Ministério dos Transportes



Baixar 2.44 Mb.
Página8/40
Encontro11.02.2018
Tamanho2.44 Mb.
1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   40

Diário Oficial da União – Suplemento – Seção 1

2.5.3.2.4 Relação dos peróxidos orgânicos correntemente classificados

Peróxido orgânico Concentração

(%)


Diluente

Tipo A(%)

Diluente

Tipo B (%) (1)

Sólido inerte (%) Água (%) Método

de embalagem

Temperatura

de controle ºC

Temperatura de

emergência ºC

Número (designação

genérica)

Riscos subsidiários

e observações

ACETATO DE FENOXI-PERÓXI-1,1,3,3

TETRAMETILBUTILA

≤37 ≥63 OP7 -10 0 3115

ÁCIDO 3-CLOROPERBENZÓICO >57-86 ≥14 OP1 3102 3

ÁCIDO 3-CLOROPERBENZÓICO ≤57 ≥3 ≥40 OP7 3106

ÁCIDO 3-CLOROPERBENZÓICO ≤77 ≥6 ≥17 OP7 3106

ÁCIDO PERACÉTICO, TIPO D, estabilizado ≤43 OP7 3105 13,14,19

ÁCIDO PERACÉTICO, TIPO E, estabilizado ≤43 OP8 3107 13,15,19

ÁCIDO PERACÉTICO, TIPO F, estabilizado ≤43 OP8,N 3109 13,16,19

ÁCIDO PERDIAZELAICO ≤27 ≥73 OP7 +35 +40 3116

s-BUTILPERDICARBONATO DE ISOPROPILA

+PERDICARBONATO DE DI-s-BUTILA +

PERDI- CARBONATO DE DI-ISOPROPILA

≤32+≤15-18+

≤12-15

≥38 OP7 -20 -10 3115



s-BUTILPERDICARBONATO DE ISOPROPILA

+PERDICARBONATO DE DI-s-BUTILA +

PERDI-CARBONATO DE DI-ISOPROPILA

≤52+≤28+≤22 OP5 -20 -10 3111 3

3-t-BUTILPERÓXI-3-FENILFTALIDA ≤100 OP7 3106

1-(2-t-BUTILPERÓXI-ISOPROPIL)-3-ISOPROPE

NIL-BENZENO

≤77 ≥23 OP7 3105

1-(2-t-BUTILPERÓXI-ISOPROPIL)-3-ISOPROPE

NIL-BENZENO

≤42 ≥58 OP8 3108

DIÁCIDO DI-PERÓXI-DODECANO >13-42 ≥58 OP7 +40 +45 3116

DIÁCIDO DI-PERÓXI-DODECANO ≤13 ≥87 isento

1,1-DI-(t-AMILPERÓXI)CICLO-HEXANO ≤82 ≥18 OP6 3103

3,3-DI-(t-AMILPERÓXI) BUTIRATO DE ETILA ≤67 ≥33 OP7 3105

2,2-DI-(t-BUTILPERÓXI) BUTANO ≤52 ≥48 OP6 3103

3,3-DI-(t-BUTILPERÓXI) BUTIRATO DE

ETILA


>77-100 OP5 3103

3,3-DI-(t-BUTILPERÓXI) BUTIRATO DE

ETILA

≤77 ≥23 OP7 3105



3,3-DI-(t-BUTILPERÓXI) BUTIRATO DE

ETILA


≤52 ≥48 OP7 3106

1,1-DI-(t-BUTILPERÓXI) CICLO-HEXANO >80-100 OP5 3101 3

1,1-DI-(t-BUTILPERÓXI) CICLO-HEXANO >52-80 ≥20 OP5 3103

1,1-DI-(t-BUTILPERÓXI) CICLO-HEXANO >42-52 ≥48 OP7 3105

1,1-DI-(t-BUTILPERÓXI) CICLO-HEXANO ≤42 ≥13 ≥45 OP7 3106

1,1-DI-(t-BUTILPERÓXI) CICLO-HEXANO ≤27 ≥36 OP8 3107 21

1,1-DI-(t-BUTILPERÓXI) CICLO-HEXANO ≤42 ≥58 OP8,N 3109

1,1-DI-(t-BUTILPERÓXI) CICLO-HEXANO ≤13 ≥13 ≥74 OP8 3109

2,2-DI-(4,4-DI-(t-BUTILPERÓXI)-CICLO-HEXIL)

-PROPANO


≤42 ≥58 OP7 3106

2,2-DI-(4,4-DI-(t-BUTILPERÓXI)-CICLO-HEXIL)

PROPANO

≤22 ≤78 OP7 3107



DI-(2-t-BUTILPERÓXI-ISOPROPIL)

BENZENO(S)

>42-100 ≤57 OP7 3106

DI-(2-t-BUTILPERÓXI-ISOPROPIL)

BENZENO(S)

≤42 ≥58 isento

2,2-DI-(t-BUTILPERÓXI) PROPANO ≤52 ≥48 OP7 3105

2,2-DI-(t-BUTILPERÓXI) PROPANO ≤42 ≥13 ≥45 OP7 3106

1,1-DI-(t-BUTILPERÓXI)-3,3,5-TRIMETILCICLOHEXANO

>90-100 OP5 3101 3

1,1-DI-(t-BUTILPERÓXI)-3,3,5-TRIMETILCICLOHEXANO

>57-90 ≥10 OP5 3103

1,1-DI-(t-BUTILPERÓXI)-3,3,5-TRIMETILCICLOHEXANO

≤77 ≥23 OP7 3105

1,1-DI-(t-BUTILPERÓXI)-3,3,5-TRIMETILCICLOHEXANO

≤57 ≥43 OP7 3106

1,1-DI-(t-BUTILPERÓXI)-3,3,5-TRIMETILCICLOHEXANO

≤57 ≥43 OP8 3107

1.1-DI-(t-BUTILPERÓXI)-3,3,5-TRIMETILCICLOHEXANO

≤32 ≥26 ≥42 OP8 3107

4,4-DI-(t-BUTILPERÓXI) VALERATO DE

n-BUTILA


>52-100 OP5 3103

4,4-DI-(t-BUTILPERÓXI) VALERATO DE

n-BUTILA

≤52 ≥48 OP7 3106

4,4-DI-(t-BUTILPERÓXI) VALERATO DE

n-BUTILA


≤42 ≥58 OP8 3108

DI-HIDROPERÓXIDO DE

2,5-DIMETIL-HEXEN-2,5-ILA

≤82 ≥18 OP6 3104

DI-HIDROPERÓXIDO DE

DI-ISOPROBILBENZENO

≤82 ≥5 ≥5 OP7 3106 24

DI-HIDROPERÓXIDO DE PROPEN-2,2-ILA ≤27 ≥73 OP5 3102 3

2,5-DIMETIL-2,5-DI-(t-BUTILPERÓXI)

HEXANO


>52-100 OP7 3105

2,5-DIMETIL-2,5-DI-(t-BUTILPERÓXI)

HEXANO

≤52 ≥48 OP7 3106



2,5-DIMETIL-2,5-DI-(t-BUTILPERÓXI)

HEXANO


≤47,em pasta OP8 3108

2,5-DIMETIL-2,5-DI-(t-BUTILPERÓXI)

HEXANO

≤52 ≥48 OP8 3109



2,5-DIMETIL-2,5-DI-(t-BUTILPERÓXI)

HEXANO


≤77 ≥23 OP8 3108

2,5-DIMETIL-2,5-DI-(t-BUTILPERÓXI)

HEXINO-3

>52-86 ≥14 OP5 3103 26

2,5-DIMETIL-2,5-DI-(t-BUTILPERÓXI)

HEXINO-3


≤52 ≥48 OP7 3106

2,5-DIMETIL-2,5-DI-(t-BUTILPERÓXI)

HEXINO-3

>86-100 OP5 3101 3

2,5-DIMETIL-2,5-DI-(2-ETIL-HEXANOILPERÓ

XI)HEXANO

≤100 OP5 +20 +25 3113

2,5-DIMETIL-2,5-DI-HIDROPERÓXI-HEXANO ≤82 ≥18 OP6 3104

2,5-DIMETIL-2,5-DI-(3,5,5-TRIMETIL-HEXAN

OIL-PERÓXI) HEXANO

≤77 ≥23 OP7 3105

Nº 103, segunda-feira 31de maio de 2004 ISSN 1676-2339 15

Peróxido orgânico Concentração

(%)


Diluente

Tipo A(%)

Diluente

Tipo B (%) (1)

Sólido inerte (%) Água (%) Método

de embalagem

Temperatura

de controle ºC

Temperatura de

emergência ºC

Número (designação

genérica)

Riscos subsidiários

e observações

DI-(2-NEODECANOILPERÓXI-ISOPROPIL)

BENZENO


52 48 OP7 -10 0 3115

DIPERBENZOATO DE

2,5-DIMETIL-HEXEN-2,5-ILA

>82-100 OP5 3102 3

DIPERBENZOATO DE

2,5-DIMETIL-HEXEN-2,5-ILA

82 18 OP7 3106

DIPERBENZOATO DE

2,5-DIMETIL-HEXEN-2,5-ILA

82 18 OP5 3104

3,3,6,6,9,9-HEXAMETIL-1,2,4,5-TETRAOXACICLONONANO

>52-100 OP4 3102 3

3,3,6,6,9,9-HEXAMETIL-1,2,4,5-TETRAOXACICLONONANO

52 48 OP7 3105

3,3,6,6,9,9-HEXAMETIL-1,2,4,5-TETRAOXACICLONONANO

52 48 OP7 3106

HIDROPERÓXIDO DE t-AMILA 88 6 6 OP8 3107

HIDROPERÓXIDO DE t-BUTILA >79-90 10 OP5 3103 13

HIDROPERÓXIDO DE t-BUTILA 80 20 OP7 3105 4,13

HIDROPERÓXIDO DE t-BUTILA 79 >14 OP8 3107 13,23

HIDROPERÓXIDO DE t-BUTILA 72 28 OP8,N,M 3109 13

HIDROPERÓXIDO DE t-BUTILA + PERÓXIDO

DE DI-t-BUTILA

<82 +>9 7 OP5 3103 13

HIDROPERÓXIDO DE CUMILA >90-98 10 OP8 3107 13

HIDROPERÓXIDO DE CUMILA 90 10 OP8,M 3109 13,18

HIDROPERÓXIDO DE ISOPROPILCUMILA 72 28 OP8,M 3109 13

HIDROPERÓXIDO DE p-MENTILA >72-100 OP7 3105 13

HIDROPERÓXIDO DE p-MENTILA 72 28 OP8,M 3109 27

HIDROPERÓXIDO DE PINANILA 56-100 OP7 3105 13

HIDROPERÓXIDO DE PINANILA <56 >44 OP8,M 3109

HIDROPERÓXIDO DE

TETRA-HIDRONAFTILA

100 OP7 3106

HIDROPERÓXIDO DE

1,1,3,3-TETRAMETILBUTILA

100 OP7 3105

MONOPERFTALATO DE t-BUTILA 100 OP5 3102 3

MONOPERMALEATO DE t-BUTILA >52-100 OP5 3102

MONOPERMALEATO DE t-BUTILA 52 48 OP6 3103 3

MONOPERMALEATO DE t-BUTILA 52 48 OP8 3108

MONOPERMALEATO DE t-BUTILA 52, em pasta OP8 3108

PERACETATO DE t-AMILA 62 38 OP8 3107

PERACETATO DE t-BUTILA >52-77 23 OP5 3101

PERACETATO DE t-BUTILA >32-52 48 OP6 3103

PERACETADO DE t-BUTILA 32 68 OP8,N 3109

PERACETATO DE t-BUTILA (em tanques) 32 68 M +30 +35 3119

PERACETATO DE t-BUTILA 22 78 OP8 3109

PERAZELATO DE DI-t-BUTILA 52 48 OP7 3105

PERBENZOATO DE t-AMILA 100 OP5 3103

PERBENZOATO DE t-BUTILA >77-100 <22 OP5 3103

PERBENZOATO DE t-BUTILA >52-77 23 OP7 3105

PERBENZOATO DE t-BUTILA 52 48 OP7 3106

PERCROTONATO DE t-BUTILA 77 23 OP7 3105

PERDICARBONATO DE DIBENZILA 87 13 OP5 +25 +30 3112 3

PERDICARBONATO DE DI-n-BUTILA >27-52 48 OP7 -15 -5 3115

PERDICARBONATO DE DI-n-BUTILA 27 73 OP8 -10 0 3117

PERDICARBONATO DE DI-n-BUTILA 42, dispersão estável em água (congelada) OP8 -15 -5 3118

PERDICARBONATO DE DI-s-BUTILA >52-100 OP4 -20 -10 3113

PERDICARBONATO DE DI-s-BUTILA 52 48 OP7 -15 -5 3115

PERDICARBONATO DE

DI-(4-t-BUTILCICLO-HEXILA)

100 OP6 +30 +35 3114

PERDICARBONATO DE

DI-(4-t-BUTILCICLO-HEXILA)

2, dispersão estável em água OP8,N +30 +35 3119

PERDICARBONATO DE DICETILA 100 OP7 +30 +35 3116

PERDICARBONATO DE DICETILA 42, dispersão estável em água OP8,N +30 +35 3119

PERDICARBONATO DE DICICLO-HEXILA >91-100 OP3 +5 +10 3112 3

PERDICARBONATO DE DICICLO-HEXILA 91 9 OP5 +5 +10 3114

PERDICARBONATO DE DIESTEARILA 87 13 OP7 3106

PERDICARBONATO DE DIETILA 27 73 OP7 -10 0 3115

PERDICARBONATO DE DI-(2-ETIL-HEXILA) >77-100 OP5 -20 -10 3113

PERDICARBONATO DE DI-(2-ETIL-HEXILA) 77 23 OP7 -15 -5 3115

PERDICARBONATO DE DI-(2-ETIL-HEXILA) 52, dispersão estável em água OP8 -15 -5 3119

PERDICARBONATO DE DI-(2-ETIL-HEXILA) 42, dispensão estável em água (congelada) OP8 -15 -5 3118

PERDICARBONATO DE DI-(2-ETIL-HEXILA) 62, dispensão estável em água OP8 -15 -5 3117

PERDICARBONATO DE DI-(2-ETIL-HEXILA)

(em IBCs)

52, dispensão estável em água N -20 -10 3119

PERDICARBONATO DE DI-(2-ETOXIETILA) 52 48 OP7 -10 0 3115

PERDICARBONATO DE DI-(2-FENOXIETILA) >85-100 OP5 3102 3

PERDICARBONATO DE DI-(2-FENOXIETILA) 85 15 OP7 3106

PERDICARBONATO DE DIISOPROPILA >52-100 OP2 -15 -5 3112 3

PERDICARBONATO DE DIISOPROPILA 52 48 OP7 -20 -10 3115

PERDICARBONATO DE DIISOTRIDECILA 100 OP7 -10 0 3115

PERDICARBONATO DE

DI-(3-METOXIBUTILA)

52 48 OP7 -5 +5 3115

PERDICARBONATO DE DIMIRISTILA 100 OP7 +20 +25 3116

PERDICARBONATO DE DIMIRISTILA 42, dispersão estável em água OP8 +20 +25 3119

PERDICARBONATO DE DIMIRISTILA (em

IBCs)


42, dispersão estável em água N +15 +20 3119

PERDICARBONATO DE DI-n-PROPILA 77 23 OP5 -20 -10 3113

PERDIETILACETATO DE t-BUTILA 100 OP5 +20 +25 3113

PERDIETILACETATO DE t-BUTILA +

PERBENZOATO DE t-BUTILA

33+ 33 33 OP7 3105

PER-ESTEARIL-CARBONATO DE t-BUTILA 100 OP7 3106

PER-2-ETIL-HEXANOATO DE t-AMILA 100 OP7 +20 +25 3115

PER-2-ETIL-HEXANOATO DE t-BUTILA >52-100 OP6 +20 +25 3113

Nº 103, segunda-feira 31de maio de 2004 Diário Oficial da União – Suplemento – Seção 1 16 ISSN 1676-2339

Diário Oficial da União – Suplemento – Seção 1

Peróxido orgânico Concentração

(%)

Diluente


Tipo A(%)

Diluente


Tipo B (%) (1)

Sólido inerte (%) Água (%) Método

de embalagem

Temperatura

de controle ºC

Temperatura de

emergência ºC

Número (designação

genérica)

Riscos subsidiários

e observações

PER-2-ETIL-HEXANOATO DE t-BUTILA >32-52 48 OP8 +30 +35 3117

PER-2-ETIL-HEXANOATO DE t-BUTILA 52 48 OP8 +20 +25 3118

PER-2-ETIL-HEXANOATO DE t-BUTILA 32 68 OP8 +40 +45 3119

PER-2-ETIL-HEXANOATO DE t-BUTILA (em IBCs) 32 68 N +30 +35 3119

PER-2-ETIL-HEXANOATO DE t-BUTILA (em

tanques)

32 68 M +15 +20 3119

PER-2-ETIL-HEXANOATO DE t-BUTILA +

2,2-DI-(t-BUTILPERÓXI) BUTANO

12+14 >14 60 OP7 3106

PER-2-ETIL-HEXANOATO DE t-BUTILA +

2,2-DI- (t-BUTILPERÓXI) BUTANO

31+36 33 OP7 +35 +40 3115

PER-2-ETIL-HEXANOATO DE

1,1,3,3-TETRAMETIL- BUTILA

100 OP7 +20 +25 3115

PER-2-ETIL-HEXILCARBONATO DE t-AMILA 100 OP7 3105

PER-2-ETIL-HEXILCARBONATO DE t-BUTILA 100 OP7 3105

PERFTALATO DE DI-t-BUTILA >42-52 48 OP7 3105

PERFTALATO DE DI-t-BUTILA 52, em pasta OP7 3106 20

PERFTALATO DE DI-t-BUTILA 42 58 OP8 3107

PERISOBUTRATO DE t-BUTILA >52-77 >23 OP5 +15 +20 3111 3

PERISOBUTIRATO DE t-BUTILA 52 >48 OP7 +15 +20 3115

PERISOPROPIL CARBONATO DE t-BUTILA 77 23 OP5 3103

PER-2-METILBENZOATO DE t-BUTILA 100 OP5 3103

PERNEODECANOATO DE t-AMILA 77 23 OP7 0 +10 3115

PERNEODECANOATO DE t-BUTILA >77-100 OP7 -5 +5 3115

PERNEODECANOATO DE t-BUTILA 77 23 OP7 0 +10 3115

PERNEODECANOATO DE t-BUTILA (em IBCs) 42 Dispersão estável em água N -5 +5 3119

PERNEODECANOATO DE t-BUTILA 52, dispersão estável em água OP8 0 +10 3117

PERNEODECANOATO DE t-BUTILA 42, dispersão estável em água OP8 0 +10 3118

PERNEODECANOATO DE t-BUTILA 32 48 OP8,N 0 +10 3119

PERNEODECANOATO DE CUMILA 77 23 OP7 -10 0 3115

PERNEODECANOATO DE CUMILA 52, dispersão estável em água OP´8 -10 0 3119

PERNEODECANOATO DE CUMILA (em IBCs) 52 dispersão estável em água N -15 -5 3119

PERNEODECANOATO DE t-HEXILA 71 29 OP7 0 +10 3115

2-PERNEODECANOATO DE 1,1,3,3,-TETRAMETIBUTILA

72 28 OP7 -5 +5 3115

2-PERNEODECANOATO DE 1,1,3,3,-TETRAMETIBUTILA

52, dispersão estável em água OP7,N -5 +5 3119

PERNEOHEPTANOATO DE t-BUTILA 77 23 OP7 0 +10 3115

PERNEOHEPTANOATO DE CUMILA 77 23 OP7 -10 0 3119

PERNEOHPTANOATO DE

1,1-DIMETIL-3-HIDROXIBUTILA

52 48 OP8 0 +10 3117

PEROXIBUTIL FUMARATO DE t-BUTILA 52 48 OP7 3105

PERÓXIDO DE ACETILACETONA 42 48 8 OP7 3105 2

PERÓXIDO DE ACETILACETONA 32, em pasta OP7 3106 20

PERÓXIDO DE ACETILBENZOÍLA 45 55 OP7 3105

PERÓXIDO DO ÁCIDO DI-SUCCÍNICO >72-100 OP4 3102 3,17

PERÓXIDO DO ÁCIDO DI-SUCCÍNICO 72 28 OP7 +10 +15 3116

PERÓXIDO DE t-BUTILCUMILA 42-100 OP7 3105

PERÓXIDO DE t-BUTILCUMILA 42 58 OP7 3106

PERÓXIDO DE

CICLO-HEXANE-SULFONIL-ACETILA

82 12 OP4 -10 0 3112 3

PERÓXIDO DE CICLO-HEXANE-SULFONIL

ACETILA

32 68 OP7 -10 0 3115



PERÓXIDO(S) DE CICLO-HEXANONA 91 9 OP6 3104 13

PERÓXIDO(S) DE CICLO-HEXANONA 72 28 OP7 3105 5

PERÓXIDO(S) DE CICLO-HEXANONA 72, em pasta OP7 3106 5,20

PERÓXIDO(S) DE CICLO-HEXANONA 32 68 isento

PERÓXIDO DE DI-ACETILA 27 73 OP7 +20 +25 3115 7,13

PERÓXIDO(S) DE DIACETONA ÁLCOOL 57 26 8 OP7 +40 +45 3115 6

PERÓXIDO DE DI-t-AMILA 100 OP8 3107

PERÓXIDO DE DIBENZOÍLA >51-100 48 OP2 3102 3

PERÓXIDO DE DIBENZOÍLA >77-94 6 OP4 3102 3

PERÓXIDO DE DIBENZOÍLA 77 23 OP6 3104

PERÓXIDO DE DIBENZOÍLA 62 28 10 OP7 3106

PERÓXIDO DE DIBENZOÍLA >52-62, em pasta OP7 3106 20

PERÓXIDO DE DIBENZOÍLA >35-52 48 OP7 3106

PERÓXIDO DE DIBENZOÍLA >36-42 18 40 OP8 3107

PERÓXIDO DE DIBENZOÍLA >36-42 58 OP8 3107

PERÓXIDO DE DIBENZOÍLA 56,5, em pasta 15 OP8 3108

PERÓXIDO DE DIBENZOÍLA 52, em pasta OP8 3108 20

PERÓXIDO DE DIBENZOÍLA 42, dispersão estável em água OP8,N 3109

PERÓXIDO DE DIBENZOÍLA 35 65 isento

PERÓXIDO DE DI-t-BUTILA >32-100 OP8 3107

PERÓXIDO DE DI-t-BUTILA 52 48 OP8,N,M 3109 25

PERÓXIDO DE DI-4-CLOROBENZOÍLA 77 23 OP5 3102 3

PERÓXIDO DE DI-4-CLOROBENZOÍLA 52, em pasta OP7 3106 20

PERÓXIDO DE DI-4-CLOROBENZOÍLA 32 68 isento

PERÓXIDO DE 2,4-DI-4-CLOROBENZOÍLA 77 23 OP5 3102 3

PERÓXIDO DE 2,4-DI-CLOROBENZOÍLA 52, em pasta com óleo de silicone OP7 3106

PERÓXIDODE DICUMILA >42-100 57 OP8,M 3110 12

PERÓXIDODE DICUMILA 52 48 isento

PERÓXIDO DE DIDECANOÍLA 100 OP5 +30 +35 3114

PERÓXIDO DE

DI-(1-HIDRÓXI-CICLO-HEXILA)

100 OP7 3106

PERÓXIDO DE DIISOBUTIRILA 32-52 48 OP5 -20 -10 3111 3

PERÓXIDO DE DIISOBUTIRILA 32 68 OP7 -20 -10 3115

PERÓXIDO DE DILAUROÍLA 100 OP7 3106

PERÓXIDO DE DILAUROÍLA 42, dispersão estável em água OP8,N 3109

PERÓXIDO DE DI-(2-METILBENZOÍLA) 87 13 OP5 +30 +35 3112 3

PERÓXIDO DE DI-(3-METILBENZOÍLA) +

PERÓXIDO DE (3-METILBENZOIL)

BENZOILA + PERÓXIDO DE DIBENZOILA

20+18+4 58 OP7 +35 +40 3115

Nº 103, segunda-feira 31de maio de 2004 ISSN 1676-2339 17

Peróxido orgânico Concentração

(%)


Diluente

Tipo A(%)

Diluente

Tipo B (%) (1)

Sólido inerte (%) Água (%) Método

de embalagem

Temperatura

de controle ºC

Temperatura de

emergência ºC

Número (designação

genérica)

Riscos subsidiários

e observações

PERÓXIDO DE DI-(4-METILBENZOÍLA ≤52, em pasta com óleo de silicone OP7 3106

PERÓXIDO DE DI-n-NONANOÍLA ≤100 OP7 0 +10 3116

PERÓXIDO DE DI-n-OCTANOÍLA ≤100 OP5 +10 +15 3114

PERÓXIDO DE DIPROPIONILA ≤27 ≥73 OP8 +15 +20 3117

PERÓXIDO DE

DI-(3,5,5-TRIMETIL-1,2-DIOXOLAN-3-ILA)

≤52, em pasta OP7 +30 +35 3116 20

PERÓXIDO DE

DI-3,5,5-TRIMETIL-HEXANOÍLA

>38-82 ≥18 OP7 0 +10 3115

DI-3,5,5-TRIMETIL-HEXANOÍLA ≤52, dispersão estável em água OP8,n +0 +15 3119

DI-3,5,5-TRIMETIL-HEXANOÍLA ≤38 ≥62 OP8 +20 +25 3119

PERÓXIDO DE

DI-3,5,5-TRIMETIL-HEXANOÍLA (em IBCs)

≤38 ≥62 N +10 +15 3119

PERÓXIDO DE

DI-3,5,5-TRIMETIL-HEXANOÍLA (em tanques)

≤38 ≥62 M 0 +5 3119

PERÓXIDO(S) DE METIL-CICLO-HEXANONA ≤67 ≥33 OP7 +35 +40 3115

PERÓXIDO(S) DE METILETILCETONA ≤52 ≥48 OP5 3101 3,8,13

PERÓXIDO(S) DE METILETILCETONA ≤45 ≥55 OP7 3105 9

PERÓXIDO(S) DE METILETILCETONA ≤40 ≥60 OP8 3107 10

PERÓXIDO(S) DE METILETILCETONA ≤37 ≥55 ≥8 OP7 3105 9

PERÓXIDO(S) DE METILISOBUTIL-CETONA ≤62 ≥19 OP7 3105 22

PERÓXIDO ORGÂNICO, LÍQUIDO, AMOSTRA OP2 3103 11

PERÓXIDO ORGÂNICO, LÍQUIDO,

AMOSTRA, TEMPERATURA CONTROLADA

OP2 3113 11

PERÓXIDO ORGÂNICO, SÓLIDO, AMOSTRA OP2 3104 11

PERÓXIDO ORGÂNICO, SÓLIDO, AMOSTRA,

TEMPERATURA CONTROLADA

OP2 3114 11

PERPIVALATO DE t-AMIILA ≤77 ≥23 OP5 +10 +15 3113

PERPIVALATO DE t-BUTILA >67-77 ≥23 OP5 0 +10 3113

PERPIVALATO DE t-BUTILA >27-67 ≥33 OP7 0 +10 3115

PERPIVALATO DE t-BUTILA ≤27 ≥73 OP8 +30 +35 3119

PERPIVALATO DE t-BUTILA (em IBCs) ≤27 ≥73 N +10 +15 3119

PERPIVALATO DE t-BUTILA (em taqanues) ≤27 ≥73 M +5 +10 3119

PERPIVALATO DE CUMILA ≤77 ≥23 OP7 -5 +5 3115

PERPIVALATO DE t-HEXILA ≤72 ≥28 OP7 +10 +15 3115

PER-3,5,5-TRIMETIL-HEXANOATO DE

t-AMILA


≤100 OP5 3101 3

PER-3,5,5-TRIMETIL-HEXANOATO DE

t-BUTILA

>32-100 OP7 3105

PER-3,5,5-TRIMETIL-HEXANOATO DE

t-BUTILA


≤32 ≥68 OP8,N 3109

PER-3,5,5-TRIMETIL-HEXANOATO DE

t-BUTILA (em tanques)

≤32 ≥68 M +35 +40 3119

1,4,7-TRIPEROXONONANO de 3,6,9 - TRIETIL

- 3,6,9 –TRIMETILA

≤42 ≥58 OP7 3105 28

Observações relativas a 2.5.3.2.4:

1. O diluente tipo B pode ser sempre substituído por diluente tipo A.

2. Oxigênio disponível ≤4,7%.

3. Exigido o uso de rótulo de risco subsidiário de EXPLOSIVO.

4. O diluente pode ser substituído por peróxido de di-t-butila.

5. Oxigênio disponível ≤ 9%.

6. Com ≤ 9% de peróxido de hidrogênio; oxigênio disponível ≤ 10%.

7. Só admitidas embalagens não-metálicas.

8. Oxigênio disponível > 10%.

9. Oxigênio disponível ≤ 10%.

10. Oxigênio disponível ≤ 8,2%.

11. Ver 2.5.3.2.5.1.

12. Até 2.000kg por recipiente, classificado como PERÓXIDO ORGÂNICO, TIPO F, com base em ensaios em larga escala.

13. Exigido o uso de rótulo de risco subsidiário de CORROSIVO.

14. Formulações de ácido peracético que atendam aos critérios de 2.5.3.3.2 (d).

15. Formulações de ácido peracético que atendam aos critérios de 2.5.3.3.2 (e).

16. Formulações de ácido peracético que atendam aos critérios de 2.5.3.3.2 (f).

17. A adição de água a este peróxido orgânico reduz sua estabilidade térmica.

18. Não é necessário o rótulo de risco subsidiário de CORROSIVO para concentrações inferiores a 80%.

19. Misturas com peróxido de hidrogênio, água e ácido(s).

20. Com diluente tipo A, com ou sem água.

21. Com >36%, em massa, de etilbenzeno, em adição ao diluente tipo A.

22. Com ≥19%, em massa, de metilisobutilcetona, em adição ao diluente tipo A.

23. Com <6% de peróxido de di-t-butila.

24. Com ≤8% de 1-isopropil-hidroperóxi-4-isopropil-hidroxibenzeno.

25. Diluente tipo B com ponto de ebulição >110ºC.

26. Com conteúdo de hidroperóxidos < 0,5%.

27. Para concentrações superiores a 56% é exigido rótulo de risco subsidiário de CORROSIVO.

28. Oxigênio disponível ≤7,6%.em diluente tipo A com ponto de vaporização na faixa de 200 a 260ºC

Nº 103, segunda-feira 31de maio de 2004 Diário Oficial da União – Suplemento – Seção 1 18 ISSN 1676-2339

2.5.3.2.5 A classificação de peróxidos orgânicos não relacionados em 2.5.3.2.4 e a alocação em uma designação

genérica deve ser feita pelo fabricante, que em caso de inclusão da nova substância em 2.5.3.2.4 deverá encaminhar

solicitação de enquadramento, acompanhada de relatório de ensaio, à Agência Nacional de Transportes

Terrestres – ANTT, autoridade competente para análise e estudos junto ao fórum do Comitê de Peritos sobre Transporte

de Produtos Perigosos das Nações Unidas. A forma de enhcaminhamento será definida pela ANTT.

Os princípios aplicáveis à classificação dessas substâncias são apresentados em 2.5.3.3. Procedimentos de

classificação, métodos e critérios de ensaio aplicáveis, bem como exemplo de relatório de ensaio adequado são fornecidos

na edição atual do Manual de Ensaios e Critérios, Parte II.Adeclaração de aprovação deve conter a classificação

e as condições de transporte relevantes.

2.5.3.2.5.1 Amostras de novos peróxidos orgânicos ou de novas formulações de peróxidos orgânicos contidos

em 2.5.3.2.4, para as quais não se disponha de dados de ensaio completos e que devam ser transportadas para

avaliação ou ensaios complementares, podem receber uma das designações apropriadas para os

PERÓXIDOS ORGÂNICOS, TIPO C, desde que atendidas as seguintes condições:

a) As informações disponíveis indiquem que a amostra não é mais perigosa que um PERÓXIDO

ORGÂNICO, TIPO B;

b) A amostra esteja embalada de acordo com o método de embalagens OP2 (ver instrução para

embalagem aplicável) e a quantidade por unidade de transporte seja limitada a 10kg;

c) As informações disponíveis indiquem que a temperatura de controle, se houver, é suficientemente

baixa para evitar qualquer decomposição perigosa e suficientemente alta para evitar separação

perigosa de fases.

Diário Oficial da União – Suplemento – Seção 1

2.5.3.3 Princípios de classificação de peróxidos orgânicos

Nota: Esta seção refere-se apenas àquelas propriedades dos peróxidos orgânicos que são decisivas para

sua classificação. A Figura 2.2 é um fluxograma com os princípios de classificação organizados em forma

de perguntas e respostas relativas às propriedades decisivas. Essas propriedades devem ser determinadas

experimentalmente. Métodos de ensaio apropriados, com os critérios de avaliação pertinentes, são

fornecidos no Manual de Ensaios e Critérios, Parte II.

2.5.3.3.1 Uma formulação de peróxido orgânico deve ser considerada como possuindo propriedades

explosivas se, em ensaios de laboratório, ela for passível de detonar, deflagar rapidamente ou apresentar

efeito violento quando aquecida sob confinamento.

2.5.3.3.2 À classificação de formulações de peróxidos orgânicos não-incluídas em 2.5.3.2.4 aplicam-

se os princípios a seguir:

a) Qualquer formulação de peróxido orgânico que, embalada como para transporte, possa detonar

ou deflagrar rapidamente, deve ser recusada para transporte na Subclasse 5.2, em tal embalagem

(definida como PERÓXIDO ORGÂNICO, TIPO A, bloco de saída A, na Figura 2.2);

b) Qualquer formulação de peróxido orgânico com propriedades explosivas e que, embalada

como se fosse para transporte, não detone nem deflagre rapidamente, mas possa sofrer explosão



1   ...   4   5   6   7   8   9   10   11   ...   40


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal