Futebol amador serio e transparente



Baixar 50.15 Kb.
Encontro28.03.2018
Tamanho50.15 Kb.

LIGA RIOSULENSE DE FUTEBOL

Filiada à Federação Catarinense de Futebol.

FUTEBOL AMADOR SERIO E TRANSPARENTE

DEPARTAMENTO TÉCNICO DA LRF.

VI TAÇA SDR – RIO DO SUL DE FUTEBOL – 2011

LRF – RIO DO SUL.

Regulamento.

Capitulo I.

Da Denominação Torneio Inicio e Participação

Art. 1º - CAMPEONATO da Liga Riosulense de Futebol VI Taça SDR- de Futebol, será a denominação para o campeonato de 2011.

Art. 2º Todas as equipes devidamente inscritas no campeonato da LRF TAÇA SDR de futebol, deverão participar do Torneio Inicio, local definido pela Liga Riosulense de Futebol.

Parágrafo 1º: A equipe que participar do torneio inicio, somará 3 (três) pontos na tabela de classificação quando do encerramento da primeira fase da competição.

Parágrafo 2º: O local do torneio inicio será definido pela Liga Riosulense de Futebol juntamente com a parceira nos futuros campeonatos.

Art. 3º Opcionalmente em cada campeonato a Liga Riosulense e a SDR poderão prestar homenagens.

Art. 4º São participantes do Campeonato da Liga Riosulense de Futebol, VI TAÇA SDR, todos os municípios da 12ª SDR e clubes convidados pela Liga Riosulense de outras Secretarias. São as seguintes participantes:

Aurora, Flamengo, Serra Cima de Aurora, Atlético Ribeirão Pequeno Cacique e União de Taió, Maringá, Botafogo e Amigos do esporte de Trombudo Central, Sertãozinho, Santo Antonio e Rioestense de Rio do Oeste, Atlético e Palmeirinhas de Ituporanga, Catarinense de Vitor Meireles, Poço Rico de Otacílio Costa, Imperial de Pouso Redondo, Petrolandense de Petrolandia, Atalantense de Atalanta, União Lageadense de Chapadão do Lageado, Avai de Lontras, União de Presidente Getulio, Cruz de Malta de Imbuia e Rio do Sul Social Clube de Rio do Sul.

Capitulo II.

Da Premiação

Art. 5º A premiação ficará a critério da 12ª SDR – Rio do Sul.

TROFEU E 30 MEDALHAS DO 1º AO 3º COLOCADO

TROFEU GOLEIRO MENOS VAZADO

TROFEU ARTILHEIRO.

Parágrafo Primeiro – Para o campeonato de 2011, haverá premiação em dinheiro, oriundo de patrocínio da empresa CONSORCIO UNIÃO, de Rio do Sul, sendo que em contra partida todas as equipes deverão utilizar a logo marca da empresa no tamanho 15 x 15 em seus uniformes.

Parágrafo Segundo – A premiação em dinheiro oferecida pelo CONSORCIO UNIÃO será da seguinte forma:

Campeão – ....................................R$ 3.000,00

Vice Campeão – ...........................R$ 2.000,00

Terceiro Colocado – .....................R$ 1.000,00

Quarto Colocado - ...................... R$ 500,00

Capitulo III

Da Forma de Disputa

Art. 6º - O Campeonato 2011 da LRF/SDR, será disputado por 5 fases, onde na 1ª Fase, os participantes serão distribuídos por sorteio em 6 chaves. A, B, C, D, E, F, composta por quatro equipes cada uma, jogando entre si em turno e returno, passando para a 2º fase as duas primeiras equipes de cada chave e as quatro melhores equipes que chegarem em 3º lugar, de cada chave, sendo feito um rankeamento para definir as classificadas.

Parágrafo Primeiro – Serão cabeças de chaves, as 6 (seis) primeiras equipes melhores colocadas no campeonato de 2010 V Taça SDR – respectivamente: UNIÃO, POÇO RICO, ATLETICO DE ITUPORANGA, MARINGÁ, AURORA E ATLETICO DE RIB. PEQUENO.

Parágrafo Segundo - Após o sorteio para a formação das chaves, o departamento técnico da LRF confeccionará a Tabela definitiva, que será entregue aos Clubes e a Imprensa, no dia do torneio inicio, podendo inclusive alguns jogos serem realizados aos sábados, tendo em vista que alguns municípios contam com 2 e 3 participantes.

Parágrafo Terceiro – Para cada final de semana, serão realizados somente 8 (oito) jogos, folgando os demais, conforme tabela de jogos.

Art. 7º Na 2ª fase serão formadas as Chaves G, H, I, J K, L, M,N DO RANKING

CHAVES


G

1º CHAVE A

X

16º RAMKEADO

H

1º CHAVE B

X

15º RAMKEADO

I

1º CHAVE C

X

14º RAMKEADO

J

1º CHAVE D

X

13º RAMKEADO

K

CHAVE E

X

12º RAMKEADO

L

1º CHAVE F

X

11º RAMKEADO

M

7º RANKEADO

X

10º RAMKEADO

N

8º RANKEADO

X

09º RAMKEADO

Parágrafo único: Nesta fase começam com 0 (zero) pontos, sendo que passará para a 3ª fase a equipe que obtiver maior número de pontos nos dois confrontos.

Em caso de empate em numero de pontos após a segunda partida, a equipe que obtiver melhor saldo de gols nos dois confrontos passará a fase seguinte da competição, sendo que os gols marcados no campo do adversário tem peso maior para efeito de desempate (vale 2 gols), permanecendo a igualdade a disputa será nas penalidades, sendo serie de 5 e 1, alternadamente até conhecer-se o vencedor.

Art. 8º Na 3ª fase (Quartas de final) serão formadas as Chaves O, P. Q, R compostas da seguinte forma:

CHAVES


O

1º CHAVE G

X

1º DA CHAVE K

P

1º CHAVE H

X

1º DA CHAVE L

Q

1º CHAVE I

X

1º DA CHAVE M

R

1º CHAVE J

X

DA CHAVE N

Parágrafo único: Nesta fase começam com 0 (zero) pontos, sendo que passará para a 4ª fase a equipe que obtiver maior número de pontos nos dois confrontos.

Em caso de empate em numero de pontos após a segunda partida, a equipe que obtiver melhor saldo de gols nos dois confrontos passará a fase seguinte da competição, sendo que os gols marcados no campo do adversário tem peso maior para efeito de desempate (vale 2 gols), permanecendo a igualdade a disputa será nas penalidades, sendo serie de 5 e 1, alternadamente até conhecer-se o vencedor.

Art. 9º Na 4ª fase (Semifinais) serão formadas as Chaves S e T, compostas da seguinte forma:

CHAVES


S

1º CHAVE O

X

1º DA CHAVE R

T

1º CHAVE P

X

1º DA CHAVE Q

Parágrafo Unico: Nesta fase começam com 0 (zero) pontos, sendo que passará para a 4ª fase a equipe que obtiver maior número de pontos nos dois confrontos.

Em caso de empate em numero de pontos após a segunda partida, a equipe que obtiver melhor saldo de gols nos dois confrontos passará a fase seguinte da competição, sendo que os gols marcados no campo do adversário tem peso maior para efeito de desempate (vale 2 gols), permanecendo a igualdade a disputa será nas penalidades, sendo serie de 5 e 1, alternadamente até conhecer-se o vencedor.

Art. 10º Na 5ª fase (Finais) será formada as Chaves U, composta da seguinte forma:

CHAVE


U

1º CHAVE S

X

1º DA CHAVE T

Parágrafo 1º: Nesta fase começam com 0 (zero) pontos, sendo que será considerado Campeão a equipe que obtiver maior número de pontos nos dois confrontos.

Em caso de empate em numero de pontos após a segunda partida, a equipe que obtiver melhor saldo de gols nos dois confrontos será considerada campeã da competição, permanecendo a igualdade a disputa será nas penalidades, sendo serie de 5 e 1, alternadamente até conhecer-se o vencedor.

Art. 11º Será considerado o 3º colocado do campeonato a equipe perdedora das semi-finais que obtiver o melhor desempenho na 2º fase, e sucessivamente para as demais colocações no campeonato, conforme critérios de desempate previsto neste regulamento.

Art. 12º Para o mando de campo da 3ª, 4ª fases e Finais, será considerado o Ranking classificatório a partir da 2º fase até as semifinais, aplicando-se os critérios de desempate previsto neste regulamento.

Capitulo IV

Da pontuação – Índice Técnico – Critérios de Desempate.

Art. 13º O Campeonato obedecerá ao sistema de 3 (Três) pontos por vitória e 1 (Um) ponto por empate.

Art. 14º Ao término das fases, observadas as disposições especificas constantes neste regulamento, no caso de 2 (duas) ou mais equipes terminarem empatadas ou para definir índices técnicos para classificação ou mando de campo em todas as fases serão obedecidos os seguintes critérios:

1º Numero de pontos ganhos

2º Número de vitórias

3º Confronto direto

4º Saldo de Gols

5º Menor numero de gols tomados

6º Maior numero de gols marcados

7º Sorteio público na L.R.F, ou SDR.

Capitulo V

Da condição de jogo e inscrição de atleta.

Art. 15º Terão condição de jogo todos os atletas que estiverem devidamente inscritos no Campeonato através da ficha de inscrição, e que não estiverem cumprindo punições ou suspensões, devendo apresentar a Carteira de Atleta (2011), expedida pela LRF e assinada pelo Presidente da mesma, não será aceita em hipótese alguma, Carteira de Atleta ou Comissão Técnica, sem a respectiva foto e assinatura do presidente, não podendo ser substituída por qualquer outro documento.

Parágrafo único: Será considerado legal para a LRF, a ficha de inscrição entregue até o dia 31/05/2011 as 23:59, sendo que em hipótese nenhuma poderá o mesmo atleta ser inscrito por duas ou mais equipes, se isto ocorrer o atleta ficará impedido de participar do campeonato de 2011, salvo se uma ou mais equipes liberar o atleta por escrito, para atuar em outra equipe, sendo que caso atleta estiver inscrito em mais de uma equipe e não haver liberação, será observada a assinatura do atleta, sendo que se houver assinatura sendo comprovadamente de próprio punho o atleta será eliminado da competição.

Art. 16º Cada equipe poderá ter no seu banco de reservas todos os atletas inscritos devidamente uniformizados e sentados, o técnico poderá fazer no máximo 07 (Sete) substituições incluindo o goleiro. Alem dos atletas poderão ficar no banco o Técnico, Massagista e Preparador Físico.

Art. 17º Não poderão participar da competição em nenhuma hipótese, atletas com registro profissional, cabendo a equipe que o atleta pertencer fazer a devida reversão, e somente 30 dias após a reversão, é que o atleta terá condições de jogo. Poderão participar atletas amadores filiados a outras ligas amadoras do Estado de Santa Catarina ou outra liga de outra federação estadual, a inclusão de atleta irregular será de responsabilidade da equipe, e tal infração será punida, com a perda dos pontos da equipe infratora em favor do adversário daquela partida, bem como serão aplicadas as sanções do CBJD (Código brasileiro de Justiça Desportiva).

Parágrafo único: Cada equipe poderá inscrever até 23 (Vinte e três) atletas, no campeonato de 2011, podendo deixar 5 (Cinco) vagas ou substituir 5 (Cinco) atletas até as 18 (Dezoito) horas de 4º feira, após o encerramento da 1ª fase, ficando vedada a inscrição de atletas das equipes desclassificadas.

Capitulo VI

Do mando de campo e inicio do jogo.

Art. 18º Caberá ao clube mandatário tomar todas as providencias necessárias para a realização do jogo, como, sinalização do campo de jogo, colocação de redes (em condições), providenciar no mínimo 03 (Três) bolas oficiais em condições, gandulas, bandeiras de canto (1,5 m de altura), maca e maqueiros, é necessário ter vestiários com chuveiro (de preferência água quente) para os visitantes e trio de arbitragem, sendo que caberá ao árbitro designado para a partida a avaliação das condições do jogo.

Parágrafo Primeiro: Em caso de semelhança de uniformes caberá à equipe visitante a troca do mesmo, para não causar prejuízo à equipe mandatária no que se refere a patrocinadores e colaboradores.

Parágrafo Segundo – Para o campeonato de 2011, a equipe, mandatária, deverá providenciar local adequado e coberto para as emissoras de radio fazerem seu trabalho de narração e comentário dos jogos.

Art. 19º O inicio dos jogos deverá ser rigorosamente respeitado pelas equipes sendo que haverá no máximo a tolerância de 15 (quinze) minutos da hora marcada para o inicio do jogo, transcorrido este tempo o árbitro do jogo avaliará as causas do atraso e poderá autorizar mais 15 minutos para dar inicio ou suspender a partida.

Parágrafo Primeiro: O inicio dos jogos será ás 15:00 (Quinze horas), podendo ser antecipado o horário do jogo final.

Parágrafo Segundo: Se no transcorrer da partida houver a paralisação da mesma por motivo de força maior, o arbitro poderá esperar até o máximo de 30 (Trinta) minutos para reinicia-la, ou suspende-la.

Parágrafo Terceiro: Por ser uma competição patrocinada pela SDR, logo, vinculada ao Estado de Santa Catarina, antes do inicio de cada partida os atletas deverão estar perfilados e a equipe mandatária deverá fazer tocar, 1ª parte do Hino Nacional brasileiro, exceto para a partida final, que será executado sob responsabilidade da Liga Riosulense de Futebol.

Art. 20º 15 (Quinze) minutos antes do inicio da partida, deverão as equipes entregar ao delegado a relação de atletas que irão participar da partida, com a respectiva numeração, devendo a relação conter o nome legível e assinatura do técnico ou dirigente, responsável pela equipe, bem como as respectivas carteiras de atleta, após o delegado da partida receber a ficha dos atletas relacionados, não poderá ser acrescido ou retirado nenhum atleta da relação.

Capitulo VII

Da segurança.

Art. 21º Caberá à equipe mandatária dar todas as condições de segurança, tanto da sua própria equipe, equipe visitante, torcedores e equipe de arbitragem, sendo que caberá ao árbitro a palavra final sobre essas condições.

Parágrafo Primeiro: Todos os locais dos jogos deverão ter alambrados e ter condições de total segurança.

Parágrafo Segundo: Não será permitida a venda de bebida em litro, garrafa de vidro, ou em copos de vidro, antes do termino da partida, sendo o delegado responsável em fazer cumprir esta determinação.

Art. 22º Durante a realização dos jogos será permitida a presença dentro do campo, de pessoas devidamente credenciadas como atletas, dirigentes com carteira da LRF, profissionais da imprensa, policiamento. Os demais deverão permanecer no lado de fora do alambrado, cabendo ao Delegado ou ao Arbitro da partida a permissão para permanência de pessoas não credenciadas para o jogo.

Art. 23º Será de responsabilidade da equipe mandatária a solicitação do policiamento, (no mínimo 2 (dois) policiais, que deverão permanecer no lado de dentro do alambrado para dar total segurança a arbitragem. Nenhuma partida poderá iniciar sem a presença do policiamento, sendo que nas semifinais e finais o numero de efetivo deverá ser maior.

Art. 24º Todo e qualquer tumulto envolvendo a arbitragem será de responsabilidade da equipe causadora, mesmo que a mesma seja visitante.

Art. 25º Cada equipe deixará em poder da Liga Riosulense de Futebol um cheque, denominado cheque de segurança, no valor de R$ 1.000,00 (Mil reais), que será devolvido as equipes se não houver nenhum incidente. O cheque será apresentado ao banco se a equipe cometer uma das seguintes infrações:

► Desistência da competição

► Agressão fisica à equipe de arbitragem por atletas ou dirigentes atuando no seu domicilio ou não.

► WO em alguma partida. (50% do valor para a equipe prejudicada e 50% para a LRF).

► Quando utilizar uniforme sem a devida logomarca da empresa patrocinadora, (Consorcio União) revertendo o valor para a referida empresa.

► Posto o cheque em cobrança, pelos motivos acima, e o mesmo receber contra ordem ou não estiver apto para compensação, a equipe ficará impedida de continuar na competição, se fizer o pagamento em espécie, até as 12:00 (DOZE) horas da sexta feira da semana do impedimento poderá continuar na competição, caso contrario será automaticamente eliminada da competição, e submetida ao julgamento na Comissão Disciplinar Da Liga Riosulense de Futebol.

Capitulo VIII

Da arbitragem

Art. 26º Toda a arbitragem do Campeonato da Liga Riosulense SDR/ 2011, será exclusivamente de responsabilidade da LRF (Liga Riosulense de Futebol), que receberão ajuda de custo por parte da LRF.

Parágrafo Unico: A LRF, através do seu departamento de arbitragem não aceitará em hipótese nenhuma a indicação ou veto a qualquer um dos seus árbitros e assistentes, cabendo a escalação ou não ao seu Departamento de árbitros.

Capitulo IX

Da disciplina e Julgamento.

Art. 27º Todo e qualquer ato de indisciplina e irregularidade será devidamente julgado pela Comissão Disciplinar da Liga Riosulense de Futebol, que julgará segundo as normas deste regulamento, aplicando no que couber o CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), e das decisões da Comissão Disciplinar não caberá recurso.

Parágrafo Primeiro: Caberá ao procurador após receber a sumula da partida fazer as denúncias e remeter á Comissão Disciplinar da LRF. Se os relatórios do arbitro e delegado forem confusos e incompreensíveis, o mesmo não oferecerá denúncia.

Parágrafo Segundo: O procurador entendendo que a expulsão do atleta do campo de jogo, deu-se por conseqüência do 2º cartão amarelo ou mesmo vermelho direto e que pela descrição do arbitro o atleta expulso saiu do campo de jogo de maneira cordial e disciplinada, poderá não denuncia-lo, e o mesmo cumprirá a suspensão automática.

Parágrafo Terceiro: A nenhuma equipe será permitido entrar na Justiça Comum, se este fato ocorrer, a equipe será eliminada automaticamente da competição, e ficará a disposição da Justiça Desportiva da Federação Catarinense de Futebol.

Parágrafo Quarto: A equipe que desejar impugnar qualquer partida, deverá fazê-lo até 24 (vinte e quatro) úteis após a realização da mesma, mediante requerimento, protocolado na Secretaria da LRF, e o pagamento de uma taxa de R$ 545,00 (quinhentos e quarenta e cinco reais), em moeda corrente, devendo no requerimento apresentar as razões do pedido de impugnação.

Capitulo X

Das disposições gerais e finais.

Art. 28º Caberá a cada equipe participante a responsabilidade de todos os atletas e dirigentes, com a saúde e bem estar dos mesmos, isentando a LRF e a SDR, caso ocorra algum incidente com seus atletas.

Art. 29º Todas as despesas de transporte, hospedagem, alimentação e outras decorrentes da participação serão de responsabilidade das equipes participantes.

Art. 30º Caberá à equipe mandatária, providenciar no intervalo da partida, água para o Trio de árbitros, delegado e policiais.

Art. 31º A equipe que provocar o WO será considerada perdedora por 2 a 0, conforme regulamento geral da CBF, alem de estar sujeita as punições deste regulamento e da Comissão Disciplinar da Liga Riosulense de Futebol, e CBJD no que couber.

Art. 32º - Para a partida Final do Campeonato, a equipe mandatária deverá providenciar, algumas acomodações especiais, para as Autoridades Governamentais, SDR e LRF.

Parágrafo Único – O Local da partida final, será submetido a avaliação da Liga Riosulense de Futebol, 12ª SDR, policia militar, podendo ser designado outro local, sempre levando em consideração a estrutura do Estádio, para as equipes, policiamento, imprensa e principalmente para a segurança dos torcedores, e pessoas que prestigiarem a final.

Art. 33º A LRF (Liga Riosulense de Futebol) se for o caso expedirá as devidas resoluções para o bom e fiel cumprimento do presente regulamento.

Art. 34º Os casos omissos e as dúvidas oriundas da interpretação deste regulamento serão esclarecidos pela Diretoria da LRF.

Art. 35º As equipes que irão sendo eliminadas da competição, deixarão as Carteiras de Atletas e dirigentes em poder do delegado para futura utilização pelos atletas em campeonatos organizados pela LRF.

Art. 36º Este regulamento foi redigido e aprovado pelo Conselho Técnico da LRF (Liga Riosulense de Futebol) e homologado após assinatura dos representantes das equipes e da 12ª SDR, ficam revogadas as disposições contrárias.

Presidente da LRF.



Diretor Técnico.

Clubes.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal