IdentificaçÃo do projeto



Baixar 101.71 Kb.
Encontro23.03.2018
Tamanho101.71 Kb.



MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA

CÂMPUS SANTO AUGUSTO

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO

AUXILIAR ADMINISTRATIVO

SANTO AUGUSTO

2013


Presidente da República

Dilma Rousseff
Ministro da Educação

Aloizio Mercadante
Secretário da Educação Profissional e Tecnológica

Marco Antonio de Oliveira
Reitor do Instituto Federal Farroupilha

Carla Comerlato Jardim
Pró-reitor de Extensão

Alberto Pahim Galli
Coordenadora de Programas de Inclusão Social

Coordenadora Geral do PRONATEC

Raquel Lunardi

Diretor Geral do Câmpus

César Eduardo Stevens Kroez

Diretor de Pesquisa, Produção e Extensão

Róberson Macedo de Oliveira
Coordenador de Extensão

Osmar Lottermann
Coordenadora Adjunto do PRONATEC

Juliani Natália dos Santos
Orientadora Pedagógica do PRONATEC

Adriana Toso Kemp
Profissional de apoio às atividades acadêmicas e administrativas do PRONATEC

Beatris Gattermann

SUMÁRIO


1 CARACTERÍSTICAS DO CURSO 3

2 JUSTIFICATIVA 3

3 OBJETIVO DO CURSO 5

4 PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO 5

5 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR 6

6 EMENTAS 7

7 AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM 8

8 METODOLOGIA 8

9 INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS, RECURSOS TECNOLÓGICOS E BIBLIOTECA 8

10 CERTIFICAÇÃO 8

11 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 9


1 CARACTERÍSTICAS DO CURSO


Denominação do curso: Auxiliar Administrativo

Nível: Educação Básica/Ensino Fundamental

Modalidade: Curso de Formação Inicial e Continuada ou Qualificação Profissional - Presencial

Tempo de duração do curso: dois meses

Turno de oferta: noturno

Carga horária Total (h/r): 160 horas

Número de vagas do curso: 30 vagas

Requisitos de acesso ao Curso: Ensino Médio Incompleto
2 JUSTIFICATIVA
A criação dos Institutos Federais visa a atender a necessidade da institucionalização da Educação Profissional e Tecnológica como política pública no Brasil, estabelecendo o compromisso de pensar na diversidade social, econômica, geográfica e cultural, na necessidade de diminuição das desigualdades regionais, na elevação do nível de escolaridade e na capacitação tecnológica da população. Além disso, está centrada em ações que contribuam para a inclusão e a permanência de jovens e adultos no mundo do trabalho.

A região de abrangência do Instituto Federal - Câmpus Santo Augusto é definida como Noroeste Colonial do Rio Grande do Sul e composta de trinta e sete municípios aqui relacionados: Ajuricaba, Alegria, Augusto Pestana, Barra do Guarita, Barra Funda, Boa Vista do Buricá, Bom Progresso, Braga, Campo Novo, Catuípe, Chiapetta, Coronel Barros, Coronel Bicaco, Crissiumal, Derrubadas, Dois Irmãos Das Missões, Esperança do Sul, Herval Seco, Humaitá, Ijuí, Independência, Inhacorá, Miraguaí, Nova Candelária, Nova Ramada, Novo Barreiro, Palmeira das Missões, Redentora, Santo Augusto, São José do Inhacorá, São Martinho, São Valério do Sul, Sede Nova, Tenente Portela, Tiradentes do Sul, Três Passos e Vista Gaúcha.

A Região Celeiro, como é denominada, situa-se no Vale do Rio Turvo e é composta em sua maioria dos municípios que integram a Região Noroeste Colonial do Rio Grande do Sul (21 municípios). Segundo a Fundação de Economia e Estatística, Secretaria da Educação e Planejamento do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, esta região apresenta um PIB superior a US$ 1.200 mil, com uma participação de 3,05% no PIB estadual. Destaca-se o relevante papel regional que desempenha o Câmpus Santo Augusto em sua área geográfica de atuação, recebendo alunos de 13 municípios da região quando da elaboração deste documento.

Assim, tendo em vista que as transformações da sociedade contemporânea têm gerado mudanças significativas no mundo corporativo e nas relações de trabalho e os desafios impostos estão relacionados à globalização, aos avanços tecnológicos e às novas expectativas das empresas, que atualmente enfrentam mercados globalizados, extremamente competitivos, necessita-se de um novo perfil profissional para atuar na área administrativa.

Administrar uma organização neste contexto torna-se uma tarefa complexa que exige do profissional competências específicas nas mais diversas áreas de gestão. O município de Santo Augusto possui várias empresas no setor do comércio, indústria e serviços, o que acarreta em uma grande demanda por pessoas que venham a auxiliar no processo administrativo, na tomada de decisão e na gestão organizacional. Torna-se imprescindível então, ofertar uma capacitação adequada a esse profissional, para que o mesmo possa identificar oportunidades, solucionar problemas e inovar dentro das organizações, favorecendo com isso, o desenvolvimento empresarial e, consequentemente, da sociedade como um todo.

O Instituto Federal Farroupilha – Câmpus Santo Augusto, ao propor o Curso Auxiliar Administrativo, pretende destinar qualificação profissional capaz de colaborar com o aluno em sua inserção no mercado de trabalho do mundo contemporâneo. A justificativa da oferta do referido curso fundamenta-se, também, no fato de que em todas as organizações, de qualquer segmento da economia, a área da administração está presente e se faz necessária, seja para gerir empresas privadas, públicas ou não governamentais. Desse modo, considerando a relevância desta premissa, imposta pelo desenvolvimento global do Mercado, torna-se imprescindível a capacitação de cidadãos a fim de atender as expectativas do concorrido mundo do trabalho.

Logo, entende-se o Curso de Auxiliar Administrativo como uma importante ferramenta de qualificação e inserção do egresso ao mercado de trabalho, facilitando o acesso ao emprego e à renda e contribuindo para o desenvolvimento local e regional.

O Curso de Auxiliar Administrativo vem, portanto, atender ao disposto na LEI Nº 12.513 de 26 de outubro de 2011, que institui o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), tendo como um dos principais objetivos ampliar as oportunidades educacionais dos trabalhadores, por meio do incremento da formação e qualificação profissional. A ampliação do acesso, permanência e extensão da escolaridade, também ancoradas pela Portaria nº 1.569, de 03.11.2011 do Ministério da Educação, que fixou as diretrizes para a execução da bolsa-formação no âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), deverá estar intrinsecamente ligada a um processo de ampliação de direitos e garantias individuais que caracterizam o desenvolvimento humano, os arranjos sociopolíticos e o crescimento econômico característicos da sociedade moderna.



3.2 - Objetivos do Curso:
3 OBJETIVO DO CURSO
O curso de Auxiliar Administrativo tem por objetivo capacitar os seus participantes para a execução de tarefas relacionadas a rotinas administrativas das organizações, de forma ética, com atitudes proativas e empreendedoras.
Os objetivos específicos do curso são os seguintes:
- Desenvolver a educação profissional integrada ao trabalho, à ciência e à tecnologia;

- Oferecer aos alunos oportunidades para construção de competências profissionais, na perspectiva do mundo da produção e do trabalho, bem como do sistema educativo;

- Proporcionar a habilitação profissional em curto prazo, observando-se as exigências e expectativas da comunidade regional;

- Colocar à disposição da sociedade um profissional apto ao exercício de suas funções e consciente de suas responsabilidades.

- Enfatizar, paralelamente à formação profissional específica, o desenvolvimento de todos os saberes e valores necessários ao profissional-cidadão, tais como o domínio da linguagem, o raciocínio lógico, relações interpessoais, responsabilidade, solidariedade e ética, entre outros.

4 PERFIL PROFISSIONAL DE CONCLUSÃO


O Instituto Federal Farroupilha, em seus cursos, prioriza a formação de profissionais que:

- possuam competência técnica e tecnológica em sua área de atuação;

- sejam capazes de se inserir no mundo do trabalho de modo compromissado com o desenvolvimento regional sustentável;

- tenham formação humanística e cultural geral integrada à formação técnica, tecnológica e científica;

- atuem com base em princípios éticos e de maneira sustentável;

- saibam interagir e aprimorar continuamente seus aprendizados a partir da convivência democrática com culturas, modos de ser e pontos de vista divergentes;

- sejam cidadãos críticos, propositivos e dinâmicos na busca de novos conhecimentos.
No Curso de Formação Inicial e Continuada ou Qualificação Profissional de Auxiliar Administrativo será priorizada a formação de um profissional capacitado para atuar no apoio das atividades administrativas, enfatizando as áreas da produção e logística, pessoal, vendas e atendimento e contabilidade e finanças. Além disso, o profissional Auxiliar Administrativo deverá atuar de forma ética, seguindo a legislação vigente e apresentando uma postura proativa, responsável e comprometida com a organização na qual estará inserido.

O Auxiliar Administrativo formado neste curso estará habilitado a se inserir no mercado de trabalho, sendo capaz de:

- Facilitar rotinas e processos administrativos;

- Executar rotinas básicas de escritório;

- Estabelecer, no relacionamento com a organização, com a equipe de trabalho e com as rotinas a serem executadas, uma postura baseada na ética profissional, no respeito às diferenças e nas regras da boa convivência;

- Projetar um plano de desenvolvimento pessoal e profissional;



- Apresentar os comportamentos adequados às exigências estabelecidas em processos seletivos para preenchimento de vagas de emprego.


5 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR
Na sequência se apresentam os pressupostos pedagógicos da organização curricular.
Matriz Curricular


Semestre/Modulo


Componentes Curriculares

Hora Aula Semanal

Carga Horária

(semestral ou modular)

(h/a)

Módulo I

Ética




20 h

Módulo II

Língua Portuguesa




12 h

Módulo III

Matemática




12 h

Módulo IV

Informática




12 h

Módulo V

Vendas e Atendimento ao Cliente




24 h

Módulo VI

Gestão de Pessoas




24 h

Módulo VII

Contabilidade e Finanças




24 h

Módulo VIII

Produção e Logística




24 h

Módulo IX

Legislação




08 h




Subtotal

160 horas-aula

Carga horária componentes curriculares (hora aula)

  1. horas-aula*

* cada hora-aula terá a duração de 60 minutos, conforme resolução CD/FNDE nº04.




6 EMENTAS


Componente Curricular: Integração e Orientação Profissional

Carga Horária (hora aula): 20 h

Período letivo: noturno

Ementa:

Conhecimentos sobre o Pronatec e o IF Farroupilha. Indivíduo e sociedade, direito e cidadania. As mudanças no mundo do trabalho. A relação entre capital e trabalho. Formas de organização dos trabalhadores. Comunicação no trabalho. Perfil profissional, currículo e entrevista. Legislação trabalhista.



Bibliografia Básica:

MÉSZÁROS, Istvan. A educação para além do capital. Traduzido por Isa Tavares. 2. ed. São Paulo: Boitempo, 2008.

NOVARES, Carlos Eduardo; LOBO, César. Cidadania para principiantes – a história dos direitos do homem. São Paulo: Ática, 2011.

BUFFA, Ester; ARROYO, Miguel; NOSELLA, Paolo. Educação e cidadania: quem educa o cidadão. São Paulo: Cortez, 2007.

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho. Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade no mundo do trabalho. 15. Ed. São Paulo: Cortez, 2011.

BRASIL. Senado Federal. A constituição da cidadania. (Especial DVD).





Componente Curricular: Língua Portuguesa

Carga Horária: 12 h/a

Período letivo: 2013

Ementa:

A gramática como recurso para a compreensão, produção de texto e comunicação. Produção de textos técnicos. Estudo e análise de textos. Elementos de coerência e coesão textual. Linguagem oral e escrita em contextos formais de uso.



Bibliografia Básica:

BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 37. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

GUEDES, Paulo Coimbra. Da redação à produção textual: o ensino da escrita. São Paulo: Parábola, 2009. Série Estratégias de Ensino; v. 12.

INFANTE, Ulisses. Curso de gramática aplicada aos textos. São Paulo: Scipione, 2005.

MARTINS, Dileta Silveira; ZILBERKNOP, Lúbia Scliar. Português instrumental: de acordo com as atuais normas da ABNT. 29. ed. São Paulo: Atlas, 2010.




Componente Curricular: Matemática

Carga Horária: 12 h/a

Período letivo: 2013

Ementa:

Utilização dos numerais e das operações fundamentais em diferentes situações-problema que permitam a produção de conhecimentos, bens e serviços. Estudo de relações de proporcionalidade e porcentagem contextualizada em situações práticas. Noções de sistemas de medidas e de áreas e volumes mais utilizados em atividades do dia-a-dia.



Bibliografia Básica:

BONGIOVANNI, V.; VISSOTTO, O. R. LAUREANO, J. L. T. Matemática. Volume Único. São Paulo: Bom livro, 1994. 472 p.

PAIVA, M. Matemática. São Paulo: Moderna. Volume 1 ao 3. 2004.

SHITSUKA, R. et al. Matemática fundamental para tecnologia. 1 ed. São Paulo: Érica, 2009.







Componente Curricular: Informática

Carga Horária: 12 h/a

Período letivo: 2013

Ementa:

Capacitação para noções básicas de sistema operacional Windows, de editor de texto, de aplicativos para apresentações e planilhas de cálculo. Conhecimentos de noções básicas de navegação na Internet.



Bibliografia Básica:

CAPRON, H. L. Introdução à Informática. 8. Ed. São Paulo: Prentice Hall, 2006.

MANZANO, André Luiz N. G.; TAKA, Carlos Eduardo M.. Estudo Dirigido de Microsoft Windows 7 Ultimate. São Paulo: Érica, 2010.

VELLOSO, F. C. Informática: Conceitos Básicos. 7.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.






COMPONENTE CURRICULAR: Vendas e Atendimento

Carga Horária: 24 horas

Período letivo: 1/2013

Ementa:

Compreensão e valorização do cliente, aplicando-se técnicas adequadas de vendas e atendimento, visando sua satisfação e fidelidade no longo prazo.




Bibliografia Básica:

CHIAVENATO, Idalberto. Administração de vendas: uma abordagem introdutória. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

KOTLER, Philip. Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle. 5. ed. São paulo: Editora Atlas, 2009.

PETER, J. Paul; CHURCHILL, Gilbert A. Marketing: criando valor para os clientes. São Paulo: Saraiva, 2000.




COMPONENTE CURRICULAR: Gestão de Pessoas

Carga Horária: 24 horas

Período letivo: 1/2013

Ementa:

Este componente curricular tratará da evolução das relações de trabalho, o modelo de gestão de pessoas e sua divisão enquanto subsistemas e processos (movimentação, desenvolvimento e valorização).



Bibliografia Básica:

BOHLANDER, G.; SNELL, S. Administração de Recursos Humanos. São Paulo: Cengage Learning, 2009.

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de Pessoas. 3. ed. Rio de Janeiro: Câmpus, 2010.

CHIAVENATO, Idalberto. Administração de recursos humanos. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

DAVIS, Keith; NEWSTROM, John. Comportamento humano no trabalho. São Paulo:

Pioneira, 1992.






Componente Curricular: Contabilidade e Finanças

Carga Horária: 24 horas

Período letivo: 1/2013

Ementa:

Estudo das noções básicas de Contabilidade e Finanças, com enfoque ao controle patrimonial, financeiro e apuração de resultado.



Bibliografia Básica:

BASSO, I. P. Contabilidade geral básica. Ijuí: Editora UNIJUÍ, 2011.

LEITE, H. P. Contabilidade para Administradores. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MARION, José Carlos. Contabilidade Básica. 9.ed. São Paulo: Atlas, 2008.





Componente Curricular: Produção e Logística

Carga Horária: 24 horas

Período letivo: 1/2013

Ementa:

Desenvolver um conjunto de técnicas que permitem melhorar a eficiência na administração de produção e da Logística na produção, nas atividades empresariais e nos custos e resultados financeiros das organizações. Fornecendo uma visão geral do conteúdo da disciplina e das responsabilidades que lhe são atribuídas.




Bibliografia Básica:

CHIAVENATO, Idalberto. Administração da Produção: uma abordagem introdutória. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. 200 p.


CHIAVENATO, Idalberto. Administração de materiais. São Paulo: Campus, 2005. 192 p.
CORRÊA, Henrique L.; CORRÊA, Carlos A. Administração de produção e operações: manufatura e serviços: uma abordagem estratégica. 2ª ed. São Paulo: Editora Atlas S.A., 2004. 690 p.



Componente Curricular: Legislação

Carga Horária: 8 horas

Período letivo: 1/2013

Ementa:

Compreender os fundamentos da Ciência Jurídica, apresentando aos alunos aspectos introdutórios do Direito Administrativo, do Direito Empresarial e do Direito do Consumidor.



Bibliografia Básica:

DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito Administrativo. 20. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

JUSTEN FILHO, Marçal. Comentário à Lei de Licitação e Contratos Administrativos. 8ed. São Paulo. 2000.

MARTINS, Fran. Títulos de crédito. Rio de Janeiro: Forense, 1997.




7 AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM

A avaliação deve se centrar tanto no processo como no produto. Quando realizada durante o processo ela tem por objetivo informar ao professor e ao aluno os avanços e as dificuldades e oportunizar a ambos a reflexão sobre a eficiência do processo educativo, possibilitando os ajustes necessários para o alcance dos melhores resultados possíveis.

Durante o processo educativo é conveniente que o professor esteja atento à participação efetiva do aluno através da observação da assiduidade, da pontualidade e do envolvimento nos trabalhos e discussões. No produto, várias formas de avaliação poderão se somar, tais como relatórios, trabalho de pesquisa bibliográfica, lista de exercícios etc.

Todos estes instrumentos são bons indicadores da aquisição de conhecimentos e do desenvolvimento de habilidades e competências, tais como capacidade de síntese e análise.

Os processos de avaliação a serem desenvolvidos terão por base as competências abaixo descritas (em conformidade com o Regulamento da Avaliação do Rendimento Escolar do Instituto Federal Farroupilha e a Instrução Normativa 03/2010 emitida pela Pró-Reitoria de Ensino):


  1. Diagnóstica: envolve descrição, atribuição de valor e julgamento acerca dos resultados apresentados pelos alunos em diferentes etapas do processo educativo e atende a diferentes objetivos; detecta o nível geral de conhecimento dos alunos, as suas dificuldades e as medidas necessárias para supri-las; permite retroalimentar o processo, servindo como indicador dos elementos de competência que precisarão ser aprofundados ou resgatados.

  2. Formativa: ocorre durante o processo de ensino aprendizagem, é interna ao processo, contínua, interativa e centrada no aluno; de caráter diagnóstico, ajuda o aluno a aprender e o professor a ensinar e reavaliar todas as etapas do processo ensino e aprendizagem; possibilita o acompanhamento da aquisição e domínio das competências e a adequação do ensino às necessidades de ajustes na aprendizagem e no desenvolvimento do aluno.

  3. Somativa: possibilita a avaliação dos objetivos e competências pretendidos; apresenta os resultados de aprendizagens e rendimento dos alunos e seus dados subsidiam o replanejamento do ensino para a próxima etapa.

São considerados meios para operacionalização da avaliação:

  1. Seminários;

  2. Trabalho individual e grupal;

  3. Testes escritos e orais;

  4. Demonstração de técnicas em laboratório;

  5. Dramatização;

  6. Apresentação dos trabalhos;

  7. Portfólios;

  8. Resenhas;

  9. Autoavaliação, entre outros.

O aluno será considerado apto à qualificação e certificação, desde que tenha aproveitamento com frequência igual ou superior a 75%.




8 METODOLOGIA

As aulas serão expositivas dialogadas, com aspectos interdisciplinares, envolvendo simulações de situações práticas na área administrativa. Poderão ser utilizados também vídeos e filmes que retratam o ambiente de trabalho.


9 INSTALAÇÕES E EQUIPAMENTOS, RECURSOS TECNOLÓGICOS E BIBLIOTECA
- Uma sala de aula com 30 classes

- Um projetor multimídia

- Biblioteca Mario Quintana:

A Biblioteca Mario Quintana do Instituto Federal Farroupilha - Campus Santo Augusto dispõe de um espaço físico de 132 m² e conta com um acervo próximo a 2.658 títulos que constituem-se de livros, revistas, DVDs e CDs. Tendo um acervo na área de administração de 200 títulos.

A biblioteca surge como ponto fundamental de confluência do cotidiano acadêmico tornando-se setor que efetiva a indissociabilidade do ensino, pesquisa e extensão, pois ao passo em que disponibiliza e dinamiza a informação, também procura transpor suas paredes físicas a fim de dialogar com a comunidade, legitimando a função social da informação em suas diversas formas.

A estrutura da biblioteca fica disposta da seguinte maneira: quatro mesas para estudo coletivo, cinco cabines individuais de estudo, uma sala de estudo coletiva e seis computadores com acesso a internet destinados a pesquisas e trabalhos acadêmicos. Há um regulamento do setor que fica sinalizado no manual do estudante e também no site da escola. Existe uma preocupação com desenvolvimento de coleções, com a preservação do acervo, com a acessibilidade e com a particularidade de cada usuário. A biblioteca também está equipada com sistema antifurto.

Horário de Funcionamento: 07h30min as 22h30min de segunda a sexta –feira.
10 CERTIFICAÇÃO
O certificado de conclusão do curso será emitido quando do término do curso, desde que o estudante esteja aprovado. A Coordenação de Extensão do Câmpus Santo Augusto Instituto Federal Farroupilha emitirá os certificados conforme orientação normativa nº 02/2011/PROEX. 11
11 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIL. INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Terceiro Relatório Nacional de Acompanhamento. Disponível em: . Acesso em: 24 set. 2012.



BRASIL. Guia Pronatec de formação Inicial e Continuada - 2012. Disponível em: < http://pronatec.mec.gov.br/fic/apresentacao.php>. Acesso em: 02 abr. 2013.

INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA. Regulamento da Avaliação do Rendimento Escolar. (Aprovado pela resolução n° 04-2010, de 22 de fevereiro de 2010).

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal