Meu caminho para rotary



Baixar 0.78 Mb.
Página1/41
Encontro29.11.2017
Tamanho0.78 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   41







MEU CAMINHO PARA ROTARY


Paul Harris




P
MEU CAMINHO PARA ROTARY

VERSÃO EM PORTUGUÊS
refácio: Paulo Viriato Correa da Costa

Tradução: Olavo Alberto de Carvalho


CD3-922A-PO

MEU CAMINHO PARA ROTARY
Paul Harris
Prefácio: Paulo Viriato C. Costa

TrAdução



OLAVO ALBERTO DE CARVALHO

AOS LEITORES

Este livro não é, como possa seu título induzir a ser julgado, tão somente repositório de assuntos ligados a uma instituição internacional prestigiosa e respeitada em todo o mundo, ROTARY INTERNATIONAL.

É, isto, sim, a saga de um Ideal. É a gênese de uma personalidade genial num menino humilde. É a glorificação de um ambiente familiar simples, modesto, organizado à base do bom senso, da afetividade, da ternura e localizado numa pequena comunidade, em contato com a Natureza.

Durante a leitura da obra, em inglês, fui tomado de empolgamento pela força espiritual com que os componentes comuns das cercanias de uma pequena povoação se revestem de luminosidade, beleza e poesia; pela auréola de encantamento com que a sensibilidade exaltada do menino, ainda presente no homem idoso, projeta sobre as pessoas, diferentes entre si, que ali vivem em harmonia, respeito mútuo e solidariedade. Pela visão do clima rude e impiedoso, como fator de têmpera espiritual; da ordem, como geradora de fortaleza da família e do trabalho honesto, como vínculo da estima recíproca entre os homens.

Senti o livro como fonte cristalina de inspiração à cidadania responsável e como um repositório resplandecente de beleza espiritual. E, então, invadiu-me intensa vontade de divulgá-lo no meu círculo familiar e de amizades. Lancei-me, pois à tradução. Não à tradução literal mas à de interpretação, levado pela minha afinidade com o autor, de origem interiorana.

Fiz, depois, xerocópias para que os meus familiares e amigos - os que lêem - pudessem gozar o prazer de sentir as belezas da vida aventurosa do menino que se fez homem e do homem, resultante, que criou para a Humanidade, um monumento de benemerência.

Pedi-lhes apreciação. Por unanimidade afirmaram que a leitura, essencial para rotarianos a fim de se integrarem nos fundamentos anímicos e na índole da Instituição, delicia e aproveita a qualquer pessoa com sensibilidade humana e social.

Surgiu, então a idéia, entre alguns rotarianos, de se editar a tradução para divulgá-la no meio rotário e, ao mesmo tempo, proporcionar, aos Rotary Clubs brasileiros, a oportunidade de aumentarem os seus níveis de contribuição à FUNDAÇAO ROTÁRIA, através do resultado da venda do livro. Valeria, ainda, como homenagem a PAUL HARRIS: o seu último livro proporcionando bolsas de estudos e fomentando a compreensão entre as Nações.

A iniciativa de rotarianos do distrito 473 de R.I. resultou nesta edição.

Ao Presidente Paulo Viriato Corrêa da Costa, pela interferência junto ao R.I. para a licença da edição e, mais, pelas palavras bondosas que permitiu serem incluídas aqui, à guisa de prefácio da tradução;

Ao Governador Carlos Antonio de Almeida Ferreira, que, como presidente do Banco do Estado do Paraná S.A., tornou possível esta edição;

Aos Governadores Robinson Guilherme de Moura e Francisco Borsari Neto, pelo estímulo entusiasta que deram à edição;

A Maria Rosa Cartaxo Moura, ao companheiro Orlando Malucelli Moro e a Aline, minha esposa, leitores da tradução ainda antes de decidir-se editá-la;

A Christina Miranda Ribas, minha quase filha, pela colaboração na revisão de parte das provas da edição;

Aos meus companheiros de todos os rincões rotários, que me proporcionam, direta ou indiretamente, o privilégio, a ufania e a felicidade de estar, com eles, contribuindo para a compreensão entre os homens e para a harmonia entre as Nações do mundo.

A TÍTULO DE PREFÁCIO DA TRADUÇÃO




HONRA AO MÉRITO

Preferi este titulo para a minha mensagem pois ele expressa todo o meu profundo sentimento em relação a este precioso trabalho elaborado com tanto carinho pelo grande Rotariano OLAVO ALBERTO DE CARVALHO.

"MY ROAD TO ROTARY" é um clássico da literatura rotária. Escrito pelo Fundador Paul Harris, o grande idealista que conseguiu transformar seu maravilhoso sonho em esplêndida realidade. Livro rico em testemunhos pessoais que renova a nossa fé e revigora o nosso entusiasmo quando animados por um ideal puro, sincero e verdadeiro, como é o nosso Ideal de Servir.

Para traduzi-lo, primeiramente há que vivenciá-lo. A tradução escorreita da palavra deve ser precedida pela autêntica interpretação da ação. OLAVO ALBERTO DE CARVALHO soube fazê-lo com muita devoção.

Homem vertical, Rotariano exemplo, amigo incondicional, este companheiro procurou valorizar o Rotary, oferecendo-nos a magnífica oportunidade de saborear no nosso encantador idioma, o pensamento e a saga de Paul Harris na sua vitoriosa trajetória em Rotary.

Um grande serviço prestado, que merece nossa gratidão e é digno do nosso afetuoso abraço. Obrigado Olavo!


Paulo Viriato Corrêa da Costa

Santos, Junho de 1990




PREFÁCIO

Duas coisas me parecem sumamente importantes no decurso dos meus mais de setenta anos de existência: a minha NOVA INGLATERRA e o MOVIMENTO ROTÁRIO.

Muitas e muitas vezes tenho ouvido estas observações: "Você não poderia ter imaginado que o Rotary tornar-se-ia um movimento internacional para o bem, como é! Você o construiu melhor do que jamais imaginou!"

É verdade, meus amigos. No começo, a senda não aparecia clara como hoje. No entretanto, havia um objetivo que me impelia para o futuro. A minha contribuição para o movimento rotário se origina no meu vale. Na amistosidade da sua gente, na sua tolerância política e religiosa. Em uma palavra, no vale onde vivi a minha infância foi que brotou a semente do Rotary. Por isso, proponho-me a dizer-lhes alguma coisa daquela minha saudosa fase de vida, num sítio tranqüilo de Vermont.

Na verdade, tudo o que sei da Nova Inglaterra, das suas montanhas e dos seus vales, resultou das observações de um menino. O menino era eu. Mas a névoa dos anos, que separa aquele menino do homem que sou hoje, não pôde modificar a personalidade que se formou. Naturalmente, no homem de hoje ainda vive o menino daquela época: vivem os seus sonhos, os seus misticismos, as suas travessuras, a sua impetuosidade, a sua existência temperada de ousadia e doçura, de amor pela beleza do mundo circundante e do afeto e ternura do casal de velhinhos, seus avós, que lhe deram um lar.

Os homens vão à montanha para inspirar-se ou para repousar. Os letrados escrevem sobre as montanhas, os poetas as cantam, os artistas as pintam. Os meninos as querem para suas correrias. Por que não, se as montanhas são um desafio à escalada dos seus pés ágeis e incansáveis? Por mais altas que elas sejam, o espírito dos meninos as ultrapassa. E, para eles, vence-las é o triunfo. A exuberância do menino e a exaltação do seu espírito, conduzem-no além do êxtase do prazer de viver. O menino é o rei da criação. Mas, por deplorável fatalidade, ele tem de tornar-se homem. Continuará, apontando os caminhos que o homem terá de percorrer: O homem jamais poderá deixar de ser, parcialmente, menino, de amar o que o menino amou, de assinalar na própria conduta, as características da sua meninice.

Quem escreve este livro tem razões especiais para ser grato ao que lhe veio da meninice. A pureza da vida rural, às bênçãos dos lares bem formados da Nova Inglaterra, à importância da educação e à devoção aos altos ideais. Ali o menino compreendeu a necessidade da tolerância a todas as seitas religiosas e a todos os credos políticos. Aprendeu a não criticar acerbamente os pontos de vista de outrem, sejam eles quais forem. Compreendeu e assimilou a ventura da aproximação pela amizade e pela solidariedade espontânea.

Levou muito tempo para que o reconhecimento disso tudo chegasse à minha consciência - no crescer, o menino estava mais interessado nos prazeres que a vida lhe oferecia - mas hoje me sinto feliz por reconhecer que o homem aprendeu do menino o que tenta transmitir aos outros homens.

O que é o Rotary? Cada qual dá a sua própria resposta. É mais fácil notar o que Rotary faz do que defini-lo. Alguém afirmou, recentemente: "se o Rotary nos estimulou à visão do homem e da vida com maior boa vontade, se nos ensinou a aceitar os homens pelo que há de melhor neles e com maior tolerância, se nos tem proporcionado o contato com outras pessoas interessadas em captar e irradiar a alegria e as belezas da vida, ele tem-nos dado tudo o que dela poderíamos esperar".
Chicago, outubro de 1945

Paul Harris.

Em certo dia estava uma criança nascendo.

Tudo o que ela olhasse passaria a integrar-se nela:

Por um momento, por um dia, por um ano ou através do tempo

Os lilazes floridos se incorporaram na sua sensibilidade,

A relva macia e verde, as manhãs ensolaradas

Os cravos brancos e os vermelhos,

O canto mavioso e terno dos passarinhos,

Os cordeirinhos traquinas e os grunhidores e rosados leitõeszinhos,

Os potrinhos e os bezerros brincando de correr,

As ruidosas ninhadas no terreiro...

A terra úmida das margens da lagoa e a graciosidade dos peixes,

Nadando despreocupados nas águas transparentes;

O verde das matas e as folhas planas na superfície das águas...

Tudo passou a integrar-se na sensibilidade da criança,

Tudo passou a tornar,se o seu Ser

(There was child went every day

And the first object he looked upon that object he became

And that object became part of him for the day, or for a certain

part of the day, or for many years, or stretching cycles of years

The early lilacs became part of this child

And grass, and white and red morning-glories, and white and red clover, and the song of the phoebe-bird,

And the third-months lambs, and the cow's pink-faint litter and the mare's foal and the cow's calf

And the noisy brood of the barn-yard, or by the mire of the frond-side,

And the fish suspending themselves so curiously below there and the beautiful curious liquid,

And the water-plants with their graceful flat heads-all became part of him).

Walt Whitman






Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   41


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal