Perfis a serem trabalhados exemplos: Adriana Esteves Sexo



Baixar 0.7 Mb.
Página5/6
Encontro29.11.2017
Tamanho0.7 Mb.
1   2   3   4   5   6

Principais trabalhos:
ÁlbunsO Diário de um Mago (1987), O Alquimista (1988), Brida (1990), As Valkírias (1992), Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei (1994), Maktub (1994), O Monte Cinco (1996), O Manual do Guerreiro da Luz (1997), Veronika Decide Morrer (1998), O Demônio e a Srta. Prym (2000), Histórias para Pais, Filhos e Netos (2001), Onze Minutos (2003), O Gênio e as Rosas (2004), O Zahir (2005), A Bruxa de Portobello (2006), O Vencedor Está Só (2008), O Aleph (2010)

Pedro Bial

Nome: Pedro Bial

Nome artístico: Pedro Bial

Sexo: Masculino

Data de nascimento: 29/03/1958

Signo: Áries

Profissão: Jornalista

Cargo:

Pedro Bial tomou gosto por viagens aos 14 anos, quando participou de programa de intercâmbio nos Estados Unidos, logo após a morte do pai. E nunca viajou tanto quanto em seu período como correspondente da TV Globo em Londres, a partir de 1988. Acompanhou a reunificação da Alemanha, a libertação de Nelson Mandela, as guerras do Golfo e da Bósnia e o fim da União Soviética. Também fez a cobertura de Olimpíadas (Barcelona, em 1992, e Atlanta, 1996) e Copas do Mundo (Estados Unidos, em 1994, França, em 1998, Coréia e Japão, em 2002). Bial formou-se na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), fez alguns curtas-metragens e documentários (vem daí seu gosto pelo jornalismo na TV) e logo foi trabalhar em televisão. Antes de ser correspondente estrangeiro, apresentou o Jornal Hoje e fez reportagens especiais para o Globo Repórter. Para um programa sobre o Japão, por exemplo, teve a cineasta Tizuka Yamazaki como roteirista. Apresentou o Fantástico por diversas vezes e, em 2002, tornou-se apresentador do Big Brother Brasil. Foi casado com as atrizes Giulia Gam e Fernanda Torres e tem trabalhos como escritor e cineasta.



Principais trabalhos:
Programas de TV: Jornal Hoje (1983), Contagem Regressiva (1995), Fantástico (1996), Big Brother Brasil (2002), Na Moral (2012-13)

Livros: Crônicas de Um Repórter (1996), Roberto Marinho (2004)

Cinema: Os Nomes da Rosa (documentário, 1997), Outras Estórias (1998)

Pedro Leonardo

Nome:

Nome artístico: Pedro Leonardo

Sexo: Masculino

Data de nascimento:

Signo:

Profissão:

Cargo:

Pelé

Nome: Edison Arantes do Nascimento

Nome artístico: Pelé

Sexo: Masculino

Data de nascimento: 23/10/1940

Signo: Escorpião

Profissão: Jogador de Futebol

Cargo:

Edison Arantes do Nascimento nasceu na mineira Três Corações e tem esse nome por causa de uma homenagem. Seu pai, o também jogador Dondinho, registrou-o com o nome do homem que considerava o maior inventor de todos os tempos, Thomas Edison. O filho, que se assina Edson, ignorando a homenagem paterna, tornou-se o atleta do século, título concedido ao jogador pelo jornal francês L’Equipe (1981), pelo Comitê Olímpico Internacional (1999), e pela FIFA (2000). Já o apelido “Pelé” veio quando ele, aos três anos, falava para o goleiro do Vasco de São Lourenço-MG, time em que jogava seu pai: “defende, Bilé!”, ou quando defendia as bolas chutadas por seus amigos e gritava o nome do ídolo. Ninguém entendia o significado daquilo e começaram a chamá-lo Pelé. Ele não gostou, chegou a brigar na escola. Foi aí que o apelido pegou de vez.

Chegou ao Santos em 1956 e, embora tenha sido convidado para jogar fora do Brasil, preferiu o time do coração até 1974, quando foi jogar no Cosmos dos EUA para difundir o futebol no país. Com a camisa 10 da Seleção Brasileira, ganhou três Copas do Mundo (1958, 1962 e 1970) e marcou 95 gols.  Na década de 80, atuou em alguns filmes, namorou Xuxa, então aspirante a modelo, e, na de 90, ganhou da Organização das Nações Unidas (ONU) os títulos de embaixador da ecologia e meio ambiente, da boa vontade e da educação, ciência e cultura, além do de cavaleiro honorário do império britânico. Entre 1995 e 1998, sir Pelé foi ministro extraordinário dos Esportes de Fernando Henrique Cardoso e colaborou na lei que leva seu nome e protege jogadores frente aos clubes. Além dos 1.282 gols em 1.366 jogos, e dos 61 títulos como jogador, Pelé tem outra marca difícil de alcançar: a de fazer filhos. Dos sete herdeiros, incluindo o ex-goleiro do Santos Edinho, duas tiveram de ir à justiça para serem reconhecidas como filhas do Rei.

Trabalhos no cinema: Isto É Pelé (1974), Os Trombadinhas (1979), Fuga para a Vitória (1981), Pedro Mico (1985), Os Trapalhões e o Rei do Futebol (1986), Pelé Eterno (2004)

Regina Duarte

Nome: Regina Blois Duarte

Nome artístico: Regina Duarte

Sexo: Feminino

Data de nascimento: 05/02/1947

Signo: Aquário

Profissão: Atriz

Cargo:

A atriz que já vendeu sanduíche natural na praia na pele de Raquel Accioli, de Vale Tudo (1988), fez fortuna negociando ferro-velho como a Maria do Carmo, de Rainha da Sucata (1990), e trocou seu bebê vivo pelo neto morto quando viveu Helena, em Por Amor (1997), era considerada a “namoradinha do Brasil” na década de 1970, pela coleção de mocinhas que emendava (Véu de NoivaIrmãos CoragemMinha Doce Namorada). O título perdeu o sentido quando Regina estrelou Malu Mulher, em 1979, seriado em que vivia uma mulher corajosa, nos primórdios das conquistas femininas. Daí por diante, encarou personagens de todo tipo, entre os quais se destaca a Viúva Porcina, de Roque Santeiro (1985).

Regina Blois Duarte nasceu em Franca, interior de São Paulo. Filha mais velha de uma família de quatro irmãos, teve infância pobre, sustentada pelo esforço do pai, tenente reformado do Exército que complementava a renda mensal vendendo galinhas e sapatos na feira, já morando em Campinas. Lá, Regina encenou sua primeira peça de teatro. Ela foi o palhaço da obra de Ariano Suassuna O Auto da Compadecida, e nessa época decidiu ser atriz profissional. Procurou agências de publicidade e ofereceu-se para fazer comerciais. Foi convidada pelo diretor Walter Avancini para um teste na TV Excelsior, onde estreou nas novelas. Chegou à TV Globo em 1969 e, embora tenha saído em 1983 para produzir o seriado Joana, exibido na Manchete e depois no SBT, sua carreira foi construída praticamente através de personagens de novelas globais, com três Helenas de Manoel Carlos no currículo. Regina é mãe da também atriz Gabriela Duarte, com quem trabalhou em Por Amor e na minissérie Chiquinha Gonzaga, de 1998.

Principais trabalhos:
Novelas na TV Globo: Véu de Noiva (1969), Irmãos Coragem (1970), Minha Doce Namorada (1971), Selva de Pedra (1972), Carinhoso (1973), Nina (1977), Sétimo Sentido (1982), Roque Santeiro (1985), Vale Tudo (1988), Rainha da Sucata(1990), História de Amor (1995), Por Amor (1997), Desejos de Mulher (2002), Páginas da Vida (2006), Três Irmãs (2008), O Astro (2011)

Séries de TV: Malu Mulher (Globo, 1979), Joana (Manchete, 1984), Retrato de Mulher (Globo, 1993), Chiquinha Gonzaga (Globo,1999), As Cariocas (Globo, 2010)

Cinema: Parada 88 – O Limite de Alerta (1977), O Homem do Pau-Brasil (1982), Além da Paixão (1985)

Teatro: A Megera Domada (1965), Réveillon (1975), O Santo Inquérito (1978), Miss Banana (1986), Coração Bazar (2005)



Reynaldo Gianecchini
Nome: Reynaldo Cisoto Gianecchini Junior

Nome artístico: Reynaldo Gianecchini

Sexo: Masculino

Data de nascimento: 12/11/1972

Signo: Escorpião

Profissão: Ator

Cargo:

Desde que era modelo, nos anos 1990, ele já abalava corações. Mais tarde, como ator, beijou algumas das mais belas atrizes da televisão: Vera Fischer (Laços de Família), Priscila Fantin (Esperança), Taís Araujo (Da Cor do Pecado), Claudia Raia (Belíssima), Giovanna Antonelli (Sete Pecados) e Mariana Ximenes (Passione). Na vida real, só apareceu em fotos beijando a apresentadora e atriz Marília Gabriela, 24 anos mais velha, com quem foi casado por oito anos.  Reynaldo Gianecchini teve sua orientação sexual questionada em um processo judicial. Em 2010, Daniel Ferreira Mattos,ex-empresário do ator, convocou a imprensa para dizer que a cobertura que Gianecchini reclamava em juízo, avaliada em 1,3 milhão de reais, fora um presente dado pelo ator com quem se relacionara por dois anos.Gianecchini fez um grande esforço, não de todo bem sucedido, para convencer como ator. As críticas a suas primeiras atuações na televisão foram demolidoras. Depois, foi dirigido no teatro por nomes importantes, como José Celso Martinez, Gerald Thomas e Marília Pêra e, em 2010,  viveu seu primeiro vilão emPassione, como Frederico Lobato. No ano seguinte, lutou contra um linfoma raro e agressivo, e  em janeiro de 2012, realizou um autotransplante de medula.  Retornou aos palcos em março do mesmo ano com a peça Cruel e foi escalado para o remake de Guerra dos Sexos.



Principais trabalhos:
Laços de Família (2000), As Filhas da Mãe (2001), Esperança (2002), Mulheres Apaixonadas (2003), Da Cor do Pecado (2004), Belíssima (2005), Sete Pecados (2007), Passione (2010)

Outros programas: O Natal do Menino Imperador (Globo, 2008)

Cinema: Avassaladoras (2002), Primo Basílio (2007), Sexo com Amor? (2008), Entre Lençóis (2008), Divã (2009)

Teatro: Cacilda! (1998), Boca de Ouro (1999), O Príncipe de Copacabana (2001), Doce Deleite (2008)



Rihanna

Nome:

Nome artístico: Rihanna

Sexo: Feminino

Data de nascimento:

Signo:

Profissão:

Cargo:

Roberto Bolaños

Nome:

Nome artístico: Roberto Bolaños (Chespirito)

Sexo: Masculino

Data de nascimento:

Signo:

Profissão:

Cargo:

Roberto Carlos
Nome: Roberto Carlos Braga

Nome artístico: Roberto Carlos

Sexo: Masculino

Data de nascimento: 19/04/1941

Signo: Áries

Profissão: Cantor

Cargo:

É comum Roberto Carlos ser chamado de “Rei” por fãs e críticos. Mas ele não é só o rei da música brasileira: é também do romantismo, da Jovem Guarda, da superstição e das vendas. Desde 1950, com 9 anos, apresentava-se em um programa infantil de uma rádio local, aos domingos. A música o ajudou a superar o trauma do acidente que sofreu aos 6 anos, em Cachoeiro do Itapemirim (ES), cidade onde nasceu. Roberto foi atropelado por uma locomotiva, teve parte de uma das pernas amputada, usou muletas e, depois, uma prótese.

 Em meados dos anos 50, foi morar no Rio de Janeiro. Influenciado pelo rock de Elvis Presley e Chuck Berry, criou com amigos (entre eles, Tim Maia) a banda The Sputniks, em 1957. Com Erasmo Carlos, formou a The Snakes, em 1958, e uma parceria musical de uma vida inteira. Em 1965, os dois foram chamados para apresentar, com a também cantora Wanderléa, o programa Jovem Guarda, produzido pela TV Record, e atingiram o grande público. Em 1982, ganhou da gravadora CBS o prêmio Globo de Cristal (oferecido aos artistas que vendem mais de cinco milhões de discos fora do país de origem); em 1985, a canção Verde e Amarelo foi executada 3.500 vezes nas rádios brasileiras em um único dia; em 1994, bateu o recorde de vendagens de The Beatles na América Latina (mais de 70 milhões de discos). Hoje, as cópias ultrapassam 100 milhões ao redor do mundo.

Em 1968, casou-se com Cleonice Rossi, com quem teve dois filhos, Roberto Carlos II e Luciana. Foi casado também com a atriz Myriam Rios e com Maria Rita Simões, sua grande paixão. Depois da morte dela, em 1999, deixou-se tomar pelas manias. Recusava-se a usar roupas de cores como marrom e roxo, cortava músicas de seu repertório por conterem palavras que considerava negativas (como “mentira” e ”maldade”), e evitava o número 13. Acabou admitindo sofrer de transtorno obsessivo-compulsivo, tratou-se e comemorou em grande estilo seus 50 anos de carreira em 2009. Em 2011, quando fez 70 anos, foi tema do enredo da  escola de samba Beija Flor de Nilópolis, campeã daquele ano. Em 2012, gravou ao vivo em Jerusalém, depois de desejar paz “para nós e para o mundo” e cantar um trecho de Emoções para o então presidente Shimon Peres.



Principais trabalhos:
Álbuns: Louco por Você (1961), Splish Splash (1963), É Proibido Fumar (1964), Jovem Guarda (1965), Roberto Carlos (1966), Roberto Carlos em Ritmo de Aventura (1967), Roberto Carlos (homônimos, 1968-1996), Canciones que Amo(1997), Mensagens (1999), Amor sem Limite (2000), Acústico MTV (2001), Pra Sempre (2003), Duetos (2006), Elas Cantam Roberto Carlos (2009)

Cinema: Roberto Carlos em Ritmo de Aventura (1968), Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa (1970), Roberto Carlos a 300 Quilômetros por Hora (1971), Minha Sogra É da Polícia (1958)



Rodrigo Lombardi

Nome:

Nome artístico: Rodrigo Lombardi

Sexo: Masculino

Data de nascimento:

Signo:

Profissão:

Cargo:

Rodrigo Santoro

Nome: Rodrigo Junqueira dos Reis Santoro

Nome artístico: Rodrigo Santoro

Sexo: Masculino

Data de nascimento: 22/08/1975

Signo: Leão

Profissão: Ator

Cargo:

Desde Sônia Braga, não se via um ator brasileiro com tanto espaço em Hollywood. A carreira internacional do petropolitano Rodrigo Junqueira dos Reis Santoro – que fez a Oficina de Atores da Globo, mas foi reprovado no teste para a minissérie Sex Appeal, de 1993 – começou por caso. Com as viagens para divulgar os longas Bicho de Sete Cabeças Abril Despedaçado, em 2001, as propostas apareceram. Uma delas era uma participação em  As Panteras Detonando. As cenas de Santoro como um dos vilões no filme desapontaram, pois ele nem ao menos teve falas. Ele insistiu no cinema. No Brasil, firmou-se como o travesti Lady Di em Carandiru, de 2003. No exterior, isso aconteceu quando participou de Simplesmente Amor, lançado no mesmo ano, ao lado de medalhões como Hugh Grant, Emma Thompson e Liam Neeson. Depois, foi convidado pelos produtores de Lost, que o compararam a Russell Crowe e Tom Cruise, para participar do seriado que foi fenômeno mundial. O personagem Paulo, que não durou muitos capítulos, abriu os olhos do diretor de 300, Zack Snyder. Santoro  encarnou o vilão andrógino Xerxes, coberto de piercings e de muita maquiagem. Daí para frente, Santoro nunca mais saiu das revistas de celebridades, atraídas também pela lista de beldades que namorou: Luana Piovani, Fernanda Lima, Ellen Jabour e Natalie Portman.

 
Principais trabalhos:

Novelas: Olho no Olho (1993), Pátria Minha (1994), Explode Coração (1995), Suave Veneno (1999), Estrela-Guia (2001), Mulheres Apaixonadas (2003)

Séries de TV: Hilda Furacão (Globo, 1998), Hoje é Dia de Maria (Globo, 2005), Lost (ABC, 2006), Som e Fúria (Globo, 2009)

Cinema: Bicho de Sete Cabeças (2001), Abril Despedaçado (2001), Carandiru (2003), As Panteras Detonando (2003), Simplesmente Amor (2003), A Dona da História (2004), 300 (2006), Os Desafinados (2008), Cinturão Vermelho (2008),Leonera (2008), Che (2008), O Golpista do Ano (2009), Rio (2011), Heleno (2011), Reis e Ratos (2012)



Ronaldo

Nome: Ronaldo Luiz Nazário de Lima

Nome artístico: Ronaldo

Sexo: Masculino

Data de nascimento: 22/09/1976

Signo: Virgem

Profissão: Jogador de Futebol

Cargo:

Mesmo com altos e baixos, Ronaldo Luiz Nazário de Lima não pode reclamar: é dele a mais expressiva campanha em Copas do Mundo (fez 15 gols em três edições), o mérito de ter defendido times rivais em países estrangeiros (jogou no Barcelona e no Real Madrid, na Espanha, e no Milan e na Internazionale, na Itália) e ainda os maiores contratos internacionais para as épocas em que foi transferido de clube. Foram 6 milhões de dólares para ir do Cruzeiro ao PSV Eindhoven, 20 milhões na mudança para o Barcelona, 32 milhões para a Inter e mais 35 milhões (agora de euros) para o Real Madrid. Cifras ainda mais impressionantes quando se sabe que quando garoto, em Bento Ribeiro, subúrbio do Rio, muitas vezes não tinha dinheiro para pagar o transporte para jogar nos clubes Valqueire, Social Ramos e São Cristóvão. Aos 17 anos, viajou para seu primeiro mundial, trazendo a taça na volta da Copa dos Estados Unidos, mesmo sem jogar. Em 1998, a convulsão que sofreu antes da partida final da campanha pelo penta deixou o jogador desorientado em campo. O Brasil perdeu para a França o campeonato e Ronaldo, parte do apreço que público tinha por ele. Foi reabilitado pela vitória na Copa da Coreia e do Japão, em 2002, com dois gols seus na final. Devido a sérios problemas nos joelhos (e também aos escândalos de vida pessoal), deixou de ser considerado o “Fenômeno” na Europa. Trazido de volta ao Brasil pelo Corinthians em 2009. Ganhou dois títulos pelo alvinegro, mas apresentou dificuldade crescente em manter a forma. Em 2011, aposentou-se para se dedicar à carreira de empresário e integrar o comitê organizador da Copa de 2014 no Brasil.

É pai de Ronald (com a ex-jogadora e apresentadora Milene Domingues), e teve Beatriz Antony as filhas Maria Alice e Maria Sophia. Em 2010, reconheceu Alex, então com 5 anos, que teve com Michele Umezu.
 

Principais trabalhos:

Títulos: Copa do Mundo FIFA (1994, 2002), Melhor do Mundo FIFA (1996, 1997, 2002), Mundial de Clubes (2002), Copa do Brasil (2009)



Sabrina Sato

Nome:

Nome artístico: Sabrina Sato

Sexo: Feminino

Data de nascimento:

Signo:

Profissão:

Cargo:

Sandy

Nome: Sandy Leah de Lima

Nome artístico: Sandy

Sexo: Feminino

Data de nascimento: 28/01/1983

Signo: Aquário

Profissão: Cantora

Cargo:

Em 1989, Sandy completou seis anos. Apresentou-se com o irmão Junior no programa Som Brasil, cantando Maria Chiquinha. O hit caipira, diretamente inspirado pelo som que o pai Xororó fazia com o tio Chitãozinho na época, nem de longe lembra o repertório que a dupla construiu nos anos seguintes. Viraram astros mirins (com direito a programa de auditório, o Sandy e Junior Show, na rede Manchete), depois ídolos adolescentes (estrelando o seriado Sandy & Junior, de 1999, na TV Globo), brincaram de atuar (Sandy foi a protagonista da novela Estrela Guia, de 2001, e do filme Acquaria, de 2003), até se separam em 2007, com a intenção de trilharem caminhos mais autorais. Junior, também baterista, criou banda de rock e projetos de música eletrônica. Sandy seguiu carreira solo, e chegou às paradas estrangeiras. Com a música Scandal, assinada estrategicamente como Miss S, ultrapassou Kate Perry e Christina Aguilera no Canadá. Vendeu mais de 17 milhões de discos. Em 2011, descoloriu os cabelos e substituiu Paris Hilton no posto de garota-propaganda de uma marca de cervejas. Foi a mais bem-comportada “devassa” de todos os tempos.


Principais trabalhos:

Álbuns: Aniversário do Tatu (1991), Sábado à Noite (1992), Tô Ligado em Você (1993), Dig Dig Joy (1996), Era Uma Vez – Ao Vivo (1998), As Quatro Estações (1999), Sandy & Junior (2001), Sandy & Junior Internacional (2002), Sandy & Junior: Ao Vivo no Maracanã (2002), Identidade (2003), Sandy & Junior (2006), Acústico MTV (2007), Manuscrito (2010)


Novelas na TV Globo: Estrela Guia (2001)
Séries de TV na Globo: Sandy & Junior (1999), As Brasileiras (2012)
Cinema: Acquaria (2003)

Sarah Jessica Parker
Nome: Sarah Jessica Parker

Nome artístico: Sarah Jessica Parker

Sexo: Feminino

Data de nascimento: 25/03/1965

Signo: Áries

Profissão: Atriz

Cargo:

Carrie Bradshaw, protagonista da famosa série de TV Sex and the City, e Sarah Jessica Parker, sua intérprete, têm algumas coisas em comum. Ambas amam Nova York, curtem usar vestidos assinados por estilistas renomados e comprar sapatos. Sarah inclusive foi homenageada pelo designer Manolo Blahnik com um modelo batizado com suas iniciais. Mas o jogo de semelhanças para por aí: Sarah tem três filhos com o ator Matthew Broderick (o protagonista de Curtindo a Vida Adoidado), sendo que suas gêmeas foram gestadas por uma barriga de aluguel. Nunca ficou muito tempo solteira (namorou Robert Downey Jr., e John F. Kennedy Jr.) e, enquanto Carrie vivia a crise dos 30, sem saber se ficava com Big, Aidan ou Aleksandr, Sarah já estava casada com Matthew.



Principais trabalhos:
Cinema: Footlose (1984), Girls Just Want to Have Fun (1985), O Navegador do Espaço (1986), Lua de Mel a Três (1992), Abracadabra (1993), Zona de Perigo (1993), Ed Wood (1994), O Clube das Desquitadas (1996), Marte Ataca! (1996), Deu a Louca nos Astros (2000), Assassinato por Acidente (2002), Tudo em Família (2005), Sex and  the City – O Filme (2008), Cadê os Morgan? (2009), Sex and the City 2 (2010)

Série de TV: Sex and the City (1998)



Scarlett Johansson

Nome:

Nome artístico: Scarlett Johansson

Permalink: scarlett-johansson

Data de nascimento:

Signo:

Profissão:

Cargo:

Shakira

Nome:

Nome artístico: Shakira

Sexo: Feminino


Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6


©ensaio.org 2017
enviar mensagem

    Página principal