Metodologia de ensino: métodos utilizados na educação especial



Baixar 0.68 Mb.
Página8/11
Encontro13.01.2018
Tamanho0.68 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11

Palavras-chave: Mapeamento do Fluxo de Valor. Sustentabilidade.

ÚLCERA DE PRESSÃO EM IDOSOS: INTERVENÇÕES DE ENFERMAGEM FRENTE AOS CUIDADOS COM ACAMADOS DA CLÍNICA MÉDICA

Mariana Paulino Alves (6º Período de Enfermagem)

Profª. Ms. Renata de Souza Zanatelli (Orientadora)



Resumo
A úlcera de decúbito é caracterizada por destruição tecidual localizada, resultante da isquemia em áreas de pressão. Este estudo busca realizar um levantamento no que se refere à atuação da equipe de enfermagem, a fim, de promover um tratamento adequado às feridas, para evitar o agravamento das lesões e promover reabilitação dos idosos em menor tempo. Esta patologia é uma condição sistêmica, que aliada às fisiopatologias da senilidade, alteram as respostas clínicas, provocando déficit no processo de recuperação, e consequentemente sobrevida dos idosos. Assim, a pesquisa será baseada em estudos científicos, visando custo benefício à instituição. Com isso, o presente estudo busca oferecer intervenções de enfermagem direcionadas aos idosos, possibilitando restabelecer sua qualidade de vida, evitando complicações no quadro clínico e reduzindo o tempo de recuperação. Pretende-se com os resultados obtidos levantar informações suficientes para orientações eficazes aos acadêmicos e profissionais de enfermagem, sistematizando a atuação técnica-científica e alcançando o aperfeiçoamento dos mesmos.
Palavras – chave: Úlcera de pressão. Idosos. Enfermagem.

O PROBLEMA DAS DROGAS NO MEIO ESCOLAR


Mariana Silva Martins de Faria (4° Período de Pedagogia)

Terezinha Richartz (Orientadora)



Resumo
Considera-se droga que causa dependência aquela que fornece ação prazerosa ou bem estar, auto-administração, toxicidade neuropsicológica reversível, tolerância, síndrome de abstinência ou privação. As drogas depressivas ou sedativas podem atuar tanto sobre esses transmissores químicos do impulso nervoso como sobre certas células, retardando ou diminuindo o prosseguimento normal da mensagem e, consequentemente, tornando os movimentos mais lentos. Dentro deste contexto, este estudo tem como objetivo pesquisar alternativas sobre como a escola pode intervir e orientar seus alunos diante das drogas, tanto na vida social, quanto na escolar.
Palavras-chave: Problemas. Dependência. Curiosidade. Ociosidade. Companhia.

AFETIVIDADE: A AFETIVIDADE ENQUANTO ELEMENTO FACILITADOR DA APRENDIZAGEM


Marília Tempesta 4º período de pedagogia

Profª. Ms. Eliane Maria Morais Menegato (Orientador)


Resumo
As crianças só se socializam quando se sente parte de um grupo: família, a turma da escola, a sociedade, e percebe que, em cada um desses grupos sociais, sua presença e sua contribuição são importantes. A escola pode proporcionar isso ao aluno na medida em que lhe ofereça o direito de ser ouvido e compreendido, de ser respeitado em suas diferenças. Desta forma, professores que trabalham para estabelecer relações afetivas positivas na sala de aula, dão ao estudante caminhos para reconhecer seus sentimentos, desde pequeno. E para criar este ambiente propício para a formação das relações entre professor-aluno, é necessário entender o que é afetividade e por que ela é fundamental na formação de pessoas felizes, éticas, seguras e capazes de conviver com o outro e com a diversidade de vida do planeta. O pergunta principal deste trabalho é: como a afetividade estabelecida na relação professor-aluno contribui no processo ensino-aprendizagem? A presente pesquisa tem por objetivo refletir sobre a importância da afetividade e revelar questões capazes de promover seu valor no processo ensino-aprendizagem. Foi realizada uma pesquisa de campo na Escola Municipal Cônego Vitor, que fica localizada no centro da cidade de Três Pontas, com dez professoras, sobre os aspectos da aprendizagem dentro do processo afetivo.
Palavras-chave: Afetividade. Professor-aluno. Ensino. Alfabetização emocional.

CONTAMINAÇÃO PARASITÁRIA DE HORTALIÇAS: UM ESTUDO COMPARATIVO DOS MÉTODOS DE CULTIVO CONVENCIONAL E HIDROPÔNICO


Camila Gadbem Figueiredo (4° período de Biomedicina)

Marcell Crispim (6° período de Biomedicina)

Marta Marques Maia (4° período de Biomedicina)

Profª. Maria Celma Pires do Prado Furlanetto (Orientadora)



Resumo
O consumo de hortaliças frescas é comum na maioria das residências do Brasil. Se estes alimentos forem contaminados antes da sua comercialização, mesmo que corretamente higienizados pelo consumidor, alguns parasitas ainda poderão sobreviver aos métodos de limpeza, colocando em risco a saúde do comprador. Deste modo a verificação parasitológica se torna importante nestes alimentos, especialmente quando há comparação entre métodos de cultivos, o que auxilia o produtor e as autoridades de Vigilância Sanitária na busca de metodologias mais adequadas e que minimizem os riscos de contaminação, bem como ampara o consumidor na opção por um produto de origem mais confiável e com uma carga parasitária nula. Assim, serão coletadas amostras de alface crespa (Latuga sativa), agrião (Nasturtium officinale) e almeirão (Cichorium intybus) de cultivo convencional e hidropônico, em estabelecimentos que comercializam horti-frutti no município de Varginha/MG com posterior análise parasitológica do material coletado. Serão utilizadas técnicas de sedimentação e flutuação, usualmente aplicadas na rotina de diagnóstico parasitológico clínico. Ao fim das análises será realizado o levantamento dos prováveis parasitas encontrados e com o resultado obtido serão comparados os sistemas de cultivo convencional e hidropônico para esta particularidade, confirmando ou negando a hipótese de que o cultivo hidropônico propicia menor contaminação parasitológica em relação ao convencional.
Palavras-chave: Parasitologia, alimentos, hortaliças, hidroponia

ANALISE DAS DIFICULDADES ENCONTRADAS PELOS ESTUDANTES: VISÃO SUBNORMAL NO MUNICÍPIO DE VARGINHA


Micheli Soares de Castro (4º Período de Serviço Social)

Prof. Terezinha Richartz (Orientadora)
Resumo:
O trabalho propõe uma abordagem sobre as condições de ensino disponibilizadas aos estudantes com ausência de visão nas escolas da rede pública no município de Varginha. O Objetivo do trabalho é verificar a situação desses estudantes no que tange aos aspectos viabilizadores do aprendizado e, também, aos recursos adaptados para tal atividade. Buscará ainda identificar dificuldades neste processo cotidiano de inclusão de alunos com deficiência visual visando possíveis propostas de melhorias, utilizando-se de criatividade e conhecimentos na área de assistência social além de trabalho em equipe e envolvimento por parte dos educadores, família e comunidade.


Palavras Chaves: Estudantes, Recursos Adaptados, Deficiência Visual.

A ESQUISTOSSOMOSE NO BRASIL


Michelle Silva Carvalho Nunes (1o Período de Ciências Biológicas)

Profa. Ariane Borges de Figueiredo (Orientadora)



Resumo
A esquistossomose é uma doença endêmica relacionada com o modo de vida do indivíduo, bem como a classe social a que pertence e sua cultura. Segundo dados do Ministério da Saúde, 2008, o Brasil é o país mais atingido pela doença na América. A falta e a precariedade de saneamento básico são agravantes para que haja um aumento da doença no país. Estima-se que 3,5 milhões de brasileiros estejam sob riscos de contaminação. Buscaremos abordar como a falta de investimentos sócio-político tem contribuído para a disseminação da esquistossomose. Lagoas, rios e açudes contaminados são utilizados para lazer, atividades agropecuárias e até mesmo atividades domésticas. Há ainda a questão educacional no que diz respeito ao conhecimento do modo de como a doença é contraída, e ainda a resistência de alguns indivíduos.
Palavras-chave: Esquistossomose. Brasil. Saneamento Básico.

PANDEMIAS E SOCIEDADE: REAÇÃO DA POPULAÇÃO FRENTE A UMA PANDEMIA.


Mirian Kelly Gomes Garcia (2o período de Enfermagem)

Professora Ms. Renata Zanatelli (Orientadora)


Este trabalho tem por finalidade avaliar como a populção reage frente a uma pandemia, visto que sempre esteve presente na vida cotidiana das pessoas através dos tempos. Com a evolução dos dias sempre surgiram patologias das quais a população ficou apavorada pelo grau de infecção e mortes que causaram e que atingiram todos independente do estado ou país. O objetivo é demonstrar através de uma linha do tempo as diversas faces enfrentadas pela população diante de uma pandemia. Este trabalho se justifica, por ser um assunto atual, pesquisá-lo trará informações de grande valia, pois além de novos conhecimento sobre o assunto proporá formas de como ajudar a minimizar os danos, com medidas simples apartir de ações vindas de cada um de nós. No mundo globalizado em que vivemos, elas tendem a aumentar pela facilidade de transporte, comunicação e modo de vida, e vieram para ficar , inclusive de formas diferenciadas.Combatê-las antes que evoluam para uma pandemia é fundamental, por isso a importância da colaboração e união de todos os segmentos da sociedade em torno de um objetivo em comum frente a uma nova situação de risco.Espera-se com essa pesquisa esclarecer a sociedade sobre o que é uma pandemia e orientá-la a como agir na ocorrência da mesma.
Palavras - chave: Pandemia. Sociedade. Globalização.

FILOSOFIA PARA CRIANÇAS: FILOSOFIA PARA CRIANÇAS NAS SERIES INICIAIS

Naiara de Paula Silva (2º período de Pedagogia)

Prof. Ms Arnaldo Henrique Mayr(orientador)



Resumo
A implantação da proposta filosofia para criança nas series inicias vem trazendo uma nova maneira de ensinar,desenvolvendo nas crianças um pesar reflexivo, criativo , cuidadoso e critico desde seus primeiros passos escolares, onde estas mesmas estão formando seus primeiros conceitos de si e do mundo que as rodeiam ,usando dos conteúdos escolares como ferramentas para que se possa trabalhar habilidades cognitivas como habilidades de investigação, formação de conceitos ,tradução, objetivamos assim conscientizar educadores de seu importante papel em relação a formação de seus alunos , Segundo Jose Auri Cunha(2005)o professor precisa estar sempre atento quando seu aluno toma consciência de si pois é o momento de “tornar-se sujeito”,a intervenção nesse momento é de grande importância ,pois o professor deve primeiro utilizar a pedagogia da pergunta onde em um primeiro momento irá desequilibrar emocionalmente seu aluno,logo em seguida utiliza a pedagogia do dialogo onde ocorre uma reequilibração emocional ,pela construção de conceitos formada junto ao grupo.Educadores atuais precisam de uma visão diferenciada das crianças de hoje que poderão mudar nossa realidade amanhã ,tornando cidadãos aptos a agir em nosso meio,pois precisamos de pessoas que saibam agir de maneira democrática e razoável com olhar critico e criativo,inovando sempre, e é justamente instigando nossas crianças a pesquisar,refletir analisar,levantar hipóteses,trabalhando com elas desde cedo essas habilidade elas vão estar preparadas para vida ,e não para o fim das aulas, deixando de fazer parte dessa massa de cidadãos submissos e conformistas.

Palavras-chave: Filosofia para criança –cidadãos –vida escolar.

EDUCAÇÃO INTEGRAL NO CONTEXTO DA ESCOLA RURAL

Nair Gabriela Silva (6° Período de Pedagogia)

Drª Gleicione Dias Bagne de Souza (Orientadora)



Resumo
Esta proposta busca refletir sobre a Educação Integral no contexto da Escola Rural. Para tanto algumas questões orientarão as reflexões : O que é educação integral? Quais suas propostas? Escola Rural e dificuldades campesina. Diante de tais questionamentos definimos como objetivo principal caracterizar as necessidades existentes na vida social e educacional do campesino, e as transformações que ocorreram através do advento da educação integral no contexto da escola rural. A relevância da pesquisa se efetiva uma vez que conceber a educação integral na plenitude de sua conceituação necessita de uma atenção abrangente e cuidadosa com a multifatoriedade de condicionantes que determinam à efetivação dessa proposta cada vez mais debatida no cenário escolar. Sendo que, a definição de educação integral pressupõe um entendimento do indivíduo em suas esferas biológicas, sociais, culturais, estéticas, espirituais, enfim, a amplitude do que é a complexidade humana. Tomando como objeto de estudo a escola rural, espera-se uma compreensão do homem campesino para melhor desenvolvimento de uma proposta de educação integral atenta a suas particularidades.
Palavras-chave: Educação integral. Escola rural. Aluno/família

CURRÍCULO DIFERENCIADO FAZ DA ESCOLA RURAL UMA REFERÊNCIA EM QUALIDADE DE ENSINO: ESTUDO DE CASO NA ESCOLA MUNICIPAL PEDRO REGHIN

Nair Gabriela Silva (6° Perído de Pedagogia)

Drª Gleicione Dias Bagne de Souza (Orienatdora)


Resumo

Esta pesquisa visa conhecer o currículo da Escola Municipal Rural Pedro Reghin. Será analisado as práticas pedagógicas, a forma como a escola contribui para o processo de formação de sujeitos autônomos, solidários e competentes capazes de enfrentar o desafio da necessária transformação social, e por meio do exercício da observação almeja-se conhecer seus aspectos histórico-culturais. Sabe-se que o interesse por reinvenções curriculares não é algo novo, a novidade reside na tentativa da sua revitalização pela pedagogia, o reconhecimento de que o vazio cultural da escola disciplinar tem provocado uma certa “atrofia intelectual” e elevados índices de analfabetismo funcional, o que nos leva a aprender a pensar através do currículo. Neste contexto, a relevância desta pesquisa se efetiva uma vez que conhecer o sujeito do campo e trabalhar em prol de sua politização vai além de uma simples proposta pedagógica convencional, mas indispensavelmente requer um olhar diferenciado que atenda as necessidades do campesino, daí a necessidade de se trabalhar um currículo que vá de encontro com a realidade desta comunidade. Tomando como objeto de estudo a Escola Municipal Rural Pedro Reghin e seu currículo espera-se uma compreensão da importância de uma proposta educacional voltada para a realidade e contexto de seu aluno.


Palavras-chave: Escola Rural. Currículo. Aluno.

AFETIVIDADE: A INFLUÊNCIA DA AFETIVIDADE NO PROCESSO COGNITIVO


Natali Amanda Francisco (2o Período de Pedagogia)

Prof. Ms. Rosana Carvalho (Orientadora)



Resumo
A afetividade é um assunto que desperta muitos questionamentos. Convém destacar que o estilo de vida apressado e informatizado que levamos, contribui cada vez mais para o aumento do individualismo, o que gera a necessidade de uma convivência mais afetuosa entre as pessoas. Valorizar uma relação de afeto em cada fase do desenvolvimento do aluno é imprescindível para seu bom desempenho escolar; o professor precisa ajudá-lo a se enxergar como sujeito que faz parte da história, e para isso, precisa dar-lhe regras, limites e é claro, afeto. Não é possível pensar em educação sem se pensar em respeito às diferenças e às particularidades do aluno, sem pensar em afeto, portanto esse respeito facilitará a relação professor-aluno. O clima da sala de aula deve ser o mais harmonioso possível para que a aprendizagem aconteça significativamente, a figura do professor não deve ser o centro, mas o conhecimento deve ser o centro. O afeto que deve haver na relação professor-aluno, não pode ser confundido com permissividade. É o sentimento de respeito que faz com que o professor e o aluno tenham uma relação saudável e afetuosa, tanto que muitos professores marcam a vida de seus alunos por anos e anos.
Palavras-chave : Afeto. Educação. Respeito. Relação professor-aluno.

DIFICULDADES DA PUÉRPERA NO CUIDADO AO RECÉM NASCIDO: PERSPECTIVAS PARA A ENFERMAGEM


Natália Assalin Lopes (6o Período de Enfermagem)

Taís Inês Crabi (6o Período de Enfermagem)

Prof. Esp. Patricia Alves Pereira Carneiro (Orientadora)

Resumo
Este projeto de pesquisa tem como objetivo conhecer as dificuldades enfrentadas pela puérpera no cuidado ao recém nascido. De forma especifica, abordaremos as orientações oferecidas a puérpera no pré natal relacionadas ao cuidados do recém nascido, o conhecimento da puérpera neste cuidado e por fim, as dificuldades enfrentadas. Sabe-se que na sociedade, no cuidado ao recém nascido, existe um conhecimento empírico por parte de familiares e da própria mãe que nem sempre é correto. Neste sentido, podem ocorrer complicações a saúde da criança gerando insegurança e duvidas as mães. No que diz respeito às questões acadêmicas, a equipe de enfermagem presta atendimento a este período, porém de forma pouco sistematizada e em períodos previamente determinados. Esperamos, com este estudo, fornecer subsídios para a organização da prática de enfermagem após a alta hospitalar, rumo ao processo de construção de uma assistência integral mais criativa e participativa. Tem-se ainda o propósito de incentivar novas pesquisas na área.
Palavras - chave: Dificuldades. Puerpério. Recém Nascido. Enfermagem.

REVITALIZAÇÃO DO CEA: ASTRONOMIA NA ESCOLA, UMA PROPOSTA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS.


Nayana Lenzi Caldonazzo (6º período de Pedagogia)

Flávia da Silva Barros (Orientadora)

Leonina Garcia Duarte Barroso (Orientadora)

Resumo
O projeto de revitalização do CEA conta com três etapas: Reforma da cúpula e instalação de um telescópio motorizado, planejamento e execução de um curso de extensão de astronomia para professores na modalidade EaD e astronomia na escola, uma proposta para o ensino fundamental de nove anos. Como aluna do curso de Pedagogia, fui contemplada como responsável da terceira etapa, com objetivos de coletar informações necessárias dos conteúdos sobre o conhecimento da astronomia abordados no ensino fundamental e organizar uma proposta curricular que contemple o estudo da astronomia integrado em todos os anos, ou todas as séries do ensino fundamental, sendo já iniciada para o aluno de seis anos de idade. Através deste projeto, poderemos apoiar e incentivar o estudo da Astronomia, com o intuído de melhorar e aprimorar o conhecimento científico de professores e alunos.
Palavras-chave: Astronomia. Ensino Fundamental. Proposta Curricular.

A EFICACIA DA POMPAGE NA COLUNA CERVICAL NO TRATAMENTO DA CEFALEIA TIPO TENSIONAL

Nissandra Mendes Sales (2° Período de Fisioterapia)

Ana Paula Bacha (Orienatdora)



RESUMO
A cefaléia do tipo tensional (CTT) consiste na variante mais comum de todos os tipos de cefaléias, afetando grande parte da população geral. A mesma geralmente possui localização bilateral nos lobos temporal, occipital ou frontal, constituindo uma dor em pressão de intensidade leve a moderada que dura de trinta minutos a sete dias. Não está associada a náuseas ou vômitos e o paciente apresenta sono ou fotofobia. O presente estudo terá como objetivo avaliar a eficácia da pompage, no tratamento da cefaléia do tipo tensional. A pesquisa será caracterizada do tipo experimental, sendo um estudo de caso com uma paciente portadora deste tipo de cefaléia. Neste projeto serão realizadas 15 sessões com a técnica manual de pompage no voluntário portador da CTT. Os dados serão organizados em formas de gráfico e quadros para análise dos mesmos, onde buscar-se-á comprovar a eficácia da pompage no tratamento da cefaléia do tipo tensional.

ATENDIMENTO PRÉ-HOSPITALAR: NOÇÕES BÁSICAS DE PRIMEIROS SOCORROS NAS ESCOLAS


Paulo Cesar Giongo (2º período Enfermagem)

Profª Ms Renata de Souza Zanatelli (orientadora)

RESUMO
O trabalho consiste na abordagem do atendimento pré-hospitalar em escolares do ensino médio com o objetivo de educar e preparar alunos em situações urgência/emergência. Levando conhecimento tanto para dentro do ambiente de ensino quanto para suas residências. O treinamento sobre princípios básicos de primeiros socorros é de fundamental importância para minimizar danos advindos da incorreta manipulação com a vítima e falta de socorro imediato. Assim reduzindo as complicações e os óbitos nessas situações. Espera-se com essa pesquisa despertar nos alunos do ensino médio o interesse pelos primeiros socorros e mostrar a importância dos mesmos adquirirem esse conhecimento para que pelo menos possa evitar complicações e agravos à vida de uma vítima de um acidente ou a uma pessoa que esteja em situação de risco.
Palavras-Chave: Primeiros Socorros. Treinamento. Prevenção.

COMPREENSÃO LEITORA: ESTRATÉGIAS PARA A PRODUÇÃO DE SENTIDOS

Paulo Leandro de Carvalho (6° período de Pedagogia - UNIS-MG)

Profª. Ms. Rosângela Maria Couto (orientadora)



Resumo
A pesquisa trata da compreensão leitora dos estudantes da Educação Básica. Atualmente, exigem-se níveis de leitura muito superiores dos que satisfizeram as demandas sociais até há bem pouco tempo, como uma das condições da possibilidade de plena participação social. Entretanto, os resultados obtidos em avaliações como a Prova Brasil e o Programa Internacional de Avaliação dos Estudantes (PISA) apontam o baixo índice de proficiência em leitura dos estudantes brasileiros. Diante dessa realidade, de que forma as práticas leitoras em sala de aula podem ser reorientadas para que os estudantes superem a simples decodificação e sejam capazes de ler e compreender autonomamente os textos escritos? O objetivo dessa pesquisa é ressignificar a leitura como uma ferramenta com a qual o aluno possa desenvolver-se e exercer plenamente sua cidadania e refletir a importância dos procedimentos de leitura que vão além da simples decodificação e promovam a capacidade de compreender autonomamente os textos escritos. No âmbito escolar é mais que necessário o trabalho com habilidades cognitivas essenciais, como por exemplo, o uso reflexivo, estratégico e efetivo da leitura para lidar com as demandas da vida moderna. O corpus da pesquisa é formado por alunos do Ensino Fundamental da Escola Municipal Professor João de Abreu Salgado da cidade de Três Pontas – MG que fazem parte do projeto de aceleração da aprendizagem “Acelerar para Vencer” (PAV). Para conhecer as práticas de leitura na escola, optamos por uma pesquisa de abordagem qualitativa para a análise e interpretação dos dados coletados, mediante aplicação de questionário, observações sistematizadas em sala de aula e realização de oficinas de leitura. Esperamos que os docentes reorientem as suas práticas pedagógicas no trabalho com a leitura para que os alunos possam aprender a utilizar adequadamente estratégias que facilitem a produção de sentidos, isto é, interpretar o mundo em que estão inseridos.
Palavras-chave: Leitura. Compreensão. Estratégias.

PRÁTICAS, ESTRATÉGIAS E COMPREENSÃO LEITORA NO CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES: LEITURA E PRODUÇÃO DE SIGNIFICADOS.

Paulo Leandro de Carvalho (6° período de Pedagogia - UNIS-MG)

Profª. Ms. Rosângela Maria Couto (orientadora)
Resumo

Esta pesquisa pretende abordar a leitura e a compreensão leitora na formação de professores. Seu objetivo é identificar as práticas de leitura e as estratégias de compreensão leitora de estudantes do ensino superior que realizam sua formação inicial para a docência. A leitura é considerada na universidade como uma das habilidades essenciais para o processo ensino-aprendizagem, posto que é principalmente por meio dela que se dá o acesso ao conteúdo das diversas disciplinas. No entanto, a dificuldade de compreensão em leitura tem sido um obstáculo para alunos do ensino superior, pois limita a aprendizagem por meio de textos, que são as principais fontes de informação dos estudantes. Especialmente no caso do curso de Pedagogia, onde acontece a formação inicial para a docência é importante que o estudante e futuro docente tenha familiaridade com as práticas de leitura e, portanto, determinado nível de compreensão leitora. Pois, a história de leitura e o nível de compreensão leitora desses estudantes, sem dúvida, refletirão na formação leitora de seus alunos. Cabe a esse futuro professor a mediação no processo de tornar o aluno leitor competente por meio de uma concepção de leitura que sustente estratégias adequadas e dinâmicas. Os sujeitos da pesquisa serão formados por alunos ingressos e concluintes do curso de Pedagogia da Faculdade Três Pontas – FATEP/FEPESMIG. Espera-se conhecer os níveis de leitura e compreensão dos sujeitos da pesquisa e contribuir para a formação de professores leitores


Palavras-chave: Leitura. Compreensão. Ensino Superior. Formação de Professores.

CONSTRUÇÃO DE UMA FERRAMENTA DIDÁTICA PARA IMPLEMENTAÇÃO E VERIFICAÇÃO DE ESTRUTURAS DA LINGUAGEM SQL

Guilherme de Campos Lemes (6o Período de Ciência da Computação)

Pedro Henrique S. Raimundo (6o Período de Ciência da Computação)

Prof. Esp. Ricardo Bernardes de Mello (Orientador)



Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal