Ementa e conteúdo programático



Baixar 80.54 Kb.
Encontro14.02.2018
Tamanho80.54 Kb.




MANUAL DOS FORMANDOS

Atualizado por:

Profª Dra. Maria Lúcia Gili Massi

Osasco


Janeiro/2012

SUMÁRIO



DA COLAÇÃO DE GRAU 3

DA PARTICIPAÇÃO 3

MODALIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU 3

EXIGÊNCIAS LEGAIS PARA A COLAÇÃO DE GRAU 3

NÃO COLARÁ GRAU 3

DIPLOMA 4

DA CERIMÔNIA 4

DEVERES DA COMISSÃO DE FORMATURA 4

DEVERES DA DIREÇÃO DA FACULDADE 6

SESSÃO SOLENE DE COLAÇÃO DE GRAU 8

1. FORMAÇÃO DA MESA 8

2. ENTRADA DOS FORMANDOS 8

3. ABERTURA DA SESSÃO SOLENE 8

4. HINO NACIONAL BRASILEIRO 8

5. JURAMENTO DOS FORMANDOS 8

6. IMPOSIÇÃO DO GRAU 8

7. DISCURSOS 8

8. ENCERRAMENTO PELO DIRETOR 8

DELIBERAÇÃO E EFEITOS DESTE REGULAMENTO 8

As cerimônias de Colação de Grau da Faculdade Instituto Paulista de Ensino – FIPEN devem ser organizadas de acordo com os critérios e as orientações estabelecidas neste Manual




DA COLAÇÃO DE GRAU


A formatura é um evento caracterizado pela cerimônia de Colação de Grau, um ato legal e oficial presidido pelo Diretor Acadêmico, ou por quem ele designar, e será realizada em sessão solene e pública, ou em sessão não-solene, em dia e horário previamente fixados no Calendário Escolar da Faculdade.

Os períodos para a realização da Cerimônia de Colação de Grau poderão variar de acordo com a época de conclusão dos cursos.

A Cerimônia de Outorga de Grau é dirigida e presidida pela Instituição, não sendo permitido que as comissões de formatura façam constar nos contratos com as empresas promotoras de eventos o cerimonial da sessão de Colação de Grau.

São dois os tipos de cerimônia de outorga de grau:

1.Sessão solene e pública - realizada mediante o pagamento de taxa pelos alunos, para, pelo menos,50 participantes, incluindo familiares e convidados;

2.Sessão não-solene e pública – realizada, sem o pagamento de taxa, e nela os graduandos prestam juramento na presença de 02 (dois) professores.



DA PARTICIPAÇÃO


A participação na Colação de Grau é obrigatória para a conclusão do curso, pois confere publicamente o grau da especialidade ao formando. Fica proibida a participação simbólica de alunos que não estiverem aptos a colar grau.

MODALIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU


A Colação de Grau Ordinária é um ato coletivo realizado em sessão solene, ou não-solene, em dia e horário previamente fixados no Calendário Escolar.

A Colação de Grau Extraordinária, quando requerida e em caráter excepcional, é a imposição de grau, em recinto da administração escolar, ao aluno que não a tenha recebido em ato coletivo. Caso o acadêmico não compareça na data marcada, a colação somente acontecerá na formatura da turma do período seguinte. Na Colação de Grau extraordinária, a imposição do grau será feita pelo Diretor Acadêmico ou um represente por ele designado, acompanhado de um professor.



EXIGÊNCIAS LEGAIS PARA A COLAÇÃO DE GRAU


Somente poderá colar grau o aluno que:

  1. Tiver integralizado o currículo do curso:aprovação em todas as disciplinas, realizado estágios, cumprido a carga horária das atividades complementares, entregue o trabalho de curso e o relatório do Estágio;

  2. Tiver atendido às exigências do ENADE.

  3. Tiver cumprido todas as exigências acadêmicas da Instituição;

  4. Tiver sua documentação completa na Secretaria Acadêmica;

  5. Tiver adimplência financeira total com a Instituição;

  6. Tiver seu nome incluído na relação dos alunos liberados para a Colação de Grau divulgada pela Secretaria Acadêmica.



NÃO COLARÁ GRAU


O aluno que, tendo sido convocado pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Nacionais), não compareceu à prova do ENADE. Nesse caso, o aluno fica impedido de colar grau, e, consequentemente, não terá expedido seu diploma e nem o respectivo Histórico Escolar.

DIPLOMA


Após a Colação de Grau, a Instituição encaminhará o Diploma para registro.

DA CERIMÔNIA


Por ser a Colação de Grau um evento institucional da mais alta importância, pois comemora a apresentação à sociedade dos novos cidadãos de nível superior, a FIPEN pode assumir a organização da cerimônia tipo solene nas dependências da faculdade desde que os formandos arquem com as despesas correspondentes.

As demais atividades relacionadas à formatura, tais como: baile, culto ecumênico, jantares e outras ações não sofrem qualquer influência desta Instituição, podendo os formandos contratar os serviços das empresas que melhor se adequarem aos seus critérios, uma vez que são da inteira responsabilidade dos formandos. Nesse caso, a respeitabilidade do nome da Faculdade é um compromisso dos formandos.



Para que a sessão solene atinja seu objetivo, as orientações seguintes devem ser cumpridas na íntegra:


DEVERES DA COMISSÃO DE FORMATURA


  1. É responsabilidade da Comissão de formatura:

    1. Representar os demais formandos junto à Faculdade;

    2. Atuar conjuntamente com a Faculdade no cerimonial de Colação de Grau;

    3. Entregar, na Secretaria Acadêmica, a relação nominal dos alunos que participarão da Colação de Grau coletiva Não solene e solene;

    4. Caso tenham optado pelo tipo de colação de grau coletiva solene fica sob a responsabilidade da comissão de formatura:

      1. Fazer o pagamento total de todas as despesas que a solenidade acarrete, de modo que o evento seja autosustentável. O pagamento deverá ser feito, pelo menos, 20 (vinte) dias antes da data marcada para a colação;

      2. Protocolar, na Secretaria Acadêmica, até 30 dias antes da data prevista para a sessão solene de Colação de Grau, o formulário DADOS PARA A SESSÃO SOLENE DE COLAÇÃO DE GRAU (Anexo IV) com:

  1. O nome do paraninfo (padrinho da turma) escolhido pelos formandos. Sugere-se que seja alguém que tenha forte relação com o curso ou com a Instituição. O convite ao paraninfo, bem como a informação da necessidade dele preparar seu discurso, deve ser feito pela Comissão de Formatura. O paraninfo de cada turma comporá a mesa no dia da Colação de Grau e lhe serão concedidos 5 minutos para o discurso de congratulação e boa sorte aos seus afilhados. No caso de solenidade que reúna duas ou mais turmas do mesmo curso e que optem por paraninfos distintos, somente um paraninfo de cada curso fará a saudação aos formandos. Se não houver consenso sobre qual paraninfo fará o discurso, o critério de definição será o do sorteio;

  2. O nome do patrono/patronesse (defensor de cada formando perante a sociedade). O patrono pode ser o Mantenedor da Instituição de Ensino.

  3. O nome do orador escolhido (representante dos alunos que fará uso da palavra para expressar os anos vividos durante a realização dos estudos para a obtenção do grau). Cada curso deve escolher um aluno orador, que terá, no máximo, 5 minutos para proferir seu discurso;

  4. O nome dos professores (um por turma) e funcionários (um por turma) a serem homenageados pela turma. Os funcionários homenageados sentar-se-ão nas primeiras filas do auditório, tendo seus lugares reservados. Os professores homenageados comporão a mesa;

  5. Os nomes de dois graduandos que receberão a outorga de grau. Esses alunos representarão os demais formandos perante a autoridade acadêmica e receberá o Grau em nome dos formandos. Cada curso deve escolher dois requerentes de grau;

  6. O nome do juramentista.(aluno que representa os demais formandos e proferirá o juramento). O Juramento utilizado é o Juramento Oficial de cada curso. Cada curso deverá escolher um aluno juramentista. Cabe a esse aluno ler o texto oficial do juramento, ao fim do qual todos os formandos declararão: EU JURO.

    1. Caso sejam feitos convites, é obrigatório que a Comissão de Formatura faça constar os dados seguintes:

  1. Nome e logotipia da Faculdade;

  2. Nome do curso e período de conclusão (ex. 2008/2);

  3. Local, data e horário da sessão solene de Colação de Grau;

  4. Relação nominal das autoridades diretivas da Instituição de Ensino: Patrono, Diretor Acadêmico e Coordenador do Curso;

  5. Nome do paraninfo e dos homenageados;

  6. Texto do juramento;

  7. Nome do orador e do juramentista;

  8. Relação nominal, em ordem alfabética, dos concluintes do curso.




    1. Submeter a arte final dos convites à apreciação da Diretoria Acadêmica;

    2. Encaminhar convite à Secretaria Acadêmica, que será mantido como memória nos arquivos da faculdade;

    3. Encaminhar convite e confirmar a presença do paraninfo e homenageados;

    4. Informar aos formandos os procedimentos e determinações da Faculdade com relação à cerimônia solene de Colação de Grau;

    5. Encomendar flores e/ou lembranças para os homenageados, ficando essa despesa a seu encargo;

    6. Contratar e remunerar os profissionais que farão a cobertura fotográfica e de filmagem, devendo entregar, até 30 dias antes da data prevista para a solenidade de Colação de Grau, à Secretaria Acadêmica, o formulário DADOS PARA A SESSÃO SOLENE DE COLAÇÃO DE GRAU (Anexo IV) com as informações seguintes: nome, telefone e endereço da empresa, nome do proprietário, e relação nominal dos fotógrafos e cinegrafistas, para que seja providenciado o credenciamento deles, sem o que não terão acesso ao espaço físico destinado à solenidade;

    7. Conduzir fotógrafos e cinegrafistas com, pelo menos, 15 dias de antecedência, à Secretaria Acadêmica, para que obtenham informações sobre as normas de utilização do espaço físico da Faculdade destinado à solenidade de Colação de Grau, assim como das normas do cerimonial. Tais profissionais, portando, no dia do evento, os crachás entregues pela Secretaria Acadêmica em local visível, deverão cumprir as normas e a organização do cerimonial da Instituição;

    8. Garantir que no dia do evento solene os profissionais responsáveis pela filmagem e cobertura fotográfica cheguem ao local duas horas antes do horário marcado para início da solenidade para montagem adequada dos equipamentos;

    9. Garantir que os serviços de filmagem e fotografias não atrapalhem o andamento da solenidade;

    10. Avisar e confirmar a presença dos formandos no ensaio geral da Colação de Grau solene;

    11. Ensaiar a Colação de Grau solene em data previamente marcada pela Instituição;

    12. Entregar, até dez dias antes da realização da sessão solene de formatura, o CD contendo as três músicas escolhidas pelos discentes para serem exibidas durante a solenidade. As músicas devem ser apropriadas à cerimônia, não cabendo hinos de agremiações, letras de conteúdo “chulo” ou pornográfico. O protocolo permite música popular brasileira, internacional, instrumental, clássica e orquestrada. Não é permitido fundo musical durante: o juramento, a imposição de grau e o pronunciamento dos oradores;

    13. Alugar e arcar com os custos das becas dos graduandos, que deverão ser na cor preta, comprimento até os pés. A cor da faixa deverá ser de acordo com a área de conhecimento do curso;

    14. Garantir que, durante a solenidade: não haja instrumentos de poluição sonora, uso de bebidas alcoólicas, que pessoas não autorizadas acompanhem o graduando para receber o canudo que simboliza o diploma, e que sejam feitos gestos não condizentes com a cerimônia;

    15. Garantir a presença dos formandos, no local, pelo menos uma hora antes da sessão solene ou não, uma vez que o horário de início da cerimônia será cumprido rigorosamente;

    16. Contribuir para o bom andamento da Colação de Grau em todas as suas fases: antes, durante e após o evento;


DEVERES DA DIREÇÃO DA FACULDADE


  1. É responsabilidade da Direção da Faculdade, caso o aluno opte pela sessão tipo solene:

    1. Designar um membro da comunidade acadêmica como responsável pela cerimônia de Colação de Grau antes, durante e após o evento;

    2. Planejar, organizar e executar, em dias úteis, a sessão solene ou não de Colação de Grau;

    3. Dispor de espaço físico que comporte o público participante do evento;

    4. Montar a estrutura de som, limpeza, segurança e o que for necessário para a realização do evento solene;

    5. Dispor de um Mestre de Cerimônia para condução da sessão solene;

    6. Fornecer ao Mestre de Cerimônias o roteiro da solenidade, chamado de ordem do dia;

    7. Decorar o ambiente para sessão solene de Colação de Grau;

    8. Decidir sobre a disposição da mesa diretiva com relação aos graduandos;

    9. Seguir rigorosamente os horários de início e fim da cerimônia;

    10. Enviar convite específico da Colação de Grau às autoridades;

    11. Observar os nomes e títulos das autoridades presentes na sessão solene;

    12. Garantir que os componentes da mesa estejam no local, pelo menos, 30 minutos antes do início da cerimônia solene;

    13. Garantir que estejam em local adequado as bandeiras do País, do Estado, do Município e da Instituição se houver;

    14. Garantir a qualidade sonora do Hino Nacional Brasileiro apresentado na sessão solene;

    15. Posicionar os graduandos em ordem alfabética, por turma e por curso, na sessão solene, para receber os canudos que simbolizam os diplomas;

    16. Garantir que haverá, na sessão solene, somente os discursos seguintes: Diretor (abertura e encerramento), Patrono, Paraninfo, Juramentista e Orador da turma;

    17. Garantir que durante o pronunciamento dos discursos não haja a projeção de imagens nos telões, a não ser de quem estiver discursando;

    18. Garantir que as músicas selecionadas pelos alunos sejam exibidas nos momentos planejados;

    19. Marcar data para que os formandos façam o ensaio da cerimônia solene da Colação de Grau;

    20. Avaliar e decidir sobre uma eventual apresentação artístico-cultural, a pedido dos formandos, no encerramento do evento;

    21. Garantir que seja elaborada a ATA DE CONCLUSÃO DE CURSO (Anexo III) e que, depois de assinada pelos formandos (condição básica para recebimento do Diploma), seja arquivada na Secretaria Acadêmica.

    22. Garantir que os formandos tenham acesso às informações deste Regulamento, disponibilizando-o no site.

    23. Suspender e remarcar o ato formal e público da Colação de Grau, caso as orientações deste Regulamento não sejam cumpridas.



SESSÃO SOLENE DE COLAÇÃO DE GRAU


Essa solenidade, com duração aproximada de duas horas, deve seguir o Roteiro de Formatura da Faculdade – Sessão Solene (Anexo I). Constam deste roteiro as ações descritas a seguir:

1. FORMAÇÃO DA MESA


Formam a mesa de honra: o Diretor Acadêmico, o Patrono, O Coordenador do curso, o Paraninfo, a Mantenedora e o Professor homenageado. Às personalidades participantes da mesa é exigido o uso de terno para homens e traje social para mulheres.

Tem poder da palavra, durante a colação, o Diretor, o Patrono, o Paraninfo, o Juramentista e o Orador da turma, sendo o tempo designado para cada pronunciamento de até 5 (cinco) minutos.



2. ENTRADA DOS FORMANDOS


Todos os formandos, conduzidos pelo paraninfo, deverão entrar no auditório trajando beca na cor preta, faixa na cintura na cor do curso e capelo. A faixa deve ser na cor que representa a área de conhecimento do curso, a saber:

  • Verde esmeralda – representa a área do conhecimento das ciências da saúde;

  • Vermelho rubi - representa a área do conhecimento das ciências jurídicas;

  • Azul ultramar - representa a área do conhecimento das ciências exatas e humanas;

  • Vinho/lilás - representa a área do conhecimento das licenciaturas.



3. ABERTURA DA SESSÃO SOLENE


Cabe ao Diretor Acadêmico fazer a abertura da sessão de Colação de Grau.

4. HINO NACIONAL BRASILEIRO


Deve ser tocado integralmente e a platéia, se quiser, pode cantar junto. Não se deve aplaudir no final da apresentação do Hino.

5. JURAMENTO DOS FORMANDOS


Os textos dos juramentos dos cursos estão transcritos no Anexo II deste Regulamento. Deverá ser lido pausada e claramente. Os demais formandos com o braço direito erguido,a ao final da leitura, declaram em conjunto: EU JURO.

6. IMPOSIÇÃO DO GRAU


Dois graduandos, representando todos os concluintes do curso, são convidados a Colar o Grau.

7. DISCURSOS


Falarão obrigatoriamente o orador, o paraninfo, o/a patrono/patronesse e o Diretor. Outros discursos somente ocorrerão com a anuência do Diretor. Cada discurso não deverá ultrapassar 5 (cinco) minutos.

8. ENCERRAMENTO PELO DIRETOR


Cabe ao Diretor Acadêmico fazer o encerramento da solenidade.

DELIBERAÇÃO E EFEITOS DESTE REGULAMENTO


Os casos não previstos neste Manual serão decididos pela Diretoria Acadêmica da FIPEN.
Este Regulamento se aplica a partir de 2012.

Anexo I - ROTEIRO DE FORMATURA – SESSÃO SOLENE


Faculdade Instituto Paulista de Ensino – FIPEN
Mestre de Cerimônias:

1. Senhoras e senhores BOA NOITE, daremos início à abertura da solenidade de Colação de Grau dos formandos da XXXX (número romano) TURMA DO CURSO DE _____________________ da FIPEN - Faculdade Instituto Paulista de Ensino.



Fundo Musical 1:

Convido as autoridades para compor a mesa. São elas:

Professor (Título) Fulano de Tal

Diretor Acadêmico da Faculdade;

Professor (Título) Fulano de Tal

Patrono desta Instituição;

Professor (Título) Fulano de Tal

Coordenador do curso tal...;

Professor (Título) Fulano de Tal

Paraninfo da turma;

Professor (Título) Fulano de Tal

Professor homenageado;


Registramos também a presença das seguintes autoridades e homenageados: ________________________________________________________________________________________________________________________________


  1. Convido o paraninfo da turma, Professor (Título) _____________________________para que conduza seus afilhados ao salão de atos;




  1. O Paraninfo vai até a recepção buscar os formandos;




  1. O Mestre de Cerimônias anuncia a entrada dos formandos, conduzidos pelo padrinho;

Fundo Musical 2:


  1. O Mestre de Cerimônias convida o Diretor Acadêmico para abrir a solenidade, dizendo: Convido o Diretor Acadêmico da FIPEN, Professor Doutor Fulano de Tal, para vir até a tribuna e proceder a abertura oficial da solenidade de Colação de Grau da Primeira Turma de Formandos do Curso de ___________________________________;




  1. O Diretor faz a abertura, dizendo: Com muito orgulho, declaro aberta a solenidade de Colação de Grau da XXX turma de formandos do Curso __________________________ desta Faculdade. Em nome dos conselhos e colegiados desta Faculdade, saúdo a presença das autoridades, homenageados e convidados que compõem a mesa e prestigiam este ato solene. Saúdo também os formandos, seus familiares, amigos e demais convidados.




  1. Em seguida, o Mestre de Cerimônias pede para que todos fiquem em pé para cantar o Hino Nacional Brasileiro: Convido os presentes para, em pé, cantarmos o Hino Nacional Brasileiro;


HINO NACIONAL BRASILEIRO



  1. O Mestre de Cerimônias convida o Patrono, Professor (Título) Fulano de Tal, para vir até a tribuna e fazer o seu pronunciamento;




  1. O Patrono faz seu pronunciamento em até 5 (cinco) minutos;




  1. Dando prosseguimento, o Mestre de Cerimônias chama o paraninfo, dizendo: Convido o paraninfo da turma, Professor (Título) Fulano de Tal, para vir até a tribuna e transmitir sua mensagem aos seus afiliados e demais presentes;




  1. O Paraninfo faz seu pronunciamento em até 5 (cinco) minutos;




  1. Em seguida, o Mestre de Cerimônias chama o orador da turma, dizendo: Dando seqüência à cerimônia de Colação de Grau, chamo o formando Fulano de Tal, orador da turma, para vir até a tribuna e falar em nome dos colegas;




  1. O Orador da turma faz seu pronunciamento no tempo máximo de 5 (cinco) minutos;




  1. O Mestre de Cerimônias convida o/a juramentista, dizendo: Convido o formando Fulano de Tal, escolhido pelos colegas, para vir até a tribuna e proferir o juramento (Anexo II) em nome da turma;




  1. O formando dirige-se à tribuna e, com o braço direito estendido, lê o juramento, enquanto os demais, em pé, também com o braço direito estendido, ouvem em silêncio e, no final, todos juntos dizem: EU JURO;




  1. O Mestre de Cerimônias convida o Coordenador do Curso para vir até a tribuna e ler A Ata de Conclusão do Curso (Anexo III), dizendo: O professor (título) Fulano de Tal, Coordenador do Curso ________________, fará, neste momento, a leitura do Ata de Conclusão de Curso da turma de formandos do curso superior _________________, ano 200X/X, e, em seguida, daremos início ao ato de Colação de Grau;




  1. O Coordenador do Curso lê a Ata de Conclusão de Curso (Anexo III), que deve estar assinada por todos os formandos aptos a colarem grau;




  1. O Mestre de Cerimônias convida o Patrono, Professor (Título) Fulano de Tal, para a outorga do Grau aos dois formandos escolhidos pela turma;




  1. O Patrono vai até a tribuna e, tendo os dois formandos em frente dele, diz: Na condição de Patrono desta Instituição de Ensino, usando das atribuições que me outorgam a legislação do Ensino Superior do país, concedo-lhes o grau de __________________, para que possam usufruir todos os direitos que a este grau asseguram as leis do Brasil.Todos vocês estão a partir de agora qualificados para o exercício da profissão de ________________. Tenham sempre a justiça, a solidariedade e a liberdade como expressão do compromisso de vocês com a sociedade;




  1. Em seguida, o Mestre de Cerimônias convida o Coordenador do Curso para fazer a entrega simbólica dos diplomas;




  1. O Mestre de Cerimônias, seguindo a lista nominal dos formandos, faz a chamada, um a um, para o recebimento dos canudos;




  1. O Coordenador do curso, seguindo a chamada faz a entrega simbólica dos diplomas, sem espaços para agradecimentos;




  1. Os seis primeiros formandos chamados cumprimentam todos os membros da mesa, os demais cumprimentam apenas o Coordenador do Curso, que é a autoridade que lhe entrega o canudo;




  1. Terminada a entrega dos canudos, o Mestre de Cerimônias convida os alunos que prestarão as homenagens, dizendo:


Convido o/a formando/a Fulano de Tal para homenagear o Diretor Acadêmico;

Convido o/a formando/a Fulano de Tal homenagear o Patrono;

Convido o/a formando/a Fulano de Tal para homenagear o Paraninfo;

Convido o/a formando/a Fulano de Tal para homenagear o Professor Fulano de Tal.


  1. Finalizando, o Mestre de Cerimônias pede que o Diretor Acadêmico faça o encerramento, dizendo: Solicitamos que o Diretor da Faculdade, Professor Doutor Fulano de Tal, faça o encerramento oficial desta solenidade de Colação de Grau.




  1. O Diretor encerra a solenidade dizendo: Declaro encerrado este ato solene de Colação de Grau da Turma do Curso Superior _____________________________________________________________.



  1. Em seguida, o Mestre de Cerimônias diz: Peço que os convidados permaneçam em seus lugares até a saída dos formandos que serão cumprimentados na recepção, ocasião em que será servido o coquetel.


Fundo Musical 3.


  1. Finalizando, o Mestre de Cerimônias diz: A Faculdade Instituto Paulista de Ensino – FIPEN parabeniza os profissionais que Colaram Grau nesta data e agradece a presença de todos.



  1. FIM

Anexo II - JURAMENTOS




CURSO DE ADMINISTRAÇÃO


Juro dignificar o grau de Administrador, exercendo minha profissão com verdade e justiça, consciente de minhas responsabilidades legais e ambientais e observando o código de ética, objetivando o processo de integração social, o aperfeiçoamento da ciência administrativa, o desenvolvimento das instituições, e a grandeza do homem e da Pátria.



CURSO DE TECNOLOGIA

GESTÃO EM RH
Juro dignificar minha profissão, consciente das minhas responsabilidades legais, observando o código de ética, objetivando o aperfeiçoamento da ciência humana e o desenvolvimento das instituições, transformando pessoas em capital humano para as organizações, cumprindo o compromisso maior com o direito, o dever e o respeito ao ser humano.
CURSO DE TECNOLOGIA

GESTÃO COMERCIAL

Juro dignificar minha profissão, consciente das minhas responsabilidades legais, observando o código de ética e enfrentando os desafios do mercado com competência, objetivando o desenvolvimento das instituições, em benefício do ser humano.


Anexo III - ATA DE CONCLUSÃO DE CURSO
A Secretaria Acadêmica da Faculdade Instituto Paulista de Ensino – FIPEN, após analisar o Histórico Escolar e o prontuário dos alunos relacionados abaixo:

RM

NOME DO ALUNO

ASSINATURA




































Constatou que eles:



  1. Realizaram todas as atividades didáticas complementares previstas para o curso _______________________________________________________;

  2. Cursaram todas as disciplinas do currículo do curso ________________________________ ;

  3. Foram aprovados em todas essas disciplinas, tendo, dessa forma, cumprido a carga horária total do curso de ____________________________;

  4. Realizaram estágios profissionalizantes e entregaram seus respectivos Relatórios de Estágios;

  5. Entregaram seus trabalhos de conclusão de curso;

  6. Estão regulares com o ENADE, conforme parágrafo 5º do artigo 5º da Lei 10.861, de 14 de abril de 2004; e

  7. Não possuem pendência documental, administrativa e financeira;

Atendendo, portanto, a todos os requisitos necessários para a integralização do curso e para a obtenção do título de ______________________________________________________.


Osasco, __________ de ______________________ de ______________








Assinatura da Secretaria Acadêmica

Assinatura da Coordenação Pedagógica



Anexo IV – DADOS PARA A SOLENIDADE DE COLAÇÃO DE GRAU




Curso:

Data da Colação de Grau:

Nome dos integrantes da Comissão de Formatura:


Nome dos alunos que participarão da solenidade de Colação de Grau:


Nome de dois graduandos que receberão a outorga de grau:


Nome dos homenageados:



Nome do aluno que proferirá o juramento:

Nome do orador da turma:

Nome do paraninfo:

Nome do patrono/patronesse:

Nome da empresa contratada para a filmagem/fotografia:

Telefone:

e-mail:


Nome do proprietário:

Relação nominal dos fotógrafos e cinegrafistas:


Assinatura da Comissão:


Data:

Protocolo da Secretaria Acadêmica

Recebido em:

Assinatura:









Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal