Opel Media Information



Baixar 207.34 Kb.
Página1/4
Encontro27.04.2018
Tamanho207.34 Kb.
  1   2   3   4

Informação à Imprensa

4 Junho, 2013


Dossiê de Imprensa – Opel Cascada
Novo Opel Cascada no mercado português em Junho


  • Descapotável elegante, com preços especialmente atrativos e vasto equipamento;

  • Sofisticado ‘soft top’ em tecido de alta qualidade abre em andamento, em 17 segundos, a velocidades até 50 km/h;

  • Gama de motores integra o novíssimo 1.6 SIDI Turbo, com injeção direta;

  • Estrutura de elevada rigidez e suspensão dianteira HiPerStrut;

  • Foco na qualidade coloca o Cascada a par de descapotáveis ‘premium’.

O novo Cascada marca o regresso da Opel ao segmento dos descapotáveis. A estratégia do fabricante concebe o posicionamento do novo modelo junto dos produtos ‘premium’ do segmento médio, mas com preços extremamente competitivos, que se iniciam em 31.990 euros. O equipamento de série é muitíssimo completo. O Cascada é um ‘cabriolet’ para todas as estações do ano, com quatro lugares, silhueta alongada e capota em tecido de alta qualidade. Apontado ao topo da gama de modelos da Opel, o Cascada integra-se no segmento dos automóveis médios não somente pelas dimensões (comprimento: 4696 mm; largura: 2020 mm) mas também pela aparência sedutora e pelas tecnologias e funcionalidades de topo. A chegada ao mercado português está marcada para o dia 11 de Junho.


O Cascada oferece um comportamento dinâmico ímpar graças a diversos fatores, nomeadamente a carroçaria extremamente rígida, a suspensão dianteira HiPerStrut – desenvolvida inicialmente para a berlina de altas performances Insignia OPC - e o sistema eletrónico de chassis adaptativo FlexRide. As operações de abertura e fecho da capota duram apenas 17 segundos graças a um sistema electro-hidráulico que pode ser acionado em andamento, a velocidades até 50 km/h. Para reforçar o conforto a bordo, o Cascada possui mecanismos elétricos de aproximação dos cintos de segurança aos passageiros, sistema elétrico EasyEntry, bancos ergonómicos ventilados forrados a couro e sistemas invisíveis de segurança destinados a tornar a condução mais confortável e segura.
Depois de várias gerações mais recentes de descapotáveis compactos baseados no Kadett e no Astra, a Opel retoma uma antiga tradição da década de cinquenta e sessenta de produzir automóveis descapotáveis exclusivos e de prestígio, com quatro lugares e ‘soft top’ - tal como os modelos Kapitän e Rekord - mas de uma forma inovadora com recurso a modernas tecnologias.
A elegância pura do ‘soft top’
A linguagem de design da Opel, que dá ênfase a carroçarias largas com formas esculturais e linhas fluidas marcantes, está presente no Cascada. O novo descapotável evoca também a elegância clássica e intemporal dos “Grandes Estradistas” das eras mais glamorosas. Com a capota aberta, o Cascada exibe um perfil contínuo, sem nada a perturbar a silhueta. Para isso contribuem a inclinação acentuada do pilar A e a cobertura bem integrada do compartimento para onde recolhe a capota, bem como a ausência de roll bar. A subtil forma de lâmina embutida no desenho dos flancos da carroçaria está espelhada na linha de cintura por um vinco que flui em direção ascendente para a secção traseira, até aos contornos envolventes dos faróis traseiros. Esta linha é salientada por uma barra cromada que envolve o habitáculo de forma elegante, definindo a separação entre a capota e a carroçaria.
«A grande maioria dos descapotáveis tem boa aparência com a capota aberta, mas muitos deles ficam ‘sem graça’ quando a capota está fechada. O nosso Cascada tem um perfil perfeito e é sempre elegante, aberto ou fechado», afirma Malcolm Ward, Diretor de Design Exterior da Opel.
Na secção dianteira, as linhas do capô foram esculpidas para produzir uma saliência pronunciada, no seguimento de uma grelha destacada por inserções cromadas. Os faróis de nevoeiro surgem integrados em elementos em forma de barbatana de turbarão invertida, sendo rematados por frisos cromados, resultando num visual mais apurado e equilibrado. As luzes diurnas e os farolins traseiros são de LED de nova geração 3D e possuem a tradicional assinatura em forma de ‘asa’, típica da Opel. A luz emitida pelos módulos de LED dos grupos óticos traseiros é densa e bem definida - uma caraterística típica de automóveis de alta gama. Os dois grupos óticos traseiros estão ligados por uma barra cromada integrada na tampa da bagageira, em sintonia com os elementos cromados que se encontram na secção dianteira.
As melhores soluções de engenharia para a capota
O ‘soft top’ do Opel Cascada é fabricado com materiais têxteis especiais de alta qualidade, provenientes de fornecedores dos mais prestigiados cabriolets de topo. A estrutura da capota recorre ao magnésio para reduzir peso e o óculo traseiro em vidro fica colocado à face do tecido, num nível de execução que só se encontra em roadsters de luxo. O isolamento térmico e acústico é superior graças à inclusão de uma camada em fibras de poliéster entre os revestimentos exterior e interior da capota.
O mecanismo de abertura e fecho é electro-hidráulico, comandado a partir de uma tecla na consola central. O movimento dura apenas 17 segundos e pode ser efetuado a velocidades até 50 km/h, colocando o Cascada entre os mais elevados padrões de operação do sistema de capota. A abertura ou fecho da capota pode ser efetuada também através de comandos remotos na chave de ignição. O novo Opel Cascada está disponível numa escolha de três cores de capota (preto, grená e castanho) que podem ser combinadas com dez pinturas de carroçaria diferentes.
Conforto e funcionalidade
O habitáculo do novo Cascada destaca-se com pormenores fabricados artesanalmente e montados com extrema precisão. O tabliê, revestido com materiais de toque muito suave, tem um formato harmonioso que envolve os ocupantes dos bancos da frente. Os bancos oferecem uma escolha alargada de tecidos e couros. Os bancos topo de gama, com certificação ergonómica AGR, são forrados a couro perfurado e integram sistemas de aquecimento e ventilação. Esta funcionalidade, especialmente útil nos dias mais quentes, faz a circulação de ar fresco através dos orifícios dos estofos em couro, aumentando o conforto dos passageiros.
O Cascada dispõe de equipamentos que só estão disponíveis em descapotáveis ‘premium’ e de luxo. Para permitir mais comodidade na colocação dos cintos de segurança, o novo descapotável da Opel conta com braços telescópicos elétricos que aproximam os cintos de segurança dos passageiros. O acesso aos bancos traseiros é facilitado por um sistema Easy Entry com comando elétrico.
Para assegurar uma utilização prática no dia-a-dia e em todas as estações do ano, o Opel Cascada oferece uma bagageira com grande capacidade e diversos compartimentos de arrumação no habitáculo. O condutor tem à disposição vários espaços úteis de arrumação inseridos nas portas, no tabliê e na consola central, onde, graças ao travão de estacionamento elétrico, é possível disponibilizar bastante espaço.
Com a capota aberta, a capacidade da bagageira é de 280 litros, aumentando para 380 litros com a capota fechada. Para maior facilidade no transporte de objetos mais compridos ou para expandir o espaço de bagagens, o Cascada está dotado de sistema FlexFold - o banco traseiro rebate através de trincos elétricos, na proporção de 50/50, o que constitui uma funcionalidade que os descapotáveis de capota rígida não oferecem. O rebatimento do banco traseiro permite aumentar a capacidade para bagagens para 750 litros e transportar objetos até 1818 mm de comprimento.
Na qualidade de descapotável para qualquer altura do ano, o Cascada possui todas as características que permitem uma utilização sem limitações, mesmo no inverno. Para além do isolamento térmico garantido pela capota, o equipamento inclui volante com aquecimento e sistemas ‘quick-heat’.
Elevada rigidez estrutural e tecnologia evoluída de chassis
A rigidez estrutural é um fator chave na conceção de automóveis descapotáveis, com influência determinante no comportamento dinâmico, na precisão da direção, na acústica, na segurança e no conforto. A rigidez da estrutura proporciona também uma perceção clara da qualidade genuína de um descapotável. O novo Opel Cascada detém uma excelente relação entre rigidez torsional e rigidez flexional. Os engenheiros recorreram a várias soluções, incluindo barras cruzadas na parte inferior da carroçaria e perfis reforçados. A estrutura ultra rígida permite maior eficácia no trabalho da suspensão, contribuindo para uma redução significativa do ruído e vibrações. Por comparação com o Astra TwinTop, da anterior geração de descapotáveis da Opel, a estrutura do Cascada é 41 por cento mais rígida em torção e 27 por cento em flexão.
O novo Opel Cascada exibe um porte notável que traz vantagens evidentes em termos de estabilidade e comportamento dinâmico, e simultaneamente reforça o apelo estético. A distância entre eixos (2695 mm) é apenas 40 mm mais curta que a do modelo Insignia. As vias medem 1587 mm, sendo a dianteira mais larga do que a do Insignia em 2 mm.
O novo descapotável da Opel conta com suspensão dianteira HiPerStrut - uma arquitetura inicialmente desenvolvida para o Insignia OPC. Ao separar as cargas de funcionamento da suspensão e da direção, esta configuração especial reduz as reações da direção ao binário que o motor aplica nas rodas, proporcionando tração acrescida e aumentando o tato e a precisão da direção. A Opel escolheu para o Cascada um sistema de direção de pinhão e cremalheira com assistência elétrica variável consoante a velocidade. O motor elétrico de assistência da direção está montado diretamente na barra de direção, em vez de na base da coluna de direção.
O elogiado sistema da Opel de controlo eletrónico da suspensão FlexRide está também disponível para o Cascada. Este sistema maximiza o conforto e o comportamento em estrada, adaptando automaticamente a pressão de amortecimento de acordo com as condições do piso e o tipo de condução adotado, bem como com a preferência do condutor.
O Cascada pode ser equipado com jantes de 18 a 20 polegadas de diâmetro.
Nova geração de motores: 1.6 Turbo com injeção direta de gasolina
O novo Opel Cascada dispõe de uma gama ampla de motores. O 1.4 Turbo a gasolina, com caixa de seis velocidades manual, debita 140 cv de potência e é capaz de atingir 220 Nm de binário máximo graças à função overboost.
Em destaque particular na linha de motorizações do Cascada está o novíssimo motor a gasolina 1.6 SIDI Turbo ECOTEC. Esta unidade de média cilindrada faz parte de uma geração totalmente nova de motores da Opel e é estreada no modelo descapotável antes de se disseminar por outros modelos da marca dos segmentos médio e compacto. Aliando tecnologias como sobrealimentação e injeção direta de combustível, esta nova geração foi desenvolvida para garantir suavidade de utilização e elevado grau de disponibilidade de binário. A potência máxima do novo motor 1.6 Turbo do Cascada é de 170 cv, plenamente disponível entre 4250 e 6000 rpm. O binário máximo é de 280 Nm, o que constitui o valor mais elevado para um propulsor 1.6 Turbo desta faixa de potência.

O motor pode ter acoplada uma caixa manual de seis velocidades ou uma nova transmissão automática, também com seis relações. O 1.6 SIDI Turbo exibe no Cascada uma relação notável entre performances (222 km/h de velocidade máxima e 9,6 segundos de 0 a 100 km/h) e consumo de combustível (6,3 l/100 e 148 g/km CO2).


Do lado das motorizações Diesel, a gama do Cascada oferece o sofisticado 2.0 BiTurbo CDTI que debita 195 cv de potência e 400 Nm de binário máximo. Com duas turbinas de funcionamento em sequência, este motor consegue levar o descapotável a atingir 230 km/h e a acelerar de 0 a 100 km/h em 9,4 segundos, apresentando uma média de consumo misto de 5,2 l/100 e emissões de 138 g/km de CO2.
A gama inclui igualmente a opção turbodiesel 2.0 CDTI com 165 cv, que pode ter caixas de seis velocidades manual ou automática. Este motor debita até 380 Nm de binário máximo quando é ativada a função overboost.
O Cascada é o primeiro modelo da gama Opel a receber uma caixa de velocidades automática de baixo atrito, de nova geração, com comando manual Active Select.
Tecnologia sofisticada e sistemas de segurança
O novo Cascada integra as mais recentes tecnologias com que a Opel se tem destacado nos diferentes segmentos de mercado. Entre essas está o sistema adaptativo de faróis direcionais AFL+, com 11 funções automáticas de iluminação, e a câmara dianteira ‘Opel Eye’ de segunda geração, que inclui reconhecimento de sinais de trânsito (TSR) e o aviso de saída de faixa (LDW), bem como indicação da distância ao carro da frente (FDI) e alerta de colisão dianteira (FCA). Para facilitar as manobras de estacionamento, o Cascada pode ter câmara de retrovisão e sistema avançado de ajuda ao estacionamento (APA). A monitorização de ângulo cego lateral (SBSA), bancos dianteiros ergonómicos, volante aquecido e o sistema de ajuda ao arranque em planos inclinados (HSA) tornam a condução ainda mais segura e confortável.
A célula de habitáculo do Cascada, fabricada em aço de alta resistência, é extremamente rígida e foi desenhada para resistir em caso de acidente, mantendo a máxima integridade. As portas contam com barras e reforços interiores em aço de muito alta resistência. Os pilares ‘A’, que enquadram o para-brisas, são fabricados em aço prensado endurecido. Em caso de capotamento são acionadas automaticamente barras de alta resistência que se elevam atrás dos lugares traseiros por meio de molas e cargas pirotécnicas. Este roll bar também é ativado no caso de outros tipos de colisão, funcionando em sincronia com os airbags de forma a preparar possíveis impactos secundários e eventual capotamento. Ambos os bancos dianteiros têm encostos de cabeça ativos e tensores duplos nos cintos de segurança. Os cintos traseiros também possuem tensores.
Gama em Portugal: equipamento de topo e preços a partir de 31.990 euros
O novo descapotável da Opel está disponível em Portugal a partir de Maio, com quatro motores à escolha. A gama inicia-se com o 1.4 Turbo de 140 cv de potência, proposto por 31.990 euros. Apenas mais três mil euros custa o Cascada equipado com o novíssimo 1.6 SIDI Turbo, com 170 cv. A primeira versão Diesel está dotada do 2.0 CDTI de 165 cv, a que se segue o topo de gama Cascada 2.0 BiTurbo CDTI com 195 cv. Os motores 1.6 SIDI Turbo (gasolina) e 2.0 CDTI (gasóleo) possuem versões com caixa automática de seis velocidades.
O equipamento de série é extremamente completo e inclui, entre muitos outros, capota elétrica com comando à distância na chave, faróis bi-xénon adaptativos AFL+, quatro vidros elétricos, bancos ergonómicos forrados a couro e tecido, extensores elétricos dos apoios dos cintos de segurança, ar condicionado de duas zonas com controlo eletrónico, programador de velocidade com limitador, travão de estacionamento elétrico, sensores de estacionamento, sensores de luz e chuva, rádio-leitor de CD com sistema Bluetooth mãos livres e assistência ao arranque em planos inclinados.
Motores e Transmissões
Motores sofisticados e eficientes com tecnologia inovadora


  • Novo motor a gasolina 1.6 SIDI Turbo da nova geração com injeção direta;

  • Mais 22 por cento em binário e menos 20 por cento no consumo de combustível;

  • Motor ideal para um cabrio, com potência e suavidade;

  • 2.0 BiTurbo CDTI com dois turbocompressores em sequência;

  • Transmissões de nova geração aumentam eficiência e conforto da condução

Ao mesmo tempo que é reconhecido pela elegância, pelo requinte e pelos equipamentos focados no conforto, o novo descapotável médio Cascada oferece uma ampla linha de motorizações eficientes. O modelo da Opel disponibiliza dois motores sobrealimentados a gasolina e dois motores turbodiesel, abrangendo um leque de potências que vai de 140 cv a 195 cv. Entre os motores a gasolina assume particular destaque o novíssimo 1.6 SIDI Turbo da nova geração, com injeção direta e “Start/Stop”, que faz a sua estreia no Cascada. No que diz respeito a transmissões, a Opel oferece várias opções de caixa manual ou automática de seis velocidades.


Nova geração: 1.6 Turbo com injeção direta
A gama de motores do Cascada inicia-se com um 1.4 Turbo a gasolina de 140 cv de potência. Graças à função de pressão adicional de sobrealimentação (overboost), o binário pode atingir 220 Nm. O sistema Start/Stop é de série, o que contribui para reduzir ainda mais o consumo de combustível e as emissões de CO2. Em ambas as variantes a transmissão de série é manual de seis velocidades.
O destaque da gama de motorizações do Cascada vai para o novíssimo 1.6 SIDI Turbo ECOTEC, pertencente a uma nova família de propulsores a gasolina de média cilindrada. Com injeção direta e dotado da mais recente tecnologia em todas as vertentes, este motor faz parte da nova geração de motorizações da Opel orientada para garantir performance, suavidade, economia de combustível e binário elevado numa ampla faixa de rotações. O 1.6 SIDI Turbo faz a sua estreia na Opel no modelo Cascada e contribuirá, no curto prazo, para o alargamento da oferta de motorizações de outros modelos médios e compactos da marca.
«A nova geração de motores de gasolina de média cilindrada marca o início de uma renovação fundamental da nossa gama de motorizações», adianta o Vice-Presidente da GM Europe para a área da engenharia, Mike Ableson. «O nosso novo 1.6 distingue-se pela grande capacidade de resposta a baixos regimes e é especialmente silencioso e económico. É o motor perfeito para o Cascada e, muito em breve, estará também disponível noutros modelos da Opel».
Mais 22 por cento em binário e menos 20 por cento no consumo de combustível
O novo motor 1.6 Turbo de 170 cv debita um notável binário máximo de 280 Nm logo às 1650 rpm, excedendo em 50 Nm o valor do anterior 1.6 Turbo. Este binário supera o de qualquer motor equiparável no mercado, que, na maioria dos casos, desenvolvem 240 a 250 Nm.
Com sistema Start/Stop e caixa manual de seis velocidades, o Cascada 1.6 consome, em média, apenas 6,3 litros a cada 100 km e emite somente 148 g/km de CO2. Por comparação com o 1.6 Turbo da anterior geração cabrio da Opel, os engenheiros reduziram o consumo de combustível e as emissões em mais de 20 por cento.
O Cascada equipado com o novo 1.6 SIDI Turbo ECOTEC consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos e atinge a velocidade máxima de 222 km/h. O motor estreia também uma nova caixa automática de seis velocidades, de baixo atrito, dotada de função “Active Select” de acionamento manual.
Sem perder de vista excelentes níveis de performance e refinamento, os engenheiros elegeram como um dos principais objetivos do desenvolvimento da nova geração de motores uma diminuição sensível dos níveis gerais de ruído e vibrações. A otimização dos sistemas de admissão e de escape passou pela separação da tampa das válvulas da cabeça de cilindros, recorrendo a fixadores especiais, bem como pela utilização de um sistema de vedação concebido para resistir às altas temperaturas geradas pelo turbocompressor adjacente.
Dois motores turbodiesel, incluindo o 2.0 BiTurbo CDTI de 195 cv e 400 Nm
O novo Opel Cascada está disponível em variantes Diesel, nomeadamente com o 2.0 CDTI de 165 cv, que pode ter acoplada caixas manual ou automática de seis velocidades. Este propulsor consegue debitar 380 Nm de binário. Com caixa manual de seis velocidades e Start/Stop de série, o Cascada 2.0 CDTI consome apenas 5,2 litros de gasóleo aos 100 km e emite 138 g/km de CO2.
O topo-de-gama 2.0 BiTurbo CDTI de 195 cv, com caixa manual de seis velocidades e Start/Stop, possui a sofisticada tecnologia de sobrealimentação com dois turbocompressores de funcionamento sequencial que consegue obter um elevado rendimento energético, com consideráveis débitos de potência e binário numa faixa alargada de rotações.
O 2.0 BiTurbo CDTI permitirá ao elegante Cascada acelerar de 0 a 100 km/h em 9,4 segundos e recuperar de 80 a 120 km/h, em 5ª velocidade, em 8,5 segundos. A velocidade máxima é de 230 km/h. Este motor debita um binário máximo de 400 Nm, 80 por cento (320 Nm) dos quais disponíveis logo a partir de 1250 rpm. O consumo de combustível e as emissões de CO2 ficam-se, respetivamente, por 5,3 l/100 km e 139 g/km. Com estes valores, o BiTurbo sequencial não só é potente como se mostra notavelmente eficiente, conjugando de forma excecional a elevada performance com uma grande economia de combustível.
Nova geração de transmissões
Além de novos motores, o Cascada também estreia novas caixas manuais e automáticas de seis velocidades. As caixas manuais da Opel da mais recente geração permitem executar mudanças ainda mais precisas e suaves. Os engenheiros criaram cursos de alavanca mais curtos e, ao mesmo tempo, reduziram o esforço que é necessário para a acionar. Procederam a uma profunda renovação da caixa manual de seis velocidades, com modificações no mecanismo de acionamento das mudanças. Estas medidas melhoraram a eficiência e precisão da caixa, tanto em funcionamento a frio como a quente.
O desenvolvimento da segunda geração da caixa automática de seis velocidades centrou-se no aumento da eficiência e na obtenção de mudanças mais rápidas, bem como em menores níveis de ruído e vibrações. Recorrendo a um conversor de binário de dimensões mais compactas, os engenheiros da Opel conseguiram reduzir a inércia. A otimização de rolamentos, anéis de ligação e elementos com atrito garantem igualmente um maior grau de eficiência. Outro elemento fundamental é a mola no interior do conversor de binário, cuja tensão de elasticidade foi reduzida para metade para melhorar o amortecimento das vibrações. Esta avançada caixa automática está disponível com o motor 1.6 SIDI Turbo a gasolina e o motor 2.0 turbodiesel.

Capota e Bagageira


Cabriolet para todo ano com capota muito sofisticada


  • Capota abre em 17 segundos, a velocidades até 50 km/h;

  • Soft top de qualidade elevada com níveis superiores de isolamento acústico e térmico;

  • Bagageira de grande volume e bancos rebatíveis 50:50 com sistema FlexFold.

Tenha a capota subida ou descida, o novo Opel Cascada é sempre um descapotável muito atraente, com uma silhueta longa e extremamente elegante. De capota aberta, a linha superior da carroçaria é ‘limpa’ e contínua, sem perturbações de elementos como uma cobertura protuberante do compartimento da capota ou barras de proteção de capotamento. Quando recolhido, o soft top desaparece por completo por baixo de uma tampa plana de elevada qualidade.


Com 4,7 m de comprimento e quatro lugares, as linhas do Cascada não perdem impacte visual com a capota fechada, graças a um perfil suave e muito aerodinâmico. Para projetar e produzir a capota em tecido do Cascada, a Opel colaborou com os principais fornecedores dos fabricantes de descapotáveis premium e de luxo. Em resultado disso, o sistema da capota do Cascada recorre às mais recentes tecnologias e utiliza materiais de alta qualidade.
Com uma grande bagageira e múltiplos compartimentos de arrumação, o Cascada prova que um automóvel descapotável, para além de belo, pode também ser muito funcional, sem nada dever às berlinas convencionais.
«O Cascada reúne muitas das qualidades dos descapotáveis médios premium de reputação mais consolidada no mercado», afirma Duncan Aldred, Vice-Presidente interino da OpelVauxhall para as áreas de Vendas, Marketing e Serviço Pós-Venda. «O Cascada tem a nata das tecnologias que existem atualmente para modelos descapotáveis e para capotas de tecido. Mas mantivemo-nos fiéis aos valores da Opel, oferecendo este conjunto de tecnologia, funcionalidade, qualidade e prazer de condução a preços muito atrativos. O nosso cabriolet não se limita a proporcionar passeios tranquilos e requintados com tempo soalheiro. O Cascada é, na verdade, um automóvel completo para todas as estações e para o dia-a-dia».

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal