Estudante



Baixar 46.05 Kb.
Encontro07.02.2018
Tamanho46.05 Kb.

Para quem faz DNA, a seleção é natural

COLÉGIO DNA

colegiodna@hotmail.com

Estudante: ______________________________________________________________________________________



LISTA DE EXERCÍCIOS DE GRAMÁTICA

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

(Pucsp 2007) MUDANÇA NO CLIMA AFETA MAIS OS POBRES, DIZ SECRETÁRIO DA ONU

Após alerta climático da ONU, reunião com ministros do Meio Ambiente de cem países pretende estudar modificações no comércio global para salvar o planeta
"Agência Reuters"

NAIRÓBI, Quênia - Os pobres do mundo, embora sejam os menos responsáveis pelo aquecimento global, serão os mais afetados pelo fenômeno, disse na segunda-feira o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, a ministros de Meio Ambiente de vários países. Eles estão reunidos em Nairóbi, capital do Quênia, para estudar modificações no comércio global de modo a salvar o planeta.

"A degradação do ambiente global continua incontida, e os efeitos da mudança climática estão sendo sentidos em todo o globo", disse Ban em nota que ecoa o relatório divulgado na semana passada pela ONU que apontava as atividades humanas como principais causas do aquecimento.

Em um discurso atribuído a Ban no início da reunião ministerial de Nairóbi, capital do Quênia, o secretário-geral afirmou que todos os países vão sentir os efeitos adversos das mudanças climáticas. "Mas são os pobres, na África e em pequenos Estados insulares, que vão sofrer mais, mesmo que sejam os menos responsáveis pelo aquecimento global", afirmou.

Especialistas dizem que a África é o continente que menos emite gases do efeito estufa, como o dióxido de carbono, mas que devido à pobreza e à geografia é a região que tem mais a perder. Símbolos disso são a desertificação em torno do Saara e a redução da capa de gelo do monte Kilimanjaro.

Agências ambientais da ONU pressionam Ban a se empenhar na busca por um tratado que suceda ao Protocolo de Kyoto, que prevê a redução nas emissões globais de poluentes, mas expira em 2012.

Os governos estão sob pressão para agirem à luz das conclusões do Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática da ONU, que apontou grande probabilidade de que no futuro haja mais tempestades, secas, ondas de calor provocadas pela queima de combustíveis fósseis e outras atividades.
ALTERNATIVAS
Achim Steiner, chefe do Programa Ambiental da ONU, que organiza o encontro de uma semana dos quase cem ministros, disse que a globalização está esgotando os recursos mundiais, sem oferecer os benefícios esperados.

Mas há muitos exemplos de gerenciamento sustentável, lembrou ele, citando a certificação de recursos como madeira e pesca para evitar a exploração ilegal e mecanismos "criativos", como o mercado de carbono, ou seja, de créditos para a emissão de poluentes, que se amplia rapidamente.

"Precisamos valorizar o poder do consumidor, atender aos apelos por regulamentação internacional para o setor privado e impor padrões e normas realistas para os mercados globalizados", disse Steiner em nota antes da reunião.
RELATÓRIO CLIMÁTICO
O encontro ocorre sob o impacto do relatório da ONU, de acordo com o qual há mais de 90% de probabilidade de que o aquecimento global tenha como principal causa o fator humano.

Funcionários da ONU esperam que o estudo incentive governos - especialmente o dos EUA, maior poluidor mundial - e empresas a se empenharem mais na redução dos gases do efeito estufa, emitidos principalmente por usinas termelétricas, fábricas e carros.

O encontro desta semana do Conselho do Programa Ambiental da ONU no Quênia discutirá também a crescente ameaça da poluição por mercúrio, a demanda por biocombustíveis e reformas na ONU.

Pela primeira vez, o evento receberá dirigentes de outras agências, como Pascal Lamy, da Organização Mundial do Comércio (OMC).

"Acredito que a presença (de Lamy) mostra que não há mais um tráfego de mão única a respeito do comércio e meio ambiente", disse Steiner.

Fonte: "www.estadao.com.br/2007/fev/05/85.htm"


1. Tendo em mente o padrão escrito culto, leia o que segue.
I - "A degradação do ambiente global continua incontida, e os efeitos da mudança climática estão sendo sentidos em todo o globo."

II - "Símbolos disso são a desertificação em torno do Saara e a redução da capa de gelo do monte Kilimanjaro."

III - "Mas há muitos exemplos de gerenciamento sustentável, lembrou ele..."
Considerando a correção gramatical dos três excertos acima, é possível afirmar que

a) Há inadequação apenas no primeiro excerto, uma vez que não se coloca vírgula antes da conjunção "e".

b) Há inadequação apenas no segundo excerto, uma vez que "são" não concorda com "a desertificação".

c) Há inadequação apenas no terceiro excerto, uma vez que o pronome "ele" deveria estar no caso oblíquo.

d) Há inadequação nos três excertos.

e) Não há inadequação em nenhum dos três excertos.


TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

(Fatec 2007) O QUE FAZ VOCÊ FELIZ?


A lua, a praia, o mar

A rua, a saia, amar...

Um doce, uma dança, um beijo,

Ou é a goiabada com queijo?


Afi nal, o que faz você feliz?
Chocolate, paixão, dormir cedo, acordar tarde,

Arroz com feijão, matar a saudade...

O aumento, a casa, o carro que você sempre quis

Ou são os sonhos que te fazem feliz?


Um filme, um dia, uma semana

Um bem, um biquíni, a grama...

Dormir na rede, matar a sede, ler...

Ou viver um romance? O que faz você feliz?


Um lápis, uma letra, uma conversa boa

Um cafuné, café com leite, rir à toa,

Um pássaro, ser dono do seu nariz...

Ou será um choro que te faz feliz?


A causa, a pausa, o sorvete,

Sentir o vento, esquecer o tempo,

O sal, o sol, um som

O ar, a pessoa ou o lugar?


Agora me diz,

O que faz você feliz?

(Anúncio publicitário do Grupo Pão de Açúcar, veiculado na Revista "VEJA", edição de 21 de março de 2007)
2. Nesse texto publicitário predomina um padrão de linguagem coloquial, no qual podem ocorrer desvios do padrão culto da língua. Assinale a alternativa contendo desvio(s).

a) "Ou é a goiabada com queijo?".

b) "O aumento, a casa, o carro que você sempre quis".

c) "O que faz você feliz?".

d) "Um cafuné, café com leite, rir à toa".

e) "Agora me diz, o que faz você feliz?".


TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

(Fatec 2008) DO JEITO QUE EU QUERO SER


Os sites que abrem portas para mundos virtuais em três dimensões, como o Second Life ou o do jogo Star Wars Galaxies, são um dos grandes sucessos atuais da internet. Não é para menos. Eles tornam corriqueira e divertida uma prática que a psicanálise há tempos detectou ser comum a todos os seres humanos - a de projetar uma imagem ideal de si mesmo através de outras pessoas. É o que se faz, por exemplo, quando se pensa em ganhar na loteria e levar uma vida igual à dos milionários que aparecem nas revistas. Na internet, essa projeção de si próprio se chama avatar e não existe apenas na mente de cada um. Ela se materializa nos personagens criados para participar dos mundos virtuais. No mundo dos avatares não existe a baixa auto-estima. Todo mundo pode ser forte, atraente e dono de grandes habilidades sociais. É possível também se transmutar num personagem de desenho animado. Pode-se até mudar de sexo. Apenas no Second Life, perto de 9 milhões de avatares já foram inventados em todo o mundo. Os criadores dos personagens permanecem sentados à frente de seus computadores, mas suas criaturas ganham o mundo, lutam em guerras, eliminam monstros ou simplesmente namoram nas ruas de cidades imaginárias - mas bem reais na tela do monitor.

(Veja Especial - Tecnologia, agosto, 2007, p. 18)


3. Assinale a alternativa em que é observada a norma culta de concordância, regência e emprego de pronomes.

a) Há uma porta para um mundo virtual, o qual os internautas gostam e nele vive uma vida paralela.

b) Pode existir mundos povoados por avatares, os quais não é permitido a baixa auto-estima.

c) Trata-se de verdadeiras materializações de imagens projetadas, as quais se encontram fora da mente das pessoas; chamam-nas de avatares.

d) A psicanálise detectou, fazem muitos anos, a essa prática, cuja é comum à várias pessoas.

e) É possível haverem pessoas que aspiram ser fortes e atraentes ou, até, personagem de desenho animado.


TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

(Unifesp 2008) No ensino, como em outras coisas, a liberdade deve ser questão de grau. Há liberdades que não podem ser toleradas. Uma vez conheci uma senhora que afirmava não se dever proibir coisa alguma a uma criança, pois ela deve desenvolver sua natureza de dentro para fora. "E se a sua natureza a levar a engolir alfinetes?" indaguei; lamento dizer que a resposta foi puro vitupério. No entanto, toda criança abandonada a si mesma, mais cedo ou mais tarde engolirá alfinetes, tomará veneno, cairá de uma janela alta ou doutra forma chegará a mau fim. Um pouquinho mais velhos, os meninos, podendo, não se lavam, comem demais, fumam até enjoar, apanham resfriados por molhar os pés, e assim por diante - além do fato de se divertirem importunando anciãos, que nem sempre possuem a capacidade de resposta de Eliseu. Quem advoga a liberdade da educação não quer dizer que as crianças devam fazer, o dia todo, o que lhes der na veneta. Deve existir um elemento de disciplina e autoridade: a questão é até que ponto, e como deve ser exercido.

(Bertrand Russell, Ensaios céticos.)
4. - Quem advoga a liberdade da educação não quer dizer que as crianças devam fazer, o dia todo, o que lhes der na veneta.

Substituindo-se Quem por As pessoas que, obtém-se:

a) As pessoas que advoga a liberdade da educação não querem dizer que as crianças devam fazer, o dia todo, o que lhes der na veneta.

b) As pessoas que advogam a liberdade da educação não quer dizerem que as crianças devam fazer, o dia todo, o que lhes derem na veneta.

c) As pessoas que advogam a liberdade da educação não quer dizer que as crianças devam fazer, o dia todo, o que lhes der na veneta.

d) As pessoas que advogam a liberdade da educação não querem dizer que as crianças devam fazer, o dia todo, o que lhes der na veneta.

e) As pessoas que advogam a liberdade da educação não querem dizerem que as crianças devam fazer, o dia todo, o que lhes derem na veneta.
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

(Ufsm 2007) "Até a noite de ontem, sete candidatos ao Palácio do Planalto haviam registrado a candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A eleição, por enquanto, está polarizada entre o presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB)."

"Jornal ZH", 6 de julho de 2006.
5. Assinale a alternativa que apresenta, de acordo com a norma culta, uma versão da informação contida no primeiro período.

a) Até a noite de ontem, haviam sete candidatos ao Palácio do Planalto com registro de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

b) Até a noite de ontem, havia sete candidatos ao Palácio do Planalto com registro de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

c) Sete candidatos ao Palácio do Planalto haviam registrado, na noite de ontem, a candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

d) Sete candidatos ao Palácio do Planalto tiveram seu registro de candidatura concedido, na noite de ontem, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

e) Até a noite de ontem, houveram sete candidatos ao Palácio do Planalto com registro da candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO

(Fatec 2007) TEXTO I


Em pé, no meio do espaço que formava a grande abóbada de árvores, encostado a um velho tronco decepado pelo raio, via-se um índio na flor da idade.

Uma simples túnica de algodão, a que os indígenas chamavam aimará, apertada à cintura por uma faixa de penas escarlates, caía-lhe dos ombros até ao meio da perna, e desenhava o talhe delgado e esbelto como um junco selvagem.

Sobre a alvura diáfana do algodão, a sua pele, cor de cobre, brilhava com reflexos dourados; os cabelos pretos cortados rentes, a tez lisa, os olhos grandes com os cantos exteriores erguidos para a fronte; a pupila negra, móbil, cintilante; a boca forte mas bem modelada e guarnecida de dentes alvos, davam ao rosto pouco oval a beleza inculta da graça, da força e da inteligência.

TEXTO II
Era preto retinto e filho do medo da noite. Houve um momento em que o silêncio foi tão grande escutando o murmurejo do Uraricoera, que a índia tapanhumas pariu uma criança feia.

Já na meninice fez coisas de sarapantar. De primeiro passou mais de seis anos não falando.

Ficava no canto da maloca, trepado no jirau de paxiúba, espiando o trabalho dos outros. O divertimento dele era decepar cabeça de saúva. Vivia deitado mas si punha os olhos em dinheiro, dandava pra ganhar vintém. E também espertava quando a família ia tomar banho no rio, todos juntos e nus. Passava o tempo do banho dando mergulho, e as mulheres soltavam gritos gozados por causa dos guaimuns diz-que habitando a água doce por lá.

Nem bem teve seis anos deram água num chocalho pra ele e começou falando como todos. E pediu pra mãe que largasse a mandioca ralando na cevadeira e levasse ele passear no mato. A mãe não quis porque não podia largar da mandioca não. Ele choramingou dia inteiro.

(Texto com adaptações.)


6. Assinale a alternativa em que se encontra redação de acordo com a norma culta escrita.

a) E pediu à mãe que largasse a mandioca ralando na cevadeira e se dispusesse a levá-lo a passear no mato.

b) Se as mães não se proporem a ir, é por que não podem largar a mandioca, não. Ele choramingou, dia inteiro.

c) A boca forte mas bem modelada e guarnecida, de dentes alvos expunha no rosto pouco oval, a beleza inculta: da graça, da força e da inteligência.

d) Tratavam-se de alguns índios que viam-se, em pé, no meio do espaço que formava a grande abóbada de árvores.

e) Simples túnicas de algodão, onde os indígenas chamavam-nas de aimará, apertadas na cintura por uma faixa de penas escarlates, caíam-lhe dos ombros.


7. (Fgv 2008) Atente para as afirmações:

I. Na frase - Há razões para esse medo? - substituindo-se o verbo há no mesmo tempo verbal, tem-se:

Existirá razões para esse medo?

II. Está correta, de acordo com a norma culta, a colocação pronominal da frase: O setor mais dinâmico foi a indústria, que se superou em 2007.

III. Dos substantivos economia, estabilidade e intermediação, formam-se, respectivamente, os verbos: economizar, estabilizar e intermedear.

Está correto apenas o que se afirma em:

a) I.

b) II.


c) III.

d) I e II.

e) II e III.
TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES.

(Fgv 2008) ESTAMOS CRESCENDO DEMAIS ?


O nosso "complexo de vira-lata" tem múltiplas facetas. Uma delas é o medo de crescer. Sempre que a economia brasileira mostra um pouco mais de vigor, ergue-se, sinistro, um coro de vozes falando em "excesso de demanda" "retorno da inflação" e pedindo medidas de contenção.

O IBGE divulgou as Contas Nacionais do segundo trimestre de 2007. Não há dúvidas de que a economia está pegando ritmo. O crescimento foi significativo, embora tenha ficado um pouco abaixo do esperado. O PIB cresceu 5,4% em relação ao segundo trimestre do ano passado. A expansão do primeiro semestre foi de 4,9% em comparação com igual período de 2006.(...)

Aturma da bufunfa não pode se queixar. Entre os subsetores do setor serviços, o segmento que está "bombando" é o de intermediação financeira e seguros - crescimento de 9,6%. O Brasil continua sendo o paraíso dos bancos e das instituições financeiras.

Não obstante, os porta-vozes da bufunfa financeira, pelo menos alguns deles, parecem razoavelmente inquietos. Há razões para esse medo? É muito duvidoso. Ressalva trivial: é claro que o governo e o Banco Central nunca podem descuidar da inflação. Se eu fosse cunhar uma frase digna de um porta-voz da bufunfa, eu diria (parafraseando uma outra máxima trivializada pela repetição): "O preço da estabilidade é a eterna vigilância".

Entretanto, a estabilidade não deve se converter em estagnação. Ou seja, o que queremos é a estabilidade da moeda nacional, mas não a estabilidade dos níveis de produção e de emprego.

A aceleração do crescimento não parece trazer grande risco para o controle da inflação. Ela não tem nada de excepcional. O Brasil está se recuperando de um longo período de crescimento econômico quase sempre medíocre, inferior à média mundial e bastante inferior ao de quase todos os principais emergentes.

O Brasil apenas começou a tomar um certo impulso. Não vamos abortá-lo por medo da inflação.

(Folha de S.Paulo, 13.09.2007. Adaptado)


8. Assinale a alternativa em que as frases repetem a regra de concordância verbal da frase - ... O governo e o Banco Central nunca podem descuidar da inflação.

a) Continuam bem comportadas as expectativas de inflação para 2007 e as taxas de juro./ Saem-se bem no Brasil os bancos e as instituições financeiras.

b) O IBGE divulgou ontem as Contas Nacionais do segundo trimestre de 2007./ O Banco Central deveria impor regras rígidas aos bancos.

c) Temos, ao mesmo tempo, aumento do grau de utilização da capacidade preexistente e aumento do estoque de capital./ O controle da inflação não pode correr riscos.

d) Mas ainda estamos crescendo menos do que quase todos os outros países emergentes./ Aturma do bufunfa não pode se queixar.

e) A aceleração de crescimento não parece trazer grande risco para o controle da inflação./ O crescimento do Brasil é inferior à média mundial.


9. Assinale a alternativa que reescreve o texto a seguir de acordo com a norma culta, mantendo-lhe o sentido.
Os presídios não é uma forma de mudar o ponto de vista de qualquer pessoa que esteja lá presa, um marginal que já fez de tudo na vida não é que vai preso que ele vai mudar totalmente.
a) Os presídios não é uma forma de mudar o ponto de vista de qualquer pessoa que esteje lá preso. Um marginal que já fez de tudo na vida não é porque vai preso que ele vai mudar totalmente.

b) Os presídios não são uma forma de mudar o ponto de vista de qualquer pessoa que esteja lá presa, um marginal que já fez de tudo na vida não é que vão preso que vão mudar totalmente.

c) Os presídios não são uma forma de mudar o ponto de vista de quem esteja lá preso. Não é porque foi preso que um marginal que já fez de tudo na vida vai mudar totalmente.

d) Presídio não é uma forma de mudar o ponto de vista das pessoas presas, um marginal não vai mudar totalmente por tudo que já fez na vida e então vai preso.

e) Os presídios não são uma forma de mudar o ponto de vista de qualquer pessoa presa. Um marginal que já fez de tudo na vida vai preso e vai mudar totalmente.
10. (Ufsm 2007) "A partir da eleição deste ano, a votação portando a bandeira do partido ou estampando a camiseta com o nome e o número do candidato está .......... pela Justiça Eleitoral. As novas regras, em razão da minirreforma eleitoral .......... pelo TSE, deixaram a campanha mais rígida e .......... resultar em cidades mais limpas."
Assinale a alternativa que contemple as formas adequadas para completar as lacunas.

a) proibida - aprovada - vão

b) proibido - aprovado - vão

c) proibido - aprovada - vai

d) proibida - aprovadas - vão

e) proibida - aprovado - vai


GABARITO
1. [E]
2. [E]
3. [C]
4. [D]
5. [B]
6. [A]
7. [B]
8. [A]
9. [C]
10. [A]







DNA – Matéria dada, matéria estudada!


Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal