O desafio do Evangelismo / 15 As Multidões das Metrópoles / 25 Pequenas Povoações e Zonas Rurais / 45



Baixar 1.75 Mb.
Página1/50
Encontro06.05.2018
Tamanho1.75 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   50

Í
ndice



1 O Desafio do Evangelismo / 15

2 As Multidões das Metrópoles / 25

3 Pequenas Povoações e Zonas Rurais / 45

4 Planos Para a Campanha Pública / 53

5 Planejamento das Reuniões Evangelísticas / 93

6 Conferências Públicas / 119

7 A Mensagem e sua Apresentação / 168

8 Pregar as Verdades Características / 217

9 Firmar o Interesse / 279

10 Firmar e Conservar Novos Conversos / 334

11 A Obra nas Grandes Cidades Americanas / 384

12 Proclamar a Mensagem em Outros Continentes / 407

13 Trabalho Pessoal / 429

14 O Instrutor Bíblico / 456

15 O Evangelismo do Canto / 496

16 Evangelismo Médico / 513

17 Trabalho em Favor de Classes Especiais / 552

18 A Falsa Ciência, e os Falsos Cultos e Sociedades Secretas / 589

19 O Obreiro e Suas Habilitações / 628

20 A Mensagem Triunfante / 692
Livro

1

O Desafio do Evangelismo



Pág. 15

A Proclamação da Mensagem

A Comissão Evangélica

As últimas palavras de Cristo a Seus discípulos foram: "E eis que Eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos." Mat. 28:20. "Portanto, ide, ensinai todas as nações." Mat. 28:19. Ide aos mais afastados limites do globo habitável, e sabei que aonde quer que fordes Minha presença vos assistirá. ...

A nós, também, a comissão se dirige. Somos ordenados a ir como mensageiros de Cristo, para ensinar, instruir e persuadir homens e mulheres, apelando para que atentem para a Palavra de vida. Também nos é dada a certeza da constante presença de Jesus. Sejam quais forem as dificuldades com que nos tenhamos de defrontar, sejam quais forem as provações que tenhamos de suportar, sempre será para nós a misericordiosa promessa: "E eis que Eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos." Mat. 28:20. Manuscrito 24, 1903.

A Mensagem - Força Viva.

Na comissão dada aos discípulos, Cristo não somente lhes delineou a obra, mas deu-lhes a mensagem. Ensinai o povo, disse, "a guardar todas as coisas que Eu vos tenho mandado". Mat. 28:20. Os discípulos deviam ensinar o que Cristo ensinara. O que Ele falara, não só em pessoa, mas através de todos os profetas e mestres do Antigo Testamento, aí se inclui. É excluído o ensino humano. Não há lugar para a tradição, para as teorias e conclusões dos homens, nem para a legislação da igreja. Nenhuma das leis ordenadas por autoridade eclesiástica se acha incluída na comissão.

Pág. 16


Nenhuma dessas têm os servos de Cristo de ensinar. "A lei e os profetas" com a narração de Suas próprias palavras e atos, eis os tesouros confiados aos discípulos, para serem dados ao mundo. ...

O evangelho tem de ser apresentado, não como uma teoria sem vida, mas como força viva para transformar a vida. Deus deseja que os que recebem Sua graça sejam testemunhas do poder da mesma. O Desejado de Todas as Nações, pág. 826


A Igreja é Depositária da Mensagem

Estamos agora vivendo as cenas finais da história deste mundo. Tremam os homens com a noção da responsabilidade de conhecer a verdade. São chegadas as cenas finais do mundo. Os que considerarem devidamente estas coisas serão levados a fazer inteira consagração a seu Deus, de tudo quanto possuem e são. ...

Repousa sobre nós a pesada responsabilidade de advertir o mundo quanto ao juízo iminente. De todas as direções, de longe e de perto, ouvem-se os pedidos de auxílio. A igreja, inteiramente consagrada ao seu trabalho, deve levar a mensagem ao mundo: Vinde ao banquete do evangelho; a ceia está preparada, vinde. ... Coroas, imortais coroas há para serem ganhas. O reino dos Céus deve ser alcançado. Um mundo, a perecer no pecado, deve ser iluminado. A pérola perdida deve ser achada. A ovelha perdida deve ser conduzida de volta, em segurança, para o curral. Quem se unirá aos que vão buscá-la? Quem erguerá a luz aos que tateiam nas trevas do erro? Review and Herald, 23 de julho de 1895.

A Crise Atual

Devemos sentir agora a nossa responsabilidade de trabalhar com intenso ardor, a fim de comunicar a outros as verdades que Deus nos tem revelado para o tempo atual. Não podemos ser demasiado diligentes. ...

Agora é o tempo de proclamar a última advertência. Uma virtude especial acompanha presentemente a proclamação desta mensagem; mas por quanto tempo? - Só por um pouco

Pág. 17

de tempo ainda. Se jamais houve uma crise, essa crise é justamente agora.



Todos estão decidindo agora o seu perpétuo destino. Os homens precisam ser despertados a fim de reconhecer a solenidade do momento, e a proximidade do dia em que terá terminado a graça. Esforços decisivos têm de ser feitos, a fim de apresentar esta mensagem ao povo de modo notável. O terceiro anjo deverá avançar com grande poder. Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 371

O Evangelismo - Nosso Verdadeiro Trabalho

A obra evangelística, de abrir as Escrituras aos outros, advertindo homens e mulheres daquilo que está para vir ao mundo, deve ocupar, mais e mais, o tempo dos servos de Deus. Review and Herald, 2 de agosto de 1906.

A Mensagem com Rapidez

Como povo, grandemente precisamos humilhar o coração perante Deus, rogando-Lhe o perdão pela nossa negligência no cumprimento da comissão evangélica. Estabelecemos grandes centros em alguns poucos lugares, deixando por trabalhar muitas cidades importantes. Assumamos agora o trabalho que nos é designado, e proclamemos a mensagem que há de despertar homens e mulheres, levando-os a reconhecer seu perigo. Se cada adventista do sétimo dia houvesse feito o trabalho que lhe foi confiado, o número de crentes seria hoje muito maior do que é. Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 293.

O Chamado Para um Trabalho Fervoroso

Se nossos pastores considerassem quão brevemente os habitantes do mundo serão congregados diante do trono do juízo de Deus, a fim de responder pelos atos praticados no corpo, com que fervor não trabalhariam eles juntamente com Deus, no sentido de apresentar a verdade! Quão ardentemente não se esforçariam a guiar os homens a aceitarem a verdade! Quão incansavelmente não trabalhariam para desenvolver a causa de Deus no mundo, proclamando, por palavras e atos, que "já

Pág. 18


está próximo o fim de todas as coisas". I Ped. 4:7. Carta 43, 1902.

Em Meio à Confusão dos Últimos Dias

As palavras de Jesus Cristo se dirigem a nós que vivemos nos últimos momentos da história da Terra. "Ora, quando essas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai a vossa cabeça, porque a vossa redenção está próxima." Luc. 21:28. As nações estão em desassossego. Tempos de perplexidade estão iminentes. As ondas do mar bramam; o coração dos homens desfalece de temor na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; mas os que crerem no Filho de Deus ouvirão Sua voz no meio da tempestade, dizendo-lhes: "Sou Eu; não temais." ... Mat. 14:27. Vemos o mundo jazendo na maldade e apostasia. A rebelião contra os mandamentos de Deus parece quase universal. Em meio ao tumulto da agitação e confusão em todas as partes, há uma obra a ser feita no mundo. Manuscrito 44, 1900.

Erguer o Estandarte em Lugares Entenebrecidos

Os exércitos de Satanás são muitos, e o povo de Deus deve espalhar-se por todo o mundo, erguendo o estandarte da verdade nos lugares entenebrecidos da Terra e fazendo tudo quanto for possível para destruir o reino do demônio. Carta 91, 1900.

A Maior e Mais Elevada Obra.

O Senhor determinou que a proclamação desta mensagem fosse a maior e mais importante obra no mundo, para o presente tempo. Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 365.

Desenvolvimento Mais Rápido

Neste país e em terras estrangeiras a causa da presente verdade deve ter mais rápido desenvolvimento do que tem tido até agora. Se nosso povo sair com fé, fazendo tudo quanto puder para dar início, trabalhando à maneira de Cristo, o caminho será aberto diante dele. Se ele demonstrar ter a energia que é necessária, a fim de obter êxito, e a fé avança sem hesitação, em obediência

Pág. 19


à ordem de Deus, ricas colheitas serão obtidas. Deve avançar tanto e tão rapidamente quanto possível, com a determinação de fazer justamente aquilo que o Senhor disse deveria ser feito. Precisa ter energia e fé inflexível, ardente. ... O mundo tem que ouvir a mensagem de advertência. Manuscrito 162, 1905.

A Sempre Crescente Influência do Evangelho

Ao Redor da Terra

Por todas as partes a luz da verdade deve brilhar, para que os corações que agora dormem o sono da ignorância possam ser acordados e convertidos. Em todos os países e cidades o evangelho deve ser proclamado. ...

Igrejas devem ser organizadas e planos formulados para o trabalho que se realizará pelos membros das recém-organizadas igrejas. Esta obra missionária do evangelho precisa manter-se atingindo e anexando novos territórios, ampliando as porções cultivadas da vinha. O círculo deve ser estendido até que rodeie o mundo. Carta 86, 1902.

Norte, Sul, Leste e Oeste

De vila em vila, de cidade em cidade, de país em país, a mensagem de advertência deve ser proclamada, não com ostentação exterior mas no poder do Espírito, por homens de fé.

E é necessário que lhe dediquemos o melhor trabalho. Chegou o tempo, o importante tempo em que, mediante os mensageiros de Deus, o pergaminho se desenrola perante o mundo. A verdade contida nas mensagens do primeiro, segundo e terceiro anjos precisa ser proclamada a toda nação, tribo, língua e povo; deve iluminar as trevas de todo continente e estender-se até as ilhas do mar. ...

Deve haver os mais sábios planos para o bom êxito do trabalho. Decididos esforços devem ser feitos a fim de serem abertos novos territórios no norte, no sul, no oriente e no ocidente. ...

Pág. 20


O fato de que a apresentação da verdade tem sido, por tanto tempo, negligenciada, deve tocar o coração de nossos pastores e obreiros, para que entrem nesses territórios e não abandonem o trabalho antes de terem proclamado com clareza a mensagem. Manuscrito 11, 1908.

Jamais Impedida por Barreiras ou Obstáculos

A verdade, passando de largo aqueles que a desprezam e rejeitam, triunfará. Conquanto às vezes pareça haver retardado, seu progresso nunca foi impedido. Quando a mensagem de Deus se defronta com a oposição, Ele lhe concede força adicional, para que ela exerça maior influência. Dotada de energia divina, abrirá caminho através das mais fortes barreiras e triunfará sobre todos os obstáculos. Atos dos Apóstolos, pág. 601.

Obra de Grande Valor

A obra que o evangelho abrange, como trabalho missionário, é obra positiva, é de grande valor e brilhará mais e mais até ser dia perfeito. Carta 215b, 1899.

Influência que se Aprofunda e se Alarga

A influência destas mensagens se tem aprofundado e alargado, pondo em movimento as forças impelentes de milhares de corações, trazendo à existência instituições de ensino, casas publicadoras, bem como casas de saúde; e todas estas são instrumentos nas mãos de Deus, para a cooperação na grande obra representada pelos primeiro, segundo e terceiro anjos voando pelo meio do céu, a fim de advertirem os habitantes do mundo de que Cristo está para vir de novo, com poder e grande glória. Review and Herald, 6 de dezembro de 1892.

Proclamação da Mensagem em Novos Territórios

Temos a mais solene e difícil mensagem para proclamar ao mundo. Mas demasiado tempo se tem dedicado aos que já conhecem a verdade. Em lugar de gastar tempo com aqueles

Pág. 21


que já têm tido muitas oportunidades de conhecer a verdade, ide ao povo que nunca ouviu vossa mensagem. Celebrai vossas reuniões campais em cidades em que a verdade não foi proclamada. Alguns assistirão às reuniões e aceitarão a mensagem. Carta 87, 1896.

Os Lugares Novos São os Melhores

Os lugares em que a verdade nunca foi proclamada são os melhores para trabalhar. A verdade deve tomar posse da vontade daqueles que nunca antes a ouviram. Eles verão a maldade do pecado, e seu arrependimento será completo e sincero. O Senhor atuará nos corações que, no passado, poucas vezes receberam apelos, corações que antigamente não haviam visto a enormidade do pecado. Carta 106, 1903.

Se a Verdade Fosse Proclamada Intensivamente

Cidades e mais cidades me foram apresentadas, em necessidade de trabalho evangelístico. Se tivesse havido diligente esforço na obra de tornar a verdade para este tempo conhecida, nas cidades que não estão advertidas, elas não estariam agora impenitentes como se encontram. Da luz que me foi concedida, sei que poderíamos ter hoje milhares mais se regozijando na verdade, se o trabalho tivesse sido realizado conforme exige a situação, de muitas maneiras intensivas. Carta 94a, 1909.

A Necessidade de Obreiros Evangelísticos

A Seara é Grande

A solene e sagrada mensagem de advertência precisa ser proclamada nos campos mais difíceis, e nas cidades mais pecaminosas, em todos os lugares onde

Pág. 22

a luz da grande tríplice mensagem não tem ainda raiado. Cada pessoa deve ouvir o último convite para as bodas do Cordeiro. ...



Países até agora fechados ao evangelho estão abrindo as portas e suplicando que se lhes explique a Palavra de Deus. Reis e príncipes estão abrindo portas longamente cerradas, convidando os arautos da cruz para entrar. A seara é na verdade grande. Somente a eternidade há de revelar os resultados dos bem dirigidos esforços agora feitos. Obreiros Evangélicos, pág. 27

Embaixadores de Cristo

Ministros de Deus, com o coração ardendo de amor para com Cristo e vossos semelhantes, buscai despertar os que se acham mortos em ofensas e pecados. Que vossos mais ferventes rogos e advertências lhes penetrem a consciência. Que vossas fervorosas orações lhes enterneçam o coração, levando-os em arrependimento ao Salvador. Vós sois embaixadores de Cristo, para proclamar Sua mensagem de salvação. Obreiros Evangélicos, pág. 35.

Cem Obreiros Onde Há Agora um

O tempo é curto. Em toda parte há necessidade de obreiros para Cristo. Deveria haver cem trabalhadores diligentes e fiéis nos campos missionários nacionais e estrangeiros onde agora há só um. Os caminhos e atalhos ainda não foram trabalhados. Urgentes incentivos devem ser apresentados aos que deviam estar agora empenhados em trabalho missionário para o Mestre. Fundamentos da Educação Cristã, pág. 488.

Sábia Distribuição de Homens

Para a realização de tudo quanto Deus requer para advertir as cidades, Seus servos devem planejar uma sábia distribuição das forças em atividade. Freqüentemente os obreiros que poderiam fazer muito bem em conferências públicas ficam ocupados com outros trabalhos, não lhes restando tempo para se dedicarem ao ministério ativo entre o povo. Para a realização dos trabalhos nos vários centros da nossa obra, os que se acham com a responsabilidade deve empenhar-se, tanto quanto possível, em

Pág. 23


encontrar homens consagrados, que tenham sido treinados em ramos comerciais. Existe a constante necessidade de lutar contra a tendência de prender, nestes centros de influência, homens que podiam fazer melhor e mais importante trabalho do púlpito, apresentando aos descrentes as verdades da Palavra de Deus. Review and Herald, 7 de abril de 1910.

A Mais Alta Vocação

Não se deve fazer pouco caso do evangelismo. Nenhum empreendimento deve ser levado a efeito de maneira que faça com que o ministério da Palavra seja considerado como coisa inferior. Não é assim. Os que menosprezam o ministério, estão menosprezando Cristo. A mais elevada de todas as obras é a do ministério, em suas várias atividades, e deve ser mantido perante os jovens o fato de que não existe trabalho mais abençoado por Deus do que o do ministro evangélico.

Não permitamos que nossos jovens sejam dissuadidos de entrar no ministério. Há perigo de que, mediante vívidas representações, alguns sejam afastados do caminho que Deus ordenou que palmilhassem. Alguns têm sido animados a fazerem um curso em ramos médicos, os quais deviam estar se preparando para entrar no ministério. Testimonies, vol. 6, pág. 411.

Os Jovens Substituem os Porta-Estandartes

Os porta-estandartes estão sucumbindo, e os jovens devem preparar-se para tomar os lugares vagos, para que a mensagem possa ser ainda proclamada. A luta ativa tem de ser estendida. Aos que são jovens e têm forças cumpre ir aos lugares entenebrecidos da Terra, a chamar ao arrependimento almas moribundas. Obreiros Evangélicos, pág. 104.

Rapidez no Preparo Para o Trabalho

Nossas escolas foram estabelecidas pelo Senhor, e se forem conduzidas em harmonia com Seu propósito, a juventude a elas enviada será rapidamente preparada para se ocupar em vários ramos da obra missionária. Alguns se prepararão para ir para os

Pág. 24

campos missionários como enfermeiros, outros como colportores, outros como evangelistas, alguns como professores, e outros como ministros evangélicos. Carta 113, 1903.



Ensinar a Fazer Trabalho Evangelístico

O Senhor chama os que estão trabalhando em nossos hospitais, casas publicadoras e escolas, para ensinarem a juventude a fazer trabalho evangelístico. Nosso tempo e nossas energias não devem ser tão grandemente empregados em estabelecer hospitais, mercearias e restaurantes, de modo que as outras atividades da obra sejam negligenciadas. Rapazes e moças que deviam estar empenhados no ministério, na obra bíblica e na colportagem, não devem ficar presos aos trabalhos mecânicos. Review and Herald, 16 de maio de 1912.

O Chamado a Jovens Vigorosos

Onde estão os homens que sairão ao trabalho, confiando inteiramente em Deus, prontos a agir e a enfrentar as situações? Deus convida: "Filho, vai trabalhar hoje na Minha vinha." Mat. 21:28. Deus fará dos jovens de hoje escolhidos depositários do Céu, a fim de que apresentem ao povo a verdade, em contraste com o erro e a superstição, se eles se entregarem a Ele. Que Deus ponha a responsabilidade sobre jovens vigorosos, que tenham a Sua Palavra no coração e que apresentem a verdade aos outros. Manuscrito 134, 1898.

Homens que não Recuam

Deus chama consagrados obreiros que Lhe sejam leais - homens humildes, que vejam a necessidade da obra evangelística e que não recuem, mas diariamente trabalhem com fidelidade, confiando em Deus quanto ao auxílio e a força em qualquer emergência. A mensagem tem que ser apresentada pelos que amam e temem a Deus. Não transfirais vossa responsabilidade para nenhuma Associação. Ide e, como evangelistas, com humildade apresentai um "Assim dizem as Escrituras". Carta 43, 1905.

2

As Multidões das Metrópoles



Pág. 25

À Sombra da Iminente Condenação

Milhões nas Cidades Têm que Tomar a Decisão

As trevas espirituais, que cobrem agora a Terra toda, acham-se intensificadas nos lugares de população densa. É nas cidades das nações onde o obreiro evangélico encontra a maior impenitência e a necessidade mais premente. ...

O registro dos crimes e da iniqüidade, nas grandes cidades da Terra, é apavorante. A iniqüidade dos ímpios é quase incompreensível. Muitas cidades estão-se tornando verdadeiras Sodomas à vista do Céu. O aumento da iniqüidade é tal, que multidões se aproximam rapidamente de uma condição em que, em sua experiência pessoal, ficam de tal maneira que é muito difícil alcançá-las com o vivificante conhecimento da mensagem do terceiro anjo. O inimigo das almas está operando com maestria a fim de controlar a mente humana; e o que os servos de Deus fizerem, no sentido de advertir e preparar os homens para o dia do juízo, deve ser feito com rapidez.

As condições com que se defrontam os obreiros cristãos, nas grandes cidades, constituem um solene desafio para um incansável esforço em favor dos milhões que vivem sob a sombra iminente da condenação. Os homens logo serão obrigados a tomar grandes decisões, e devem ter oportunidade de ouvir e compreender a verdade bíblica, a fim de que se decidam inteligentemente para o lado do bem. Deus está agora chamando Seus mensageiros, de modo positivo para que

Pág. 26

advirtam as cidades, enquanto a misericórdia ainda perdura e enquanto multidões ainda se acham suscetíveis à transformadora influência das verdades da Bíblia. Review and Herald, 7 de abril de 1910.



Na "Marcha Para a Morte"

Satanás está ativamente em operação em nossas cidades populosas. Sua obra é observada na confusão, na luta e discórdia entre o capital e o trabalho, bem como na hipocrisia que penetrou nas igrejas. Para que os homens não tenham tempo para meditação, Satanás os leva para uma rotina de frivolidades e busca de prazeres, de comidas e bebidas. Enche-os da ambição de se exibirem, para que se exaltem. Passo a passo, o mundo está ficando nas condições que reinavam nos dias de Noé. Todo imaginável crime é cometido. A concupiscência da carne, a soberba dos olhos, a ostentação do egoísmo, o abuso do poder, a crueldade e a força empregados para fazer com que os homens se liguem às confederações e sindicatos - atando-se a si mesmos em molhos para a queima dos grandes fogos dos últimos dias - tudo isso é operação de instrumentos satânicos. A este círculo de crime e de loucura o homem chama "vida". ...

O mundo que age como se não houvesse Deus, absorto em empreendimentos egoístas, cedo sofrerá repentina destruição, e não escapará. Muitos continuam na descuidada satisfação própria, até que se tornam tão cansados da vida, que se suicidam. Danças, bebedices e o vício de fumar, a satisfação das paixões sensuais, levam os homens como bois para o matadouro. Satanás opera com toda a sua arte e com seus enganos, para manter os homens marchando, como cegos, para a frente, até que o Senhor Se erga de Seu lugar, para castigar os habitantes da Terra, por causa de suas iniqüidades, quando a Terra exporá seu sangue e não mais enterrará os seus mortos. O mundo inteiro parece estar em marcha para a morte. Manuscrito 139, 1903.

Pág. 27


Planos Ambiciosos

Homens e mulheres, residentes nestas cidades, estão rapidamente ficando mais e mais enlaçados por seus interesses comerciais. Estão agindo, desesperadamente, no sentido de edificar prédios cujas torres se projetem às alturas do céu. Sua mente está cheia de armações e planos ambiciosos. Manuscrito 154, 1902.

Se as Advertências dos Céus Forem Desatendidas

Tenho ordem de declarar a mensagem, dizendo que as cidades onde reina a transgressão, extremamente pecadoras, serão destruídas por terremotos, pelo fogo e por dilúvio. Todo o mundo será advertido de que existe um Deus que demonstrará Sua autoridade divina. Seus invisíveis instrumentos ocasionarão destruição, devastação e morte. Todas as riquezas acumuladas serão como nada. ...

Sobrevirão calamidades - calamidades as mais terríveis, totalmente imprevistas; e estas destruições seguir-se-ão umas às outras. Se atentarem para as advertências que Deus tem feito, e se as igrejas se arrependerem, apegando-se de novo ao seu concerto, então outras cidades podem ser poupadas por algum tempo. Mas se os homens que têm sido enganados continuarem no mesmo caminho em que têm estado a andar, desrespeitando a lei de Deus e apresentando falsidades diante do povo, Deus permitirá que sofram calamidades, para que despertem. ...

O Senhor não rejeitará repentinamente todos os transgressores, nem destruirá nações inteiras; mas Ele castigará cidades e lugares onde os homens se houverem entregado inteiramente aos instrumentos satânicos. As cidades das nações serão tratadas rigorosamente; contudo, não serão castigadas com a extrema indignação de Deus, porque algumas almas ainda se despregarão dos enganos do inimigo, arrepender-se-ão e se converterão, ao passo que as massas estarão entesourando ira para o dia do furor. Manuscrito 35, 1906.



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   50


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal