Ficha de cadastramento de docentes de pg da ufpe



Baixar 24.88 Kb.
Encontro10.01.2018
Tamanho24.88 Kb.

FICHA DE DISCIPLINA NOVA

DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - UFPE


PROGRAMA:

Mestrado Profissional em Rede Nacional para Ensino das Ciências Ambientais - PROFCIAMB 

CENTRO:

Biociências 













DADOS DA DISCIPLINA

NOME DA DISCIPLINA:

Ambiente, Sociedade e Educação 

CARGA HORÁRIA:

45 hs

NÚMERO DE CRÉDITOS:



TIPO DE COMPONENTE:

( X ) disciplina

( ) tópicos especiais

( ) seminários

EMENTA:

Reflexões sobre a temática e a relação sociedade/natureza e suas projeções no ensino. Transformações recentes na ordem mundial: interface das modificações ambientais, seus impactos e

consequências para a Educação. Padrões de consumo e produção e sua influência nas dinâmicas socioambiental e territorial, e o papel da escola. Conflitos socioambientais e educação para a participação social. Direitos sociais e políticas públicas. Teorias, conceitos, metodologias e experiências em educação ambiental. Correntes pedagógicas: Educação Ambiental Conservacionista,

Educação Ambiental Crítica, Alfabetização Ecológica, Educação para o Desenvolvimento Sustentável etc. Finalidades e objetivos da educação científica e ambiental no ensino básico, enquanto uma via de promoção de alfabetização científica na perspectiva de educação para desenvolvimento sustentável Dimensões estratégicas da educação e suas relações com os pilares do desenvolvimento sustentável. A contribuição à construção de materiais didáticos para fortalecer a relação sociedade e natureza. Estudos de Caso.

 


BIBLIOGRAFIA:

AMARAL, M. B. Natureza e representação na pedagogia da publicidade. In: COSTA, Maria Vorraber (Org.). Estudos Culturais em educação: mídia, arquitetura, brinquedo, biologia, literatura, cinema. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 2000.

STEVENSON,R. B. M. Brody,J. Dillon,A. E.J. Wals. American Educational Research Association. International Handbook of Research on Environmental Education. Ed. Routledge Publishers, 2014.

ANA – Agência Nacional de Água. Água em Curso – multiplicadores. Projeto Água: conhecimento para a gestão. Brasília, 2015

ANDERSON, Terry (Ed.). Theory and Practice Learning on line. Athabasca University Press, 2008.

AULER, D.; DELIZOICOV, D. Alfabetização Científico- Tecnológica Para Quê? Ensaio - Pesquisa em Educação em Ciências, v. 3, n. 1, jun. 2001.

BAUMAN, Z. Modernidade e ambivalência. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1999.

BRASIL. Ministério da Educação e Desporto. Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília, DF: MEC, 1999

CABRAL, M. S. A. Reinventando a educação: diversidade, descolonização e redes. 518. ed. Petrópolis/RJ: Editora Vozes Ltda, 2012.

CACHAPUZ, A. et al. (Orgs.). A necessária renovação do ensino das ciências. São Paulo: Cortez, 2005.

CALDEIRA, A. M. A. ; CALUZI, J. J. (Orgs.) Filosofia eHistória da Ciência: contribuições para o ensino de ciências. Ribeirão Preto: Kairós, Bauru: cá entre nós, 2005.

CARVALHO, I.C. de M. Educação Ambiental: a formação do sujeito ecológico. São Paulo: Cortez. 2004.

CHASSOT, A. Alfabetização científica: questões e desafios para a educação. 5ª ed. Ijuí: Unijuí, 2010.

CHASSOT, A. Educação conSciência. 2 ed. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2010.

CHASSOT, A. Sete escritos sobre educação e ciência. São Paulo: Cortez, 2008.

DELIZOICOV, D., ANGOTTI, J. A., PERNAMBUCO, M. Ensino de Ciências: fundamentos e métodos. 4 ed. São Paulo: Cortez, 2011.

DEMO, Pedro. Educação e alfabetização científica. Campinas, Papirus, 2010.

DIEGUES, Antônio Carlos Sant’Ana. O mito da natureza intocada. 6. ed. São Paulo: Hucitec: UPAUB-USP/CEC, 2008.

Eliasquevici, M.K. Análise de Incertezas em Programas Educacionais. Belém, PA: NAEA, 2008.

Faria, D.S. Educação Ambiental e Científico-Tecnológica – EAC&T. Brasília, UnB/ FE, IB: Série “O Professor em Construção”. MEC/CAPES – SPEC/PADCT, 1994.

Faria, DS. Conhecimento, Metodologias e relações Interdisciplinares. São Paulo: Editora Moderna, Brasília: UnB, 2005.

FERRARO, JUNIOR, LA (Org.) Encontros e Caminhos: Formação de educadoras(es) ambientais e coletivos educadores. Volume 3. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2013.

FERREIRA, Ivan Dutra. Meio Ambiente, sociedade e Educação. (ProFuncionário – curso técnico de formação para os funcionários da educação) Centro de Educação à Distância – CEAD, Universidade de Brasília, 80p. 2006.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à pratica educativa. 40ª reimpressão São Paulo: Paz e Terra, 2009.

GALIAZZI, M. C. Educar pela Pesquisa: ambiente de formação de professores de ciências. Ijui: Unijui, 2003. 288 p.

GRÜN, M. A produção discursiva sobre educação ambiental: terrorismo, arcaísmo e transcendentalismo. In: VEIGA-NETO, A. (org.) Crítica pós-estruturalista e educação. Porto Alegre: Sulina, 1995. p.159-184.

GRÜN, M. Em busca da dimensão ética da educação ambiental. Campinas: Papirus, 2007.

GONÇALVES, C. W. P. Os (des)caminhos do meio ambiente. São Paulo: Contexto, 1989

GUIMARÃES, M. A dimensão ambiental na educação. Campinas: Papirus, 1995.

HARPER, C. L. Environment And Society: Human Perspectives on Environmental Issues. Montreal: Pearson Education Canada, 2011.

LAYRARGUES, P.P. (Org.) Identidades da Educação Ambiental Brasileira. Brasília: Ministério do Meio Ambiente. 2004.

LEFF, E. Saber ambiental. Petrópolis/RJ: Vozes, 2009.

LINN, M. C. et al. (Ed.). Internet environments for science education. Routledge, 2013.

MARTUCCELLI, D.; SINGLY, F. Las Sociologías del Individuo. 1ª ed. Santiago de Chile: LOM Ediciones (Colección Ciencias Humanas). 2012.

MEC/SEED. Integração de Tecnologias na Educação. Brasília: Secretaria de Educação a Distância, Ministério da Educação, 2005.

REIGOTA, M. Meio ambiente e representação social. 5 ed. São Paulo: Cortez, 2002.

REIGOTA, M. O que é educação ambiental. São Paulo: Cortez, 1998.

RIBEIRO, W.C. A ordem ambiental internacional. São Paulo: Contexto, 2005.

SATO, M.; CARVALHO, I. C. M. de (Orgs). Educação ambiental: pesquisa e desafios. Porto Alegre: Artmed, 2005.



SECCHI L. Políticas Públicas: Conceitos, Esquemas de Análise, Casos Práticos. São Paulo: Cengage Learning, 2012.

 




©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal