ficamos agitados.
     Se eu demorar mais um pouco escrevendo a você, vamos ficar sem comer, porque dormimos até tarde! Não posso deixar minha amiga passar fome, mas também não podia deixar de dizer o quanto você me faz bem e que chegamos "inteiras".
     Um beijo, com muito carinho.
     Sissi

05-11 Olá!


     Lindo e de bom gosto o e-mail! Obrigada!!! Seu carinho me sensibiliza!!!
     Estamos de saída, agora, porém eu queria que você tivesse notícias, ao abrir o computador, amanhã (ou hoje à noite?). No final de semana estarei selecionando algo especial para você.
     Bom saber que você gostaria de estar aqui, conosco! Eu adoraria!
     Quero destacar que foi muito, muito gratificante, perceber algo, associado ao prazer de receber seu telefonema no final da tarde: sua voz está diferente! Claro que ressalvo a formalidade da primeira conversa, a cautela da segunda, etc. No entanto sua voz está mais suave... mais terna... Quero acreditar que sou co-responsável nesse processo!!!
     Boa noite! Bom sábado! Que seu dia comece muito bem.
     Feliz por tudo e com muito carinho,
     Um beijo.
     Sissi

06-11 Oi, Sissi


     Boa tarde!
     Espero que você tenha saboreado um ótimo almoço, devidamente acompanhado de uma cervejinha, pois hoje é sexta feira e ninguém é de ferro.
     Diga à sua amiga que espero que ela tenha uma ótima estada aí e passe a apreciar essa cidade tanto quanto eu. Se depender da anfitriã, não tenho dúvidas que ela vai adorar. Eu estou com uma tremenda dor de cotovelo, por não poder estar aí, com vocês. Paciência, não se pode ter tudo aquilo que se quer!
     Prometa-me que você vai usar esses dias para passear, jogar conversa fora, mas nada que diga respeito ao curso. Você precisa descansar, para poder reiniciar a maratona, inteira.
     Fiquei feliz, com suas palavras a respeito do meu e-mail. Tento transmitir aquilo que sinto!
     Quanto às flores, são apenas virtuais, eu gostaria de poder lhe enviar naturais. Esse dia chegará; até lá, guarde-as, como se fossem verdadeiras, pois foram enviadas com muito carinho.
     Qual será a programação de hoje? Algum barzinho da moda?
     Mande-me notícias!
     Um beijo com muito carinho!

06-11 Oi, Sissi:


     Espero que você tenha tido uma ótima tarde.
     Sobre o Trabalho de vocês, mandei uma literatura do Word. Espero que seja útil.
     Com respeito à foto e som dos e-mails, é facílimo:
     Entre no Menu FORMATAR e vá até PLANO DE FUNDO. Abre-se uma janela contendo FIGURA, COR E SOM. Clique em FIGURA e aparecerá um local para você indicar o nome do arquivo.
     Clique em PROCURAR e localize, no seu arquivo, a figura que você quer colocar
     Em seguida, clique em abrir e aparecerá a primeira caixa, com o nome do arquivo.
     Clique então em OK e aparecerá o plano de fundo que você escolheu.
     Obviamente você tem que escolher uma foto clara, pois senão fica difícil ler o que está escrito.
     Para o som é exatamente o mesmo procedimento.
     Hoje pela manhã, ao andar, vi um pessoal instalando um circo, na cidade, e isso motivou a música de fundo.
     A respeito da foto do cavalo, fiz um teste enviando-a para mim mesmo e consegui abri-la, normalmente, no softer MGI photo suite SE. Vou mandá-la novamente a você; tente abri-la através desse softer. OK?
     No que respeita ao tempo fique tranqüila, pois São Pedro não falha!!!
     Eu concordo com você, no que diz respeito aos filhos. Eu aprendi a não esperar demais! Procuro provê-los de todas as formas e ficar na retaguarda, para o que der e vier. Às vezes porém, como não somos de ferro, a coisa extravasa, mas já passou.
     Espero que hoje, já refeitas, vocês possam repetir os brindes, com algo mais apropriado.
     Um beijo e novamente boa tarde!

06 11 Olá!!!


     Como estou descansada, aproveitei que chegamos da rua, conversamos e... continuo acordada, resolvi escrever para você hoje mesmo. Estamos esperando um texto que uma colega ficou de enviar. Não o recebemos, mas aproveitei para conferir se abria a foto "horse". (A propósito: adoro cavalos!!!) De fato, meu computador não consegue ler o arquivo, o que é uma pena: vou ter que esperar mais um pouco para ver a foto!!! Aproveitei, também, para rever minhas flores, as que ganhei hoje!!! Elas continuam adoráveis!!!
     Ah!!! você tinha razão: não resistimos. Passeamos um pouco, de carro, pela cidade, depois, fomos ao Carrefour, comprar frutas, vinhos (mais alguns, para tê-los em casa) e "cositas mas". Depois... fomos comer!!! decidimos que hoje não iríamos beber nada alcoólico; apenas suco ou refrigerantes, mas que poderíamos escolher um bom prato para saborear. Então decidimos por comer... ??? peixe, claro!!! Em homenagem a você. Estava excelente!!! Não vou contar, hoje, que peixe comemos, nem como foi servido, pois eu o levarei para comer no mesmo lugar e faremos o mesmo pedido de hoje, se você quiser, quando vier aqui. No meu ponto de vista nenhum peixe, servido em qualquer outro lugar que já comi, foi melhor! Talvez quase igual... eis tudo!!! Pena que dispensamos, por hoje, o vinho! Mas foi tudo muito bom!!! Claro, fiz um brinde a você!!!
     Você me sugeriu, com suas mensagens, algo além do que, provavelmente, supôs. Estou pensando que nosso trabalho deverá ser apresentado diretamente do computador, via Cd rom ou disquete. Vamos tomar, do texto que estamos finalizando, as idéias básicas, em pequenos tópicos. Então pensei: - poderíamos - com a ajuda do Franz, é claro - fazer fundo de imagem e musicar esses tópicos. Como podemos fazer isso? (Dados sobre o trabalho estão anexados). Claro que penso ser insuficiente o que informo, para o encaminhamento a respeito, mas é só para oferecer alguns elementos que subsidiem a consulta que estou fazendo a você, nesse primeiro momento em que me ocorre a idéia. Que lhe parece? Ah! acrescento que dispomos de pouco tempo; portanto, não poderia ser algo muito elaborado - cabe-nos fazer o possível!!!
     Espero que você não considere abuso, de minha parte, o estar incluindo você para pensar sobre meus trabalhos. Isso é por conta do quanto você conseguiu entusiasmar-me com o seu capricho, no uso do computador, como por exemplo no envio das suas mensagens, sensibilidade e... carinho, por certo!
     Agora vou dormir, pois não quero dormir de dia, amanhã!!!
     Com carinho, um beijo.
     Sissi

06-11 Li o seu e-mail. Infelizmente estou correndo. À tarde eu vou relê-lo e responder. Desculpe-me pelo atropelo.


     Consegui passar somente uma página da minha pesquisa sobre o material para o trabalho.
     Logo mais, à tarde, vou tentar passar as outras.
     Mais uma vez, perdão pela correria, mas infelizmente não sou inteiramente dono do meu nariz.
     Um beijo, bom passeio e até logo mais.

06-11 Oi, Sissi


     Meu dia começou muito bem!
     Primeiro por perceber que meu acordo com São Pedro funcionou. Eu propus a ele uma trégua na chuva, para que pudéssemos aproveitar o fim de semana e o reinicio da chuva, na segunda feira, após minha caminhada, é claro. Pelo jeito vai dar certo!.
     Em segundo lugar recebo não um mas dois e-mails seus e para completar um e-mail da minha filha caçula, a Paula. Ela e eu estávamos "de mal", como duas crianças e ela tomou a iniciativa de tentar fazer as pazes. Qualquer dia eu lhe conto os detalhes.
     Respondi ao e-mail da filha e agora posso me dedicar, com tempo, a reler e responder os seus.
     Não percebi a mudança de tom, na minha voz. Provavelmente, à medida que vamos nos tornando mais íntimos, a carapaça que eu coloco (olha a timidez fazendo os seus efeitos) vai sendo retirada e eu consigo ser menos formal.
     A ternura, sem dúvida, e de sua responsabilidade. Você me provoca, exatamente, esse sentimento.
     Foi para mim, também, muito bom conversarmos ao vivo. A propósito, eu soube de um programa que é possível entrar em Chat, a viva voz. Quando eu tiver mais detalhes, eu te conto.
     Foi ótimo que vocês tenham aproveitado a noite. Ficarei esperando a oportunidade de saborearmos o peixe juntos, devidamente acompanhado de um vinho escolhido por você, "enóloga de mão cheia". Obrigado pelo brinde, mesmo sendo de coca ou suco. Eu, em contra partida, me paramentei com calça jeans, bota e camisa xadrez e fui ao leilão de gado. Além de ser um bom parâmetro para a realização de negócios, é folclórico. Eu me divirto muito nessas ocasiões.
     Acho que vou decepcioná-la, mas meus conhecimentos de micro computação são ridiculamente parcos.
     Como eu sempre tive secretária e subordinados, fazia micro cursos para conhecer, de modo geral, os recursos dos softerwares e usava meu pessoal para operacionalizar aquilo que eu precisava. Há poucos meses liguei, pela primeira vez, um micro computador.
     Colocar som e imagem num e-mail é facílimo, porém no Word, que é o softer que imagino que vocês pretendam usar, eu não tenho a mínima idéia de como fazer. De qualquer forma, vou dar uma pesquisada no material que disponho e se descobrir alguma coisa eu a informo. Desculpe!!!!
     Pena que você não tenha conseguido abrir a foto. Como eu dou garantia, vou selecionar outra e enviá-la, sem ônus.
     Espero que você tenha acordado descansada e tenha tido lindos sonhos.
     Aproveite seu lindo dia de sol (meu acordo com São Pedro).
     Um beijo, com ternura

07-11 Oi, Sissi:


     Espero que você tenha dormido bem e que aproveite o dia maravilhoso que está lá fora!
     Antes de mais nada, obrigado pela linda mensagem!
     Como foi sua noite, ontem?
     Onde jantaram, o que fizeram, etc. etc? Conte-me tudo!
     Eu tive uma noite muito agradável. Tivemos um jantar com música ao vivo e comida típica indiana, que por sinal estava ótima. Fui deitar às 3h e levantei um pouco mais tarde (7h30m). Já andei, fiz a feira, comprei os jornais e agora vim ver se a encontrava.
     Recebeu os e-mails, com as páginas que faltavam, das explicações do Word?
     Me dê noticias.
     Estou anexando a foto do dia. Espero que goste.
     A propósito, conseguiu abrir a foto do cavalo? E o Get Right?
     Um beijo carinhoso

07-11 Olá!


     Bom dia!!! Que belo acordo com São Pedro! O céu e o sol são de brigadeiro! Já fez sua caminhada? Gostaria de ter levantado mais cedo e caminhado junto, sentindo este dia radiante!
     Algumas coisas a considerar:
     * você disse, ontem, enquanto conversávamos, que um carro ou algo assim, quase o atropelou! O que se passou, de fato, naquele momento?
     * Estou tentando abrir a correspondência e verificar se as outras folhas chegaram. Até à hora em que fui deitar-me, não haviam chegado.
     * Falei que a minha amiga tinha alguns recados para você: um eu falei, que era sobre a inveja que sentirá quando souber - e por isso não quer nem saber - que estaremos comendo o peixe que ela disse ser o melhor que já comeu em sua vida! O outro é uma pergunta: ela quer saber se você faz acordos só com São Pedro ou se com alguns outros santos, também! Ela acrescentou: - porque de repente a gente pode precisar de algum acordo, por exemplo com Santo Antônio, então é preciso saber, né???!!! (risos)
     * Sobre o perfume, que falei ontem, não imaginei - sei que você não disse isso, também - que você sempre use perfume! Foi algo que me ocorreu naquele momento! Eu sou bastante sensível a cheiros. Perfume, pouco! Para mim, o uso comum é de sabonetes que considero "com cheiros agradáveis" e um ou outro creme, com discreta fragrância.
     * Você não me respondeu sobre molhos de sua preferência: se branco, vermelho, ou ainda um outro sabor especial. Sei que é chatear, ficar perguntando isso a quem está buscando controlar o peso! Mas prometo que não vou ficar voltando a este assunto.
     Agora, das coisas outras: ontem não saímos, à noite. Fiquei com peninha de minha amiga estar aqui e não sairmos, mas decidimos que precisávamos trabalhar. Estamos esquematizando a apresentação do trabalho. Tomamos um lanche, por volta das 20h, e ficamos envolvidas com nossos afazeres. Depois da meia noite, fomos comer lasanha e, é claro, tomar vinho, pois como você diz, ninguém é de ferro. Seu brinde foi garantido, claro!
     Agora, devo retomar os trabalhos. Acho que já devo ter acordado a minha amiga, pois faz 25 minutos que estou tentando entrar "na rede" e ela (a linha) só agora resolve "estar livre". Conferi: Ainda não recebi as 3 outras folhas, que você, por certo, já enviou! (Nem recebi a última versão do trabalho, que está no computador da minha amiga, em Campinas! E nós aqui, estamos precisando do referido, para fazer correções!!! Arre!)
     Que o seu dia seja lindo!!!
     Com carinho,
     Sissi

08-11
     Além do seu provedor, agora é a bateria do celular!


     Não tem importância. Nós superaremos mais esses obstáculos!!!!!
     Espero que o seu passeio tenha sido agradável!
     Seu domingo foi ótimo, pelo que você me contou.
     Não posso dizer o mesmo do meu. Houve em casa uma festa de aniversário para uma sobrinha nossa. Eu tratei de me recolher ao meu escritório e fiquei tentando fazer contato consigo; porém, devido ao "chato" do seu provedor, não foi possível.
     Vou passar a propaganda do Corel, pelo fax.
     Se eu não conseguir diga ao seu amigo para fazer contato, pelo televendas da Empresa, em S. Paulo. Abaixo os dados:

     KALUNGA


     Tel. 0800 195566 Televendas.
     Produto: Corel Gallery 205.000
     Preço r$ 99,00
     Desculpe-me a pressa.
     Se for possível, falamos amanhã
     Um beijo carinhoso

08 11 Olá!


     Precisamos de ajuda. Algumas imagens. Como estou sem scanner, e sei do seu bom gosto, você pode nos ajudar? Isso é para amanhã, dia que voltamos para o nosso curso. Os dados estão anexados.
     Abraço,
     Sissi

09 11 Oi, Franz!


     Estamos em cima da hora. Saí, para levar a amiga a um lugar que ela queria ir (depois conto). Como eu não queria deixar de lhe desejar boa noite/bom dia, cá estou a fazê-lo.
     Espero que o seu dia tenha sido agradável e proveitoso.
     Com carinho,
     Sissi

09 11 Oi, Sissi !


     Tenha um lindo dia!
     Que bom sentir você menos tensa.
     Seu e-mail me deixou muito feliz!
     Que bom a gente se sentir com 18 anos! Repita a sua amiga que dor de cotovelo é pecado.
     Fico me imaginando sentado no "boteco", à beira da calçada, tomando uma cervejinha, mastigando uma "carninha" e jogando conversa fora, com você. Que delícia!
     Adoro sorvete... tenho até um "ranking" dos melhores sorvetes, meus preferidos (...), do Brasil. Só para citar, o melhor está numa sorveteria que, pelo aspecto, deve ter mais de 50 anos (azulejos brancos amarelecidos pelo tempo, etc. etc.) e fica no centro de João Pessoa. A segunda fica em Ribeirão Preto, no largo da Câmara Municipal, em frente ao Hotel Stream Palace. Só de contar essas coisas, senti o gostinho dos dois sorvetes. Que delicia!!!
     Quer dizer que você então foi responsável pelo meu quase atropelamento? Vou escrever à minha filha, pedindo desculpas por culpá-la!!!
     Não tem alguma tecla que ao invés de beeep, beeep, a gente possa jogar beijinhos?? (Risos!!!)
     Pelo horário do seu e-mail, a gente quase se encontra, você deitando e eu levantando.
     Vou ter um dia corrido, pela frente. Preciso fazer um levantamento de custos de material para a fazenda "Recanto". Talvez a gente não possa se falar hoje.
     Se isso acontecer espero que você faça uma excelente viagem e que completem a apresentação com sucesso.
     A propósito, sei que existem "softers" específicos para apresentações audiovisuais. O colega de vocês, da área de computação, com certeza deve conhecer.
     Eu ainda estou de fraldas, no que respeita a micro computação, mas um dia chegarei lá. Tenho lido e aprendido bastante. Já sei, agora, até fazer beep!!!, no ICQ!!!.(CTRL+G)
     Bem , como você deve ter mais o que fazer do que ficar lendo as minhas gozações, vou deixar você estudar sossegada!
     Estou de ótimo humor e espero que você também acorde assim e tenha um dia maravilhoso!!
     É ótimo ter 18 anos, sim!!!!!
     Um beijo de adolescente

     Nota: Se você fosse uma ave, acho que seria assim, como essa foto que anexei (eu não tenho uma imaginação fértil?)1

10-11 Oi, Sissi;


     Estou chegando agora da Fazenda (são 18h de quarta-feira). Passei mais um dia lá, trabalhando. É um trabalho cansativo, mas o descanso mental compensa.
     Que bom que você tenha, pelo menos, descansado, um pouco.
     Sobre o Get Right, você deve, ao fazer um download, acionar previamente o programa e ele assume automaticamente. Se houver interrupção, ele continua do ponto onde parou. Você pode também interromper o processo e reiniciar, quantas vezes quiser, e sempre do ponto onde foi interrompido. Experimente e você verá que é muito bom.
     Sobre o MP3, tenho vários programas que gravam e tocam músicas MP3, o mais conhecido é o Winamp. O problema é que ainda não sei usar, mas vou aprender.
     Eu pareço aquelas crianças que nunca comeram melado. Quero fazer cem coisas ao mesmo tempo, no computador, e não consigo terminar nenhuma. Estou aprendendo tudo pela metade. Acho que vou dar uma parada e começar, de novo, aprendendo a acionar o botão de ligar o próprio.
     Sobre o nosso aniversário eu fiquei pasmo. Me dá a impressão que nos comunicamos há anos. Faz um mês!
     Parabéns para você, nesta data querida !!!! De vez em quando eu leio, de novo, o seu primeiro e-mail: sou quarentona,1,65m, pós-graduanda, cabelos claros, olhos azuis e de bem com a vida. Acho que é mais ou menos assim.
     Outro dia fui verificar minha resposta e a achei estúpida. Acho que, no primeiro momento, julguei tratar-se de brincadeira de alguém. Aproveito o ensejo para me desculpar.
     Me conte mais sobre o curso rápido de imagens, com o seu amigo. Também estou interessado em aprender alguma coisa; isso após reaprender a ligar o botão do computador.
     Espero que o seu dia seja ótimo.
     Adorei, por isso retribuo, afetuosamente, seu Beijo de Adolescente.
     NOTA: A figura é para alegrar seu dia. Não é bonitinha?

12 11 Querido!


     Estou feliz com a imagem bonita que "capturei" para o nosso trabalho.
     Acho que ela tem tudo a ver com você.
     Sei que estou mandando uma enxurrada de imagens, mas essa é especial!
     Beijos, Sisa

12-11 Oi, Sissi:


     Bom dia!
     Apesar dos moveleiros não terem terminado ainda o trabalho, e outras coisinhas do cotidiano que aborrecem, acordei de ótimo humor!
     A perspectiva de passear me deixa assim. Adoro passear, principalmente com um grupo de amigos agradáveis, como os que estarão conosco.
     Espero que tenha feito uma boa viagem, nessa sua maratona.
     Como foi o jantar de ontem? Melhor que o almoço paraense? E a Tequila, estava boa? Minha dor de cotovelo foi das maiores, mas o que se pode fazer...
     Como eu disse, transfiro minha torcida para que a sua apresentação seja um sucesso, para a próxima quarta-feira.
     Mantenha a sua rosa sempre bem cuidada! Dessa forma ela lhe retribuirá, com sua imagem e seu perfume!
     Vou tratar de arrumar minhas coisas.
     Um beijo gostoso e até breve
     PS. Para provar que sou um aluno exemplar, anexo a foto que capturei (é assim que se fala?) na Internet, graças às suas preciosas instruções.
     Outro beijo!
     Nota: A música de hoje é de ação, para motivar a caminhada, que vou fazer agora. Se ainda for cedo, vá caminhar também, nessa delícia de parque que tem perto da sua casa. Imagine que estamos caminhando de mãos dadas. Eu vou fazer o mesmo.
     Um último beijo!

15 11 00 Bom dia!!!


     Você nem imagina o quanto me fez bem, seu telefonema de bom dia!!!
     Valeu!!!
     Espero que você faça boa viagem e que seja ótimo estar de volta!
     Esses dias não foram fáceis! O preparar-se, à distância, para o trabalho, ainda revela afastamentos acadêmicos que eu supunha que houvéssemos transposto! Mas nada que não dê para retornar os pés ao chão e continuar a caminhada! Foi/está sendo um árduo aprendizado coletivo. Ganhei muito, solidifiquei algumas amizades, mas também fortaleci impressões que não são assim tão boas e, se me conheço, me impedirão de solidificar outras amizades. Tudo, porém, nos conformes acadêmicos. Faz parte do processo, não?
     Bem, a TAM me espera, como já escrevi anteriormente. Antes, ainda tenho que dar mais uma lida em meu roteiro e ajeitar as bagagens. Está por pouco!!!
     O filho mais novo, Alexandro, almoçou aqui, ontem, por conta do aniversário dele, que foi no sábado. Apesar de que eu estava com dor de cabeça, consegui dar conta das tarefas. O filho mais velho, Carlos, também chegou de viagem e deve ficar por aqui, nesta semana.
     Conte-me sobre seu passeio. O rio continua lindo?
     Um beijo,
     Sissi




  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal