Encontro Nacional de Bateristas no Tubo d'Ensaio Um dia de ritmos



Baixar 4.92 Kb.
Encontro22.07.2018
Tamanho4.92 Kb.

Encontro Nacional de Bateristas no Tubo d'Ensaio


Um dia de ritmos
Mais de 40 pessoas participaram no Encontro de Bateristas, realizado sábado passado no Tubo d'Ensaio. Vieram de cidades como Lisboa, Gaia, Bragança, Leiria, entre outras, para aprender mais sobre o seu instrumento musical favorito. Joaquim Cardoso, que teve a iniciativa de organizar este evento com o Tubo d'Ensaio, justifica-o com “a vontade de juntar músicos de várias partes do país, para partilhar ideias.” Entre os representantes das marcas associadas ao encontro, essa ideia de partilha de experiências e conhecimentos também estava presente.”As indústrias precisam da renovação de mercados, se não houver estudantes, daqui a algum tempo também não há indústria”, dizia Paulo Nogueira, importador de algumas das marcas de baterias em exposição. “É preciso trocar experiências e estes encontros promovem esse intercâmbio.” Entre as empresas que se associaram ao evento estavam a Castanheira Somusica e a Missom - fornecedores do Tubo d'Ensaio, Américo Nogueira Lda, e a RFDrums.

Ao longo da tarde foi possível assistir a várias demonstrações de bateria e apresentação de material, e também a um workshop de captação áudio, especificamente para bateria.



Hugo Danin, que lançou no encontro o primeiro livro em Portugal sobre técnicas modernas de bateria, explicou que “há carências no ensino da bateria, existe relutância em ensiná-la em conservatórios, parece que a consideram como o inimigo nº1 dos instrumentos de percussão, quando é tão válido como os outros”. Formado num conservatório em Espanha, e membro da Drummers Collective de Nova Iorque, Danin acrescenta: “A melhor banda do mundo com um mau baterista não puxa, mas uma banda menos boa com um bom baterista ainda faz mexer”. Durante a sua demonstração, numa sala apinhada de gente, ninguém pareceu ficar indiferente às suas capacidades.

De acordo com Joaquim Cardoso, as expectativas da organização foram superadas “pelo número de participantes e pela qualidade das actividades. É de notar que vieram pessoas do país todo, que têm muitas coisas deste género nas suas cidades, e mesmo assim deslocaram-se à Figueira e ao Tubo d'Ensaio para participar neste encontro.” No fim de um dia cheio de ritmo, a satisfação era visível entre os participantes. Hugo Danin deixou a ideia: “A bateria é como o coração, se deixa de bater, tudo o resto pára.”

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal