Parecer 2000 P&B



Baixar 16.08 Kb.
Encontro16.05.2018
Tamanho16.08 Kb.

Processo nº 3990-11.00/14-0

Parecer nº 341/2014 CEC/RS

O projeto DVD - 30 ANOS DO PAGODE DO DORINHO é aprovado.


1 – O projeto “DVD - 30 ANOS DO PAGODE DO DORINHO” solicita a liberação de até R$ 244.561,38 (duzentos e quarenta e quatro mil e quinhentos e sessenta e um reais e trinta e oito centavos) em isenções fiscais ao Sistema Pró-Cultura.

O projeto se enquadra no segmento MÚSICA: evento não vinculado a data fixa.

O proponente do projeto é a JLPP PRODUÇÕES E EVENTOS LTDA, CEPC: 5357, na figura de seu representante legal JOSÉ AILTO PADILHA PEREIRA, coordenador de produção deste projeto. A equipe principal também é formada por ALEXANDRE MÁRIO SANTOS DA COSTA (Técnico de Som), Antonio Carlos Knebel Crocco (Participação especial), LUIZ ANTONIO CORREA GARCIA (Músico Instrumentista, toca SURDO na Banda Base do Grupo “Pagode do Dorinho”), Kleber Garcia Dornelles (Músico Banda), Everton Garcia (Músico Banda), Anderson L de Souza (Músico banda), Andre Ubirajara S da Silva (Músico Banda), Fabiano Peri Silveira (Músico Banda), Elder Ethiene Santos (Músico Banda), Ronaldo Teixeira (Músico Banda), Rodrigo Lima Araujo (Músico Banda), Carlos Pereira (Músico Banda), Oswaldo Miluk Jr (Participação Especial). O contador é Wilimar Knetig, CRC: 22959-0.

O projeto prevê a gravação de um DVD comemorativo aos 30 Anos do Pagode do Dorinho, grupo fundado em 1984 por Kleber Dorneles e Luiz Antônio Garcia (Charuto). O evento acontecerá no Bar Opinião em Porto Alegre, em data a definir. O Pagode do Dorinho se apresentará com componentes e três participações especiais, que são: Tonho Crocco, Gilson Nei e Adriano Trindade.

O projeto foi validado junto ao Sistema Pró-Cultura em 29/08/2014, habilitado pela Secretaria de Estado da Cultura através do Setor de Análise Técnica em 08/10/2014, que exarou o parecer 285/2014, e encaminhado a este Conselho em 13/10/2014, sendo entregue para exarar parecer a este Conselheiro em 20/10/2014, nos termos da legislação em vigor.
É o relatório.
2 – O projeto está bem formatado e fiel à proposta apresentada pelos produtores. Sem dúvidas, possui grande mérito cultural. Fomenta e democratiza a cultura além de garantir o acesso da população. O processo apresenta documentações de acordo com a exigência do sistema, como determina a lei vigente.

Como consta nos autos, o Pagode do Dorinho é um dos grandes divulgadores do samba no Rio Grande do Sul, onde este gênero musical ainda luta pelo reconhecimento de sua importância na cultura. Dono de uma história muito particular, o grupo teve como fundadores Kleber Dorneles e Luiz Antônio Garcia (Charuto), ainda na metade dos anos 70. Na época, eles tinham entre sete e dez anos e integravam a bateria mirim da Escola de Samba Acadêmicos da Orgia como ritmistas. No inicio dos anos 80, eles fundaram a Banda do Dorinho que possuía um perfil burlesco. Unido aos sopros do grupo Tabu, o grupo percorreu o Parque Marinha do Brasil e a Rua do Perdão durante o Carnaval. Logo a seguir, em 1984, nascia a Pagode do Dorinho, inspirado no trabalho do grupo Fundo de Quintal. O nome ‘Dorinho’ foi uma maneira que os meninos encontraram para agradar o avô de um dos integrantes do grupo. Ele se incomodava com a garotada em frente de sua casa fazendo pagode e jogando carta. Depois da homenagem, tudo ficou tranquilo. O grupo foi precursor no Estado numa época em que o pagode recém começava a se firmar no cenário musical nacional com grupos como Fundo de Quintal, e nomes como Jorge Aragão, Almir Nascimento e Zeca Pagodinho Quadras de ensaios de escolas de samba, aniversários, bares da noite, cervejarias foram alguns dos palcos frequentados pelo Pagode do Dorinho nos primeiros tempos. Mas eles também participaram do Samba Sul, da Rádio Princesa, evento que reunia sambistas de todo o Brasil. Abriram shows do Fundo de Quintal, Só Pra Contrariar, Molejo, Exalta Samba e Negritude Junior. Com suas letras que falavam da vida e do cotidiano dos moradores da periferia e das próprias rodas de samba, logo o Pagode do Dorinho foi se firmando e aumentando sua legião de fãs. No final de 1993, gravaram um CD, um LP e uma fita cassete pela gravadora ACIT. Músicas como Linda Cinderela, Musa, Balanço, Companhia Ideal e Sorriso Lindo conquistaram o público tornando-se hits. No Bar Opinião, numa das noites de maior lotação, participaram da gravação do CD Tri Legal com os grupos Toque de Mel e Senzala.



Os 15 anos do grupo foi comemorado com a gravação de um CD pela gravadora Raízes. A música Lembranças de Você, ficou em 66º lugar em São Paulo como uma das mais tocadas no Brasil. O grupo fez shows em Florianópolis, Santos, São Paulo, Montevidéu, Buenos Aires e em todo Rio Grande do Sul. Agora ao completar 30 anos, o Pagode do Dorinho quer brindar o público com a gravação de um DVD. A iniciativa pretende resgatar uma importante produção da vida musical do Estado, registrando o trabalho de músicos super ativos, que continuam a fazer shows em várias cidades gaúchas.

Em razão de o Pagode do Dorinho ser um dos grupos mais permanentes da música no RS e por representar uma grande parcela do samba/pagode no Estado, ao completar 30 anos de existência, fará um show com a gravação de um DVD comemorativo e sem cobrança de ingresso. E, somente com o financiamento do Sistema Pró-Cultura, como dispositivo cultural em nosso Estado será possível viabilizar este evento.
3. Em conclusão, o projeto “DVD - 30 ANOS DO PAGODE DO DORINHO” é aprovado, em razão de seu mérito cultural, relevância e oportunidade, podendo receber incentivos fiscais no valor de até R$ 244.561,38 (duzentos e quarenta e quatro mil e quinhentos e sessenta e um reais e trinta e oito centavos)  do Sistema Estadual Unificado de Apoio e Fomento às Atividades Culturais – Pró-Cultura RS
Porto Alegre, 20 de novembro de 2014.

André Kryszczun

Conselheiro Relator

Informe:
O prazo para recurso somente começará a fluir após a publicação no Diário Oficial.

O Presidente, nos termos do Regimento Interno, somente votará em caso de empate.

A liberação dos recursos solicitados em incentivos fiscais está condicionada à comprovação junto ao gestor do sistema do rígido cumprimento das normas de prevenção a incêndios no(s) local(is) em que o evento for realizado.

Em razão do Of. Nº 06/2014 da SEDAC, os projetos aprovados por este Conselho são considerados prioritários, sendo, portanto, dispensados da Avaliação Coletiva.


Sessão das 10 horas do dia 20 de novembro de 2014.

Presentes: 20 Conselheiros.

Acompanharam o Relator os Conselheiros: Maria Eunice Azambuja de Araújo, Leandro Artur Anton, Adriana Donato dos Reis, Élvio Pereira Vargas, Franklin Cunha, Fabrício de Albuquerque Sortica, Hamilton Dias Braga, Leoveral Golzer Soares, Milton Flores da Cunha Mattos, Lisete Bertotto Corrêa, Loma Berenice Gomes Pereira, Rafael Pavan dos Passos, Luiz Carlos Sadowski da Silva, Jacqueline Custódio, Vinicius Vieira, Susana Fröhlich, Walter Galvani da Silveira (17)

Neidmar Roger Charao Alves

Conselheiro Presidente do CEC/RS




/1


Compartilhe com seus amigos:


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal