Estudo de texto classificaçÃO



Baixar 22.94 Kb.
Encontro20.01.2018
Tamanho22.94 Kb.

ESTUDO DE TEXTO – CLASSIFICAÇÃO


  • A produção de textos, atualmente está fundamentada em estudos que definiram grupos de acordo com as funções que estes textos possuem. Estes grupos são os gêneros textuais que possuem a função de narrar, relatar, argumentar, expor, descrever ações. Observe o quadro abaixo.



GRUPOS DE GÊNEROS TEXTUAIS COM SUAS FUNÇÕES

Cultura literária ficcional

NARRAR

Mimeses da ação através da criação de intriga



Conto maravilhoso, Fábula, Lenda, Narrativa de aventura, Narrativa de ficção científica, Narrativa de enigma, Novela fantástica, Conto parodiado


Documentário e memorização de ações humanas

RELATAR

Representação pelo discurso de experiências vividas, situadas no tempo.




Relato de experiência vivida, Relato de viagem, Testemunho, Curriculum vitae, Notícia, Reportagem, Crônica esportiva, Ensaio biográfico

Discussão de problemas sociais controversos

ARGUMENTAR

Sustentação, refutação e negociação de tomadas de posição.



Texto de opinião, Diálogo argumentativo, Carta do leitor, Carta de reclamação, Deliberação informal, Debate regrado, Discurso de defesa (adv.), Discurso de acusação (adv.)


Transmissão e construção de saberes

EXPOR

Apresentação textual de diferentes formas dos saberes



Seminário, Conferência, Artigo ou verbete de enciclopédia, Entrevista de especialista, Tomada de notas, Resumo de textos “expositivos” ou explicativos, Relatório científico, Relato de experiência científica


Instruções e prescrições

DESCREVER AÇÕES

Regulação mútua de comportamentos



Instruções de montagem, Receita, Regulamento, Regras de jogo, Instruções de uso.

Gêneros orais e escritos na escola / Bernard Schneuwly/ Joaquim Dolz e colaboradores / Mercado das Letras

http://demogidascruzes.edunet.sp.gov.br/LP/Lp_AspecTip.htm

  • Os gêneros textuais são construídos por sequências textuais. Cada sequência atende a um objetivo e apresenta uma lingüística textual com características específicas:



Adaptação do quadro, retirado de Bronckart (2007),

apresenta a tipologia das sequências enfocando o propósito comunicativo (adaptação em http://www.aedb.br/faculdades/ped/Downloads/1ano/Sequencia-didatica-Bronckart.doc)


SEQUÊNCIAS

OBJETIVO

LINGUÍSTICA DO TEXTO

Descritiva

Fazer o destinatário ver em detalhe elementos de um objeto de discurso, conforme a orientação dada a seu olhar pelo produtor. Apresenta o cenário de uma ação, os personagens que dela participam e apresenta plano de fundo para explicar ou situar a ação ou para comentar e justificar a argumentação.

Advérbios de lugar, para localizar cenários e personagens, são elementos coesivos.

Tempo verbal: presente, pretérito imperfeito.



Explicativa

Fazer o destinatário compreender um objeto de discurso. Visto pelo produtor como incontestável, mas de difícil compreensão para o destinatário. Apresenta ideias e pontos de vista sobre um assunto. Tem caráter explicativo ou analítico.

Estrutura sintática complexa para apresentar causa, consequência, contraposição, comparação, definição, detalhamento, com objetividade.

Não é situado no tempo e no espaço.



Argumentativa

Convencer o destinatário da validade de posicionamento do produtor diante de um objeto de discurso visto como contestável (pelo produtor e/ou destinatário) Apresenta hipótese e justifica esta hipótese com base em argumentos, usando o raciocínio lógico para persuadir, influenciar, convencer o leitor.

Presença de subordinadas para apresentar causa e efeito, contradição, conseqüências.

Narrativa

Manter a atenção do destinatário por meio da construção de suspense, criado pelo estabelecimento de uma tensão e subsequente resolução. Apresenta fatos fundamentados em ações e personagens.

A coesão e a coerência se realizam com os tempos verbais, os advérbios marcadores de tempo e espaço

Injuntiva

Fazer o destinatário agir de um certo modo ou em uma determinada direção. Apresenta etapas para realização de um objetivo, orientando o leitor.

São duas partes do texto: uma para citar os materiais a serem usados; outra, para apresentar os procedimentos.

O imperativo é usado na segunda parte



Dialogal

Fazer o destinatário manter a interação proposta. Apresenta a dialogicidade no texo.

Presença de marcadores conversacionais.



  • Cada sequência textual apresenta lingüística textual, tem características linguísticas com objetivos apresentados no texto:



Sequências descritivas podem estar presentes também em situações do dia-a-dia, na ficção, em obras científicas...) Os advérbios de lugar,elementos coesivos nesta sequência, são usados para localizar cenas e objetos. Como a apresentação dos detalhes é feita simultaneamente, o tempo mais usado é o presente e o pretérito imperfeito do indicativo.
Sequências explicativas, como na descrição, as ideias são apresentadas de forma simultânea. Possuem uma estrutura sintática complexa, pois expressa relações lógicas de causa, comparação, comprovação, conseqüência, contraposição, definição, detalhamento, explicação. Seu vocabulário é mais genérico, para apresentar um ideia, usa linguagem objetiva, com caráter abstrato. Seu conteúdo apóia-se na perspectiva do conhecer, sem localização temporal e espacial.
Sequências argumentativas possuem estruturas mais complexas, pois o enunciador para convencer o leitor deve levá-lo a dominar o conhecimento pretendido, apoiando-se na reflexão, no raciocínio. Nota-se um grande número de recursos linguísticos: estruturas subordinadas, elementos coesivos de causa e efeito, contradição e conseqüências. Usa pressuposições e inferências.
Sequências narrativas usadas para apresentarem sucessão de fatos reais ou imaginários, são usados os tempos verbais e os advérbios marcadores de tempo e espaço, como elementos coesivos. Este recurso lingüístico permite a organização dos fatos enunciados.
Sequências injuntivas apresentam o que será usado na realização e de como realizar a ação, devem ser formadas de duas partes: uma para enumerar os materiais a serem usados, outra para instruir como realizar esta ação.
Sequências dialogais apresentam o diálogo sobre um tema, em que os participantes interagem para construir um sentido. A linguagem deve ser objetiva. A sequência é construída por turnos, um que fala, outro que intervém, complementa, indaga, responde... Os elementos linguísticos devem representar pausas, indagações, exclamações, retomadas, correções.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal