Mestrado em Relações Internacionais rei 410011 Política Externa Brasileira



Baixar 27.09 Kb.
Encontro20.04.2018
Tamanho27.09 Kb.

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro Sócio-Econômico

Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais


Mestrado em Relações Internacionais
REI 410011 - Política Externa Brasileira

Profa. Dra. Geisa Franco e Profa. Dra. Clarissa Dri

4 créditos, semestre 2012.1
EMENTA

Análise da Política Externa Brasileira, da República à atualidade. Atores oficiais e não oficiais, interesses, ideologias. Processos de tomada de decisões. Influências externas e internas. Evolução da agenda. Elementos de mudança e de continuidade.


OBJETIVOS

- Discutir os fundamentos e as características da política externa nacional contemporânea (1889-2012)

- Refletir criticamente sobre os mecanismos de elaboração da agenda e de decisão em política externa
AVALIAÇÃO

As avaliações serão divididas em três fases, correspondendo aos três períodos da disciplina, e serão combinadas com as professoras no início de cada período. Cada um dos três períodos da disciplina corresponderá a 30% da nota. Os 10% restantes serão avaliados conforme freqüência, leituras e participação nas aulas.


PROGRAMA
Primeiro módulo – A formulação da política externa: interesse nacional, atores e paradigmas.

Professora Geisa Cunha Franco

14 a 18 de maio 2012, de 14:00 a 18:00


1ª aula: Introdução à Política Externa Brasileira.
PINHEIRO, Letícia. Política externa brasileira, Coleção Descobrindo o Brasil. Ed Zahar, 2004.
2ª aula: Reflexões iniciais sobre a formulação da política externa: conceito, atores, objetivos.
ALMEIDA, Paulo Roberto. Bases conceituais de uma política externa nacional

In: Estevão C. de Rezende Martins e Miriam G. Saraiva (orgs.) Brasil - União Europeia - América do Sul : Anos 2010-2020(RJ: Fund. Konrad Adenauer, 2009, p. 228-243)


http://www.pralmeida.org/05DocsPRA/1929BasesConceitPExtNacBook.pdf
LIMA, Maria Regina Soares de. Instituições democráticas e política exterior. Revista Contexto Internacional, Rio de Janeiro, v. 22, n. 2, jul./dez. 2000, p. 265-303.
PINHEIRO, Letícia. Traídos pelo desejo: um ensaio sobre a Teoria e a prática da política externa brasileira contemporânea. Contexto internacional, v. 22, jul./dez. 2000, p. 305-335.


http://www.scribd.com/doc/64162118/Pinheiro-Leticia-Traidos-pelo-desejo-Um-ensaio-sobre-a-teoria-e-a-pratica-da-politica

3ª aula: Reflexões sobre a formulação da política externa: conceito, atores, objetivos.

(continuação) Mesma bibliografia da aula anterior.
4ª aula: Os paradigmas da PEB
CERVO, Amado Luiz. Política exterior e relações internacionais do Brasil: enfoque paradigmático. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 46, n. 2, p. 5-26, 2003.
5ª aula: A política externa brasileira na Primeira República e discussão final do módulo.
Aula expositiva - Mudanças e continuidades na PEB: questões da PEB da origem à atualidade.
BURNS, Bradford. As relações internacionais do Brasil durante a Primeira República. In FAUSTO, Boris. História Geral da Civilização Brasileira, Tomo III, 2º volume. Ed Difel.
OBS: poderão ser acrescentados alguns textos durante o curso.

Segundo módulo – Política externa, autoritarismo e redemocratização

Professora Clarissa Dri
6ª aula: Política externa de Getúlio Vargas e a participação brasileira na Segunda Guerra Mundial

28 maio, 13-17h
SEITENFUS, Ricardo. O Brasil e o III Reich, 1988. Disponível em http://www.seitenfus.com.br/arquivos/O%20Brasil%20e%20o%20III%20Reich%20-%201933-1939.pdf.
GARCIA, Eugênio. De como o Brasil quase se tornou membro permanente do Conselho de Segurança da ONU em 1945. Revista Brasileira de Política Internacional, v. 54, n. 1, p. 159-177, 2011. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rbpi/v54n1/v54n1a10.pdf.
7ª aula: Guerra Fria e política externa no intervalo democrático

01 junho, 8-12h
FRANCHINI NETO, Hélio. A Política Externa Independente em ação: a Conferência de Punta del Este de 1962. Revista Brasileira de Política Internacional, v. 48, n. 2, p. 129-151, 2005. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rbpi/v48n2/a07v48n2.pdf.
SAULL, Richard. Locating the Global South in the Theorisation of the Cold War: Capitalist Development, Social Revolution and Geopolitical Conflict. Third World Quarterly, v. 26, n. 2, p. 253-280, 2005.
LÓPEZ-MAYA, Margarita. The Change in the Discourse of US-Latin American Relations from the End of the Second World War to the Beginning of the Cold War. Review of International Political Economy, v. 2, n. 1, p. 135-149, Winter 1995.
8ª aula: As ditaduras na América do Sul e a política externa brasileira sob o regime autoritário

04 junho, 13-17h
SPEKTOR, Matias. Origens e direção do Pragmatismo Ecumênico e Responsável (1974-1979). Revista Brasileira de Política Internacional, v. 47, n. 2, 2004, p. 191-222. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rbpi/v47n2/v47n2a07.pdf.
PENNA FILHO, Pio. O Itamaraty nos anos de chumbo – O Centro de Informações do Exterior (CIEX) e a repressão no Cone Sul (1966-1979). Revista Brasileira de Política Internacional, v. 52, n. 2, p. 43-62, 2009. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rbpi/v52n2/03.pdf.
SANTANA, Carlos. O aprofundamento das relações do Brasil com os países do Oriente Médio durante os dois choques do petróleo da década de 1970: um exemplo de ação pragmática. Revista Brasileira de Política Internacional, v. 49, n. 2, p. 157-177, 2006. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rbpi/v49n2/a09v49n2.pdf.
9ª aula: Regionalismo sul-americano e a criação do Mercosul

11 junho, 13-17h
GARDINI, Gian Luca. Who invented Mercosur? Diplomacy and Statecraft, v. 18, n. 4, 2007, p. 805-830.
KALTENTHALER, Karl; MORA, Frank. Explaining Latin American Economic Integration: The Case of Mercosur. Review of International Political Economy, v. 9, n. 1, March 2002, p. 72-97.
OLIVEIRA, Amâncio; ONUKI, Janina. Liderança hegemônica e integração regional: o Brasil na visão das elites do Cone Sul. Cena Internacional, v. 2, n. 2, p. 5-22, 2001. Disponível em http://caeni.com.br/index2.php?option=com_docman&task=doc_view&gid=23&Itemid=39.
10ª aula: Brasil como potência emergente? Unasul e CELAC

15 junho, 8-12h
BURGES, Sean. Consensual hegemony: theorizing Brazilian foreign policy after the Cold War. International Relations, v. 22, n. 1, 2008, p. 65-84.
MALAMUD, Andrés. A leader without followers? The growing divergence between regional and global performance of Brazilian foreign policy. Latin American Politics and Society, v. 53, n. 3, 2011, p. 1-24. Disponível em

http://www.eui.eu/Personal/Researchers/malamud/laps_53_3_Malamud.pdf.
BIZZOZERO, Lincoln. América Latina a inicios de la segunda década del siglo XXI: entre el regionalismo estratégico y la regionalización fragmentada. Revista Brasileira de Política Internacional, v.54, n. 1, 2011, p. 29-43. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rbpi/v54n1/v54n1a03.pdf.

Terceiro módulo – A Política Externa Brasileira dos anos 80 aos dias atuais

Professora Geisa Cunha Franco

2 a 6 de julho 2012


11ª aula:

SENNES, Ricardo As Mudanças da Política Externa Brasileira nos Anos 80 . Ed. UFRGS.


12ª aula:

FRANCO, Geisa Cunha. Opinião Pública e Política Externa na Abertura Democrática Brasileira - O debate na imprensa durante o governo Figueiredo (1979-1985) - Coleção Relações Internacionais. Editora: Juruá Editora, 2009.


13ª aula:

VIGEVANI, Tullo. O contencioso Brasil-Estados Unidos da Informática - Uma análise sobre a formulação de política exterior, de Alfa Omega e Edusp, 1995,350 páginas.


14ª aula:

VIGEVANI, Tullo e OLIVEIRA, Marcelo F. A política externa brasileira na era FHC: um exercício de autonomia pela integração, http://150.162.1.115/index.php/interthesis/article/viewFile/708/10780


15ª aula:

VIGEVANI, Tullo e CEPALUNI, Gabriel A política externa de Lula da Silva: a estratégia da autonomia pela diversificação.



http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-85292007000200002
MILANI, Carlos. Atores e agendas no campo da política externa brasileira de direitos humanos. PINHEIRO, Leticia; MILANI, Carlos (Org.). Política externa brasileira: as práticas da política e a política das práticas. Rio de Janeiro: FGV, 2012. In: p. 33-70.

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal