Mini. Cursos portifólio cursos de atualizaçÃO, em nível de Pós-graduação lato sensu,especializaçÃO



Baixar 220.09 Kb.
Encontro05.12.2017
Tamanho220.09 Kb.

MINI.CURSOS



Portifólio
CURSOS de ATUALIZAÇÃO, em nível de

Pós-graduação lato sensu,ESPECIALIZAÇÃO

e de EXTENSÃO UNIVERSITARIA

PROGRAMA dos CURSOS

PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA



  • 1. PROJETOS e EXECUÇÃO de FUNDAÇÕES

Descrição, Prós & Contras, Calculo por

Métodos Semi-empiricos Modernos





  • 2. DANOS ESTRUTUIRAIS CAUSADOS por

RECALQUES e Interpretação de TRINCAS

Analise e Metodologias





  • 3. PATOLOGIAS de ENCOSTAS, TALUDES

e CONTENÇÕES

Analise e Metodologias





  • 4. PATOLOGIAS e REFORÇOS

de ESTRUTURAS

Analise e Metodologias





  • 5. PROBLEMAS das EDIFICAÇÕES SOB a ÓTICA de PERITOS, PROJETISTAS,

FISCAIS e CONSTRUTORES

Patolgias das Fundações a Cobertura




  • 6. PROJETO e EXECUÇÃO de FUNDAÇÕES

SOMENTE com BASE no SPT

Métodos Empiricos/estatisticos Modernos





  • 7. FUNDAÇÕES da TEORIA a PRATICA

Analise Criticas das Teorias

Fundamentais Visando suas

Aplicações na Pratica de Projetos


  • 8. SONDAGENS e INVESTIGAÇÕES de

CAMPO APLICADOS a ENGENHARIA

Principais Métodos de Somdagens

Analise Criticas de Cada Método

Correlações Semi-empíricas

Aplicações na Prática de Projetos
obs: Outros temas ou tópicos de iteresse

poderão ser preparados

---------------------------------------------------------------------

A. GENERALIDADES
Professor: Dickran Berberian

Engenheiro Geotécnico e Patologista de Fundações e

Estruturas. Pós graduado pela COPPE/UFRJ, especialista em

Geotecnia e Reforços de Estruturas,tendo atuado em

consultoria,projeto e execução de reforços de

Fundações,Pavimentação e Barragens, Estruturas

Contenções e Taludes, Tirantes, Provas de Carga,

Sondagens, Ensaios e Investigações de Campo em

Pouco mais de 8000 obras,através da empresa

INFRASOLO/FUNDEX LTDA, a qual preside desde

a sua fundação, em 1972.

Professor das disciplinas de Fundações e Mecânica

dos Solos, Sondagens e Ensaios in Situ,na UnB e na

faculdade IESPLAN.

Autor de dois livros publicados pela COPPE, dentre os

quais o primeiro livro sobre Sondagens editado no

país,e os livros “Engenharia de Fundações” e

“Patologia de Edificações”.




Certificação:

Aos a participantes que assistirem 75% das horas/

aula,receberão o certificado de Participação no curso.

Aqueles que além de preencherem a condição acima

poderão facultativamente receber um certificado de

“Mini-Curso de especialização em nível de Pos-

graduação “latu senso”, desde que alcancem media

acima de 7.50, nos testes rápidos aplicados logo após

cada módulo e sejam graduados em Engenharia Civil

ou Geologia comprovados pelo registro no CREA.


Material Incluso no valor da inscrição: Apostila prática e tabelas Didático: dos tópicos principais, Coffe-Breaks e Certificados.

Será fornecido aos participantes do curso, CD do

livro completo de Fundações e Sondagens (caso ainda

estejam esgotados) do Prof. Berberian.




B. Proposta Orçamentária:

Prezados Senhores,

Em estamos apresentando nossa Proposta Orçamentária para Ministrar o Mini-Cursos acima epigrafados.

03.

Ministrar 10 a 12hs aula, geralmente as sextas e sábados. Carga valida para qualquer um dos Mini-cursos acima relacionados.





A. Deverão ser fornecidos por V.Sra.:

A.1 Pernoites em hotel de 5 ou 4 estrelas

Favor autorizar refeições/lanches no hotel



A.2 Transportes terrestres necessários

A.3 Refeições. Quando fora do Hotel Considerar um valor

padrão de R$ 39,00



A.4 Local apropriado, Datashow, giz, canetas para transparência,etc.

A.5 Copias e CDs do material didático, quando for o caso

B. Será Fornecido pelo Professor/INFRASOLO Ltda:

B.1 CD dos livros do Prof. Berberian que estiverem esgotados por ocasião dos cursos. B.2. Originais de tabelas e gráficos necessários para o bom desenvolvimento do curso


3.1 Honorário do Prof. Dickran Berberian ....R$.2.920,00 a 5.920,00

(Dois mil novecentos e vinte reais )



3.2 Forma de Pagamento: Ao termino do Curso.

Estamos a disposição de V.Sas para quaisquer esclarecimentos adicionais,

despedimo-nos mui,

atenciosamente,



Prof°. Dickran Berberian, M.Sc - Crea 65/D

Diretor Presidente – Infrasolo . Ltda




Obs 01: recomenda-se reservar/adiquirir passagem aérea com maior antecedência possível, mesmo antes do fechamento final do Mini-Cruso. Esta medida poderá trazer economia significativa ao curso, com a vantagem adicional de se ter crédito de passagens no caso de desistência.

Obs 02: preferencialmente reservar passagens em companhias aéreas que operam aeronaves Boeng ou Embraer. Favor não utilizar passagens para aeronaves Focker 100.

C. RESUMOS dos PROGRAMAS dos CURSOS

----------------------------------------------------------------------




  • 1.FUNDAÇÕES: ROJETO e EXECUÇÃO

Descrição, Prós & Contras, Calculo por

Métodos Semi-empíricos Modernos


Apresentar os principais tipos de fundações utilizadas no Brasil (Estacas Hélice, Ômega, Raiz, Escavada Rotativa, Pré-moldadas, de Solo-Cimento Plástico, Micro Estacas, Tubulões, Sapatas e Radir) analisando seus prós & contras, quando e qual a melhor aplicação possível para cada uma delas.
Aplicar em exemplos práticos os vários métodos semi-empíricas/estatísticas, utilizando nos escritórios mais conceituadas do país, sem muita digressão teórica extraindo, no entanto os elementos fundamentais das bases teóricas na aplicação pratica dos projetos.
Objetivo: Revisar e fornecer os elementos básicos para o

adequado projeto e execução dos principais tipos de

fundações. Analisar os prós & contras de cada uma delas.

Discutir os principais tipos de recalques tanto soba ótica

do solo como da estrutura.
A cada tópico, serão resolvidos exemplos práticos e reais de casos-de-obras. Serão apresentados também roteiros passo-a-passo, facilitando e sugerindo uma programação em Excel. Em alguns casos será fornecido como cortesia programas prontos, desenvolvidos pela INFRASOLO/FUNDEX.
Público Todos aqueles que necessitam analisar,auditar,

Alvo: fiscalizar e/ou projetar fundações: Engenheiros,

Arquitetos, Projetistas, Construtores, Fiscais, Peritos,

Consultores, Responsáveis por Equipes

de Manutenções e obras públicas e privadas, Eng.

de Segurança no Trabalho.Recomendável também

para alunos de Engenharia e Arquitetura.



Programa:
CAP 01. Principais Famílias de Sondagens
CAP 02. Sondagem a Percução SPT
Vantagens e desvantagens

2,1 Introdução

2,2 História da Sondagem a Percussão

2,3 Equipamentos Utilizados

2,6 Amostradores

2.7 Numero e Locação dos Furos

2,8 Metodologia do Ensaio

2,9 Amostragem e Ensaio de Penetração

2,10 Ensaio de Avanço por Lavagem

2,11 Observação do Nível D’água

2,12 Apresentação dos Resultados

2,13 Erros e Fatores que Influenciam na Obtenção

do Índice SPT

2,15 Erros Gerados pela metodologia da Execução do Ensaio

2,16 Erros Gerados por Deficiência do Equipamento Utilizado

2,17 Erros Gerados pelas Características Peculiares do Solo

2,18 Correções no Índice SPT

4.18.1 Ajuste dos Picos de Sondagens

4.18.2 Correção da Energia Transmitida ao SPT

4.19 Correlações entre o SPT e o CPT

4.20 Densidade x SPT

4.28 Recalques x SPT. Sapatas

4.29 SPT-T . SPT com Medição de Torque

CAP 03. Cone Estático CPT
Vantagens e desvantagens

    1. Penetrômetro Brasileiro

    2. Outros Penetrômetros Dinâmicos

9.3 Ensaio de Penetração Estática Diepsondering ou Deepsounding

CAP 04. Sondagem Rotativa (Mista)
Vantagens e desvantagens

4.1 Introdução

4.2 Identificação

4.3 Execução da Sondagem

    1. Amostragem

    2. Apresentação dos Resultados

4.6 Barriltes Amostradores

5.6.1 Barrilete Duplo Rígido

5.6.2 Barrilete Duplo Móvel

5.6.5 Coroas de Widia

5.6.6 Coroas de Diamante

5.6.8 Molas Retentoras

5.6.9 Hastes de Perfuração

5.6.10 Revestimentos
6.7 Caracterização Geotécnica da Rocha
6.6.1 Alteração de Grau

6.6.2 Consistência da Rocha

5.6.3 Grau de Fraturamento

5.6.4 Espaçamento de Juntas e Foliações da Rocha

5.6.5 Permeabilidade

5.6.6 Rock Quality Designator – RQD



CAP 05. Projeto de Fundações superficiais com Base no SPT
Recalques Sob a Ótica do Solo

Recalques Sob o Ponto de Vista da Estrutura
5.1 SAPATAS

Vantagens e desvantagens

Classificação das Sapatas

Metodologia Construtiva das Sapatas


5.2 SAPATAS . CAPACIDADE DE CARGA

Tensão de Rutura

Tensão Admissível

Pontos a Ponderar

Critérios para Escolha da Profundidade
5.2.1 Capacidade de Carga - Métodos Empíricos

a. Métodos Baseados em Recomendações Normativas

a.1 Recom. da Norma Brasileira NBR 6122

a.2 Recom. da Norma DIN 1054, (Alemã)

b. Método Baseado no SPT

b.3 Recomendações de Berberian

b.4 Recomendações de Milton Vargas

b.7 Recom. De Teixeira

b.6 Recom. de Terzaghi e Peck: Solos Argilosos

CAP 06. Recalque de Sapatas com base no SPT
6.1 Métodos Diretos (Empíricos / Semi-empíricos)

6.1.1 Método Simplificado. Proposição de Berberian

6.1.2 Semi-Empírico - Décourt – Areias
CAP 07. Projeto de Estacas com Base no SPT
Vantagens e desvantagens

Estacas de Solo Cimento Plastico

Estacas do tipo Strauss e Escavadas Rotativas

Estacas Pre-moldadas


5 Métodos Empíricos / Experimentais

5.5.1 Método 01 - Aoki /Velloso

5.5.2 Método 02 – Decourt/Quaresma

CAP 08. Projeto de Tubulões com Base no SPT


Vantagens e desvantagens

8.5 Capacidade de Carga

8.5.1 Métodos de Cálculos

Métodos Empíricos / Estastísticos

Método de Aoki/Velloso

Método proposto por Décourt/ Quaresma



CAP 09. Projeto de Estacas Raiz com Base no SPT
Vantagens e desvantagens

9.1 Introdução

9.2 Capacidade de Carga

9.3 Dimensionamento Estrutural

9.3.1 A Compressão

9.3.2 A Tração

CAP 10. Projeto de Estacas Hélice Continua com base no SPT
Vantagens e desvantagens

10.1.1. Definição e Breve Histórico

10.1.2. Caracterização da CFA

10.1.3. Vantagens da CFA

10.1.4. Capacidade Estrutural à Compressão CFA

10.1.5. Recomendações de Alonso (1996), Cap. de carga

Recomendações de Antunes e Cabral (1996), Cap. de carga
10.2 Estacas Helice Tipo Ômega
Vantagens e desvantagens

10.2.1. Caracterização da Estaca Omega

10.2.4. Tecnologia de Execução
Importante: Trazer notebook e pendrive
INFORMAÇÕES
DATA: e de xxxxxxxx de 2014.

HORÁRIO: Dia quinta feira das 19h às 23h horas;

Dia sexta feira das 19h às 23h

Dia Sábado das 8h as 12h

Carga Horária: 12:00 horas/aula
LOCAL:

Endereço:


INVESTIMENTO:

— Estudantes (apresentar comprovante de matrícula de ANO ): R$ à vista.

— Demais profissionais: R$ à vista.


FORMA DE PAGAMENTO

Depósito bancário em nome da Infrasolo Engenharia

BBrasil Ag: 1231-9 C/Conta :13846-0

Maiores informações:

3363.8610 / 9605.1010

Infrasoloengenharia@gmail.com


  • 2. Interpretação de Trincas

Estrutrais e Danos Causados

por Recalques


Pontos a Ponderar: Varias estruturas tem sido reforçadas de forma errônea, as vezes até sem necessidade. Outras vezes reforçam-se pontos não críticos,que não precisariam ser reforçados.

De forma idêntica, têm sido reforçadas fundações que não sofreram recalques por dificuldade de diagnosticar as reais fundações a reforçar.


Objetivo: Pretende-se neste curso analisar e discutir,

Sem digressões teóricas, a interpretação dos

vários tipos de trincas e suas gravidades, bem

como os tipos de recalques e seus prognósticos,

ilustrados por casos reais de obras, sob a ótica

pratica profissional.


Será apresentado também um ”Fator de Risco” associados a estas patologias, acompanhada da possibilidade de provocar desabamentos ou colapso parcial das estruturas.
A cada tópico, serão resolvidos exemplos práticos e reais de casos-de-obras. Serão apresentados também roteiros passo-a-passo, facilitando e sugerindo uma programação em Excel. Em alguns casos será fornecido como cortesia programas prontos, desenvolvidos pela INFRASOLO/FUNDEX

Programa:
CAP 01. Danos causados por Recalques
Cap 1. Estruturas Criticas


      • Marquise

      • Pilares

      • Castelos d’água

      • Taludes


Cap 2. Fatores de Grande Risco


Cap 3. Conceitos

3.1 Conceito de Patologia

3.2 Conceito de Vida Útil

3.2.1 Desempenho

3.2.2 Durabilidade
Cap 4. Estatísticas das Patologias

05. Recalques: Conceitos e Definições

06. Fissuras: Interação Solo e Estrutura

07. Danos causados por Recalques
Cap 11. Fissuras
Cap 12. Instrumentação e Provas de Carga
13.1 Interpretação das Trincas


Cap 14. Sintomas, caracterização, prognostico

14.1 Vigas

14.2 Lajes

14.3 Pilares

14.4 Marquises

14.5 Bloco de Fundações

14.6 Fundações
Cap. 15 Desabamentos: Casos de Obras

Cap. 16 Reaprumo de edifícios via macaqueamento: Casos de Obras

Cap.17 Código de Hamurabi
INFORMAÇÕES
DATA: e de setembro de 2013.

HORÁRIO: Dia quinta feira das 19h às 23h horas;

Dia sexta feira das 19h às 23h

Dia Sábado das 8h as 12h

Carga Horária: 12:00 horas/aula
LOCAL:

Endereço:


INVESTIMENTO:

— Estudantes (apresentar comprovante de matrícula de ANO ): R$ à vista.

— Demais profissionais: R$ à vista.


FORMA DE PAGAMENTO

Depósito bancário em nome da Infrasolo Engenharia

BB Ag: 1231-9 C/Conta :13846-0

Maiores informações:

3363.8610 / 9605.1010

Infrasoloengenharia@gmail.com
----------------------------------------------------------------------------


  • 3. Taludes, Encostas e Contenções,

Analise e Patologias
Fato 1. Mudanças Climáticas e os DANOS

Associados
As importantes mudanças climáticas nestes últimos tempos tem produzido intensas precipitações e enchentes em curtos espaços de tempo , provocando deslizamentos de taludes naturais, de canais de rios e de escavações de subsolos para edificações.

Fato 2. O Inchamento Urbano e os DANOS

Associados
A falta de um planejamento urbano sério, o crescimento desordenado das cidades brasileiras, a ineficácia das políticas de fixação do homem no campo,a pressão natural do crescimento vegetativo das cidades, estão levando as cidades brasileiras a problemas sérios de trafego e saturação das áreas disponíveis para estacionamentos e contruções em encostas e ribanceiras quase sempre sem nenhum critério técnico.


Fato 3. A Pressão do Mercado para Edificações

Com Garagens

A saturação das áreas disponíveis para estacionamentos está induzindo a escavação de vários subsolos para garagens, adjacentes a edificações antigas, danificando-as causando soterramentos por instabilidade destas escavações ou incapacidade das contenções executadas de preservar sem danos as edificações lindeiras.



Objetivo: Considerando os fatos em destaque colocados

acima,serão discutidas neste Mini- Curso as causas e

conseqüências de escorregamento de taludes,

enfatizando-se os sinais de instabilidade e desabamento de taludes e contenções. Também serão apresentados os mais usuais tipos de contenções. Serão analisados os seus prós e contras, os métodos e softwares de cálculos, conforme detalhado no programa a seguir.




Programa:
CAP 01. Estabilidade de encostas naturais


  • Condicionantes Geológicos/Geotécnicos

  • Métodos simples para avaliação do risco de escorregamentos de taludes naturais

  • Sistemas de alarmes para prevenção de

escorregamentos de taludes e escavações
CAP 02. Proteção de Taludes


  • Telas de aço

  • Concreto Chapado/Projetado

  • Lonas de PVC e Plásticas


CAP 03. Estabilidade de Taludes


  • Apresentação dos métodos de Cálculos


CAP 04. Programa SlopeW
CAP 05. Aterros Rodoviários


  • Combate dos recalques de aterros rodoviários através da aplicação de estacas de

Solo- Cimento Plástico


CAP 06. Tipos de Contenções


  • Gabiões

  • Creeb wall

  • Contenções com pneus

  • Muro de Gravidade

  • Cortina em Balanço – Estacas Prancha e Escavadas

  • Cortinas com Contraforte

  • Cortinas Estroncadas

  • Perfis Metálicos Prancheados

  • Parede Diafragma

  • Vertical Green

  • Conteções atirantada e grampeada

CAP 07. Gabiões
CAP 08. Creeb wall
CAP 09. Conteções com Pneus
CAP 10. Muro de Gravidade
CAP 11. Cortinas em Balanço
CAP 12. Estacas Pranchas
CAP 13. Estacas Escavadas
CAP 14. Cortinas com Contrafortes
CAP 15. Perfis Metálicos Prancheados
CAP 16. Parede Diafragma
CAP 17. Vertical Green
CAP 18. Diferenças entre Grampos e Tirantes
CAP 19. Grampos *( Nails )

Escavados com trados manuais

Escavados mecanicamente
CAP 20. Tirantes

Banco central – Camargo Correia


CAP 21. Descalçamentos de Vizinhos
CAP 22. Terra Armada
CAP 23. Trincas em Taludes
CAP 24. Drenagens
CAP 25. Desabamentos: Casos de obras
INFORMAÇÕES
DATA: e de setembro de 2013.

HORÁRIO: Dia quinta feira das 19h às 23h horas;

Dia sexta feira das 19h às 23h

Dia Sábado das 8h as 12h

Carga Horária: 12:00 horas/aula
LOCAL:

Endereço:


INVESTIMENTO:

— Estudantes (apresentar comprovante de matrícula de ANO ): R$ à vista.

— Demais profissionais: R$ à vista.


FORMA DE PAGAMENTO

Depósito bancário em nome da Infrasolo Engenharia

BB Ag: 1231-9 C/Conta :13846-0

Maiores informações:

3363.8610 / 9605.1010

Infrasoloengenharia@gmail.com
-------------------------------------------------
4. Patologias e Metodologias para o

REFORÇO de ESTRUTURAS

Objetivo: Aplicação das bases práticas, sem digressões teóricas,nós projetos, execução , fiscalização, manutenção e reforço de estruturas, visando sua melhor durabilidade e desempenho


  • Apresentação e analise das principais patologias

das Edificações

  • Métodos consagrados para o reforço da Estrutura



Público: Engenheiros, Geologos, Arquitetos, Alvo, Projetistas,Construtores Fiscais, Consultores e Responsáveis por Equipes de Manutenções de obras públicas e privadas. Recomendável também para alunos de Engenharia e Arquitetura.

Programa:
Cap 1. Estruturas Criticas


      • Marquise

      • Pilares

      • Castelos d’água

      • Taludes

Cap 2. Fatores de Grande Risco

Cap 3. Conceitos
3.1 Conceito de Patologia

3.2 Conceito de Vida Útil

3.2.1 Desempenho

3.2.2 Durabilidade
Cap 4. Estatísticas das Patologias
Cap 5. Responsabilidade Técnica à Luz do

novo Código Civil e defesa do

consumidor

5.1 Definições

5.2 Código de Hamurabi

Cap 6. Exudação
Cap 7. Eflorescência

Cap 8. Bolor

Cap 9. Junta de Dilatação
Cap 10. Corrosão
Cap 11. Fissuras
Cap 12. Instrumentação e Provas de Carga
Cap 13. Danos Causados por Recalques
13.1 Interpretação das Trincas

e o dano associado


Cap 14. Sintomas, caracterização, prognostico

e metodologia de Reparos das

Patologias de:
14.1 Vigas

14.2 Lajes

14.3 Pilares

14.4 Marquises

14.5 Bloco de Fundações

14.6 Fundações

INFORMAÇÕES
DATA: e de setembro de 2013.

HORÁRIO: Dia quinta feira das 19h às 23h horas;

Dia sexta feira das 19h às 23h

Dia Sábado das 8h as 12h

Carga Horária: 12:00 horas/aula
LOCAL:

Endereço:


INVESTIMENTO:

— Estudantes (apresentar comprovante de matrícula de ANO ): R$ à vista.

— Demais profissionais: R$ à vista.


FORMA DE PAGAMENTO

Depósito bancário em nome da Infrasolo Engenharia

BB Ag: 1231-9 C/Conta :13846-0

Maiores informações:

3363.8610 / 9605.1010

Infrasoloengenharia@gmail.com


  • 5. Problemas das Edificações sob a

Ótica de Peritos, projetistas,

Fiscais e Construtores


Pontos a Ponderar: A evolução do parque construtivo do Brasil exige uma postura gerencial mais precisa e mais eficiente por parte dos Peritos na condução das analises e conflitos judiciais comuns nas nossas obras, bem como por parte dos Projetistas, Fiscais e Construtortes no sentido de evitar e minimisar ao máximo as patologias recorrentes em todas etapas das construções.


Objetivo: Este curso pretende, sem digressões teóricas, mostrar

e discutir os pontos críticos de cada uma das etapas das edificções de tal forma a subsidiar os técnicos e engenheiros ao executar,fiscalizar, projetar e emitir laudos periciais com mais propriedade e segurança. Pretende-se abranger na discussão destes pontos críticos as etapas vitais de uma edificação, desde as sondagens, escavações,contenções,exudações, infiltrações, drenos fundações, estruturas e acabamentos.


A cada tópico, serão resolvidos exemplos práticos e reais de casos-de-obras. Serão apresentados também roteiros passo-a-passo, facilitando e sugerindo uma programação em Excel. Em alguns casos será fornecido como cortesia programas prontos, desenvolvidos pela INFRASOLO/FUNDEX

Programa:
CAP 01. Erros de Locações da Obra
CAP 02. Sondagem a Percução SPT
Vantagens e desvantagens

2,13 Erros e Fatores que Influenciam na Obtenção

do Índice SPT

2,15 Erros Gerados pela metodologia da Execução do Ensaio

2,16 Erros Gerados por Deficiência do Equipamento Utilizado

2,17 Erros Gerados pelas Características Peculiares do Solo

2,18 Correções no Índice SPT

CAP 03. Cone Estático CPT - Vantagens e desvantagens

CAP 04. Sondagem Rotativa (Mista)

Vantagens e desvantagens
Itens críticos a serem observados nas sondagens mistas







CAP 05. Projeto de Fundações superficiais com Base no SPT

Vantagens e desvantagens
Metologias empíricas/estatísticas Modernas
5.2 SAPATAS

Vantagens e desvantagens

Itens críticos a serem observados
CAP 07. Projeto de Estacas

Vantagens e desvantagens
Itens críticos a serem observados

5 Métodos Empíricos / Experimentais
CAP 08. Projeto de Tubulões com Base no SPT

Vantagens e desvantagens

Itens críticos a serem observados


CAP 09. Projeto de Estacas Raiz com Base no SPT

Vantagens e desvantagens
Itens críticos a serem observados

CAP 10. Projeto de Estacas Hélice Continua com base no SPT

Vantagens e desvantagens
Itens críticos a serem observados

INFORMAÇÕES
DATA: 27 de Setembro de 2013.

HORÁRIO Dia 27 Sexta feira das 19h às 23h

Dia 28 Sábado das 8h as 12h e de 13 as 17hs

Carga Horária: 12:00 horas/aula
LOCAL:

Endereço:


INVESTIMENTO:

— Estudantes (apresentar comprovante de matrícula de ANO ): R$ à vista.

— Demais profissionais: R$ à vista.


FORMA DE PAGAMENTO

Depósito bancário em nome da Infrasolo Engenharia

BB Ag: 1231-9 C/Conta :13846-0

Maiores informações:

3363.8610 / 9605.1010

Infrasoloengenharia@gmail.com



  • 6. Projeto e Execução de

Fundações Somente com

BASE no SPT
Objetivo: Este curso pretende, sem digressões teóricas,

mostrar e discutir a aplicação pratica destas formulações

simples,utilizadas no dia a dia, baseadas nos ensaios SPT de tal forma a subsidiar os engenheiros ao executar,fiscalizar, projetar e emitir laudos periciais com mais propriedade e segurança.
A cada tópico, serão resolvidos exemplos práticos e reais de casos- de- obras. Serão apresentados também roteiros passo-a-passo, facilitando e sugerindo uma programação em Excel. Em alguns casos poderá ser fornecido como cortesia programas prontos desenvolvidos pela empresa INFRASOLO/FUNDEX LTDA.

Público alvo: Todos aqueles que necessitam analisar,auditar,fiscalizar e/ou projetar fundações: Engenheiros,

Arquitetos, Projetistas, Construtores, Fiscais, Peritos,

Consultores, Responsáveis por Equipes de Manutenções

de obras públicas e privadas, Eng. de Segurança no

Trabalho.Recomendável também para alunos de

Engenharia e Arquitetura



Pontos a Ponderar: A aplicação dos conhecimentos empíricos no projeto e execução de edifícios,pontes,aterros e contenções, ainda é comum na pratica de engenharia, face as dificuldades para a obtenção dos parâmetros representativos do solo através de ensaios laboratoriais e da a complexidade dos modelos e das formulações teóricas.

A cada dia as formulações empíricas, baseadas em estudos estatísticos e retro-analises de provas de carga,ganham credibilidade e espaço na Engenharia Civil,facilitando sobre maneira o trabalho dos profissionais da construção civil.



Programa:
CAP 01. Principais Famílias de Sondagens
CAP 02. Sondagem a Percução SPT
Analise dos procedimentos da sondagem SPT

que possam gerar patologias as edificações

Vantagens e desvantagens

CAP 03. Cone Estático CPT
Analise dos procedimentos da sondagem CPT

que possam gerar patologias as edificações

Vantagens e desvantagens

CAP 04. Sondagem Rotativa (Mista)
Analise dos procedimentos da sondagem CPT

que possam gerar patologias as edificações

Vantagens e desvantagens








CAP 05. Projeto de Fundações superficiais com Base no SPT
5.1.1 Sapatas

Classificação das Sapatas

Metodologia Construtiva das Sapatas
5.2 MÉTODOS DE CÁLCULOS
5.2.1 Capacidade de Carga - Métodos Empíricos

a. Métodos Baseados em Recomendações Normativas

a.1 Recom. da Norma Brasileira NBR 6122

a.2 Recom. da Norma DIN 1054, (Alemã)

b. Método Baseado no SPT

b.3 Recomendações de Berberian

b.4 Recomendações de Milton Vargas

b.7 Recom. De Teixeira

b.6 Recom. de Terzaghi e Peck: Solos Argilosos

CAP 07. Projeto de Estacas com Base no SPT


5 Métodos Empíricos / Experimentais

5.5.1 Método 01 - Aoki /Velloso

5.5.2 Método 02 – Decourt/Quaresma

Recomendações de Berberian

Recomendações de Laprovitera e Benegas

Recomendações de Monteiro

Recomendações. de Teixeira
CAP 08. Projeto de Tubulões com Base no SPT


Vantagens e desvantagens

8.5 Capacidade de Carga

8.5.1 Métodos de Cálculos

A . Métodos Empíricos / Estastísticos

Método de Aoki/Velloso

Método proposto por Décourt/ Quaresma

Recomendações de Berberian

Recomendações de Laprovitera e Benegas

Recomendações de Monteiro

Recomendações. de Teixeira



CAP 09. Projeto de Estacas Raiz com Base no SPT
Vantagens e desvantagens

9.1 Introdução

9.2 Capacidade de Carga

CAP 10. Projeto de Estacas Hélice Continua com base no SPT
Vantagens e desvantagens

10.1.7 Recomendações de Alonso (1996), Cap. de carga

Recomendações de Antunes e Cabral (1996), Cap. de carga

Importante: Trazer notebook e pendrive ( no ato da

inscrição )



INFORMAÇÕES
DATA: e de setembro de 2013.

HORÁRIO: Dia quinta feira das 19h às 23h horas;

Dia sexta feira das 19h às 23h

Dia Sábado das 8h as 12h

Carga Horária: 12:00 horas/aula
LOCAL:

Endereço:


INVESTIMENTO:

— Estudantes (apresentar comprovante de matrícula de ANO ): R$ à vista.

— Demais profissionais: R$ à vista.


FORMA DE PAGAMENTO

Depósito bancário em nome da Infrasolo Engenharia

BB Ag: 1231-9 C/Conta :13846-0

Maiores informações:

3363.8610 / 9605.1010

Infrasoloengenharia@gmail.com


  • 7. Fundações da Teoria a

Pratica: Básico I

Objetivo: Revisar e fornecer os elementos e parâmetros

básicos para o adequado projeto e execução dos principais tipos de fundações. Analisar os prós e contra de cada uma delas. Discutir os principais tipos de recalques tanto sob

a ótica do solo como da estrutura.
A cada tópico, serão resolvidos exemplos práticos e reais de casos- de- obras. Serão apresentados também roteiros passo- a- passo, facilitando e sugerindo uma programação em Excel. Em alguns casos será fornecido como cortesia programas prontos, desenvolvidos pela INFRASOLO/FUNDEX.

Publico Alvo:

Consultores,Peritos,Projetistas,Construtores,Fiscais, Arquitetos,Geólogos,Engenheiros, e Responsáveis por Equipes de Manutenções de obras públicas e privadas, Alunos a partir do 6° semestre. Recomendável também em especial a participação de alunos de graduação em níveis mais baixos, oferecendo-lhes um certificado de participação como ouvinte.


Programa Básico:

  1. Bases para um bom projeto de fundações.

  2. Recalques

2.1 Recalques sob a ótica do solo

2.1.1. Recalque imediato

2.1.2. Recalque por adensamento

2.1.3. Recalque por colapso

2.2 Recalques sob a ótica da estrutura

2.2.1. Recalque total

2.2.2. Recalque diferencial

2.2.3. recalque distorcional

  1. Fundações Superficiais.

3.1 Tipos principais: sapatas – Blocos de

Fundações – Tubulões Curtos e

Radiers.

3.2 Prós e contras

3.3 Bases para um bom projeto

3.4 Tecnologia de execução


  1. Fundações Profundas

4.1 Tipos principais: Estacas de Solo.Cimento,

Tubulões , Estacas Escavadas Rotativas, Estacas Strauss, Estacas Pré-moldadas , Estacões



4.2 Prós e contras

4.3 Bases para um bom projeto

4.4 Tecnologia de execução



  1. Fundações Injetadas

5.1 Tipos Principais: Estaca Hélice-Estaca Atlas

Estaca Omega.Estaca Raiz-Micro-Estaca e

Jet Grouting.

5.2 Prós e contras

5.3 Bases para um bom projeto

5.4 Tecnologia de execução

INFORMAÇÕES
DATA: e de setembro de 2013.

HORÁRIO: Dia quinta feira das 19h às 23h horas;

Dia sexta feira das 19h às 23h

Dia Sábado das 8h as 12h

Carga Horária: 12:00 horas/aula
LOCAL:

Endereço:


INVESTIMENTO:

— Estudantes (apresentar comprovante de matrícula de ANO ): R$ à vista.

— Demais profissionais: R$ à vista.


FORMA DE PAGAMENTO

Depósito bancário em nome da Infrasolo Engenharia

BB Ag: 1231-9 C/Conta :13846-0

Maiores informações:

3363.8610 / 9605.1010

Infrasoloengenharia@gmail.com

-----------------------------------------------




  • 8. Patologias e Métodos para o

REFORÇO de FUNDAÇÕES

Objetivo:

  • Apresentar e discutir os principais tipos de fundações

  • Discutir seus pros e contras

  • Discutir os Principais tipos de recalques tanto sob ótica do solo como da estrutura

  • Apresentar e discutir os principais processos e metodologias para o reparo e reforço das fundações

  • Analisar a segurança de cada método

  • A cada tópico, serão resolvidos exemplos práticos e reais de casos-de-obras. Serão apresentados também roteiros passo- a-passo, facilitando e sugerindo uma programação em Excel. Em alguns casos será fornecido como cortesia programas prontos, desenvolvidos pela INFRASOLO/FUNDEX.



INFORMAÇÕES
DATA: e de setembro de 2013.

HORÁRIO: Dia quinta feira das 19h às 23h horas;

Dia sexta feira das 19h às 23h

Dia Sábado das 8h as 12h

Carga Horária: 12:00 horas/aula
LOCAL:

Endereço:


INVESTIMENTO:

— Estudantes (apresentar comprovante de matrícula de ANO ): R$ à vista.

— Demais profissionais: R$ à vista.


FORMA DE PAGAMENTO

Depósito bancário em nome da Infrasolo Engenharia

BB Ag: 1231-9 C/Conta :13846-0

Maiores informações:

3363.8610 / 9605.1010

Infrasoloengenharia@gmail.com



  • 9. SONDAGENS e INVESTIGAÇÕES

de Campo Aplicados a Engenharia
Objetivo: Apresentar e discutir as principais famílias de sondagens- enfatizar a vantagem e desvantagem de

cada uma delas - Apresentar as suas possíveis correlações paramétricas discutindo sua precisão e validade. Mostrar a utilização e aplicação das sondagens para o projeto e execução de fundações, Contenções,Barragens, etc..


A cada tópico, serão resolvidos exemplos práticos e reais de casos-de-obras. Serão apresentados também roteiros passo-a-passo, facilitando e sugerindo uma programação em Excel. Em alguns casos será fornecido como cortesia programas prontos, desenvolvidos pela INFRASOLO/FUNDEX.
INFORMAÇÕES
DATA: e de xxxxxxxxxx de 2014

HORÁRIO: Dia quinta feira das 19h às 23h horas;

Dia sexta feira das 19h às 23h

Dia Sábado das 8h as 12h

Carga Horária: 12:00 horas/aula

LOCAL:


Endereço:
INVESTIMENTO:

— Estudantes (apresentar comprovante de matrícula de ANO ): R$ à vista.

— Demais profissionais: R$ à vista.


FORMA DE PAGAMENTO

Depósito bancário em nome da Infrasolo Engenharia

B.Brasil Ag: 1231-9 C/Conta :13846-0

Maiores informações:



3363.8610 / 9605.1010

Infrasoloengenharia@gmail.com

Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal