O samba Bate Outra Vez



Baixar 23.14 Kb.
Encontro05.12.2017
Tamanho23.14 Kb.



Governo de Minas e Vivo apresentam:

Quase cinco anos de projeto “O Samba Bate Outra Vez”, mais de 70 edições. Para comemorar essa marca nada melhor do que convocar para a festa uma amostra do que se faz de melhor no samba de Minas. Por isso, no próximo dia 21 de setembro, se apresentarão no palco do Granfinos, em Belo Horizonte, três grupos que trazem diferentes leituras para o mais genuíno ritmo brasileiro: Zé da Guiomar, Oi de Gato e Camafeu – o último, o estreante da noite.




O Projeto

“O Samba Bate Outra Vez” é mais do que um evento periódico, é uma plataforma de apoio à cultura. Nascido a partir de um programa de rádio homônimo, veiculado há mais de 15 anos nos finais de semana da maior emissora pública do estado, se desenvolveu como uma complexa estratégia de visibilidade e estruturação do samba local. Para isso, criou-se um grande inventário de grupos e artistas que têm seu trabalho autoral e de intérprete veiculados periodicamente na Rádio Inconfidência, no programa dedicado ao gênero musical, mas também ao longo da programação.



Além disso, estes grupos são selecionados por uma curadoria para tocarem nos eventos mensais do projeto, em noites com duas ou três apresentações musicais, quando recebem ampla divulgação por meio de diversas mídias. Paralelamente, é oferecido acompanhamento, apoio na produção, seleção de repertório e inserção de mercado para alguns dos grupos e artistas que buscam auxílio e/ou profissionalização. Uma ação articulada pela produtora Lapa Cultural com o apoio decisivo do Governo de Minas e da Vivo – patrocinadora que está ao lado deste projeto há mais de dois anos.

Grupo Camafeu



Formado em agosto de 2012 por músicos mineiros, o Grupo Camafeu nasceu a partir de encontros casuais entre sambistas que tinham em comum, além da experiência, um forte elo com a composição. Esse desejo da criação fez com que se reunissem diversas vezes para apresentarem, entre amigos, as letras e melodias que não tinham ainda oportunidade de serem executadas nos eventos da cidade. Os encontros, aos poucos, foram se tornando verdadeiros ensaios, culminando com a formação do grupo musical.
Uma das grandes marcas do Camafeu é a sua sonoridade, expressa em diferentes nuances de timbres. O grupo apresenta-se com mais de um vocalista, pois dentre seus integrantes há diversas vozes de qualidade que já se destacaram, no passado, em projetos musicais distintos do atual. Outro traço marcante e distintivo do grupo Camafeu é a qualidade autoral, fruto do rico acúmulo de experiências musicais e da farta bagagem que cada integrante carrega consigo.



O Camafeu é composto pelos músicos Fabrício Cássio (cavaquinho), Betinho Moreno (violão sete cordas, vocal e arranjos), Mauro Moreira (trombone), Bruno Cupertino (percussão, vocal e arranjos) e Hamilton (percussão e vocal).
Em suas apresentações o quinteto faz um “passeio” musical pela história da MPB por meio de temas clássicos e contemporâneos do choro e do samba. Com arranjos ousados e irreverentes, o Camafeu ressalta sempre a qualidade e o bom gosto. Em seus shows, apresenta canções de Jacob do Bandolim, Pixinguinha, Nazareth, Paulo César Pinheiro, Waldir Azevedo, Vinicius de Moraes, Paulinho da Viola e outros mestres, além de temas autorais. Música para se ouvir e dançar na primeira participação do Camafeu no Projeto O Samba Bate Outra Vez.
Oi de Gato




O Oi de Gato foi criado em 2008 e, em pouco tempo, conquistou o seu espaço em casas de shows e eventos realizados em Belo Horizonte. Sua formação atual conta com Cristiano Guimarães (surdo), Edilson José (violão 7 cordas), Christiano Rocha (violão e composição), Tico (cavaquinho), Mariana Roncale (clarinete), Helbert (cuíca e tantã) Henrique Souza (pandeiros), Luiz Paulo (bateria), Rodrigo Pelezinho (trombone) e Giuliana Moreira (voz).
Formada por ex-integrantes dos grupos “Sambacanção” e “Clã do Jabuti”, a banda Oi de Gato tem um repertório de releituras de clássicos do samba, misturados à bossa nova e ao samba-rock. Constam em seu setlist sucessos de compositores e intérpretes como Chico Buarque, Adoniran Barbosa, Ary Barroso, Paula Lima, Seu Jorge, Jorge Ben Jor, Clara Nunes e Dona Ivone Lara.

Em diferentes apresentações no projeto “O Samba Bate Outra Vez”, o Oi de Gato teve a oportunidade de demonstrar a sua força, com excelente aceitação junto ao público e à crítica, em shows ao lado de outros grupos locais ou na dobradinha com os cariocas do Casuarina. Outro destaque recente foi a boa participação da banda no Carnaval de BH, em show na “Estação do Samba”, agitando mais de 10 mil pessoas na Praça da Estação.

O som do Oi de Gato merece atenção: o samba apresentado por eles é extremamente contemporâneo e dançante, um trabalho rico em alegria e com uma musicalidade marcante. Vale conferir também, na edição do dia 21 de setembro, a estreia da nova vocalista da banda, Giuliana Moreira, que pela primeira vez se apresenta com o grupo em um grande palco. Junto com ela, novas canções e releituras dos maiores sucessos do samba, antigos e atuais.

Zé da Guiomar


Formado por Márcio Souza (vocal e violão), Valdênio (cavaquinho), Renato Carvalho (sax) e Totove Ladeira (percussão) e tendo como músicos convidados o trombonista Marcos Flávio e os percussionistas Marcelim do Vale e Alexandre Batista, o Zé da Guiomar se transformou em um dos grupos mais bem-sucedidos de Minas Gerais.


Um dos principais responsáveis pelo fortalecimento e renovação do samba na capital mineira, o Zé da Guiomar segue uma fórmula de sucesso: um instrumental eficiente, arranjos criativos e um repertório cuidadosamente escolhido, que mescla temas próprios e clássicos de várias épocas e tendências. O grupo, que iniciou sua trajetória em 2000, tem como repertório o melhor do samba com um toque de bossa nova.
No primeiro semestre de 2012 o grupo lançou o CD “Samba Feiticeiro”. Este é o terceiro capítulo de uma história discográfica iniciada em 2005, com o disco homônimo, e que teve em “O Samba Tá”, de 2008, seu segundo ato. Os dois primeiros CDs se converteram em imediato sucesso de vendas para os padrões da cena independente e atualmente estão esgotados.
O Zé da Guiomar apresenta respeitado currículo com apresentações em diversas cidades brasileiras, como São Paulo/SP (2005, 2006, 2008 e 2009), Brasília/DF (2005, 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012), Rio de Janeiro/RJ (2008, 2009 e 2012), Salvador/BA (2010 e 2012), João Pessoa/PB (2010) e Campinas (2012), e no exterior, em Buenos Aires, na Argentina (BAFIM 2009 - Feira Internacional de Música de Buenos Aires), figurando entre os três artistas brasileiros selecionados pelo evento. Outro destaque da banda é a presença constante nas melhores festas e eventos de samba de BH e região.

O grupo já dividiu os palcos com grandes artistas do samba e da música brasileira, como Wilson das Neves, Velha Guarda da Mangueira, Velha Guarda da Portela, Pepeu Gomes, Diogo Nogueira, Wilson Moreira, Paulinho Boca de Cantor, Juarez Moreira, Jayme Vignolli, Makley Mattos, Pedro Miranda, Eduardo Galotti, Wanderley Monteiro, Edil Pacheco, Walmir Lima, Vander Lee, Marina Machado, Thiago Delegado, Célio Balona, Cleber Alves, Sérgio Pererê, entre outros.


Esta não é a primeira participação do grupo no projeto “O Samba Bate Outra Vez” e provavelmente não será a última, já que os fãs do Zé da Guiomar sempre pedem bis. E como o nome do projeto mesmo diz, o que é bom volta, por isso eles estarão mais uma vez defendendo com extrema competência sua visão do samba e da música brasileira. Mas é importante ressaltar: o repertório desta edição estará repleto de novidades em relação às últimas apresentações do grupo, com clássicos do samba, da MPB e, principalmente, com composições de grandes nomes da Bahia – tema do CD “Samba Feiticeiro”, que norteará o show do próximo dia 21 de setembro.
SERVIÇO:

Projeto O Samba Bate Outra Vez

Data: Sábado, 21 de setembro, a partir das 22h

Local: Granfinos – Av. Brasil, 326, Santa Efigênia, Belo Horizonte

ATRAÇÕES (em ordem de apresentação):

Zé da Guiomar (MG) + Oi de Gato (MG) + Grupo Camafeu (MG)



INFORMAÇÕES:

Tel.: (31) 9957-5294 e 3389-8437
Site:
www.lapacultural.com.br
Facebook:
www.facebook.com/LapaCultural

VALORES:

1º lote - R$ 15,00 (meia) e R$ 30,00 (inteira)
2º lote - R$ 20,00 (meia) e R$ 40,00 (inteira)


VENDA ANTECIPADA:

- Granfinos


Av. Brasil, 326 – Santa Efigênia. Tel.: 3241-1482
- Lapinha (ao lado do antigo Lapa Multshow)
Rua Álvares Maciel, 304 - Santa Efigênia. Tel.: 3018-8074


VENDA ONLINE:

www.sympla.com.br/lapacultural

PAGAMENTO:

Postos de venda físicos em dinheiro, através da internet com cartões de crédito, débito online ou boleto bancário.



IMPROPRIEDADE:

18 anos


APRESENTAÇÃO:

Vivo e Governo de Minas



REALIZAÇÃO:

Lapa Ação Cultural



PATROCÍNIO:

VIVO


APOIO:

Lei Estadual de Incentivo à Cultura – Governo de Minas



ASSESSORIA DE IMPRENSA:

Patrick Lommez
Tel.: (31) 9184-2023
E-mail 1: imprensa@lapacultural.com.br
E-mail 2: patrick@lapacultural.com.br



©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal