O pastor Evangelista



Baixar 376.07 Kb.
Página7/7
Encontro05.12.2017
Tamanho376.07 Kb.
1   2   3   4   5   6   7

Juiz: Com a palavra o advogado de defesa.

Advogado de defesa: Meretíssimo juiz. Digno representante do Ministério Público, senhores jurados. A douta promotoria acaba de pedir a condenação do meu constituinte, o ilustríssimo Sr. Cigarro e o faz sem nenhuma prova concreta, documentada.

Ora, senhores jurados, não se condena ninguém sem as necessárias provas. Onde está o crime de meu constituinte, Sr. Cigarro? Dizer que ele só tem causado mal a humanidade? Como? Onde está o corpo de delito?



Não, meus senhores, não se deve condenar o Sr. Cigarro sem provas. Aqui estou como seu defensor, e em sua defesa apresento os seguintes pontos:

  • O Sr. Cigarro é um calmante para os nervos. O quando surge um problema, acende-se um cigarro e pronto. Tudo se resolve.

  • O Sr. Cigarro dá certo toque de elegância ao homem, principalmente num ambiente social. E na mulher é prova de charme. É andar segundo a moda. Por que privar as senhoritas e senhoras desse toque de elegância que o cigarro lhes concede?

  • O Sr. Cigarro conserva a forma plástica do corpo humano, impedindo a obesidade. Ele emagrece.

  • O Sr. Cigarro, para ser feito, emprega milhares de trabalhadores nas indústrias que o processam, o fumo na sua manufatura. Pensem nos ,muitos lavradores que desempregados, se o Sr. Cigarro for condenado.

  • O Sr. Cigarro paga impostos e enriquece o pais. Portanto, não vejo nenhum crime que se possa imputar ao meu constituinte. Peço pois a absolvição integral para o acusado presente, o Sr. Cigarro.

Promotor: Peço a palavra meritíssimo, para a réplica da acusação.

Juiz: Concedida a palavra para a réplica.

Promotor: Muito obrigado, meritíssimo. Distintos jurados. O Sr. Advogado de defesa procurou, mediante sua habilidade, impressionar a todos, apresentando alguns argumentos que na verdade não passam de sofismas, falsas racionalizações acerca do réu. E nos desafiou a apresentarmos as provas que impõem sua condenação. Pois bem. Antes disso, vamos destruir as falsas alegações do ilustre advogado de defesa. E façamo-lo por partes.

  • Dizer que o Sr. Cigarro é um calmante para os nervos representa o maior engano. Pois se isso ocorre aparentemente é porque o organismo humano já foi “dopado”, já se está saturado do veneno da nicotina, e é esse veneno que concede um pouco de calma ao preço de umas tragadas de fumaça impregnadas de outros elementos ainda mais nocivos. Ora , eliminando-se tais venenos, enxotando-se, a nicotina e os outros elementos nocivos do organismo, volta ele à sua função normal. Fica livre da dopagem, fica livre da ação nefasta do veneno, e então o homem ou amulher que eram escravos deste miserável tubinho branco, desse arruinador da saúde, desse tirano, passam a viver plenamente, vejam bem, PLENAMENTE,com naturalidade, sem dopagem, sem o artificialismo, sem nada. É a vida, na sua naturalidade, que oferece bem estar, prazer legítimo, felicidade ...

Longe de resolver os problemas o cigarro embota o cérebro, dificulta os reflexos e traz prejuízos incalculáveis, e isso tudo foi apurado pela infalível Sr. Ciência. Ninguém desmentir essa abalizada e estudiosa madame. Não será um réu desmoralizado, esfarrapado e poluidor do ar que desmentirá a Dona ciência. Portanto o Sr. Cigarro deve e precisa ser condenado.

  • Toque de elegância? Muito bem. Se alguém prefere um toque de elegância a troco de um câncer pulmonar, de um enfisema, de uma úlcera estomacal, uma trombose coronária, um infarte do miocárdio, etc., que fique com tal “toque de elegância”. Mas não durará muito tempo, pois o Sr. Cigarro se encarregará do envelhecimento prematuro de sua vítima. Elegância aliada a morte não é elegância. É estupidez. Portanto, eis mais um motivo para que o Sr. Cigarro seja condenado.

  • Dizer que o Sr. Cigarro conserva as formas do corpo, é um falso raciocínio. De fato, quem abandona o réu, aprecia mais os alimentos. Mas para evitar a obesidade há os regimes apropriados, basta abster-se de muita gordura, de doces de amidos e fazer um pouco de exercícios todos os dias. Ver-se-á, então, que livre do nefasto criminoso, o Sr. Cigarro, a pessoa não engordará e VIVERÁ PLENAMENTE, cheia de felicidade. Quem se liberta de uma escravidão é feliz! Portanto, o Sr. Cigarro não pode ter outro veredicto: precisa ser condenado.

  • Nós cremos no futuro do Brasil, apesar das dificuldades presentes, ele irá manter seu ritmo de desenvolvimento provendo muitas industrias de utilidade para o povo; estas haverão de empregar muitos trabalhadores. As industrias de cigarro representam pequena parcela de nosso parque manufatureiro. Abolindo-se o cigarro, pouco prejuízo isso representará em emprego e mão-de-obra no país. Não é argumento válido, portanto. E as áreas cultivadas com fumo poderão, vantajosamente, produzir vegetais ricos em proteínas de que tanto carece a humanidade. O excesso de nossa produção agrícola seria facilmente exportado. Tanto a lavoura como a indústria seriam capazes de absorver convenientemente a mão-de-obra dispensada do fabrico do cigarro, e que confirma a necessidade de que o réu seja condenada.

  • Sobre os impostos, diríamos que a pinga também paga imposto. Seria razoável dizer que devemos todos embriagar sempre, para ajudar o Brasil? Não e não! Esse aumento também se torna nulo. Ademais, sabe-se que as elevadas despesas hospitalares, para o tratamento de cancerosos, vítimas do cigarro, em muito superam os lucros obtidos com a venda desse veneno. Logo, nada há que justifique a absolvição do Sr. Cigarro. Seja, pois, condenado.

As sutis armas com que o cigarro realiza sua obra destrutiva podem não ser visíveis à primeira vista. Mas informações fidedignas do testemunho da Medicina indicam que o Sr. Cigarro mata TRÊS em DEZ de seus utilizadores com câncer do pulmão. O Sr. Cigarro mata DEZ VEZES mais pessoa por moléstias cardiovasculares do que os que não se submetem à sua tirania. Além de fazer elevado contingente de escravos, o Sr. Cigarro mata-os ao cabo de muitos anos por uma incrível quantidade de doenças. Só nos EUA, morreram há alguns anos TREZENTAS MIL PESSOAS vitimadas por esse assasino, segundo relatórios indesmentíveis da Sociedade Anticancerígena daquela nação. Ele portanto mata. É um assassino costumaz. Como deixá-lo impune? Lugar de assassino é na forca. Portanto, apelo ao elevado senso de justiça dos ilustres senhores jurados no sentido de condenarem a forca o réu.

Juiz: consulto aos senhores jurados. Os que votam pela condenação do réu manifestem-se pelo levantar da mão direita. ( logo o auditório ergue a mão ).

Juiz: Consulto aos

( o carrasco executa incontinenti o criminoso )




COMO ALCANÇAR OS CATÓLICOS ROMANOS

Esta grande igreja cristã, enquanto monolítica em sua organização e

universalmente consistente em sua doutrina, apresenta uma considerável variedade em sua prática de religião. Os católicos da América do Norte têm diferentes pontos de vista em vários assuntos dos católicos da América do Sul. Os católicos da Holanda divergem em alguns pontos até mesmo do Papa.

Os católicos das Filipinas são mais relapsos em sua religião do que os da Espanha.

Em muitas de suas doutrinas, os católicos são semelhantes às principais

igrejas protestantes. Isto, naturalmente, porque o protestantismo é originado, direta ou indiretamente da fé católica.

O principal fator que faz com que os católicos sejam comparativamente

difíceis de alcançar é a fé que têm na Igreja Católica como única verdadeira, e que todas as demais são heréticas, sendo pecado frequentar igrejas protestantes. O primeiro esforço do evangelista será quebrar esta parede.

O evangelista que procura ganhar católicos precisa encontrá-los onde

eles estão. Ele precisa buscar um terreno comum. Sua fé nunca deve ser atacada ou ridicularizada, nem seus líderes difamados.

A preparação do território para uma campanha evangelística em áreas

católicas começa com no mínimo 2 meses de antecedência. Antes da data programada para abertura, os membros da igreja visitam milhares de pessoas em seus lares para realizarem uma pesquisa sobre temas que poderiam ser apresentados. Nomes são anotados, e quando as reuniões começam, estas pessoas recebem convites.

A campanha não é rotulada como “evangelística”, nem o orador se

identifica como evangelista. Nada deveria ser dito na propaganda pública ou pelos membros da igreja, que pudesse criar preconceito. Ao invés, as reuniões são identificadas como “seminários” ou “programa”.

Católicos são moralistas; eles valorizam o lar e as crianças. “O segredo

de um lar feliz” pode servir como um bom tema de abertura para as palestras. Na primeira palestra, o orador e apresentado por alguém da comunidade. Nenhuma oração é oferecida; não há musica religiosa e nenhuma referência à religião.

Nesta aproximação, o orador constrói a imagem de homem de

integridade e responsabilidade. Ele dá às pessoas uma mensagem positiva e estimula seu apetite para ouvir mais no dia seguinte. Ele estabelece confiança em si mesmo como orador.

A série de palestra segue a mesma linha, estabelecendo confiança e

interesse. Problemas da delinqüência juvenil, alcoolismo, saúde mental, stress e outros temas de interesse comum são desenvolvidos. Breve o orador apresenta a Bíblia, sempre tratando-a de Santa Bíblia ou Sagradas Escrituras.

É agradável ao católico ouvir sua terminologia familiar. Em suas

palestras, faça referências à Bendita Virgem Maria. Semelhantemente, é próprio usar o prefixo “santo” ao referir-se a qualquer escritor do Novo Testamento.

A audiência irá em breve reconhecer a natureza religiosa destas

palestras, mas como eles não são convidados a unir-se a nenhuma forma de culto, eles não se importarão. Depois de uma ou duas semanas, solos ou músicas religiosas podem ser usadas. Após pregar sobre a oração, cada reunião pode ser iniciada com uma oração __ use a oração do Pai Nosso.

O orador deverá evitar qualquer referência à Igreja Católica. Mesmo

se tiver boas intenções, ele poderá ser mal interpretado. Se for necessário citá-la, diga simplesmente: “A Igreja”.

Numa reunião menor de classe batismal, o evangelista

poderá apresentar alguns temas difíceis de apresentar em grandes reuniões. Isto poderá incluir a Besta e sua imagem. Campanhas evangelísticas para católicos podem variar entre dois a três meses, onde muita ênfase é colocada no trabalho pessoal. Em algumas grandes campanhas, os obreiros podem visitar cerca de 150 famílias católicas por semana, onde entregam literatura com figuras, encorajando-as a ler e estudar por eles mesmos.

Os católicos têm uma firme fé em Deus e em Seu Filho Jesus Cristo.

Eles também reconhecem a obra do Espírito Santo. Crêem na existência do Diabo e no ministério dos anjos. Em adição, muitos católicos têm um conceito de autoridade e obediência, que os prepara para submissão à vontade de Deus em guardar os Seus Dez Mandamentos. Em geral, um bom católico torna-se um bom adventista.



FORMULÁRIOS



MODELO DE CONVITE TELEFÔNICO

Bom dia, Sr(a) ________________________. Sou _________________do Programa Vida Total, a respeito de uma extraordinária conferência que vai ser pronunciada no ____________________________às __________horas. Estou certo de que você já leu isto em faixas, convites ou tenha ouvido pelo rádio. Você e sua família estão cordialmente convidados. A entrada é gratuita. Você ficará encantado(a) com os filmes, programas infantis, e sobretudo a linda música especial.


O endereço é _________________________, às ______h.

Irei aguardá-lo(a). Muito obrigado.







COMPROMISSO DE ORAÇÃO E OPERAÇÃO ANDRÉ
Orarei e trabalharei para trazer as seguintes famílias e amigos a Cristo.


  1. Esposo ( ) Esposa ( )

Nome: _________________________________________________

Endereço: ______________________________________________




  1. Filhos e inconversos

Nome: _________________________________________________

Endereço: _______________________________________________


3. Ex - adventistas

Nome: __________________________________________________

Endereço: ________________________________________________

Nome: __________________________________________________

Endereço: ________________________________________________

Nome: __________________________________________________

Endereço: ________________________________________________


  1. Amigos e vizinhos.

Nome: __________________________________________________

Endereço: ________________________________________________

Nome: __________________________________________________

Endereço: ________________________________________________

Nome: __________________________________________________

Endereço: ________________________________________________


Ficha preenchida por:

Nome: __________________________________________________

Endereço: ________________________________________________




RELAÇÃO DE INTERESSADOS


  1. Durante a campanha evangelística Saúde Total, nós desejamos visitar os seguintes tipos de pessoas:

  • Pessoas afastadas da Igreja ou apostatados;

  • Interessados;

  • Pessoas com as quais já trabalhou ou receberam cursos - não apenas contatos casuais.

  1. Favor preencher e devolver-nos.

Nome a ser visitado: ____________________________________________________Idade___

Endereço completo: ____________________________________________________________

Ocupação: ____________________________ Melhor horário para encontrá-lo em casa: _____
Se é apostatado da Igreja:
Quanto tempo se afastou? ___________________________________________________________

Por quê? _________________________________________________________________________

Presente atitude? __________________________________________________________________

Por quanto tempo foi membro? _______________________________________________________


Se é interessado:
Quanto tempo tem sido interessado? ____________________________________________________

Como se tornou interessado? __________________________________________________________

Que cursos bíblicos recebeu? __________________________________________________________


  1. Favor preencher o seu próprio nome e endereço

Nome: ____________________________________________________________________________

Endereço: __________________________________________________________________________

Relacionamento com a pessoa acima: ____________________________________________________



ACEITAÇÃO AO CHAMADO
Agradeço ao Senhor por minha salvação e pela felicidade que inunda meu coração, e consciente de que vivemos nos últimos dias da história deste mundo, e sentindo a urgência de terminar a pregação do Evangelho; decido participar em Sua obra e “confirmo hoje, minha decisão de unir-me, pela Graça de Deus e o poder de Seu Santo Espírito, ao exército de obreiros que participarão ativamente da campanha evangelística. _________________________________________________________

Dedico os meus talentos para realizar as seguintes atividades: Sugerimos selecionar até três atividades.




  1. ( ) Pregador.

  2. ( ) Instrutor Bíblico.

  3. ( ) Instrutor Bíblico Escola Rádio Postal.

  4. ( ) Evangelismo Infantil.

  5. ( ) Conferências Sobre Saúde.

  6. ( ) Primeiros Socorros.

  7. ( ) Visitador De Interessados

  8. ( ) Trazer Visitas ( Operação André )

  9. ( ) Recepcionista

  10. ( ) Mestre De Cerimônia

  11. ( ) Operador De Equipamentos De Som.

  12. ( ) Operador De Projetor

  13. ( ) Partes Especiais:

  • Cantar.

  • Tocar Instrumento. Qual ? ____________________

  • Declamar.

  • Outros.

  1. ( ) Instalações Elétricas.

  2. ( ) Decoração

  3. ( ) Relações Públicas

  4. ( ) Propaganda:

  • Cartazes.

  • Faixas.

  • Outros.

  1. ( ) Pianista.

  2. ( ) Pesquisa E Distribuição De Convites.

  3. ( ) Convites Por Telefone.

  4. ( ) Componente Do Grupo De Oração.

  5. ( ) Vigilância E Estacionamento.

  6. ( ) Assistirei Nos Dias: Domingo, Segunda, Terça, Quarta, Quinta, Sexta, Sábado.

  7. ( ) Contribuir Com R$ ______________ ( Mensal, Semanal)

NOME: ____________________________________________ DATA: / /

DISTRITO MISSIONÁRIO: ________________________________________

IGREJA OU GUPO: ______________________________________________





1   2   3   4   5   6   7


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal