Life priolo



Baixar 0.86 Mb.
Página1/8
Encontro06.08.2018
Tamanho0.86 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8





RECUPERAÇÃO DO HABITAT DO PRIOLO NA ZPE PICO DA VARA/ RIBEIRA DO GUILHERME




RELATÓRIO FINAL DO PROJECTO

LIFE NAT/P/000013









SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O ESTUDO DAS AVES

2009
Trabalhar para o estudo e conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.

A SPEA – Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves é uma organização não governamental de ambiente que trabalha para a conservação das aves e dos seus habitats em Portugal. Como associação sem fins lucrativos, depende do apoio dos sócios e de diversas entidades para concretizar as suas acções. Faz parte de uma rede mundial de organizações de ambiente, a BirdLife International, que actua em mais de 100 países e tem como objectivo a preservação da diversidade biológica através da conservação das aves, dos seus habitats e da promoção do uso sustentável dos recursos naturais.



O Projecto LIFE Priolo “Recuperação do habitat do Priolo na ZPE Pico da Vara/Ribeira do Guilherme”.

O Projecto LIFE Priolo é uma parceria da SPEA com a Câmara Municipal do Nordeste, o Centro de Conservação e Protecção do Ambiente da Universidade dos Açores (CCPA), a Direcção Regional dos Recursos Florestais (DRRF), a Secretaria Regional do Ambiente e do Mar (SRAM) e a Royal Society for the Protection of Birds (RSPB).




O Projecto LIFE Priolo é co-financiado pelo programa LIFE da Comissão Europeia.






Recuperação do habitat do Priolo na ZPE Pico da Vara / Ribeira do Guilherme. LIFE03 NAT/P/000013. Relatório Final.

Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, 2009

Direcção: Luís Costa

Coordenação do projecto: Joaquim Teodósio

Equipa de projecto: Carlos Silva, Joana Domingues, Ricardo Ceia, Rui Botelho e Vanessa Oliveira

Citação: SPEA 2009. Recuperação do habitat do Priolo na ZPE Pico da Vara/Ribeira do Guilherme. LIFE 03NAT/P/000013. Relatório Final. Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, Lisboa (relatório não publicado).



1 INTRODUÇÃO 4

2 RESUMO FINAL DO PROJECTO 4

3 ACÇÕES PREPARATÓRIAS E DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE GESTÃO 9

4 ACTIVIDADES EXTRA PROJECTO LIFE PRIOLO 75





1 INTRODUÇÃO



1.1. A Espécie

O Priolo (Pyrrhula murina) é uma espécie endémica da ilha de São Miguel, arquipélago dos Açores. É característica da zona montanhosa, localizada a leste da ilha. Trata-se de uma das aves mais raras e ameaçadas do Mundo. O Priolo é uma espécie protegida pelo Anexo I da Directiva Aves – 79/409/CEE, adaptada para a legislação Portuguesa através do Decreto-Lei 49/2005 de 24 de Fevereiro e encontra-se incluída em várias listas de animais ameaçados, quer ao nível nacional (ICN 2006. Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal, Assírio & Alvim, Lisboa), quer ao nível internacional (IUCN Red List of Threatened Animals, ver www.redlist.org). A BirdLife International incluiu o Priolo na lista de espécies “globalmente ameaçadas na Europa” (BirdLife International 2004. Birds in Europe: population estimates, trends and conservation status. BirdLife International, Cambridge (BirdLife Conservation Series No. 12)).

No final do século XIX, o Priolo apresentava uma distribuição maior que a actual, sendo até considerado como uma praga nos pomares de laranjeiras e, devido a tal, era capturado regularmente. O seu habitat natural, a floresta Laurissilva, também foi sendo substituído por pastagens e por plantações de Criptoméria (Cryptomeria japonica) e invadido por plantas exóticas agressivas como o Incenso (Pittosporum undulatum), a Conteira (Hedychium gardneranium) e, mais recentemente, a Cletra (Clethra arborea) e o Gigante (Gunnera tinctoria), entre outros. A captura excessiva e a destruição da floresta Laurissilva, de cujas plantas o Priolo depende, conduziram esta pequena população à beira da extinção.

1.2. O projecto LIFE

O Projecto LIFE “Recuperação do Habitat do Priolo na ZPE Pico da Vara/Ribeira do Guilherme” (referido doravante como “LIFE Priolo”) tem como objectivo a recuperação do habitat de Pyrrhula murina em toda a sua área de ocorrência, que se encontra ameaçada pela dominância de plantas exóticas invasoras. Esta recuperação envolve a plantação de um número significativo de espécimes de vegetação nativa, após a limpeza da vegetação exótica. Estas acções, imprescindíveis para a conservação do Priolo, terão igualmente efeitos sobre os habitats existentes na ZPE, sendo de referir que dois importantes habitats serão directa e indirectamente beneficiados pelo projecto: a Laurissilva dos Açores e os Matos Macaronésicos Endémicos.




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal