Item de Controle (IC) Definição



Baixar 60.46 Kb.
Encontro02.01.2018
Tamanho60.46 Kb.

MP-PCO-003


CAA

CERTIFICADO DE APROVAÇÃO DE AMOSTRAS

Objetivo

O Processo de Certificação e Aprovação de Amostras tem como objetivo definir requisitos gerais para submissão e aprovação de peças, serviços e matéria prima, pelos Fornecedores da Magno Peças, garantindo que todas as especificações de desenhos de engenharia e normas aplicáveis serão compreendidas e atendidas pelo Fornecedor e que este tem um processo certificado para produzir produtos que satisfaçam de forma constante estas exigências durante a produção.



Aplicação

O CAA aplica-se a Fornecedores de matérias primas e peças de produção quando solicitado pela Magno Peças. Para materiais a granel, o CAA não é requerido, a menos que solicitado pela Magno Peças.

Um fornecedor de peças de produção de catálogo (ex. parafusos) deve estar em conformidade com o CAA a menos que formalmente derrogado pela Magno Peças.

Documentos Complementares
MP-P-CO-001 – Procedimento de Qualificação de Fornecedores

MP-P-CO-002 - Processo de Aquisição


Revisão


Revisão

Data

Descrição da Mudança

00

18/04/2008

Emissão

01

27/09/2013

Revisão Geral do Procedimento e Anexos











Emissão


Autor

Edson Leite

18/04/2008

Verificado por

Samuel Rocha

30/09/2013

Aprovado por

Samuel Rocha

01/10/2013

Este documento é confidencial. Nenhuma parte deste documento pode ser reproduzido sem consentimento da Magno Peças


PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO E

APROVAÇÃO DE AMOSTRAS DE PRODUÇÃO - CAA

São apresentados neste Manual os requisitos para o Fornecedor realizar a submissão de amostras de uma peça ou matéria-prima e obter aprovação para um fornecimento regular.

Para os fornecedores da Magno Peças certificados ISOTS16949:2002 é requisito que seja enviado junto ao Certificado de Aprovação de Amostras toda a documentação conforme o Manual de Processo de Aprovação de Peças de Produção – PPAP do AIAG.

Nosso objetivo é certificar a qualidade de fornecimento de peças, facilitando e desenvolvendo o trabalho de nossos parceiros, ao mesmo tempo em que reforçamos o compromisso da Magno Peças com um elevado padrão de qualidade junto aos nossos Clientes.


Índice
Introdução 2


1. Requisitos do Processo 4

1.1.Requisitos Gerais...................................................................................4

1.2. Submissão de Amostras 4

1.3. Exigências para aprovação de CAA 5

1.4. Submissão a Magno Peças – Níveis de Tolerância 8

1.5. Situação da Submissão da peça 9

1.6. Retenção de Registros 9

1.7. Identificação de Amostras 10


2. Auditoria da Magno Peças 10

Anexo 1. Certificado de Aprovação de Amostras - CAA 11

Anexo 2. Relatório de Analise Dimensional 12

Anexo 3. Relatório de Analise de Material 14

Anexo 4. Relatório de Analise de Material 15

Anexo 5. Plano de Controle de Processo 16

Anexo 6. Etiqueta de Identificação de Peças de Amostras 17

1. REQUISITOS DO PROCESSO CAA




    1. Requisitos gerais


As peças ou materiais destinados à aprovação do CAA devem ser produzidos no local de produção definido, com o ferramental de produção final, bem como instrumentos de medição, gabaritos, padrões, operadores, processos, métodos, parâmetros de ajustes e todas as características relacionadas ao ambiente de produção relacionada.

As amostras submetidas devem ser representativas do processo de produção.



1.2. SITUAÇÕES ONDE É NECESSÁRIA A SUBMISSÃO DE AMOSTRAS


A submissão e aprovação de amostras em CAA são exigências da Magno Peças para o fornecimento de produtos nos seguintes casos:

1.2.1.Quando uma peça, conjunto ou material novo é desenvolvido;

1.2.2.Quando um novo material, uma nova cor ou novo acabamento, ainda não fornecidos são desenvolvidos;

1.2.3.Correção de pontos falhos em uma peça ou material já submetido e aprovado;

1.2.4.Produto modificado por uma alteração de engenharia no desenho de projeto, nas especificações de engenharia ou de materiais;

1.2.5.Quando houver solicitação de suspensão de fornecimento pela Magno Peças, devido à identificação de problemas de qualidade no Fornecedor;

1.2.6. Qualquer dos seguintes eventos ocorridos nas instalações do Fornecedor após uma submissão e aprovação de CAA, devem ser comunicados ao Departamento de Qualidade da Magno Peças, para decisão de necessidade de nova submissão:


  1. Quando o ferramental utilizado para o produto ficar inativo por mais de um ano e for novamente liberado;

  2. Quando a produção for realizada com ferramental ou equipamento transferido de outra planta de manufatura do Fornecedor, ou para uma nova planta;

  3. Quando a produção for realizada após reforma de ferramental/equipamento ou reorganização dos mesmos no fluxo de produção;

  4. Quando a produção for realizada utilizando-se ferramental ou equipamentos novos ou modificada (exceto ferramentas consumíveis, como matrizes, ferramentas de corte, etc.), incluindo novos ferramentais adicionais ou de reposição;

  5. Quando houver qualquer mudança no processo de manufatura do produto;

  6. Quando houver alteração de sub-fornecedores de componentes, materiais ou serviços incorporados ao produto fornecido à Magno Peças;

  7. Quando o Fornecedor optar pelo uso de material opcional ao utilizado na produção das amostras submetidas anteriormente.


1.3. EXIGÊNCIAS PARA Aprovação DE CAA


O Fornecedor deverá demonstrar cumprimento a todas as exigências e requisitos especificados nos desenhos de engenharia, em especificações de materiais, em normas e regulamentações aplicáveis acordadas. Quaisquer resultados fora de especificação são considerados impedimento para o início do fornecimento dos produtos. Todo esforço deve ser feito para corrigir o processo de forma que todos os requisitos dos registros de projeto sejam atingidos. Se o Fornecedor não é capaz de atender qualquer desses requisitos, a Magno Peças deve ser contatada previamente ao envio do CAA para determinação da ação corretiva apropriada.

Inspeção e ensaios para CAA devem ser executados por laboratório que tenha capacidade para realizar ensaios e medições requeridas. Laboratórios de ensaio comerciais/independentes utilizados devem ser instalações credenciadas pelo INMETRO ou serem certificados ISO 17025. Quando um laboratório comercial for utilizado, o Fornecedor deve submeter os resultados dos ensaios em papel timbrado do próprio laboratório ou no formato normal de relatório do laboratório. O nome do laboratório que executou os ensaios, a (s) data (s) dos ensaios, e as normas/procedimentos utilizados para os ensaios deverão ser indicados.

O Fornecedor deve ter os itens e registros completos (documentação definida neste manual) para cada peça, ou família de peças, não importando o nível de submissão da peça. Estes registros devem estar em um arquivo de peça CAA, ou mencionado em tal arquivo e devem estar prontamente disponíveis. Amostras de peças de produção, peças padrão e padrões visuais (auxílios de verificação) deverão estar prontamente disponíveis para verificação da Magno Peças.

Quando houver alguma discordância ou divergência sobre requisitos de CAA, o Fornecedor deve obter aprovação prévia da Magno Peças para a submissão das amostras e documentações.


1.3.1. Requisitos de Aprovação

O Fornecedor deve apresentar toda a documentação abaixo, assim como os itens definidos, para cada componente, material ou serviço desenvolvido, quando solicitado pela Magno Peças. O item 1.4 demonstra os níveis de submissão utilizados.


1.3.1.1. Certificado de Aprovação de Amostras da Produção

Com a conclusão satisfatória de todas as medições e ensaios exigidos, o Fornecedor deve registrar as informações requeridas no Certificado de Aprovação de Amostras.

Um certificado individual deve ser preenchido para cada número de peça da Magno Peças a não ser que acordado diferentemente pela mesma.

Se as amostras de produção forem produzidas em mais de uma cavidade, molde, ferramental, modelo, matriz ou processo de produção (por exemplo: linha ou célula) o Fornecedor deve completar a avaliação dimensional para cada peça de cavidade, molde, ferramental, modelo, matriz ou processo de produção. As cavidades, moldes, linhas, etc.,

devem então ser identificados, ou constar um anexo ao Certificado de Aprovação de Amostras (Anexo 1).

O Fornecedor deve verificar que todos os resultados de medições de ensaios mostrem conformidade com os requisitos e que toda a documentação requerida está disponível. Um representante responsável do Fornecedor deve aprovar o Certificado e prover data, cargo e número do telefone.

Certificados podem ser submetidos eletronicamente em conformidade com os requisitos em formato PDF.

O Anexo 1 deste manual contempla um formulário de Certificado de Aprovação de Amostras.


1.3.1.2. Amostra padrão

O Fornecedor deve reter uma amostra padrão por um período de 1 ano da data de aprovação do CAA, ou:



  1. Até uma nova amostra padrão ser produzida para o mesmo número de peça para aprovação da mesma, ou:

  2. Onde uma amostra padrão é requerida nos parâmetros de projeto, Plano de Controle ou critério de inspeção, como referência ou padrão a ser utilizado. A amostra padrão deve ser identificada como tal e deve mostrar a data de aprovação na amostra. O Fornecedor deve reter uma amostra padrão para cada posição de múltiplas cavidades, molde, ferramenta ou matriz, ou processo de produção a menos que especificado em contrário.


1.3.1.3. Registros de Projeto

O Fornecedor deve ter todos os registros de projeto incluindo registros de projeto para componentes, materiais ou detalhes do produto. Onde os registros de projeto (por exemplo: dados numéricos de CAD/CAM, desenhos da peça, especificações) estiverem em formato eletrônico, o Fornecedor deverá produzir cópias em papel (por exemplo: gravuras, relatórios de Dimensionamento Geométrico e de Tolerância [GD&T], desenhos) para identificar as medições tomadas. O número da peça, nível de alteração, data do registro e nome do Fornecedor devem ser mostrados em todos os documentos.

Para qualquer produto, material, serviço, peça ou componente, haverá somente um registro de projeto, desconsiderando quem tenha responsabilidade pelo projeto. O registro de projeto pode fazer referência a outros documentos incorporando-os ao registro.

Para materiais a granel, os registros de projeto podem incluir identificação das matérias-primas, formulações, passos e parâmetros de processamento, e especificações para o produto final ou critério de aceitação. Se resultados dimensionais não se aplicarem, então os requisitos do CAD/CAM também não são aplicáveis.




1.3.1.4. Documentos de Alterações de Engenharia

O Fornecedor deve possuir qualquer alteração de engenharia autorizada ainda não registrada nos registros do projeto, mas que já tenham sido incorporadas ao produto, peça ou ferramental.

Os requisitos de inspeção e ensaios podem ser determinados pela extensão da alteração. Por exemplo, se determinadas dimensões foram alteradas, a avaliação dimensional poderá ser limitada às áreas afetadas pela alteração.
1.3.1.5. Resultados Dimensionais

O Fornecedor deverá demonstrar que as verificações dimensionais requeridas pelo registro de projeto e pelos Planos de Controle foram concluídas e os resultados indicam conformidade com os requisitos especificados. O Fornecedor deve ter resultados dimensionais para cada processo industrial único, por exemplo: cavidades, moldes, padrões ou matriz.

O Fornecedor deverá indicar a data do registro de projeto, nível de alteração e qualquer documento de alteração autorizada de engenharia ainda não incorporada no registro de projeto para o qual a peça foi manufaturada.

NOTA: Todas as dimensões (exceto dimensões de referência), características e especificações constantes no registro de projeto e Plano de Controle devem ser listadas em um formato adequado com os resultados atuais registrados, podendo ser utilizados os formulários do Fornecedor. O Anexo 2 deste Manual apresenta o formulário Relatório de Analise Dimensional, que pode ser utilizado para este propósito.

Resultados dimensionais não se aplicam para materiais a granel.



1.3.1.6. Resultados dos Ensaios de Materiais

O Fornecedor deve executar ensaios para toda(s) a(s) peça(s) e material(ais) de produção quando forem especificados requisitos químicos, físicos ou metalúrgicos pelo registro de projeto ou Plano de Controle.

Todos os ensaios requeridos pelo registro de projeto devem ser listados em um formato conveniente juntamente com a quantidade ensaiada e os resultados atuais de cada ensaio. Também deve-se indicar qualquer documento autorizado de alteração de engenharia que ainda não esteja incorporada no registro de projeto.

O Anexo 3 deste Manual apresenta o formulário Relatório de Analise de Material, que pode ser utilizado para esse fim.

O relatório de Analise de Material deve indicar:


  • Nível de alteração no registro de projeto das peças ensaiadas, o número, data, e o nível de alterações das especificações para aos quais as peças foram ensaiadas;

  • Data no qual o ensaio ocorreu;

  • O nome do subFornecedor de material e o número de código de Fornecedor do material a partir de uma lista de subcontratados aprovada pela Magno Peças.



1.3.1.7 Resultados dos Ensaios de Desempenho/Durabilidade

O Fornecedor deverá executar ensaios para todas as peças ou materiais de produção quando desempenho ou exigências funcionais são especificadas pelo registro de projeto ou Plano de Controle.

O relatório de ensaio deve indicar:


  • Nível de alteração no registro de projeto das peças ensaiadas, número, data, e nível de alterações das especificações para os quais as peças foram ensaiadas;

  • Qualquer documento autorizado de alteração de engenharia ainda não incorporado ao registro de projeto;

  • Data a qual o ensaio ocorreu;

Resultados para todos os ensaios requeridos pelo projeto ou especificações relacionadas devem ser listados em um formato compreensível e incluir a quantidade testada. O Anexo 4 “Relatório de Desempenho” pode ser usado para esse propósito.

1.3.1.8. Planos de Controle

O Fornecedor deve ter planos de controle de recebimento, produção e produto acabado, onde aplicável e que incluam todos os controles utilizados para controle de produto/processo.

Planos de Controle para as “famílias” de peças similares são aceitáveis se as novas peças forem analisadas criticamente para definição de itens em comum.

Plano de Controle do Fornecedor deve acompanhar o Certificado de Aprovação de Amostras.

O Anexo 5 “Plano de Controle de Processo” pode ser usado para esse propósito.

1.4. SUBMISSÃO DO CAA PARA A MAGNO PEÇAS

1.4.1. Níveis de Submissão
O Fornecedor deve usar o nível 3 como o nível padrão para todas as submissões a menos que especificado em contrário pelo Representante da Magno Peças.

1.5. SITUAÇÃO DA SUBMISSÃO DA PEÇA

1.5.1 Geral


O Fornecedor será notificado quanto à disposição da submissão. Após aprovação da peça de produção, os Fornecedores devem assegurar que a produção futura continue satisfazendo todos os requisitos aprovados no CAA.

1.5.2. Situação de CAA da MAGNO PEÇAS


1.5.2.1 Aprovado para Produção indica que a peça ou material atende a todas as especificações e requisitos. O Fornecedor está, portanto, autorizado a enviar quantidade/lotes de produção do produto sujeito a comunicados da atividade de programação da Magno Peças.

1.5.2.2. Aprovação Condicional (Interina) permite remessa de material para as necessidades de produção com base em uma limitação de tempo ou quantidade. Aprovação Condicional só será concedida quando o Fornecedor tiver:

  • claramente definida a causa da não-conformidade que impede aprovação para produção;

  • preparado um plano de ação condicional (interino) de aprovação também aprovado pela MAGNO PEÇAS. Uma nova submissão para obter “aprovação de produção” é requerida.

Materiais cobertos por aprovação condicional que não cumprirem o plano de ação acordado seja pela expiração da data de vencimento ou a remessa da quantidade autorizada serão rejeitados. Nenhuma remessa adicional será autorizada a menos que uma extensão da aprovação condicional seja concedida.

1.5.2.3. Rejeitado significa que a submissão do lote de produção do qual foi originada a documentação associada não satisfazem os requisitos. Produto e documentação corrigidos devem ser submetidos e aprovados antes que a quantidade de produção possa ser expedida.


1.6. RETENÇÃO DE REGISTRO


Registros de Aprovação de submissão, indiferente do nível, devem ser mantidos pelo período de tempo em que a peça é considerada ativa mais um ano calendário.

O Fornecedor deve assegurar que os registros aprovados de CAA de uma peça substituída são incluídos ou referenciados no novo arquivo CAA da peça.



1.7. IDENTIFICAÇÃO DE AMOSTRAS


As amostras enviadas para submissão devem estar identificadas com etiqueta padrão, na cor azul (Anexo 6), com as informações:

  • Nome do Fornecedor

  • Nome da peça

  • Código da peça

  • Código do desenho

  • Número de revisão do desenho

  • Nº Ferramenta/Cavidade

  • Quantidade de Amostras



2. AUDITORIA DA MAGNO PEÇAS


A MAGNO PEÇAS poderá a qualquer momento realizar uma auditoria em todo processo de CAA realizado pelo Fornecedor. Caso divergências ou não-conformidades sejam detectadas, o Fornecedor não deverá iniciar o fornecimento do item até que o assunto seja resolvido.

ANEXO 1



ANEXO 2


Continuação ANEXO 2



ANEXO 3



ANEXO 4



ANEXO 5



ANEXO 6




Processo de Certificação e Aprovação de Amostras de Produção - CAA Pág






©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal