Escola estadual maria josé



Baixar 28.62 Kb.
Encontro14.03.2018
Tamanho28.62 Kb.


ESCOLA ESTADUAL MARIA JOSÉ

Anaurilândia - MS

Culture around us (about language English)

Priscila Mendes Daosico

Anaurilândia - MS

Outubro/ Novembro 2009


ESCOLA ESTADUAL MARIA JOSÉ

Anaurilândia - MS

Culture around us (about language English)
Priscila Mendes Daosico

Projeto inserido no Plano de ação do PDE

na disciplina de L. E. Inglês e L. E. M. Inglês

com o objetivo de incentivar e melhorar as notas

dos estudantes na referida disciplina.

Anaurilândia - MS

Outubro/Novembro 2009

Sumário

Introdução / Justificativa 4


Objetivos 5
Ficha Técnica do Projeto 5
Metodologia 5
Avaliação 6
Relatório da Execução 6
Bibliografia 7

Introdução / Justificativa

Este projeto será realizado na Escola Estadual Maria José com os alunos do 9º A Ano Matutino. Será usado a STE (sala de tecnologia).

Numa visão teórica do que é aprender uma nova língua dividiremos as aulas em 4 fases:


  1. estabelecimento de clima e confiança,

  2. apresentação de amostras significativas de linguagem,

  3. ensaio para a fluência coerente e uso real,

  4. fechamento do encontro, compensações, avaliações.

No Brasil, o ensino de línguas tem usado muito as normas gramaticais, mas alguns professores de Língua Estrangeira estão iniciando a criação de condições para a aprendizagem de uso comunicativo da linguagem.

As avaliações precisam ser capazes de produzir ações comunicativas concretas, o contexto lingüístico e situacional para o desenvolvimento dos aprendizes deve ser autêntico, verossímil e comunicativo. O professor deve observar constantemente o desenvolvimento de seus alunos, quando eles fazem uso principalmente da língua LE. As avaliações comunicativas são fundamentais no processo comunicativo de línguas.

Este projeto torna-se fundamental, pois vem a contribuir com as necessidades pedagógicas da escola Maria José. Segundo análise do PDE, as disciplinas de L. E. Inglês e L. E. M. Inglês é uma das que apresenta maior dificuldade e um número significativo de repetências e interesse pedagógico pelos alunos.

O conceito de língua estrangeira é bem complexo, pois significa língua dos outros, com o tempo o aprendiz observara que a língua estrangeira também poderá ser falada por ele, no momento em que o aprendiz adquiri uma língua estrangeira ele poderá transmitir sua cultura, através da fala, só que em uma língua diversa da sua.

A abordagem significa um conjunto de disposições, crenças sobre o que é linguagem humana ou uma filosofia. A abordagem é fundamental no ensino de línguas, cabe ao professor ter uma abordagem e saber como ela funciona no processo de ensino e aprendizagem.

Neste projeto utilizaremos O ensino Comunicativo que é aquele que organiza as experiências para adquirir o conhecimento bem como as atividades necessárias para que o aluno aprenda. O professor comunicativo trabalha com conteúdos de significação, experiências válidas de formação e crescimento intelectual, representação de temas do universo do aluno, a compreensão do papel da língua materna para a aquisição de uma outra língua.



Objetivos
Desenvolver as habilidades do Listening and Speaking em sala de aula. Trabalhar com uma abordagem comunicativa do Ensino de Línguas segundo Almeida Filho e criar um ambiente de interação entre os alunos envolvidos através da fala na língua inglesa.

Despertar o interesse dos alunos pela língua Inglesa e proporcionar-lhes o conhecimento das culturas de outros, neste caso, dos falantes da língua inglesa.


Ficha técnica do Projeto

CONTEÚDO


Culture (English around us)

OBJETIVO GERAL

Fazer com que os alunos conheçam a cultura dos falantes em Língua Inglesa.

OBJETIVO ESPECÍFICO

Apreender datas comemorativas comuns aos falantes da liíngua inglesa e compará-las com as diferenças das brasileiras.

Reconhecer a existências de outras culturas, respeitando-as e valorizando apropria cultura.

Aprender a se expressar e a criar.
METODOLOGIA
Primeiramente, os estudantes receberão as instruções da realização do trabalho. Em seguida será discutido como será a avaliação e as datas de finalizações dos trabalhos. Por fim a sala será dividida em grupos (9 grupos de livre escolha), e os temas divididos para cada grupo através de sorteio, bem como as datas.

Os temas são:

1 – Halloween

2 – Thanksgiving Days

3 – Australian

4 – English in the Africa

5 – Valentine Days

6 – English in the Europe

7 – English in the America

8 – Enghish in the Asia

9 - Hollywood

Os alunos, então, terão que pesquisar sobre o tema em várias fontes, apresentar o trabalho para a turma na data sorteada. Para a pesquisa na internet será realizada 03 aulas na STE (Sala de Tecnologia).

Cada grupo fará um cartaz em cartolina de acordo com o tema. Os cartazes serão colocados em um mural.

Entregarão uma parte do trabalho escrito em seis páginas impressas com os dados dos grupos e capa.

Toda a sala escreverá um relatório de cada apresentação e entregarão após todos terem realizado o seminário.

Cada grupo terá que ter um tempo de apresentação de, o mínimo 8 min e no máximo 15 min, serão realizados dois seminários de cada vez.

Após a conclusão dos seminários, da entrega dos cartazes e dos relatos e parte escrita será divulgada a nota e o professor fará um apanhado geral e passará dois documentários referentes aos temas estudados na Sala de Vídeo.
AVALIAÇÃO

Todo o trabalho realizado valerá 5,0 contados na média. As notas serão individuais, sendo distribuídos conforme os critérios abaixo:

2,0 pts pelo cartaz;

1,5 pts pela apresentação;

1,5 pts pela parte escrita.

O estudante que atrapalhar a apresentação dos colegas será punido com 0,5 a menos.

RELATÓRIO DA EXECUÇÃO
A maioria dos alunos fez o trabalho e o realizaram bem, sendo apenas um grupo com 3 estudantes que não realizou o trabalho completo fazendo apenas, após muita conversa, a parte escrita do trabalho, porém mal rascunhada e em folhas inadequadas.

Pude perceber as seguintes dificuldades por parte dos estudantes:



Na escrita: houve muita dificuldade em síntese e muitos trabalhos colados e copiados, além disso, os alunos não tinham noção de formatação, estando, em todos os trabalhos margens sem marcações, textos todo centralizados, sem parágrafos, entre outras coisas.

Na apresentação: a maioria leu o trabalho, demonstraram muita vergonha, pouca prática oral e tom de voz inadequado.

No cartaz: a minoria dos trabalhos apresentou má distribuição dos textos ou figuras.

No comportamento: todos se comportaram durante as apresentações e respeitaram os colegas. A maioria prestou atenção nos seminarista sem desviar o foco.

Concluindo, da minha parte falhei em não explicar alguns pontos específicos como, por exemplo: sobre a formatação dos trabalhos e sobre aspectos da apresentação como, por exemplo, proibi-los de ler os trabalhos, porque imaginei que eles já saberiam disso por estar concluindo o Ensino Fundamental, porém percebi que a oralidade é pouco trabalhada em sala de aula.



Bibliografia
Almeida Filho,José Carlos P.Dimensões Comunicativas no Ensino de Línguas.Pontes,1993.campinas,SP.
Caroni, Lilia.Aquisição de segunda Língua :A Teoria de Krashen.UFSC




Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal