Naná Vasconcelos convida Fafá de Belém e a cantora cabo-verdiana Lura para a abertura oficial do Carnaval do Recife 2015



Baixar 14.73 Kb.
Encontro11.03.2018
Tamanho14.73 Kb.


Nota Musical Comunicação

___________________________________________________________________________________________



Naná Vasconcelos convida Fafá de Belém

e a cantora cabo-verdiana Lura

para a abertura oficial do Carnaval do Recife 2015

A tradicional abertura oficial do Carnaval do Recife, promovida pela Prefeitura local e conduzida por Naná Vasconcelos, vai contar com 12 nações de maracatu, cerca de 600 batuqueiros, numa festa que celebra a diversidade de culturas. Este ano o percussionista convida a paraense Fafá de Belém e a cabo-verdiana Lura para a festa. Acontecendo pelo décimo quarto ano consecutivo, a abertura será dia 13 de fevereiro, sexta de Carnaval, 19h, no Marco Zero. Já dia 17, terça, Naná encerra o Carnaval de Olinda, com sua banda Batucafro, 23h40, no polo do Fortim-Olinda

O percussionista Naná Vasconcelos promove, pelo décimo quarto ano consecutivo, uma verdadeira comunhão entre as nações de maracatu do Recife. A grande festa acontece durante a tradicional abertura do Carnaval pernambucano, que este ano trará, sob a batuta do percussionista, 12 nações de maracatu, com cerca de 600 batuqueiros reunidos de uma só vez no grande dia da abertura: 13 de fevereiro, sexta-feira de Carnaval, no Marco Zero, às 19h. Este ano, Naná Vasconcelos convidou a paraense Fafá de Belém e a cabo-verdiana Lura celebrando a diversidade de ritmos brasileiros e africanos. Ele abre o Carnaval do Recife e fecha o de Olinda, dia 17, terça, no polo do Fortim-Olinda, com sua banda Batucafro.

Naná sempre se preocupou, e está no seu DNA inventivo, com a diversidade de ritmos e no resultado que isso pode revelar. Este ano, o maracatu vai dialogar com os ritmos paraenses, como o carimbo, trazidos pela cantora Fafá de Belém, que costuma sempre injetar muita energia em suas apresentações. E também ritmos africanos pela voz e força interpretativa da cantora cabo-verdiana Lura, para muitos, uma espécie de sucessora da cantora Cesária Évora, a quem Lura abriu alguns shows e fez parcerias. Para Naná, essas misturas de ritmos e culturas já são tradição nas aberturas oficiais do Carnaval do Recife, que ele promove todos os anos. “Já trabalhei e dialoguei musicalmente tanto com Fafá, no festival Perc Pan, como com Lura, no Back2Black Festival, e sei que será uma noite grandiosa musicalmente”, completa o percussionista.

A cerimônia de abertura, dia 13, está prevista para às 19h, no Marco Zero, mas a celebração começa já na concentração, às 17h e início do cortejo, às 18h, que sai da Rua da Moeda em direção ao Marco Zero, quando Naná conduz as nações de maracatu e caboclos de lança abrindo o caminho. As cantoras convidadas deverão acompanhar Naná durante o cortejo. Já no Marco Zero, o grupo Voz Nagô chama a entrada das nações e suas cortes junto com Naná. Este ano, também, a rampa em frente ao palco será sonorizada propiciando que os convidados de Naná interajam de fato com as nações de maracatu. No repertório, o público pode esperar de Fafá de Belém grandes sucessos em sua voz como a canção Ave Maria, de Vicente Paiva e Jaime Redondo. Já Lura cantará Na Ri Na, de Orlando Pantera, músicas tradicionais africanas e duas canções de Cesária Évora. E ainda uma surpresa já revelada, ao final, Elba Ramalho sobe ao palco com Naná para cantar Braia Dengosa, de Zé Dantas e Luiz Gonzaga.



Os 14 anos da abertura oficial do Carnaval do Recife

Concebido como um espetáculo renovador, desde sua essência, a abertura oficial do Carnaval do Recife, conduzida por Naná, tem muito que comemorar. São quatorze anos de uma verdadeira comunhão entre as nações de maracatu do Recife, colocando essa ancestral manifestação cultural em evidência para o resto do Brasil, e do mundo. “A união entre as nações de maracatu num espetáculo tão grandioso e de tanta evidência é para mim uma quebra de barreiras, de preconceitos, de descriminação. Nunca tantas pessoas diferentes se interessaram tanto pela cultura do maracatu. Por exemplo, quando começamos esse espetáculo, há quatorze anos, não tinha mulher que tocava alfaia, hoje têm muitas. Vem gente de todo Brasil, e de outros lugares do mundo participar da abertura tocando seu instrumento”, conclui Naná.

E não é só isso, a contribuição vai além. O evento se orgulha de oferecer maior visibilidade às comunidades que participam da abertura, muitas vezes, levando veículos de imprensa durante o período de ensaio, para as comunidades convidadas. Além disso, muitos artistas participaram e participam como convidados de Naná durante esses quatorze anos da abertura, levando depois essa experiência para seus núcleos criativos. “Músicos do universo pop pernambucano, depois de participarem como convidados acabam incorporando ritmos e instrumentos do maracatu em seus núcleos de criação”, lembra Naná. Durante esses quatorze anos, grandes estrelas também atuaram como convidados de Naná na abertura. Para dar alguns exemplos, Maria Bethânia, Elza Soares, Marisa Monte, Lia de Itamaracá, Caetano Veloso, Milton Nascimento, o grupo norte-americano de percussão Stomp, a cantora africana Angelique Kidjo e a portuguesa Carminho. Uma celebração que sempre emociona os milhares de foliões presentes no Marco Zero, além dos espectadores de TV, por todo Brasil e resto do mundo.

Serviço da abertura do Carnaval do Recife 2015

13 de fevereiro, sexta-feira, 19h - Praça do Marco Zero – Centro – Recife - PE 

Ensaios gerais com as nações de maracatu e convidados

Ensaios gerais no Marco Zero do Recife, dias 10 e 11 de fevereiro, às 19h

Realização: Prefeitura do Recife / Secretaria de Cultura

Dia 17, terça-feira, Naná encerra o Carnaval de Olinda, 23h40, no polo Fortim-Olinda, com sua banda Batucafro

Mais Informações para a imprensa:
Sérgio Fogaça – Nota Musical Comunicação

Assessoria de Imprensa Naná Vasconcelos

Tel.: (11) 3675-1929 / 9.8398-3887 / e-mail – sergiompb@uol.com.br



_____________________________________________________________________________________________________________

Rua Marco Aurélio, 438 - Vila Romana – CEP 05048-000 – São Paulo – SP

Tel. (11) 3675-1929 – e-mail: sergiompb@uol.com.br


Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal