Nome: Raffaele De Giorgi



Baixar 139.35 Kb.
Encontro21.02.2018
Tamanho139.35 Kb.

CURRICULUM VITAE
DADOS DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome: Raffaele De Giorgi





  1. FORMAÇÃO E ATIVIDADES ACADÊMICAS


1966: Estudos superiores clássicos (latim, grego, história, filosofia) e exame de admissão na Universidade de Bari, Faculdade de Direito.
1966 - 67: Estudos de Direito na Universidade de Bari (Direito Romano, Direito Privado, Constitucional e Filosofia do Direito)
1967 - 71: Curso de Filosofia na Universidade de Roma, "La Sapienza".
13 de julho de 1971: Defesa de tese de doutorado "Perspectivas da lógica jurídica: a lógica deôntica", outorgado o título de Doutor em Filosofia da Universidade de Roma com a qualificação "summa cum laude".
Julho a dezembro de 1971: Pesquisador adjunto da Cadeira de Lógica, da Universidade de Roma, Faculdade de Filosofia e Letras.

Janeiro a março de 1972: Bolsista, por concurso público, na Universidade de Saarlandes, Saarbruecken - (República Federal da Alemanha), junto a cadeira de Filosofia Social e Jurídica, inscrito no Departamento de Pesquisa de Ciência Jurídica e Social.
Abril de 1972 a novembro de 1979: Pesquisador e Professor, por concurso público, para a cadeira de Filosofia Jurídica e Social do Departamento de Pesquisa de Ciências Jurídicas e Social, da Universidade de Saarlandes, Saarbrucken.
1975-1978: Pesquisador concursado da Universidade de Frankfurt am Main, de Muenster e de Bielefeld, Alemanha. Temas abordados: Sociologia Geral, Sociologia Política e Sociologia Jurídica, tutorado pelos professores Alessandro Baratta, Werner Krawietz e Niklas Luhmann.
Dezembro de 1979 a fevereiro de 1981: Professor associado, por concurso público, de Filosofia do Direito - Faculdade de Ciências Políticas e Direito, da Universidade de Camerino - Itália.

Professor Associado, por concurso público, de Sociologia do Direito - Faculdade de Direito - Universidade de Bolonha, Itália.
Agosto de 1979 a 1984: Aprovado no Concurso Nacional para disciplinas de Sociologia do Direito em cinco Universidades italianas, como professor titular, designado professor extraordinário da Faculdade de Filosofia e Letras da Universidade de Salerno, desde 01.11.1980.

Em março de 1984, a Comissão Nacional, nomeada pelo Ministério da Educação da República Italiana para avaliar o desempenho dos três anos de atuação como professor extraordinário, julga “altamente originais e inovadoras as contribuições cientificas e didáticas” desenvolvidas neste período, e propõe ao Ministério designação como Professor Titular Ordinário, o que se efetiva a partir de 1.11.1980.


1983- 1984: Outorgada uma bolsa extraordinária de pesquisa pela Fundação Alexander Von Humboldt da República Federal da Alemanha, para estudar e pesquisar com os professores Werner Krawietz, de Muenster, e Niklas Luhmann, de Bielefeld.

Com estes professores desenvolveu pesquisas sobre “Fatos e Normas”, “Causalidade” e “Neo- Institucionalismo” (W. Krawietz). Com o Professor Niklas Luhmann pesquisou “Ação e imputação” (vide na secção “publicações”), “Auto-organização e orientação dos sistemas políticos” e “Auto-legitimação do Estado”.


1983-1986: Fundador e Diretor do departamento de Pesquisa de Sociologia e Ciências Políticas da Universidade de Salerno.

Diretor da disciplina de Sociologia da Faculdade de Filosofia e Letras da Universidade de Salerno.

Residente em Muenster entre 1983 e 1984, com retorno mensal à Salerno.
Setembro de 1984 a 1986: Por solicitação da Faculdade de Ciências Políticas do “Instituto Orienta” de Nápoles, dirigida pelo Ministério da Educação, foi designado Professor Titular Ordinário da disciplina de Sociologia.
Abril de 1986 – 94: Membro Fundador da Academia Européia de Ciência e Filosofia do Direito (Bonn, Alemanha).
Desde 1986: Por solicitação da Faculdade de Filosofia e Pedagogia da Universidade de Lecce, foi designado Professor Titular Ordinário de Metodologia das Ciências Sociais.
Maio de 1987: Eleito, pelo colégio de Professores e Investigadores da Universidade de Lecce, Diretor do Departamento de Pesquisa em Ciência dos Sistemas Sociais e da Comunicação.
Setembro de 1987-1994: Secretário geral da Academia Européia de Ciências e Filosofia do Direito, Bonn-Alemanha.
1987 – 1988: Professor Titular Ordinário de Sociologia da Faculdade de Ciências Econômicas e Bancárias da Universidade de Lecce.
Desde outubro de 1990: Fundador, juntamente com o Professor Niklas Luhmann (Bielefeld- Alemanha), e diretor do Centro de Estudos Sobre o Risco, na Universidade de Lecce.

O programa de criação do centro teve como tema: “A análise e o estudo do risco nas sociedades complexas” – N. Luhmann e R. De Giorgi.


1991: Professor convidado, por um semestre, pela Faculdade de Ciências Jurídicas da Universidade de Wilhelms, Muenster.
Desde 1991: Professor Titular Ordinário de Teoria Geral do Direito da Faculdade de Ciências Econômicas e Bancárias da Universidade de Lecce.
Desde 1992: Pró-reitor para as Relações Internacionais da Universidade de Lecce.

Coordenador de convênios de cooperação internacional entre as seguintes Instituições:



  • Universidade de Cordoba – Argentina (Instituto de Investigações Jurídicas, Políticas e Sociais).

  • Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO), sede em Buenos Aires, Argentina.

  • Universidade Federal de Santa Catarina – Florianópolis, Brasil (Curso de Pós-graduação em Direito).

  • Universidade Federal de Minas Gerais - Belo Horizonte, Brasil.

  • Universidade Federal do Ceará - Fortaleza, Brasil.

  • Fundação Paulo Bonavides - Fortaleza, Brasil.

  • Universidade de Atenas, Grécia.

  • Universidade de Tirana, Albânia.

  • Universidade de Argirocastra, Albânia.

  • Universidade de Saarlandes- Saarbruecken, Alemanha.



CONVÊNIOS EM ANDAMENTO


  • Universidade do Vele do Rio dos Sinos – São Leopoldo, Brasil.

  • Fundação Alto Taquari de Ensino Superior – Lajeado, Brasil.

  • Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul, Brasil.

  • Centro de Estudos de Direito Sanitário da Universidade de São Paulo, Brasil

  • Centro de Estudos de Direito e Sociologia da Universidade de São Paulo, Brasil.

  • Centro Acadêmico Franco Montoro – Universidade Estadual de São Paulo, Franca – Brasil.

  • Universidade Autônoma de Tlaxcala, México.

  • Universidade Autônoma de Puebla, México.

  • Universidade Nacional Autônoma do México.

  • Universidade Nacional de Comahue, México.


Julho – Agosto de 1993: Professor convidado da Faculdade de Direito da Universidade de Muenster, Alemanha.
Outubro de 1993: Professor convidado pela Faculdade de Direito e Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires e Universidade de Belgrano, Argentina.

Professor convidado pelo Instituto Nacional de Administrado Pública (INAP) da Argentina a ministrar um curso para a direção do Instituto sobre “A Ciência da Organização e a Administração Pública”.


Novembro de 1993: Professor convidado pelo Centro de Especialização em Ciências Jurídicas da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Brasil.
Agosto a setembro de 1994: Professor convidado pela Universidade Federal de Santa Catarina - Florianópolis; Universidade Federal do Paraná - Curitiba; Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Porto Alegre, Universidade de São Paulo- São Paulo; Pontifícia Universidade Católica de São Paulo- São Paulo; Brasil.
Setembro de 1994: Professor convidado pelo Instituto Nacional de Administração Pública (INAP) da Argentina, para um curso sobre “O Risco na Administração Publica”, ministrado aos funcionários públicos.
Outubro de 1995: Professor convidado pelo coordenador do curso de Doutorado da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis para ministrar aulas sobre “Teoria da Sociedade”.

Professor convidado no curso de Doutorado da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil.


Novembro de 1995: Designado Pro-Reitor para “Avaliação das Investigações”, da Universidade de Lecce, Itália.
Fevereiro de 1996: Professor convidado pela Universidade Autônoma de Puebla e da Universidade Nacional Autônoma do México ministrando aulas sobre “ Teoria da Sociedade”.
Fevereiro a abril de 1996: Bolsista por três meses da Fundação Alexander Von Humboldt (Alemanha). Estudos nas Instituições científicas da República Federal da Alemanha.
Abril de 1996:

Professor convidado na Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil, com financiamento da CAPES – Centro de Aperfeiçoamento e Pesquisa do Ensino Superior –, para ministrar aulas no curso de Pós-graduação em direito sobre ‘Teoria da Sociedade Contemporânea”, com duração de seis semanas.


28 de junho de 1996: Data da aprovação, pelo Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CONACYT) do México, para a criação na Faculdade de Ciências e Políticas Socias da UNAM, de uma disciplina patrimonial de excelência. Professor responsável pela “Catedra patrimonial de excelencia”, disciplina denominada “Teoria Sociológica Contemporânea”, iniciada em 15.02.97, com duração de um ano.

Adicionalmente foi realizada uma pesquisa particular sobre: “A construção social da Legalidade”, inserida no projeto de pesquisa da professora Angélica Cuéllar Vázquez do CONACYT.


Julho Outubro de 1996: Professor convidado, com bolsa especial da Fundação Alexander Von Humboldt, nas disciplinas de Direito Público, Sociologia do Direito e Filosofia Social e Jurídica; Wiehelms – Universidade de Münster, Westfalen.
Outubro de 1996: Conferência de Abertura no III Encontro Internacional de Direito Alernativo, Florianópolis- Santa Catarina. Aulas na Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo-Rio Grande do Sul, e na Universidade de São Paulo- São Paulo, Brasil.
Janeiro de 1997: Professor convidado pelo Departamento de Sociologia e Ciências Políticas da Universidade de Salerno para o seminário sobre: “Confiança, cooperação e mudança social”.
Janeiro de 1997: Professor convidado pelo CRSEC – Região da Puglia para minstrar seminário sobre “Significado e objeto de investigação sobre os consumos culturais: conceito de cultura e consumo”.
Janeiro de 1997: Diretor da área de pesquisa „Economia- e ciências estáticas“, Universidade de Lecce, Itália.
Fevereiro de 1997: Convocado para o ano de 1997 pelo Conselho Nacional para a Ciência e Tecnologia do México (CONACyT), responsável pela Catedra Patrimonial de Exelencia, nivel II, (máximo), para reger a disciplina “Teoria sociológica contemporânea”, Faculdade de Política- e Ciências Sociais da Universidade Nacional Autônoma do México, México, DF.
Semestre de Inverno de 1997: Professor visitante da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (FLACSO), México, DF.
Desde 01 de novembro de 1997: Professor Titular Ordinário de Teoria Geral do Direito da Faculdade de Direito, Universidade de Lecce, Itália.

Professor de Sociologia da Faculdade de Direito da Universidade de Lecce, Itália.


Desde 24 de novembro de 1997: Diretor do Departamento de Estudos Jurídicos da Universidade de Lecce, Itália, eleito pelo colégio de professores e pesquisadores desta Universidade.

Diretor do Centro Interdepartamental de Estudos sobre o Risco.



Dezembro de 1997 – Novembro de 2000: Direito da área de pesquisa .„Ciência do direito“, Universidade de Lecce, Itália.
Desde 06 de julho de 1998: Professor de Sociologia do Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lecce, Itália.

Julio de 1999: Professor visitante da Universidade de Guadalajara, Mexico.



Março de 2000: Professor visitante da Faculdade de Direito e Ciências Sociais, Universidade Nacional de Comahue, General Roca (Argentina).
Junho-Agosto de 2000: Bolsista da Fundação Alexander von Humboldt (Alemanha) para reger as disciplinas de Direito Público, Sociologia do Direito, Direito- e Filosofia Social. Universidade de Münster, Alemanha.
Desde janeiro de 2001: Professor visitante no Max Plank Institut für Europäische Rechtsgeschichte, Frankfurt am Main, Alemanha.
Semestre de verão 2001: Professor visitante da Faculdade de direito da Universidade de Frankfurt am Main, Alemanha.

2 – ATIVIDADES NO CENTRO DE ESTUDOS SOBRE O RISCO E NA UNIVERSIDADE DE LECCE:


2.1. Criação do Doutorado de Pesquisa:

Fundador do Doutorado de Pesquisas Jurídicas e Sociais com sede no “Centro de Estudos sobre o Risco”, da Universidade de Lecce.



Designado coordenador e presidente da comissão de seleção do Doutorado internacional em “Evolução do sistema jurídico e novos direitos”, direcionado a estudantes italianos e estrangeiros.

2.2. Projetos de pesquisa elaborados juntamente com o professor Niklas Luhmann:


  • Projeto de pesquisa financiado pelo Conselho Nacional de Pesquisa Italiano, seção Tecnologia e Habitação, sobre: “A Construção Política de valores limites na temática das contaminações”.

  • Projeto de pesquisa sobre: “A percepção do risco no sistema bancário”.

  • Projeto de pesquisa elaborado para a Companhia de Seguros BAYRISCHE (Munique, Alemanha) sobre: “A percepção do Risco de vida nas sociedade subdesenvolvidas”.


2.3. Outros projetos de pesquisa orientados:

  • Projeto de pesquisa financiado pelo Ministério do Trabalho da República Italiana (Conselho Nacional para a igualdade de oportunidades ente a mulher e os homens) sobre: “Indústria, tecnologia e mercado de trabalho feminino na Região da Puglia. Pesquisa e ação positiva dirigida ao desenvolvimento ocupacional e profissional das mulheres através da organização da transferência de inovação na indústria”.

  • Elaboração do “Pacto territorial para o desenvolvimento da Província de Lecce”, financiado pelo Governo Provincial.

  • Projeto de pesquisa financiado pelo Conselho Nacional de Pesquisa Italiano sobre: “As perspectivas sociais da criminalidade organizada”.

  • Pesquisa sobre: “Os consumos culturais na cidade de Lecce”, financiada pelo município de Lecce.

  • Pesquisa sobre: “A estrutura sindical da Província de Lecce”, promovida pela Câmara Sindical Territorial (União Italiana do Trabalho) de Lecce.

  • Fundação do “Centro de Documentação e Estudos da Comunidade Européia”, relativos a política européia de desenvolvimento regional, financiado pela União Européia.

  • Coordenador, da Secção de Lecce, no projeto do Conselho Nacional de pesquisa da República Italiana sobre: “Os Novos limites do direito penal”, com a participação das Universidades de Bolonha, Pisa, Roma e Lecce.


2.3 Relação de alguns professores e pesquisadores com atividades desenvolvidas junto ao Centro de Estudos sobre o Risco da Universidade de Lecce:


  • ACHILLE ARDIGO, Universidade de Bolonha, Itália.

  • ALESSANDRO BARATTA, Universidade de Saarlandes, Saarbrucken, Alemanha.

  • ALÍCIA RUÍZ, Universidade de Buenos Aires, Argentina.

  • ATHANASIOS GROMITZARIS, Universidade de Atenas e de Halle, Alemanha.

  • BORIS TOPORNIN, Diretor do Instituto Direito e Estado, da Acadêmia de Ciências da Rússia, Rússia.

  • CARLOS MARÍA CÁRCOVA, Universidade de Buenos Aires, Argentina.

  • CELSO FERNANDES CAMPILONGO, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil.

  • DARIO MELOSSI, Universidade de Bolonha, Itália.

  • DOMENICO CORRADINI, Universidade de Pisa, Itália.

  • EJUP STATOVCI, Universidade de Pristina, Albania.

  • ENRIQUE ZULETA PUCEIRO, Universidade de Buenos Aires, Argentina.

  • FERNANDO CASTAÑEDA, UNAM, México.

  • GEORG KRUECKER, Universidade de Bielefeld, Alemanha.

  • GIACOMO MARRAMAO, Universidade de Roma, Itália.

  • HANS LENK, Universidade de Karlsruhe, Alemanha.

  • ISIDRO CISNEROS, FLACSO do México, México.

  • JOHANES STRANGAS, Universidade de Atenas, Grécia.

  • JOSÉ EDUARDO FARIA, Universidade de São Paulo, Brasil.

  • JOSÉ REINALDO DE LIMA LOPES, Universidade de São Paulo, Brasil.

  • LEONID MAMUTH, Academia de Ciências da Rússia, Rússia.

  • LUIS ALBERTO WARAT, Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil.

  • MAGDA SZABO, Academia de Ciências de Budapest, Hungria.

  • MASSIMO PAVARINI, Universidade de Bolonha, Itália.

  • MENELICK DE CARVALHO NETO, Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil.

  • MICHAEL WELCKER, Universidade de Princeton, Estados Unidos.

  • NIKLAS LUHMANN, anualmente a partir de 1986. Universidade de Bielefeld, Alemanha.

  • OSCAR CORREAS, Instituto de Investigações Jurídicas, Universidade Nacional Autônoma do México, México.

  • OTA WEINBERGER, Professor emérito da Universidade de Graz, Áustria.

  • PAULO BONAVIDES, Universidade Federal do Ceára, Brasil.

  • PIETRO BARCELLONA, Universidade de Catânia, Itália.

  • ROBERT WEIMAR, Universidade de Siegen, Alemanha.

  • SANDRA REGINA MARTINI VIAL, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, Brasil.

  • SANTOS COLABELLA, Universidade de Buenos Aires e Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (FLACSO), Programa de Buenos Aires, Argentina.

  • WERNER KRAWIETZ, desde de 1987, Universidade de Münster, Alemanha.

  • WILLIS SANTIAGO GUERRA FILHO, Universidade Federal do Ceára, Brasil.


2.4 Organização de seminários internacionais
27 e 28 de abril de 1992: Seminário: “O futuro do Estado, Transformações da Sociedade, das Constituições e do Direito na década de 1990”.

Expositores: Raffaele De Giorgi, Boris S. Topornin, Leonid Mamuth, Werner Krawietz, Enrique Zuleta Puceiro.


12 a 19 de fevereiro de 1997: Seminário: “Possibilidades e Limites do Direito”, Seminário organizado em Lecce, por Raffaele de Giorgi, para os professores da Faculdade de Direito da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo – Brasil.
16 a 21 de fevereiro de 1998: Seminário: “Simultaneidade e Intransparência. A diferenciação funcional entre Economia, Direito, Educação”, Seminário organizado em Lecce para os professores da Fundação Alto Taquari de Ensino Superior, Lajeado – Brasil.

2.5 Conferências e mesas redondas
Desde a criação do Centro de Estudos sobre o Risco foram organizados diversas conferências e mesas redondas com professores e pesquisadores nacionais e estrangeiros sobre as problemáticas da contemporaniedade.



3. ATIVIDADES COMO ORIENTADOR DE TESES DE MESTRADO E DOUTORADO:


  • Dr. Alberto Marinelli, Universidade de Roma. Tese sobre: “Estrutura da ordem e função do direito”, publicado por Ed. F. Angeli, Milão, 1998.

  • Dr. Francisco Belvisi, Universidade de Modena. Tese sobre: “O neo-institucionalismo de Helmut Schelsky”.

  • Dr. Athanasios Gromitzaris, Universidade de Münster e de Halle. Tese sobre: “Normatividade e fundamentos da validade do direito”, publicado por Duncker & Humblot, Berlim, 1992.

  • Dr. Gianfranco Longo, Universidade de Bari. Tese sobre: “A mudança Constitucional”.

  • Dr. Luigi Pannarale, Universidade de Bari. Tese sobre: “Expectativas e Direito”, publicada por Ediciones Científicas Italianas, Nápoles, 1988.

  • Prof. Daniela R. Mendez Nicola, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. Dissertação sobre: “Uso criativo dos paradoxos; os princípios gerais do direito na jurisprudência da Corte de Justiça Européia”.

  • Dr. Mario Longo, Universidade de Lecce. Tese em “Evolução semântica da idéia de sujeito”, sobre: “A idéia de responsabilidade”.

  • Dr José Mormandi, Universidade de Lecce. Tese sobre: “Função do direito e da política do desenvolvimento no Sul da Itália”.

  • Dr. Bruno Pucci, Universidade de Pisa. Tese sobre: “Desritualização e descontextualização”.

  • Dr. Carlos Francisco Duarte, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. Tese sobre: “Corrupção dos códigos do direito e da economia: o exemplo da organização do sistema judicial brasileiro”.

  • Prof. Sandra Regina Martini Vial, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Dissertação sobre: “A interligação entre Justiça do Trabalho, Cidadania e Educação: efeitos educativos observados”.

  • ____ Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo. Tese sobre: “Apropriação e distribuição da terra no Brasil: um estudo sobre o Movimento dos Trabalhadores rurais sem terra na idade moderna”.

  • Dra. Luciana Petroni, Universidade de Bari. Tese sobre: “O conceito de soberania no pensamento de Carl Schmitt”.

  • Dr. Stefano Magnolo, Universidade de Lecce. Tese sobre: “Igualdade no direito”.

  • Prof. Javier Oliva Posada, Universidade Nacional Autônoma do México, México. Tese sobre: “O processo de reforma Constitucional no México”.

  • Dr. Gianluca Pellerino, Universidade de Lecce. Tese sobre: “Evolução semântica do conceito de propriedade na experiência jurídica européia”.

  • Dr. Fernando Greco, Universidade de Lecce. Tese sobre: “A discussão jurídica do contrato”.

  • Lic. Sônia Lucía Peña Contreras, FLACSO – México. Dissertação sobre: “Estrutura da política, democracia e opinião pública. Uma reconstrução histórico-empírica das redes de inclusão na Colômbia durante os anos 1886 – 1991”.

  • Prof.ra Juliana Neuenschwander Magalhães, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. Tese sobre: “Historia semantica do conceito de soberania. O paradoxo da soberania popular”.

  • Prof.ra Adriana Prizreni, Tirana. Tese sobre: “Il Kanun. O codigo das Montanhas”

  • Prof. Guilherme Leite Goncalves, Sao Paulo. Tese sobre: “Estrutura das aspectativas e sistema juridico”



4. TUTORIA DE PROFESSORES ESTRANGEIROS EM ATIVIDADES DE PÓS-DOUTORADO.


  • Prof. Celso Fernandes Campilongo, Diretor do centro de estudos de Direito e Sociedade da Universidade de São Paulo e Diretor do Departamento de Teoria Geral do Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo. Tese de pós-doutor e livre docência sobre: “Direito e Política: uma redescrição a partir da teoria dos sistemas” durante o período de 1995-1996.

  • Prof. Santos Colabella, Diretor executivo da Fundação Omega Seguros (Argentina), professor regular e pesquisador da Universidade de Buenos Aires e da Faculdade latino-americana de Ciências Sociais (FLACSO). Desenvolveu seus trabalhos sobre: “Teoria do risco” e “Problemas da autoreferência nos sistemas complexos”. Bolsa para aperfeiçoamento obtida do “Programa Acadêmico R.H. Tahlmann”da Universidade de Buenos Aires, Argentina.

  • Prof. Rafael Estrada, Universdiade Autônoma de Tlaxcala, México. Desenvolveu trabalhos sobre: “Reformas e mutações constitucionais. As reformas do artigo 123 da Cosntituição Política dos Estados Unidos Mexicana”.



5. ATIVIDADES DE AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA.
1983-1986: Na qualidade de Diretor do Departamento de Investigaçoes Sociológicas e Ciência Política, Universidade de Salerno.
1986- 1988: Na qualidade de Diretor do Departamento de Investigação de Ciência dos Sistemas Sociais e da Comunicação, Universidade de Lecce.
1997: Na qualidade de Diretor do Departamento de Estudos Jurídicos da Universidade de Lecce, Itália.
Desde 01 de novembro de 1990: Pró-Reitor para avaliação de projetos e programas de cooperação científica internacional e para a formulação de critérios de avaliação das atividades de pesquisa da Universidade de Lecce, Itália.

6 – PARTICIPAÇÃO NA FUNDAÇÃO, DIREÇÃO E INTEGRAÇÃO DO COMITÊ CIENTÍFICO DE REVISTAS ESPECIALIZADAS E COLEÇÕES EDITORIAIS:


  • Revista “Sociologia del Diritto”, Milão.

  • Revista “Dei delitti e delle pene”, Turin.

  • Revista “Sociologia e ricerca Sociale”, Roma.

  • Revista “Generazione”, Lecce.

  • Revista “Dei delitti e delle pene”, Nápoles.

  • “Scienze Sociali”. Coleção dirigida por D. Corradini, R. De Giorgi, et al. E.T.S., Pisa.

  • “Laboratorio Sociológico”. Coleção de pesquisa empírica e intervenção social. Ed. Franco Angeli, Milão.

  • “Studi di Teoria Sociale e Giuridica”. Coleção dirigida por R. De Giorgi e Werner Krawietz. Ed. Milella, Lecce.

  • “Teoria della Società”. Coleção dirigida por Raffaele De Giorgi, Giancarlo Corsi, Javier Torres Nafarrate, Pensa Multimidia, Lecce.

  • “Scienza del Diritto”. Coleção dirigida por Raffaele De Giorgi, Pensa Multimidia, Lecce.

  • “Strumenti/Scenari”. Coleção dirigida por Pietro Barcellona, Raffaele De Giorgi, Gianluigi Palombella, Edições Dedalo, Bari.

  • Quaderno di comunicazione, Meltemi editore, Roma

  • Araucaria.Revista iberoamericana de Filosofia, Politica y Humanidades, Universidad de Sevilla, Espanha

  • Revista Latino-Americana de Estudos Cnstitucionais, Dirtor: Paulo Bonavides, Livraria Del Rey Editore, Belo Horizonte, Brasil

  • Opinion Juridica. Publicacion de la Facultad de Derecho de la Universidad de Medellin, Colombia

Alegatos. Revista del Departamento de Derecho, Universidad Autònoma metropolitana, México

7- CARGOS E DISTINÇÕES ACADÊMICAS, NOS ULTIMOS ANOS:
Desde 1993: Membro do Centro Nacional de Prevenção e Defesa Social, na Comissão Permanente de Sociologia do Direito, Italia.
Desde 1994: Decano da Faculdade de Economia, Universidade de Lecce, e Diretor da Biblioteca de Economia da Universidade de Lecce.
Desde 1995: Membro do Comitê científico do “Laboratório permanente sobre o jovem”, Província de Lecce.
Desde 1996: Decano da Faculdade de Direito, Universidade de Lecce.

8. PARTICIPAÇÃO EM CONGRESSOS, SEMINÁRIOS E JORNADAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS.
Paticipou como expositor de diversos congressos de Ciência Política, Sociologia e Filosofia do Direito em diferentes países, entre estes:
21.05.94: Congresso Internacional: Perspectivas da família nos anos 2000, Universidade de Lecce, Conferência: “A família moderna”.
03.06.94: III Encontro Internacional: Direito da América do Sul, Assunção, Paraguai - Painel: “Mudança Política na América do Sul”.
21.06.94: Congresso Nacional: O desafio do Federalismo, Lecce. Presidente da seção: “Experiências comparadas de federalismo: Alemanha e Brasil”, promovido pelo Conselho da Região Púglia, Lecce.
30.06.94: Integrante da mesa redonda: “A reconstrução da família nos Estados Unidos da Europa”, Lecce.
29 a 31.03.95: Seminário Internacional: Direito, Democracia e Cultura Jurídica no final do século. Universidade de Buenos Aires, Faculdade de Direito e Ciências Sociais. Apresentação do texto: “Problemas da Governabilidade Democrática”. Buenos Aires, Argentina.
20.05.95: Conferência sobre: “A sociedade do mundo e o destino das Unidades Regionais”. Município de Tuglie, Lecce.
02 e 03.06.95: Seminário Internacional: “Sistema Jurídico, Justiça e Praxis Social”, Faculdade de Direito da Universidade de Catânia, Itália. Conferência sobre: “A incalculabilidade do Direito”.
06 e 07.07. 95: Seminário Internacional: “Problemas da Governabilidade Democrática”, Instituto Internacional de Sociologia Jurídica de Oñati, Espanha. Conferência: “Governabilidade democrática e complexidade”.
19.10.95: IV Seminário Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Direito, Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte - Brasil. Conferência: “O doutorado de pesquisa na Itália”.
20.10.95: Conferência realizada na Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte – Brasil, sobre: “O Parlamentarismo e a Opinião Pública”.
01 a 04.11.95: II Congresso Nacional de Ciência Política: “Globalização, entre o conflito e a integração”. Promovido pela Sociedade Argentina de Análises Política e a Faculdade de Ciências Políticas e Sociais da Universidade de Cuyo, Mendoza, Argentina. Coordenador e expositor da Secção “Opinião Pública” e redator e expositor do discurso de fechamento do Congresso.
19 a 22.02.96: Ciclo de Conferências sobre: “O pensamento de Niklas Luhmann: Sociologia e Sistemas Sociais", na Benemérita Universidade Autônoma de Puebla, México.
24.02.96: Conferência de abertura do Curso de Doutorado do Departamento de Direito e Ciências Políticas, Universidade Autônoma de Tlaxcala, México, sobre: “O enfoque metodológico da Teoria dos Sistemas no Direito”.
28.02.96: Conferência sobre: “A filosofia e a teoria do direito”, no curso de Mestrado em Política Criminal, Universidade Nacional Autônoma do México.
29.02.96: Conferência sobre: “A questão meridonal italiana e o desenvolvimento da América Latina”, na Sociedade de Estudos do Desenvolvimento, México.
06.03.96: Colóquio Internacional de Filosofia do Direito. Ética e Política, Instituto de Investigações Jurídicas da Universidade Nacional Autônoma do México. Integrante e expositor do painel sobre: “O Estado e o Direito no fim do século”.
16.10.96: Conferência de Abertura do II Congresso Internacional de Direito Alternativo, Florianópolis, Brasil; conferência: “Direito e Modernidade”.
15.02.97 – 15.07.97: Curso de pós-graduação UNAM, Faculdade de Ciências Políticas e Sociais, tema: " A modernidade da sociedade moderna".

Seminário junto ao Projeto de Pesquisa: "A construção social da legalidade".


27.02.97: Seminário “A construção social da legalidade”, Faculdade de Ciências Políticas e Sociais, Universidade Nacional Autônoma do México, conferência sobre: “O Direito e a Teoria dos Sistemas”.
15.04.97: Participação no colóquio de pós-gradução1997: Pensar o seculo XX: “De Sarajevo a Sarajevo” (1917 - 1997), conferência: “Aberturas e exclusões no século XX”. Faculdade de Ciencias Politicas e Sociais, Universidade Nacional Autônoma do México.
21.04.97: Participação na conferência: “Niklas Luhmann: política e direito na modernidade”. Faculdade de Ciências Políticas e Sociais, Universidade Nacional Autônoma do México.
23.04.97: Conferências magistrais na Universidade Autônoma de Querétaro, México, com o tema: “ Pós-modernidade versus modernidade: um novo pradigma social”.
06.05.97: Participação no XXII Colóquio de Primavera: “Novas fronteiras do conhecimento no ensino e no estudo das relações internacionais”, com a exposição: “A descrição da sociedade no futuro das relações internacionais”. Faculdade de Ciências Políticas e Sociais, Universidade Nacional Autônoma do México.
08.05.97: Participação na comemoração do XXXII aniversário do Departamento de Direito e Ciências Política, Universidade Nacional Autônoma de Tlaxacala, com a conferência: “Direito e modernidade. Direito alternativo e alternativas do direito”.
Maio e junho de 1997: Professor convidado pela Universidade Autônoma Metropolita, Plantel Azcapotzalco, Mexido, para implantar o Curso de Atualização para professores, painel: “Sociedade e Direito, na perspectiva da Teoria dos Sistemas”.
05.06.97: Conferência no Instituto Tecnológico e de Estudos Superiores de Monterrey, Campus Estado do México, com o tema: “Estructura e função dos valores: a moral a partir da perspectiva da Teoria dos Sistemas”.
06.06.97: Conferência com o tema: “Violência, desvio e controle penal”, Departamento de Direito e Ciências Políticas da Universidade Autônoma de Tlaxcala, México.
09.06.97: Conferência sobre: “Teorias da Cidadania”, no programa de pós-graduação da Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (FLACSO), México.
Junho de 1997: Professor convidado pela Universidade de Sonora, México, para a abertura do Seminário Internacional sobre: “Teoria da Sociedade a partir do enfoque da Teoria dos Sistemas”.
11.06.97: Conferência Internacional: “A função do direito na sociedade moderna”, Universidade de Sonora, México.
12.06.97: Conferência Internacional: “O risco nas sociedades modernas”, Universidade de Sonora, México.
15.08.97: Conferência inaugural do Curso de Licenciatura em Direito, com o tema: “As origens do direito na história Universal e os problemas da ciência jurídica”, no Departamento de Direito e Ciências Políticas da Universidade Autônoma de Tlaxcala, México.
18.08.97: Conferência sobre: “Redes de inclusão”, no Colóquio Internacional: “Redes de Inclusão. A construção social da autoridade”, organizado no contexto do projeto “A construção social da legalidade”, Faculdade de Ciências Políticas e Sociais, Universidade Nacional Autônoma do México.
20.08.97 – 15.12.97: Curso de Pós-graduação na Faculdade de Ciências Políticas e Sociais, Universidade Nacional Autônoma do México, com o tema: “Artificialidade da sociedade moderna. A observação sociológica da temporalidade”.
25.08.97: Conferência no Curso de Especialização em Sociologia Jurídica e Diretos Humanos da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), São Leopoldo, Brasil, sobre: “Direito opinião pública e democracia”.
25.08.97: Conferência de abertura da: “Semana de estudos jurídicos”, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), São Leopoldo, Brasil, sobre: “Direito e Modernidade”.
26.08.97: Conferência no curso de Doutorado em História da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil sobre: “Um olhar europeu sobre a América Latina”.
26.08.97: Conferência na Fundação Universitária do Vale do Rio Taquari (FATES/UNIVATES), Lajeado, Brasil, sobre: “Educação, direito e modernidade”.
27.08.97: Conferência de abertura da: “Semana de estudos jurídicos”, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), São Leopoldo, Brasil, sobre: “Teoria dos Sistemas e realidade periférica”.
10.09.97: Seminário no âmbito do projeto de pesquisa: “A construção social da legalidade”, com o tema: “Questões da observação sociológica do direito”.
11.09.97: Curso na FLACSO, México, com o tema: “O futuro da democracia”.
12.09.97: Curso na Universidade Iberoamericana do México, com o tema: “Estrutura do risco e descrição do futuro. Democracia e direito nas periferias da modernidade”.
27.09.97: Conferência de abertura do curso: “A política de transição e a transição da política no México”, com o tema: “A política contemporânea: aspectos teórico-metodológicos”, Universidade Do Clasutro de Sor Juana, Cidade do México.
05 a 11.11.97: Abertura do curso de pós-graduação, “Globalização: sociedade e direito”, na Faculdade de Direito e Ciências Sociais da Universidade Nacional del Comahue, General Roca Rio Negro, Argentina, com duração de 25 horas.
18 a 21.11.97: Participação no Simpósio Internacional “Autopoiese, Biologia, Linguagem, Cognição e Sociedade”. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil, com a conferência: “Referência e Obstáculo”.
21.11.97: Assessoria ao grupo de trabalho do projeto: “Pólos reprodutores de cidadania – direito achado na rua”, Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, Brasil.
04.02.98: Participação no seminário “O futuro passado da política: complexidades, democracias e consensos”, com a conferência: “Artificialidades e paradoxos: os sistemas políticos da sociedade complexa”, no Instituto de Investigações Sociais da UNAM, México.
05.08.98: Conferência sobre: “Contingência da crítica e artificialidade do direito”, Instituto Brasileiro de Estudos Jurídicos, Curitiba, Paraná, Brasil.
07.08.98: Conferência de Abertura da Semana de Estudos Acadêmicos da FATES/UNIVATES, Lajeado, Brasil, com o tema: “Direito, economia e educação na sociedade moderna”.
10.08.98: Conferência na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, sobre: “Simultaneidade e intransparência; direito, economia e política”.
12 a 14.08.98: Seminário sobre “Introdução à Teoria dos Sistemas Sociais”, no curso de Mestrado em Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, com duração de 20 horas.
13.08.98: Aula Magna para o curso de Direito da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), São Leopoldo, Brasil, sobre: “Direito: Vínculos com o futuro”.
14 e 15.08.98: Seminário sobre a “Normatividade do Direito e Risco da decisão”, realizado na Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul em parceria com a Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), Porto Alegre, Brasil.
Setembro de 1998: Cursos no ITAM, Universidade Autônoma de Chiapas, Universidade Autônoma de Tlaxcala e FLACSO no México.
16.01.99: Relação “O futuro do sul” sobre o tema “Porque intervir no futuro do sul?”, Universidade de Lecce, Italia.
22.01.99: Seminário “A semântica do risco. Decisão racional e ação social”, Fundação Colégio São Carlo de Modena, Itália.
16.01.99: Relato “O futuro do sul” sobre o tema “Porque intervir no futuro do sul?”, Universidade de Lecce, Italia.
22.01.99: Seminário “A semântica do risco. Decisão racional e ação social”, Fundação Colégio São Carlo de Modena, Itália.
09.07.99: Conferência “Referência e obstáculo”, Universidade de Saarland, Saarbrücken, Instituto de direito e filosofia social, Alemanha.

Julho 1999: Universidade de Guadalajara, México, curso sobre “Risco e seguridade”. Pesquisa empírica sobre os problemas da segurança na área metropolitana e industrial de Guadalajara, com Carlos Sedano y Elisa Sánchez.



28.07.99: Universidade Autónoma Metropolitana Istapalapa, Cidade do México, conferências sobre “Problemas da participação política”.
30.07.99: Universidade de Guadalajara, Faculdade de Ciências Sociais, México, conferência sobre “Minha experiência com Niklas Luhmann”.
05.08.99: Universidade Autónoma de Tlaxcala, México, Curso de Posgração em Ciências Jurídicas, Seminário sobre “Direito e Constituição”.

01.03. 2000: Centro Universitario Regional Zona Atlântica, Universidade Nacional de Comahue, Viedma, Rio Negro, Argentina. Conferência sobre o tema "O futuro da democracia”.



02 a 25 março 2000: Ciclo de seminários para o Curso de pós-graduação em “Sociologia e direito do risco”, realizados no:
- Centro Universitario Regional Zona Atlântica, Universidade Nacional de Comahue, Viedma, Rio Negro, Argentina.
- Faculdae de Direito e Ciências Sociais, Universidade Nacional de Comahue, General Roca, Rio Negro, Argentina.
- Centro Universitario Regional de Bariloche e Universidade Fasta, San Carlos de Bariloche, Rio Negro, Argentina.
17 .03. 2000: Centro Universitario Regional de Bariloche, Universidade Nacional de Comahue, Bariloche, Rio Negro, Argentina, conferência sobre o tema: “O futuro da democracia”.
20 a 22 março 2000: Faculdade de Direito e Ciências Sociais, Universidade Nacional de Comahue, General Roca, Rio Negro, Argentina, ciclo de seminários para o Curso de pós-graduação em Filosofia do Direito “Contingência e auto-fundação do direito” .
05 a 09 Junho 2000: Faculdade de Direito de Rondônia, Brasil, ciclo de lições de Teoria Geral do Direito para o curso de especialização em Direito Público.
Junho-Agosto 2000: Professor visitante na Universidade Wilhelms, Münster, Humboldt Stiftung, Alemanha.
10 a 12 Outubro 2000: Seminário internacional de Teoria Geral do Direito e Sociologia sobre “Contingência e auto-fundação do direito”, na Universidade de Lecce, em colaboração com a Universidade Nacional de Comahue, Argentina.
23 a 26 Outubro 2000: Universidade de Catânia, Faculdade de Direito e Faculdade de Ciências Políticas, ciclo de seminários sobre o tema “ teoria social e a representação da sociedade como sistema” para o curso de doutorado sobre “Perfis da cidadania na construção da Europa”.


9- LIVROS PUBLICADOS
- Scienza del diritto e legittimazione, Bari 1979, pp. 256. (Segunda edição Lecce, com poscriptum de 1998).
- Wahrheit und Legitimation im Recht. Ein Beitrag zur Neubegründung der Rechtstheorie, Berlin 1980, pp. 264.
- Materiali per una teoria sociologica del diritto, Bologna 1981, pp.270.
- Azione e imputazione: semantica e critica di un principio nel diritto penale, Lecce 1984, pp. 266.
- (com F. Galgano e R. Marra), Diritto Commerciale e Legislazione Sociale, Bologna, ed. Zanichelli, 1988, pp.336.
- (com F. Galgano, R. Marra e U. Perrucci), Diritto degli affari e del lavoro. Contabilità Pubblica, Bologna, ed. Zanichelli 1988, pp. 340.
- (com F. Galgano, L. D’Antonio, M. D’Antonio e R. Marra), Lineamenti di economia, di diritto e di legislazione sociale. Bologna, ed. Zanichelli 1988, pp. 360.
- (com G. U. Rescigno, R. Marra e F. Galgano), Elementi di diritto pubblico, Bologna, ed. Zanichelli 1991 (2a ed.), pp. 460.
- (com R. Marra), Manuale di diritto del lavoro e legislazione sociale, Bologna, ed. Zanichelli 1991 (2a ed.), pp. 250.
- (com a colaboração de A.Marinelli) Il disagio dell’inclusione, Lecce ed. Conte 1992, pp. 53.
- (com N.Luhmann), Teoria della società, Milano 1995 (8a ed.), pp.401.


  • Direito, Democracia e Risco. Vinculos com o futuro, Porto Alegre, Brasil 1998, pp. 263.




  • (com G. Corsi), Ridescrivere la questione meridionale, Lecce, 1999, pp.125.




  • (com P. Barcellona e S. Natoli ), Fine della storia e mondo come sistema. Tesi sulla post-modernità, Bari, 2003 (pp. 37-69: Il mondo come sistema complesso).




  • (Org.), Il diritto e la differenza. Scritti in onore di Alessandro Baratta, 2 Bde Lecce 2003 (Presentazione; pp. XIX-XXVI: Laudatio del Prof. Dr. A. Baratta; pp. 45-55: Il Dio con la barba e il Dio senza barba).



10 – ARTIGOS PUBLICADOS

- Zur Kritik der sogenannten marxistischen Rechtstheorie, “Kritische Justiz” 9 (1976) 3, pp. 271- 277.


- (con A. Baratta e P. Marconi), Il Positivismo e il Neopositivismo, in: La Filosofia del Diritto in Italia nel secolo XX, Milano 1977, pp. 21-57.
- Zur aktuellen Bedeutung des Abstraktionsbegriffes in der Rechtsauffassung des jungen Hegels, “Archiv für Rechts- und Sozialphilosophie” 66 (1980) 3, pp. 347-362.
- Per una fondazione sociologica della teoria del diritto, “Studi di Filosofia, politica e diritto” 2 (1980) 3, pp. 95-107.
- Ein Beitrag zur soziologischen Neubegründung der Rechtstheorie, “Archiv für Rechts- und Sozialphilosophie”, 67 (1981) 1, pp. 100-111.
- La critica di Kelsen alla teoria marxista del diritto. Riflessioni sulla involuzione realistica della scienza giuridica, “Problemi della Transizione” 10 (1982), pp. 49-64.
- La formazione del giurista, “Politica del diritto” , n.14 (1983) 1, pp.61-80.
- Perfezione, contratto e consistenza del decidere. Riflessioni per una sociologia della giustizia, “Quaderni Piacentini” 8 (1983), pp.25-47.
- L’economia dell’incertezza. Ordine e conflitto tra sistema politico e sistema giuridico, in: Stato di emergenza, a cura di A.Tarozzi, Milano 1983, pp. 69-87.
- Wer rettet Marx von Kelsen?, in: Rechtssystem und gesellschaftliche Basis bei Hans Kelsen, a cura di W.Krawietz-H.Schelsky, Berlin 1984, pp. 463-483.
- Systemtheoretische Überlegungen zur Rechtsprechung, in: Rechtsprechungs-lehre, a cura di N.Achterberg, Köln-Berlin 1984, pp. 587-602.
-Zur Rekonstruktion der italienischen Institutionslehre in systemtheorethischer Perspektive, XII Weltkongress des IVR, Athen 1986, Beiträge.
- Tempo sociale e futuro senza immagine. Riflessioni su alcuni problemi di una sociologia della gioventù, “Giovani-Realtà” (1986) 17/18, pp. 53-61.
- Autoreferenza, diritto e tempo, in: Teoria dei sistemi e razionalità sociale, a cura di E.M. Forni, Bologna pp. 94-100.
- Abstraktion versus Institution? Phaenomenologie und Geltungsgrund des Rechts in der Frühphilosophie Hegels, in: Formalismus und Phaenomenologie im Rechtsdenken der Gegenwart, a cura di O.Weinberger, Berlin 1987, pp. 95-105.
- L’autorappresentazione dei concetti di avanguardia e tradizione, in: Atti del Convegno “Riviste e tendenze della Nuova Letteratura”, Lecce 1987.
- Struttura dell’azione e funzione del diritto nel pensiero greco classico, Athene-Komotini, 1987.
- Technische Anforderungen an die Entwicklung der subjektiven Rechte, in: Latein America und Europa in Dialog, Münster sept. 1987.
- Vom Sinn subjektiver Rechte in der post-industriellen Gesellschaft, in: Politische Herrschaftsstrukturen und Neuer Konstitutionalismus – Iberoamerika und Europa in theorievergleichender Perspektive, hrsg.von W. Krawietz, E. Garzón Valdés, A. Squella, Rechtstheorie, Beiheft 13, o.J., p. 291-299
- Normative Ordnung und Interessenkonstellation, Memoria presentata alla Académie des Sciences Humaines, Bern 1987.
- Introduzione a: A. Marinelli, Struttura dell’ordine e funzione del diritto: Saggio su Parsons, Milano 1988, pp. 9-12.
- Università e sviluppo, in: I progetti strategici per il Mezzogiorno e lo sviluppo del Salento, “Quaderni dell’Istituto Riccardo Lombardi” - Lecce, a cura di G. Schiavone, Lecce 1989, pp. 78-88.
- Il rischio della comunicazione, in: Sognando la vita, a cura di G. Simone, Lecce 1990, pp.5-9.
- Introduzione all’edizione italiana di: Niklas Luhmann, La differenziazione del diritto, Bologna 1990, pp. 9-27.
- (con N. Luhmann) Progetto per la costituzione di un Centro di Studi sul Rischio, MS 1990.
- Semantica dell’idea di diritto soggettivo, in: “Storia dei concetti e semantica storica”, N.Auciello e R.Racinaro (org.), Nápoles 1990, pp. 119-130.
- Modelli giuridici dell’uguaglianza e dell’equità, “Sociologia del diritto” 18 (1991) 1, pp. 19-33; (republicado em “Disuguaglianza ed equità in Europa”, L. Gallino (org.), Roma-Bari, pp. 359-378.
- Riflessioni sulla semantica di razionalità ed esperienza giuridica, Relazione al II Congreso Internacional de Filosofia Juridica y Social, Buenos Aires, 28/X - 1/XI 1991, in: “Giustizia e conflitto sociale. In ricordo di Vincenzo Tomeo”, A. Giasanti (org.), Milano 1992, pp. 545-560.
- Introdução a Il sindacato possibile, R. De Giorgi, A.Marinelli, L. Di Viggiano (org.), Lecce 1991, pp.9-13.
-Gleichheit und Billigkeit im Rechtssystem, in: Rechtsnorm und Rechtswirklichkeit. Festschrift für Werner Krawietz zum 60. Geburtstag, Hrsg. von A. Aarnio et al., Berlin 1993, pp.335-347.
- El riesgo en la sociedad moderna, Fundación Omega Seguros, Buenos Aires 1993, pp. 9-20 anche in: Aportes, 1 (1994), pp. 50-60.
- Actualidad de la administration publica italiana, in: Aportes, 1 (1994), pp. 62-77.
- O risco na sociedade contemporânea, in: Seqüência 21 anos, 15 (1994) 28, pp. 45-54.
- Autovalori dell’esclusione, contributo al Convegno: “La dispersione scolastica”, Lecce, aprile 1995.
- Rischio, disagio, devianza. Riflessioni su un futuro che non può cominciare, in: “Atti del Convegno: Violenza dei minori e violenza sui minori”, Lecce giugno 1995.
- Problemas de la gobernabilidad democrática, Seminario Internacional: “Derecho, Democracia y Cultura Juridica al Fin de Siglo”, Buenos Aires 29-31 de marzo 1995.
- A pós-graduação em direito na Italia, IV seminário Nacional de Pesquisa e Pós- graduação em Direito, Belo Horizonte, 19-20 outubro 1995.
- Democracia, parlamento e opinião pública na sociedade contemporânea, Escola do Legislativo, Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, 20 outubro 1995.
- Estado y Derecho a finales del siglo, Coloquio Internacional de Filosofía del Derecho, Etica y Política, Unam, México.
- Democracia, Estado e Direito na Sociedade Contemporânea, Cadernos da Escola do Legislativo, Belo Horizonte 2 (4): 7-47, jul./dez. 195, Apresentação de J. Neunschwander Magalhães, Horizontes da Teoria dos Sistemas, pagg. 7-9.
- Público/Privado na Eficácia do Direito à Saúde, IV Seminário Internacional de Direito Sanitário, São Paulo, 12 a 14 de Junho de 1996.


  • Direito e Modernidade, III Encontro Internacional de Direito Alternativo, Forianópolis - SC, 16 a 19 outubro 1996.

  • Introdução a: Giancarlo Corsi, Sistemi che apprendono, Lecce, 1997, pp. 245.




  • Siglo XX: Aperturas y Exclusiones (1997). Na la “Revista Mexicana de Ciencias Políticas y Sociales” a cargo de la División de Estudios de Posgrado de La Facultad de Ciencias Políticas y Sociales de la UNAM, México.




  • Redes de la Inclusión, conferência no Colóquio Internacional: “Redes de la Inclusión: La Construcción Social de la Autoridad”, na Facultad de Ciencias Políticas y Sociales de la UNAM, México, agosto de 1997.




  • Riesgo, malestar, desviación. Reflexiones sobre la violencia y los menores (1997). Na Revista Ciencias Sociales, “Delito y Sociedad” 6(1997) 9/10, pp.85 - 97.




  • Stato e diritto alla fine del secolo, in: “Generazioni” (1997). Lecce, Italia, pp. 111-124.




  • Del Riesgo de la Inseguridad al Riesgo del Descontrol, en: “Política y Sindicato”, a cargo del Prof. José Luis Miranda. México. 1997.




  • Reference and Obstacle, Conferência no “International Symposium on Autopoiesis. Biology, Language, Cognition and Society”. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, Brasil, del 18 al 21 de Noviembre de 1997.




  • Referenza e ostacolo, in “Generazioni” (1998), Lecce, Italia, pp. 9-20.




  • Die Zukunft des Gedächtnisses, in: Rudolf Stichweh (ed.), Niklas Luhmann. Wirkungen eines Theoretikers, Bielefeld 1999, pp. 27-33.







  • Introdução a: V. Giannone, Società, giovani, scuola. Due anni di incursioni nella cronaca, Lecce, Italia, 2000.




  • Apresentaçao e ensaio conclusivo em Celso Fernandes Campilongo, O direito na sociedade complexa. São Paulo, Brasil 2000.




  • Apresentação e reflexões finais em Celso Fernandes Campilongo, Diritto Democrazia e Globalizzazione, Lecce 2000.




  • Introdução a Rosa Antico: indagine sulle donne anziane nel Salento, P.L. Di Viggiano (org.), Lecce 2001.




  • Introdução a: L. Cotesta, La cittadinanza europea, Napoli 2001, pp. 7-11




  • Gott mit Bart / Gott ohne Bart, in : Rechtshistorisches Journal 20 (2001), pp. 508-522




  • Apresentação à edição italiana in: Niklas Luhmann, La fiducia, Bologna 2002, pp. VII-XX




  • Heinz von Foerster (1911-2002): Eine Beobachtung, in: Rechtsgeschichte. Zeitschrift des Max-Planck-Instituts für europäische Rechtsgeschichte 2 (2003), pp. 161-167




  • Bedingungen der Beschreibung von Komplexität in der Weltgesellschaft, Bern 2003, 22 S. (no prelo)




  • Azione come artefatto,in: Sociologia del diritto 2003, 19 p. (no prelo)


11 – ENTREVISTAS E ARTIGOS EM JORNAIS E REVISTAS
23.09.93: “La Gazzetta del Mezzogiorno”, Lecce. “Também na província se pode fazer ciência’.
30.03.94: VCC televisão a cabo na Argentina, no programa: “A idéia do homem”, junto com Prof. Santos Colabella sobre: “Perspectivas políticas”.
30.03.94: “In Corsivo”, Revista de Lecce: “O alemão de Vernole”.
19.04.94: “La Gazzetta del Mezzogiorno”, Bari. “É obrigatório diferenciar-se para continuar na Europa”.

04.05.94: “In Corsivo”, Revista de Lecce: “Os homogeneizados”.
25.05.94: “In Corsivo”, Revista de Lecce: “Os uns e os trios”.
22.06.94: “Quotitidano”, Lecce. “Mas chegaremos antes ou vamos embora antes?”.
Outubro de 1994: “Diogene” , Revista de Cultura, Lecce. “O mal-estar da inclusão”.
30.11.94: “In Corsivo”, Revista de Lecce: “Meninos de rua”.
28.12.94: “In Corsivo”, Revista de Lecce: “A nova elite dos neo-vulgares”.
05.04.95: “In Corsivo”, Revista de Lecce. Comentários quando do recebimento do prêmio: “Il Corsivo 94”.
16.04.95: “O povo”, Fortaleza, Brasil: “O valor da cultura do risco”.
10.05.95: “Il Quotidiano”, Lecce: “O bom governo com a consciência infeliz”.

“Il Corsivo”, Revista de Lecce: “O futuro e o risco”.



Novembro de 1995: “Il Diogene”, Revista de Cultura, Lecce: “A leitura da diferença”.
06.11.95: “A notícia”, Florianópolis, Brasil: “O poço sem fundo das ideologias”.
09.11.95: “In Corsivo”, Revista de Lecce: “A Virgem de Campone”.
09.11.95: “Il Quotidiano”, Lecce: “Os novos débeis de uma cultura provinciana.”
19.04.95:“Il Quotidiano”, Lecce: “Os antigos, saudáveis valores e sua conversão criminal”

(a propósito da condenação de jovens pela “Associação Mafiosa”).

14.01.97: “Il Quotidiano”, Lecce: “Aqueles pactos sem futuro” (a propósito da imutablidade da situação política da Província de Lecce).
29.05.97: Diário “Imagen”, Zacatecas, México. “O poder precisa ter medo de si mesmo”.
13.06.97: Diário “El Independiente”, Hermosillo, Sonora, México. “Pode-se calcular racionalmente os riscos”.
15.06.97: Televisão de Sonora, México. “A violência e os Menores”.
01.07.97: Rádio UNAM, México. Pensar o século XX. “De Sarajevo a Sarajevo”.
12 - IDIOMAS ESTRANGEIROS.

Alemão, inglês, português, espanhol.


13 - LÍNGUAS CLÁSSICAS

Grego e latim.



Lecce, abril de 2001.






Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal