Fct fundação para a Ciência e a Tecnologia



Baixar 115.1 Kb.
Encontro30.03.2018
Tamanho115.1 Kb.

CURRICULUM VITAE de Fernando Cristóvão (2014)


Nome completo: Fernando Alves Cristóvão
Membro do clero da diocese de Lisboa, desde 1953.

Doutorado em 22 de fevereiro de 1974, em Literatura Brasileira.

Professor catedrático de Filologia Românica da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, desde 1978.
Local e data de nascimento: Setúbal – 9/11/1929
Nacionalidade: Portuguesa
Morada Institucional: Departamento de Literaturas Românicas da

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa


Alameda da Universidade
1600-214 Lisboa
Morada Pessoal: R. do 4 de Infantaria, 62 – 1º Dto.

1350-274 Lisboa


Telefones: 213 857 008 e 966 650 118 E-mail: f.a.cristovao@sapo.pt


Prémios e Galardões Honoríficos

1984 – Prémio “Casa Grande e Senzala” da Fundação Joaquim Nabuco, do Brasil, para a obra Cruzeiro do Sul, a Norte, destinado a distinguir o melhor ensaio sobre “Interpretação das culturas portuguesa e brasileira”.


1986 – Medalha centenária Manuel Bandeira, concedida pela Universidade de Campina Grande, Brasil.
1987 – Doutoramento Honoris Causa pela Universidade da Ásia Oriental, Macau, 21 de Janeiro.
1990 – Louvor do Ministro da Educação, pelo exercício da função de Presidente do Instituto de Cultura e Língua Portuguesa (ICALP – Camões), in Diário da República, n.º 172, de 27/7/1990, II Série, Despacho 114/ME/90.
2007 – Grande Oficial da Instrução Pública, concedida pelo Presidente da República em 10 de Junho.

Graus Académicos, Instituições, Áreas de Estudo
1966 – Licenciatura em Filologia Românica pela Universidade de Lisboa (média: 17 valores).
1974 – Doutoramento em Filologia Românica pela Universidade de Lisboa (“Muito Bom com Distinção e Louvor”, por unanimidade);
1981 – Professor Catedrático de Línguas e Literaturas Modernas (Filologia Românica).

Gestão Universitária

1977-1978 – Membro do Conselho Diretivo da Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa.


1979-1999 - Diretor do Instituto de Cultura Brasileira da Faculdade de Letras.
1980 – Coordenador da Secção L3 do Centro de Literaturas de Expressão Portuguesa das Universidades de Lisboa (CLEPUL), da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).
1979-1981 – Membro do Conselho Científico da Université de Haute Bretagne, Rennes (França).
1980 – Rennes, Professor do Seminário de Troisième Cycle, sobre o Modernismo Brasileiro.
1982-1984 – Presidente do Conselho Científico da Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa.
1984 – Presidente do “Centro de Apoio” da Faculdade de Letras, no Funchal.
1983-1984 – Presidente da Comissão de Estudo para a criação de uma universidade na Madeira.
1991-1993 – Membro da Comissão Instaladora da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica e fundador dos Departamentos de Ciências da Comunicação e Línguas Estrangeiras Aplicadas.
1993-1996 – Professor Bibliotecário da Faculdade de Letras.
1995-1996 – Director da Comissão Executiva do Departamento de Românicas da Faculdade de Letras de Lisboa.
2005 - Membro da Academia Brasileira de Filologia

Cargo desempenhados, Instituição, data de início
Professor Jubilado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa desde 1999.
Vice-Presidente e Coordenador do Centro de Literaturas de Expressão Portuguesa das Universidades de Lisboa, da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, respectivamente, desde 2007.
Presidente da Associação de Cultura Lusófona – ACLUS, de 2000 a Janeiro de 2008.

Vice-Presidente do Seminário Internacional de Estudos Nemesianos (SIEN), criado em Lisboa e sediado em Ponta Delgada (2000 - …).


Nomeado, em Abril de 2012, membro da Comissão Nacional Portuguesa do IILP (Instituo Internacional da Língua Portuguesa), em representação da Academia das Ciências de Lisboa.
Consultor da equipa técnica do projeto VOC (Vocabulário Ortográfico Comum) no ILLP.

Outras instituições a que pertence (por ordem alfabética):


  • Academia Brasileira de Filologia/ Rio de Janeiro;

  • Academia das Ciências de Lisboa;

  • Associação COMPARES, Ibero-eslava.

  • Associação Portuguesa de Escritores;

  • Associação Portuguesa de Literatura Comparada;

  • Seminário Internacional de Estudos Nemesianos – SIEN (Ponta Delgada, Lisboa, Bahia; Vice-Presidente);

  • Sociedade de Geografia de Lisboa.

  • Observatório da Língua Portuguesa

  • Membro do Conselho Diretivo e coordenador de projetos de investigação do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias (CLEPUL) da Universidade de Lisboa, patrocinado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

 
Principal área científica de investigação: Literaturas Portuguesa e Brasileira.



Outras áreas científicas de interesse: Religião, História e Cultura.

Missões Especiais

1975 – Lisboa, Diretor-Adjunto do Semanário Nova Terra.


1983 – Lisboa, Membro da Comissão Executiva do “Congresso sobre a situação actual da Língua Portuguesa no Mundo”.
1984 – Lisboa, Organizou o X Encontro/ I Colóquio Luso-Brasileiro de Professores Universitários de Literatura Portuguesa.
1984-1990 – Vice-Presidente e, depois, Presidente do Instituto de Cultura Portuguesa

(ICALP), actual Instituto Camões.




Principal atividade exercida no ICALP (atual Instituto Camões)
- Abertura de novos Leitorados na Europa, Ásia e África.
1984 – Adesão e colaboração, em Buenos Aires, à coleção “Arquivos de Literatura Latino-Americana, das Caraíbas e África do Século XX”, tendo proposto e sido aprovada a inclusão da Mensagem de Fernando Pessoa na Colecção.
1984 – Participação nas negociações das Comissões Mista Luso-Francesa (Paris), Luso-Belga (Bruxelas) e Luso-Argentina (Lisboa).
1984 – Participação no acordo cultural com a Índia (Nova-Delhy).
1984 – Negociações para a abertura de cursos de Língua e Cultura Portuguesa em Bangkok, Malaca e Singapura.
1985 – Participação nas Comissões Mistas para a execução dos acordos culturais com a Finlândia, Alemanha e Cabo Verde.
1986 – Conclusão das negociações no Brasil, com a CAPES e a CNP, para a troca de bolseiros.
1986 – Em Bruxelas, conversações para a concretização do projecto Eurydice sobre o ensino das línguas estrangeiras.
1986 – Na Cidade da Praia (Cabo Verde), participação na criação da “Associação das Universidades de Língua Portuguesa – AULP”.
1988 – Conclusão das negociações com Marrocos para o estabelecimento de um leitorado na Universidade de Fez.

Atividade Editorial: Durante estes anos foi ainda intensificada esta atividade, tendo sido criadas as novas coleções: “Identidade”, “Diálogo” e “Compilação” que publicaram, juntamente com a “Biblioteca Breve”, várias dezenas de títulos.

Outras funções:
1982 – Membro da Comissão Nacional da Língua Portuguesa (CNALP) – DR, II Série de 13/12/87.
1985 – Lisboa, Padrinho do Doutoramento Honoris Causa de Gilberto Freire, na Reitoria da Universidade de Lisboa, na abertura do ano letivo.
1986 – Lisboa, organizador para a Fundação Calouste Gulbenkian, da “Conferência Europeia sobre o Futuro das Letras Estrangeiras na Universidade”.
1986 – Perito da Comissão de Educação para as Comunidades Europeias (Despacho 21/ MEC 86, DR, II Série de 01/03/86).
1986 – Membro da Comissão Nacional das Comemorações do Dia de Camões e das Comunidades (Despacho do Presidente da República, DR, II Série de 17/05/86).
1987 – Madrid, 18 de Junho, Presidente da Sessão Plenária do Colóquio “Lenguas Estrangeras y Comunication Europea”.
1989 – Membro da Comissão Científica Nacional para o Ano Internacional da Alfabetização (DR, Desp. Conj. 86/ME/93 de 14/05/89).
1989 – Paris, 26 de Abril, participação nas Comemorações Internacionais da Revolução Francesa, nos États Generaux des Langues, presidindo à reunião plenária da Lusofonia.
1990-1992 – Lisboa, Presidente do Conselho Científico da 1ª Expolíngua de Portugal e membro permanente do Conselho Científico das Expolínguas.
2011 – Membro do Conselho Científico da revista de poesia Golpe d’Asa, Lisboa, Clepul / Golpe.

Cargos desempenhados
1974-2000 – Diretor do Instituto de Cultura Brasileira da Faculdade de Letras de Lisboa.
1979 – Goiânia (Brasil) – Orientador do Curso de Mestrado sobre Graciliano Ramos.

1977-1978 – Membro do Conselho Diretivo da Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa.


1979 – Goiânia (Brasil) – Orientador do Curso de Mestrado sobre Graciliano Ramos.
1979-1981 – Membro do Conselho Científico da Université de Haute Bretagne, Rennes (França).
1980 – Rennes, Professor do Seminário de Troisième Cycle, sobre o Modernismo Brasileiro.
1982-1984 – Presidente do Conselho Científico da Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa.
1983 – Professor visitante na Universidade de Pequim (China).
1983-1984 – Presidente da Comissão de Estudo para a criação de uma universidade na Madeira.
1984 – Organização e presidência do X Encontro de Professores Universitários de Literatura Portuguesa do Brasil e I Colóquio Luso-Brasileiro de Professores Universitários das Literaturas de expressão portuguesa (Lisboa, Coimbra, Porto, com publicação das Actas, 410 pp.).
1984 – Presidente do “Centro de Apoio” da Faculdade de Letras, no Funchal.
1984-1989 – Vice-Presidente e, depois, Presidente do Instituto de Cultura Portuguesa (ICALP), atual Instituto Camões.

1990 e 1996 – Coordenador das semanas de atualização de professores do Ensino Secundário UNICAT, na Universidade Católica, e UNICLÁSSICA, na Faculdade de Letras.


1991-1993 – Membro da Comissão Instaladora da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica e fundador dos Departamentos de Ciências da Comunicação e Línguas Estrangeiras Aplicadas.
1992 – Professor visitante na Universidade de Utrech (Holanda).
1992-1997 – Membro do Conselho Científico da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril.
1993-1996 – Professor Bibliotecário da Faculdade de Letras.
1994 – Lisboa, Organização, na Faculdade de Letras, do II Simpósio Luso-Afro-Brasileiro de Literatura sobre “Nacionalismo e Regionalismo”.
1995 – Professor do Projeto Erasmus na Universidade de Colónia (Alemanha).
1995-1996 – Diretor da Comissão Executiva do Departamento de Românicas da Faculdade de Letras de Lisboa.
1996 – Professor e Orientador de Mestrados e Doutoramentos em Literaturas Brasileira e Africanas na Faculdade de Letras de Lisboa, e em Relações Interculturais na Universidade Aberta.
1997 – Membro da Comissão de Peritos para a avaliação das Universidades Portuguesas.
2001 – 12-13 de Dezembro, Lisboa, na Faculdade de Letras, Organização do Congresso do SIEN sobre “Nemésio Plural”, com a conferência “Um inédito Nemesiano”.
 
Participação em Reuniões Científicas, Conferências e Ensaios

Em Portugal:
1979 – Biblioteca Pública de Angra (Açores), “Vitorino Nemésio e o Brasil”.
1979 – Lisboa, Associação Portuguesa de Escritores, “O Romance de Clarice Lispector”.
1980 – Câmara Municipal de Almada, “O Infante D. Henrique e a Expansão Portuguesa”
1983 – Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian - “Linguagem e estilo de Casa Grande e Senzala”.
1985 – Porto, Centro UNESCO, “A Língua Portuguesa em África”
1985 – Porto, Colóquio Internacional Os Portugueses e o Mundo, “A política e projectos do Instituto de Cultura e Língua Portuguesa”.
1986 – Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, “O tema da justiça no romance nordestino de 30”.
1986 – Conferências, painéis, mesas-redondas sobre o novo acordo ortográfico nas Universidades de Lisboa, Porto, Coimbra, Évora, Ponta Delgada, e nas extensões universitárias do Funchal e de Faro.
1987 – Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, “A personalidade e a obra de Manuel Ferreira”, discurso de apresentação e elogio de Manuel Ferreira na sua última lição.
1987 – 6 de julho, Paços dos Conselho de Setúbal, “A religiosidade popular portuguesa na cultura brasileira”.
1988 – Fátima, Reunião do Episcopado Português, “A linguagem em que veiculamos a fé”.
1989 – Fátima, Reunião do Episcopado Português, “A mentalidade pós-moderna e a sociedade portuguesa”.
1989 – Lisboa, Academia Militar, “O futuro da cultura portuguesa em Macau”, na inauguração do III Seminário “Portugal e as Relações Internacionais.”
1991 – Lisboa, Congresso dos Escritores Portugueses, “A autonomia da cultura, a independência dos intelectuais e os novos tempos”
1992 – Porto, Fundação SPES, “O pensamento de D. António Ferreira Gomes”.
1992 – Academia das Ciências, “A abolição da escravatura e a obra precursora do Pe. Manuel Ribeiro Rocha”.
1993 – Fátima, “Para nova cultura, novos métodos e linguagens”, nas Jornadas Pastorais da Conferência Episcopal Portuguesa.
1999 – Lisboa, Universidade Nova, Congresso Portugal - Brasil, “Brasil, do descobrimento à construção”.
2001 – Sintra, Centro Cultural Olga Cadaval, “Saudação a Rachel de Queirós”.
2002 – Portimão, ICIA, “Um bom caminho, um bom mapa, uma boa viagem”.
2002 – Lisboa, Reitoria da Universidade de Lisboa, nas II Jornadas de Língua e Cultura Portuguesa, “Multiculturalidade e Ensino”.
2002 – Lisboa, Academia das Ciências, “O Projecto da Lusofonia na globalização contemporânea”.
2003 – Odivelas, Instituto Superior de Ciências Educativas, “Lusofonia, identidade e culturas nacionais”.
2003 – Lisboa, Universidade Nova, Congresso Internacional sobre História e situação da Língua Portuguesa em África e Timor, “Educação, desenvolvimento e cultura”.
2003 – Porto, Universidade do Porto, III Congresso Português de Literatura Brasileira,

“O magistério brasileiro de Vitorino Nemésio”.


2005 – XV Encontro da AULP, Universidade Técnica de Lisboa, conferência “Política da língua e multiculturalismo”.
2005 - Apresentação do Dicionário Temático da Lusofonia, nas Universidades de Lisboa e Porto.
2005 – Almada, Fórum Fraternidade do Corpo Nacional de Escutas (CNE), conferência “Valores do Património Ético do Escutismo”.
2005 – Encontros da Arrábida, Mesa Redonda: “Leituras Literárias da Peregrinação, conferência “As contradições éticas de Fernão Mendes Pinto”.
2005 – Lisboa, Faculdade de Letras, Jornada Comemorativa do Centenário de Érico Veríssimo, conferência “Outros caminhos na ficção de Erico Veríssimo”.
2005 – Lisboa, CLEPUL, Evocação a Jacinto do Prado Coelho.
2005 – Lisboa, Torre do Tombo, III Jornadas de Língua e Cultura Portuguesa, conferência “Uma Nova Política Linguística”.
2005 – Lisboa, Universidade Nova, conferência ao grupo visitante dos professores franceses de português sob o tema “Lusofonia - Mito e Realidade”.
2006 – Lisboa, Instituto Camões, “Como ensinar e aprender línguas?”.
2006 – Lisboa, Centro de Tradições Populares Portuguesas – Prof. Manuel Viegas Guerreiro, “Situação do ensino do Português no estrangeiro – sete sugestões”.
2006 - Lisboa, Academia das Ciências, ”Alguns aspetos da educação das crianças e jovens, no tempo das luzes”.
2007 – Lisboa, Universidade Lusófona, “A Língua Portuguesa como património e património de patrimónios”.
2007 – Santarém, Colóquio da Associação CIVILIS, “Uma nova política para a difusão da Língua Portuguesa”.
2008 - Ponta Delgada, Açores, Colóquio Nemesiano: ”A Páscoa, nas crónicas de Nemésio”.
2008 - Covilhã, Universidade da Beira Interior: ”A África e os negros nas literaturas portuguesa e brasileira”.
2008 - Lisboa, Faculdade de Letras, Colóquio Internacional ”No Cais do Império”: ”A Igreja durante a Ocupação francesa - a crise dentro da Crise”.
2008 - Lisboa, Expolíngua de Portugal: “O imperativo do Acordo Ortográfico”.
2008 - Lisboa, Faculdade de Letras, Colóquio Internacional” Do Brasil a Macau”: “As três etapas da Literatura de Viagens”.
2008 - Lisboa, Universidade Nova, ”Congresso Internacional Padre António Vieira”, ”Um homem à medida de um sonho”.
2008 - Lisboa, Assembleia da República, na Conferência Internacional/Audição Parlamentar: Razões justificativas do Acordo Ortográfico”.
2008, 29 de setembro - Comunicação da Academia de Ciências de Lisboa por ocasião do Centenário da Morte de Machado de Assis”: “Machado de Assis e o Cânone Lusófono”.
2008, 13 de novembro – Lisboa, na Sessão conjunta da Academia das Ciências e da Academia Brasileira de Letras: “O enigma Machado de Assis e a Esfinge”.
2009 - Cidade da Praia-Açores - “Nemésio, uma porta entre o tempo e a eternidade”.
2009 - Lisboa, na Jornada Cultural dos “II Jogos Olímpicos da Lusofonia”: “Lusófonos os Jogos, porquê?”
2009, 13 de novembro – Lisboa, no Colóquio “Língua, Culturas e Identidades”, na Sociedade de Língua Portuguesa /Sociedade de Escritores: ”A língua como património e património de patrimónios”.
2010, 4 de março – Colóquio “Nemésio e Depois”, Teatro S Luís, “Nemésio e a Terceira Cultura”.
2010, 27 de maio – Escola Secundária de Olhão, “Lógica e Urgência do Novo Acordo Ortográfico”.
2010, 5 de junho – Setúbal, Livraria Culsete, Apresentação pública da obra Literatura de Viagens, da Nova à Novíssima.
2010, 28 de setembro – Lisboa, Comunicação na sessão conjunta da Academia das Ciências de Lisboa com a Academia Brasileira de Letras: “Modernidade e exemplaridade multicultural de Casa Grande e Senzala”.
2010, 4 de novembro – Lisboa, Congresso das Ordens e Congregações Religiosos em Portugal, Fundação Calouste Gulbenkian: “O Contributo dos Religiosos para a Construção da Lusofonia”.
2010, 27 de novembro – Almada, Instituto Piaget, “Património Cultural da Língua Portuguesa”.
2010, 2 de dezembro – Funchal, II Jornadas de Estudos Lusófonos, Journée d’Etudes Lusophones: A Memória Transatlântica: itinerários cruzados entre a Europa, a América e a África: “A educação intercultural e a identidade lusófona”.
2011, 3 de março – Barreiro, Escola Secundária dos Casquilhos, “Problemas e perspetivas do Novo Acordo Ortográfico”.
2011, 10 de maio – Aveiro, “Congresso Internacional A Europa das Nacionalidades: Mitos de Origem: Discursos Modernos e Pós-Modernos”: “Do lusitano mito pátrio da missão predestinada, ao contributo para uma Europa de valores”.
2011, 9 de setembro – Ponte de Lima, Congresso Internacional Flowers / Fleurs / Flores, “Como os Viajantes do Ocidente Viram os Jardins e Flores do Oriente”.
2011, 21 de novembro – Lisboa, Congresso Internacional Portugal no Tempo de Fialho de Almeida: “Momentos de compaixão de um escritor irado”.
2011, Dezembro – Academia das Ciências de Lisboa, “Os Arquivos (agora não) Secretos do Vaticano. A documentação sobre o Brasil”.
2012 - Realização do Seminário Clepul na Universidade da madeira para reflexão, distribuição de trabalho para os membros doutorados e debates sobre métodos de investigação científica.

2012 – 2 de novembro – Apresentação e análise da obra do poeta brasileiro Vladimir Queiroz, na Biblioteca Nacional.


2012 – 13 de novembro – “Jorge Amado “Queirosiano”, no Colóquio Internacional 100 Anos de Jorge Amado, na FLUL.
2012 – 21 de novembro – “O Acordo e a Lusofonia”, nas XIX Jornadas de Medicina Interna, Hospital de S. Bernardo, em Setúbal.
2012 – 27 de novembro – “A imagem do Brasil na Literatura Portuguesa (sécs. XIX- XX)”, Lisboa, Teatro D. Maria II.
2013 – 11 de abril – Academia das Ciências de Lisboa, “Jorge Amado e a construção da Lusofonia”.
2013 – 1 de maio – Graciliano Ramos no contexto do diálogo literário Portugal / Brasil”, Academia das Ciências de Lisboa.
2013 – 15 de maio – Modernidade e Exemplaridade de Casa Grande e Senzala”.
2013 – 31 de maio – “Graciliano Ramos no contexto de diálogo literário Portugal-Brasil”, Funchal, I Encontro de Estudos Brasileiros.
2013 – 5 de julho – “Condições prévias para a elaboração de um cânone literário lusófono”, Braga, Universidade do Minho.
2013 – 6 de julho – Funchal: “O português: língua oficial dos países lusófonos”.
2013 – 10 de dezembro – “O espírito do corpo”, no Ciclo “O corpo fala”, FLUL.
2014 – 28 de janeiro – “O romantismo literário brasileiro da sua I fase: Gonçalves Magalhães e Gonçalves Dias”, Instituto de Filosofia Luso-Brasileira de Lisboa (SHIP)
2014 – 18 de fevereiro – “A formação do romance brasileiro: de J. Manuel de Macedo e Manuel António de Almeida a José de Alencar”, Lisboa, Instituto de Filologia Luso-Brasileira (SHIP)

No Estrangeiro:
1968 – Real Gabinete Português de Leitura, Recife (Brasil), “Os Caminhos da Literatura Portuguesa Contemporânea”.
1968 – Universidade do Ceará, Fortaleza, “O Conhecimento da Literatura Brasileira em Portugal”.
1977 – Alpbach (Áustria), no Congresso Western Europe-Latin America, “O ensino das literaturas latino-americanas em Portugal”.
1978 – Universidade Federal do Rio de Janeiro (Brasil), “O romance nordestino e o neo-realismo português”.
1981 – Santa Bárbara (USA), Colloquium in Carlos Drummond de Andrade, University of California, “Nemésio e a Poesia de Drummond”.
1981 – Fortaleza (Brasil), Seminário sobre o Romance de 30 de Nordeste, “Graciliano Ramos e a crítica portuguesa”.
1982 – New York (USA), Tenth Congress Comparative Literature Association, “As viagens portuguesas à China”.
1983 – Recife, Fundação Joaquim Nabuco, “As Literaturas de Língua Portuguesa em áreas tropicais” (Seminário de Luso-Tropicalismo).
1985 – Salamanca (Espanha), “Congresso Universitário Europa América-Latina.”
1986 – Mindelo (Cabo Verde), no Simpósio “Claridade”, “As repercussões em Portugal do Movimento Claridade”.
1986 – Universidade de Compostela (Espanha), “A Literatura Brasileira Contemporânea”.
1987 – Madrid, Colóquio sobre Linguística Informática e Terminologia Científica e Técnica.
1988 – Seoul (Coreia), Universidade de Hankuk, “Os novos rumos da língua portuguesa”.
1988 – Tóquio (Japão), Universidade Sófia, “Relações culturais entre Portugal, Brasil e Japão”.
1988 – Paris, Palácio da UNESCO, “Novos caminhos para a língua portuguesa no mundo”.
1989 – Paris, Expolangues, “Alguns vectores da cultura portuguesa”.
1991 – Rennes (França), Colloque International “Sertão : Réalité, Mythe et Fiction ”.
1992 – Luxemburgo, Comunidade Europeia, “Para uma nova política linguística da Comunidade Europeia”.
1992 – Liceu Literário Português do Rio de Janeiro, “A linguagem de Graciliano Ramos”.
1992 – Maceió, Governo do Estado - Universidade de Alagoas, “ As cores e os sons de Graciliano Ramos”, conferência de conclusão do Colóquio Internacional do centenário.
1995 – Toulouse (França), Université du Mirail, “A Lisboa antiufanista de Baptista Bastos.
1995 – Los Angeles University (USA), “Guest of Honor” do Symposium on Portuguese Traditions, “A Luta de libertação da Bahia, de 1625 e a batalha dos seus textos narrativos e épicos”.
1995 – Rio de Janeiro, Universidade Gama Filho, “Literatura, Cultura e Antropologia”, no seminário de Doutorado.
1995 – Instituto de Filosofia Luso-Brasileira, Rio de Janeiro, videoconferência sobre a “Solução do intercâmbio cultural luso-brasileiro”.
1996 – Paris, École des Hautes Études en Sciences Sociales, CNRS, “ Pastorales au Brésil ”.
1997 – Paris, Centre Culturel Portugais da Fundação Gulbenkian, “Vieira - les sermons contre l’esclavage”.
1997 – Universidades de Veneza e Pádua (Itália), Colóquio Vieira e Anchieta, “A didáctica da luta entre Deus e o Demónio”.
1997 – Universidade de Leyden (Holanda) XVth Congress of the Internat. Comparative Lit. Association, “A Viagem na Literatura de Viagens”.
1997 – New Delhy (India), Universidade de New Delhy, “Exiled people without exile”.
1998 – Yale (USA), “ O Mito do Novo Mundo na Literatura de Viagens”.
1998 – Tucumán (Argentina) Jornadas Nacionales de Literatura Comparada, “História Natural e Literatura”.
1998 – Bruxelas (Bélgica), Universidade Livre, “O Mar na Literatura Brasileira”.
1999 – Rio de Janeiro, UERG, nas Comemorações Brasil 500 anos, “Globalização e Lusofonia”.
1999 – Pequim (China), I Seminário de Língua e Cultura Portuguesa no Oriente, “Ensinar e aprender português para quê?”
2000 – Recife (Brasil), no Centenário de Gilberto Freire, “A cultura Luso-Brasileira, uma cultura ameaçada?”.
– Maputo (Moçambique), Universidade Mondlane, “Características de uma Literatura Nacional”.
– Salvador (Brasil) II Congresso Internacional de Estudos Nemesianos, SIEN, “Nave Etérea, um poema sebastianista”.
2001 – Seoul (Coreia), Hankuk, II Seminário de Língua e Cultura Portuguesa, “A língua como instrumento de diálogo e de paz”.
2001 – São Paulo (Brasil), Cecília Meireles, 100 anos, USP, “A poesia alquímica de Cecília Meireles”.
2002 – Compostela (Espanha) Curso para Doutorandos sobre Literatura Brasileira.
2004 – Colónia de Sacramento (Uruguai), Colóquio Internacional Território e Povoamento, “A poesia brasileira da Independência”.
2004 – Rio de Janeiro, VERJ, Congresso Internacional da Língua Portuguesa “A Escola e o Ensino do Português em contexto multicultural”.
2005 – Paris, Colloque “La Langue Portugaise, la Lusophonie, la Mondialization Linguistique”, conferência “La Lusophonie dans la mondialization linguistique”.
2005 – Paris, Colóquio Internacional: Au Carrefour des Literatures Bresilliennes et Portugaises, conferência “As Dinâmicas Oscilantes do Relacionamento Luso-brasileiro”.
2005 – Paris, Montreuil, Colloque “La Langue Portugaise de Brésil, la Lusophonie”, conferência “La Lusophonie en question”.
2007 – Paris, Universidade de Nanterre, “O pensamento de Agostinho da Silva”.
2007 – Apresentação do Dicionário Temático da Lusofonia em Cabo Verde (Praia e Mindelo), S. Tomé e Príncipe, Moçambique, Brasil, em 2006; apresentação do mesmo em Macau e novamente em Universidades brasileiras, em 2007.
2007 - Chemnitz (Alemanha), University of Technology: Polish travellers on the Iberian Península”
2007 - Rio de Janeiro, Universidade Estadual UERJ, ”O tópico retórico da abundância, e o ufanismo brasileiro”
2007-Maputo, “Sete Tópicos para entender a Lusofonia”, no IV Simpósio Internacional da Escola Portuguesa
2009 – Universidade de Atenas - “Tópicos da Literatura Clássica, aculturados na Literatura arcádica do Brasil”, 14 Th Cong. Int. FIEALC
2010, maio – Roma, Vaticano, Pesquisa bibliográfica nos “Arquivos Secretos do Vaticano” sobre a correspondência Brasil – Nunciatura de Lisboa, com vista à publicação de resultados.
2010 – Rio de Janeiro, Recife, Pesquisa bibliográfica nas Bibliotecas Nacional do Rio e das Fundações Joaquim Nabuco e Gilberto Freyre, do Recife, sobre Literatura de Viagens no interior do Brasil.
2011, julho – Rio de Janeiro, “A língua portuguesa e as culturas lusófonas face à nova realidade da globalização multicultural”.
2011, 22 de outubro – Minneapolis, Minnesota, “O Humor Satírico do Povo contra as Invasões Francesas”, no XII Congresso Anual de la Sociedad Internas para el Estudio del Humor Luso-Hispano”.

Publicações:
Em Livro Próprio:
1996 – Os Sermões do Teólogo Diogo de Paiva de Andrade, Tese de Licenciatura, Lisboa, (230 pp.).
1998 – Graciliano Ramos: Estrutura e Valores de um Modo de Narrar, Rio de Janeiro,
1975 (Tese de Doutoramento); 3ª ed., 1986; 4ª ed. rev., Lisboa, Cosmos, (332 pp.).
1981 – Marília de Dirceu ou a Poesia como Imitação e Pintura, Lisboa, Imprensa Nacional; reed., 2002, (164 pp.).
1983 – Cruzeiro do Sul, a Norte, Lisboa, Imprensa Nacional; reed. 2004, (500 pp.).
1985 – Notícias e Problemas da Pátria da Língua, Lisboa, ICALP, (116 pp.).
1994 – Diálogos da Casa e do Sobrado, Lisboa, Cosmos, (286 pp.).
1997 – Nacionalismo e Regionalismo nas Literaturas Lusófonas (coord.), Lisboa, Cosmos.
1999 – Condicionantes Culturais da Literatura de Viagens (coord.), Lisboa, Cosmos.
2001 – Método – Sugestões para a Elaboração de um Ensaio ou Tese, Lisboa, Colibri (50 pp.).
2002 – Condicionantes Culturais da Literatura de Viagens – Estudos e Bibliografias, (reedição) Lisboa, Almedina.
2003 – O Olhar do Viajante – dos Navegadores aos Exploradores (coord.), Lisboa, Colibri (329 pp.).
2003 – O Romance Político Brasileiro Contemporâneo e outros Ensaios, Coimbra, Almedina, (296 pp.).
2003 – Nemésio, Nemésios (coord.), Lisboa, Colibri (243 pp.).
2004 – Cruzeiro do Sul a Norte, Lisboa, INCM, 2.ª edição (500 pp.)
2005 – Dicionário Temático da Lusofonia, (dir. e coord.), Lisboa, Texto Editores, (976 pp.).
2008 – Da Lusitanidade à Lusofonia, Coimbra, Almedina.
2009 – Cadernos de Literatura de Viagens (Acervo Bibliográfico de Literatura de Viagens da Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra), Coimbra, Almedina (210 pp.).
2010 – Literatura de Viagens: Da Tradicional à Nova e à Novíssima, Coimbra, Almedina.
2010 – Vida e Feitos Heróicos do Grande Condestável e suas Descendências (coord.), Lisboa, Esfera do Caos, 2010 (455 pp.).
2010 – Cadernos de Literatura de Viagens (Subsídios para o Estudo dos Índios das Américas), Coimbra, Almedina (310 pp.).
2012 – Ensaios Lusófonos, Coimbra, Almedina.
2013 – Coleção Cadernos Para Estudos: Do Romance Nordestino Brasileiro de 30 ao Neorrealismo Português, Coimbra, Almedina.

Em Obras Colectivas:
1969 – “Jorge Amado, romancista de intervenção”, (24 pp.), in Brotéria, Lisboa, Março.
1981 – “A ficção de Gilberto Freyre como produto da sua obra sociológica”, (16 pp.), in Ciência e Trópico, Vol. 12, Recife, Fundação Joaquim Nabuco.
1982 – “A ficção científica de Dinah Silveira de Queirós”, (14 pp.), in Romanica Vulgaria, 4/5, Roma.
1983 “Conhecimento e apreciação crítica de Graciliano Ramos em Portugal”, (13 pp.), O Romance de 30 no Nordeste, Fortaleza, Pored.
1983 – Paris, Centro Cultural Gulbenkian, “Presença de Fénelon no espaço luso-brasileiro” (16 pp.), no Colloque des Rapports Culturels et Littéraires entre le Portugal et la France.
1984 – Actas do X Encontro/Colóquio Luso-Brasileiro, (coord.), Lisboa.
1986 – “Um itinerário: da confissão da culpa ao merecimento do pão”, (20 pp.), in Vitorino Nemésio, Antologia e Estudos, Lisboa, ICALP.
1987 – “O tempo, os tempos e os planos da narração”, (15 pp.), in J.C. Garbuglio, Graciliano Ramos, Antologia e Estudos, S. Paulo, Ática.
1988 – « Cultura e fé cristã : da antítese à complementaridade », (11 pp.), in Gaudium et Spes. Uma Leitura Interdisciplinar Vinte Anos Depois, Lisboa, UCP, Rei dos Livros.
1988 “A informação como via de acesso à verdade”, (6 pp.), in Questão Ética e Fé Cristã, Lisboa, Verbo.
1989 – “O mito do Novo Mundo na Literatura de Viagens”, (10 pp.), in Revista USP, n.º 47, São Paulo.
1992 – “Graciliano Ramos e estrutura metonímica do texto”, (8 pp.), in Temas Portugueses e Brasileiros, Lisboa, ICALP, (Antologia).
1992 – “A abolição da escravatura e a obra precursora do Padre Manuel Ribeiro Rocha”, (26 pp.), in Memórias da Academia das Ciências, Tomo XXX, Lisboa.
1992 – “Jubiabá ou a pedagogia da revolução”, (10 pp.), in Quaderni Ibero-Americani, Torino.
1994 – “Europa Cultural e valores cristãos”, (19 pp.), in Questões Sociais, Desenvolvimento e Políticas, Centro de Estudos Sócio-Pastorais, Lisboa, UCP.
1994 – “Nicolau Dias – estudo e antologia”, (26 pp.), in Antologia de Espirituais Portugueses, Lisboa, Imprensa Nacional.
1995 – “A Literatura de Viagens e o contributo árabe” (32 pp.), in Portugal e o Mundo, Câmara Municipal de Cascais.
1995 – “Fernando Pessoa e a Lusofonia a haver”, (17 pp.), in Letras Edição Especial, Universidade de Santa Maria, RS, Brasil.
1996 “A Literatura como Antropologia das Antropologias” (18 pp.), in Sílvio Romero e Teófilo Braga, Lisboa.
1996 – “Auto-Retrato do semeador Nemésio”, (25 pp.), in Vitorino Nemésio, Obras Completas, Vol. XVIII, Lisboa, Imprensa Nacional.
1996 – “A Língua Portuguesa, a União Europeia, a Lusofonia e a Interfonia”, (8 pp.), in Revista da Faculdade de Letras, Lisboa.
1996 – “A Língua Portuguesa no presente contexto internacional”, (22 pp.), in Pela Pátria e pela Grei, Rio de Janeiro, Federação das Associações Portuguesas e Luso-Brasileiras.
1997 – “Da grandiloquência lusa, ao ufanismo brasileiro”, (7 pp.), in Naturalismo e Regionalismo na Literatura Brasileira, Lisboa, Cosmos.
1997 – “A luta Deus-Demónio na poesia e drama de Anchieta”, (16 pp.), in La Scittura e la Voce, Padova, Cleup Editrice.
1997 – “Um cavaleiro europeu perdido na Península Ibérica – Nicolau Popielovo”, (14 pp.), in CLIO, Lisboa, Centro de História da FLUL.
1997 – “A Lisboa anti-ufanista de Baptista-Bastos”, (14 pp.), in Regards sur la Ville et la Campagne au XXe Siècle, Toulouse, Univ. Le Mirail.
1998 – “Conselhos aos peregrinos nas viagens à Terra Santa”, (13 pp.), in Viagens no Texto e no Tempo, Lisboa, Colibri.
1998 – “Viagens ao pé da porta ou as Geórgicas Nemesianas”, (18 pp.), in Viagens ao Pé da Porta. Obras Completas de Vitorino Nemésio, Lisboa, INCM.
1998 – “Do verbo equívoco ao Verbo Unívoco”, (16 pp.), in Vitorino Nemésio – 20 Anos Depois, Lisboa, Cosmos.
1998 – “Autonomia da cultura, a independência dos intelectuais e os novos tempos”, (8 pp.), in III Congresso dos Escritores Portugueses, Lisboa, APE.
1999 “Para uma teoria da Literatura de Viagens”, (38 pp.), in Condicionantes Culturais da Literatura de Viagens, (coord.), Lisboa, Cosmos, (reedição em 2002).
1999 – “O incipit, o explicit e as razões da escrita e da “Expansão”, (13 pp.), in A Vertigem do Oriente, Lisboa, Cosmos.
1999 – “A Literatura de Viagens e a História Natural” (40 pp.), in Condicionantes Culturais da Literatura de Viagens – Estudos e Bibliografias, Lisboa, Edições Cosmos.
2000 – “Le Voyage dans la Littérature de Voyage”, (15 pp.), in Écriture de Voyage et Mémoire Culturelle, Amsterdam, Atlanta.
2000 – “O mar na Literatura Brasileira“, (11 pp.), in La Lusophonie, Voies/ Voix Oceaniques, Bruxelles, Université Libre.
2000 – “A cultura lusófona, uma cultura ameaçada?”, (10 pp.), in Novo Mundo nos Trópicos, Recife, Fundação Gilberto Freyre.
2000 – “Brasil: do "descobrimento" à "construção"”, Camões: Revista de Letras e Culturas Lusófonas, n.º 8, Janeiro-Março.
2001 – “As frutas brasileiras e a sua significação oculta”, (14 pp.), in Portugal e Brasil no Advento do Mundo Moderno, Lisboa, Colibri.
2002 “Da ‘boa-fé’ colonizadora à ‘má-fé’ colonialista e racista”, (16 pp.), in O Olhar do Viajante – Dos Navegadores aos Exploradores, (coord.), Coimbra, Almedina.
2002 – “Um bom itinerário, um bom mapa, uma boa viagem”, (16 pp.), in Actas da XI Reunião Internacional do ICIA, em Portimão.
2002 – “Um inédito Nemesiano sobre a divulgação da cultura portuguesa”, (6 pp.), in Nemésio, Nemésios, (coord.), Lisboa, Colibri.
2002 – “Internet, Língua Portuguesa e Lusofonia”, (4 pp., Introd.), in Joviana Benedito, Que Língua Portuguesa no chat da Internet?, Edição on line da PORTUGALNET. Edição em papel, Lisboa, Colibri.
2002 – “A diferença oriental de flores e jardins nas narrativas de viagens”, (11 pp.), in Revista Oriente, Lisboa, Fundação Oriente.
2003 – “Lusofonia e ensino/ difusão da língua portuguesa”, (13 pp.), in Itinerários, Odivelas, Instituto Superior de Ciências Educativas.
2003 – “Na boa tradição luso-brasileira”, Prefácio a Adelto Gonçalves Bocage, O Perfil Perdido, Lisboa, Caminho.
2003 – “O projecto da Lusofonia na globalização contemporânea”, (22 pp.), in Memórias da Academia das Ciências de Lisboa, Lisboa.
2003 – “A Literatura de Viagens, dos navegadores aos exploradores e destes aos turistas”, (10 pp.), in População: Encontros e Desencontros no Espaço Português, Ericeira, Mar de Letras.
2003 – “Um bom itinerário, um bom mapa, uma boa viagem... (ou a geografia, a história e a literatura na intertextualidade da literatura de viagens)”, in As Novidades do Mundo. Conhecimento e representação na Época Moderna, ed. by Maria da Graça A. Mateus Ventura e Luís Jorge R. Semedo de Matos, Lisboa, Colibri, 2003, pp. 209-224.
2003 - O magistério brasileiro de Vitorino Nemésio, Revista do Centro de Estudos Brasileiros da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, n.º 4, dir. Arnaldo Saraiva, pp. 17-20.
2004 – Introdução e edição de Anónimo, Primor e Honra da Vida Soldadesca na Índia, Ericeira, Mar de Letras.
2004 – “Radicalismo e utopia na ‘Cidade de Deus’”, (18 pp.), in Santo Agostinho, Leiria, Centro de Formação e Cultura.
2005 – “Que perspectivas para a Lusofonia?”, (10 pp.), in Observatório da Emigração, de Roberto Carneiro.
2005 – “Para uma nova política linguística”. url:"http://ciberduvidas.sapo.pt/php/portugues.php".
2006 – “As viagens e os viajantes para os portos da Lusofonia”, (17 pp.), in Maria Luísa Leal (coord.), et allii, Invitación al Viaje, Mérida.
2006 – “As dinâmicas oscilantes do relacionamento luso-brasileiro”, (26 pp.), in Au Carrefour des Littératures Brésilienne et Portugaise: Influences, Correspondences, Échanges, Paris, Univ. de Nanterre.
2006 – “Duas experiências ficcionais de Erico Veríssimo”, (6 pp.), in Tempo Tríbio, Recife, Fundação Gilberto Freyre.
2006 – “Alguns aspectos eufóricos das narrativas de viagens: as flores, os frutos, as plantas curativas”, (15 pp.), in Aprender Juntos, Maputo, III Simposium Internacional.
2006 – “Alguns aspectos da educação das crianças e jovens, no tempo das «Luzes» — O caso português”, Memórias da Academia de Ciências de Lisboa, tomo XXXVII, Lisboa, 2006, pp. 289-301
2007 – “Alguns aspectos da educação das crianças e jovens, no tempo das Luzes. O caso português”, (14 pp.), in O Iluminismo Luso-Brasileiro, Lisboa, Academia das Ciências, 2007.
2007 – “Um confronto ou um itinerário? – a poesia de Pedro Lyra”, (8 pp.), in Revista Brasileira, Rio de Janeiro, Academia Brasileira de Letras.
2007 – “Um poeta entre sonetos”, (8 pp.), in A Plumagem dos Nomes, Goiânia, Kelps.
2007 – “La Lusophonie en question”, (12 pp.), in Colloque La Langue Portugaise de Brésil, La Lusophonie, Paris.
2007 – “Agostinho da Silva: une contribution utópico-réaliste à la Lusophonie”, (12 pp.), Colloque à Université de Nanterre, Paris (CD).
2007 – “A Alquimia Poética de Metal Rosicler”, Ensaios sobre Cecília Meirelles, São Paulo, Humanitas, Fapesp, 2007, pp.61-80.
2010 – “A Literatura como medianeira entre a política e os Valores”, in Letras Convida, Revista do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias (CLEPUL), Lisboa, Gradiva, n.º 1, 1.º semestre, 2010, pp.15-24.
2010 – “A Lusofonia desta década no meio de algumas contradições”, in Letras Convida, Revista do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias (CLEPUL), Lisboa, Gradiva, n.º2, 2.º Semestre, 2010, pp.47-54.
2011 – “Evocação de Luís Filipe Lindley Cintra”, in Letras Convida, Revista do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias (CLEPUL), Lisboa, Gradiva, n.º3, 1º Semestre, 2011, pp.5-7.
2011 - Do “carro elétrico” conventual à Cidade Universitária – um testemunho, in Letras Convida, Revista do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias (CLEPUL), Lisboa, Gradiva, n.º3, 1º Semestre, 2011, pp.115-123.
2011 – “Bença Pade Ciço!”, in Petar Petrov, Marcelo de Oliveira (orgs.), A Primazia do Texto: Ensaios de Homenagem a Maria de Lúcia Lepeki, Lisboa, Esfera do Caos, pp.313-322.
2011 – “Um poeta lírico, panfletário por uma República falhada”, in Annabela Rita, Dionísio Vila Maior (coords.), Do Últimato à(s) República(s): variações literárias e culturas, Lisboa, Esfera do Caos, (430pp.).
2011 – “Criatividade e modernização”, in José Eduardo Fraco (coord.), Um Pedagogo da Democracia: Retratos e Memórias sobre o Padre Manuel Antunes (SJ), Lisboa, Gradiva.

2011 - Direção e Coordenação do portal informático Machina Mundi (1.ª e 2.ª séries)


2011 - Direcção e Coordenação das coleções Lusophonias Lusographias, Arquivos Secretos do Vaticano
Lisboa, 2014-03-20





Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal